1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Comitiva da gestão Haddad vai a Nova York conhecer programa de ciclovias

Diego Zanchetta

19 agosto 2014 | 11:54

A vice-prefeita Nadia Campeão (PCdoB) e outros secretários da gestão do prefeito Fernando Haddad vão em missão oficial a Nova York, entre os dias 24 a 28 de agosto. Eles vão conhecer de perto o programa da cidade norte-americana responsável por criar, em apenas quatro anos, entre 2010 e 2014, 450 quilômetros de ciclovias nas regiões de Manhattan e do Brooklin.

A equipe também vai conhecer outros projetos e planos adotados pelo prefeito democrata Bill de Blasio. Desde que assumiu em janeiro deste ano, no lugar do conservador e milionário Michael Bloomberg, Blasio tem feito uma gestão marcada pela “humanização” no trato com as comunidades mais pobres.

O novo prefeito nova-iorquino passou, por exemplo, a dar um documento de identidade aos imigrantes ilegais e reduziu a política do “stop-and-frisk” adotada por Bloomberg, que previa a revista imediata de qualquer pessoa em atitude suspeita – cerca de 89% das pessoas abordadas eram negras e de baixa renda, moradoras em bairros pobres.

Haddad, segundo sua assessoria de imprensa, não vai realizar a viagem. O prefeito, em 20 meses, fez três viagens internacionais. Em maio do ano passado o prefeito foi a Paris pleitear a candidatura de São Paulo para a Expo 2020, que acabou vencida pela cidade de Dubai, nos Emirados Árabes. Haddad também foi a Medelin, na Colômbia, em um fórum de grandes cidades, e para Buenos Aires, na abertura da feira internacional do livro.

O governo atual pretende construir na capital paulista, até o final de 2016, um total de 400 quilômetros de faixas exclusivas para os ciclistas.

 

Ciclista anda em rua de Manhattan: nova-iorquinos ganharam 450 km de ciclovias em menos de quatro anos