ir para o conteúdo
 • 

Flávia Guerra

05.agosto.2011 20:14:24

Liberado para 18 anos, filme sérvio continua proibido no Rio

‘A Serbian Film – Terror sem Limites’, polêmico por cenas com violência fictícia contra crianças, estreia no dia 26

serbianfilm.jpg

Quatorze dias depois de ter sua cópia em 35mm apreendida pela Justiça do Rio, em 22 de julho, o filme A Serbian Film – Terror Sem Limites teve sua exibição liberada no País. Mas segue proibido no Rio por conta de ação encaminhada pelo DEM.
Além da liberação, após o distribuidor Raffaele Petrini, da Petrini Filmes, ter entrado com pedido oficial de esclarecimento ao Ministério da Justiça, o filme recebeu classificação indicativa de 18 anos. “Havia entrado com o pedido de classificação em 28 de junho, antes da polêmica e da proibição começarem, mas não recebi resposta nenhuma. Já imaginava que este seria um filme complicado por conta de seu tema, mas não imaginava que tomaria tais proporções. A proibição não diz respeito à qualidade do filme, mas sim à liberdade de expressão e à censura no Brasil”, disse Petrini ao Estado.
A carga polêmica se deve ao fato de conter cenas de sexo e violência. A Serbian Film conta a história de um ator pornô obrigado a entrar em um projeto obscuro, sendo submetido a barbaridades.
O procedimento que apontaria se a produção seria indicada para maiores de 18 anos, como foi decidido ontem, foi interrompido em 29 de julho, quando o procurador Fernando Martins, de Minas Gerais, entrou com uma ação pedindo a interrupção. “Finalmente a decisão saiu. E vamos esperar o desenrolar da situação no Rio”, disse Petrini.
No Rio, mesmo após a decisão do Ministério da Justiça, o filme continua proibido porque o partido DEM pediu a apreensão da cópia, alegando “verdadeira apologia a crimes contra crianças e um incentivo a práticas de pedofilia”. “O que não é verdade. Quem viu o filme reconhece claramente que é um ato político contra as barbaridades do mundo de hoje. Em poucas palavras: é um filme feito para chocar, com conteúdo político, sim, mas fundamentalmente é um produto de entretenimento, uma obra de ficção com posição clara contra a pedofilia e contra outras barbaridade”, declarou Petrini.
O distribuidor, que tenta recuperar a cópia em 35mm apreendida no Rio, vai lançar o filme nos cinemas em cópia digital, em várias capitais brasileiras, em 26 de agosto.

comentários (33) | comente

  • A + A -
33 Comentários Comente também
  • 05/08/2011 - 21:56
    Enviado por: Diogenes da Lantterna

    A censura não aceita a verdade dos outros.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 05/08/2011 - 21:58
      Enviado por: Diogenes da Lantterna

      Tal qual ao filme, fui censurado anteriormente. Não ofendí, não escreví um único palavrão, somente emití uma opinião. A esquerda é assim mesmo, TESOURA.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 05/08/2011 - 22:55
      Enviado por: André Cynno

      Se vc foi censurado aqui, é meio contraditorio para o Estadão que esses dias fez um especial da censura que vem sofrendo.
      Mas nosso infelizmente vive assim, podemos reclamar, mas se vc me chateia, eu te censuro.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 05/08/2011 - 23:51
      Enviado por: Roberto CM

      E desde quando o DEM (que encaminhou a ação que determinou a censura) é um partido de esquerda????

      responder este comentário denunciar abuso
  • 05/08/2011 - 22:07
    Enviado por: helio pavan

    Pedófilos e estupradores, assim como homicidas e ladrões, não saem por aí fazendo barbaridades porque assistiram a um filme. Só os gênios que tomaram essa decisão absurda é que não sabem disso. Estudar Criminologia não faria mal a esses seres que tomam decisões por outros adultos.

    Não me admiraria se descobrisse que esses infelizes nem assistiram ao filme antes de censurá-lo…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/08/2011 - 22:13
    Enviado por: Didi

    Engracado o RJ…proibe um filme com indicacao 18 anos que tem por ter temas fortes – mas apenas maiores poderao assistir – mas libera funk das mais baixas qualidades com uso das mais torpes palavras e com as mais obscenas coreografias, em qualquer horario do dia e em praca publica, onde criancas das mais tenras idades podem assistir!! Incrivel mesmo!! Avisa pro diretor desse filme colocar um funk na trilha sonora…provavelmente assim sera liberada a exibicao!!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/08/2011 - 23:53
    Enviado por: Leonide Cerqueira

