1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Por que saiu de “moda” falar das meninas nigerianas sequestradas pelo Boko Haram?

Gustavo Chacra

24 junho 2014 | 19:20

Por que ninguém mais fala das 200 meninas sequestradas pelo Boko Haram? Elas ainda não foram resgatadas. Pior, outras dezenas foram sequestradas pelo grupo ultra radical nesta semana, além de muitos homens também. Você sabia? Fará campanha ou desencanou? Pulou para a próxima “moda” de pedir o retorno dos meninos israelenses? Será que daqui três semanas ainda lembraremos deles ou também cairão nos esquecimento em algum cativeiro? E os cristãos armênios de Kassab, na Síria, massacrados ou expulsos pelos opositores sírios? Até a Kim Kardashian os defendia. E hoje, quem se lembra deles? Cadê as faixas para as meninas da Nigéria nos estádios do Brasil?

Ninguém nem se lembra mais de Darfur. Lembro que, em 2006, havia concertos no Central Park para “Save Darfur”. O movimento tinha o apoio de estrelas de Hollywood e grandes atletas. A violência não acabou. Os massacres continuam. E nós desencanamos. De repente, acham que o ISIS surge do nada no Iraque que, na cabeça de muitos desatentos, havia se tornado uma democracia escandinava. É assim que funciona. Somos movidos a moda até na política internacional.

Não sei como faz para publicar comentários. Portanto pediria que comentem no meu Facebook (Guga Chacra)  e no Twitter (@gugachacra), aberto para seguidores

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antissemitas, anticristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus. Escrevam para mim no gugachacra at outlook.com. Leiam também o blog do Ariel Palacios