ir para o conteúdo
 • 

Estadinho

31.julho.2012 07:00:29

A troca

troca.jpg

(Por Aryane Cararo)

“Quanto vale um baú cheio de ouro?” Será que vale só um copo de água e um alfinete? Você vai dizer que não. E pensar que quem faz uma troca dessas não tem juízo. Maluquinho da Silva! Mas se estivesse sozinho no deserto, sem ver
ninguém há dias, carregando um baú pesadão e morto de sede, será que valeria a pena a troca? Pois assim muda tudo, não é? Morrer de sede ou proteger o tesouro?

Eu ficaria com a água. E você? Pois Joaquim preferiu o copo também, deixando para Felisberto o baú no deserto. E é assim que começa o fascinante livro A Troca, de Bia Hetzel. Uma coisa vai sendo trocada por outra e por outra, outra,
outra até que você tem um livro de trocas tão malucas quanto o fantástico livro Um Balão por um Bacamarte, de Alastair Reid e Bob Gill (Cosac Naify), escrito em 1960. Que lembra também João Felizardo, O Rei dos Negócios, de Angela-Lago. Felizardo, Felisberto… o desfecho é certo: será que há dinheiro que compre felicidade?

Nessa aventura de Bia Hetzel, recheada de ilustrações deliciosas do sempre competente Jean-Claude R. Alphen, o texto passeia por trocas saborosas e filosóficas. “Quanto vale um amor? Depende de quanto dura? Ou depende de
quem procura?”, pergunta a escritora. “E quanto vale a amizade? Amigo a gente compra na feira? Amizade a gente troca por qualquer besteira?”

Não é divertida essa brincadeira? De palavras, de trocas e de ilustrações. Depois que você tiver lido tudo, volte com atenção para cada página observando toda a riqueza de detalhes de Jean-Claude e procure ali muitas outras ideias para trocar ou simplesmente se perder em imaginar uma ligação para todas elas. E aí, meu amigo, começam milhares de outras histórias.

A Troca. Texto: Bia Hetzel. Ilustrações: Jean-Claude R. Alphen. Editora Manati, R$ 38.

sem comentários | comente

  • A + A -

39672.jpg

O Estadinho desta semana já contou para você que o Batman está de volta. Mas, como falamos no papel, o filme tem cenas de violência e algumas partes bem assustadoras. Isso, no entanto, não quer dizer que o filme não seja muito legal.
Os primeiros minutos de Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge fazem com que você se interesse e tenha “fôlego” para as quase três horas de filme.

Gotham City está há oito anos sem crimes e corrupção, depois da morte de Harvey Dent (Duas Caras) e não precisa mais de Batman. Solitário em sua mansão, o homem-morcego convive apenas com seu mordomo Alfred. Um dia, em meio a uma festa na Mansão Wayne, uma garçonete rouba um colar do cofre da casa. Instigado a descobrir quem é ela, Bruce volta aos seus computadores da caverna e acaba descobrindo que uma nova ameaça ronda Gotham City: o vilão Bane (e quando ele aparece, chega a dar medo). É assim que o Cavaleiro das Trevas volta às ruas. E vai encontrar a Mulher Gato.

Ficou curioso? No trailer dá para sentir um pouquinho como é a história.

Como contamos no papel, o filme é indicado para maiores de 12 anos, mas você pode ver nos cinemas acompanhado de seus pais. E, mesmo ele sendo muito legal, nós sugerimos que você realmente espere a idade indicada para ver. Na nossa galeria tem mais imagens do filme, para você matar a curiosidade. Mas você quer se aventurar com Batman? Boa sorte e bom filme!

sem comentários | comente

  • A + A -
30.julho.2012 00:05:19

Na prateleira

capinha_1.jpg

Marcela Yumi Eleutério, de 9 anos, adora ler e participou desta edição do Estadinho

(Por Natália Mazzoni)

Na reportagem de capa do Estadinho desta semana você teve uma ideia de qual são os livros mais lidos pelas crianças nos últimos meses (se não viu ainda, pode acessar nos links abaixo). No papel, você conheceu um pouco dos cinco primeiros da lista, e aqui você descobre mais dos outros colocados.