    A que esquerda o Diogenes se refere? Estadao ou Dem ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/08/2011 - 00:14
    Enviado por: Pedro Bó

    Diogenes… Eu também já foi BARRADO aqui no ESTADÃO.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/08/2011 - 00:18
    Enviado por: Andrius

    O jornal é o Estado, a censura parte do DEM e você vem dizer que “a esquerda é assim mesmo”?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/08/2011 - 00:21
    Enviado por: Felipe

    Nos dias de hoje o que adianta proibir um filme se é possível gratuitamente baixar na internet? E ainda exste os camelôs que se duvidar já tinham o filme quando lançou no cinema na Sérvia!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/08/2011 - 00:23
    Enviado por: Felipe

    Diogenes,

    Não vejo nenhum indiciol do Estado de S. Paulo ser de esquerda…..

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/08/2011 - 00:33
    Enviado por: julio costa

    Com certeza não tenho interesse em ver esse tipo de filme, mas não acho correto o DEM pedir que ele seja proibido no RJ. Afinal, quem tem 18 anos deve poder decidir o que deseja da vida.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/08/2011 - 01:38
    Enviado por: Marcelo

    trailer ricidulo e filme ridiculo, nao achei la essas coisas baseado no trailer,

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/08/2011 - 09:18
    Enviado por: Gero Sobral

    “A esquerda é assim mesmo, TESOURA” … Diogenes, acenda sua lantterna para enxergar a real, quem está TESOURANDO é o DEM… esse partido agora é de esquerda? rsssss

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/08/2011 - 09:42
    Enviado por: vanderlei almeida

    Quer mais apologia ao crime do que as novelas da globo(a intocavel)

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/08/2011 - 22:39
    Enviado por: Roland

    Acho que o ex-jogador sérvio Pet deve estar com a pulga atras da orelha por todo o sensacionalismo que estão fazendo encima desse filme do país dele.
    O fato é que a ultima novela da Globo – que felizmente está por terminar(nunca assisti, só ouvi dizer) está uma matação sem precedentes. E isso tudo é mostrado nas tvs abertas de todo o Brasil. Vejam só a que ponto inacreditvel chegou a nosa censura. Alguns exemplos: a turma do Sr. José Ribamar ….. censurou o melhor jornal brsileiro há mais de 2 anos; hoje as novelas e os filmes mostram uma matação cada vez mais cruel e em detalhes, ou seja o Fim da Vida é festejado, mas o Inicio da Vida é completamente censurado porque não se pode mostrar o nascimento de uma criança pois envolve o buraco da vida e esse – pasmem – é considerado pornografico. É o fim do mundo mesmo! Aonde vamos parar?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/08/2011 - 10:45
    Enviado por: Diogenes da Lantterna

    Vou acender minha lanterna, normalmente uso para procurar um homem público honesto, para clarear mais o que eu disse supra. O DEM censurou o filme. O Estadão, o qual sou assinante, não é de esquerda mas, a maioría dos jornalistas de qualquer orgão tem tendencias “estudantís” de esquerda. A jovem Flavia provavelmente tem, pois no meu comentário censurado por ela, apenas disse que o “povo” de esquerda só gosta de filmes chatos, escuros, de monólogos intermináveis e chatos. Fui censurado. (estou há 2 dias censurado).

    responder este comentário denunciar abuso

    • 08/08/2011 - 19:02
      Enviado por: Flavia Guerra

      Caro Diogenes,

      Bem dizia o meu pai que quem fala o que quer escuta o que não quer. Você falou o que queria sem bem analisar a situação e ouviu dos leitores (e não de mim) o que não queria.
      Agora, só um detalhes: eu JAMAIS censuro nenhum comentário aqui no meu post. Se o seu a qual você se refere não está no ar é porque houve algum problema técnico e não apareceu para mim. Simplesmente porque entre minhas ‘regras tecnólogicas’ do blog, todos os comentários entram diretamente no ar sem que precisem da minha aprovação. Eu só apago ou rejeito os que contêm ofensas pessoais (sejam a quem for), racismo, preconceitos e afins. Portanto, se quer ter o seu comentário supostamente censurado publicado, por favor, envie-o novamente.
      abraço e obrigada pela leitura
      Flavia

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/08/2011 - 23:30
      Enviado por: Diogenes da Lantterna

      Flavia boa noite. Se este foi o motivo inicial deste pequeno “affaire” e acredito tenha sido mesmo, pois, você tem olhar de quem não inventa desculpas que, por falar na mesma, peço-lhe, publicamente que aceite a minha desculpa e esperemos que a minha menssagem, perdida em algum lugar do éter, um dia passe enfrente a algum astronauta no espaço, em forma de “aviãozinho” de papel, como bem nos ensinou Lavoisier: ” na natureza nada se cria, tudo se transforma.” Abç. e não queira mal a este neófito cinófilo que não há meio de gostar deste tipo de filme. Obrigado
      Diogenes.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/08/2011 - 23:33
      Enviado por: Diogenes da Lantterna

      Em tempo: comí um pedaço da frase do Mestre Lavoisier: ” na natureza nada se perde, nada se cria tudo se transforma.”

