ir para o conteúdo
 • 

Felipe Machado

11.maio.2008 11:23:47

Feliz Dia das Avós

No filme ‘Os Sonhadores’, de Bernardo Bertolucci, há um diálogo interessante que trata da família. Conversando sobre os pais, os personagens principais, jovens rebeldes franceses em pleno 1968, chegam à conclusão de que os pais dos outros parecem sempre melhores que os nossos, mas os nossos avôs e avós são imbatíveis: são sempre mais legais, mais queridos, mais inesquecíveis que os dos outros.

Quanto ao primeiro item, acho discutível. Mas quanto ao segundo, concordo totalmente. Falo sobre isso porque hoje é Dia das Mães, e já estou cansado de ver comerciais de shoppings mostrando apenas mães jovens cheias de sacolas e sorrindo à exaustão. Quero dar feliz Dia das Mães… para todas as avós do mundo. Não só porque elas são ‘mães duas vezes’ (ô, clichê), mas porque elas são… avós, mesmo. E a maioria das mães chegará lá algum dia, de qualquer jeito.

Tive duas avós maravilhosas e, infelizmente, nenhuma delas está mais por aqui, pelo menos não fisicamente. Uma eu conheci pouco; ela morava geograficamente muito distante. A outra eu tive um contato bem próximo, tão intenso que me marca muito até hoje. E, se tudo der certo, marcará para sempre.

Eu poderia escrever várias páginas sobre ela, mas vou me concentrar em um único caso. Quando fui morar no exterior, em 1987, ela me entregou um pequeno envelope, fechado, misterioso, e me fez prometer que só o abriria no avião, quando estivesse sozinho. Obedeci, claro, porque as avós foram feitas para serem obedecidas – talvez mais até do que as mães.

Então lá estava eu, um adolescente a caminho de um país desconhecido, olhando fixamente para o envelope. Abri e vi que havia uma única frase escrita: ‘Seja sempre um homem de bem.’

Não entendi bem na hora, mas hoje sei exatamente o que ela queria dizer. E tenho isso sempre em mente quando preciso tomar uma decisão na vida. Pelo menos até agora tem dado certo.

Sei que hoje eu devia falar sobre a minha mãe, sobre a minha mulher, sobre a minha sogra – um beijão para elas, claro. Mas para todos que têm uma avó na memória, uma mulher tão forte e incrível quanto a minha, um feliz Dia das Avós.

comentários (38) | comente

  • A + A -
38 Comentários Comente também
  • 11/05/2008 - 15:35
    Enviado por: Fernando F.

    Os Sonhadores é um excelente filme!! E essa frase marca muito mesmo!! As avós são realmete de gde importância. Lembro q qdo vi essa cena, tive uma sensação estranha. Uma avó nunca conheci e a outra é um pouco séria. Cresci assistindo filmes, seriados, ou lendo livros no qual os avós e seus netos tem uma relação muito afetuosa. Me dá até uma ponta de inveja qdo vejo coisas assim. Mas assim é a vida!!Bordão típico e repetitivo, mas verdadeiro!!)

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/05/2008 - 16:13
    Enviado por: Lilian

    Que texto mais lindo, verdadeiro e profundo… Tive contato com as minhas duas avós, não estão mais comigo, mas lembro dos almoços de domingo com elas… Nossa, elas fazem falta…. E realmente tenho que concordar com você : FELIZ DIAS DAS AVÓS!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/05/2008 - 16:16
    Enviado por: Lilian

    Que texto lindo!!! Eu tive contato com as minhas duas avós, hoje já não estão mais comigo, mas continuam presente…. as lições, as receitas, as fotos…. Fazem uma falta…. Lembro dos almoços de domingo, típicos de avós….Tenho que concordar com você , FELIZ DIAS DAS AVÓS !!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/05/2008 - 17:01
    Enviado por: Teresa

    Tb adorei o texto! Aliás, gosto de tudo que é original – parabéns a todas as mães mas bem mais bacana falar hoje das mães duplamente, sai do clichê.
    Eu tenho uma sensação parecida com a do Fernando, uma das minhas avós morreu quando eu tinha – 4 meses de idade e a outra quando eu tinha 3 meses de idade.Tive sorte que as minhas tias fizeram de tudo para tornar a casa delas a casa das avós e conseguiram algo muito especial mas me pego muitas vezes pensando nelas. Na infância queria tanto aquela torta de maçã na janela da Vovó Donalda ;-)

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/05/2008 - 17:46
    Enviado por: Digo

    As avós sempre deixam a imagem de pessoas singelas e muito carinhosas. Vou ser repetitivo, mas faço parte do clube do Fernando e da Tere.
    Minha avó (falecida) não era nada carinhosa, não sei se por ela ser alemã. Foi a única avó que conheci, mas as coisas são assim mesmo!!!

