1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Começam filmagens de longa-metragem estrelado por Sandy

Flavia Guerra

quinta-feira 06/09/12

IMG_1530-_1.jpg

COMEÇAM AS FILMAGENS DE QUANDO EU ERA VIVO, O SEGUNDO FILME DE SANDY  

Com direção de Marco Dutra, longa também tem Antônio Fagundes e Marat Descartes no elenco

Sandy Leah, ou apenas Sandy, começa hoje nova fase em sua carreira.  Afinal, começam hoje as filmagens de Quando Eu Era Vivo, de Marco Dutra,  segundo longa-metragem (o primeiro foi Acquária, de 2003) em que ela terá papel de protagonista. Baseado no romance A Arte de Produzir Efeito Sem Causa, de Lourenço Mutarelli, e produzido pela Camisa Treze/RT Features, o filme será inteiramente rodado em São Paulo.

Em comunicado oficial do filme, Sandy afirmou que está muito feliz com o convite. ” Logo que fizeram contato, li todo o roteiro e, já de cara, adorei a ideia e quis seguir em frente. Estava com saudades de atuar; adoro estar no set. Ainda mais neste caso, em que terei a honra de contracenar com Antonio Fagundes, de quem sou muito fã, e o prazer de conhecer de perto o trabalho de colegas talentosíssimos, com experiência no teatro, cinema e televisão. Quero absorver ao máximo tamanha bagagem de todos os colegas e tudo o que eles possam me ensinar.”

Além dela, Antônio Fagundes  e Marat Descartes encabeçam o elenco, que também conta com  Gilda Nomacce, Kiko Bertholini, Helena Albergaria, Lourenço Mutarelli, Rony Koren, Eduardo Gomes, Lilian Blanc e Tuna Dwek.  Com roteiro escrito por Dutra e por Gabriela Amaral Almeida, a  história gira em torno de Júnior (Marat Descartes), um homem que volta para a casa do pai, Sênior (Fagundes), depois do divórcio. Lá, ele terá de dividir seu espaço com Bruna (Sandy), uma estudante de música.

 Para Dutra,  esta é a  oportunidade de dar vida a um universo que admira há tempos. “‘A Arte’ é um dos meus livros preferidos do Mutarelli. Foi um prazer e um desafio fazer a adaptação junto com a Gabriela, transformando em dramaturgia o texto intenso do escritor. A equipe e o elenco estão afiados e em sintonia com o projeto”, afirmou o jovem diretor também em comunicado. Vale lembrar que Dutra é fã de histórias macabras e fantásticas. Seu filme anterior, Trabalhar Cansa (também estrelado por Marat Descartes), em parceria com Juliana Rojas, conta a história de uma dona de casa que, depois de alugar um espaço para montar um mercadinho, passa a ter de lidar com estranhos, e assustadores, fatos. O longa foi premiados em vários festivais de cinema pelo mundo e integrou a mostra Un Certain Regard do Festival de Cannes 2011.

Descartes também se diz feliz em repetir a parceria com o diretor, com quem também  já trabalhou no curta Um Ramo: “Estou muito feliz, foi um presente incrível que o Marco me deu, porque acho que é um dos personagens mais complexos que já vivi até hoje”, diz.

Antônio Fagundes também é fã de Mutarelli e está feliz da vida com a chance de viver nas telas um personagem de literatura: “Adoro a obra do Mutarelli. Aliar isso a uma diversão de Marco Dutra com Marat Descartes, Sandy e produção de Rodrigo Teixeira faz desse projeto um trabalho extremamente prazeroso e cheio de potencialidade.”

A previsão é que o longa estreie em 2013. A direção de fotografia ficará a cargo de Ivo Lopes Araujo. Luana Demange cuidará da direção de arte. Juliana Rojas será a responsável pela montagem.