1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

JOÃO BOSCO RABELLO está no jornalismo político desde 1977, em Brasília, onde participou da cobertura do período que vai da abertura do regime militar à Assembléia Nacional Constituinte de 88, passando pela redemocratização, com a eleição e morte de Tancredo Neves, o primeiro governo civil, de José Sarney e os que o sucederam.

Iniciou sua carreira em 1974, no extinto Diário de Notícias, no Rio de Janeiro (RJ). Transferiu-se para Brasília (DF), em 1977, onde alternou as funções de repórter político,coordenador, editor e diretor de sucursal, no Correio Braziliense, Empresa Brasileira de Notícias, O Globo, Jornal do Brasil e o Estado de S.Paulo (1990/2013), nessa ordem.

É responsável também pelo conteúdo de análise política do serviço em tempo real Broadcast, da Agência Estado.

quarta-feira 30/07/14

Fidelidade ao eleitor

Em política, a única fidelidade é prestada à perspectiva de vitória. A eleição de Tancredo Neves, no Colégio Eleitoral que devolveu o poder aos civi, em 84, depois da longa ditadura no país, provou que nem o regime militar conseguiu impô-la para fazer o sucessor do presidente João Figueiredo. Àquela época, a formação de uma

Ler post
segunda-feira 21/07/14

Saulo Queiroz: reeleição do PT vai de mal a pior

Análise do Secretário – Geral do PSD, Saulo Queiroz (MS), para este Blog,  com base na mais recente pesquisa Datafolha, sugere que o índice de rejeição à presidente Dilma é o maior entrave à sua reeleição, identifica-o no PT, por causa do mensalão, e avalia que sua derrota eleitoral parece iminente. Saulo considera que a

Ler post
terça-feira 01/07/14

Aécio consegue unidade e se fortalece no sul e sudeste

Encerradas as convenções partidárias, que não apresentaram surpresas do lado do PT, tem-se um quadro de resgate da unidade partidária do PSDB, que esteve ameaçada na fase de negociações no principal colégio eleitoral, São Paulo. O senador Aécio Neves logrou conquistar o que talvez fosse sua principal meta, um arco de alianças que fortalece sua

Ler post
quarta-feira 18/06/14

PSDB tentará Meirelles até o limite

Está claro, apesar do efeito dispersivo da Copa do Mundo, que  os lances mais estratégicos da atual fase da campanha eleitoral se desenvolvem em São Paulo – menos em torno dos partidos que polarizam a eleição – PT e PSDB – e mais entre os personagens da oposição. As negociações em torno de uma possível

Ler post
terça-feira 17/06/14

Polarização e Ícaro às avessas

Previsões em política são sempre de alto risco, especialmente em tempos de campanha eleitoral, quando o chamado imponderável encarna um personagem de plantão a assustar candidatos e partidos.  As pesquisas, nesse contexto, servem apenas de parâmetro a orientar as ações dos candidatos. Com essa ressalva é possível afirmar que a fotografia do momento indica que

Ler post
sexta-feira 17/01/14

Crise na base desafia unidade na campanha da reeleição

Não é só a economia – que tem seus índices crescentemente piores – que preocupa o governo com vistas às eleições de outubro. O reflexo do desgaste do PMDB com o Planalto nas eleições regionais , com efeito na campanha de reeleição de Dilma, é dissimulada com a versão de voracidade do partido por mais

Ler post
segunda-feira 26/08/13

PSB calcula ampliar para 50 deputados a bancada federal

Enquanto não oficializa a candidatura do governador de Pernambuco e presidente do partido, Eduardo Campos, à presidência da República, o PSB investe na segunda prioridade da sigla – a formação das chapas proporcionais. É a composição dessas chapas que garante maior tempo de televisão para os candidatos aos governos estaduais e à presidência. A definição

Ler post
quinta-feira 16/05/13

Deputado Mendes Thame deve ser o novo secretário-geral do PSDB

O novo secretário-geral do PSDB deve ser o deputado federal Antônio Carlos Mendes Thame, do diretório de São Paulo. Foi um nome escolhido a dedo para unificar o partido: ele transita com desenvoltura entre os grupos do governador Geraldo Alckmin, do ex-governador José Serra e do senador Aécio Neves (MG), que assume a presidência da

Ler post
domingo 12/05/13

Os planos do PSB e a articulação de Eduardo Campos

Depois de interromper um longo período de viagens pelo país, despertando suspeitas de que poderia recuar de seu projeto presidencial, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB),  retoma o trabalho de articulação de alianças para a construção dos chamados palanques regionais. A estratégia do PSB está concentrada nas 400 maiores cidades, que reúnem 60% do

Ler post