1. Usuário
Assine o Estadão
assine

É bom a criança aprender a ter ordem desde cedo

Júlia Manglano

sexta-feira 27/06/14

O hábito de ter ordem deve ser estimulado pelos pais junto às crianças, desde bem cedo. Isso vai ajudá-los para que seus atos se ordenem para uma vida virtuosa, feliz, de acordo com a missão pessoal de cada um. Ao ensinarmos a ordem aos nossos filhos, estamos, consequentemente, ajudando-os a dar um passo importante para a felicidade

No nosso post anterior, falamos sobre como aproveitar os primeiros anos de vida, a chamada “fase de ouro” da aprendizagem, para estimular a inteligência de nossos filhos. Mas não é só isso. Na parte moral, a  chamada inteligência social, a ciência também avançou e podemos aproveitar os períodos sensitivos para ajudar os bebês a adquirirem hábitos bons, como a ordem, higiene, alimentação e sono desde os seus primeiros anos de vida, que serão a base para o futuro desenvolvimento moral da criança.

As crianças têm diferentes temperamentos, mas nascem como fitas virgens, sem hábitos bons ou maus. Desde sua chegada ao mundo, hábitos e informações começam a ser gravados. E esta gravação terá grande influência no desenvolvimento de seu caráter.

 Vamos hoje falar sobre o hábito da ordem, que podemos chamar de valor-base para os demais valores.

E não apenas a ordem material, mas também a mental e pessoal. Ela proporciona confiança, segurança, eficácia e aumenta o rendimento no alcance dos objetivos fixados.

As crianças aprendem a classificar as coisas, a maneira de brincar com os vários jogos (as etapas e regras de manipulação), a ordenar e comunicar as idéias de forma lógica, a planejar e administrar seu tempo, a perceber as prioridades nas atividades e na vida.

A ordem pessoal também ajuda a desenvolver outros valores como: higiene pessoal, autodomínio, constância, temperança, equilíbrio, serenidade e caridade.

Mas… Quando começar?

A educação na ordem começa desde o nascimento da criança. De zero a três anos de idade é o melhor período (período sensitivo) da ordem, ou seja, quando é mais fácil para as crianças adquirirem esse hábito.

Elas gostam de ter os brinquedos ordenados e necessitam de uma rotina e estabilidade em seu ambiente. Uma criança de um ano já tem uma inclinação natural para guardar as coisas no lugar. Gosta, por exemplo, de colocar todas as peças de Lego em uma caixa e depois despejar todo o conteúdo para poder recomeçar a guardar.

“A educação na ordem começa desde o nascimento da criança. De zero a três anos de idade é o melhor período”.

Como colocar em prática com as crianças?

A educação da ordem começa com a própria vida da criança. Desde o nascimento dela, devemos tentar proporcionar: certa regularidade nas mamadas, refeições e horas de sono; rotinas de higiene pessoal; ordem nos horários e sequência de atividades; ordem material.

Quando a criança começa a engatinhar e depois andar:

  • Ordem material: cada coisa deve ter um único lugar; proporcionar estantes e armários práticos que a criança pode alcançar; deve ter caixas e organizadores para guardar e classificar suas coisas com facilidade, de acordo com alguma lógica: incentivar que guarde sozinha seus brinquedos, sapatos e roupas; reforçar a sua tendência natural de guardar, dando modelos para ela imitar; ensinar a cuidar dos brinquedos e pertences como, por exemplo, colar junto com a criança uma folha de livro que rasgou.
  • Ordem mental e pessoal: determinar sequências de atividades (antes de comer lavar as mãos, depois escovar os dentes, guardar um brinquedo antes de pegar outro etc); ter um horário para levantar, almoçar, fazer a lição de casa, fazer esportes, tomar banho, jantar, conversar com os familiares, dormir.

Ajuda muito escrever o horário e colocá-lo em um lugar visível (geladeira, por exemplo); exigir o cumprimento do horário, ajudando a criança a planificar e prever o tempo gasto em cada atividade; ajudar a que perceba quais são as atividades mais importantes; ter uma agenda familiar (aniversários, passeios, competições e eventos, consultas médicas, atividades em geral).

Princípios:

  • Dar sempre o modelo
  • Dar oportunidades para a criança
  • Elogiar e elogiar, principalmente o esforço, sem exigir perfeição: se uma criança de dois anos colocou uma camisa no armário, elogiar e não destruir o seu trabalho dobrando-a.

Enfim, ter ordem pessoal significa conseguir que todos os nossos atos se ordenem para uma vida virtuosa, feliz, de acordo com a missão pessoal de cada um. Ao ensinarmos a ordem aos nossos filhos, estamos, consequentemente, ajudando-os a dar um passo importante para a felicidade.