ir para o conteúdo
 • 

Estadão Urgente

11.junho.2013 15:29:53

Manifestantes entram em confronto com a PM no 3º protesto contra a alta na tarifa de ônibus em SP

00h10 – Veja galeria de fotos da manifestação:

 

22h40 – Foi confirmada a explosão de uma bomba caseira na Estação Brigadeiro do Metrô. Manifestantes também  foram atropelados no cruzamento da Avenida Paulista com a Rua Bela Cintra. Ao menos um se feriu com mais gravidade. O motorista foi encurralado e acelerou para fugir de um cerco montado por manifestantes. A PM não conseguiu detê-lo.

22h23 – O responsável pelo policiamento da manifestação desta terça-feira, 11, tenente-coronel Marcelo Pignatari, informou que a PM persegue agora grupos menores, com entre 30 e 40 pessoas, utilizando o auxílio do helicóptero Águia. Ao menos 20 pessoas foram detidas e encaminhadas ao 78º DP (Jardins).

Cerca de 400 policiais da Tropa de Choque, da Força Tática e da Rocam (rondas de motocicleta) continuam na região da Avenida Paulista.

22h17 – Veja os comentários de internautas nas redes sociais sobre o protesto

21h59 – A Estação Trianon/Masp da Linha 3-Verde do Metrô foi fechada por causa dos protestos.  Os manifestantes se dispersaram e atuam agora de foi descoordenada. A Rota e Força Tática perseguem os focos de confronto. O comércio fechou as portas e os poucos estabelecimentos que se mantiveram abertos ficam lotados de gente à procura de abrigo.

21h48 – Manifestantes fazem barricadas ateando fogo em lixo na Avenida Paulista.  Estratégia também foi usada no primeiro ato, na quinta-feira passada,  6. Policiais desfazem os bloqueios para avançar e dispersar a multidão. Ao menos oito manifestantes  foram presos até o momento.

21h35  - Manifestantes e polícia estão num impasse na frente do Masp.  A polícia avança para tentar controlar o público e dispara balas  de borracha. No  meio do fogo cruzado, motoristas parados no trânsito dão marcha à ré e ônibus desviam para as ruas que cruzam a avenida.

21h24 –  Avenida Paulista está totalmente fechada  nos dois sentidos, na altura da Rua Pamplona. A polícia fez um acordo informal com lideranças para que a marcha se encaminhe para o vão livre do Masp e libere o trânsito.

21h00 – Os manifestantes fecharam completamente a Avenida Paulista mais uma vez,  no sentido Consolação. Eles se encaminham para o vão-livre do Masp e tentam bloquear uma das vias no sentido Paraíso. Mais agências foram depredadas na avenida.

Veja a situação do trânsito no local e os pontos a evitar

21h03 – Um grupo de manisfestantes subiu a Avenida Brigadeiro Luís Antônio e chegou à Avenida Paulista, deixando para trás um rastro de destruição.  Ônibus e até uma academia de ginástica foram pichados. Um professor que trabalha na academia tentou impedir a depredação e houve uma briga. Ao menos cinco agências bancárias tiveram os vidros quebrados, além de lixeiras.

20h39 – Líderes do movimento incentivam manifestantes a realizar novos protestos por toda a cidade nesta quarta-feira, 12: “parem suas quebradas”, pediu. Um novo ato está marcado para as 17h desta quinta-feira, 13.

20h23 -Integrantes do movimento feminista Femen mostraram os seios a pastores ao passar pela Rua Conde de Sarzedas, conhecida por reunir diversas igrejas evangélicas. Os religiosos  pararam o culto para ver  a manifestação e foram surpreendidos pelas ativistas. A segunda parte dos manifestantes segue para a Avenida Paulista pela Avenida Brigadeiro Luís Antônio. A Paulista foi palco de diversos conflitos e atos de vandalismo nos demais protestos.

20h08 – Depois de sentarem-se na Praça da Sé, uma das frentes da marcha decidiu retornar para a Avenida Paulista. O grupo está bastante reduzido em relação ao bloco inicial.  A Tropa de Choque  investiu novamente contra os manifestantes para dispersar os participantes. A situação é bastante tensa. Na Rua Senador Feijó, manisfestantes fazem barricadas ateando fogo em lixo. Uma agência do Bradesco foi depredada. O comércio local fechou as portas.

Veja a mobilização dos manifestantes na Sé:

 

 

19h59 – Depois do avanço da Tropa de Choque, os manifestantes se dividiram em dois blocos. Parte voltou para a Praça da Sé, parte seguiu para uma travessa da Avenida Rangel Pestana. O Choque se prepara para mais uma investida. Veja foto:

 

Tropa de Choque avança na Avenida Rangel Pestana, depois do primeiro confronto mais grave entre manifestantes e a PM. Foto: Clarice Cudischevitch/Estadão

 

19h45 – Manifestantes tentaram entrar no Terminal Parque Dom Pedro II e foram contidos pela Tropa de Choque.  Um grupo ateou fogo em uma caçamba de lixo dentro do terminal e a polícia respondeu com bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo. Abriu-se um clarão na massa e alguns manifestantes atacaram pedras contra a PM.  A Tropa de Choque avançou disparando tiros de bala de borracha e a multidão recuou pela Avenida Rangel Pestana. A circulação de ônibus está totalmente interrompida e o clima é o mais tenso desde o início da marcha, às 17h50.

19h43 – Veja o trajeto feito pelos manifestantes e os pontos com ocorrências:

19h22 – Manifestantes desceram a Rua Rangel Pestana e pararam por conta de uma barreira formada pela Tropa de Choque, antes da chegada à Avenida do  Estado. Manifestantes protestam contra a alta da tarifa de ônibus, que passou de R$ 3,00 para R$ 3,20 no dia 2 de junho. Alguns manifestantes incendiaram um trólebus da Prefeitura, mas as chamas foram contidas antes que se alastrassem,  pelos demais participantes da passeata.

