Notícias de Tecnologia

Segunda-feira, 22 de Setembro de 2014

05 de fevereiro de 2013 15h52

O manual de Paulo Coelho contra os trolls

Autor sugere que as pessoas criem listas de usuários que costumam publicar comentários provocativos

Por Vinicius Felix

Autor sugere que as pessoas criem listas de usuários que costumam publicar comentários provocativos

FOTO: DIVULGAÇÃO

SÃO PAULO – Em seu blog oficial, Paulo Coelho fez uma curiosa lista de como acabar com os trolls. O autor de O Alquimista sugere a criação de uma lista negra com os nomes de pessoas que fazem  ataques, normalmente anônimos, com objetivo de provocar alguém na internet.

—-

• Siga o ‘Link’ no Twitter, no Facebook, no Google+ no Tumblr e também no Instagram

“Os trolls não merecem respeito, porque não respeitam ninguém, e se acham o máximo porque ingenuamente pensam que estão atuando de maneira anônima”, escreveu Coelho em seu blog. O autor é também defensor do download gratuito de livros e usuário ativo tanto do Twitter (6 milhões de seguidores) quanto do Facebook (10 milhões curtem sua página oficial).

Coelho contou que, na escola, também sofreu com as “trolagens” de outros alunos. “ Eu não tinha como me defender, e tudo que pude fazer foi esperar o momento do contra-ataque, que sempre surge.” Sua solução foi criar duas listas: uma de pessoas que o ajudavam e outra com os nomes daqueles que o “colocavam para baixo”.

Ele diz que se inspira nesse método para combater as trolagens online. A equipe de seu escritório faz uma varredura dos comentários negativos e cria uma lista de usuários que costumam publicar esse tipo de mensagem.

Veja um trecho do manual:

1] Bullying (trolagem) só ocorre com quem tem alguma relevância. Se você está sendo trolado, é porque está acima da média.
Não concorda? Basta ir para algum portal, abrir uma noticia de celebridade, e olhar os comentários. Qualquer celebridade — seja ela artista, política, esportista.
2] O anonimato na internet é covarde. Os trolls são pessoas com um comportamento doentio, mas que podem causar mal aos mais fracos.
3] Só existe uma maneira de reagir: deixando bem claro que qualquer coisa que escreverem sobre você terá consequências no futuro. Talvez não no próximo mês, nem no próximo ano, mas um dia eles vão precisar de sua ajuda.

Veja o post completo do autor aqui.


Leia mais:
• Paulo Coelho defende pirataria e ataca Sopa
• Pirate Bay homenageia Paulo Coelho