Estado.com.br
Quarta-feira, 20 de Agosto de 2014
Seu Bolso
Seções
Arquivos
Tamanho do Texto

SP tem 22,5 mil vagas de estágio nas férias

Categoria: emprego

LUCIELE VELLUTO

Os estudantes que buscam um estágio não podem deixar as férias de julho passarem para correr atrás de trabalho. É nesse período que aparece grande parte das oportunidades. A previsão é que sejam abertas 22,5 mil vagas no mês no Estado de São Paulo.

“É um período de grandes oportunidades para quem quer estagiar, pois os contratos estão vencendo, os atuais estagiários estão se formando e muitos são contratados. O estudante precisa ter consciência de que as férias são um bom momento para procurar trabalho”, afirma o superintendente de operações do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) Eduardo de Oliveira.

A entidade calcula oferecer 10 mil vagas de estágio no meio deste ano em todo o Estado, sendo 3 mil delas na capital. No Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube), são previstas 10 mil postos para estudantes de ensino superior e 2,5 mil para estudantes de ensino médio e técnico durante o mês de julho.

“As vagas já começaram a ser abertas e o cenário econômico está aquecido, o que leva a criação de mais estágios neste ano do que em 2011”, explica a gestora de carreira do Nube Carmen Alonso. No geral, serão 21 mil oportunidades de estágio no meio do ano colocadas à disposição pela entidade em todo o País, 16,6% mais do que no mesmo período do ano passado.

O estudante do 6º semestre de engenharia Luiz Guilherme Randone Pereira, de 22 anos, é um dos que não querem deixar a chance passar. Ele já começou a procurar estágio e está na fase de entrevistas. “Quero começar a trabalhar já nas férias para poder me adaptar ao trabalho e aos estudos. Não vou viajar, quero investir na carreira para conseguir experiência”, explica o estudante de engenharia.

A diretora da empresa de seleção Cia de Talentos, Paula Esteves, explica que nesse período não aparecem postos apenas para quem quer trabalhar no próximo semestre, mas também para quem deseja concorrer a uma vaga de estágio para o início de 2013.

“Grandes empresas começam a abrir agora as inscrições para os candidatos interessados em participar do processo seletivo. Alguns duram seis meses. Por isso é bom ficar de olho nas vagas que surgem no meio do ano”, explica ela.

Conexão
A dica para quem não quer ficar de fora é manter-se atento e conectado. As agências de recrutamento e seleção fazem os contatos por e-mail, mensagem de celular, telefone e até pelas redes sociais. “O estudante não pode deixar de atualizar seus contatos e de se cadastrar nos sites das empresas de seleção”, afirma Oliveira, do CIEE.

O Nube oferece um aplicativo para Facebook para os estudantes. Quando o interessado em concorrer a um estágio faz seu cadastro no núcleo, ele pode usar o recurso de ‘curtir’ o Nube na rede social. Dessa forma, ele tem acesso a um aplicativo que irá oferecer oportunidades para o candidato conforme o perfil dele.

“Hoje, com os smartphones, mesmo que o estudante vá viajar, ele pode ficar atento às vagas que são oferecidas nas redes sociais ou por e-mail e não perder a chance de participar de um processo seletivo”, diz Carmen.

Oliveira explica que há postos para diferentes níveis de escolaridade e tempo de estudo. “Desde estudantes de ensino médio e técnico até universitários, as vagas abrem para todos. Mesmo que esteja no primeiro ano da faculdade também vale procurar trabalho. O estudante deve ter em mente que quanto mais estágios ele fizer, mais experiências vai adquirir e estará mais bem preparado para o mercado”, alerta.

Remuneração
Além da experiência e conhecimento, o estagiário também será remunerado por seu trabalho. De acordo com uma pesquisa realizada em 2011 pelo Nube sobre valor médio da bolsa de estudos, alunos de nível superior recebem R$ 816,77 e os de nível tecnólogo ganham R$ 774,75.

Os do ensino médio recebem R$ 447,61 e os de nível médio técnico têm bolsa mensal de R$ 561,79. Os maiores salários para estagiários universitários são para estudantes em formação nas áreas de economia (R$ 1.089,57) e engenharia (R$ 1.053,40).