19h16 – Veja foto do manifestante detido na Rua da Consolação:

 

Jovem teria deitado na via para bloquear o trânsito no sentido Rebouças. Foto: José Patrício/Estadão

 

19h02 – Policiais do Batalhão de Trânsito  (BPTran)  que acompanham a manifestação estimam um público entre 10 mil e 12 mil  pessoas. Ainda não há estimativas oficiais. Manifestantes seguem pelo centro da cidade.  A policia vai abrindo e parando o trânsito quando necessário para que  os manifestantes passem.

18h46 – Os manifestantes, que seguiam pela Radial Leste, entraram no acesso à Avenida Liberdade.  A polícia tem fechado as vias principais  e está, de certa forma, direcionando a marcha. Foram montados bloqueios na Radial Leste e na 23 de Maio, forçando o desvio da marcha. Os manifestantes estão próximo ao Fórum João Mendes. Eles colocaram fogo em um pneu no caminho, mas tratou-se de um incidente isolado.

 

 

18h33 – Com um quilômetro de extensão, a manifestação é a maior das três passeatas realizadas desde  a quinta-feira, 6. Uma pessoa que tentou bloquear a Consolação no sentido Rebouças mais cedo, deitando-se no asfalto,  foi detida. O grupo se encontra agora na Radial Leste perto do acesso com a 23 de Maio. Outro manifestante foi detido em uma rua paralela à Radial Leste, por supostamente, desacatar policiais. Houve um princípio de tumulto na saída do túnel,  contido rapidamente pela PM.

18h23 – Manifestantes mudaram de rota e não vão mais seguir em direção à Câmara Municipal, no centro da cidade. Eles entraram no túnel abaixo da Praça Roosevelt e tomaram nos dois sentidos da Ligação Leste-Oeste.

18h21 – Durante a passeata desta terça-feira, 11, manifestantes distribuíram panfletos convocando para outro ato, nesta quinta-feira, 13.

18h11 - Mesmo sob chuva forte, trovões e raios, manifestantes seguem pela Rua da Consolação. Eles gritam “vem pra chuva, vem, contra o aumento”.

Chuva não tirou ímpeto dos manifestantes. Na foto, descida da Rua da Consolação. Foto: Clarice Cudischevitch/Estadão

18h02 – Manifestantes com o rosto coberto picham paredes. A passeata pela Consolação é acompanhada pela Tropa de Choque da Polícia e por três caminhões dos Bombeiros. O policiamento segue atrás dos manifestantes. Houve uma tentativa de bloquear a Consolação no sentido Rebouças, mas a polícia conseguiu evitar a interdição. Os manifestantes se encontram agora próximos à Praça Roosevelt. (Clarice Cudischevitch)

Manifestantes picham paredes na Consolação. Tropa de Choque da PM acompanha marcha. Foto: Clarice Cudischevitch/Estadão

17h55 - São Paulo registra agora 87 km de lentidão nas vias monitoradas pela CET.  Acompanhe a situação do trânsito  na região da Avenida Paulista.

17h49 – Manifestantes começam a descer sentido Consolação. Ocuparam todas as faixas. A polícia tenta a muito custo liberar ao menos ao menos uma das faixas mas não consegue.  A tensão aumentou, mas ainda não houve confronto. Veja vídeo:

 

17h44 – Manifestantes acertaram com  a PM caminhar até a Câmara Municipal pela Consolação. O acordado, segundo o tenente-coronel Marcelo Pignatari, responsável policiamento, é que o grupo ocupe apenas uma das faixas da via. Cerca de 400 policiais devem acompanhar a passeata, segundo o tenente. Entre os manifestantes, no entanto, há quem não pretenda cumprir o acordo.

17h43 – Veja vídeo da manifestação na Avenida Paulista:


17h25 – A Avenida Paulista continua fechada na altura da Rua Bela Cintra, até a Rua da Consolação, sentido Consolação. PMs não conseguiram conter o avanço de manifestantes. No sentido Paraíso, um cordão de isolamento de policiais conseguiu evitar a ocupação de duas das três faixas. Muitas pessoas ainda estão chegando ao ato e o movimento na região é intenso. As estações de Metrô próximas seguem abertas. No sentido Paraíso, duas faixas se mantêm liberadas pela ação da PM.

17h17 – Avenida está fechada entre as ruas Bela Cintra e Consolação, no sentido Consolação, por causa do excesso de manifestantes, que ocupam as  vias e as calçadas. Policias formaram um cordão de isolamento para conter o avanço da massa e mantê-la na Praça do Ciclista. A desobstrução das vias tem sido uma preocupação da PM desde o início do ato.

17h03Interromper trânsito durante o protesto é “vandalismo” e “caso de polícia”, diz o governador Geraldo Alckmin (PSDB) sobre atos recentes pela redução da tarifa de ônibus na capital paulista. Alckmin e o prefeito Fernando Haddad estão em Paris para defender a candidatura da cidade de São Paulo na Expo 2020, uma das maiores feiras de eventos do mundo.

17h00 – Está enfrentando problemas na região da Avenida Paulista? Mande seu relato nos comentários do Facebook do Estadão. Você também pode postar fotos no Instagram com a hashtag #TransitoEstadao

16h50 – O Banco Safra, na esquina da Rua Augusta com a Avenida Paulista,  teve a entrada cercada de grades para impedir o acesso ao prédio. Outros edifícios, como o da Justiça Federal, também adotaram a medida. Por hora, no entanto, o comércio  está aberto e funciona normalmente na região. Nas manifestação de quinta-feira passada, 6, bancas foram depredadas e bares tiveram mesas e cadeiras arremessadas. Veja como foram os últimos protestos:

 

Quinta-feira, 6:

 

 

Sexta-feira, 7, segundo dia de protestos:

 

 

 

16h42 –  Veja as vias que tiveram problemas no último protesto contra o aumento da tarifa de ônibus. Nesta terça-feira, 11, a CET recomenda  aos motoristas evitar a região. Veja a situação do trânsito no local e as rotas para evitar o congestionamento.

