ir para o conteúdo
 • 

Crimes no Brasil

26.janeiro.2010 14:50:13

O PCC sob o olhar do promotor

O Primeiro Comando da Capital realmente mudou desde que Marcola assumiu o comando da facção, depois de 2003. O poder foi descentralizado e as lideranças não mandam mais como antigamente. Essa mudança tem dado sobrevida à facção dentro e fora das prisões.

Essa nova estrutura, no entanto, não surgiu da cabeça de um estrategista pertencente às fileiras do PCC. “A facção teve que descentralizar poder porque quase todas as lideranças estão presas, com dificuldades de se comunicar. Era a única maneira de sobreviver à contraofensiva do Estado. O combate ao PCC hoje é eficiente com nunca foi”, diz o promotor Roberto Porto, do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), encarregado no Ministério Público Estadual de acompanhar e processar os integrantes da facção.

Porto nega que o PCC tenha importância na redução dos assassinatos em São Paulo ou que ajude a regular o comportamento daqueles que escolheram a vida do crime. “O PCC hoje está voltado ao tráfico. Visa a arrecadação de dinheiro”, diz.

Comentários (8)| Comente!

  • A + A -
8 Comentários Comente também
  • 28/01/2010 - 12:52
    Enviado por: Eli Barroso

    Arrecadam dinheiro, você disse certo.Sem grana, o que essa turma pode fazer ? Tirem-lhes o dinheiro,não sabem sequer raciocinar.Será que melhorando a educação e dando-se mais oportunidades aos que precisam a criminalidade no país não diminuiria ? Acredito na capacidade do homem de mudar seu comportamento com uma simples palavra de compreensão, já vi muitos se arrependerem e modificarem seus destinos e se tornarem grandes empresários e ajudarem seus próximos com a força da mente e não da brutalidade.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/02/2010 - 17:39
    Enviado por: Arabutan

    Falar sobre combate a violência, é a mesma coisa de um brasileiro lutar contra as Forças Armadas no sopro, soprando, só se for! É claro, um DESgoverno como o do nosso querido presidente LULA, que em 7 anos (2003/2009) PAGOU R$ 751,7 Bilhões de Juros da dívida pública e só gastou em Segurança (Ministério da Justiça) apenas R$ 38,2 Bilhões, nada mais do que as + de 60.000 mortes/ano por violência, sendo 36.000 de Jovens! No Brasil se mata + do que quaisquer guerras no mundo!!! Como se combate a violência sem recursos para investir em Cidadania, como educação, saúde, segurança, 1º emprego… Vcs. já perceberam q. criamos várias gerações dos Jovens Sapiência Guabiru, aqueles que não produzem absolutamente nada, pq. não teem direitos a Cidadania (Educação, saúde, segurança, 1º emprego…) e só não andan de 4 pq. anatomicamente não podem, mas pela desagregação do Estado, buscam refúgios nas Drogas e no Crime Organizado! Só no Combate a Fome o nosso querido presidente LULA gastou a merreca de R$ 103,7 Bilhões e ainda temos + de 30.000.000 de brasileiros passando Fome, mas pagou R$ 751 Bilhões de Juros! Na Educação o nosso querido presidente LULA gastou a ninharia de R$ 166,7 Bilhões e temos hoje + de 1.000.000 de jovens Pobres/ano sem direito ao ensino gratuito nas universidades federais, mas pagou R$ 751 Bilhões de Juros e na combalida Saúde, o infeliz do nosso querido presidente LULA só e somente só gastou R$ 247,2 Bilhões, o que demonstra o caos no atendimento médico-hospitar pelo SUS e seus piores IDH, mas pagou R$ 751 Bilhões de Juros! Pelo amor de DEUS, pode? Vamos ser sinceros, LULA foi o pior presidente do Brasil, mas não tem culpa, pq, nunca sabe e vive no viajando na governabilidade do mundo, esqueceu o Brasil, a culpa é sua Eleitor, que tem votado errado. Há 15 anos que os DESgovernos FHC+LULA não permitem a divisão equânime das riquezas produzidas, poucos com tudo e muitos se nada e os números provam? E precisa mais? A solução está no Eleitor que vota errado tomar vergonha e votar pensando na Família, Filhos e Netos. Jamais nos candidatos Dilma Estela do LULA e Serra do FHC, é o continuismo dos pagamentos desacerbados de Juros da divida!.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/02/2010 - 10:19
    Enviado por: Thiago Vichi de Oliveira

    Se neste país houvesse respeito aos direitos humanos e a política prisional realmente recuperasse os indivíduos para ser cidadãos, vivendo numa comunidade cujas políticas sociais inibissem a violência e a criminalidade, jamais teria se constituído algo como o PCC.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/02/2010 - 13:24
    Enviado por: carlos

