ir para o conteúdo
 • 

Felipe Machado

30.agosto.2010 18:46:44

Saudade de um futuro que ainda não chegou

62nd Primetime Emmy Awards - Arrivals

Lea Michele: Não conheço a atriz do seriado ‘Glee’, mas não seria nada mau se ela fizesse parte do meu futuro

Foto: Chris Pizzello/AP Photo

É possível sentir saudade de uma situação que nunca se viveu? Opa, espera um pouco, talvez ‘saudade’ não seja a palavra certa. Vamos reformular: é possível sentir uma forte ansiedade por não ter vivido alguma coisa bastante específica que você teve a oportunidade de ter vivido? Ah, isso é possível, sim. Mais que possível, isso é bastante comum. Ou então eu devo estar ficando louco.

Não sei se acontece somente comigo, mas já me peguei pensando como a vida teria sido se eu tivesse tomado a decisão X em vez da decisão Y. E se eu tivesse feito isso, como teria sido aquilo? Mas, talvez, se eu não tivesse feito aquilo, certamente não teria acontecido isso… e por aí vai.

Confesso que me dá uma certa frustração pensar que a gente só tem uma vida, uma única chance de acertar. Será que sou só eu que erro tanto? Por outro lado, tenho certeza de que pessoas bem intencionadas levantarão os braços para pedirem sua vez de falar. E daí dirão clichês horríveis argumentando ‘que é justamente essa a beleza da vida, e por isso temos que pensar muito bem antes de fazer as coisas’. Mas o que dirão esses seres tão equilibrados para alguém que pensa muito antes de fazer as coisas, analisa todos os cenários possíveis e imagináveis, repassa mentalmente todas as consequências… e, ainda assim, comete erros? De quem é a culpa por isso?

Vamos baixar um pouco a bola, porque hoje é domingo e daqui a pouco sua família vai chegar para o almoço. Você vai olhar em volta e ver pessoas que você ama, pessoas com quem você tem muito em comum. E, num singelo segundo, vai imaginar como essa família seria diferente se o seu pai não tivesse beijado sua mãe naquele determinado baile, ou se o pai do seu pai não tivesse beijado sua avó no portão da velha casa.

E daí talvez seu pensamento possa ir ainda mais e mais longe, e você se lembre dos seus bisavós, maternos ou paternos, ou os dois, e imagine como as vidas deles se cruzaram. E as vidas dos que vieram antes dele – são tantas variáveis que você ficará louco.

Mesmo que você passasse o dia inteiro pensando nisso (e não vai passar, claro), não seria suficiente para refazer mentalmente a árvore genealógica de toda a sua família desde o Homem de Neanderthal, ou antes disso, desde que o primeiro girino da primeira gota d’água saiu do mar para habitar a primeira floresta.

Não podemos esquecer as crianças. Você acha que seu filho tem infinitas opções pela frente, mas, na verdade, elas não são tantas assim, já que ele só poderá seguir uma delas, sem nunca saber como seriam as outras. E você? Você também não terá milhões de futuros, apenas um. E é possível sentir saudade dos outros futuros que você não viverá? Pensando bem… sim, é possível.

comentários (25) | comente

  • A + A -
25 Comentários Comente também
  • 30/08/2010 - 19:27
    Enviado por: Tweets that mention Saudade de um futuro que ainda não chegou « Felipe Machado -- Topsy.com

    [...] This post was mentioned on Twitter by felipemachado and Geisi , Geisi . Geisi said: http://blogs.estadao.com.br/felipe-machado/saudade-de-um-futuro-que-ainda-nao-chegou/ gente olha o Blog do meu íd… http://4ms.me/bkDIWY [...]

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/08/2010 - 20:36
    Enviado por: Patricia

    What if?
    Uma pergunta que se torna um sentimento.
    Texto espetacular.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/08/2010 - 21:53
    Enviado por: Regina

    Isso me fez lembrar do filme “Sliding doors” com Gwyneth Paltrow!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/08/2010 - 22:14
    Enviado por: Glúon

    .
    ______________
    .
    Papo de leitores
    .
    ______________
    .

    - O que você está aí pensando?
    - Como a vida teria sido…
    - Como assim?
    - Se hoje eu tivesse acessado o blog do Piza, e não o do Felipe Machado, né?
    .
    _____________________________________________________
    .

    responder este comentário denunciar abuso

  • 31/08/2010 - 08:11
    Enviado por: Alex

    Felipe

    Acredito que muitas vezes sentimos a necessidade de ser alguem que nao somos. Aquele cara que ja’ esteve em todos os lugares, fez mil coisas na juventude, teve mil mulheres, foi um genio criativo em determinada area e etc. O tempo passa tao rapido e nao da’ para ter tudo. Voila’.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 31/08/2010 - 10:31
    Enviado por: tati

