1. Usuário
Assine o Estadão
assine
quarta-feira 27/02/13 14:32

A rebelião do Corinthians contra a carteirada

Acuado com a punição de jogar sem torcida na Libertadores depois da morte de um jovem torcedor adversário na Bolívia, o Corinthians partiu para cima da imprensa comunicando que impediria os repórteres de acompanhar a partida contra o Millonarios no Pacaembu, já que a Confederação Sul-Americana de Futebol determinou que o jogo fosse disputado com "portões fechados". A bravata provocou alguma marola, até que algumas horas depois o presidente da Associação ...

Ler post
sábado 16/02/13 17:38

Que fim levou Tenório?

tenoriojunior_estadao

Desaparecido há quase 40 anos nas trevas de uma nascente e sanguinária ditadura argentina, o pianista brasileiro Tenório Júnior continua como um dos casos mais notórios da lista de vítimas dos anos de chumbo cujo paradeiro é totalmente desconhecido dos registros oficiais. Mulher e filhos do exímio pianista que sumiu em 1976 após um show com Vinicius de Moraes e Toquinho procuraram a Comissão da Verdade recentemente com a esperança de ...

Ler post
sábado 09/02/13 16:25

Os responsáveis pelas pequenas tragédias somos nós

estadaonoite_capa_2013.02.08

Com a morte de 238 pessoas num incêndio numa casa noturna no interior do Rio Grande do Sul, o clamor público por uma maior fiscalização de estabelecimentos comerciais e regras mais rígidas para a concessão de licenças de funcionamento tomou conta das discussões, reportagens e debates sobre o assunto. O desaparecimento repentino de tantos jovens em meio à fumaça causou uma comoção que ultrapassou as fronteiras. E não é difícil que - com tamanha repercussão - logo surja uma nova ...

Ler post
sexta-feira 08/02/13 16:39

Surge um novo negócio: o Pet Jornal

petjornal2

Não é nenhuma novidade que jornal velho tem várias utilidades. Tanto que o comércio de encalhes e descartes de papel impresso deve ter surgido no fundo das oficinas de Gutemberg, com alguns outros visionários a reciclar as sobras das pioneiras impressões.

Com o crescimento vertiginoso de dois mercados – o imobiliário e o de pets (animais domésticos) – a reciclagem de jornais ganhou um novo filão, como mostra a imagem abaixo, tirada numa banca de jornais em São Paulo.

O dono da banca conta que ficou espantado quando viu a novidade numa banca de um colega na Granja Viana, uma das regiões mais valorizadas da Grande São Paulo e que nos últimos anos vive um grande crescimento populacional, com o surgimento de novos empreendimentos imobiliários.

- Cê tá louco?

- Louco nada. Vende pra caramba.

- Não acredito…

- Pega meia dúzia aí e depois me fala.

Meio incrédulo, levou os pacotes. Para a sua surpresa, todos foram vendidos rapidamente em uma das bancas que tem localizada perto de vários prédios de apartamentos residenciais. Resolveu então seguir a receita de sucesso do colega: comprou 200 quilos de jornal em uma empresa de aparas (“…É jornal limpinho, diferente do jornal de ferro velho…”), montou 230 kits com cerca de 1 kg de jornais em saquinhos plásticos e uma caprichosa etiqueta que mostra didaticamente a serventia do produto.

Desde o meio de dezembro, já vendeu quase tudo, restando alguns poucos kits e obtendo um lucro de 100% no promissor negócio.

Ler post
terça-feira 05/02/13 17:38

Falta miscigenação nos blocos carnavalescos de São Paulo

BLOCO CONFRARIA NA VILA MADALENA

Bloco Confraria, na Vila Madalena, em São Paulo, 3/2/2013.
Foto: JB Neto/Estadão
(clique na imagem para ver a foto ampliada)

Uma piada que volta todo ano durante o carnaval diz que basta juntar algumas palavras-chaves para compor uma letra de  samba-enredo. Uma dessas palavras é miscigenação.

Se está presente no imaginário carnavalesco como realidade ou chavão, a exaltada mistura inter-racial que caracterizaria o povo brasileiro passou longe dos ...

Ler post