ir para o conteúdo
 • 

Curiocidade

28.junho.2012 21:36:54

O sopão que a Prefeitura quer proibir não é uma sopa

Causou um certo alvoroço a notícia de que a Prefeitura de São Paulo quer proibir a distribuição gratuita do sopão na região central da cidade. A medida foi anunciada pelo secretário de Segurança Urbana, Edsom Ortega, durante uma reunião na quarta-feira passada, e divulgada em primeira mão em uma reportagem do Jornal da Tarde.

As intituições que fazem esse tipo de serviço voluntário poderão ser punidas pela Prefeitura se continuarem distribuindo o alimento. A não ser que aceitem continuar o trabalho dentro de uma das nove tendas reservadas ao atendimento dos moradores de rua. Outro motivo para acabar com o sopão a céu aberto, de acordo com a reportagem, é a sujeira que fica no chão depois que o alimento é distribuído.

Para protestar contra essa medida da Prefeitura, foi criado um evento no Facebook chamado “Sopaço na Casa do Kassab”. Até agora, cerca de 1,500 pessoas confirmaram presença na manifestação, que está marcada para a próxima quarta-feira. Os indignados pretendem fazer uma grande distribuição de sopa em frente à casa do prefeito, atrás do Shopping Iguatemi.

Acontece que, apesar de 48 entidades distribuírem alimentos para moradores de rua no Centro, o sopão já é um prato quase extinto. O nome apenas é usado para designar a refeição grátis dada à população carente. Quem afirma isso é Reginaldo Ferreira, um dos representantes da ONG Anjos da Noite, que realiza o trabalho há 23 anos, numa entrevista ao Blog do Curiocidade:

Você conhece alguma ONG que distribua o sopão na região central?
Hoje não conheço nenhuma instituição que distribua sopa aos moradores de rua do centro. Temos contato com várias ONGs que atendem as populações carentes, mas sempre com outros alimentos. É uma prática que já se perdeu. Na verdade, faz muito tempo que o sopão não é distribuído aos moradores. Acredito que o nome continue sendo usado para designar as refeições gratuitas.

Por que a sopa não é mais distribuída?
Acho que existia, antigamente, um mito de que os moradores de rua não tinham dentes. Por isso, não poderia mastigar os alimentos. Não é verdade. Então não faz sentido distribuir sopa, já que é uma comida que não sustenta por muito tempo. Em meia hora, a pessoa já está com fome. Com um marmitex, a fome só vem após seis horas.

O que tem nesse marmitex?
Uma refeição completa: arroz, feijão, carne. Algo que sustenta por bastante tempo. As instituições costumam dar marmitex ou lanches. Além disso, damos cobertores e roupas. Tratamos as pessoas como seres humanos, que é o que está faltando nas iniciativas da Prefeitura.

Vocês distribuem 800 refeições por semana, aos sábados. Este número vai diminuir se o serviço for transferido para as tendas?
Com certeza. Boa parte dos moradores de rua não quer procurar as tendas da Prefeitura, quer evitar este tipo de lugar. Por isto, acho que não atenderemos tantas pessoas como antes. Mas já é a quarta vez que ameaçam proibir nosso serviço desde a época em que Marta Suplicy era prefeita. Vamos esperar para ver que rumo as coisas irão tomar.

(Com colaboração de Míriam Castro e foto de Werther Santana/AE)

comentários (35) | comente

  • A + A -
35 Comentários Comente também
  • 29/06/2012 - 01:10
    Enviado por: Vitor Gouveia

    Essa iniciativa vai acabar por pura maldade do ser humano! Como ja foi dito na reportagem, não é uma sopa, são alimentos que os mantém por mais tempo sem o sofrimento da fome, além, de roupas e cobertores. Novamente, tenho de dizer que é pura maldade cancelar algo que sai dos bolsos de voluntarios!b Abaixo ao pura falta de empatia com nossos irmãos moradores de rua!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/06/2012 - 15:07
      Enviado por: cesar

