Notícias de Tecnologia

Terça-feira, 29 de Julho de 2014

29 de janeiro de 2014 21h16

Google vende Motorola para a Lenovo

Negócio ainda precisa ser aprovado pelas autoridades americanas; valor da aquisição foi de US$ 2,9 bi

Por Camilo Rocha

SÃO PAULO – O Google anunciou nesta quarta-feira, 29, a venda sua unidade de aparelhos celulares Motorola Mobility para a chinesa Lenovo. O valor do negócio, de US$ 2,91 bilhões, foi confirmado no blog oficial do Google e em um comunicado da Lenovo.

Segundo a Lenovo, US$ 660 milhões serão pagos em dinheiro e US$ 750 milhões em ações ordinárias da fabricante. O US$ 1,5 bilhão restante será pago através de nota promissória com prazo de três anos.

Em seu blog, o Google explicou que o mercado de smartphones é “super-competitivo” e que para prosperar é necessária dedicação total. “Por isso, acreditamos que a Motorola será melhor servido pela Lenovo”.

O Google concluiu a aquisição da Motorola Mobility em maio de 2012. O processo de compra foi iniciado em 15 de agosto de 2011, mas teve que esperar o sinal verde de autoridades reguladoras. A quantia paga na época foi de US$ 12,5 bilhões,  quatro vezes mais do que o valor da venda atual.

Sob o comando do Google, a Motorola lançou os bem avaliados smartphones Moto X e Moto G, que vem com seu sistema de reconhecimento de voz Google Now. A divisão, porém reportou prejuízo de US$ 248 milhões no terceiro trimestre de 2013 e perdas de US$ 192 milhões no ano anterior.

Patentes
Em seu comunicado, a Lenovo diz que a compra vai “fortalecer de maneira significativa” sua posição no mercado de smartphones. Com a Motorola em mãos, a gigante chinesa ganhará cerca de 2 mil patentes na área de comunicação móvel. O Google ficará, entretanto, com a maior parte do portfólio de patentes da Motorola, que poderão ser utilizadas pela Lenovo através de um acordo de licenciamento.

O negócio expandirá a presença da chinesa nos mercados de tablets e smartphones dos Estados Unidos e Europa.

IBM
Na semana passada, a Lenovo fechou acordo para comprar a unidade de servidores de baixo custo da IBM em um negócio avaliado em US$ 2,3 bilhões. Foi a maior aquisição já feita por uma empresa de tecnologia chinesa.

Em outra aquisição histórica, a Lenovo comprou em 2005 a divisão ThinkPad PC, também da IBM, por US$1,75 bilhão.

A Lenovo se tornou a maior vendedora de PCs do mundo no segundo trimestre de 2013, segundo dados das consultorias IDC e Gartner.