ir para o conteúdo
 • 

Conversa de Bicho

07.abril.2013 01:38:50

Cachorro mata a sua dona no interior de SP

No início da noite de sexta-feira (5/4), a farmacêutica Bárbara de Oliveira, de 35 anos, foi atacada até a morte pelo seu próprio cão, da raça pitbull, na cidade de Itapira, que fica a 170 km de São Paulo. Ela estava sozinha com o cachorro em casa e os vizinhos chamaram a Guarda Municipal após ouvir os gritos de socorro.
barbara1.jpg
Bárbara foi encontrada morta por volta das 19h.
Crédito: reprodução/Facebook

A residência foi arrombada e o cão estava próximo à mulher. Ao perceber a chegada dos guardas, o animal fugiu para o quintal. A vítima foi encontrada inconsciente, com ferimentos nos braços e na região do pescoço. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas constataram que ela já havia falecido.

Segundo informações de conhecidos, Bárbara e o marido criavam o cão como um filho, já que ainda não tinham criança. Imagens no perfil do Facebook dela confirmam os relatos de que o pitbull chegava até dormir na cama do casal. O marido estava viajando no dia da ocorrência.

ACOMPANHE O BLOG CONVERSA DE BICHO: FACEBOOK | TWITTER

pit1.jpg
O pitbull dormia na cama do casal e tinha cerca de 10 anos.
Crédito: reprodução/Facebook

A farmacêutica trabalhava no Hospital Municipal de Itapira e era considerada uma boa profissional. Amigos, como Anderson Alexandre Leme, demonstraram no perfil da Bárbara o quanto ela era admirada. “Minha querida amiga, você sempre foi guerreira, sempre estivemos juntos nas nossas batalhas, descanse em paz, eu fico por aqui orando por você e lembrando a maravilhosa pessoa que tu eras, por que mesmo você indo vai morar para sempre no meu coração.”

Segundo Rodrigo Silva Bertini, que é médico veterinário do Serviço de Controle de Zoonoses (CCZ) da Prefeitura Municipal de Itapira e amigo da Bárbara, o cachorro já apresentava sinais de violência e ele havia avisado à amiga que ela e o marido poderiam estar correndo risco de algo mais grave acontecer. “O cão já era considerado um ‘mordedor vicioso’, porque já  havia mordido ela e o marido em ocasiões anteriores. Conversamos umas quatro vezes a respeito do cão e eu já havia aconselhado que ela tomasse cuidado e que não continuasse com o cachorro. Mas tudo foi em vão porque ela tinha verdadeira adoração pelo animal.”

O caso foi registrado na delegacia da cidade e ainda não ficou claro o motivo do ataque. O cão está em observação no Centro de Zoonoses de Itapira. Ele deverá ficar no CCZ durante 10 dias para cumprir o protocolo de verificação de sinais da Raiva e entregue ao marido da vítima após esse período. “Caberá a ele decidir o que será feito do animal. Uma coisa é certa: esse cão não deve ser doado a ninguém”, afirma Bertini.

FACEBOOK | TWITTER

comentários (215) | comente

  • A + A -
215 Comentários Comente também
  • 07/04/2013 - 15:30
    Enviado por: Nicolau Ginefra

    A raça canina pitbull é originalmente de rinha e antes do pós-modernismo era um cão de contraventores e criminosos. Nunca deveria ter vindo para o Brasil porque em nosso País as rinhas são proibidas por lei. Veio porque as raças tradicionais de guarda foram amansadas por interesses escusos da cinofilia estrangeira com a eventual omissão e/ou conivência de dirigentes nacionais e persistindo a necessidade de proteção familiar e pessoal, tal raça veio e aqui, também por interesses escusos até cartoriais, foi indevidamente deslocada para guarda, porque não é um cão efetivo de guarda, não tem a disposição adequada nem a devida noção de território que um cão efetivo de guarda tem. Há duas variantes básicas de pitbull: o ADBA (American Dog Breeders Association) cão de rinha mesmo, muito perigoso para leigos, e o UKC (geralmente mais manso, mas ainda não inteiramente confiável). Têm sido recorrentes os acidentes e tragédias com mortes de adultos e crianças proporcionados por cães dessa raça. Hoje em dia, as raças efetivas de guarda tecnicamente mais valorizadas no Mundo são o DOGUE BRASILEIRO, o BOERBOEL e o KANGAL.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 16:49
      Enviado por: Juliana Paula

      Por favor, procure mais informações pois seus comentário estão totalmente errados.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 17:10
      Enviado por: Karine

      Conheço pitbull dócil, realmente dócil, que de tão dócil (e gigante) soa desengonçado… Penso que cabe aos especialistas definirem se é legítimo ou não manter essa raça em residências, quais são as medidas de proteção ao animal e ao dono.