    O principal motivo da criminalidade em alta no Brasil, é o mesmo que geram educação e saúde pública ruim. O estado brasileiro não funciona, assim como, com exeção do chile, toda a américa latina.
    Para piorar o brasil assim como a méxico compraram a ideologia americana da guerra contra as drogas. Nenhum pais europeu entrou nessa.
    A lei anti droga brasileira é pior que as drogas ilícitas. Como é facil pegar micros traficantes, nossas cadeias estão infestadas deles, entram como soldadinhos do crime organizado e saem como gerente.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/02/2010 - 21:18
    Enviado por: João Brasileiro, maior, vacinado e invocado.

    Enquanto se CURVAR ante as opiniões dos tais “direitos humanos” que estende tapete vermelho ao Fidel Castro, Irã, Albania, Zédalaia e outros bandidos do mundo, sempre teremos os pcc, cv, etc. barbarizando as famílias(eles são contra)de bem, os humanos direitos(eles são contra), os que realmente querem ter trabalho honesto(eles são contra), CONCLUSÃO: os grilhões que os promotores do CAOS nos impingiram goela abaixo, via direitos humanos, deixam os PROMOTORES, a POLÍCIA e o povo de bem DESARMADO. Criança que estuda, vai bem na escola, se interage com a família… deixa pra lá, porém se é delinquente, estuprador, ladrão e assassino… ESTATUTO nêles! Tudo foi VOTADO no Congresso pelos ilibados deputados e senadores. Deus SALVE! o Brasil.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/03/2010 - 13:16
    Enviado por: Bueno de Taubaté

    Ora, ora… O PCC devia ser legalizado. Afinal, a diferença entre os integrantes da organização dos presidiários e certos políticos que conhecemos é apenas a impunidade que beneficia estes últimos. Quem sabe se, aceito como agremiação legal, o Primeiro Comando não ajudaria a conter a criminalidade que campeia FORA das prisões ???!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/03/2010 - 23:17
    Enviado por: João Brasileiro, maior, vacinado e invocado.

    Pobre de nossos PROCURADORES de bem, nossos POLICIAIS de bem, nossos JUIZES de bem… quando postei não tinham sido liberados estes comentários, POBRE do BRASIL, nosso amado País de bem, se os comentários aquí postados não estão a serviço da criminalidade ou dos indefectíveis direitos humanos e for a opinião do povo, cara(!) pego uma caixinha encho com esta adorada terra e …. não tenho coragem, fico e luto e fico de luto.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 19/03/2010 - 18:24
    Enviado por: EDILOY A C FERRARO

    Enquanto falamos dos crimes mais conhecidos, vamos nos esquecendo de desfalques com ramificação criminosa oriunda dos políticos, os tais crimes do colarinho branco. Leio, preocupado, que o ministro do Superior Tribunal Federal, Lewandoviski, é o responsável pelo processo envolvendo o deputado Paulo Maluf, e que, caso não seja dada uma sentença em até um ano, o processo prescreverá. Recentemente, o mesmo meliante foi beneficiado pela inimputabilidade em razão de sua idade, superior a 70 anos. O desfalque de um homem público, a quem cabe zelar pela economia de um País, Estado ou Município, pode ter efeitos mais danosos que os crimes perpetrados pelos bandidos notórios. A falta de verbas em ambulatórios médicos e hospitais condenam milhares de pessoas à morte por falta de medicamentos e instrumentos de trabalhos para os profissionais da área. Na educação o crime também é perverso, discrimanatório, por dele necessitar os filhos dos mais humildes, que, com a deficiência educacional proporcionada por elementares necessidadas ( professores mal remunerados e desmotivados, estabelecimentos desguarnecidos de estruturas que possibilitem um melhor aproveitamento pedagógico, entre outras deficiências). As obras superfaturadas, ocasionam atrasos no desenvolvimento do próprio País. Temos regiões com carências elementares de saneamento básico, o que demanda maiores procuras pelas assistência médica pública. O pedido da Interpol para que sejam incluídos os srs, Paulo Maluf e seu filho Flávio, na lista vermelha, os fazem sujeitos a serem presos caso desembarquem em qualquer dos 188 países que fazem parte do Tratado. Aqui, contudo, valendo-se de artifícios de recursos protelatórios, além do mandato de deputado federal que lhe confere imunidade e foro privilegiado (STF), o distinto político, ostentando um eterno sorriso irônico, mantém-se incólume.

    responder este comentário denunciar abuso

Arquivo

Seções

Blogs do Estadão