    Felipe pensei há alguns dias atrás sobre o que escreveu, ‘se’ eu tivesse tomado certas decisões que impactaram com tudo mesmo na minha vida e que optei por não fazer.
    Fogo né? O tempo não volta, não posso ter 20 anos de novo para novamente viver 10 anos com decisões certeiras e/ou diferentes das que tomei. Me arrependo de muitas com certeza…
    Este papo de ‘só me arrependo do que não fiz’ pra mim não serve.
    Me arrependo sim de muita coisa, e gosto muito de outras enfim. Não sei se é a ‘graça da vida’, eu não vejo desta forma, tento ser mais prática e bem, pensar que foi a decisão que julguei ‘correta’ para a época e com a maturidade que eu tinha na ocasião. O que posso dizer é que do alto dos meus 33 anos, agora com a cabeça mais certa do que quero pra mim, espero tomar estas decisões cruciais com sabedoria, pois é tentando e mesmo errando, que um dia conseguimos acertar (entendeu? rs…) então…
    Acho que você ainda terá muitas oportunidades de tomar decisões que podem te deixar mais feliz e que talvez nunca tenha imaginado.
    Tem uma vida toda pela frente e muita água ainda vai rolar…;)
    bjs
    Tati

    responder este comentário denunciar abuso

  • 31/08/2010 - 11:21
    Enviado por: LiRa

    Olá Felipe!!

    ADOREI o texto, e me identifiquei muito com ele. Porque eu tenho uma certa, digamos, tendência “de insistir nessa saudade que eu sinto de tudo que eu ainda não vi” (legião urbana). Principalmente nos dias de melancolia…
    E olha que não somos os únicos, tenho vários amigos que também ficam nessa viajem…
    Só precisamos tomas cuidado para não deixar que essa sudade atrapalhe muito a realidade…

    Bjos
    LiRa

    responder este comentário denunciar abuso

  • 31/08/2010 - 11:52
    Enviado por: Charbel

    Back to the Future?
    Acredito que tem muita gente assim como nós, mas o importante é não ficar muito preso ao passado cause time runs fast my friend, bola pra frente, é o que estou tentando …

    responder este comentário denunciar abuso

  • 31/08/2010 - 23:48
    Enviado por: Paula

    Fe, amei o q escreveu e faz um super sentido! Sentimos falta sim de algo que não escolhemos até pq se em algum momento já cogitamos ou imaginamos como seria o “se….”, vivenciamos de alguma forma né….afff..tô muito profunda…mas acho q vc tocou em um ponto q nunca paramos pra pensar…. bjs

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/09/2010 - 12:28
    Enviado por: GUILHERME CIMINO

    Ah, Felipe…
    Que é, cheirou meia?!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/09/2010 - 14:16
    Enviado por: Ana

    Felipe, veja o filme “Mr Nobody” mto louco.

    Bjao

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/09/2010 - 14:59
    Enviado por: Carmen Lucia

    Eu não pensava nisso antes,mas em abril fui para Buenos Aires,ia morar lá,fazer medicina,quando cheguei tinha certeza que ia ficar,mas ai meus pais começaram a conversar mas comigo e me deram a opçao de voltar,eu nem chegeui parto de começar o curso fiquei 10 dias,se antes de ir pra la eu não tivesse conhecido o STJ em Brasilia,talvez hoje eu estivesse fazendo medicina-sonho de criança-e não Direito,eu fico pensando,e se eu tivesse ficado la,como eu estaria agora?O que eu estaria fazendo?Como minha familia estaria agora?É engraçado por que você vê o tanto ques as suas decisões alteram não só o seu futuro mas de todos que vivem com você,e se você parar pra pensar mais ainda e mais longe,altera o futuro de pessoas que você nem conhece,por que e se eu tivesse ficado lá?E as pessoas que seriam minhas amigas?E o cara por quem iria me apaixonar,até pensar em casar?Sabe é muito doido, melhor não pensar,viver o presente que é a consequencia das suas decisões do passado.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 01/09/2010 - 17:30
      Enviado por: GUILHERME CIMINO

      Como é essa história?!
      Você ia fazer medicina na Argentina mas apreceu algo melhor no STJ e você resolveu fazer Direito?!
      A propósito, você passou num concurso?! Ou é peixe?!

      responder este comentário denunciar abuso
  • 01/09/2010 - 22:26
    Enviado por: Karina Perussi

    Como diria Milan Kundera: “De que pode valer a vida, se o ensaio da vida já é a própria vida?”… Pois é!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/09/2010 - 22:55
    Enviado por: Daniela Borges

    Felipe,
    Ou então é possível sentir saudade de algo que ainda vai acontecer!!!! Do futuro que virá!!!….As vezes sinto esse tipo de saudade!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/09/2010 - 00:56
    Enviado por: Carmen Lucia

