Notícias de Tecnologia

Segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

28 de agosto de 2014 15h24

Taiwanesa Asus prepara entrada agressiva em smartphones no País

Conhecida no Brasil pelos PCs e laptops, fabricante quer trazer para o mercado local modelo equivalente aos celulares topo de linha por preço até 50% menor que o de concorrentes; aparelhos serão montados no Brasil e não serão vendidos por meio de operadoras

Por Camilo Rocha

No ano passado, a Asus registrou um faturamento de US$ 14 bilhões. FOTO: Divulgação

SÃO PAULO – Conhecida pelo público brasileiro como fabricante de laptops e PCs, a Asus prepara uma entrada agressiva no mercado local de smartphones. A empresa de origem taiwanesa pretende trazer ao País três modelos de celular, sendo que um deles terá configuração equivalente a modelos topo de linha de concorrentes, mas custará menos de R$ 1 mil. As informações foram dadas com exclusividade ao Link por uma fonte ligada à empresa.

Segundo ela, os três modelos fazem parte da linha Zenfone, apresentada pela empresa em janeiro na feira de eletrônicos CES, nos EUA, e já lançados em mercados como Índia e Filipinas. O Zenphone 6, o mais sofisticado do trio, tem configurações que o colocam na mesma categoria de modelos caros de concorrentes como LG e Samsung, como Galaxy S4 e o Optimus G3, que custam entre R$ 1,5 mil e R$ 2 mil. A Asus promete um valor final para o consumidor inferior a R$ 1 mil.

Para os outros dois modelos prometidos, Zenfone 5 e Zenfone 4, os preços não foram revelados, mas a fonte sugeriu que o valor do primeiro poderá ser de R$ 700. Os três vêm com sistema operacional Android, do Google.

Com esses preços, os lançamentos da Asus tem potencial de sacudir o mercado brasileiro, onde modelos de marcas como Samsung, LG e Motorola disputam a preferência dos consumidores. Mas o País tem espaço para novos competidores, acredita o analista Eduardo Tude, da Teleco. “No mundo inteiro, observa-se esse sobe e desce de marcas e no Brasil não é diferente”, avalia.

Mercado promissor
Segundo a consultoria IDC, um aumento de 73% nas vendas desse tipo de aparelho é esperada este ano, totalizando 15,4 milhões de unidades. Ou seja: no País, são vendidos 29 smartphones por minuto. “Há um movimento muito forte de queda de preços”, explica Tude. “Graças a isso, aparelhos com acesso à rede 3G serão maioria em 2014.”

A fonte ouvida pelo Link explica que o mercado deve presenciar, em breve, um novo aumento de vendas com a chegada da nova versão do sistema operacional Android. Chamado Android L, ele não estará disponível para uma grande faixa de aparelhos mais antigos, o que deve estimular a troca.

Os smartphones chegarão às lojas do País a partir de outubro e poderão ser encontrados em varejistas tradicionais e no site da própria fabricante. “A empresa apostará forte no e-commerce”, disse a fonte. Lojas de operadora não deverão receber os novos telefones. Os três modelos de smartphones têm entrada para dois chips e virão desbloqueados. A fabricação, no Brasil, ficará por conta da Foxconn.

O Zenfone 6 terá tela de seis polegadas, o que já o colocará entre os maiores celulares disponíveis do País. Smartphones com telas grandes (apelidados de “telha”) têm sido uma das tendências mais fortes da categoria desde o ano passado. O tamanho maior é mais propício para o consumo de games e vídeos, sendo que este último formato vem se popularizando.

O aparelho também tem câmera de 13 megapixels, outra medida encontrada em aparelhos mais caros. O processador é de 2 gigahertz com dois núcleos, inferior ao desses concorrentes.

A Asus foi fundada há 25 anos para fornecer peças para fabricantes de PCs. Só em 2007, a companhia começou a vender produtos com marca própria, inovando na categoria de netbooks. Em 2013, a empresa faturou US$ 14 bilhões.