1
David Pogue

Quantos são os aplicativos para tablets Android, afinal?

  • Google
  • 04 de julho de 2011 18h59

O quão difícil é saber com exatidão quantos apps existem especificamente para Honeycomb

Na minha coluna desta semana publicada no Times, fiz a resenha do novo clone do iPad lançado pela Hewlett-Packard, o TouchPad. Como o grande benefício de se ter um tablet está nos aplicativos, pensei que seria útil comparar o número de aplicativos disponíveis para o iPad, para os tablets Android e para o novo modelo da HP.

Foi fácil descobrir quantos aplicativos estão disponíveis para o iPad: 90 mil, sem contar os 475 mil aplicativos para o iPhone que também funcionam no iPad (com resolução reduzida). A Apple não faz nenhum esforço no sentido de ocultar as estatísticas.

A HP também me disse quantos aplicativos estavam disponíveis no dia do lançamento de seu tablet: 300. Não são muitos, mas o gerente de produto encarregado do TouchPad destacou que este número era maior do que o de aplicativos disponíveis para os tablets Android no dia de seu lançamento. (Não seria o TouchPad capaz também de rodar os 8 mil aplicativos disponíveis para o Palm Pre, já que os dois aparelhos funcionam com base no mesmo sistema operacional WebOS? Infelizmente, apenas cerca de 70% deles funcionam no tablet – e não é possível ampliar aquela imagem pequena para fazê-la ocupar toda a tela maior do tablet, como fazem o iPad e os aparelhos Android.)

Para completar minha seleção, tudo que tive de fazer foi investigar quantos aplicativos para tablets Android estão no mercado. E esta tarefa se mostrou surpreendentemente difícil. De sua parte, o Google não me ajudou em nada. Sua equipe de assessores de imprensa simplesmente se recusou a informar quantos aplicativos foram lançados.

Tentei pesquisar na loja de aplicativos do Android. Mas não descobri uma maneira de enxergar apenas uma lista dos aplicativos especificamente para tablets, a não ser que tenham sido incluídos na lista “Aplicativos Android para tablets em destaque”. Se este for o total de aplicativos lançados, então este número não passa de 100.

Fiz a pergunta no Twitter; meus seguidores no microblog nunca me desapontaram numa busca por informação. E eles se esforçaram arduamente para me ajudar. Um deles me indicou esta Lista Atualizada de Aplicativos Android parao Honeycomb, mas ela não me pareceu muito atualizada. Total de aplicativos relacionados: 50. (Honeycomb é o nome da mais recente versão do sistema operacional Google Android para tablets.)

Outros sugeriram os sites AndroLib e AppBrain, que parecem especializados nas estatísticas sobre os aplicativos para o sistema Android. Mas justamente o número que eu queria saber não constava nas suas páginas.

Outro seguidor recomendou um site de pesquisas chamado Distimo.com, cujo lema é “Trazendo um olhar valioso para o mercado de aplicativos”. Mandei um e-mail para a assessora de imprensa da página, que foi simpática a ponto de retornar o meu contato prontamente com esta resposta: “Até maio de 2011, havia 174 aplicativos disponíveis exclusivamente para o sistema operacional Android Honeycomb 3.0. Note que o número de aplicativos otimizados para o Honeycomb será mais alto, pois no momento não somos capazes de identificar aplicativos que estejam disponíveis tanto para os celulares com versões de seu sistema anteriores à 2.2 quanto para o Honeycomb (3.0). O total de aplicativos é de pelo menos 174.”

(“A título de comparação”, acrescentou ela, “a App Store da Apple oferece para o iPad 90.380 aplicativos, dos quais 50.409 são otimizados tanto para o iPhone quanto para o iPad” até maio de 2011.)

Outro seguidor do Twitter sugeriu que eu usasse o comando “procurar dentro de um site” na sintaxe do Google, digitando o seguinte: “site:market.android.com tablet”. Esta técnica revelou uma lista bem mais extensa. Total de aplicativos: 3 mil! Parecia haver algo errado. No fim, a lista mais confiável e atualizada que encontrei estava nos fóruns do AndroidCentral.com, um site que aparentemente sabe do que trata. Bem ali, na “lista oficialmente oficial de aplicativos ‘Otimizados para Honeycomb’”, o total é calculado em 232 aplicativos.

Foi este o número em que me baseei quando escrevei minha coluna. Obviamente, parte do problema está na pergunta: o que é um aplicativo para tablet? Sou informado a ponto de saber distinguir entre “aplicativos para celulares Android que também funcionam em tablets” e “aplicativos exclusivos para tablets”. Mas deve haver outras distinções. A lista do AndroidCentral, por exemplo, inclui obviamente apenas os aplicativos que funcionam no Honeycomb e nas versões anteriores do Android – cuja resolução é otimizada para os tablets.

Este artigo, “Como encontrar aplicativos para tablets Android”, defende o mesmo raciocínio – segundo o qual é difícil estabelecer o quê, exatamente, define o termo “otimizado para tablets”. Além disso, há aplicativos que funcionam apenas no Samsung Galaxy, outros que funcionam apenas no Motorola Xoom, e assim por diante. (Como já destaquei, este é o inevitável lado negativo da arquitetura aberta do Android: não se trata realmente de uma plataforma, e sim de um mosaico formado por fragmentos de diferentes versões.)

Seja como for, compreendo agora por que a equipe de assessores de imprensa do Google não quis que o número total de aplicativos fosse divulgado. Independentemente do método usado para calcular os aplicativos, o número total de opções disponíveis hoje é relativamente baixo.

Publicado originalmente em 01/07/2011.

Tópicos relacionados