Notícias de Tecnologia

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

14 de dezembro de 2012 14h17

5coisas: razões para não comprar o iPhone 5

Todo lançamento do smartphone da Apple provoca filas e comoção; mas será que vale a pena?

Por Camilo Rocha

Todo lançamento do smartphone da Apple provoca filas e comoção; mas será que vale a pena?

FOTO: LUCAS JACKSON/REUTERS – 21/9/2012

SÃO PAULO – Já viraram tradição em lançamento de iPhone as fotos de filas de consumidores esperando pelo novo aparelho. Quando o iPhone 5 saiu nos EUA e alguns países da Europa, em setembro, lá estavam elas outra vez.

—-
• Siga o ‘Link’ no Twitter, no Facebook, no Google+ no Tumblr e no Instagram

No Brasil, as operadoras de telefonia, as primeiras a vender o telefone, se esforçaram para replicar esse clima aqui. A TIM chegou a oferecer descontos na primeira noite de venda na tentativa de causar aglomeração. Deu parcialmente certo, com filas de tamanhos diversos registradas em lojas de várias operadoras pelo Brasil.

Aqui no Link, pensamos que não há motivo para tanta pressa. São cinco bons motivos pelos quais não vale a pena correr para comprar o novo iPhone 5.

1) O preço de lançamento é obscenamente caro.

Aqui no Brasil, o preço pode chegar até R$ 3 mil (veja os valores aqui). Você pode comprar mais barato nos EUA, onde ele custa US$ 650, sem incluir impostos. Ou esperar alguns meses que o preço baixará aqui no Brasil também, como aconteceu com o iPhone 4S.

2) O iPhone 4S vai baixar de preço.

Hoje, ele custa R$ 2 mil na Apple Store e nas operadoras pode sair mais barato. O preço não deve baixar mais imediatamente, no máximo pequenos descontos. Mas dentro de alguns meses, o valor pode ficar menor. E o iPhone 4S continua sendo uma excelente opção de aparelho. Nos EUA, custa a partir de US$ 550, sem impostos.

3) Você pode ter o iOS 6 em modelos mais antigos do iPhone.

A maior parte das novidades do iPhone 5 podem ser usufruídas por quem tem os modelos 3GS, 4 e 4S, simplesmente atualizando de graça o sistema operacional para a versão iOS 6.

4) O 4G do aparelho não pega no Brasil.

E se a Apple fizer mais para frente uma versão compatível com nossa frequência da rede 4G, como fez a Samsung agora com o Galaxy S3? Se isso acontecer, quem comprar o iPhone 5 agora não poderá aproveitar.

5) Existem alternativas excelentes.

Estamos em 2012. O iPhone não é mais O smartphone referência. Os telefones Samsung Galaxy S3 e Motorola Razr HD, por exemplo, são rivais que batem o iPhone em vários quesitos. E têm 4G que funciona no Brasil. Vale a pena comparar.