      A dona já havia sido alertada por especialista 4 vezes. É entender que a sua natureza não é como a do outro (nem se tratando de mesma espécie), dar atenção aos sinais e tomar as medidas necessárias. O dia que minha cachorra (ainda filhote) rosnou pra mim por eu mexer em seu pote de comida, puni de imediato com um pedaço de jornal (faz volume e não machuca)… Rosnar pra mim não. Ela nunca mais se importou de eu mexer em sua comida mesmo quando está comendo.

      Minha tia costuma dizer que são os donos que devem ser adestrados, antes dos seus cães. Somos os líderes da matilha, os maiores, somos nós que temos que p.ex., entrar antes em casa. Observe p.ex., se quando vc abre a porta de sua casa, se seu cão vai na frente ou se espera vc entrar. A atitude do cão vai depender da postura do dono.

      Mesmo assim, ainda tenho muito a aprender do assunto…

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 17:15
      Enviado por: Mara

      o PITIBUL tem uma dor constante na cabeça, devido o cruzamento das raças Bull Terrier e Staffordshire Bull Terrier,quando essa dor começa a acontecer ele atacada qualquer pessoa ou coisa que esteja na frente dele. Para que esse problema seja amenizado o dono deve fazer massagens na cabeça do animal todos os dias, mas infelizmente nem todo mundo sabe disso.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 17:29
      Enviado por: Eduardo José Gasparini

      Bem esclarecedor seu comentário. Parabéns!!!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 17:51
      Enviado por: Marco Ciampi

      aos pertinentes comentários, acrescente-se a urgência no aprimoramento da chamada “Lei da Focinheira”, com capacitação dos proprietários e castração obrigatória de todos os animais e derivações desta raça.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 18:23
      Enviado por: Garcia

      Em vários países esta raça de cachorro já foi proibida há muito tempo. Precisamos contactar nossos políticos, para que uma lei nesse sentido seja elabora e aprovada o mais rápido possível.

      Parabéns ao jornal ESTADÃO pela publicação da notícia.
      Gente!!! Para que tem filhos, netos, família, vamos cobrar de nossos políticos.

      FORA PITBULL!!!!!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 18:31
      Enviado por: eliana

      como cachorro de rinha? isso é um absurdo….quem inventou rinhas foram os humanos pra se distraírem enquanto os animais irracionais são estimulados pra brigarem, o que esse sujeito falou é mentira, nenhum animal ataca do nada, só se estiver sendo maltratado ou atacado também, essa infeliz deve ter feito alguma coisa, não tenho duvidas disso.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 19:40
      Enviado por: Mingz

      Infelizmente …O culpado foi a própria dona , todo animal deve ser tratado com respeito ,mas nunca sem treinamento esse é mais um caso infelizmente em que o cão marca o seu território e o protege como tal …. nesses casos uma simples troca de liderança pouparia a vida de ambos,acontecimento trágico ,meus pesames e força para o marido e sua familia.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 19:48
      Enviado por: Eddie

      Karine, compra um pra você!!!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 21:45
      Enviado por: patricia anjos

      nao existe raça mais perigosa do que a do ser humano!!! pela populaçao de caes pitbull que se tem no brasil sabemos que os ataque de pitbull sao casos isolados !!! sou favor sim de castrar femeas e diminuir a populaçao de pitbull permetido só que algumas pessoas sob autorizaçao de algum orgão responsavel possam ter o cão pitbull e quem tem o seu mantenham em sua casas!! e seja orientados ou mais bem informados!!!sobre a raça e cuidados que devem ter consigo e com proximo!!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 22:11
      Enviado por: Marcello

      Ou seja, o cara mostrou conhecimento e as pessoas que não concordam respondem por puro emocionalismo que ele está errado.

      Se fosse o 1o caso eu até concordaria.

      Se houvesse mais ataques de outras raças de cães eu também concordaria.

      Mas assim como desenvolvemos gado e frango com mais carne, ou com maior resistência a frio, ou sementes mais resistentes a pragas, também podemos fazer cruzamentos para surgirem espécies que sejam máquinas de matar.

      A criação pode mudar tudo isso ? PODE.