 


Ver Protesto da sexta-feira 7 de junho contra aumento das passagens de ônibus em São Paulo num mapa maior

 

16h38 – Seguranças do Metrô se posicionam nas entradas das estações ao longo da Avenida Paulista, ás vésperas da manifestação do Movimento Passe Livre (MPL), marcada para as 17h. Nos atos anteriores, as entradas e os acessos das estações foram depredados. Grupos de quatro seguranças  estão nos acessos.

16h30 – Cerca de 250 manifestantes do Movimento Passe Livre começaram a se reunir na Praça do Ciclista, na Avenida Paulista, cruzamento com a Rua Bela Cintra. Por hora, não há interdições no trânsito. Líderes do movimentos informaram que os presentes não devem se misturar ao protesto de delegados e servidores da saúde, que ocorre no vão-livre do Masp.

15h00 – Pela primeira vez desde que começaram os protestos contra a alta  na tarifa de transportes públicos em São Paulo, o Movimento Passe Livre (MPL), líder das manifestações,  acenou com a possibilidade de negociar suas propostas com  a Prefeitura. O grupo afirmou que quer se reunir com a prefeita em exercício da capital, Nádia Campeão (PC do B), para discutir a redução da tarifa de ônibus na cidade.

Segundo representantes do movimento, foi protocolado um pedido de reunião para esta quarta-feira, 12. Eles reivindicam que a passagem, que aumentou de R$ 3,00 para R$ 3,20 no dia 2, volte para R$ 3,00 ou menos. “Queremos discutir uma pauta única: a redução da tarifa. Não aceitamos nada menos do que isso”, diz Marcelo Hotimsky, de 19 anos, estudante de Filosofia da Universidade de São Paulo e porta-voz do MPL. “Jamais vamos repetir o erro de 2003, da ‘Revotla do Busão’, em Salvador. Organizada pela UNE, o ato saiu sem a diminuição da tarifa na época.

Nádia campeão (PC do B), originalmente vice-prefeita de São Paulo, assumiu o posto depois que Fernando Haddad (PT) viajou a Paris para representar a candidatura da capital na Expo 2020,  feira  internacional que a cidade pleiteia sediar. Presidente do comitê, Nádia chegou  a ter a viagem anunciada no Diária Oficial da Cidade, mas desistiu por conta das recorrentes manifestações  contra a tarifa do transporte público.

14h30 –  Começou a concentração para os protestos marcados para esta terça-feira, 11, na Avenida Paulista, região central de São Paulo. Funcionários estaduais da Saúde, cuja passeata estava marcada para as 14h, e investigadores da Polícia Civil em campanha salarial já ocupam o vão-livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp).  A partir das 17h, integrantes do Movimento Passe Livre devem realizar o seu ato contra a alta do preço das passagens do transporte público.  Será a terceira manifestação do grupo na capital desde a semana passada – os últimos atos foram marcados por confronto com a polícia, depredação e obstrução de vias.

 

Veja o melhor caminho para escapar da lentidão

 

Policiais no início das manifestações na Avenida Paulista. Foto: Márcio Fernandes/Estadão

 

Além de enfermeiros, médicos e policiais civis, professores e cerca de 80 integrantes da Juventude do PT vão estar no Masp, na concentração para o protesto do Movimento Passe Livre. A PM destacou 900 policiais para fazer a segurança ao longo da Avenida Paulista, entre 14 h e 20h.

O comandante do policiamento na região da Avenida Paulista, tenente-coronel Marcelo Pignatari,  procurou as lideranças que já chegaram. Segundo  ele, os líderes informaram que não pretendem obstruir as vias. Pignatari afirmou que também irá procurar os integrantes do Passe  Livre mais tarde.  ”Quer fazer manifestação pode  fazer, mas repeite os limites da ordem. Caso ocorra quebra da ordem, aí sim vamos atuar”, disse. (Bruno Ribeiro e Diego Zanchetta)

 

comentários (51) | comente

  • A + A -
51 Comentários Comente também
  • 11/06/2013 - 16:28
    Enviado por: Moises

    Vamos ver se eles respeitam e não invadam as pistas atrapalhando a vida dos motoristas.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 17:03
    Enviado por: Rotundo

    …e assim marca-se o início do saco cheio da população. Próximo capítulo: Segurança Pública. Manifestações em nível nacional. Isso em virtude de descaso com a sociedade. Autoridades estão de costas para o povo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 17:38
    Enviado por: Rodrigo

    Uns falando do PT e outros do PSDB, o problema não são os partidos, estes foram fundamentados em grandes idéias o problemas são os políticos que não respeitam suas próprias idéias, quem dirá os outros!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 18:04
    Enviado por: Rosana

    Ninguém de bem e que trabalha vai com pedaço pau, cara coberta ( como os assaltantes fazem quando não querem ser identificados ) vidro com álcool protestar. Afirmo que esses ‘manifestantes’ não reclamam nem um pouco ao pagar R$ 0,20 a mais por uma cerveja ou pacote cigarro.
    Trabalhador mesmo JAMAIS vai quebrar ou depredar ônibus ou patrimônio público porque vai sobrar para ele pagar.
    Não acho que R$ 3,20 seja condizente com qualidade transporte, agora interromper direito de ir e vir, vandalizar, quebrar isso é coisa de vândalo!!!!
    Que tal reunir em passeata contra diminuição idade penal ( de forma pacífica ) ??? Que tal fazer passeata para melhoria serviço saúde??? Que tal passeata para melhoria qualidade ensino?? Sim porque hoje temos zilhões de ‘faculdades’ formando semi analfabetos!!!