Página 1

Página 2

Página 3

Página 4

Página 5

Dos mais vendidos…

Diário de Um Banana – Rodrick é o Cara

6.jpg

O Diário de Um Banana é o grande campeão da lista de mais vendidos. Greg Heffley, com seu humor peculiar, conquistou muitos leitores no mundo todo desde o seu lançamento em 2002. Nessa edição, o menino sofre tentando lidar com seu irmão mais velho, o Rodrick.  O Estadinho já falou mais sobre este livro numa edição do ano passado. Para acessar a reportagem clique aqui. (Editora V&R, 34,90)

 

7.jpg

Diário de um Banana – Um dia de Cão

Greg achou que iria aproveitar as férias de verão jogando videogame e sem pensar nem um pouquinho em qualquer responsabilidade. Mas, você já deve imaginar que o plano de se isolar em casa e fazer só o que der vontade  não deu certo. (Editora V&R, R$ 34,90)

Diário de um Banana – A Última Gota

8.jpg

Se você já leu pelo menos um dos diários de Greg, deve imaginar que esse menino teria pavor de ir parar numa escola militar. Mas, em A Última Gota, o pai de Greg pensa que essa é a única solução para fazer com que o filho deixe de ser um “banana”.  (Editora V&R, R$ 34,90)

Diário de uma Garota Nada Popular

9.jpg

Não é só Greg, o banana, que faz sucesso com seus diários. Nikki, de 14 anos, ganhou uma bolsa de estudos para uma ótima escola, mas terá de conviver com meninas malvadas e também com a paixão pelo menino mais bonito do colégio. Se você já passou pela experiência de mudar de colégio, ou cidade, vai se identificar em várias situações do diário. (Verus Editora, R$ 29,90)

Diário de uma Garota Nada Popular – Volume 3

 

10.jpg

No volume 3 da série dos diários de Nikki, a garota participa de um concurso de talentos para ganhar uma bolsa escolar, mesmo já tendo uma.Mesmo adorando cantar e dançar, muita confusão acontece. É que isso é uma estratégia, para esconder um segredo que ela pensa poder destruir sua reputação. (Verus Editora, R$ 29,90)

Dos mais emprestados…

O Que é Que Tem o Meu Cabelo?

liv.jpg

Leonel, o leão, é convidado de uma festa. Mas, antes de se preocupar com que roupa ir, ele logo pensa no que fazer com o cabelo. A girafa, encarregada de dar um trato na juba, se diverte transformando deixando a cabeça de Leonal de várias formas malucas. Faz um corte dente-de-leão, que faz o coitado ficar com cara de flor, tenta penteado estilo ninho, e Leonal acaba infestado de passarinhos. Demorou até achar a forma ideal. (Companhia das Letrinhas)

 25 anos do Menino Maluquinho

7_1.jpg

O livro traz uma história em quadrinhos inédita com 25 ilustrações de grandes artistas dos quadrinhos – Mauricio de Sousa, Laílson, Nani, Daniel Azulay, Gerson Salvador, Angeli, Nilson, Marcelo Campos, Jal, Gual, Ota, Santiago, Lélis, Dálcio, Mario Vale, Caco Xavier, Eliardo, Zélio, Jean, Miguel Paiva, Erica Awano, Aroeira, Guto Lins, Eduardo Baptistão, Fábio Moon e Gabriel Ba. Os convidados adaptaram os personagens do Ziraldo ao seu próprio traço para homenagear o Menino Maluquinho. (Editora Globo, R$ 28)

A Verdadeira História da Chapeuzinho Vermelho

8_1.jpg

A autora Natalini Sandro propõe uma nova Chapeuzinho Vermelho em A Verdadeira História de Chapeuzinho Vermelho. O Lobo escrever à Chapeuzinho pedindo que o ensine a ser bom. Isso faz com que ele vire uma celebridade, despertando ciúme na menina. Essa história é mesmo muito diferente da que você já conhece! (Brinque-Book, R$44)

 Turma da Mônica em: Contos De Andersen Grimm e Perrault

9_1.jpg

É claro que a Turma da Monica não poderia faltar nessa lista. Em Contos de Andersen Grimm e Perrault a turminha vive contos de fadas clássicos de Andersen e Perrault. (Editora Girassol, R$ 44,90)

 

Esconde-esconde na Escola

10_1.jpg

Esconde-esconde Na Escola  mostra a rotina do cachorrinho Neném durante um dia na escola. Na cantina, na biblioteca, em cima da árvore, no banheiro, na sala de aula, ele sempre insiste em se esconder, mas todos os  lugares já foram ocupados por outros bichos. Para ajudar Neném a encontrar seu esconderijo você pode levantar as abas das várias ilustrações manipuláveis do livro. (Companhia das Letrinhas, R$ 48)

sem comentários | comente

  • A + A -
30.julho.2012 00:04:20

Brincando com Newton

09.jpg

Rick Radioativo, da Mad Science, ensina uma experiência simples para você entender os princípios da Terceira Lei de Newton. Afinal, ciência não precisa ser chata. Quer tentar? Clica aqui.