      MAS ÀS VEZES ELA NÃO PODE.

      agora é facinho…basta vir e escrever que eu tô errado.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 22:36
      Enviado por: Carlos

      Concordo como Nicolau, é um cão cuja raça está sempre na mídia por comportamento agressivo e quase sempre letal para suas vítimas. Já vi animais dessa raça aparentemente dóceis. Mas a pergunta é: você vai brincar com a sorte? As pessoas vivem escolhendo situações duvidosas por se acharem exceção, como outro colega disse, por emocionalismo. O que vejo é também, não regra, mas muito exibicionismo de alguns que tem esse tipo de cão, como uma moda. Não dá para julgar essa moça, cujas evidências citadas mostram que era amável com o animal, que possamos evitar riscos desnecessários. Já ouviram casos de cocker, pastor alemão, labrador, que tenham matado seus donos? Pensem bem na hora de escolher uma raça de animal para por em sua casa.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 23:58
      Enviado por: Karen

      Your comment is correct.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/04/2013 - 01:49
      Enviado por: Compostela

      Muito bom comentário, Nicolau. Obrigado pelo esclarecimento.

      PS: Para quem está falando contra o comentário do Nicolau, responda com uma boa argumentação, como a dele. Falar apenas que o ser humano q é ruim ignora q muitas raças – como o pitbul – são criações humanas, e não da natureza.Isso não as tornam automaticamente ruins, mas quebra boa parte dos argumentos usados por aqui.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/04/2013 - 04:39
      Enviado por: Laura

      Sou criadora das raças do tipo Pit Bull (pq Pit bull é um conjunto de raças: American Pit Bull Terrier, American Staffordshire Terrier e Staffordshire Bull Terrier) e as informação apresentadas por você estão completamente equivocadas. Uma pesquisa mínima, lhe faria saber que o Pit bull foi originalmente desenvolvido para companhia de CRIANÇAS e por muitas décadas foi considerado o cão da família norte-americana. Posteriormente devido a sua coragem, tenacidade, força e formato dos dentes, foi selecionada por pessoas da pior espécia para rinhas. Foi essa seleção de animais agressivos que conferiu essa imagem à raça. Criadores têm feito o caminho inverso, selecionando animais amistosos, carinhosos, bem socializados, queridos e protetores. Não sabemos o que houve nesse caso. O cão pode sofrer e raiva ou alguma doença alucinatória (epilepsia, por exemplo). Pode também ter ingerido algum medicamento caído em algum canto da casa e ter sofrido alucinações. Não se sabe o que aconteceu. Mas sabemos que é atípico. Quase todos os ataques de pit bulls a donos devem-se a maus tratos. O cão ataca ao ser espancado, ao ser confinado por muito tempo, a própria raça pela má fama acaba sendo adquirida por pessoas mal intencionadas, que amarram o cachorro, dão pimenta e treinam para o ataque (não se pode treinar cães como pit bulls para ataque, desequilibra a personalidade, este é um cão que sabe diferenciar uma pessoa que acompanha seu dono, ou esta mesma pessoa pulando o muro).
      Opinião baseada em achismo é nefasta.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/04/2013 - 04:50
      Enviado por: Laura

      Em tempo, sou criador das raças do tipo pit bull e ADBA e UKC são sociedades norte-americanas de registro de animais de raças em geral, Assim como no Brasil temos a CBKC e a Sobraci, por exemplo. Pit Bull não é uma raça, e sim uma categoria que engloba três raças: American Staffordshire Terrier, American Pit Bull Terrier e Staffordshire Bull Terrier, cada uma com suas respectivas variedades. O cão tipo pit bull foi originalmente dedicado à companhia de CRIANÇAS e considerado o cão da família norte-americana por excelência. posteriormente foi selecionado para rinhas por pessoas mal intencionadas. Criadores têm feito uma seleção no caminho inverso. Moço, vá pesquisar, fica até feio ver alguém dizer que instituições, associações de registro são variedades de raça. É como dizer que o Detran é um modelo de carro!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/04/2013 - 14:04
      Enviado por: Fernando

      Boa tarde…

      Gostaria de responder ao Sr. Nicolau, que e o primeiro comentario que vejo apos a noticia, para lhe perguntar, ja com a certeza da resposta negativa, que o Sr. nao tem cachorro…tem?

      Pois as suas palavras sao de pessoas que nao conhecem o que comentam…..

      Ja tive varias e varias racas de cachorro…estudei sobre elas…treinei os cachorros que tive ate hoje…e conheco o suficiente por teoria e PRATICA, que o Sr. nao sabe o que fala..

