1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

JOÃO BOSCO RABELLO está no jornalismo político desde 1977, em Brasília, onde participou da cobertura do período que vai da abertura do regime militar à Assembléia Nacional Constituinte de 88, passando pela redemocratização, com a eleição e morte de Tancredo Neves, o primeiro governo civil, de José Sarney e os que o sucederam.

Iniciou sua carreira em 1974, no extinto Diário de Notícias, no Rio de Janeiro (RJ). Transferiu-se para Brasília (DF), em 1977, onde alternou as funções de repórter político,coordenador, editor e diretor de sucursal, no Correio Braziliense, Empresa Brasileira de Notícias, O Globo, Jornal do Brasil e o Estado de S.Paulo (1990/2013), nessa ordem.

É responsável também pelo conteúdo de análise política do serviço em tempo real Broadcast, da Agência Estado.

sábado 27/11/10

Lula orienta escolhas de Dilma para evitar riscos à continuidade

Concluída a primeira etapa da composição ministerial – a que forma o chamado núcleo duro -, é indiscutível a influência quase absoluta do presidente Lula nas escolhas confirmadas até agora. Há uma dança das cadeiras, mas os nomes que vêm sendo essenciais a Lula permanecem no governo Dilma, casos de Paulo Bernardo, Gilberto Carvalho, Guido Mantega - e, por extensão, Luciano Coutinho, presidente do BNDES. A Casa Civil apenas dará visibilidade e caráter formal a um trabalho que Palocci faz desde que teve ...

Ler post
terça-feira 23/11/10

Confirmações de Miriam e Tombini dão mais nitidez ao xadrez de Dilma

Se confirmados os nomes de Miriam Belchior e Alexandre Tombini para o ministério do Planejamento e Banco Central, respectivamente, alguns movimentos já ganham maior consistência na bolsa especulativa ministerial. A escolha de Belchior eleva de possível para provável a nomeação do atual ocupante do Planejamento, Paulo Bernardo, para a Casa Civil. O que põe o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci mais próximo de uma Secretaria-Geral com missão preponderantemente política em linha direta com o Congresso e com setores empresariais. miriam_belchior_blog_AndreDusekAE16112010.jpg Ler post

terça-feira 23/11/10

PT abre hoje disputa interna pela presidência da Câmara; Vacarezza é favorito

vaccarezza.jpgjfdiorio23022010_1.jpgcunha.jpg

Vacarezza: favorito"; Chinaglia, quer um bis; Cunha: excluído pelo mensalão

O PT abre hoje a primeira etapa do processo de escolha do candidato do partido à presidência da Câmara, cuja disputa com o PMDB ainda é conflituosa. A indicação será o item principal da pauta do encontro entre os deputados atuais e os eleitos, às 16 horas.  Sem a mesma ênfase, será ...

Ler post
quinta-feira 18/11/10

Dilma interfere em disputa de senadores por imóvel funcional

Mesmo envolvida com as difíceis costuras políticas da transição, a presidente eleita, Dilma Rousseff, encontra tempo para ajudar amigos. O conflito PT- PMDB igualmente  não lhe tirou o sono a ponto de impedir que passasse a mão no telefone para inverter os papéis e fazer também um pedido político. Foi o que fez junto ao presidente do Senado, José Sarney, para que intercedesse na administração da Casa em favor do ex-governador do Amazonas e senador eleito Eduardo Braga numa disputa por imóvel funcional. Na ...

Ler post
quinta-feira 18/11/10

PMDB mostra que governo Dilma não será o governo do PT, como gostaria José Dirceu

temer.jpg

Atitude "superior" de lideranças do PT é para o partido do vice-presidente eleito Michel Temer, intolerável. Foto: Dida Sampaio/AE - 16.11.2010

De surpreendente no anúncio do blocão pelo PMDB, só o momento: esperava-se algo nessa direção depois de empossado o novo governo. Mais cedo do que se esperava, o partido sinalizou para o que promete ser a regra na convivência com o PT: a busca pela supremacia na aliança. É bem verdade que governo ...

Ler post
sábado 13/11/10

Réu sob delação premiada, Durval Barbosa mantém influência no governo do DF

roriz29102010dida.jpg

Joaquim Roriz deposita as expectativas de influência política  na sua prole. Foto: Dida Sampaio/AE - 29.10.2010

O longo ciclo de poder de Joaquim Roriz no Distrito Federal, interrompido pela gestão de seu ex-aliado, José Roberto Arruda, chega ao fim com a eleição do petista Agnelo Queiroz que tomará posse em 1º de janeiro. Roriz não tem mais a idade e a votação de outrora, perdeu a energia indispensável para a batalha eleitoral e ...

Ler post
segunda-feira 08/11/10

Não existe oposição “generosa”, nem “má”: existe oposição

Não foi bem digerida no PSDB e no DEM a proposta do governador Aécio Neves de uma oposição “generosa” ao futuro governo Dilma. O adjetivo poderia ter ficado de fora da declaração do mineiro, sobretudo porque foi simultânea ao lançamento, pelo PSB ,de seu nome para presidir o Senado. A leitura foi a de que Aécio traça seu próprio projeto de chegar ao posto numa aliança com partidos governistas, à revelia de seus aliados.   De suas declarações decorrem as manifestações em sentido ...

Ler post
domingo 07/11/10

Café com leite e…macaxeira

Ao comentar a derrota de José Serra (PSDB), o deputado do DEM baiano José Carlos Aleluia , que chegou a ser cotado para seu vice, avalia que a oposição ainda não aprendeu que não se vence mais eleição no Brasil sem os votos da Região Nordeste. JoseCarlosAleluia_LeonardoSoaresAE24062010.jpg

Aleluia, em visita ao QG tucano em São Paulo

“Passou o tempo da política café-com-leite (São Paulo e Minas Gerais). O que manda hoje é a política café-com-leite ...

Ler post