1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

JOÃO BOSCO RABELLO está no jornalismo político desde 1977, em Brasília, onde participou da cobertura do período que vai da abertura do regime militar à Assembléia Nacional Constituinte de 88, passando pela redemocratização, com a eleição e morte de Tancredo Neves, o primeiro governo civil, de José Sarney e os que o sucederam.

Iniciou sua carreira em 1974, no extinto Diário de Notícias, no Rio de Janeiro (RJ). Transferiu-se para Brasília (DF), em 1977, onde alternou as funções de repórter político,coordenador, editor e diretor de sucursal, no Correio Braziliense, Empresa Brasileira de Notícias, O Globo, Jornal do Brasil e o Estado de S.Paulo (1990/2013), nessa ordem.

É responsável também pelo conteúdo de análise política do serviço em tempo real Broadcast, da Agência Estado.

quarta-feira 30/07/14

Fidelidade ao eleitor

Em política, a única fidelidade é prestada à perspectiva de vitória. A eleição de Tancredo Neves, no Colégio Eleitoral que devolveu o poder aos civi, em 84, depois da longa ditadura no país, provou que nem o regime militar conseguiu impô-la para fazer o sucessor do presidente João Figueiredo. Àquela época, a formação de uma

Ler post
quarta-feira 11/06/14

Dissidência do PMDB reflete tamanho do risco de Dilma

Com uma variação para mais, o resultado da convenção do PMDB foi o esperado: o partido renovou o apoio à aliança com o PT para a disputa da presidência da República, reservando-se o direito de não estender o compromisso às estruturas regionais que cuidarão de seus cenários como lhes convier. Alguns aspectos desse processo são

Ler post
quinta-feira 13/03/14

PMDB impõe agenda negativa ao governo

O clima de guerra que se instalou na Câmara em reação à presidente Dilma Rousseff, de que é reflexo o placar acachapante de 267 a 28 pela criação da comissão que investigará a Petrobrás, indica que a estratégia de confronto escolhida pelo Planalto foi errada, no mínimo, na dose de força empregada. O que se

Ler post
quinta-feira 06/03/14

Lula volta, mas articulador político

O movimento “Volta Lula”, com origem no PT, ganha agora um contorno mais realista ao alterar o objetivo original de fazer do ex-presidente novamente o candidato do partido à Presidência da República, para investi-lo na função de articulador político do governo em ano de campanha eleitoral. Nessa configuração, tem o apoio ampliado pelo coro do

Ler post
segunda-feira 20/01/14

Com Lula, rodada final da reforma

A reunião com o ex-presidente Lula hoje, no Alvorada, indica que a presidente Dilma Rousseff viaja a Davos, depois de amanhã, com a reforma ministerial fechada. É reservada ao antecessor a rodada final que decide as mudanças ministeriais determinadas pelas eleições deste ano, impostas pela saída de ministros-candidatos. Desde que o declínio dos seus índices

Ler post
terça-feira 20/08/13

Campanha da JBS e troca na agricultura irritam ruralistas

Dois episódios voltam a acirrar os ânimos da bancada ruralista no Congresso contra o governo: a nomeação do advogado Rodrigo Figueiredo para a Secretaria de Defesa Agropecuária (DAS), do Ministério da Agricultura, e o uso do financiamento do BNDES ao grupo JBS-Friboi, no valor de R$ 7 bilhões, para uma estratégia, segundo a Confederação Nacional

Ler post
quinta-feira 08/08/13

Orçamento impositivo, uma disputa política

O levantamento do DEM comprovando a seletividade eleitoral na liberação de emendas parlamentares, privilegiando a base aliada, agrava a desconfiança quanto à garantia da presidente Dilma Rousseff de pagamento de R$ 6,8 bilhões este ano, e reduz as chances do governo no esforço para evitar o avanço do orçamento impositivo no Congresso. O favorecimento dos

Ler post