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/08/2011 - 23:27
    Enviado por: Diogenes da Lantterna

    De NOVO!!! Só escreví explicando o motivo de usar o termo “censurado” e fui!!! Estou censurado há 04 dias.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/08/2011 - 12:28
    Enviado por: Eduardo

    E o filme da Xuxa? e o Filme da Bruna Surfistinha doutrinando milhares de Jovens meninas a serem Garotas de Programa.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/08/2011 - 23:46
    Enviado por: Paulo

    E o tiririca pessoal!!!! Kd!!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/08/2011 - 21:14
    Enviado por: Elvio Silveira

    Eu acho de uma graça quando se debate no brasil a “liberdade de expressão”, pq TUUUDO q a globo quer, É PERMITIDO, mas se ela não quer algo, aí ESUQEÇAM a “liberdade de expressão”.
    Dois pequenos exemplos:
    Todo mundo sabe quem foi Getúlio Vargas e quem foi (é) Fernando Collor de Mello.
    Quando a Globo quis fazer a mini-série (muito boa, aliás, pode bancar bons atores, produção, enfim) que detonava o Gregório Fortunato, principal assessor do Getúlio, a justiça permitiu rapidinho, rapidinho, ainda que os parentes do Gregório tentassem vetar.
    Mas quando a Rede Manchete quis exibir uma mini-série em que gastou uma fortuna, sobre as lambanças do Collor, a mesma “justiça’ CENSUROU!
    Exemplo 2.
    Jesus apanha, é espancado, “TODO ANO”, nas representações de Páscoa.
    Para que nunca o mundo Cristão esqueça? Seria uma afronta à Censura passar a parte do espancamento, apenas citá-la, e dar mais enfâse às pregações e curas e arregimentamento (será q escrevi certo?) de seguidores, enfim?
    Seria censura?
    Bem, nesse caso deixe que continue assim.
    Mas e aguém lembra quando no carnaval do Rio de Janeiro, alguém quis mostrar o horror do holocausto judeu?
    Alguém quis mostrar as barbáries a pretexto de que o mundo não esqueça o que ocorreu.
    Mas a globo foi contra, fez camapnha no Jornal Nacional e, ADIVINHEM a “justiça’ PROIBIU.
    Ou seja, podemos ver Jesus ser espancado, mas não pegaria bem asssitir a outros (religião da globo) sendo espancados.
    Encerro com a questão douso das algemas.
    Outra vez, após “GRANDÕES” serem algemados, o STF CHIA.
    Mas o italiano, o Batistini, não tava algemado lá dento do STF? Na frente daqueles (e daquelas) CARAS TODAS?
    Quer dizer, lei é pro GRUPO q os apoiam, quem eles não gostam aí não existe a MESMA lei.
    P.S. Não tô nem aí pro Batistini, mas acho o fim q essas cosntradições ocorram sem que NINGUÉM lembre a esse pessoal do STF, aos gilmar mendes da vida, de que NÃO SOMOS SEUS TROUXAS. (ou até somos, mas não ingênuos, como ele certamente pensa. É que pode usar a imprensa do jeito que quer, esse é o X.)

    responder este comentário denunciar abuso

  • 19/08/2011 - 10:55
    Enviado por: Dany

    Não vi e não gostei.Somente o tema do filme já me choca e não vou ao cinema pra me sentir culpado pelos outros.
    Se alguém pratica atos horrendos contra inocentes,esse alguém tinha que ser preso pro resto da vida e não receber lições de um diretor de cinema – sérvio ou quem for.
    Tem filmes que escancaram fatos cometidos por gente da pior espécie,que não vai ao cinema nem gosta de lições.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/08/2011 - 15:49
    Enviado por: luis fernando

    o papel do estado, minimamente,através de seus orgãos competentes(sic), é o de classificar filmes se para maiores ou menores de 18 anos.
    proibir ganha outras conotações e envereda para o caminho inverso, ou seja,todo mundo fica querendo ver o filme depois de tanta polêmica.
    seria mais lógico ignora-lo, até porque, pelo trailler já dá pra notar que uma produção pra lá de z.
    o ministério da justiça tem embrólios mais pesados no brasil com que se preocupar.
    prostituição infantil, pedofilia, pornografia acessível para menores estão aí na nossa cara, embaixo do nosso nariz.
    parem de dar ibope a este filme!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/08/2011 - 18:08
    Enviado por: Horacio

    O que existe em comum entre jornalistas e cineastas sem talento?

