BLOGS TERRITÓRIO ELDORADO

02.09.14

Documentário ‘A lei da água’ fecha a Virada Sustentável

por
Paulina Chamorro
, Seção: Entretenimento, Geral, Meio Ambiente, Noticias, Sem categoria, sustentabilidade, tendencias 11:44:09.

O filme 'A Lei da Água', uma das últimas atrações da Virada Sustentável, revelou o espírito deste evento exuberante, colaborativo, que rolou por quatro dias nos quatros cantos da cidade de São Paulo e adjacências. Sua pré-estreia conectou o Novo Código Florestal (os pontos e contrapontos daquele processo, em 2012) com os dias de hoje e a crescente discussão sobre a ameaça do abastecimento de água aqui mesmo em nosso estado. E de quebra colocou o meio ambiente no centro do debate político-administrativo do País.

A sessão de pré-estreia ocupou um palco igualmente exuberante, mais uma ótima escolha dos organizadores do evento e do filme: o Auditório Ibirapuera recebeu centenas de privilegiados que tomaram “um soco no estômago” de realidade, segundo um dos próprios espectadores, em depoimento após a exibição de A Lei da Água. O filme ainda não tem data para fazer sua estreia nas salas de cinema do circuito tradicional. E também não será exibido pela internet. Por isso foi tão emblemática a sessão fechando a programação da Virada Sustentável 2014.

O enredo dinâmico e a velocidade de documentário conduz a plateia a experimentar uma sensação de frustração por não saber como agir e participar do processo que decidiu sobre o Código Florestal aprovado em setembro de 2012 e parcialmente vetado pela Presidente Dilma Rousseff um mês depois. Mais depoimentos na roda de conversas após o filme retrataram essa impressão de quem esteve lá no Ibira às 17h do domingão.

Esse é o papel de um filme tão criterioso e atual. Trazer a realidade das coisas mais próximas das pessoas. “Tem gente que acha que água nasce no cano”, disse o diretor André D’Elia, expondo o que ouviu durante a produção do filme, que contou com o cineasta Fernando Meirelles, presente no Auditório Ibirapuera e orgulhoso de poder dar sua contribuição ao projeto.

A tela grande e a nobre arte revelam em A Lei da Água, como talvez nenhum canal de tevê teve a ousadia de fazer, a opinião clara daqueles que venceram a votação do novo Código Florestal, os signatários do agronegócio no Brasil ( apesar do filme mostrar que nem dentro dos ruralistas existe consenso na maioria das opiniões expostos). Igualmente confrontou seus argumentos com estudiosos e especialistas de todas as ciências, de ambientalistas e também de gente comum que sente na pele os benefícios e prejuízos ao lidar com um tema tão transversal como as questões ambientais.

Pra não dizerem que é lobby ambiental, mas uma questão que bate à porta há tempos, algumas coincidências colocam o filme de André D’Elia na linha de fogo contra aqueles que ainda insistem em relegar a segundo plano o binômio meio ambiente/desenvolvimento e o futuro no Brasil. Logo após a sessão no Ibirapuera o Fantástico, da Rede Globo, exibiu uma reportagem sobre desmatamento e a importância das árvores na Amazônia para a produção de água em todas as outras regiões do País e da América do Sul. Hoje o Estadão sai com o caderno especial Fóruns Brasil 2018 com a capa “Mudança na gestão ambiental é urgente”. Na última sexta-feira participei desse fórum como mediadora do painel com a Ministra do Meio Ambiente Izabella Teixeira e recomendo a leitura para entender melhor o que realmente está ocorrendo em nosso País. E pra fechar esse momento de muita reflexão sobre o futuro do meio ambiente do Brasil o site ((O Eco)) publicou a lista (LINK) dos deputados que votaram contra e a favor do Código Florestal, e qual deles estão agora pedindo para as urnas mais um mandato.

Com 806 lugares, todas as cadeiras do Auditório Ibirapuera poderiam estar ocupadas por esses mesmos políticos.

Veja o trailer do documentário:

No ultimo Planeta Estadão confiram uma entrevista com o  diretor André D´Elia.

E finalmente, falando dos Rios Voadores, que quero dedicar um post especifico sobre ele, resgatei aqui dos arquivos da Rádio Eldorado o programa Território  Aventura com áudio do  aviador Gerard Moss voando  num balão para a captação  destes vapores.

20.08.14

Artista remonta personagens da Disney em situações realistas

por
Rádio Eldorado
, Seção: Sem categoria 08:55:15.

A realidade do nosso planeta não é digna de nenhum conto de fadas. O artista Jeff Hong, de Nova York, resolveu fazer uma crítica bem-humorada para mostrar isso, colocando personagens da Disney em situações mais prováveis do que nos filmes animados.

A personagem Mulan, por exemplo, foi colocada na China atual usando uma máscara de médico para evitar a poluição. A sereia Ariel aparece cheia de óleo de navio, e o ratinho de Ratatouille foi ilustrado prestes a tomar uma injeção numa pesquisa farmacêutica.

30.06.14

Impressora 3D reaproveita PET para objeto final

por
Rádio Eldorado
, Seção: Meio Ambiente, sustentabilidade, tendencias 19:55:35.

ekocycle2.jpg

Neste ano vimos a ascensão do mercado de impressoras 3D, que podem oferecer milhares de utilidades. O planeta não podia ficar de fora dessa. Um modelo da 3D Systems vai usar garrafas PET como matéria prima para imprimir objetos.

A iniciativa tem apoio da Coca-Cola e do cantor Will.I.Am, que tem parceria com a empresa desde 2011. O modelo, chamado Ekocycle Cube, ainda não está no mercado, e a previsão é que esteja nas lojas a partir do próximo semestre.

Os cartuchos serão formados por aproximadamente 25% de plástico reciclado, o que dá em torno de três garrafas PET. Um aplicativo para celular auxilia na impressão de todo tipo de objeto, desde capa para celular, até pulseiras e sapatos. É necessário respeitar um limite de tamanho de 15 centímetros, e ficam disponíveis apenas as cores vermelha, natural, ou preto e branco.

O valor não é nada atraente, e deve chegar ao mercado por US$1.200. Veja abaixo o vídeo teaser:

25.06.14

Setores de eletrônicos e autos têm melhor desempenho em ranking ambiental

por
Rádio Eldorado
, Seção: Meio Ambiente, Noticias, sustentabilidade 19:43:01.

interbrand-bggb-2014.jpg

Todos os anos, desde 2011, a consultora Interbrands realiza um ranking com as marcas mais verdes do mundo. Atualmente, essa é uma das listas mais prestigiadas sobre sustentabilidade.

Desde a primeira edição, a montadora Toyota ocupava o topo da lista. Neste ano, foi ultrapassada pela Ford, e caiu para a segunda posição. O setor automotivo praticamente domina o Top 5, que se completa com Honda, Nissan, e Panasonic. Os eletrônicos também têm destaque no ranking, que tem entre as dez primeiras posições, além da Panasonic, a Nokia e Sony, consecutivamente.

Essa lista é criada a partir de dois cálculos: A performance ambiental das marcas, cruzada com a percepção dos consumidores sobre as práticas verdes. Ou seja, o primeiro lugar não é necessariamente a marca mais sustentável, mas a que consegue unir melhor suas ações com a interação do consumidor. No caso apenas da performance, Nokia e Cisco empatariam no primeiro lugar.

O ranking completo está no site oficial. Veja o Top 10:

1. Ford

2. Toyota

3. Honda

4. Nissan

5. Panasonic

6. Nokia

7. Sony

8. Adidas

9. Danone

10. Dell

24.06.14

A história por trás das melhores imagens de ondas

por
Rádio Eldorado
, Seção: Entretenimento, Meio Ambiente 18:59:40.

cl_with_camera_2013_880.jpg

Se você já viu alguma foto de onda do mar, tirada do ponto de vista de quem está dentro dela, provavelmente essa foto foi tirada por Clark Little.

Ele é um surfista que passou a caçar as melhores ondas, mas não para criar manobras ou praticar para competições, e sim para encontrar os melhores ângulos por dentro delas.

O trabalho é perigoso. Clark já fraturou o ombro, cortou e ralou diversas partes do corpo, e corre risco de afogamento, pois dá de encontro com ondas gigantes. Mas conta que o tudo isso vale a pena.

Recentemente, o site The Inertia, especializado em surf, fez um vídeo-perfil do fotógrafo, em que ele conta como começou a paixão por fotografar ondas, os riscos, e também fez um registro dos bastidores do seu trabalho. Assista abaixo:

23.06.14

Os efeitos de um contêiner no fundo do mar por dez anos

por
Rádio Eldorado
, Seção: Entretenimento, Meio Ambiente, Noticias 15:21:27.

navio-conteiner.jpg

Um dos problemas do fundo do mar são os contêineres que, por acidente ou não, acabam afundando nas águas oceânicas. Mas isso também tem algumas vantagens.

Um grupo de pesquisadores do aquário norte-americano de Monterey Bay, na Califórnia, acompanhou durante dez anos as mudanças no fundo do mar, causadas por um contêiner que caiu acidentalmente de um navio em 2004.

A conclusão mostrou benefícios e malefícios. A parte boa é que o contêiner acaba por funcionar como uma rocha, e os animais que precisam de superfícies duras para sobreviver, como caracóis e vieiras, ganharam um novo habitat.

A parte ruim são os produtos tóxicos que revestem o contêiner. A tinta, principalmente, sofre corrosão no fundo do mar, e pode ser prejudicial a diversos animais. O objeto também vira um obstáculo e muda a corrente do mar. A pesquisa acompanhou apenas um contêiner, mas é possível pensar nesse efeito em grande escala.

Tudo isso foi registrado num vídeo, em inglês e ainda sem legendas em português, mas que vale muito mais pelas imagens. Assista abaixo:

20.06.14

Óleo vegetal pode ser trocado por sabão em parques de SP

por
Rádio Eldorado
, Seção: Meio Ambiente, Noticias, tendencias 18:10:11.

destaque.jpg

Cozinheiro consciente não joga óleo usado no lixo, muito menos na pia. O ideal é ter alguma forma de reaproveitar, ou procurar um local correto para descarte. Até o começo de julho, esse lugar pode ser o parque mais próximo.