      Respeito sua posição porém, sugiro que vc vá às ruas e conheça essas pessoas. Não é num único contato, é conhecer, compreender, o que exige vários contatos, durante algum tempo. A conclusão é de que, só a comida, pode ser um problema. Tem que dar o alimento, mas tem que oferecer uma alternativa de tratamento integral. Veja em http://www.cinvs.com . Pena que a prefeitura não faz nem uma coisa, nem outra.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/06/2012 - 07:51
    Enviado por: Emilio de Souza Lima

    Imagine um extra terrestre chegando aqui e vendo esta situação!
    O coitado vai pensar: O tal do governante não dá condições dignas ao mais necessitados e quer proibir que tenta mitigá-las! Agui eu não quero morar! Vou voltar para o meu planeta e avisar que aqui vai demorar um pouco mais para arruma a casa!

    Obs.: A ideia de ir à casa do funcionário maior da cidade…. é ÓTIMA!!!!!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 07:54
    Enviado por: Guilherme Gomes

    Acho que as pessoas que não acreditam nesse tipo de caridade deveriam ir ao Viaduto Pedroso todas as noites e experimentar a sopa que lá é servida pelo pessoal da Casa da Sopa, com muita substância e temperada com o carinho para com as pessoas que estão passando por essa necessidade.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 08:28
    Enviado por: Daniel

    Esta polêmica toda pode ter algo de útil no fim das contas, criticar a atitude absurda da prefeitura não é o bastante, achei incrivel o trabalho destes voluntários, vou procurar uma destas ONG’s para tentar ajudar como eu puder.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 20/08/2012 - 21:27
      Enviado por: Marinho

      Isso mesmo querido!!! Precisamos dessa iniciativa!!! E toda ajuda será SEMPRE BEM VINDA!!! Nossos amigos em situação de rua AGRADECEM !!!
      Entre em nosso site…  www.anjosdanoite.org.br/) tire suas dúvidas… e faça parte dessa família… que coloca em prática o AMOR ao próximo. ABRAÇO!!!

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/06/2012 - 08:50
    Enviado por: Jorge

    O que uma prefeitura. – servico publico / dinheiro do povo, deveria fazer, e ajudar as Ongs e as pessoas de rua a resolver os problemas. Criar solucoes, nao impedimentos. Se os orgaos publicos nao cumprem estas finalidades, devem ser fechados e os dirigentes demitidos.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 08:55
    Enviado por: Marcos

    Qual a verdadeira intenção da prefeitura em proibir o “Sopão”?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/06/2012 - 16:15
      Enviado por: cbaldon

      Simples meu caro… é a política de nossos governantes de afastar das ruas, principalmente em ano de eleição, os seres “indesejáveis”, como moradores de rua e usuários de drogas… confiná-los em “tendas”, para que a população incauta tenha a impressão de que as ruas estão “limpas”.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/06/2012 - 09:36
    Enviado por: edvaldo cavalcante

    Esse Kassab já esta enchendo o saco. Ele que espere as eleições para ver. Nunca passou pelas urnas e não vai passar, com certeza pois é muito antipático e egoista.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 09:40
    Enviado por: Regisfurlan

    Tente imaginar passar uma única noite inteira na rua, sem comida sem agua potavel e para completar com frio. não parece nada legal não é mesmo.
    Agora imagine que aparece alguem e te livra dessa tortura e ainda para e conversa por alguns instantes te mostrando que você não está totalmente abandonado. Ninguem tem o direito de impedir a solidariedade, mesmo porque ela é minima diante das necessidades.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 09:42
    Enviado por: Tabata

    Acho completamente desnecessária essa iniciativa, afinal de nada contribuem a prefeitura ou o governo para a distribuição desses alimentos, se os moradores de rua não querem ir aos abrigos então merecem ficar sem alimento?? Se aqueles que estão nos abrigos já recebem os alimentos por que então não ajudar aqueles que estão na rua, com fome, com frio?!
    Acho que a prefeitura e o governo deveriam se preocupar em reintegrar essas pessoas na sociedade e não puni-las por terem ou não um teto, ou se preocupar em fazer alguma coisa de util e não atrapalhar aqueles que fazem o bem . Somos todos seres humanos!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 09:44
    Enviado por: Formol

    A questão não é proibir, é disciplinar, colocar num local adequado. Sem falar que em São Paulo sobra vaga em albergue, mas lá não pode beber nem consumir entorpecentes.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/06/2012 - 11:05
      Enviado por: Heber

      Bom, disciplinar sim, mas colocar nas tendas da prefeitura? Sei não, mas com eleições por perto, a prefeitura quer mostrar serviço….mas quem realmente está trabalhando? Não é mais fácil colocar lixeiras nos pontos e incentivar a educação ambiental? Simplicidade é a chave, mas tem pessoas que só sabem complicar….

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/06/2012 - 17:10
      Enviado por: Dan Naka

      Heber, a sua proposta é excelente. No entanto, como educar um povo que, mesmo em sua camada com bom nível sócio-econômico e educacional, não respeita as leis?
      A solução aparentemente parece fácil, mas a implementação é extremamente complicada. Fui professor de duas faculdades particulares grandes de São Paulo e atesto o nível de incivilidade de alunos E TAMBÉM professores. Jogam lixo no chão, não respeitam o espaço público, não respeitam o próximo.
      Eu confesso que tentei ensinar um pouco de civilidade, mas afirmo que 80% dos meus alunos só estavam na faculdade para “comprar o diploma”. 20% até gostaria de aprender, mas não tinham base suficiente para entender. E 80% dos professores acatavam o que os alunos queriam e ministravam aulas “para inglês ver”.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/06/2012 - 10:16
    Enviado por: Manu

    VAMOS TODOS NA CASA DO KASSAB!!!
    PESSOAS VAMOS PROTESTAR!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 10:27
    Enviado por: Rafael

    Todos os comentários evitam a questão relevante: o que fazer com quem está nas ruas. Toda pessoa com o mínimo de ‘coração’ não pode ficar impassivel a alguém com fome e frio no relento. Contudo, a suposta ajuda de fornecer sustento temporário através de um prato de comida momentanea ou uma peça de roupa não resolve nada e tem resultados mais perversos ao prolongar o problema, ocasionando dependência tanto de quem é auxiliado como de quem ajuda. Ao invés de iniciativas desorganizadas bem intencionadas, o que realmente é preciso organizar essa bagunça — coisa que o Poder Publico tem a prerrogativa de fazer. Ao inves de indignar-se com a atitude de tentar por alguma ordem neste assistencialismo desorganizado, o que todo cidadão deveria fazer é cobrar seu representante político, ainda mais agora em época de eleição, para uma mudança radical na politica de assistencia social hoje vigente.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 10:42
    Enviado por: Leandro

    Morador de rua não é santo. Se o problema fosse fome e frio, eles realmente utilizariam a solução da prefeitura. Existem albergues e comida de graça dados pela prefeitura.
    Uma ONG dizer que está sendo punida ou que a prefeitura não está colaborando é estupidez. Temos que ver a solução por completo. A prefeitura se preocupa com o alimento e também com a limpeza do local. Quem quer ser ajudado, é ajudado sim pela prefeitura.
    As ONGs não estão sabendo lidar com a prefeitura. ONG não tem que atrapalhar o andamento do trabalho da prefeitura e sim ser uma parceira. Se algo não anda bem, então precisa parar e recomeçar direito. Para a prefeitura proibir algo, é porque a conciliação não está ocorrendo.
    Tem que existir comando na cidade e certamente não está nas mãos das ONGs. A prefeitura em geral (independente do governante), sempre esteve aberta à busca de soluções, ainda mais em uma questão que é de bem público.
    Existem sim moradores de rua que não querem ser ajudados por diversos motivos (incapacidade mental, uso de entorpecentes, criminalidade, etc). Vou repetir: morador que quer ser ajudado está sendo ajudado. O resto precisa ser tratado de uma forma diferenciada, com políticas específicas para tratar o contexto que os levam a agir desta forma.
    Sobre a reportagem, não entendi a discussão sobre ser ou não uma sopa de fato. Isso é irrelevante para esta questão que é gravíssima, pois está diretamente ligada à segurança e bem-estar da população em geral.
    Quero deixar bem claro que este tipo de discussão deve ser tratada bem acima da esfera partidária. Este é um problema inerente a qualquer cidade grande e nenhum governo conseguiu lidar corretamente com isso. É necessário existir um plano diretor para isto, que independa de quem está no governo. São Paulo tem muita gente capaz, muitas boas entidades querendo ajudar e todo mundo precisando de uma solução.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 10:47
    Enviado por: rodrigo

    É plenamente inconstitucional proibir alguém, ou uma instituiçao, de dar comida a seu semelhante, seja na rua ou em qualquer lugar. Podem ficar tranquilos os grupos valorosos que atuam nas ruas e noites paulistanas.

    O probema da “limpeza” é secundário, tendo em vista que a maioria desses grupos cuida do local de distribuição, obrigação esta que, em verdade, deveria ser feita pela própria Prefeitura de SP, que deveria disponibilizar uma equipe de limpeza a acompanhar o trabalho desses humanitários grupos que se prestam a ir até aqueles que mais necessitam. Não esperar que estes venham mendigar ajuda. Isso é caridade.

    Se o Kassab quer fazer uma parceria com eles, tudo bem. Apresente condições melhores e convença tais grupos a aderir. Adere quem quer.
    O que não podemos aceitar é qualquer abusos na forma de punição ou criminalização. Isso é um absurdo.

    Agora, devemos nos perguntar: por que os moradores de rua não querem ir para os abrios da Prefeitura. Será porque são muito seguros e confortáveis?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 10:50
    Enviado por: Zé pergunta

    Por que as ONGS não arrumam uma ocupação para essa população de rua poder trabalhar pelo seu sustento? É muito mais digno à pessoa humana poder bater no peito e dizer: “Eu vivo do suor do meu trabalho”. Apenas “da comida” já permite a um grupo de pessoas, hipócritas ou não, colocar a cabeça no travesseiro e dormir com a falácia de estar ajudando ao próximo. A única religião que realmente te dá conquistas e vitórias é o trabalho e eu não conheço outra.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 10:53
    Enviado por: Leandro

    Só completando…se o morador de rua não quer procurar a tenda da prefeitura, então encontramos o ponto a ser atacado. A questão é saber a razão e resolvê-la!
    Temos que deixar claro que o problema é da prefeitura e não de qualquer outra entidade. Aliás, se a entidade identificou este ponto, então ela tem o dever de auxiliar a prefeitura. Uma ONG, quando passa a criar uma alternativa ao problema e não cuida da solução como um todo, está atrapalhando o tema em dois aspectos principais: 1- Evitando que a prefeitura controle a situação; 2- Criando uma gestão paralela que enfraquece o real responsável pela situação.
    Seja uma ONG, seja um grupo qualquer, todos precisam estar ao lado do responsável pelo problema e não atrapalhá-lo. Não estou falando de competências, estou falando de poder. Precisamos ter um gestor disso tudo e ele existe! É a prefeitura. Criticar sem dar a solução é fácil e qualquer um sabe fazer. Reclamar é uma das primeiras coisas que aprendemos a fazer na vida. Precisamos de gente ajudando no processo, com consciência. As ONGs têm boas intenções, mas vejo que algumas vezes ultrapassam o limite da responsabilidade. Existe uma hierarquia que deve ser respeitada para que não vire anarquia. Somente com organização é que um problema tão complexo pode ser resolvido. Engana-se quem pensa que o problema está apenas na distribuição da comida. Existe todo um contexto aí.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 11:45
    Enviado por: Thaís

    Alguém saberia informar onde ficam essas 9 tendas reservadas ao atendimento?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 12:19
    Enviado por: Red

    Vocês INSISTEM em divulgar essa mentira de que estão proibindo a distribuição de comida aos moradores de rua. Vocês se recusam sumariamente a dizer simplesmente que a medida é DISTRIBUIR EM LOCAIS ESPECÍFICOS, ESPAÇOS DE CONVIVÊNCIA, ONDE ESSAS PESSOAS POSSAM SER CONVENCIDAS A SE ENQUADRAREM EM PROGRAMAS SOCIAIS, AO INVÉS DE FICAREM PERAMBULANDO PELAS RUAS. Por que vocês insistem em mentir? Devo eu especular sobre má-fé?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 20/09/2012 - 02:31
      Enviado por: Reginaldo Ferreira

      Má fé é escrever um absurdo como esse e se esconder no apelido: RED !
      Ou você não sabe o que é má fé ou está de má fé com o seu comentário.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/06/2012 - 14:19
    Enviado por: Ricardo

    Os esquerdopatas adoram a tática da difamação. E se um morador de rua amanhecer morto por ter comido uma refeição contaminada ou envenenada? De quem será a responsabilidade? Na mesma hora, esses mesmos esquerdopatas que hoje acusam uma falsa proibição, serão os primeiros a gritar que houve negligência do prefeito. Mesmo sendo um trabalho voluntário de doação, alimentos podem estar estragados ou envenenados (propositalmente ou não) e provocar intoxicação. Por isso, precisam ser fiscalizados pela autoridade sanitária, as entidades precisam ser cadastradas para poderem ser rastreadas se for preciso. Esses esquerdopatas deveriam estar presos.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/06/2012 - 16:41
      Enviado por: Frederico

      É mais fácil o morador de rua “amanhecer morto” de fome do que por causa do sopão.
      É mais fácil o morador de rua “amanhecer morto” de violência do que por causa do sopão.
      É mais fácil o morador de rua “amanhecer morto” de frio do que por causa do sopão.
      É mais fácil o morador de rua “amanhecer morto” de descaso do que por causa do sopão.
      Primeiro o governo precisa dar uma alternativa, depois disso pode conversar com as organizações sociais para trabalhar em conjunto, buscando sempre a reinserção do morador de rua à sociedade.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/06/2012 - 14:26
    Enviado por: Fabrício

    O maior problema é que tem gente interpretando que o alimento vai ser proibido de ser entregue ou que não querem ajudar os moradores de rua, mas estão querendo apenas mudar a forma de distribuição.
    Não sou a favor de político nenhum, mas sim acredito no que seja o melhor para todos. Acho tudo isso uma forma de querer criticar sem base.
    Sou a FAVOR da proibição da distribuição incorreta! Se uma pessoa (morador de rua) quer ser ajudado ele deve ir a uma tenda ou algum local como albergues para pegar sua alimentação ,roupa e até dormir. Se o morador de rua quer ajuda, deve ir atrás da ajuda. Estes locais tem mesas, talheres e cadeiras.

    Sou a favor de lutar para uma melhoria deste locais (tendas e albergues) e não para que continue a dar indignamente o alimento no meio da rua.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 14:59
    Enviado por: cesar

    É preciso “compreender bem o bem”. Tanto a prefeitura, como as ongs, poderiam ler, na Internet, o que diz texto que está sob o título, entre aspas. Consultando pelo google é o primeiro que aparece. Claro que tem que dar atendimento. Mas tem que saber quem é e entender a situação daquela pessoa.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 15:03
    Enviado por: cesar

    A solução não é ter dó. É ter responsabilidade. Precisa saber quem são as pessoas e por que estão nesta condição. Precisa oferecer atendimento que conduza a uma solução, e não paliativos que agravam a situação dos carentes. Muitas famílias sofrem porque seus filhos, ao invés de procurarem tratamento para vícios, vão às ruas e são alimentados. E recebem dinheiro, que usam para comprar drogas e permanecer no vício. O tráfico criminoso é, indiretamente, um dos maiores favorecidos com a boa fé de quem age apenas com dó. Veja em http://www.cinvs.com .

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 16:26
    Enviado por: Renato

    O Jãnio Quadros quando queria aparecer na mídia, inventava alguma trapalhada para virar notícia. Esses políticos sem vergonha, (aliás algum deles tem vergonha?) inventam essas palhaçadas para poderem aparecer. Se Eu ainda morasse em São Paulo, com certeza iria a essa manifestação na casa desse sem vergonha desse prefeito, para ajudar a mostrar que, se essa administração de safados não cumpre com suas obrigações, muitas pessoas fazem por ajudar a quem precisa.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 16:31
    Enviado por: Frederico

    Se a comida servida na rua não é adequada e pode estar contaminada, a prefeitura deveria então proibir:
    Festas de rua (Acchiropita, San Genaro, etc)
    Quermesses (igrejas, escolas, etc)
    Picniks (nos parques)
    Barracas de Lanches (estádios de futebol, eventos diversos, virada cultural, etc)
    Pastéis e garapa na feira, e tantos outros.
    Que eu saiba os moradores não ficam doentes ou morrem por causa das refeições que lhes são servidas, mas sim com a ausência total do poder público. Se quiser acabar com o sopão, de uma alternativa digna aos moradores de rua, para que eles possam se reinserir na sociedade. Se não existirem masi moradores de rua, não haverá mais sopão. Porém a solução para este problema social vai muito além da visão do nosso prefeito. Infelizmente.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2012 - 16:38
    Enviado por: Alexandre Matias Silva

    PRESTEM ATENÇÃO CIDADÃOS. ESTA PREFEITURA TEM FEITO DE TUDO PARA AFASTAR AS PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RISCO.TEMOS AQUI NA CAPITAL CERCA DE 13.000 PESSOAS SEM LAR E MORANDO NAS RUAS, SEM QUELQUER POLÍTICA SÉRIA PARA REITEGRA-LOS. ESTA QUESTÃO DA ALIMENTAÇÃO É MAIS UMA PÉSSIAM AÇÃO DESTE PREFEITO FRIO. PROVAVELMNETE SEJA POR CONTA DA COPA DO MUNDO AQUI NA CAPITAL. A IMPRENSA (COMO ESTE SITE) PODERIA ENTREVISTAR EM PÁGINA INTEORA UM DESTES MORADORES DE RUA, DAR VOZ A ESTA PESSOA, SERIA MUITO ÚTI.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/06/2012 - 02:36
    Enviado por: Rafael Santacosta

    Cada vez mais cheia de prédios de luxo e cada vez mais cheia de moradores de rua.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/07/2012 - 10:49
    Enviado por: Vilhena Neto

    .
    Se o problema é a sujeira causada, então a prefeitura que limpe. Já que a prefeitura não colabora com nada, mais um bom motivo para efetuar a limpeza do local.
    .

    responder este comentário denunciar abuso

Deixe um comentário:

Comentários recentes

  • Jailton Alves da Mota: ATUALIZAÇÃO: outubro de 2013. …e não é que a produtora realmente teve que encontrar...
  • Marcelo Neves: Olá Ataide e Nelcy… como vocês só viram a esta confusão em junho deixa só esclarecer um...
  • marcelo b: meu, kd vc que ñ escreve ha um tempo? ñ tá preso na bolivia, né? rs
  • Ataíde Marques: É isso aí, Nelcy. Fã que é fã não vai perder.
  • VANILDE PEREIRA COSTA: Gostaria de colocar uma franquia na cidade com 40.000 habitantes; Qual capital que devo ter?E...

Arquivo