1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

JOÃO BOSCO RABELLO está no jornalismo político desde 1977, em Brasília, onde participou da cobertura do período que vai da abertura do regime militar à Assembléia Nacional Constituinte de 88, passando pela redemocratização, com a eleição e morte de Tancredo Neves, o primeiro governo civil, de José Sarney e os que o sucederam.

Iniciou sua carreira em 1974, no extinto Diário de Notícias, no Rio de Janeiro (RJ). Transferiu-se para Brasília (DF), em 1977, onde alternou as funções de repórter político,coordenador, editor e diretor de sucursal, no Correio Braziliense, Empresa Brasileira de Notícias, O Globo, Jornal do Brasil e o Estado de S.Paulo (1990/2013), nessa ordem.

É responsável também pelo conteúdo de análise política do serviço em tempo real Broadcast, da Agência Estado.

quarta-feira 18/06/14

PSDB tentará Meirelles até o limite

Está claro, apesar do efeito dispersivo da Copa do Mundo, que  os lances mais estratégicos da atual fase da campanha eleitoral se desenvolvem em São Paulo – menos em torno dos partidos que polarizam a eleição – PT e PSDB – e mais entre os personagens da oposição. As negociações em torno de uma possível

Ler post
quinta-feira 13/02/14

PSB/Rede e as alianças realistas

A confirmação da candidatura do deputado Márcio França ao governo de São Paulo, e as decisões de apoio aos candidatos Pimenta da Veiga e Miro Teixeira, em Minas e Rio, respectivamente, indicam que prevalece uma linha realista nas negociações entre o PSB e Rede na definição das alianças estaduais. O PSB sai com um candidato

Ler post
segunda-feira 26/08/13

PSB calcula ampliar para 50 deputados a bancada federal

Enquanto não oficializa a candidatura do governador de Pernambuco e presidente do partido, Eduardo Campos, à presidência da República, o PSB investe na segunda prioridade da sigla – a formação das chapas proporcionais. É a composição dessas chapas que garante maior tempo de televisão para os candidatos aos governos estaduais e à presidência. A definição

Ler post