Uma ação do Instituto Triângulo, em parceria com a Secretaria Municipal do Verde de São Paulo e a Bunge Brasil, criou pontos de coleta do material em 20 parques da cidade. Basta entregar dois litros de óleo vegetal, e você recebe duas barras de sabão biodegradável, que foi feito a partir da reciclagem do próprio óleo.

Nos pontos de troca ainda ficam disponíveis cartilhas, com informações sobre esse processo de reciclagem. A ação vai até o dia 4 de julho, e entre os parques participantes estão o Ibirapuera, Aclimação, Piqueri, e do M’Boi Mirim.

O óleo recolhido vai para o Instituto Triângulo que, junto com usinas parceiras, transforma o material em biodiesel. Mais informações na página da Campanha Junte Óleo. Veja os parques participantes:

- Parque Ibirapuera
- Parque do Carmo
- Parque da Aclimação
- Parque Águas
- Parque Anhanguera
- Parque da Barragem
- Parque Chácara das Flores
- Parque Colina de São Francisco
- Parque Guanhembu
- Parque Independência
- Parque Linear Mongaguá
- Parque Luis Carlos Prestes
- Parque M´Boi Mirim
- Parque Orlando Villas Boas
- Parque Piqueri
- Parque Praia do Sol
- Parque Raposo Tavares
- Parque Rodrigo de Gáperi
- Parque Tenente Siqueira Campos
- Parque Vila do Rodeio

17.06.14

NASA lançará satélite para monitorar CO2 na atmosfera

por
Rádio Eldorado
, Seção: Meio Ambiente, Noticias, tendencias 12:19:33.

OCO-spacecraft-low1.jpg

Nada de pousar na Lua ou em outros planetas. Neste ano, a NASA vem se dedicado a desvendar os mistérios climáticos da Terra. Em julho, um projeto lançará na atmosfera terrestre um novo satélite, com a tarefa exclusiva de medir a variação do dióxido de carbono, o CO2, o grande vilão do efeito estufa.

A missão se chama OCO-2, pois este será o segundo satélite lançado com esse objetivo. Em 2009, a primeira tentativa terminou com a destruição do equipamento. O custo do novo satélite girou em torno de 450 milhões de dólares. Já a queima de combustíveis fosseis libera cerca de 40 bilhões de toneladas de CO2, por ano.

Segundo uma das coordenadoras do projeto, a cientista Annmarie Eldering, a missão coletará dados e medirá com precisão e abrangência as informações como a origem do CO2, e onde o gás está sendo absorvido. Outras missões voltadas às mudanças climáticas medirão o aumento nos níveis do oceano, a cobertura de nuvens, e a presença de aerossóis na atmosfera.

17.06.14

Ford e Heinz se unem para produzir plástico a partir do tomate

por
Rádio Eldorado
, Seção: Meio Ambiente, Noticias, tendencias 12:16:26.

8D3B328864B34F44D7D56C5D28E745.jpg

Qual a relação entre catchup, carros, e sustentabilidade? Uma improvável parceria entre a montadora Ford e a alimentícia Heinz, nos Estados Unidos, pode ser a resposta.

As duas empresas vão realizar pesquisas para o desenvolvimento de materiais sustentáveis, à base de fibras de tomate, para a produção de peças de automóveis. A Heinz usa mais de dois milhões de toneladas de tomate por ano. Já a Ford, procura cumprir metas de sustentabilidade para diminuir sua pegada ecológica.

A ideia é encontrar uma forma de reutilizar a casca, caule e sementes do tomate para criar um bio-plástico, e assim produzir peças como braçadeiras de fios e portas-objeto do console.

O plástico criado a partir de plantas não é novidade, ainda mais no Brasil. Empresas como a TetraPak já usam uma bio-massa para fazer plástico a partir de milho e cana-de-açúcar. Essa parceria entre a Ford e a Heinz tem uma vantagem, que é evitar o desperdício das partes do tomate que não vão para o catchup.

16.06.14

ONU e Fundação Niponica dão bolsa de oceanografia

por
Rádio Eldorado
, Seção: Meio Ambiente, Noticias 14:48:37.

rio-no-mar-edit.jpg

A Organização das Nações Unidas abriu inscrições para uma bolsa de estudos de oceanografia em Nova York. O programa é uma parceria com a Fundação Nipônica do Japão, e a concorrência de vagas é internacional.

Os pré-requisitos são ter entre 25 e 40 anos, ser graduado, ter interesse em assuntos de oceanografia, e disponibilidade para passar nove meses numa instituição de ensino. Esse é o tempo total do programa, marcado para virar os anos de 2015 e 2016.

Os três primeiros meses são de treinamento, que é feito em Nova York. Depois, os convocados partem para pesquisa avançada que varia entre as universidades participantes do programa.

As inscrições podem ser enviadas até o dia 12 de setembro. Mais informações estão no site oficial.