1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

JOÃO BOSCO RABELLO está no jornalismo político desde 1977, em Brasília, onde participou da cobertura do período que vai da abertura do regime militar à Assembléia Nacional Constituinte de 88, passando pela redemocratização, com a eleição e morte de Tancredo Neves, o primeiro governo civil, de José Sarney e os que o sucederam.

Iniciou sua carreira em 1974, no extinto Diário de Notícias, no Rio de Janeiro (RJ). Transferiu-se para Brasília (DF), em 1977, onde alternou as funções de repórter político,coordenador, editor e diretor de sucursal, no Correio Braziliense, Empresa Brasileira de Notícias, O Globo, Jornal do Brasil e o Estado de S.Paulo (1990/2013), nessa ordem.

É responsável também pelo conteúdo de análise política do serviço em tempo real Broadcast, da Agência Estado.

quinta-feira 12/06/14

Justiça devolve seriedade à investigação na Petrobrás

A prisão de Paulo Roberto Costa, um dia após depor na CPI Mista da Petrobrás, confirma que a ação investigativa conduzida pelo juiz Sérgio Moro, do Paraná, mantém-se como polo de onde podem surgir os esclarecimentos que o governo se empenha em evitar. A justificativa para a prisão, inicialmente baseada na obstrução da justiça e

Ler post
quarta-feira 23/04/14

Vargas só dá ao PT a opção de expulsá-lo

A novela em que se transformou a questão envolvendo a cassação ou renúncia do deputado André Vargas (PT-PR), ex-vice-presidente da Câmara, é uma sangria que corre ao mesmo tempo de outro enredo desgastante para o governo, o da CPI da Petrobrás. Vargas desafia abertamente seu partido, que hesita em expulsá-lo, mas protela seu julgamento no

Ler post
terça-feira 22/04/14

Petrobrás, de ontem e de hoje, perdida em versões conflitantes

O longo feriado com o qual o governo esperava esfriar o debate em torno da CPI da Petrobrás, terminou sem que o tema saísse da pauta. E, mais uma vez, à revelia da oposição, que continua se beneficiando da guerra de versões dentro do próprio ambiente oficial. A entrevista do ex-presidente da empresa, Sérgio Gabrielli,

Ler post
quinta-feira 17/04/14

Foster e Cerveró mantêm suspeitas sobre a Petrobrás

Somados, os depoimentos do ex-diretor da Petrobrás, Nestor Cerveró, e o da presidente da empresa, Graça Foster, mantêm a contradição essencial que permeia a crise gerada pela compra da refinaria de Pasadena. Graça confirmou a versão presidencial de que a sonegação  de cláusulas estratégicas levaram à aprovação pelo Conselho do que ela considerou “um inquestionável

Ler post
terça-feira 15/04/14

Foster adota versão de Dilma para Pasadena e deixa mal antecessores

Enquanto a movimentação dos candidatos de oposição segue o roteiro previsto, no âmbito da candidatura oficial o crescimento da inflação e o escândalo da Petrobrás fogem ao controle do governo. Como já foi dito nesse espaço, a CPI se impõe como opção investigativa legítima, tais os pontos obscuros do episódio e a condição de sigilo

Ler post
segunda-feira 14/04/14

No índice máximo de risco

Não é boa a situação da presidente Dilma Rousseff com vistas à reeleição, ainda que no mapa das pesquisas , tecnicamente, se mantenha como a candidata com a chance mais clara de vitória. Segundo o diretor do instituto Datafolha, Mauro Paulino, em entrevista à revista Veja,  historicamente o índice mínimo de êxito de candidatos à

Ler post
terça-feira 08/04/14

“Unhas e dentes” em causa própria

Ao dar a palavra de ordem de defender “com unhas e dentes” a Petrobras, o ex-presidente Lula acusa o golpe que os escândalos envolvendo a empresa representam para a candidatura da presidente Dilma Rousseff, mas também defende seu legado. Foi em seu governo que se desenvolveram as operações comerciais da Petrobras que hoje minam a

Ler post
terça-feira 01/04/14

Notas da Petrobás só ajudam CPI

Parte do arsenal do governo para neutralizar o avanço da CPI da Petrobrás, a nota da empresa publicada hoje nos jornais dando conta de que investigação interna concluiu que não houve suborno de funcionários seus pela empresa SBM Offshore,  com sede na Holanda, é uma peça de ficção. A investigação a que se refere a

Ler post
segunda-feira 31/03/14

CPI é primeiro palanque da eleição

A CPI da Petrobrás, cujo pedido de instalação deve ser lido em plenário amanhã, promete   ser daqui em diante o palanque principal da campanha eleitoral,  onde oposição e PT  se enfrentarão. O esforço do governo para evitá-la parece ter chegado ao fim, ainda que assinaturas de apoio possam ser retiradas até que o pedido vá

Ler post