    Isso que estão fazendo ( dá uma olhada em alguns tipos??? Duvido que trabalhem ou estudem MESMO ). Maior parte vândalos ( tem gente com real vontade protestar sem avacalhar com patrimônio público )!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 18:06
    Enviado por: davi s. viana

    parabéns a todos que estão participando desta manifestação, nossa passagem de ônibus são as mais caras do mundo, em relação ao salário mínimo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 18:10
    Enviado por: adilson

    apoio totalmente este manifesto, parecia que toda a população estava conformada com toda a corrupção, mas parece que eu estava errado..

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 18:19
    Enviado por: Carlos

    Parabens pelo protesto !!!!
    Chega de hipocrisia de nossos governos.
    Quem mais sofre são os pobres.
    Passeata para o PT e PSDB, ver que o povo não é bobo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 18:27
    Enviado por: alexandre

    Parabens aos manifestantes!!! Isso se chama democracia e o pedido dos manifestantes é justo e legítimo. Chega de sermos tratados como bestiais sem iniciativa. O preço da passagem é absurdo mesmo!! Verdadeiro roubo, bem mais caro que nos países ricos e civilizados. Chega de exploração!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 19:00
    Enviado por: Lucas A.

    Parabéns a todos os manifestantes. Polícia covarde.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 19:52
    Enviado por: Aloisio Arruda De Lucca

    A polícia tem de prender uns 100 por amostragem e verificar quem são,o que fazem ou onde estudam ou trabalham.Depois de conferido,aí sim vão ter o resultado politico-ideológico dos baderneiros.Mas para isso necessita força política e moral,não ter medo de possíveis represálias das esquerdas ululantes.São capazes de tudo para desestabilizar o governo do estado.Como diz nossa presidente:podemos fazer o diabo para conseguir nossas intenções…

    responder este comentário denunciar abuso

    • 11/06/2013 - 20:15
      Enviado por: è realmente não podemos mais tolerar pagar Abusos. Vamos andar de Bicicletas . Abaixo os carros. Sustentabilidade e gastos zeros.

      O Povo está se revoltando de tantas prtopagandas enganosas do governo do PT do Lula e da Dilma. Chega de Lula Ele é um Blefe. Até á poliicia sabe que Eles são corruptos. Querem fazer do dinheiro público o que as empresas fazem o networking´s do din din público . Para. acabou . e a policia não deve bater em ninguém não. pode não se não á população se arma. também… brincca . não o povo é que manda. e essa de governador. O povo não quer safadeza não. homens de poder podre, e sua midia ainda venera seus mortos? venerem á nescessidade do povo Brassileiro já.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 11/06/2013 - 20:15
      Enviado por: Renato

      Então manifestar oposição e estar descontente é baderna? Seguindo sua linha de pensamento é que temos politicos aumentando seus proprios salarios, policia batendo para impedir liberdade de expressão, imprensa proibida de fazer matérias que não interessa autoridades e politicos, lembrando somente alguns pontos que nós sociedade do Brasil devemos ficar quietos manter a baderna geral dos que lidam com o país como se fosse seu proprio quintal.
      Toda manifestação, por muito tempo reprimida se torna mais explosiva, estrapolando as emoções.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 11/06/2013 - 20:25
      Enviado por: Milton Santos

      Caro Aloisio Arruda de Lucca, muito bom seu comentario, muita gente pensa como você mas não falam nada, só que estamos nas mãos destes PETRALHAS, e não existe força política e moral, e muito menos sem medo, neste país, e neste governo.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 11/06/2013 - 22:07
      Enviado por: Caros Sampaio

      É por causa de pessoas como você que este país está como está.Reclamamos que o nosso povo não tem voz e quanto tem, aparece um engravatadinho como você para criticar, deveria ter pena de morte no Brasil para pessoas como você, pois você é o verdadeiro traidor do seu povo…

      responder este comentário denunciar abuso
    • 11/06/2013 - 23:28
      Enviado por: renatovsky

      imagino que deva sentir saudades da Dita Dura também né?

      responder este comentário denunciar abuso
    • 11/06/2013 - 23:54
      Enviado por: José Aldo

      Falou, falou e não disse nada! Kkkk vai dormir tiozão.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 12/06/2013 - 08:48
      Enviado por: Claudio Corrêa

      O velho discurso surrado de desestabilização do governo do Estado e de fundo eleitoral nas manifestações. Talvez Aluísio Arruda, bem como o Aluísio Ferreira não tenham a necessidade de se utilizar o transporte público de S. Paulo. Aí é mole reduzir o significado da manifestação.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/06/2013 - 20:09
    Enviado por: è realmente não podemos mais tolerar pagar Abusos. Vamos andar de Bicicletas . Abaixo os carros. Sustentabilidade e gastos zeros.