    Parabéns a todas as mães, especialmente as que fazem parte desse blog!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/05/2008 - 18:12
    Enviado por: Cleusa

    Muito lindo Felipe, o texto e a forma carinhosa que vc sempre trata sua avó e sua mãe, feliz delas também ter filhos e netos maravilhosos, parabéns para elas, para as minhas e suas e nossas avós e mães.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/05/2008 - 20:41
    Enviado por: Yoko

    Desculpe, Felipe, mas este texto não deveria estar em “Palavra de homem”… crie um “Palavra de todos”! As avós merecem!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/05/2008 - 21:50
    Enviado por: GUILHERME CIMINO

    A minha avó chamava-se…

    Mafalda!!

    É incrível!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 05:53
    Enviado por: Helô

    Felipe,
    já disse mil vezes, já chorei, já agradeci por ser sua mãe (e do Nando) e avó das filhas de vocês, mas quero agradecer aqui, publicamente, a atenção e o amor de sempre com que você e o Nando tratam a minha mãe, a Geds.
    Vou me esforçar pela vida toda para ter essa importância na vida das minhas netas.
    Será difícil, mas prometo me esforçar para chegar perto pelo menos…
    E, como eu não posso deixar o lado profissional fora da vida da gente, além dos elogios pelo belo, emocionante e bem escrito texto, quero também cumprimentá-lo pela lembrança de que só se vêem mães jovens nos anúncios quando chega o Dia das Mães.
    Assinado: mãe e avó-coruja.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 08:00
    Enviado por: Renata Pirozzi

    Felipe
    Que lindo!!!!! Quem tem avó como eu concorda com você em gênero, número e grau!!!!!!
    Parabéns!!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 08:56
    Enviado por: Tonha

    Felipe,

    Adorei o seu texto, quem deras eu ter uma avó agora pra deitar no colo. Não tive tempo de conhecer minha avo materna, pois ela se foi quando eu tinha uns 8 meses, meus primos dizem ate hj que a nossa avó, era avó mesmo, não tive essa oportunidade, fazer o que né? Já a minha avó paterna era muito brava, dificil de lidar, não gostava muito de brincadeiras, mas mesmo assim adorava ter ela por perto. Felipe, como sempre vc escreve textos maravilhos. valeu!

    E um grande beijo para todas as avós e mamães…..

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 09:40
    Enviado por: Corte

    Francamente hein Felipe….
    Só vc mesmo para descrever tamanha emoção Dupla que as avós sentem neste dia!!!
    E ainda digo que as avós são aquelas que adoram empentelhar os netos e sempre dá razão a eles quando a mãe chama a atenção na presença delas!
    Ainda tenho minhas duas avós, e por mais que o tempo as limite de alguma coisa, o sorriso sempre no rosto nos faz refletir sobre o quanto nossa vida ainda tem pela frente e mesmo nas dificuldades encontramos motivos para a felicidade….
    Avós…….. grande beijo, amo vc´s s2!!!

    E TENHO DITO
    =]

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 10:12
    Enviado por: Andrea

    Pois é, Felipe… esse foi o primeiro Dia das Mães sem a minha avó, que faleceu no dia 01 de abril… bem que poderia ser mentira…
    Parabéns pelo post! Keep writing…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 10:25
    Enviado por: mylla

    Fê, muito linda sua homenagem! Não tenho mais avós por perto mas curti muito enquanto as tive…e faço com que meus filhos cultivem esse carinho imenso pela vovós.
    Parabens a todas as mães, avós e bisavós (hpje em dia tem muitas bisavós por aí, né?).

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 11:10
    Enviado por: Nathyzinha

    Q texto lindo, Felipe!
    A minha avó materna se foi quando eu tinha apenas 4 aninhos…e a avó paterna ainda é viva. Eu a amo demais, mas ela é uma pessoa muito difícil! O comportamento dela e a forma de ver a vida é muito diferente da minha. A maioria das coisas que são importantes pra ela, pra mim não fazem a menor diferença. Por exemplo: ela julga muito as pessoas pelo que elas têm. Se vc é pobre não vale a pena ter com vc nenhum tipo de relacionamento.
    Entende? Isso pra mim é completamente absurdo e eu me irrito loucamente com essas coisas.
    Agora o meu avô, marido dela…aaahhhh…esse era 10! Já se foi faz três anos, uma semana antes do meu aniversário. O falecimento dele deixou minha avó ainda mais difícil! Enfim…morro de saudades dele e gosto muito dela, mesmo com todos esses defeitos q me irritam!!!

    Ah… e antes que eu me esqueça: Feliz Dia das Mães, Tonha!!!! Seu filho é lindo!

    Bjs a todos os blogueiros e a todas as outras mamães!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 11:33
    Enviado por: Janinha

    Muitas coisas passaram pela minha cabeça agora…
    Lembranças doces que servem para que nunca esqueçamos o quão leve pode ser a vida…colo de avó, comida de avó, beijo de avó, presente de avó, saudade eterna de avó…
    Vó Hilda e vó Dacila…
    “Já faz um tempo eu quis, fazer uma canção pra você viver mais…”
    Acho que essa frase de música, tradus um pouco o que senti qd li seu texto Fe.

    Bjos e parabéns, mais uma vez por conseguir resgatar lembraças tão puras que as vezes a gente pensa que já esqueceu.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 11:34
    Enviado por: Janinha

    Ops, “traduz” e não “tradus”…

    bjos

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 11:50
    Enviado por: marcy

    Um beijo enorme a minha mãe e agora tbm a melhor avó do mundo, Cathy.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 11:50
    Enviado por: Tonha

    Naty,

    Muito obrigada linda, e um grande abraço para sua mãe, tb

    bjossssssss

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 13:43
    Enviado por: Deborah

    MInha Avó e a melhor do mundo
    Esta presente, sempre fazendo tudo para me mimar (mesmo que eu ja esteja com 20 anos rsrs)
    Eu a amo mais que tudo na vida, principalmente por que sempre conversamos
    E ela esta ali ao lado da minha casa
    Feliz dia das Avós
    Te amo vó!!!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 15:11
    Enviado por: Nathyzinha

    Corte, me fala como eu consigo colocar negrito e cores no texto?

    Bjs

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 15:25
    Enviado por: Corte

    Usando tags de html….
    no inicio de onde quer colocar negrito coloque a letra “b” entre sinal de maior e menor e sem espaços < b > e no final de onde deseja colocaro negrito coloque “/b” entre os sinais de maior e menor, também sem espaços < /b >

    bjos!
    =*

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 15:36
    Enviado por: Corte

    Janinha…….
    bela lembrança essa música do Pato Fu que por sinal a Fernanda Takai a fez quando perdeu o pai e homenageou a ele com essa canção!
    Segue abaixo:

    Canção pra você viver mais
    (Fernanda Takai)

    Nunca pensei
    um dia chegar
    e te ouvir dizer
    não é por mal
    mas vou te fazer chorar
    hoje vou te fazer chorar

    Não tenho muito tempo
    tenho medo de ser um só
    tenho medo de ser só um
    alguém pra se lembrar

    Faz um tempo eu quis
    fazer uma canção pra voce viver mais

    Deixei que tudo desaparecesse
    e perto do fim
    não pude mais encontrar
    o amor ainda estava lá
    o amor ainda estava lá

    Faz um tempo eu quis
    fazer uma canção pra voce viver mais

    Bjossssss……. Parabéns Mãe e avós, amo mto vc´s!!!
    E parabéns também a todas as mães que fazer parte deste blog também!

    =**

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 15:57
    Enviado por: MDC

    Lí o post e liguei para minha mãe…

    { ]’s

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 16:44
    Enviado por: Tonha

    assim???

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 16:54
    Enviado por: MAJOR

    Lembro que os vizinhos reclamavam dos ensaios da banda no predio, e era a D. Haydee quem autorizava todo aquele barulho que os netos faziam.

