1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

JOÃO BOSCO RABELLO está no jornalismo político desde 1977, em Brasília, onde participou da cobertura do período que vai da abertura do regime militar à Assembléia Nacional Constituinte de 88, passando pela redemocratização, com a eleição e morte de Tancredo Neves, o primeiro governo civil, de José Sarney e os que o sucederam.

Iniciou sua carreira em 1974, no extinto Diário de Notícias, no Rio de Janeiro (RJ). Transferiu-se para Brasília (DF), em 1977, onde alternou as funções de repórter político,coordenador, editor e diretor de sucursal, no Correio Braziliense, Empresa Brasileira de Notícias, O Globo, Jornal do Brasil e o Estado de S.Paulo (1990/2013), nessa ordem.

É responsável também pelo conteúdo de análise política do serviço em tempo real Broadcast, da Agência Estado.

quarta-feira 11/06/14

Dissidência do PMDB reflete tamanho do risco de Dilma

Com uma variação para mais, o resultado da convenção do PMDB foi o esperado: o partido renovou o apoio à aliança com o PT para a disputa da presidência da República, reservando-se o direito de não estender o compromisso às estruturas regionais que cuidarão de seus cenários como lhes convier. Alguns aspectos desse processo são

Ler post
terça-feira 03/06/14

Economia, ainda o maior obstáculo de Dilma

Considerada a improbabilidade de as CPIs da Petrobrás produzirem  alguma informação nova relevante – uma por blindagem do governo, outra, por absoluta falta de tempo -, a economia continua se impondo como a grande adversária da presidente Dilma Rousseff. A rigor, não deixou de ser desde que a inflação  consolidou um quadro econômico que já

Ler post
sexta-feira 17/01/14

Crise na base desafia unidade na campanha da reeleição

Não é só a economia – que tem seus índices crescentemente piores – que preocupa o governo com vistas às eleições de outubro. O reflexo do desgaste do PMDB com o Planalto nas eleições regionais , com efeito na campanha de reeleição de Dilma, é dissimulada com a versão de voracidade do partido por mais

Ler post
quarta-feira 04/12/13

Aécio vincula escolha em Minas ao cenário nacional

No calendário de definições do senador Aécio Neves em 2014, a candidatura ao governo de Minas deve ficar por último. Entre o presidente do PSDB estadual, deputado Marcus Pestana, e o veterano Pimenta da Veiga, quadro histórico do PSDB, Aécio submeterá a escolha ao desfecho da movimentação dos outros atores do processo eleitoral – PSD,PMDB

Ler post
quarta-feira 19/06/13

Após manifestações, Congresso pauta redução das tarifas de ônibus

A classe política ainda tenta assimilar a onda de manifestações nas principais capitais do País. Mas uma das reações concretas foi pautar projetos e debates no Congresso nos próximos dias, voltados à redução das tarifas do transporte público – uma das bandeiras que deflagrou os primeiros protestos. “Chegou a hora do parlamento ouvir mais e

Ler post
quinta-feira 28/02/13

Sua Eminência, o Presidente Emérito

Avaliação suprapartidária corrente nos meios políticos traduz o lançamento da candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição como um movimento tático restrito à conveniência do ex-presidente Lula de antecipar o debate eleitoral, porém sem excluí-lo como alternativa em 2014, caso as circunstâncias políticas determinem. A leitura reforça a percepção comum de que Lula mantém as

Ler post
quarta-feira 02/01/13

Prefeitos assumem com discursos promissores

Eduardo Paes: Gestão Profissionalizada - Foto Wilton Junior / Estadão Conteúdo

É cedo para estabelecer uma relação de causa e efeito entre o revés imposto pelo julgamento do mensalão  ao “projeto nacional” do PT e a mudança de postura percebida nos discursos dos prefeitos eleitos nas principais capitais do país, aparentemente dispostos a adotar gestões inspiradas nos manuais da iniciativa privada. O espírito de gestão que

Ler post
sexta-feira 19/10/12

Lula faz campanha para quem chamou de bandido

Em troca do apoio do PDT nacional a Fernando Haddad em São Paulo, o ex-presidente Lula gravou uma declaração de apoio ao prefeito de Macapá, Roberto Góes (PDT), candidato à reeleição. Preso na Operação Mãos Limpas da Polícia Federal, em 2010, Góes passou dois meses na Penitenciária da Papuda em Brasília. No primeiro turno, Lula

Ler post
quarta-feira 03/10/12

Lula e o cheque em branco: o primeiro, foi para Jefferson…

O ex-presidente Lula voltou a usar a imagem do cheque em branco para avalizar um personagem político, desta vez o seu candidato à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad. A ele, disse ontem no comício no Largo 13, em São Paulo, daria o cheque e “dormiria tranquilo”.  A primeira vez que usou esse expediente foi

Ler post