 

sem comentários | comente

  • A + A -

Você deve ter ficado curioso com os livros que apareceram na capa do Estadinho esta semana.

capinha.jpg

Nós não falamos deles lá dentro, mas vamos mostrar aqui quais foram que a Marcela Akamine, de 9 anos, segurou para as fotos. São todos boas indicações de leitura e muitos deles já apareceram em nosso blog ou nossas páginas. Olhando para a foto, de cima para baixo e da esquerda para a direita, os livros que podem ser identificados são:

hercules1.jpg

1) Monteiro Lobato em Quadrinhos – Os Doze Trabalhos de Hércules: esta obra que já tem seis décadas foi adaptada para a linguagem dos quadrinhos. Nela, Emília, Pedrinho e Visconde de Sabugosa usam o pó de pirlimpimpim para voltar dois mil anos na história. Assim, eles acabam ajudando Hércules a cumprir os 12 trabalhos que eram praticamente impossíveis de fazer. (Editora Globo, R$ 35)

pum.jpg

2) Soltei o Pum na Escola: Não tem como não rir com este livro. Blandina Franco e José Carlos Lollo fazem do Pum, um cachorro bagunceiro, uma piada. Nós já falamos dele aqui, mas vale a pena soltar a risada de novo. Clique para abrir.

 

 banana1.jpg

3) Diário de um Banana – Casa dos Horrores: Greg Heffley é um sucesso. Por isso, seus diários não param de aparecer nas prateleiras. O bom é que eles continuam sempre muito engraçados, como esse Casa dos Horrores. Campanha contra o bullying, excesso de segurança, pedidos de Natal, games, trabalho para retirar neve na casa dos vizinhos… tudo isso vira confusão quando Greg está no meio. (V&R, R$ 34,90)

 

perrault.jpg

4) Contos de Perrault: O francês Charles Perrault foi o primeiro a colocar no papel histórias para crianças. Ele adaptava histórias que circulava pelas ruas. Neste livro, por exemplo, tem contos bem conhecidos como A Gata Borralheira, O Pequeno Polegar, O Barba Azul, Chapeuzinho Vermelho, A Bela Adormecida no Bosque e Pele de Asno. São clássicos, histórias que atravessaram gerações e continuam fazendo crianças viajarem no mundo da fantasia. (Paulus, R$ 45)

 

 

arte3.jpg

5) Vamos Fazer um Monte de Arte: Já falamos dele no Estadinho impresso (clique aqui para ver). É um livrão muito, mas muito legal, para não dizer incrível. Ele ensina a fazer arte de um montão de jeitos diferentes e o desafia a interferir numa série de desenhos. É daqueles livros para não desgrudar.

 

 peanuts.jpg

6) Peanuts: O quinto volume de Peanuts (que já recomendamos no Estadinho também) acaba de chegar às livrarias. As aventuras de Charlie Brown (o Minduim), Snoopy e sua turma, que foram publicadas entre 1959 e 1960, formam um livrão cheio de tirinhas. Como são tirinhas curtinhas, dá para ler um pouquinho a cada dia. (Editora L&PM, R$ 75)

 

portugal.jpg

7) Viagem às Terras de Portugal: Este também já foi matéria no blog do Estadinho. Clique aqui para ler.

 

 pernas.jpg

8 ) As Pernas de Nicolau: Outro livro muito bom, daqueles que fazem ficar com a cabeça nas nuvens, e que já falamos aqui no Estadinho. Clique aqui para ler.

 

 Olavo_Holofote.jpg

9) Olavo Holofote: A história de um pavão assanhado, que se acha a última bolachinha do pacote e com recheio extra. Ele quer um livro inteirinho só sobre ele, mas aí o Ratinho aparece sem querer. O Passarinho ouve que estão escrevendo um livro e resolve conferir. O Elefante estava pelas redondezas e decidiu espiar o rebuliço. Puxa, e foi chegando tanta gente que até o Lobo de capuz vermelho aparece por lá. Olavo vai ter um faniquito! (Companhia das Letrinhas, R$ 32)