    Não,eu tenho 19 anos,saí daqui pra fazer medicina na Argentina,mas meu pai teve que ir ao STJ em Brasilia,eu fui com ele e me apaixonei,mas continuamos a viagem,cheguei em Buenos Aires pra ficar,só que meu pai que nunca foi a favor,ficou tentando fazer minha cabeça de que eu não devia ficar,ele foi até la pra me ajudar a arrumar lugar pra morar essas coisas,me apoiou em tudo mas era totalmente contra eu ser medica,passei 10 dias la,quando ele voltou resolvi que devia voltar com ele,que eu não tinha paciencia pra viver na Argentina,nem talento pra medicina!E o que eu quis dizer la em cima é que de vez em quando eu fico pensando como seria minha vida se eu tivesse ficado lá.Mas não me arrependo,já tenho até nome de ministra,né?RSRSRSRSRSRSRS

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/09/2010 - 00:37
    Enviado por: Helô

    Demais este texto, Felipe!
    Demorei para escrever aqui porque corri muito esta semana e queria comentar de uma forma bem legal, para fazer jus ao seu belo trabalho…
    No entanto…
    … o texto é tão surpreendente e tão espetacular, que só tenho a dizer que eu também sinto tudo isso e adoraria ter escrito este texto.
    Todos os beijos.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/09/2010 - 12:35
      Enviado por: GUILHERME CIMINO

      “Mãe é mãe.”
      (Caim ou Abel)

      responder este comentário denunciar abuso
    • 13/09/2010 - 03:50
      Enviado por: Helô

      Guilherme,
      só para esclarecer: eu jamais seria mãe de Caim ou seja, jamais eu teria a possibilidade de ter um filho como ele.
      Apenas por uma questão de princípios…
      Você tem razão: Mãe é mãe.
      E filho é filho.
      Depende da mãe.
      No meu caso, estou muito satisfeita com os meus.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 09/09/2010 - 10:09
    Enviado por: Monica

    Que triste isto!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/09/2010 - 01:43
    Enviado por: suerly gonçalves veloso

    Até uma certa época nós temos pouca margem de manobra! Seremos coadjuvantes de várias historias.–Quando? Estou ansioso.
    Te vejo quando você puder.
    Preciso encontrar você!

    Me iluda, como Mulher!
    Como quiser!

    Você não é réplica. Já é mulher!

    Seus sonhos são de garota!
    Seus desejos satisfarei se Deus o quiser!

    Seu apelido é o mesmo da minha mãe
    Mas isso não tem tamanho!
    Quero a mulher Ester e
    Não a mulher de fé!

    Se quiser diga-me algo de bom!
    Meu email é formado de sugonl!
    O provedor é UOL,
    Da sua cor, das cores do Sol!

    Não demore a me converter,
    Sou de muita água, hoje sólido,
    Amanhã posso derreter!

    Rompa esse preconceito,
    Sem saber o que é direito,
    Pois tudo pode acontecer!

    Não pareço ser um homem de muito defeito,
    Para mim quase tudo parece perfeito!

    Mas fui moço insurreto (líder estudantil),
    Hoje sou insuspeito.

    Não me deixe viver muito!
    Se médica um dia tiver efeito.

    Poderá ser a primeira dama,
    Do Brasil vivo que um dia tem jeito!

    A vidente me garantiu,
    Que um dia seria SUJEITO!

    Será que eu tenho jeito?
    Nunca fui nem prefeito!

    Todo sonho é apenas questão de ajeito.

    Mas esse não é um sonho que acalento,
    Pois gosto do relento, da tempestade e do vento.

    Ao mundo darei exemplo,
    Que o amor não tem tempo!
    Ele obedece só às estrelas,
    Que há milhões de anos nos céus correm a contento.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/09/2010 - 02:32
    Enviado por: suerly gonçalves veloso

    Sim, através das novas fotos,
    Você esbanja felicidade!

    Leve a vida sem piedade!
    Bendigas as tardes!
    Só das noite tenha piedade!
    No amanhecer, muita coragem!

    Na sua idade, há sempre uma beldade!
    O futuro pode ser uma futilidade.
    O presente somente uma frescura.
    A terra trata com ternura gente pura!
    Faz seus filhos todos uma belezura (neologismo).

    Na beleza não há censura.
    A eternidade do belo todos procuram.
    Pensamos que não é hoje,
    E esperamos por coisas futuras.
    Mas tudo não passa de pureza e candura.

    Lilás, os olhos os semelhantes procuram.
    NA blusa de cores a mistura,
    Faz-nos acreditar que a rapadura doce
    Não é dura!

    Toco banjo para a menina pura.
    As fotos são uma loucura.
    Registra o astral,
    Corre atrás da Lua.

    Na escola da vida já sou formatura.
    Os jovens que iniciam,
    Causam em minha alma fissura.
    Pois as almas se tornam
    Irmãs prematuras.
    Uns fechando a curva.
    Outros em plena desenvoltura.

    O legal da vida é sim essa mistura.

    Registre a nossa postura.

    responder este comentário denunciar abuso

Deixe um comentário:

Arquivos

Blogs do Estadão