1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

JOÃO BOSCO RABELLO está no jornalismo político desde 1977, em Brasília, onde participou da cobertura do período que vai da abertura do regime militar à Assembléia Nacional Constituinte de 88, passando pela redemocratização, com a eleição e morte de Tancredo Neves, o primeiro governo civil, de José Sarney e os que o sucederam.

Iniciou sua carreira em 1974, no extinto Diário de Notícias, no Rio de Janeiro (RJ). Transferiu-se para Brasília (DF), em 1977, onde alternou as funções de repórter político,coordenador, editor e diretor de sucursal, no Correio Braziliense, Empresa Brasileira de Notícias, O Globo, Jornal do Brasil e o Estado de S.Paulo (1990/2013), nessa ordem.

É responsável também pelo conteúdo de análise política do serviço em tempo real Broadcast, da Agência Estado.

domingo 11/05/14

Reguffe se decide pelo Senado com Rollemberg no DF

Deputado federal proporcionalmente mais votado do país em 2010,  Antonio Reguffe (PDT) decidiu disputar a vaga única ao Senado nas eleições de outubro. Desta forma, a aliança com o PSB no Distrito Federal deve ser oficializada nos próximos dias, depois de lançadas as bases do programa de governo pelo PSB. O lançamento do programa de

Ler post
sexta-feira 14/02/14

Autoridade do governo do DF em xeque

O comportamento da Polícia Militar do Distrito Federal, que reproduz o da Civil em outras ocasiões, põe em xeque a autoridade do governador Agnelo Queiroz (PT), que não consegue reverter a desobediência da categoria às orientações recebidas – tanto as administrativas quanto as judiciais. A operação tartaruga que ampliou o índice de criminalidade na Capital

Ler post
segunda-feira 03/02/14

Criminalidade em Brasília ameaça reeleição de Agnelo

Nos primeiros vinte dias do ano, 1447 crimes foram registrados no Plano Piloto de Brasília, numa estatística que revela a perda do controle do governo do Distrito Federal sobre as forças policiais encarregadas da segurança pública na Capital do país. Os números são muito mais alarmantes quando examinados de 2012 para cá, quando entrou em

Ler post
quarta-feira 29/01/14

Brasília no mapa de socorro de Lula

Apesar de uma estrutura publicitária mais profissional, o governador Agnelo Queiroz (PT-DF) não conseguiu reverter a percepção negativa de sua gestão , contrariando as expectativas iniciais que o favoreciam diante do escândalo de seu antecessor, deposto e preso, José Roberto Arruda. Agnelo não conseguiu capitalizar politicamente o episódio , passando a primeira metade de seu

Ler post
quarta-feira 26/06/13

Crise coincide com avaliações ruins de governos petistas

A onda de manifestações que tomou as ruas do País coincide com um mau momento das administrações petistas. Internamente, a cúpula petista ainda não digeriu o tropeço do presidente Rui Falcão, que convocou a militância para se unir aos manifestantes nos protestos. Bandeiras vermelhas foram queimadas e militantes expulsos das passeatas. No plano regional, o

Ler post
sábado 08/12/12

GDF despeja unidade da Embrapa

O governo do Distrito Federal ordenou o despejo de uma das unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), estatal de excelência e reconhecimento internacional. A Secretaria de Habitação do GDF reivindica área de 2.130 hectares, na região de Planaltina, a 40 quilômetros de Brasília, onde a Embrapa Cerrados funciona há 37 anos. Por meio

Ler post
domingo 28/10/12

PSB prepara candidatura própria em 2014 também no DF

Eleições municipais não são afetadas pelo xadrez político federal, como os resultados até aqui reafirmam. Se há um dado que parece incontestável é que os prefeitos cujas gestões estavam bem avaliadas conseguiram a reeleição. Exceções a essa regra são poucas e certamente encontram explicação no apoio de governadores bem avaliados. Onde esteve insatisfeito, o eleitor

Ler post
quarta-feira 24/10/12

Contrato com Cingapura abre crise entre PT e PSB no DF

rollemberg_Waldemir Barreto_Ag Senado_22102012 600

Um contrato entre o Governo do Distrito Federal e uma empresa de Cingapura, tratado aqui neste blog há dias como um “negócio da China”, está em vias de se tornar o estopim do rompimento entre PSB e PT na Capital. O senador Rodrigo Rollemberg (PSB) não consegue acesso ao contrato, apesar de ter encaminhado requisição

Ler post