(Por Aryane Cararo)

sem comentários | comente

  • A + A -

isa_feliz_1.jpg

Isabella Narita, de 7 anos, satisfeita com o óculos do Cinépolis

Filmes 3D são muito legais. Mas, nem sempre os óculos usados para conseguir ver as coisas “saindo” da telona ficam bem em você, certo?
O Divirta-se desta semana fez uma reportagem bem legal que vai guiar você até os cinemas que têm óculos feitos especialmente para crianças. Eles se ajustam melhor e não ficam caindo do seu rosto durante o filme.
É só clicar aqui.

sem comentários | comente

  • A + A -
27.julho.2012 07:00:05

Tempo maluco

tempo.jpg

(Por Aryane Cararo)

Maluquices! Adoramos maluquices. Daquelas bem cheias de imaginação de quando o bom senso não dizia para a gente que isso não pode existir. Ah, mas vocês sabem do que estou falando, não é, crianças? Quando a gente é pequeno, tudo pode acontecer. Até uma história maluca assim, em que as Horas são umas senhoras gordas e lentas, que estão ficando cada vez mais esquecidas. Os Minutos, moleques arteiros, e os Segundos, bebês. Acredita?

No livro Quem Quer Matar o Tempo? tudo isso faz sentido. Num só lugar se reúnem as Horas, os Minutos e os Segundos, mais as irmãs Manhã, Tarde e Noite, todos os irmãos meses e as Estações, que eram juízas. Todos convocados pelo Dia. Eles estavam reunidos para tentar descobrir quem tentou matar o rei Tempo e queria aprisionar as Horas.

Parecia uma rebelião que ameaçava colocar tudo fora do lugar. Imagine ficar sem as Horas? Como a Madrugada poderia saber que acabou seu turno de trabalho para a Manhã chegar? E se o Verão chegasse enquanto ainda estava atuando o Inverno? Calor e frio ao mesmo tempo! Como ficaria a Primavera sem vez nessa confusão?

Quem poderia ser o culpado por essa maldade? Os herdeiros do Rei Kaos e da Rainha Caótica? Quem seriam eles? Para descobrir, só lendo essa narrativa maluca e muito divertida da Miriam Portela. E, já sabem crianças, depois disso,
nada de falar em matar tempo por aí, viu?

Quem Quer Matar o Tempo? Texto: Miriam Portela. Ilustrações: Victor Tavares. Editora Noovha America, R$ 32.

sem comentários | comente

  • A + A -
25.julho.2012 07:04:09

Aventuras ao sol

capa_a_calorosa_aventura.jpg

(Por Aryane Cararo)

Todo dia que amanhecia, era assim: Deco saltava da cama para brincar com o sol. Era o período de férias e os dois se entendiam bem até altas horas, quando o sol precisava descansar. Mas, de tanto brincar, um dia o sol ficou realmente cansado. E irritado. E sol bravo não gosta de conversa ou brincadeira, ele queima mesmo. Nesses dias, Deco ficava debaixo da sombra. Mas não aguentava tanta provocação do sol, fazendo careta lá em cima. Então, passava o dia a responder o desafio. Deu briga, claro. Era tanta careta feia que assustava as donas nuvens. E nuvem assustada, você já deve ter ouvido falar, dá confusão!

É essa história que Talita Nozomi conta em A Calorosa Aventura, um livro de narrativa muito gostosa e cheio de imaginação. Talita é uma designer que estudou curso de ilustração numa escola italiana, a Scuola Internazionale d’Illustrazione. Ela também é designer de joias, sabe costurar, bordar e rasgar. Isso mesmo! Com papel picado e recortado, Talita ilustrou o livro com colagens, desenhos e tinta. Você já fez colagem para ver como é legal?

 

 

Tem outro livro da Talita, do ano passado, que a gente gostou bastante também: Do Mundo ao Fundo, Do Fundo ao Mundo, que foi feito com Olivia Maia Barcellos. Além de usar colagem, ele é todo ilustrado com origamis e material reciclável. Uma caixa de maçãs vira um oceano, uma redinha de frutas se transforma em uma caravela e a caixa de ovos ajuda a dar vida a uma tartaruga.

fundo.jpg

É muito diferente da maioria dos livros e é nisso que reside seu encanto. A história? Puxa, são duas. Uma da família da própria Talita, de antepassados que vieram do Japão tentar a vida no Brasil. A outra é a lenda da menina que, um dia, levada por uma tartaruga, descobre as maravilhas do fundo oceânico e passa tanto tempo  por lá que nem percebe o tempo passar. As duas histórias são costuradas por um imenso oceano que uniu as histórias na ficção e na vida real.

 

 

A Calorosa Aventura. Autora: Talita Nozomi. Editora JBC, R$29,90.