    Ambos não tem escrúpulos em conseguir audiência apelando para o sensacionalismo.

    Valores? Isso é de comer?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/08/2011 - 15:03
    Enviado por: luis fernando

    sra. flávia guerra, qual é o seu critério usado para selecionar os comentários que são exibidos, além da proibição de termos ofensivos?
    esse blog é de panelinha só para a paulistada?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 24/08/2011 - 15:19
      Enviado por: Flavia Guerra

      Oi oi,

      Meu critério é ‘tudo que se diz entra’. Não filtro nada não. E apago, depois que já ‘apareceu’ se o conteúdo for preconceituoso, racista etc. Se algum seu comentário não entrou, foi problema técnico. Manda, de novo, por favor. Censura, pelo menos no meu blog, não existe. abraço

      responder este comentário denunciar abuso
  • 22/08/2011 - 10:54
    Enviado por: O Demolidor

    Flávia, acho que você comprende. A Constituição Federal proíbe qualquer tipo de censura, mas no Brasil de hoje, os Chapa Branca não sabem ler, quando leem não entendem, quando entendem entendem errado, portanto é possível que o filme nunca chegue às telas . Mas, com certeza, os que empataram a coisa toda já viram. E , sabe, ignorância gera medo confuso. Então é isso. Melhor a gente assistir na Sérvia.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/09/2011 - 14:03
    Enviado por: Elvio Silveira

    Rainha Flávia, saiu a crítica do filme do Meirelles na Inglaterra.
    ____________________________________________________
    Crítica inglesa destroça novo filme de Fernando Meirelles
    Para jornal, longa-metragem cai em clichês fáceis e nem grande elenco salva a produção

    360, o aguardado novo filme do diretor brasileiro Fernando Meirelles, que fez sua estreia mundial no Festival de Toronto, foi mal recebido pela crítica. Pelo menos, se contarmos a resenha do jornal inglês Guardian, publicada neste domingo (11).

    Para a crítica Catherine Shoard, nem mesmo a presença de atores consagrados omo Anthony Hopkins, Rachel Weisz e Jude Law salva a produção, considerada um amontoado de clichês dramáticos em forma de charadas baratas e sem sentido.

    Menino do Rio será refilmado como musical em 2012

    Ator de Homem-Aranha morre aos 88 anos

    Filme russo leva o Leão de Ouro em Veneza

    Peter Morgan, que já tinha sido muito criticado pelo roteiro de Além da Vida (dirigido por Clint Eastwood) na edição anterior do festival canadense, repete a mesma fórmula em 360, para o jornal inglês. Aliás, a crítica afirma ironicamente que, perto da nova produção de Meirelles, Além da Vida “é uma obra genial”.

    A crítica segue dizendo que nenhum dos pequenos dramas tratados ali tem um fechamento e acabam se condensando em muita subjetividade, sem aprofundar nenhum dos temas, como traição e solidão.

    Apesar de não ser o foco das críticas, Meirelles é citado no texto como um diretor que tem perdido seu caminho desde o sucesso aclamado de Cidade de Deus.

    Rodado no Reino Unido, Áustria, França e Brasil, o filme costura histórias de diferentes personagens em uma história de amor no século XXI. No elenco, além dos astros internacionais citados, há a brasileira Maria Flor.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/09/2011 - 13:50
    Enviado por: Marcelle

    Engraçado, quando uma pessoa me descreveu a cena do recém-nascido, não tinha nenhuma sugestão ou apologia e sim um coito de fato.

    Na verdade apologia ou sugestão fica a cargo somente do nome, por acaso se colocasse ‘A Paraguayan Film’ seria clara a métafora política?!

    Questiono a eficiência de o Governo classificar o que assisto quando não consegue prover Educação de qualidade, mas o bafafá deste filme já foi longe se levarmos em conta sua condução.

    A justificativa do diretor é válida, mas a execução foi péssima.
    O filme é de uma rasura ímpar, inconsistente. Não sustenta nenhuma discussão política.
    LIXÃO.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/12/2011 - 16:30
    Enviado por: Elvio SIlveira

    Volta rainha Flavinha, q saudades tuas…………….
    P.S. Hj PortoAlegretá ensolarada, etem uma brisa trilegal.

    responder este comentário denunciar abuso

Deixe um comentário:

Arquivo

Blogs do Estadão

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo