ir para o conteúdo
 • 

Entre cliques

29.março.2010 13:37:06

Parece mas não é?

Foto: Clayton de Souza/AE

Foto: Clayton de Souza/AE

Durante a manifestação dos professores da rede estadual de São Paulo, próximo ao Palácio dos Bandeirantes, na última sexta (26/03), um homem aparece carregando uma policial feminina. No primeiro momento, quem vê a foto fica emocionado. Afinal, uma pessoa sem farda, talvez um professor, socorrendo uma PM, durante a manifestação que foi marcada pela violência, seria um fato a se comemorar. Contudo, o que a foto mostra talvez não seja o que ela insinue.

Após a imagem de autoria do repórter fotográfico Clayton de Souza circular pela internet, a Polícia Militar do Estado de São Paulo informou que o homem que carrega a policial ferida é um PM à paisana. A policial chama-se Erika Cristina Moraes. Já o nome do policial que fez o socorro não foi divulgado pela Polícia Militar, com a justificativa de que ele trabalho no serviço reservado da corporação. E aí, a dúvida permanece.

Veja galeria de fotos da greve.

comentários (168) | comente

  • A + A -
168 Comentários Comente também
  • 29/03/2010 - 14:03
    Enviado por: Cis

    Um gato desse…queria que ele estivesse carregando eu…..

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 15:18
      Enviado por: paula

      Se o cara é PM, azar… carga pesada ele carrega, não? Dá uma olhada na cintura
      da nocauteada.

      Se é professor, o que não duvido, não está distante do cotidiano de uma categoria que luta e diariamente carrega infinitos fardos nos braços, entre eles o de eleger políticos que não têm por hábito valorizar a educação.
      O que é para um professor carregar nos braços um policial militar? Nada.
      Quantos deles já passaram por nossos braços quando crianças. Deveríamos tê-los ensinado a caminhar, enquanto nossos alunos, ao nosso lado… e hoje não teríamos cenas como estas para comentar.
      LUTEMOS SEMPRE!!!!!!!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 16:22
      Enviado por: Costhe

      É uma policial militar em um conflto incompatível com sua escala, acho que as pmfem deveriam ter outro tipo de escala mais branda. Mais os comandante não tem sensibilidade, e ai dá nessa foto.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 16:46
      Enviado por: ANDERSON

      CONCORDO COM A SUA COLOCAÇÃO ACHEI A MELHOR DE TODAS AS RESPOSTAS, MAS NAO ADIANTA OS PROFESSORES EDUCAR E OS ATUAIS COMANDANTES A ROUBAR, NO MEU TEMPO DE ESCOLA TINHAMOS RESPEITO PELOS PROFESSORES E EM ALGUNS CASOS ATÉ MEDO, POR SER SEVERO ” QUE NÃO ESTÁ ERRADO” HOJE NINGUEM TEM MEDO OU RESPEITO PELOS PROFESSORES, SE QUISER DAR AULA TEM QUE TER MEDO DOS ALUNOS E RESPEITAR ATÉ QUEM NÃO MEREÇE. AFF. TENHO VONTADE DE ESCREVER TANTO, MAS VEMOS TODOS OS DIAS ISSO NA TV E NINGUEM FAZ NADA. NAO IMPORTA SE A PESSOA QUE SOCORREU ERA POLICIAL OU PROFESSOR, VALEU A PENA POR TER SALVADO UMA VIDA, SE FOSSEMOS NÓS OU ALGUEM PRÓXIMO GOSTARÍAMOS DE TER UMA PESSOA PARA NOS SALVAR

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 18:05
      Enviado por: José Barros

      Palavras bonitas! Parabéns!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 18:07
      Enviado por: José Barros

      Me refiro as palavras de PAULA, 29/03/2010 – 15:18, a partir do segundo parágrafo. Se não houvesso o primeiro, seria uma obra-prima. Mas…

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 14:07
    Enviado por: Jaime Pereira

    Tenho certeza se fosse outra pessoa de bom senso teria socorrido a policial, pois
    o exemplo de soladariedade entre nos brasileiros e grande, amo os USA onde vivo, e amo muito meu lindo Brasil, eu sai do Brasil mas o Brasil nunca saiu de mim.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 14:08
    Enviado por: ramiza

    Dúvida?
    Se fosse um professor, parte mais que interessada, já teria se identificado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 14:13
    Enviado por: Rose

    Dúvida? Quer dizer que os manifestantes atacam e ferem e salvam? Três em um! De minha parte, duvido que gente que fira um PM seja também capaz de socorrê-lo. E também não sei por que razão desconfiar que a PM esteja mentindo em relação à identidade do homem que fez o resgate.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 14:14
    Enviado por: francisco

    Não parece um policial.Mas muito bonito….a cena ( Solidariedade )

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 14:16
    Enviado por: Edvaldo

    Nós, incautos, corremos o risco de ver a ptralhada apresentar algum “militonton” parecido com o policial e dizer que trata-se de um solidário professor a socorrer a policial por eles mesmos abatida covardemente (que estanho). Estejamos atentos para evitar que devorem como ratos o fio de democracia duramente conquistado pelo povo brasileiro. O modelo castro-bolivariano deles é um fracasso só.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 14:18
    Enviado por: Tadeu

    Engraçado … dificilmente vemos policiais com barba e com o cabelo alto assim …

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 14:31
      Enviado por: Lucas

      Ele é do serviço de inteligência da Polícia, faz parte do trabalho dele não parecer um PM. Daí ele estar com essa aparência.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 15:06
      Enviado por: Valdemar

      Pô meu filho, voce acha que os caras do serviço reservado da PM andam Como?
      Use a sua imaginação.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 18:17
      Enviado por: Ab

      se fosse da inteligencia a polícia nao diria.
      os militares sao mto reservados qto aos policiais que trabalham sob disfarce, principalmente os da corregedoria, a polícia da polícia. ser for da correje entao, nem se fala. nem os policiais as vezes sabem quem é e quem não é. informação privilegiada que tem que ser bem idiota pra revelar

      eles fazem o serviço mais dificil de todos porque trabalham em pequenas celulas que se infiltram em lances suspeitos.

      acho mais esse aí ser um cidadao comum que, coitado, pode virar alvo agora

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 14:22
    Enviado por: Jornalista bom, é Jornalista isento...

    Pô, Nilton Fukuda!
    Você e partidário do PT ou do PSOL?
    Já não se faz mais “Estadão” e a “Folha” como antigamente…

    Pombas, se o cara é professor e estava lá, participando da manifestação promovida pela Bebel, amigona da Dilma, então… porque a APEOESP não afirma que o cara é um professor exemplo de Solidariedade com os demais trabalhadores do serviço público?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 18:54
      Enviado por: Laércio

      O mais interessante é que a APEOESP até agora não conseguiu (tb) apresentar o nobre e cavalheiresco professor … mas, como diria alguém beeeem conhecido do comentarista, tenho certa dificuldade de aceitar comentaristas que tem menos tempo de profissão do que o whisky que eu bebo …

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 14:25
    Enviado por: Bárbara

    Tá pesado, hein?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 17:27
      Enviado por: Martinkus

      Policial ou professor, a verdade é que as duas categorias profissionais são compostas por funcionários públicos igualmente mal remunerados; de onde surge a deficiência alimentar e a dificuldade para carregar peso que se nota na foto; deveriam estar lutando conjuntamente por melhores salários ao invés de se estranharem às portas do Palácio dos Bandeirantes.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 18:19
      Enviado por: Ab

      a diferença é que militar é adestrado pra Executar e nao para Pensar, por isso que nao tao lá.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 23:47
      Enviado por: Pedro Mattos

      Beleza! Esse é ‘o’ comentário.Nada mais.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 30/03/2010 - 20:05
      Enviado por: martinkus

      De pensar, morreu um burro; de nada adianta conhecimento, filosofia e erudição, se não houver força para organizar, lutar e conquistar; Se conhecimento fosse sinônimo de poder, a Grécia filosófica teria dominado o mundo antigo, ao invés da militarizada Roma; e para aqueles que acham que entre os militares só existem sujeitos adestrados e entre os professores marchando com palavras de ordem, feito gado rumo ao abate, só há gênios pensadores, muito cuidado, pois toda generalização é estúpida e ingênua.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 14:26
    Enviado por: PAULO MARQUES

    SEJA DE QUE FORMA FOR, DE QUALQUER MANEIRA A SOLIDARIEDADE SE FEZ PRESENTE. PENA QUE, NUM PRIMEIRO MOMENTO, UMA TURBA TENHA QUERIDO TIRAR PROVEITO DESTA FOTO.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 14:34
    Enviado por: Triclor Maior do Mundo !!

    Policial, com barba e cabelo alto assim, só pode ser PIADA !!!

    O CARA É PROFESSOR MESMO !!!!!!!!!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 14:36
    Enviado por: Adalberto

    O que me chama atenção na reportagem é que o policial a paisana estava infiltrado no movimento dos professores, agora uma dúvida fica, será que o inicio dos tumultos não se deu por conta destes mesmos policiais a paisanas? Com que intuito estava lá infiltrado? só para fazer relatórios? para quem estes relatórios?
    Infiltrar-se no meio de bandidos tudo bem, agora no meio de trabalhadores que estão reinvidicando salários, me deixa com medo de expressar meus pontos de vista…, e finalmente será que voltou a repressão?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 15:13
      Enviado por: Marcelinho

      Mandou bem Adalberto, vamos tomar cuidado pois o governinho quer mesmo é por a ditadura novamente.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 15:27
      Enviado por: jeremias

      O adalberto..vc acredita em papai noel, gnomos, conta da carochinha, vc acha que se fosse “professor” entre aspas mesmo…e que estava no meio da arruaça, da baderna, ora ora ora…me poupe cara, ele estaria carregando a policial provavelmente estaria agredindo mais ainda…
      Ora o pior cego é aquele que não quer enxergar…

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 15:36
      Enviado por: Ronaldo Breda

      Bem, velhas técnicas do passado estão de volta, lembrem-se da época da ditadura militar infiltrar policiais a paisana em manifestações legítimasera comum naquela época e no governo Serra também, muito me admira um homem que foi lider estudantile que ja foi professor nos tratar desta forma, rasgando sua própria biografia…Na imprensa comprada pelo Sr. Governador Serra foi divulgado que os professores que agrediram os policiais, estavamos nós com bandeirinhas e apitos, como poderíamos nós agredí-los primeiro? Éramos nós que estávamos a cavalo, com armas em punho, escudos e bombas ? Só queríamos nosso direito constitucional de nos manifestarmos, nós professores em nenhuma de nossas manifestações agimos com violência ao contrário, foram pacíficas sempre. Queremos que a verdade seja mostrada que os jornais visitem as escolas e conheçam a realidade dos professores, chega de mentiras!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 16:30
      Enviado por: Martinkus

      Caro Adalberto: Quem não deve, não teme. E, se o seu temor de ser reprimido é maior que a sua disposição de lutar por aquilo que acha justo, você não passa de um covarde. Sendo assim, é melhor rever seus pontos de vista antes de expressá-los por aí.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 18:48
      Enviado por: Laércio

      Quando vi a foto perguntei o que o Pedro Andrade estava fazendo lá, mas depois de tanta gente inteligente postando descobri : o nosso Agente 86 deu uma paulada na policial porque ela lhe chamou de vagabundo que tem 3 meses de férias por ano e como pode ter 2 empregos publicos tem 2 décimos-terceiros …

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 14:39
    Enviado por: MARCO

    Solidário, pergunta-se sendo ele policial do serviço reservado se a vítima fosse um professor teria ele a mesma atitude????

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 14:39
    Enviado por: Nelson

    O ser humano é fantástico. Ao mesmo tempo que odeia, ama. A cena representa aquilo que existe de melhor no âmago de cada um de nós – a solidariedade.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 14:40
    Enviado por: Gilberto Amaral

    Se fosse uma professora…iriam criticar a PM ao extremo, desçer o pau.
    Por quê a população e manifestantes acham que PMs são inimigos.
    Já é errado colocar mulher na Força Pública, homem é que foi feito pra tomar porrada!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 14:43
    Enviado por: Jean Francisco de Sena

    O que há de mais em um profesor socorrer um policial,caso esse cidadão fosse mesmo um professor?Pore´m, se ele é um policial, qual o problema em divulgar o nome dele. Outra coisa que fica em dúvida é:Caso seja mesmo um policial, o que ele estaria fazendo infiltrado no meio dos manifestantes? Estaria esse suposto policial induzindo os manifestantes à cometeram atos violentos e assim justificar as balas de borracha, bombas de efeitos moral, gás de pimenta contra os professores?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 16:10
      Enviado por: esperança

      Nao entendo o por que de você e outras pessoas que estão aqui comentando estarem agindo como se PM fosse marginal ou estariam infiltrados com o intuito de causar tumultos. professores tampouco criariam revoltas e partiriam para violência. existe muito por trás dessa foto. Professores, nossos mestres e educadores, ganham mal e cuidam da educação de nossas novas gerações. gerações essas que já estão perdidas por sí só (com uma alienação promiscua que nao vem ao caso detalhar) e com políticos que nao fazem nada a nao ser encher os bolsos com dinheiro ( e aqui incluam esquerda,direita, ditadura, monarquia e todas as outras politicas que já passaram por nossa Terra). por outro lado temos os nossos policiais, que ganham tao baixos salários de um professor , mas que estão na rua para impedir a má educação e violência que nao foi contida pelos pais, educadores e por ninguém da sociedade. acredito sim que este possa ser um professor, aquele que foi a essa passeata esperando melhorias no salário e melhores condições e segurança nas escolas. mas se for um PM a paisana qual o problema? todos nós sabemos que em movimentos, passeatas, greves e principalmente em épocas de eleição sempre tem pessoas nao intencionadas com o movimento e sim com a politicagem barata. vamos pensar bem. existe outras formas de reivindicar nossos direitos. podemos simplesmente deitar no chão com rosas e esperar que eles venham com cacetetes contra nós. se isso tivesse acontecido eu entraria aqui para criticar a atitude da policia. mas quando vejo que 3 mil manifestantes contra 350 policiais, nao vejo nada de diferente do que as cenas dos nossos estádios, carnaval e outras grandes aglomerações. nao sao os números que farão diferencas e sim nossos atos. violencia, assim como política de má fé (que reina no nosso país muito antes dele se chamar Brasil) nunca ganharam nada a nao ser aumentar a vergonha. precisamos é de educação e solidariedade

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 14:46
    Enviado por: Leandro

    Há que se registrar que enquanto esses supostos “PROFESSORES” faziam essa BAGUNÇA, o presidente da APEOESP encontrava-se no evento que promovia COENCIDENTEMENTE, a DILMA. Dá-lhe policia nesses professores que não fazem por merecer 1 real a mais.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 14:47
    Enviado por: José Bonifácio

    Bem se é Policial militar imagino que esteja com o cabelo e a barba um tanto quanto fora do padrão. Agora se é do serviço reservado da PM/SP, então quer dizer que o sujeito estava infiltrado entre os manifestantes? Fazendo exatamente o que? É correto utilizar o serviço reservado da PM para espionar o movimento sindical? Com a palavra o goveno de SP!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 14:54
    Enviado por: muzi

    Caros, sendo uma coisa ou outra o que nao da pra negar é a excelencia dessa foto.
    Parabens Clayton

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 14:54
    Enviado por: Tweets that mention Parece mas não é? | Entre cliques -- Topsy.com

    [...] This post was mentioned on Twitter by Carol Zaine and Bruno Teixeira, Luiz Antônio da Cruz. Luiz Antônio da Cruz said: Parece mas não é? http://blogs.estadao.com.br/entre-cliques/parece-mas-nao-e/ [...]

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 14:56
    Enviado por: professora

    Policial à paisana??? fazendo o quê no meio da manifestação??? alguém já ouviu falar de ‘tira infiltrado’????

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 14:58
    Enviado por: Ronaldo

    O tom desta reportagem não combina com a seriedade e tradição do Estadão. Qualquer que seja a pessoa que esteja carregando outro ser humano ferido merece nosso respeito e admiração. Se for um manifestante, demonstra que as questões humanas são colocadas acima das questões de classe, o que é admirável. Se a PM disse que o profissional é de seu corpo de agentes, não há motivo para dúvidas. A foto é muito melhor que o comentário.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:00
    Enviado por: CARLOS JUSTINO DA SILVEIRA

    Caros amigos, é estranho que os professores estejam solicitando novos salários, que sejam contra o processo de avaliação contínua, que sejam contra o processo de meritocracia, que sejam contrários a todas as mudanças na educação???
    Não quero ser pessimista, mas simplesmente realista, esta greve como tantas outras que estão estourando no estado de São Paulo, está cheirando a politicalha dos PTRALHAS, estão procurando visibilidade para malhar o candidato da oposição à amiguinha da presidente da APEOESP…
    O negócio é badernar para tentar desestabilizar o futuro Presidente da República, que irá acabar com PTralhismo e seus males…

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 15:22
      Enviado por: Marcelinho

      Sr. Justino; com todo o respeito, se o Sr não for o próprio Serra Ditador, então no minimo vc é o Paulo Renato, pois até para se puxar o saco existe um limite, se o Sr não possui filhos procure conversar com seus vizinhos para saber como são mentirosas as conversas do Serra ao se tratar de Educação.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 15:00
    Enviado por: Anderson silva

    Eu acho que Policia tem que respeitar mais professores que são superior a eles mal informado segundo grau completo não sabe nem escrever nome deles direito.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 15:09
      Enviado por: CARLOS JUSTINO DA SILVEIRA

      Caro amigo Anderson Silva, seu comentário é infeliz e repleto de erros de concordância, se você é professor e faz parte dos grevistas, está explicado…
      Agora entendo as razões pelas quais vocês são contrários ao processo de avaliação e meritocracia…

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 15:55
      Enviado por: paula

      E tu, Carlos Justino, quem és?
      Com certeza um ignorante metido a besta…
      Só para que saibas … vou copiar da net pra ti…
      A meritocracia é usada para descrever sociedades agressivamente competitivas, com grandes diferenças de renda e riqueza, contrastadas com sociedades igualitárias.defensores da meritocracia. Uma crítica comumente feita à meritocracia é a ausência de uma medida específica desses valores, e a arbitrariedade de sua escolha.

      Os primeiros indícios de semelhante mecanismo remontam à Antiguidade, na China. Confúcio e Han Fei são dois pensadores que propuseram um sistema próximo ao meritocrático. Também podem ser citados Gengis Khan e Napoleão Bonaparte; cada qual utilizou no exército e na vida política de seus estados elementos da meritocracia.

      Então sua besta… não venha pousar de intelectual!!!!!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 16:42
      Enviado por: Martinkus

      Caro Sr.Anderson Silva: por sua escrita, vejo que o Sr. não poderia ser sequer um Policial Militar, pois para isso exige-se no mínimo segundo grau completo…

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 15:08
    Enviado por: Marcelinho

    Em primeiro lugar quero parabenizar este jornal, pois foi o único veículo de comunicação que publicou com enfase o protesto.
    E como professor quero aqui dizer que a categoria toda esta triste pelo fato, pois nem os policiais nem os professores são culpados pelo confronto que poderia ser evitado pelo nosso governinho DITADOR DISFARÇADO DE OVELHA.
    Povo paulista, vamos tomar cuidado e valorizar nosso voto nas eleições e fora DITADURA MILITAR.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:15
    Enviado por: Isa

    Humm… Sei não. Se ele é realmente um policial à paisana que não pode revelar a sua identidade, por que, então, afirmaram que ele seria um policial?
    Me parece que ele é um professor que se apiedou da policial e, como qualquer ser humano que se preza, socorreu uma pessoa ferida.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:19
    Enviado por: Francisco Almeida

    Suponha-se que o homem barbudo e de cabelo grande seja um policial do serviço reservado. Ainda assim, algumas perguntas ficam no ar: (1) O que faz um policial do serviço reservado no meio de uma manifestação, sem que se veja com ele alguma câmera para registro de eventuais atos criminosos durante as manifestações? (2) Se estivesse infiltrado, para que se infiltrar em organizações legalizadas, abertas e conhecidas pela sociedade (até onde sei, a APEOESP não é organização criminosa)? (3) Se estivesse infiltrado, como garantir que tal policial não tenha atuado como agente provocador, insuflando exaltação de ânimos dentre os professores e justificando eventual contra-ataque da polícia (quem conhece a história da Pinkerton National Detective Agency e as origens do Anti-Pinkerton Act sabe bem do que estou falando)?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:20
    Enviado por: Thuli

    Depois da bagunça gerada pelo Governador José Serra PSDB,na área da Educação
    no Estado de São Paulo,pela incapacidade de gerenciamento,para o Serra ter solicitado
    a comunicação da polícia mentir para a imprensa pouco custa.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:21
    Enviado por: Vanessa Vieira

    os policiais que andam à paisana, maioria das vezes estão em serviço de investigação. andam disfarçados, por isso a barba!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:23
    Enviado por: Jessica

    Todo mundo achou que era um professor graças ao preconceito. Pra esses, o PM deve ser negro, feio, desengonçado, pois é de classe pobre.

    Os petralhas que saíram correndo abraçar seu herói, quebraram a cara.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:26
    Enviado por: Camila Almeida

    nossa nossa sorte dela e muita sorte………q gato heim parabens Erika nem sempre apareçe um deste na rua……

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:27
    Enviado por: Luciana

    Concordo com a Cis.Um homem lindo desses!!! queria que me carregasse tb…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:31
    Enviado por: Rose

    Gente, quem foi que disse que o policial à paisana estava infiltrado entre os professores? Por que não poderia haver um policial à paisana entre os pms fardados? Ou na retaguarda? Ou como parte da proteção ao Palácio do Governo? Ou que morasse nos arredores e estivesse em dia de folga? Ou que justamente estivesse sem farda para poder se locomover melhor e ajudar em caso de necessidade (como na foto)?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:34
    Enviado por: Ebimael

    Acredito que realmente se trata de um policial. Se não é interessante que os agentes integrantes do serviço reservado da PM, trabalhem identidicados, como seu nome poderia ser divulgado?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:39
    Enviado por: Juca

    A greve do sindicato dos professores é a demonstração mais cabal de como as entidades sindicais trabalham alinhadas com o interesse ideológico do PT. Vejam, durante o auge do Mensalão do PT alguém por acaso viu alguma manifestação destas entidades por moralidade na política ? Creio que não. Não defendo o Serra, o Lula, todos são a mesma coisa, agora o uso partidário de tais entidades é simplesmente lastimável.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:43
    Enviado por: Luis

    O cara precisa frequentar uma academia. Veja só o esforço que o coitado está fazendo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:43
    Enviado por: josé carlos

    Pouco importa saber se quem carrega a policial ferida é A ou B.
    Interessa sim, apurar quem perpetrou a barbárie e puní-lo com severidade.
    Triste é saber que o autor participava de um manifestação de professores. Professor que comete esse tipo de atrocidade tem de ser identificado, demitido e punido penalmente. Não é professor. É vândalo. É marginal.
    Não é mesmo, jornal O Estado de São Paulo??

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:45
    Enviado por: Camila Almeida

    oi Rick galera da oesp cade vcs!!!!!!????

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:46
    Enviado por: jeremias

    Ah ja entendi….vcs. qdo o comentario não agrada, dão essa desculpa que estou indo rapido demais…hummmmmm entendi….

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:47
    Enviado por: Denise

    Professor, PM, mascate, engenheiro….. Qual o problema em socorrer outra pessoa que TAMBÉM cumpre seu serviço com ombridade? Qual a diferença?
    Me poupem….

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 15:49
    Enviado por: Gislene Bosnich

    Se é policial ou não? Possivelmente, pois alguém da corporação impediria um qualquer de levar outro PM.Lembrar dos infiltrados nos movimentos é importante porque são sempre estes infiltrados que começam a deturpar o que o movimento reivindica. No entanto, a questão é: Por que infiltrado? Não estamos num país democrático (que anedota!). Por que armas contra professores?
    Por que não deixar professores chegarem ao Palácio? Por que a área de segurança é para impedir criminosos e não ativistas professores e servidores públicos daquela mesma área? Quais são as reivindicações do movimento que a mídia não divulga ou divulga com comentários de inteligência discutível?
    Não sei quem é o rapaz. Também não duvido da solidariedade, mas seria o caso de ajudar também os professores que saíram feridos, com casos até de tecido necrosado pelas delicadas balas de borracha. Isso não saiu na mídia até agora.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 16:00
      Enviado por: Alexandre Martins

      Perfeito o comentário Gislene e, bem lembrado o fato da não divulgação de informações. As pessoas precisam começar a correr atrás de informações reais e deixar de aceitar tudo o que nos empurram. É muito fácil acreditar em meios de comunicação manipulados e medíocres que priorizam o sensacionalismo e esquecem da verdade.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 16:12
      Enviado por: Rose

      O Palácio do Governo é áea de segurança pública. Não se pode fazer manifestações ali. Os ditos professores insistiram exatamente para que acontecesse o que aconteceu: um confronto com a PM, que lhe garantiu as manchetes. Não duvido que quisessem também um mártir, que lhes garantiria a uma aura de sacrifício pela “causa”. Voltanto ao fato: no momento em os ditos professores decidiram invadir a área de segurança pública, expuseram-se a qualquer coisa que lhes pudesse ter acontecido. Ainda bem que nada irreparável aconteceu, nem de um lado, nem de outro.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 16:49
      Enviado por: Francisco Ricardo

      Muito bem Gislene, precisamos de cabeças pensantes, onde está o direito de ir e vir?

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 17:05
      Enviado por: paula

      É área de segurança pública… se é pública não é do governador e seus aliados… nem tua… É NOSSA … E nós também everíamos estar protegidos ali…
      “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade..”
      Supõe-se que as ruas, ruelas, becos e avenidas da cidade também deveriam ser alvo da tua preocupação, pois certamente, também são áreas que, por assim dizer, alargam a abrangência dos domínios dos palácios…
      OU NÃO?
      Ou o restante da cidade não está sob custódia do estado/poder público?

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 15:53
    Enviado por: Juca

    O problema da PM declarar abertamente que era um policial disfarçado entre os manifestantes, é que vai ficar muito mais óbvio para a sociedade, como, na maioria das vezes, são esses infiltrados que começam confrontos, são esses infiltrados que começam atacando a polícia, são esses infiltrados que fazem os excessos que sujam a imagem de uma manifestação pacífica, com intuito claro de desmoralizar um ato legítimo.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 16:32
      Enviado por: paula

      Juca, tuas palavras me parecem familiares…
      Esta foto faz lembrar momentos vividos pelos prof. do R.S.

      Amanhã seremos nós, os professores gaúchos,
      LUTANDO PELO NOSSO PLANO DE CARREIRA…

      Sempre estaremos nas escolas, nas ruas, nas praças, na frente dos palácios…
      Queiram ELES/ELAS ou não.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 16:42
      Enviado por: Josias

      Acho muito facil ecomodo colocar a culpa de tudo de errado na educacao nos professores.
      antes de criticarem deveriam saber de algumas arbritariedades do nosso querido governador seu secretario de educacao:
      – Esse aumento tao propagado nao para todos. O professor para ter direito a esse aumento deve estar numa unidade por pelo menos 5 anos, ter sido aprovado na avaliacao e estar entre os 20% e se houver disponibilidade de verba,. Ou seja para um dia ter os 100% em 20 anos de magisterio tera que trabalhar na mesma unidade de ensino durante esse tempo, fazer 5 provas e se houver verba tera entao conseguido seu tao almejado salario aumentado. Se vcs fizerem o calculo verao que uma parcelela de 0,032% seriam beneficiados, o que daria em numeros reais, 64 beneficiados em 200.000. Fantastico nao grande aumento.
      –Outro ponto e que novos professores temporarios, ingrssantes a partir de 2008. Trabalharao 1 ano e terao “Quarentena de 200 dias”, quer dizer trabalha um ano e fica sem trabalho outro ano isso que e melhora no quadro de professores? Acorda pessoal.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 16:11
    Enviado por: Juliana

    Será que quem defende essa greve já estudou em escola pública nos últimos 15 anos? Acredito que não. Porque só quem já estudou em escola pública sabe que o ensino encontra-se falido, principalmente devido a PROFESSORES ALTAMENTE DESQUALIFICADOS. Já tive professor de matemática que não sabia fazer regra de três, no ensino médio. Pois é a vida não é bela como antes, em escola pública dá pra contar nos dedos quem podemos chamar de Mestre. É triste, mas a realidade é essa. VOCÊS, PROFESSORES, QUE ESTÃO NO MANIFESTO, NÃO MERECEM MEU RESPEITO!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 16:17
    Enviado por: Analu

    Fato é que o movimento grevista PERDE tudo com isso. Principalmente o apoio da população que não suporta mais aturar o mimimi dos outros. Todo mundo tem problemas.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 17:12
      Enviado por: Martinkus

      “Mimimi” é a mesma coisa que “trololó” e “nhenhenhém” ou as pessoas estão perdendo a capacidade de se expressar?

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 16:22
    Enviado por: Sandra

    Claro a pessoa q socorre O FATO é que o PT agita para desmoralizar!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 16:25
    Enviado por: Sandra

    Claro que uma pessoa que socorre, seja ela policial ou professor, é solidádio. O FATO é que o PT agita para desmoralizar!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 16:26
    Enviado por: Lalazico

    Quem diz que duvida que o homem que carrega a policial ferida é um policial, conforme declara a polícia, deve se pergunatar em que acredita.
    A começar por quem escreveu o texto, fingi que tem carater, fingi honestidade, fingi interesse coletivo e fingi que não vê as irregularidades cometidas pelos arruaceiros. Mas amanhã, quando seus filhos seguirem seus exemplos, vai saber que passou pela vida fingindo que foi um cidadão e um pai.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 16:26
    Enviado por: Marcelo Pedromônico

    Discussão bizantina.
    Importa dizer que as pessoas pouco informadas confundem a atuação do Sindicato com as necessidades, VISÍVEIS, dos Professores.
    Claro que o Sindicato atua politicamente. Quem sabe até em “conluio” com o próprio Governador…tanto é que disparou a greve sabendo que José Serra já havia programado uma “cala-bôca”, que denominou “bônus”.
    Mas negar que os Professores precisam de maior valorização, é um absurdo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 16:30
    Enviado por: Marcia

    Lamentável o confronto entre duas categorias profissionais desvalorizadas pelo governo paulista, o mesmo ocorreu entre policiais civis e militares no ano passado, “casualmente” o patrão é o mesmo que diz que a manifestação é política e não de profissionais. Esse Sr ainda sonha ser presidente do Brasil?? Jamais será agindo com truculência e desrespeito com formadores de opinião!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 16:32
    Enviado por: Francisco Ricardo

    Não me admiro ao ver um policial sendo carregado como um nenem , infelizmente este é o retrato da Policia Militar do Estado de São Paulo, policiais mal preparados e que morrem de medo de bandidos, usam da farda para persuadir o cidadão de bem nas blits e no transito mas quando se trata de criminosos o peso é diferente, ai se esconde atrás de discursos repetitivos atribuindo seu mal desempenho aos baixos salarios ou a Justiça falha de nosso país. Chega de desulpa, se tem medo de bandido muda de profissão vai ser metalurgico administrador ou qualquyer coisa do genero , quem vesta a farda devia honra lá e exercer seu papel pritegendo o cidadão e não se esondendo atrás de discrusos falhos. Espero que um dia isto mude e possamos nos orgulharmos de nossa policia.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 16:59
      Enviado por: Martinkus

      “Chega de desulpa”,”Qualquyer”, “Pritegendo”, “quem vesta”, “se esondendo”, “discrusos falhos”, “possamos nos orgulharmos”… Sr. Francisco Ricardo: o Sr. fugiu da escola ou seu teclado está com problemas?

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 19:07
      Enviado por: PEDRO

      policiais com medo essa é boa, é devido a exelente educação que nossos competentes professores ensinam nas escolas publicas, parabens pelo seu pensamento

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 16:33
    Enviado por: Jana

    Um gato!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 16:45
    Enviado por: ELISANGELA TURATI

    Pena foi não ter visto a policia, socorrer nenhum professor, dos vários feridos!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 16:56
    Enviado por: Cláudio Engelke

    Então estamos diante de mais um caso de ‘tira infiltrado’. Como é que o tal jornalismo investigativo não sacou logo isso? Precisou a PM informar! No ano passado, em Porto alegre, numa manifestação do CPERS (professores/funcionários de escolas do RS),um ‘infiltrado’ foi até fotografado e identificado. Usava crachá de repórter fotográfico de revista semanal de circulação nacional. A história se repete. A ditadura fez e faz escola.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:00
    Enviado por: Higino

    Ele é PM nem aqui muito menos na China, vcs nunca verão (mesmo disfarçado) PM Paulista com barba e cabelo por fazer, apensa nas férias.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 17:14
      Enviado por: ?????

      Vê-se logo que tu não dormes…
      Ou se dormes é na frente do espelho, assim espero, fazendo a barba e o bigode …. hahahahah
      Aproveita o tempo acordado pra fazer as unhas, etc…
      Vá que tu resolva arranhar alguém em algum confronto …
      PM é homem, ou não, igual aos outros?
      Ou não????

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 17:33
      Enviado por: X !!???

      Higino, tu, com certeza, és PM. Dos bons representantes…
      QUE ELE É… É…
      Aqui, na China, na Bolívia, no Paraguai … e onde mais houver PRODUTOS importados….
      Ah, PM não consegue se disfarçar… são reconheidos em qualquer lugar pelo cheiro… não adianta fazer barba, nem cabelo, nem bigode….

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 17:48
      Enviado por: Camila Almeida

      Lembrando PM tambem e gente so pour causa de uma barba ele deixa de ser PM esta pra mim e nova…….kkkkkkk fez eu sorrir vc nao sabe de nada mesmo…….

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 17:05
    Enviado por: nelson

    Eu não sei porque houve tanta discusão por causa desta cena .Só porque o rapaz estava socorrendo uma pessoa ,e que a mesma era pm.Que rediculo,se fosse eu ou outra pessoa que não estivesse fardado ou que não daria o que falar ,certamente não averia tanto comentario,ia passar batido como tudo que acontece no pais,pm ou não essa pessoa seria socorrida de qualque maneira.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:06
    Enviado por: Leonardo

    Tirou as palavras da minha boca:
    “O que me chama atenção na reportagem é que o policial a paisana estava infiltrado no movimento dos professores, agora uma dúvida fica, será que o inicio dos tumultos não se deu por conta destes mesmos policiais a paisanas? Com que intuito estava lá infiltrado? só para fazer relatórios? para quem estes relatórios?
    Infiltrar-se no meio de bandidos tudo bem, agora no meio de trabalhadores que estão reinvidicando salários, me deixa com medo de expressar meus pontos de vista…, e finalmente será que voltou a repressão?”

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:11
    Enviado por: rogerio

    parece até filme americano – “O resgate da soldada Maria”, digno do oscar…sendo policial ou não, fico feliz de existir pessoas assim no mundo que vivemos…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:12
    Enviado por: Nilson

    Sou professor de Matemática e a única coisa que posso dizer é que este sindicato me envergonha, e deveria envergonhar qualquer pessoa. Escorar-se em um bando de vagabundos pra fazer baderna São Paulo afora e defender a emPACada campanha da boneca manipulada pelo sapo barbudo não deveria ser a bandeira de pessoas que se julgam professores – que não dão valor, aliás, a um mínimo de meritrocacia, afinal, esforço mínimo é o lema destes encostados e incapazes. Por direitos se luta de outra maneira.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:13
    Enviado por: Anderson silva

    Policia e para bandido isto sim!
    abusar dos professores nunca.

    policias são burros mal informado.

    professores superior.
    policia segundo grau.

    respeite os professores salarios uma merda.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 17:40
      Enviado por: Rose

      Imagino que você ache que conquistou multidões com seu ânimo sereno e sem preconceitos. Além de sua redação perfeita.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 17:45
      Enviado por: Renato

      Anderson,

      Um detalhe: se você é Professor, sinto informá-lo que o seu salário é menor do que um Soldado de Segunda-classe.

      Você ofende aos Policiais Militares, com palavras que sugerem que eles sejam semialfabetizados. Mas fique ciente entre eles há váriso com curso superior concluido. Inclusive há Policiais Militares com pós-graduação e mestrado em várias áreas.

      DURMA COM ESSA AGORA!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 17:49
      Enviado por: Martinkus

      Quanta ignorância e preconceito em uma só pessoa… antes da inclusão digital, deviam promover a alfabetização e educação de certos indivíduos… e para quem não sabe, como o Sr. Anderson Silva, oficiais da Polícia Militar de S.P., precisam prestar FUVEST para ingressar na carreira, exame que necessariamente não é necessário para aqueles que pretender lecionar…

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 17:52
      Enviado por: Martinkus

      A julgar pelo tom de suas palavras mal redigidas, o Sr. Anderson deve ser “professor de assentamento do MST”…

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 17:16
    Enviado por: patricia santana da silva

    È uma imagem linda de solidariedade…A humanidade está tão acostumada com a violência,crueldades que,ao presenciar imagens como estas Há de se achar estranho…Sou professora de educaçao infantil e nunca carreguei um policial no colo…Mas,ao ouvir meus peqjeninos dizendo “QUERO SER POLICIA PRA MATAR O LADRÃO”,sou obrigada a CARREGAR NO COLO a responsabilidade de explicar pra essas crianças a responsabilidade verdadeira de um policial”A SEGURANÇA DO CIDADÃO”…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:16
    Enviado por: W Rizzo

    Se a pessoa está ferida, é bem provável que seja um professor, mas é mais provável que seja um policial infiltrado, muito bem treinado para identificar as lideranças e para iniciar as badernas e quebra-quebras de modo a dar antecipar e dar pretexto para o uso da força e da repressão mais violênta dos movimentos dos trabalhadores. Coisa típica e ainda muito em uso nas nossas polícias.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:21
    Enviado por: eduardo

    Policial de barba?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:22
    Enviado por: Lobo

    Um PM da Inteligencia nao anda fardado! Claro que nao iria socorrer um professor ou professora porque nao é da turma dele! Claro que está infiltrado para promover bagunça e os professores tomarem porrada.
    Como diria minha avó, “catso, voces não pensam???”
    Ninguém aprendeu no Exercito que o melhor meio de combater é aderindo?
    Como disse um colega acima, voces precisam ler mais, exercitar a inteligencia!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:25
    Enviado por: Jack Castro

    Esse cara é do serviço reservado mesmo. A própria assessoria da PM já confirmou. Duas observações:

    1 – A moça devia estar meio pesadinha, pela cara dele…(^-^)

    2 – Não é muito inteligente pra PM revelar que um policial faz parte da Inteligência quando ele aparecer assim…será que a Inteligência não é tão inteligente, então?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:26
    Enviado por: W Rizzo

    Martinkus, vc é um professor de Português infiltrado no fórum? Olhe para o seu teclado e perceberá que as letras erradas (trocadas) estão contíguas (ao lado) das corretas. A questão em tela é: seria um professor ou um colega pérfido socorrendo seu algoz?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 17:34
      Enviado por: Martinkus

      Uma tecla ao lado da outra não é desculpa para matarmos o Português. Nos carros, o freio está ao lado do acelerador; isto é desculpa para cometermos erros ao volante? Além disso, erros como ‘”possamos nos orgulharmos”, não me parecem ser originados por teclas contíguas…

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 17:28
    Enviado por: Jack Castro

    É um policial do Serviço Reservado (leia-se: serviço secreto da PM).

    Desempenha funções à paisana, infiltrado ou em ações de corregedoria.

    Sempre há uns, em meio a qualquer manifestação desse tipo, a fim de facilitar a identificação e prisão, em caso de enfrentamentos.

    Já assistiram àquele seriado da Globo com o Murilo Benício, o “Força-Tarefa”? Então, aquele grupo dele é um grupo do serviço reservado da PM.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:29
    Enviado por: Carlos Régis A.Sousa

    Manifestação de professores???? bricadeira de jogar cadeira escolar na PM?????
    Ou a ética não serve para manifestantes (professores) em greves!!!!!!!!!!!(e o que chamamos de diálogo, onde ficou gravados, na mente ou nas mãos???
    O que estão ensiando aos nossos filhos, hem?????????

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:30
    Enviado por: Renato

    Quanto preconceito e falta de informação vejo nos textos aqui inseridos.

    Um detalhe que vocês desconhecem: Há muitos policiais, civis ou militares, casados com professoras ou professores. Coloco-me nessa situação; Sou Policial Militar e minha esposa é Professora da Rede Municipal de Ensino de São Paulo. Situação que nunca causou embaraços dentro da nossa casa. Mesmo já tendo participado de missões que visavam a contenção de manifestantes masi exaltados.

    Mais uma curiosidade: – Participei de uma missão para conter uma manifestação da qual fazia parte uma das minhas irmãs que é Professora da Rede Estadual de Educação do Estado de São Paulo.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 18:21
      Enviado por: Martinkus

      Espero que o Sr. Anderson Silva possa ler, entender e refletir a partir de seu comentário. E parabéns pela coragem de se manifestar, em meio a tantos comentários repletos de ódio e preconceito sem sentido.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 17:30
    Enviado por: Kleberson

    Porque vejo tantas bandeiras vermelhas na manifestação !?
    Porque pedem aumento em ano eleitoral ?
    Até 2009 ninguem precisou de aumento !?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:32
    Enviado por: Simone

    É um policial, e LINDO!!!! Mesmo porque, professor ali não tinha NENHUM, só baderneiro mesmo!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:36
    Enviado por: Matheus

    É o seguinte: eu estava no protesto neste dia. Não agredi ninguém. Mas se visse alguém ferido não me omitiria em ajudar. Então, não sei se o cara é professor ou policial. Pode ser os dois.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:37
    Enviado por: Gilson de Oliveira

    Realmente, temos uma foto muito interessante e um fato que retrata sob muitos aspectos N pontos de vista, mas que curiosamente, só despertou nos colegas acima comentários rivalizando professores/manifestantes e polícia/repressora sob o “tom político” e pouco se fala do conteúdo, da “subtância” por trás dos fatos: a lamentável realidade dessas classes, a falta de propostas fundamentadas (muito achismo dos colegas) e a solidariedade sim, mostarda na foto.

    A verdade é que os educadores e policiais são pilares fundamentais para a manutenção da ordem: é nas mãos desses educadores que estão o futuro e nas mão dos policiais o presente, porque quando a coisa aperta, é no 190 que nós todos buscamos refúgio.

    Vamos todos buscar soluções construtivas e arregaçar as mangas, ir a luta pelos direitos de todos, professores, policiais e cidadão em geral.

    Abraços.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:40
    Enviado por: Jack Castro

    Sei da vida difícil que um PM tem, pois tenho amigos que trabalham na casa.

    Mas espero que compreendam que professores não são baderneiros. Nossa reivindicação é justa, vem desde 2008, não é de agora. E dentro de uma sala de aula, só o bom Deus e nós sabemos o que passamos.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:44
    Enviado por: Jack Castro

    AI, AI…DEIXA EU REPETIR PRA QUEM AINDA NÃO SABE SE O CARA É POLICIAL OU PROFESSOR:

    Esse cara é do serviço reservado mesmo. A própria assessoria da PM já confirmou. Duas observações:

    1 – A moça devia estar meio pesadinha, pela cara dele…(^-^)

    2 – Não é muito inteligente pra PM revelar que um policial faz parte da Inteligência quando ele aparecer assim…será que a Inteligência não é tão inteligente, então?

    ******************************************************************************************************
    É um policial do Serviço Reservado (leia-se: serviço secreto da PM).

    Desempenha funções à paisana, infiltrado ou em ações de corregedoria.

    Sempre há uns, em meio a qualquer manifestação desse tipo, a fim de facilitar a identificação e prisão, em caso de enfrentamentos.

    Já assistiram àquele seriado da Globo com o Murilo Benício, o “Força-Tarefa”? Então, aquele grupo dele é um grupo do serviço reservado da PM.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 18:41
      Enviado por: paula

      Jack, adorei… muito bom.
      E tem mais… a coisa e tão secreta, mas tão secreta, que logo, logo “eles” vão infiltrar esse mesmo cara vestido de “mulher maravilha”. Pra acompanhar a altura essa categoria maravilhosa.
      E pra terminar, direi ao setor de inteligência da PM: – EVOLUI POKEMON.
      Assim não cola… Isso já tá MANJADO demais.
      Bj ao fotógrafo.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 17:46
    Enviado por: Waldir

    Antigamente era mais facil identificar. Bastava dizer que era do SNI…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:51
    Enviado por: Anderson silva

    SALARIOS DOS SERVIDORES E UMA MERDA POR SUA GRADUAÇÃO.
    PROFESSORES NO BRASIL TINHA QUE SER NO MINIMO SALARIO UNS 1,200 REAIS UM PERIODO.

    POLICIA BEM PAGO POR SER SEGUNDO GRAU E NARIZ IMPINADO.
    SE ACHÂN.PODE TUDO!!!!

    RESPEITE OS PROFESSORES.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 17:58
      Enviado por: Martinkus

      Sr. Anderson: Pelo visto o Sr. fugiu da escola e foi reprovado no exame para policial militar, pois a sua frustração e ressentimento com os policiais é doentia e beira o ridículo…

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 17:53
    Enviado por: Marcos

    Engraçado os professores deste fórum reclamando que para conseguir seu tão almejado aumento precisam ter 20% de tal coisa, estar a 5 anos não sei aonde, curso de tal coisa, etc e tal…
    Lamento informar, mas na iniciativa privada a coisa é igual senão pior. Os funcionários desse setor tem avaliações periódicas, cursos, tem que atingir metas, etc. Foi-se o tempo gente. Não quero generalizar, mas por que os professores também não vão procurar desenvolver-se em suas áreas?
    Vocês acham que encher uma lousa de palavras e vomitar meia dúzia de textos decorados educam um cidadão?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 17:56
    Enviado por: queiros

    Serra comandou o massacre aos professores, desmontou o ensino publico de so e vcs só falam nesse professor que salvou a pm??
    por que nao fazem amterias investigativas contra o secretario e serra, que pertencem ao 3 partido mais corrupto do Brasil.

    Serra é uma pessoa non grata p sao e para o brasil, lugar de vampiro e em filemd e terror. PSDB NUNCA MAIS!!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 18:24
      Enviado por: JOSE CARLOS

      Os professores falam que ganham pouco.Então vamos dar uma passadinha no estacionamento das escolas.Só tem carrão. E quando o aluno não aprende é punido com a reprovação sendo ele o culpado. Os professores se acham gênios.O aluno é o burro nesta história.O que os professores querem é ganhar mais para pagar a esc9ola particular do filho pois nem eles confiam na escola em que trabalham.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 19:08
      Enviado por: paula

      Permita-me corrigi-lo – PERSONA NO GRATA ….
      Oh, céus…

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 19:22
      Enviado por: paula

      Querido Martinkus,
      certamente tu vais encontrar tempo para redigir uma resposta aos questionamentos dos senhores Francisco e Anderson, pois estás nesta página, escrevendo bobagens, desde cedo. Diga-se de passagem, assim como eu.
      Beijos, boa noite!

      TUDO VALE A PENA QUANDO A ALMA NÃO É PEQUENA.
      E a alma desse rapaz… do que carregava a moça ferida, com certeza não é.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 18:03
    Enviado por: Tony S.

    Ato nobre, sendo policial ou não, fez a coisa certa.
    Difícil é carregar os altos custos gerados pelo governo, impostos, incompetência, alto número de funcionários públicos e principalmente a corrupção que nunca foi tanta com Lula metralha, Dilma e quadrilha.
    E ainda querem mais 4 anos….

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 18:04
    Enviado por: Francisco Ricardo

    CARO MARTINKUS VC É BOBO ASSIM MESMO OU FICOU ASSIM DEPOIS DE CRIAR ESTE NICK RIDICULO? A DESPEITO DAS PALAVRAS ESCRITAS ERRADAS INFORMO QUE DEVE TER SIDO UM PROBLEMA COM O HIPERLINK , MAS INDEPENDENTE DISSO A MENSAGEM FOI PASSADA , CONCENTRE SE NOQUE REALMENTE INTERESSA , O PROTESTO? E PARA DE ENCHER O SACO DOS OUTROS ME DIGA SE VOCÊ CONCORADA OU NÃO COM O COMENTARIO , ISSO SIM SERIA INTERESSANTE!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 18:51
      Enviado por: Martinkus

      A mensagem que me foi passada nas entrelinhas, é que o Sr. não gosta de ser parado em blitz policial e ser multado por infrações ao volante; que acha que é o dinheiro dos seus impostos que paga o salário dos policiais e que, por consequência os policiais deveriam trabalhar para assegurar sua segurança e bem estar; o Sr. é o tipo da pessoa que gostaria, ao ser parado em uma blitz, de fazer a clássica pergunta: o Sr. sabe com quem está falando? Sabe que sou eu, com o dinheiro dos meus impostos, que paga o seu salário? Eu não queria ser chato e dizer isto, mas já que o Sr. perguntou, isto é o que eu pude perceber em seu comentário…

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 18:05
    Enviado por: Luiz

    O que menos importa é se o cidadão “herói” é PM ou não.
    Importa, e muito, a situação vergonhosa dos funcionários públicos da educação, da saúde e da segurança no estado de São Paulo.
    O vale refeição da policia, por exemplo, é de R$ 4,00 por dia.
    Uma vergonha não mostrada pela imprensa Serrista ……

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 18:07
    Enviado por: vovô zélio

    Não é PM nem Professor…
    foi identificado… É o DR. House !!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 18:08
    Enviado por: Anderson silva

    DEVE SER UM POLICIAL BURRO NARIS INPINADO SE ACHA.

    PROFESSORES NO BRASIL NÃO TEM VALOR EU NÃO SOU POLICIA E NEM PROFESSOR SOU APENAS A FAVOR DOS PROFESSORES .

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 18:18
      Enviado por: Francisco Ricardo

      Este tal de Martinkus deve tem problemas para compreender as pessoas, fiz um protesto contra a qualidade da Policia no Estado de São Paulo, ao invés de se colocar a respeito do assunto ele preferiu fazer uma chacota porque meu texto estava mal escrito. É por isso que as coisas neste país não vão para frente, nada é levado a sério, este ridiculo ai prefere me sacanear a prestar atenção no que disse!
      Cheio de intelecto e superficial, provavelmente não deve nem se lembrar do candidato que esolheu na ultima eleição.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 18:33
      Enviado por: Martinkus

      Desculpe, Sr. Francisco Ricardo, mas seu texto não estava mal escrito; estava MUITO mal escrito… e eu não fiz uma chacota, mas sim uma crítica costrutiva, que deu tanto resultado que o Sr. milagosamente passou a escrever melhor e conseguiu se redimir de seus erros gramaticais; se eu tiver tempo, tentarei reler seu comentário anterior e encontrar algum conteúdo util em suas linhas mal redigidas.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 18:55
      Enviado por: Martinkus

      São comentários raivosos de pessoas como o Sr. que tornam o meu dia mais divertido…

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 18:57
      Enviado por: paula

      De quem é esse NARIZ, ou seria NARIS…
      Por favor… isso já virou palhaçada.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 19:40
      Enviado por: Martinkus

      Paula, excluindo a parte maldosa (tipicamente feminina) de seu primeiro comentário, a respeito da policial, o restante foi muito pertinente; seria bom que todo educador enxergasse a questão da mesma forma e tivesse consciência de que a educação de hoje forma o cidadão de amanhã. Lembro ainda que, tão triste como eleger políticos que não tem por hábito valorizar a educação, é não ter sequer o direito de eleger os seus governantes, condição à qual esteve sujeita por anos a categoria policial militar, que diferente dos professores, não podem se manifestar e promover greves por salários e melhores condições de trabalho.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 19:53
      Enviado por: Martinkus

      Sinceramente, Sr. Francisco, embora me recorde dos candidatos nos quais votei na última eleição, estou mais preocupado com os candidatos que vou escolher no próximo pleito; quem vive no passado, não participa do presente e não enxerga o futuro.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2010 - 20:09
      Enviado por: Martinkus

      Sr. Anderson: prefiro acreditar que o Sr. precisa de mais apoio dos professores que eles do Sr.; quanto aos policiais, espero que o Sr. nunca venha a precisar de um deles, pois o Sr. pode se surpreender e eles, se arrependerem; eu, se fosse policial me arrependeria se tivesse que arriscar minha vida por criatura tão inútil quanto o Sr.; pense bem nisto.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 18:09
    Enviado por: ivo ferreira

    O título da matéria ficou horrivel. ” Parece um homem, mas é um policial”?!?!?!?!?!?!
    policial não pode ser homem, ou homem nao pode ser policial?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 18:12
    Enviado por: Afff....