Do Mundo ao Fundo. Do Fundo ao Mundo. Texto: Olivia Maia Barcellos e Talita Nozomi. Ilustrações: Juliana Misono Kasuya e Talita Nozomi. Editora JBC, R$ 34,90.

 

sem comentários | comente

  • A + A -
21.julho.2012 12:38:34

Anima Mundi

21118_Lotte_ja_kuukivi_saladus.jpg

Cena do filme Lotte e o Segredo da Pedra da Lua

Começa na próxima quarta-feira (dia 25), em São Paulo, a 20ª edição do Anima Mundi, festival internacional de animação.
São 448 filmes selecionados, 80 deles brasileiros, para serem exibidos no evento. A programação infantil deste ano vem recheada de animações de bichos, como o francês A Turma da Selva, o brasileiro Brichos – A Floresta é Nossa e Lotte e O Segredo da Pedra da Lua, feito na Estônia.

Uma das coisas muito legais do evento é participar das oficinas gratuitas. Você pode ter contato com técnicas de stop-motion (na oficina de massinha), desenho animado, zootrópio (técnica de animação criada em 1834). A novidade deste ano é a 121, oficina que vai propor um zootrópio moderno, feito com tablets que serão animados pelo público.

As atividades vão até o dia 29 e acontecem em vários lugares (Centro Cultural Banco do Brasil, Centro Cultural Correios, Casa França-Brasil, Oi Futuro, Odeon, Arteplex e Memorial da América Latina)  e você pode consultar a programação completa aqui. A entrada é gratuita para filmes infantis. Adultos pagam R$ 8.

 

 

sem comentários | comente

  • A + A -
21.julho.2012 07:00:00

Vida olímpica

L1.jpg

Se você já leu o Estadinho de papel de hoje (dia 21), já sabe que fomos a Londres para descobrir e contar como vivem as crianças na cidade que vai sediar a Olimpíada. Contamos não só como é o dia a dia delas, com a escola, as brincadeiras e as formas de se divertir, como mostramos o que faz de Londres ser Londres, com seus costumes e atrações típicos, e o que faz dela um lugar muito legal para as crianças. Por fim, contamos um pouco sobre o assunto do momento: os Jogos Olímpicos, que começam na sexta-feira, dia 27. Se não leu, clique nas páginas abaixo:

Página 1

Página 2

Página 3

Página 4

Página 5

Falamos bastante, mas ainda foi pouco! Por isso, contamos aqui muito mais coisas sobre a rotina das crianças na Inglaterra e as atrações legais. Aliás, quem conta para a gente é o jornalista Davi Lira, que fez essa reportagem bacana para o Estadinho. Só para lembrar, ele falou com as crianças que estão nas fotos logo abaixo. Acompanhe!

Clique aqui para saber mais sobre as atrações de Londres

Clique aqui para ler mais sobre Olimpíadas

 


A VIDA DAS CRIANÇAS EM LONDRES

ESCOLA

Existem vários tipos de escola. Há aquelas que são chamadas de full time, onde os alunos entram às 9 h e saem apenas às 15h30. Tem outras que são chamadas de boarding school. Nessas, os alunos praticamente moram na escola e podem voltar para casa à noite, depois de algumas semanas ou até mesmo depois de um ano. Muitas escolas são públicas, católicas e outras exclusivas para meninas ou para meninos. Nicolas Martins, de 4 anos, que nasceu em Londres, estuda na Escola Católica Saint James, a 10 minutos caminhando da sua casa. E é praticamente regra os alunos serem recebidos pelos diretores, assistentes e professores na entrada da escola.

 

ATIVIDADES

Uma das coisas mais legais na escola é o Afterschool Club. São aulas especiais que acontecem depois do período normal de classes. O inglês Guillaume Bodin, de 8 anos, se amarra no club. “Eu gosto das aulas de brincadeiras criativas e de fazer pulseiras”, diz. Em outras escolas, aulas de natação, por exemplo, entram como matéria escolar, como se fosse uma aula normal. “Da natação eu não gosto, mas tenho aula de canto e de música que gosto muito”, conta Ariane Mester. Já Isabella pratica a Irish Dance, uma dança originária da Irlanda. Para os mais grandinhos, como Rayane Paulino, de 13 anos, a escola oferece uma disciplina voltada para criar projetos de Design e Tecnologia.

