Notícias de Tecnologia

Segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

31 de março de 2014 18h55

Venda de tablets supera notebooks pela primeira vez no País

Para analista do IDC Brasil, tendência reflete preferência das pessoas por aparelhos mais econômicos

Por Bruno Capelas

Ao todo, foram 8 milhões de unidades comercializadas em 2013 no País.
FOTO: Marcio Fernandes/Estadão

SÃO PAULO – Pela primeira vez na história, as vendas de tablets superaram as de notebooks no Brasil. Pelo menos é o que diz um levantamento feito pela consultoria IDC Brasil: no quarto trimestre de 2013, foram vendidos 3 milhões de tablets no País – 800 mil unidades a mais que o número de notebooks comercializados no território nacional no período. Em comparação com o mesmo período de 2012, o crescimento foi de 149%.

No total, segundo o IDC, foram vendidos 8,4 milhões de tablets em 2013, em crescimento de 157% em comparação a 2012. “É um resultado inédito para o setor”, diz o analista de mercado Pedro Hagge, da IDC Brasil. Para ele, a força das vendas mostra sazonalidade do mercado, mas que não pode ser atribuído apenas às vendas de Natal. “É certo que o Black Friday veio para ficar”, diz ele.

Segundo o analista da IDC Brasil, além do preço atrativo, outro fator que justifica esse sucesso nas vendas de tablets é a diversidade de públicos que este produto atende. “Os aparelhos customizados para o público infantil, por exemplo, vêm ganhando forte espaço no segmento, assim como os modelos desenhados para atender os projetos de educação e governo”, conclui Hagge.

Computadores
Em levantamento divulgado na última sexta-feira, a IDC apontou que, em contrapartida, as vendas de computadores diminuíram 10% no País no último ano, refletindo a preferência dos consumidores brasileiros por tablets e smartphones. “Os consumidores estão buscando opções mais econômicas e que, em muitos casos, figuram ao usuário uma alternativa para consumo e interação”, disse Hagge.