Estado.com.br
Domingo, 20 de Abril de 2014
Cidade
Seções
Arquivos
Tamanho do Texto

MP investiga obra de shopping na Marginal do Tietê

Categoria: Urbanismo

ADRIANA FERRAZ

O Ministério Público Estadual (MPE) abriu processo para investigar a construção do Tietê Plaza Shopping, no cruzamento da Avenida Raimundo Pereira de Magalhães com a Marginal do Tietê, em Pirituba, zona norte de São Paulo. O objetivo é assegurar que as obras de contrapartida exigidas pela Prefeitura até outubro de 2013, quando o empreendimento deve ser inaugurado, fiquem prontas a tempo de reduzir o impacto negativo no trânsito local.

Segundo a promotora de Justiça Stela Tinone Kuba, da Promotoria de Habitação e Urbanismo, o futuro shopping já pode ser classificado como um grande polo gerador de tráfego, por isso requer acompanhamento. Outros oito centros de compras já em funcionamento estão na lista do MPE, além do Shopping JK Iguatemi, cuja inauguração foi impedida por decisão judicial por não ter feito obras de melhoria no viário previstas pela Prefeitura na aprovação do projeto.

A expectativa é de que Tietê Plaza receba 20 mil pessoas por dia – 3 mil a mais que o previsto para o Shopping JK Iguatemi. No caso do empreendimento de Pirituba, a investigação aberta pela Promotoria visa a evitar uma nova ação civil pública por descumprimento das regras, além de definir se as intervenções exigidas pela Prefeitura são suficientes.

O pacote estabelecido na certidão de diretrizes emitida pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) não prevê grandes obras – como a construção de um novo viaduto, como quer a comunidade – mas investimentos na adoção de nova sinalização, alargamento de via, recuperação de pavimento e instalação de câmeras de monitoramento, além de painéis de mensagens variáveis.

Responsável pela construção, a Cyrella assegurou que cumprirá as determinações municipais a tempo de reduzir os impactos no trânsito. “Os projetos já estão elaborados e as obras serão finalizadas antes da inauguração do empreendimento”, afirmou, em nota. A lista, segundo a empresa, inclui ainda o plantio de 515 mudas de espécies nativas.

A primeira fase do shopping terá 214 lojas, 7 salas de cinema e estacionamento com capacidade para até 2,4 mil vagas. Os números podem aumentar, uma vez que o projeto prevê expansão.

Antiga demanda da comunidade de Pirituba, a ponte que ligaria a Marginal do Tietê à Avenida Raimundo Pereira de Magalhães voltou a ser debatida com o início das obras do shopping. Na sexta-feira, em audiência convocada pela Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal, moradores reivindicaram que a obra seja incluída no Orçamento de 2013.

Para os moradores, a ponte ajudaria a reduzir não só os transtornos provocados pelo empreendimento, também amenizaria o aumento de fluxo que o Piritubão (centro de eventos previsto para a região) e o Trecho Norte do Rodoanel levarão ao bairro.

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo