Notícias de Tecnologia

Segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

14 de outubro de 2012 18h13

Arte brasileira é representada pelos artistas mais jovens

Marina Vaz* SÃO PAULO – Nem tente procurar nomes referenciais da arte brasileira, como Helio Oiticica e Lygia Clark, no Art.sy. Eles não estão lá. Entre os brasileiros (há cerca de 30), a maioria é formada por jovens artistas que já têm espaço na arte contemporânea nacional, embora sejam pouco conhecidos pelo grande público. Talentos [...]

Por Redação Link

Marina Vaz*

SÃO PAULO – Nem tente procurar nomes referenciais da arte brasileira, como Helio Oiticica e Lygia Clark, no Art.sy. Eles não estão lá. Entre os brasileiros (há cerca de 30), a maioria é formada por jovens artistas que já têm espaço na arte contemporânea nacional, embora sejam pouco conhecidos pelo grande público. Talentos como Felipe Cohen, Stephan Doitschinoff e Camila Sposati fazem parte desse grupo.

A vantagem disso é poder entrar em contato com uma produção atual, com ares frescos. A desvantagem é que as sugestões de artistas relacionados, feitas pelo site, funcionam melhor nas buscas por movimentos consolidados, como Impressionismo ou Cubismo. No caso da arte contemporânea, talvez por se tratar de um caminho que ainda está sendo trilhado, as associações são mais genéricas. Por exemplo: ao pesquisar por um artista brasileiro, o site sugere, em geral, outros nomes brasileiros.

Ainda assim, a possibilidade de ter contato com obras de todo o mundo, com informações técnicas e biografias detalhadas, é incrível. E poder buscá-las por categorias como movimentos, regiões geográficas, técnicas utilizadas e temas faz do Art.sy uma boa ferramenta para os que gostam de arte – e para os que querem gostar.

* É repórter de artes plásticas do ‘Divirta-se’

—-
Leia mais:
O genoma da arte
Link no papel – 15/10/2012