    Abras,

    MAJOR.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 17:02
    Enviado por: CRISS

    SAUDADE……………….. das minhas avós.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 17:32
    Enviado por: Gika

    Que lindo…. Fê li seu post e liguei para as minhas duas avó que Graças a Deus estão vivas… eu pelo menos sou uma netinha grudenta, vejo as duas pelo menos uma vez por semana, e não gosto nem de pensar no dia em que nao poderei mais fazer isso!
    bjs a todos
    E parabens para as mamães como eu do blog

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 17:45
    Enviado por: Tonha

    Gika,

    Um Feliz dia das mães pra vc tb,bjosssssss

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 17:46
    Enviado por: Nathyzinha

    assim

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 17:47
    Enviado por: Nathyzinha

    yyyyyeeeessssss
    Valeu Corte!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 17:48
    Enviado por: Nathyzinha

    será q seu eu mudar as letras, mudam as cores?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 17:49
    Enviado por: Nathyzinha

    FELIZ DIA DAS MÃE GIKA!!! QUE DEUS OS ABENÇOE

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 18:18
    Enviado por:

    Oi Major,

    é isso aí, ela era síndica quando éramos crianças e defendia que a gente podia fazer, digamos, ‘barulho durante o dia’, já que a convenção do prédio exigia silêncio total apenas a partir das 22h… Boa lembrança, abs, F.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/05/2008 - 20:09
    Enviado por: Bruna

    avós rules!

    saudades das minhas, ainda que com uma seja aquela “saudade do que eu nunca vivi”, mas, quando eu ouço as histórias que meus primos contam sinto-me integrante de tudo que eles viveram com ela.

    Vó Maria e Vó Carmelina, aonde quer que vocês estejam, parabéns!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/05/2008 - 09:53
    Enviado por: Tonha

    Vovó e Vovô!

    Eternas figuras humanas
    que hoje queremos homenagear,
    contemplando com carinho os cabelos brancos,
    o profundo olhar, as rugas na fronte e na face,
    sinais da experiência e memória de tantos anos vividos.

    Que bom poder formar uma roda
    para ouvir com atenção
    os sábios conselhos,
    as palavras fartas,
    indicadoras de novos horizontes em nossa vida.
    Queremos tocar e sentir
    a energia que suas abençoadas mãos transmitem,
    e hoje, embora trêmulas,
    ainda semeiam os frutos da experiência de vida.

    Permita-nos, neste momento especial,
    acompanhar com ternura seus passos lentos,
    algumas vezes trôpegos,
    mas cheios da sabedoria que a vida lhes ensinou.

    Queremos abraçá-los e também aplaudi-los,
    com muita emoção e ternura,
    pedindo a Deus que os abençoe e lhes conserve a saúde.
    A esperança nos leva a crer que
    outros dias lindos acontecerão,
    pois vocês são frutos da mais bela obra
    que Deus colocou na nossa história.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/05/2008 - 08:38
    Enviado por: margarethpark .

    Que bela mensagem!
    Por motivos semelhantes e que escrevi um livro sobre o ciclo da vida falando de minhas duas avos italianas, Tranquila e Amabile que estao presentes em mim!
    Adorei sua historia, com h!
    abraço
    margareth

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/07/2008 - 14:47
    Enviado por: karina barbosa santos

    Eternas figuras humanas
    que hoje queremos homenagear,
    contemplando com carinho os cabelos brancos,
    o profundo olhar, as rugas na fronte e na face,
    sinais da experiência e memória de tantos anos vividos.

    Que bom poder formar uma roda
    para ouvir com atenção
    os sábios conselhos,
    as palavras fartas,
    indicadoras de novos horizontes em nossa vida.
    Queremos tocar e sentir
    a energia que suas abençoadas mãos transmitem,
    e hoje, embora trêmulas,
    ainda semeiam os frutos da experiência de vida.

    Permita-nos, neste momento especial,
    acompanhar com ternura seus passos lentos,
    algumas vezes trôpegos,
    mas cheios da sabedoria que a vida lhes ensinou.

    Queremos abraçá-los e também aplaudi-los,
    com muita emoção e ternura,
    pedindo a Deus que os abençoe e lhes conserve a saúde.
    A esperança nos leva a crer que
    outros dias lindos acontecerão,
    pois vocês são frutos da mais bela obra
    que Deus colocou na nossa história.

    responder este comentário denunciar abuso

Deixe um comentário:

Arquivos

Blogs do Estadão