    Ok . os trabalhadores do setor Agrário os Colonos de assentamento do INCRA. tem uma Questão em defesa dos Indios. Contra os Politicos de Brasilia . Que por exemplo são garimpeiros em Roraima no Amajari Lote 81 Eu Denuncia MPF, não adiantas pois Eles também são corruptos Executivo Legislativo e judiciário. o povo quer justiça. Agora o “,, Negrão ” Lá dos lado do judiciário diz que Quer aumentar os salários deles. e Até fazer Terras de Kilombolas na Amazõnia em local que nunca exixtiu. e tirar os Indios. Então viva á Homofobia . E Viva Mohamad que á paz esteja com Ele. Vamos entrar na lei da Shari aqui também. Já que essa democrácia ai só serve para o bem dos Anunciantes . Vamos defender que à mão de Deus caia sobre os Infiéis. è á única coisa que alenta o coração de um verdadeiro empreendedor. Allah. e contra o Cristianismo fazer musica de Rap. à Allah contra o Cristianismo , Pois Ele também mente na razão agraria sua CnBB. E o que será do Papa. se o que vale é á luz da fé entre os Marteres?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 20:24
    Enviado por: è realmente não podemos mais tolerar pagar Abusos. Vamos andar de Bicicletas . Abaixo os carros. Sustentabilidade e gastos zeros.

    Lá no amazonas o povo sofre acreditando no governo. Já se ve por lá os Militares Isolados da população. As forças Armadas uma Ilha dentro do Estado. Não seve para educar á população o que é Civismo. e quer dizer que esse Hadad ai foi viajar pra representar á nossa cidade. esse Petista miseravél foi é gastar nossos impostos, ninguém quer saber de feira ou de copa do mundo ou de festas de Gays e Paradas não queremos é comer se alimentar ter saúde , educação e respeito e é tudo isso o que o governo do PT do Lula , não ensinou . POrque não sabe não conhyeçe nunca soube o que é ter respeito ou trabalho dignimo , é sim um sangue suga aproveitadores politicos como o Lula. Quem mete o dedo na prensa pra ir pra sindicato e levantar Bandeiras e fazer piquetes e greves contra as Industrias como Ele fez para se Eleger . E Á midia o Endeusou até no exterior não sabiam da Crise de Allah, Aonde manda todas as Pragas que outrora caiu no egito para Cá. Só porque esse metalurgico nordestino veio pra se Criar aqui em São bernardo do campo. E essa de pagar 3.30 para andar de onibús. que estamos pagando pra Ford Mercedes bens Scania e a Fumaça e o gaz toxico.e o Tiête e os Haitianos que estão entrando aqui . è tudo cria tua Lula. Olha que eu não tenho nem Partido , más se eu pudesse acabaria com tua História. Só pra sair na foto. Fulano de tal Insignificante membro do Brasil . Jogou um sapato na cara do lula.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 20:26
    Enviado por: rafael lopes dias

    vandalismo pior é o que sofremos todos os dias pelos governantes, que deixam nossa cidade, nosso país, cada vez pior, quanto a atitude desses estudantes estão totalmente certos e tem todo meu apoio, e voçes ai que são contra para de ir na onda da mídia e vá lutar pelo seus direitos tbm com a bunda no sofá vendo novela e reclamando de tudo não adianta nada, bando de alienados, #forçaestudandes

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 20:36
    Enviado por: laercio rocco

    senta a borracha no lombo destes vagabundos , estão quebrando o patrimonio , quebrando onibus , virou baderna , coloca a rota e a tropa de choque em cima deles.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 20:37
    Enviado por: Eduardo

    Lamentável esse movimento. Falta inteligencia para manifestar

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 20:44
    Enviado por: jose mendes

    Não tenho duvidas que estes protestos praticado por desocupados é uma ação orquestrada,ao contrario do Ministro Da Justiça e da Dona Maria do Rosário não é uma afirmação Leviana,é praticamente uma constatação,com a popularidade da Presidente em baixa seus asseclas estão fazendo o Diabo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 20:47
    Enviado por: Celso Silva

    Está faltando chá de borracha no lombo desses vagabundos. Que saudade dos bons tempos, quando os que trabalhavam eram respeitados!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 21:17
    Enviado por: Renato

    E que tal falar sobre a violência policial? É mais que sabido que provocar manifestantes pacíficos é uma maneira segura de obter respostas violentas. A PM tem muita responsabilidade por quaisquer prejuízos, também. Toda essa situação tem pelo menos dois lados.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 21:30
    Enviado por: Marcia Lopes

    A polícia precisa acabar urgente com esta bagunça. É um movimento político sem vergonha com atos extremos de vandalismo. Ignorantes, rebeldes sem causa concreta, imbecis… Nos apoiamos a polícia e caso os policiais não consigam dar conta do recado que chamem o Exército!!! Isto é uma vergonha nacional!! Cadê o Haddad? Será que ele não tem ajuda do governo federal para acabar urgente com isso?? Chega! Basta! Estamos revoltados com tanta insegurança e falta de atitudes enérgicas!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 21:46
    Enviado por: Marcelo

    Sinceramente, esta manifestação não é contra o aumento da passagem e sim para mostrar que ainda há uma classe que não vive na democracia. Alguém viu um representante deste movimento tentar o diálogo???? Pra mim foi só baderna e vandalismo e isso enoja!!!
    Pior é a polícia que não prende os vândalos. No meio da passeata há de tudo, inclusive professores que apoiam este comportamento, Porque não ensinam aos alunos a viver em sociedade?
    Pelo menos agora, com o prefeito do PT não da pra falar que foram os petistas (afinal o PT é um partido de socio-centro-direta). Digamos que está mais pra PCO e PSTU (me divirto com seus programas politicamente retrôs).
    Passe livre já!!! Mas com motoristas e cobradores trabalhando de graça, manutenção dos veículos gratuita e combustível grátis para os ônibus….. bem real e exequível !!!
    Brasileiros… levantem e eduquem seus filhos !!!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 21:53
    Enviado por: James Howlett Logan

    Vou dar uma dica para um protesto pacífico e sem brigas: ao invés de fechar as ruas e, sem querer, atrapalhar outras pessoas que estão indo para seus trabalhos ou voltando deles, se reúnam bem em frente à casa do político que não está cumprindo seu trabalho. Lá, façam barulho, uma corda humana ao redor da casa … Mas sem sujar ou quebrar nada.
    O político, na hora que souber disso, vai ouvir as reclamações e depois resolverá, pq sabe que, se não cumprir suas obrigações, o povo fará isso de novo.
    Está aí uma dica para protestar contra esses parasitas que estão no poder do nosso país.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 22:02
    Enviado por: Valério R. de Castro

    Esse povo deveria fazer essa baderna em situações mais importantes, poderiam fazer isso em brasília por exemplo. Para mim esse povo deveria é trabalhar e parar com essa vagabundagem…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 22:37
    Enviado por: ALEX TORRES DOS SANTOS

    Tem burguês aqui achando que protesto se faz com bandeirinha brancas e ursinhos de pelúcias: são séculos de opressão e exploração, de abusos por parte do Estado que privilegia as classes sociais detentoras dos meios de produção e dos diferentes tipos de capital. Tem que apavorar, impor uma sensação de caos, para se ter uma ideia daqueles que usam o transporte público lotado, caro, com ruas intrafegáveis. A classe média que assiste isso pela internet, que nunca usa um BUS, cala a boca, e aprende. O pior virá. MUDA#SP!.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 22:43
    Enviado por: GODOI

    Não agüento essa gente retardada que fala que é exagero fazer protesto por causa do aumento das passagens!!! Acredito que devem andar de helicóptero!!! Pq de Transporte publico tenho certeza que não!!!! Se você não usa transporte coletivo, faça um teste tente pegar o metro ou CPTM pela manha!! Tenho certeza q vai mudar sua arrogância e prepotência!! O problema não são 20 centavos, mas o lixo que é o transporte!!! O governo teria que pagar para o cidadão andar nele!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 22:54
    Enviado por: LadyFormiga

    Tem que quebrar tudo mesmo! PT maldito roubando dos pobres!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 22:55
    Enviado por: Nelson

    Isso tem um nome, chama-se crise de legitimidade. A função da polícia é proteger a população, inclusive os manifestantes. Disparar bombas e balas de borracha e causar pânico numa multidão é perigosíssimo. Existem inclusive não manifestantes passando nas proximidades das passeatas, idosos, crianças… imagina se um idoso cai no chão? Se alguém é pisoteado? Tem coisa muito errada.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 23:02
    Enviado por: Francoorp

    Não tem que prender ninguém, o direito a manifestação pe constitucional, devem protestar sim.. e quem disse que são os manifestantes e não os contestados por eles que não começam essas violências gratuitas aí pra tirar o foco dos protestos desviando pra “Conflito”…

    Nunca entendi por que pagamos mais de um euro com tarifa de ônibus… e olha que em Roma com um Euro você em tudo o que puder, ônibus ou metrô, por 75 minutos, mas o salario lá é maior… pagar um Euro ou mais aqui é roubo dos grandes das empresas de transporte publico junto com seus compadres prefeitos e vereadores que permitem esse assalto!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 23:03
    Enviado por: Goytá

    Protestar é um direito justo em qualquer sociedade democrática, mas é preciso ser muito ingênuo para não perceber que essa gente está sendo feita de trouxa e usada por grupos políticos interessados em criar confusão para desestabilizar o governo municipal e estadual, e que o reajuste dos ônibus é um mero pretexto para isso. Acho também de uma hipocrisia tremenda promoverem um ato que supostamente teria a ver com a valorização do patrimônio público para depois depredá-lo. Também acho que depredação do patrimônio público (e privado) é crime e deve ser tratado como tal, inclusive porque tira a razão até da mais justa das causas. Finalmente, acho também que se querem que o reajuste seja revogado, ofereçam alguma alternativa para financiar o rombo, porque se as empresas de ônibus não forem devidamente remuneradas, começarão a retirar carros de circulação e a descuidar da manutenção deles. Eu ando muito de ônibus e adoraria não ter que pagar reajuste nenhum, mas detestaria mais ainda ter um serviço de qualidade ainda pior que o que já temos.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 23:03
    Enviado por: Wilson

    A luta errada !!!
    Fossem todos protestar contra a criação dos novos TRFs que serão feitos a um custo de r$1.000.000.000,00/ano levando do contribuinte que usa ônibus, bem mais que míseros r$0,20 de aumento por passagem.
    Retrato da falta de informação de um povo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 23:27
    Enviado por: renatovsky

    Aloísio, imagino que deva sentir saudades da dita dura também né?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 23:29
    Enviado por: Hugo Diaz

    me solidarizo con el pueblo brasilero, estuve por dos ocasiones en sao Paulo el año pasado y me parece que han tenido un buen avance cultural y de organización, pero no puede sangrarse mas a un pueblo que todos los dias coge el metro o el omnibus para ir a sus trabajos o a estudiar.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 23:37
    Enviado por: Adriana Novaes

    Por que tanta hostilidade? São jovens protestando contra o que todo brasileiro sente na pele todos os dias: o aumento absurdo do custo de vida. Por que chamar de baderneiros jovens que querem protestar contra um abuso? Por que ninguém é solidário? Por que todos apoiam a violência contra esses jovens e ao mesmo tempo reclamam porque têm medo de sair na rua? Por favor, que o jornal e outros veículos de comunicação façam matérias mais abrangentes. Na verdade, acho que todos deveríamos protestar nas ruas contra a impunidade, contra a política de quinta categoria de todos nós, contra os desmandos e abusos de uma democracia capenga. E então? Vão dizer que são baderneiros também?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2013 - 23:39
    Enviado por: Carlos

    Saudações a quem tem coragem!
    Esses garotos estão certos, mostrando que o povo ainda tem poder de mobilização.
    Enquanto isso a classe média retrógrada xinga muito no Facebook.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/06/2013 - 00:10
    Enviado por: Marcia Lopes

    Caos na cidade de São Paulo… Vândalos imbecis quebrando tudo e incendiando lixo no meio das avenidas… Movimento político cretino… rebeldes sem causa concreta… lixeiras quebradas… bagunça total… pedras jogadas pelos manifestantes quebravam as vitrines e portas de bancos… comportamentos animalescos… Novamente a Paulista foi o palco do início do quebra quebra… comerciantes fechavam as lojas assustados… Precisamos de mais policiais… precisamos de ajuda… não aguentamos mais tanta passeata e este clima violento na cidade…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/06/2013 - 00:39
    Enviado por: Alzira

    o movimento é apoiado por partidos do governo, se vê faixas, tanto a greve dos professores como esta As femen andando de ônibus? pessoas com rostos coberto? peçam as carteiras profissionais de cada um deles? trabalham? A maioria do pessoa é recrutado na USP? Por que as suas ideias estão nos cartazes! Depredar, atear fogo, pixar, impor terror, incomodar trabalhadores faz parte do partido do PT, que usou as mesmas táticas nas diretas já! Acabem com a farra na USP e vcs vão ver esses mesmo ativistas fazendo um enorme escarcéu..tá na cara que os nossos governantes tem tudo á ver, né! E o almoço em París? vai bem Obrigado! Sobrou só pros militares, que já estão sendo massacrados.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/06/2013 - 00:54
    Enviado por: Thiago Gabriel dos Santos

    vejo comentário falando em desestabilizar governo e apoiando polícia..ENGRAÇADO…parece que não sabe que a própria polícia pretende entrar em greve…pq não tem salário decente…mas o mais engraçado é que parece que só a policia tem familia só ela passa fome, como só ela tem o direito de usar a força…só digo uma coisa…povo: levante e vá gritar…desestabilizar o governo seria uma boa…pq só está estabilizado pra quem tem dinheiro…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/06/2013 - 00:56
    Enviado por: Allécto

    Enquanto a galera se mata por causa de futebol ninguém está nem aí, mas quando estão colocando a energia em algo que presta, que é evitar roubos maiores por parte do governo, ai já vira conversa de “esquerda” daqui, “esquerda” dali.

    Acorda, bando de pamonha. Nós pagamos os mais altos impostos do mundo, com uma das piores qualidades de vida! E vocês chiando quando tem alguém interessado em ir contra esse abuso?

    Vejo as mesmas pessoas que tanto reclamam da corrupção reclamando das manifestações. Só querem mesmo é reclamar, poucos estão dispostos a sair da zona de conforto (nem que sair da zona de conforto seja o mínimo, como manter a calma e a compreensão mesmo ao ficar preso 3h no trânsito por causa das manifestações).

    Não dá para a manifestação ser pacífica e controlada, porque o governo não está interessado em discutir a situação calmamente, já que eles sabem que não tem razão. Eles pressionam, instruem a polícia a utilizar a força para incitar a violência geral. Quem está ali se manifestando já está tenso, ninguém é uma máquina, quando a violência começa, mais violência se segue.

    Nós temos que agradecer que alguém está tirando a bunda da cadeira para fazer algo que na história desse povo passivo é rara.

    Tem seus contras? Tem. Incomoda? Incomoda. Mas precisa ser feito.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/06/2013 - 06:47
    Enviado por: Franco Garbim

    SÃO PAULO VAI PARAR? Evidente que não. São Paulo não para. São Paulo não para porque seu povo é trabalhador. São Paulo não para porque tem o maior PIB do Brasil. São Paulo não para, porque queiram ou não, continua sendo a locomotiva do Brasil. São Paulo é cosmopolita. É um país dentro de um outro país. São Paulo não parou na revolução de 32 quando ficou só. Perdeu no campo de batalha pela precariedade de armas e quantidade de homens. Venceu em seus ideais. Se fez de nôvo. Abriu os braços e o coração para migrantes e imigrantes
    O que tem que parar são esses movimentos anarquistas estimulados por desocupados, que fecham vias de acesso à hospitais, faculdades, escolas e lares. Verdadeiros ratos que saem do esgoto da sociedade travestidos de estudantes e trabalhadores. Com certeza esses marginais não tem idéia da subida absurdo nos preços dos alimentos em supermercados. Tipo de gente que deve ter a comidinha pronta em cima da mesa, que nunca meteu a mão em uma panela e provavelmente não sabe como fazer um omelete sequer. Sozinhos são covardes, agigantam-se em grupos. Falta cérebro para essa gente. Falta civilidade, respeito pela cidadania. Esses tipos que elegem os corruptos de sempre e que usam este mesmo método para conseguir seus votos. São Paulo é o estopim de uma dinamite que já foi acesa em um Brasil que só pode deixar de implodir quando democraticamente nas urnas mudarmos as pessoas que nos mal representam. Tirarmos os gananciosos e oportunistas que fazem de um paternalismo assistencialista uma nação frágil diante de um populismo que gera esses tipos de bestas feras na sociedade.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/06/2013 - 08:44
    Enviado por: Jarbas

    Juízes que estipularam fianças de R$ 20 mil reais, ordens de prisões sem fianças e outras fortes medidas, porque vocês não sejam Homens e vorazes e fazem a mesma coisa com bandidos políticos??? E o mensalão?? E os assassinos que matam ou ateiam fogo em vítimas sem proteção do Estado e com seus direitos de autoproteção proibidos com a regra do desarmamento…que justiça é essa??? Se é este o nome correto!! Ignorância

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/06/2013 - 09:10
    Enviado por: kelvin ferreira

    acho vi uma menina comentando q estavam queimando ônibus e dizendo que depois vão reclamar dá falta deles, ela não deve saber q essas empresas tem dinheiro para repor uns 3 novos. eles estão sentados em dinheiro e o povo não tem nada. É como dizem apenas com protestos violentos nossos direitos serão respeitados

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/06/2013 - 10:16
    Enviado por: Sandra

    Posso dizer, com orgulho, que estava lá, porém não concordo com tudo que acontece, infelizmente encontramos arruaceiros que utilizam destas manifestações como oportunidades para quebrar e pichar. Esquecem que as lixeiras, entre outras coisas, saem do nosso bolso. Do bolso do povo! Se prendessem os arruaceiros verdadeiros, deveriam cobrar deles, porque agora, quem paga por toda essa quebradeira??? A maioria das manifestações realizadas em São Paulo não são respeitadas devido a toda essa bagunça. Fica aqui a dica, usemos como exemplo as manifestações dos artistas de São Paulo, que vão as ruas dizem o que querem dizer e terminam sendo ouvidos, sem depredar absolutamente nada.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/06/2013 - 13:22
    Enviado por: Asdrubal Caldas

    A maioria destes depredadores são filhinhos de papai, que talvez nunca entraram em um ônibus, a não ser em um daqueles Transcontinentais que levam os mimadinhos para fazerem turismo internacional, e passearem nesses ônibus por pequenas cidades turísticas, onde não há aeroporto. Porque as cidades que possuem aeroporto, eles costumam visitá-las com os seus próprios jatinhos. As atitudes demonstradas nestes quebra quebra da coisa pública, e também do patrimônio privado, servem como uma válvula de escape para eles diluírem todo o seu ódio, todo o seu escarnio, contra os menos favorecidos pela sorte. Eles sabem do sofrimento do povo que utiliza ônibus para os seus deslocamentos. Portanto, este vandalismo é consciente. Quanto menos transporte público tiver, maior o sofrimento e a revolta deste povo que sempre foi vilipendiado pelos governantes ineptos deste país. A maioria destes vândalos se infiltram no meio da classe trabalhadora ordeira, e assim que surge uma oportunidade, onde eles possam se safar com segurança, ai eles iniciam a baderna. Para eles, pouco importa se o aumento da passagem foi de 1%, 10%, ou 100%. Os seus “papais” lhes patrocinam o carrão e o cartão de crédito para os seus desfrutes. Os mais idosos devem ter na lembrança a figura dos pequenos parques de diversões que se instalavam nas periferias das cidades. Eram nestes estabelecimentos que os trabalhadores de então, descarregavam a tensão acumulada durante meses, enfrentando a sua labuta diária no trabalho, e suas idas e vindas em ônibus super lotados. Não lhes restava outra alternativa, a não ser levarem a família para se distraírem nestes parques, onde a mãe ficava responsável em levar os pimpolhos no carrocel , na roda gigante, no dangle, no tobogam, e outros brinquedos que não me lembro do nome. O chefe da família sempre ia descarregar as suas tensões, e exibir as suas habilidades, no vira latas, e no tiro ao alvo (não confundir com tiro no Alvaro). Para estes “mimadinhos”, já não lhes satisfaz os passeios nos grandes Shoppings, as viagens internacionais, as baladas. Este tipo de coisas não lhes causa emoção, não lhes aflora a adrenalina, e são coisas comuns que os da sua classe social já desfrutam. Estes vândalos, destruidores da coisa alheia, querem ser diferentes, querem marcar o seu nome entre os seus. A sociedade precisa ficar atenta, e os responsáveis pela segurança não deve tratá-los à pão de ló, só porque pertencem a uma classe abastada. Eles são bandidos comuns. Se não lhes for dado um basta na sua escalada de crimes, sim, porque vandalismo dependendo do grau da ação perpetrada, deve ser tratado como crime, eles poderão chegar a tirar a vida de alguém. Pois é desta forma a escalada percorrida pelos viciados em droga. Eles começam tomando um trago, passam a usar maconha,depois cocaína, e acabam no crack, que é bem mais barato. Quando lhes falta a grana para adquirirem a sua droga preferida, eles partem para o assalto, e muitos, infelizmente, acabam virando assassinos, ou morrem assassinados. O trabalhador honesto, aquele que não sai à rua para vandalizar o bem alheio, e sim para protestar contra coisas que o prejudicam , este, precisa ser orientado que a Av. Paulista não é o local mais indicado para certos tipos de protestos, e aumento de passagem de ônibus é um deles. Este protesto, deve ser feito em dois locais, que são os mais indicados, e que com certeza surtirão os efeitos esperados. Um deles, é na Câmara Municipal, pois são os vereadores quem aprovam os aumentos nas passagens de ônibus. E o outro, é em frente às próprias garagens dos ônibus, não deixando que eles circulem. Só que ai fica um pouco mais difícil, porque os coletivos costumam sair muito cedo das garagens. Qualquer duvida me ligue.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/06/2013 - 11:47
    Enviado por: Vanderlan

    A violência começa depois das atitudes desproporcional da polícia despreparada.

    responder este comentário denunciar abuso

Deixe um comentário:

  • Quem Faz

    Quem Faz

    Redação do jornal O Estado de S. Paulo

Comentários recentes

  • Luca: Tente tomar spray de pimenta no olho que vai descobrir para que serve o lenço no rosto… ou voces acham...
  • Paulo: Excelente pergunta do Carlos: Por que tem que esconder o rosto? Por que colocar fogo em objetos?
  • Carlos frederico Souza: Por que tem que esconder o rosto? Movimento manipulado pelo PT e demais dinossauros vermelhos...
  • Alzira: Esperamos que da próxima vez os manifestantes portem um cartaz com “Fora Dilma”. Dona Dilma já...
  • crbm: Cade a imprensa desse país que se esconde e nao tem coragem de denunciar esses medicos mercantilistas, sangue...

Arquivo

Blogs do Estadão