    Um “professor” aí reclamou de uma expressão: mimimi….

    Só se for um professor de alunos da terceira idade e não sabe que esta é uma expressão corrente entre os jovens – principalmente na net.

    Mesmo que não seja professor de português, vale o aviso: a Língua é viva!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 30/03/2010 - 19:13
      Enviado por: martinkus

      Já entendi: essa língua viva dos jovens da net é a mesma que o Gov. José Serra e o ex-presidente FHC usam nas entrevistas quando não conseguem responder a uma pergunta de forma inteligente e fazem uso de expressões como trololó e nhenhenhém; é, provavelmente, a língua que estão lecionando nas escolas públicas, através do sistema de progressão continuada, que tem universalizado o analfabetismo entre os jovens; é também a língua que vamos usar em breve nas provas de redação dos vestibulares e nas entrevistas de emprego e, a continuar assim, logo estaremos nos expressando através de grunhidos, usando a escrita cuneiforme e a pintura rupestre… Para que vamos elevar o nível, se podemos nivelar por baixo? Para que combater o analfabetismo, se podemos universalizá-lo? Abaixo a língua culta, viva a língua viva!

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 18:24
    Enviado por: Sérgio

    è lamentável verificar o nível que chegou a politização desta greve absurda dos professores.
    A Apeoesp é um dos muitos braços sindicais do PT.
    LASTIMÁVEL, acredito que os professores deveriam ganhar mais, ou quem sabe mudar de profissão se acreditam tão menosprezado.

    PENA QUE PROFESSORES QUE SE DISSEM TÃO INSTRUIDO NÃO ENXERGAM QUE ESTÃO SENDO “MASSA DE MANOBRA” POLITICA.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 18:26
    Enviado por: Daniels

    Policial a paisana com mochila nas costas e com essa cara de perrengue pra carregar a soldado Erika? Certo certo…. me engana que eu gosto.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 18:49
    Enviado por: heidy vargas

    Neste mundo de aparências… é bom pensar. A foto não é o que parece ser, mas é importantíssima, tanto para a fotografia quanto para o jornal que demorou para publicá-la. Revela que uma imagem é muito mais do que apenas o que está impresso nela. Por isso, é importante nos dias de hoje ler nas “entrelinhas”.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 18:52
    Enviado por: PEDRO

    o que certo que na hora do aperto todos só lembram do 190, inclusive o governo, a foto é interessante, funcionários públicos sendo colocados uns contra os outros, QUE DEMOCRÁCIA É ESTA,

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 18:55
    Enviado por: carlos alberto pereira

    É necessário violencia para se buscar um direito? São professores que lutam por uma vida digna, mas devem dar o exemplo e sentar em uma mesa e reivindicar o que pretendem. A polícia está nas ruas para garantir a ordem pública. A foto demonstra um socorro a uma vitima da violencia. Não importa se é ou não policial. Mas é lamentável que professores e policiais entrem em conflito, afinal de contas todos são funcionários públicos. Funcionários de um mesmo patrão.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 18:56
    Enviado por: Marcelo

    Se é professor, não tem porque se esconder e pode vir a publico para contar o que aconteceu. Ajudaria assim a clarear um pouco as coisas e matar a duvida de todos.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 19:09
    Enviado por: Salvador dos Santos Raphael

    Eu estou de pleno acordo, de professores pleitearem por um salario melhor. mais é inaceitavel estes profissionais deixarem nossos filhos sem aulas, para este problema ser resolvido eles tem que dar uma educação,um ensinamento melhor para que no futuro esses alunos que poderão ser um vereador um deputado ou ate mesmo um Presidente do Brasil para que no futuro possa dar mais valor para essa classe que merece todo nosso respeito. ps: nosos filhos ficarão quase dois meses de ferias, para depois ficarem em casa sem aula por causa de greve.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 19:14
    Enviado por: Lúcia

    É a cara do PSDB. Mandar a polícia dar porrada e ainda possar de vitima, porque arma de professor é ideologia.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 20:15
    Enviado por: Martinkus

    Nem tampouco a sua, Paula; boa noite.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 22:21
    Enviado por: Rolando

    Quando eu vi a foto pela primeira vez eu pensei que seria alguma pessoa que estava passando e presenciou a covardia que fizeram com a policial e foi ajudar, nunca vi e duvido que algum dia irei ver um desses arruaceiros ajudarem uma pessoa que eles agridem.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 22:31
    Enviado por: Marconi

    O cara era mesmo do serviço reservado da PM! Os badidos que se dizem professores( na verdade são militantes do PSTU; PSOL; PT e da Internacional Socialista) jamais fariam este ato. Na primeira oportunidade iriam espancá-la sem piedade.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 30/03/2010 - 22:21
      Enviado por: Gislene Bosnich

      Caríssimo Marconi,

      Sua cabeça é tão formal que não concebe que pessoas possam ser militantes e “também” trabalhadores. O que não significa que sejam bandidos, como você afirma. Bandidos mesmo costumam não assinar o nome completo ou quando o fazem estão com “cobertura parlamentar”. Ops! Qual é o seu nome mesmo?
      A Rua Marconi é uma homenagem a algum ilustre parente?
      Saudações troscas.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 30/03/2010 - 00:40
    Enviado por: Marcia

    O óbvio é que a policial não foi machucada por um companheiro de farda. Isso muita gente não quer ver.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/03/2010 - 02:56
    Enviado por: silvia calçada

    Homem ou policial, gostaria de saber onde é o plantão que eu vou desmaiar por ali todos os dias.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/03/2010 - 12:17
    Enviado por: Cristiano

    Se a PM mente e faz confundir com informações sobre a foto está errada. Se infiltra agentes para espionar o legítimo direito de greve dos professores como se fazia na ditadura está mais errada ainda!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/04/2010 - 13:46
    Enviado por: Felipe Feca

    Tinha plena certeza que era um professor !

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/04/2010 - 17:08
    Enviado por: semcavalo

    Evidentemente que não poderia ser alguém com cabelinho escovinha, barbeado até a raíz, dizendo “elemento” , positivo ou negativo nas respostas secas. A barba deve ajudar para que não seja reconhecido ou nem mesmo motivo de suspeita. Achei curioso a PM-SP “denunciá-lo” como membro da corporação quando todos, inclusive o jornal, pensava tratar-se de um manifestante “quente”.

    responder este comentário denunciar abuso

Deixe um comentário:

Comentários recentes

  • Claudio Reis: Muito boa as fotos! é pena que não estão colocando mais fotos já a algum tempo!
  • pablo redes: Entre estas fotos realmente a imagem do Rio Tiete prestes a romper as redes de proteção sp é a mais...
  • Claudio Reis: Já vale fazer jaba de Faculdade no site.
  • Claudio Reis: Isso é mais que um fim de casamento, é o fim de uma grande história de amor. O Jornal do Brasil e...
  • Claudio Reis: Cada foto melhor que a outro deve ser bem difícil escolher a melhor, já o prêmio Esso não prima...

Arquivo

Seções

Blogs do Estadão