Enquanto a Copa do Mundo de futebol não chega, a Copa do Mundo de Improviso promove, no palco, um torneio entre países, com espetáculos e boas risadas

A Copa do Mundo de futebol está logo aí, mas, antes dela, outro torneio promete muita diversão: a 1ª edição do Copa do Mundo de Improviso, idealizada pelo ator Márcio Ballas, com espetáculos no Teatro CIT Ecum (R. da Consolação, 1.623, 3255-5922), a partir de terça (27). Durante sete dias, seis países disputam o prêmio máximo da competição: o troféu ‘Caipirinha’, uma garrafa de aguardente com limão, para que o vencedor faça seu próprio brinde.

Seis grupos de improviso, da Espanha, Argentina, Chile, Colômbia, México e Brasil, apresentam seus shows. Nos três últimos dias, ocorre o torneio. Quem define o ganhador é o espectador. A seguir, você saberá mais sobre as peças e a disputa em si.

E, como é de praxe em toda Copa, esta também terá sua abertura: será na segunda (26), às 21h, no Comedians (R. Augusta, 1.129, 2615-1129. R$ 40), com apresentação de todos os grupos. Escolha para quem torcer e boas risadas!


Antes da competição, os grupos que participam do evento apresentam seus espetáculos. É uma ótima oportunidade para conhecer nossos concorrentes!

- Já que a ordem é improvisar, os atores do grupo espanhol Impromadrid criam na hora até o cenário do espetáculo ‘Córten’. Um ilustrador compõe os ambientes em um computador – e os reproduz no palco – de acordo com as piadas que rolam no ato, mudando constantemente. Sáb. (31), 17h. R$ 30.

- O ‘Colectivo Internacional’ reúne atores de todos os grupos. Um diretor de cada país propõe situações
a atores de outros países a partir de sugestões da plateia. O público decide qual diretor assistir até definir o melhor da noite. 4ª (28), 19h. R$ 30.

- O argentino Improtour é um grupo de um homem só em cena. No espetáculo ‘Blank’, Omar Galván – referência mundial no improviso e autor do livro ‘Manual de Impro’ – aparece sozinho no palco e conduz o jogo de piadas, sempre com temas variados, exclusivamente com o auxílio da plateia. Dom. (1/6), 19h. R$ 30.

- Liderado por Márcio Ballas, o brasileiro Cia. do Quintal apresenta o ‘Caleidoscópio’, com cenas de longa duração e trilha improvisada, com elementos que trazem ao palco lembranças da infância. 5ª (29), 21h. R$ 30.

- Parceria do colombiano Acción Impro e a Cia. do Quintal, o espetáculo ‘Passageiros’ reúne atores dos dois países ‘encarnando’ vidas de pessoas comuns, das quais você verá curtas passagens. 3ª (27), 21h. R$ 30.

- Em ‘Speechless’, do colombiano Picnic, a regra está no nome da peça: cenas improvisadas sem sair uma palavra sequer da boca dos atores, que exploram suas técnicas cênicas para provocar risos. 6ª (30), 21h. R$ 30.

- O mexicano Complot Escena apresenta o espetáculo ‘X ha muerto’, que reconstrói a história do personagem X a partir de elementos sugeridos pelo público para o improviso. 4ª (28), 21h. R$ 30.

Na disputa entre as seleções, o vencedor é eleito pelo público. Fique bem atento às regras do jogo e ajude a escolher o melhor grupo de cada confronto

No campo, ou melhor, no palco, seis seleções disputam o troféu ‘Caipirinha’ na Copa do Mundo de Improviso, realizada, pela primeira vez, no Brasil. E quem define o campeão é você. O campeonato se dará em três dias, com disputas no estilo ‘mata-mata’. Na 1ª fase, marcada para 6ª (30), os confrontos terão duração de 30 minutos. Cada time apresenta uma cena, com tema escolhido pela plateia. Ao final de cada encenação, o público levanta suas placas para definir o vencedor do duelo.

Num esquema ‘melhor de três’, passa para a próxima etapa quem tiver mais pontos. No sábado (31), as seleções vencedoras fazem um revezamento no palco, com pequenos jogos entre si. Passam para a final, no domingo (1/6), as duas que somarem mais pontos. O campeão será o grupo que tiver mais votos.

Todos os jogos serão apitados pelo juiz César Gouvêa, responsável por buscar os temas das cenas na arquibancada, contabilizar os votos e anunciar os vencedores. E se gostar muito de uma cena, pratique o ‘Fair Play’ e jogue uma rosa no palco. A flor será distribuída pela produção antes de cada espetáculo.


Após o ‘esquenta’, a batalha pelo troféu ‘Caipirinha’ começa para valer na 6ª (30). Preste atenção nas
piadas e dê bastante risada – vale até ‘virar a casaca’

Vista a camisa da seleção, pegue sua bandeira e prepare a criatividade para sugerir bons temas aos atores durante as apresentações. Seja patriota, mas honesto: vale até torcer para a Argentina – desde que os hermanos sejam realmente engraçados.

Sexta-feira (30), 23h. R$ 30.
Brasil vs. Espanha (30 min.)
Colômbia vs. Chile (30 min.)
México vs. Argentina (30 min.)

Sábado (31), 21h. R$ 30.
Semifinal: os três países vencedores da
etapa anterior jogam entre si e disputam pontos.

Domingo (1/6), 21h. R$ 30.
Final: os maiores pontuadores da
semifinal duelam pelo troféu ‘Caipirinha’.

Papinho com Márcio Ballas, o idealizador

Como nasceu esta Copa de Improviso?
Eu e minha turma da Cia. do Quintal disputamos campeonatos internacionais de improviso. Chegamos a vencer em 2008, na Colômbia. É realizado em muitos países, só aqui não tinha. Aproveitei a Copa do Mundo de futebol e, no ano passado, já tinha tudo esquematizado.

Haverá tradução das piadas dos grupos estrangeiros?
Não. O idioma oficial do torneio será o ‘portunhol’ (risos). Foram convidados grupos de países de língua espanhola pela proximidade com nosso idioma. Então, todo mundo acaba se entendendo. Mas ficou combinado que todos evitassem expressões de difícil compreensão e tentassem falar algumas palavras em português.

Como foi a escolha dos grupos?
Conheci todos em viagens que fizemos. Quando surgiu a ideia do torneio, todos toparam.

A Copa será no Brasil e quem define o vencedor é o público. O patriotismo pode interferir?
Espero que nós sejamos os mais engraçados, mas também espero votos sinceros e que a plateia escolha quem realmente merecer vencer.

Tags:

Sem Comentários | comente

  • A + A -

Deixe um comentário:

 

Arquivos

Todos os Blogs