 

MERENDA

Nas escolas full time, existem dois lanchinhos: os snacks (mais leves) e um almoço ao meio dia, o lunch. O aluno pode comer na escola, sem pagar nada, ou trazer o lanche de casa. No colégio, há um tipo de comida diferente a cada dia. Charlotte Vailati, de 3 anos, tem dia que come um frango com arroz ao molho curry (um tempero da Índia) e tem outros que o cardápio é fishcake, uma espécie de hambúrguer de peixe com batatas. Há ainda o beans on toast, que é um creme de feijão com vegetais temperados, tudo em cima de uma torrada. Guillaume tem na ponta da língua o que mais gosta. “Fish and chips (peixe e batata) e espaguete à bolonhesa”, diz.

 

FÉRIAS

Em Londres, o calendário escolar é muito diferente daqui. As aulas começam em setembro, no período do outono na Europa, e a primeira parte do ano se encerra um pouco antes do Natal. Depois, as aulas recomeçam no início de janeiro, já na época da primavera, e vão até o final de março. Quando o verão está aparecendo, as aulas começam novamente e vão até quase o fim de julho. Assim, as férias são meio divididas durante todo o ano: de duas a três semanas em cada intervalo. Geralmente, no último dia de aula, as crianças vão passear com toda a turma. O Nicolas, por exemplo, foi para a praia. “Eu brinquei de futebol na areia com uns amigos que são bons e outros que não”, diz.

 

FAMÍLIA REAL

Quando o assunto é a Rainha Elizabeth II, as opiniões são as mais diferentes possíveis. Guillaume, por exemplo, é fã assumido. “Ela trabalha duro e, junto com o governo, toma decisões importantes”, fala. As irmãs Isabella e Amandia Andreadis, 7 e 5 anos, são só elogios: “Ela é experiente, inteligente e gentil”, fala Isabella. “Ela é bonita e talentosa, é uma boa rainha”, completa Amandia. Já Ariane Mester, 10, não gosta nada da realeza. “Não gosto do que ela representa nem dos castelos”.

 

 03_Extras_Fam__lia_Andreadis_Arquivo_Pessoal.jpeg

A irmãs Andreadis e a rotina da família na capital olímpica

Em Londres existe uma família muito especial. Ao todo, eles são cinco e, em sua casa, a comunicação é tanto em português, quanto em inglês. Os pais são brasileiros, mas as três filhas nasceram em Londres mesmo. Eles são os “Andreadis”, uma família que tem o Brasil no coração, mas a vida estabelecida completamente na Inglaterra.

A história deles tem quase 20 anos. Começou quando o diretor de artes Maurício Rocha conheceu a fotógrafa Eugenia Andreadis. Eles foram para Londres para aprender inglês e estudar e acabaram se conhecendo por lá mesmo. Depois de casados, tiveram três filhas: Isabella, 7 anos, a Amandia, de 5, e a Lorena, de apenas 5 meses.

O Estadinho entrou em contato com elas para saber um pouquinho mais sobre como é a rotina e escola delas, o que elas mais gostam de comer por lá e o melhor: o que é mais divertido de se fazer no tempo livre. Confira abaixo as respostas delas.

Isabella Andreadis, 7 anos

Horário da escola: das 9 h às 15h30

Esportes que pratica: caratê e natação

Outras atividades: sapateado

Uma das coisas que mais gosta de fazer nos fins de semana: ficar com toda a família falando português

Uma das coisas que mais gosta de comer: porridge (um tipo de mingau de aveia)

Uma das coisas que mais gosta de fazer na escola: aula de música

 

Amandia Andreadis, 5 anos

Horário da escola: das 9 h às 15h30

Esportes que pratica: natação

Outras atividades: balé

Uma das coisas que mais gosta de fazer nos fins de semana: piquenique no parque

Uma das coisas que mais gosta de comer: blueberry (uma frutinha azul que no Brasil se chama mirtilo)

Uma das coisas que mais gosta de fazer na escola: aula cooking (culinária)

 

 

sem comentários | comente

  • A + A -
  • Galeria Estadinho

Comentários recentes

  • olivio jekupe: hoje em dia os autores indígenas estão cada vez mais publicando seus trabalhos, aqui na nossa aldeia...
  • kellynha: adorei só algumas que é meio sem sentido !!!
  • loana de campos: Adorei a sua ideia, vou tentar fazer
  • Liane: Olha, isso da própria criança gerenciar sua leitura é bem interessante, assim como vários outros aspectos...
  • giovanna: nãão , gosteei muito ;[[

Enquete

Desculpe, não há enquetes disponíveis no momento.

Arquivo

Blogs do Estadão