      1. Pitbull ou American PitBull Terrier, que é o cachorro da foto em questao, nao e uma raca originaria de rinhas…nunca foi, apenas por ser um cachorro inteligente, obediente e principalmente FORTE E RESISTENTE, mais do que qualquer outra raça, foi usado por pessoas que nao tinham nada na cabeca, pra fazer rinhas.

      2. Dependendo de quem o educou e/ou cuidou, ele é sim INTERIAMENTE DE CONFIANCA, como tenho um aqui no meu apto, à sua disposicao, caso queira conhecer um pitbull puro, sem bolas ou barbituricos, criado e educado com amor, que faz guarda minha e da minha familia, na rua, no carro..onde for…..(ja me livrando de 2 assaltos, 1 o cara tava armado) e que e mais amavel que um poodle, minha sobrinha de 7 anos,..,sobre em cima dele…brinca…faz o que quer e etc…desde que ela nasceu. SEM RISCO ALGUM

      3. Generalizar os ataques à raça é facil..pois quem comenta nao conhece…ja fui mordido por vira lata, pastor alemao, hotweiler e 3x por POODLE…isso mesmo e nunca por pitbull…e conheco e brinco com mais de 1 centena deles…ok?

      Portanto…gostaria de concluir uma coisa..:
      NAO DE PODE GENERALIZAR …nao funciona assim…
      Cachorros, sao como criancas….eles sao o que eles sao, de acordo com a forma que foram EDUCADOS/CRIADOS!!!!

      Se fosse assim…teriamos que exterminar os humanos,,,criancas que moram na rua…certo?

      fui assaltado ha anos atras…e tomei 4 tiros…
      Minha vizinha teve a filha morta num assalto onde o executor dos tiros tinha apenas 7 anos….entao vamos exterminar as criancas..para eles nao matarem e nao virarem adultos assassinos????????????

      Pelo amor de Deus…tudo tem explicacao…com certeza…
      Veja que na materia do jornal..oi proprio amigo que conhecia o cachorro, ja havia alertado ao casal..e o proprio cachorro ja tinha historico de ter mordido os proprios donos e outras pessoas…

      Estabeleca um parametro com humanos…Vai extinguir a raca humana????????????

      responder este comentário denunciar abuso
    • 27/06/2013 - 11:09
      Enviado por: regis rocha

      amigo de onde tirou essas insanidades pit bull e como uma raça qualquer não existe pit bull de rinha e não foi criado pra rinha e contra ventores e uma raça normal não tem nada aver com laboratorio vc tinha que pequisar ou ater mesmo criar um animal vc vai ver que não tem nada disso

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 16:23
    Enviado por: Francisco

    Impressionante como os donos desses assassinos nao se conscientizam para, pelo menos, colocarem funcieiras quando levam seus bichinhos pra passeios em locais publicos. Quantas vezes vejo esses assassinos passando perto de criancas em pracas publicas. Os donos os exibem como trofeus.
    Brasil medieval!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 16:59
      Enviado por: Taciana

      Medieval é seu pensamento, meu querido!

      Especificamente esse cachorro tinha algum problema antes do ataque.
      Vá se informar pra não falar besteira!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 17:03
      Enviado por: Maísa

      Assassino onde? Eles foram avisados da agressividade do cão. Eles que estavam errados em insistir na permanência do cão dentro da própria casa. Lugar de cachorro não é na cama do dono, é no seu cantinho, próprio para ele. Eu tenho um pit bull, manso, amoroso e de idade avançada. Se um especialista me dissesse que ele poderia ficar agressivo eu faria o possível para mantê-lo porém com a segurança necessária. O erro foi dos donos, a tragédia aconteceu por causa dos donos e você quer por a culpa num animal que não foi educado adequadamente. Isso se chama ignorância.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 18:16
      Enviado por: Daniela

      Meus sentimentos a familia, mas acho que esse cachorro deve ter algum problema ou ele confundiu a dona com o ladrao ou ser desconhecido. TENHO 2 PITIBULLS E ADOROOOOO, sempre tive esses animais, pode falar o que quizer desta raça vou defender ate morrer, para mim SAO AMIMAIS DOCEIS, CARINHOSOS, CRIANÇAS, BRINCALHONAS, faz parte da minha familia ha anos, nunca tive algum problema de morder os donos, nunca!!!!!, animal vc tem que criar com amor e carinho se nao algum dia vc leva, isso cabe tb ao seres humanos e ALEM DE TUDO VC TEM QUE EDUCAR SEU CÃO, qualquer cachorro pode ser um risco em potencial ate um simples pincher pode matar alguem se atacar em bando,os pastores alemaes, fila brasileiro, dobermann, rottweilers tb foram rotulados por um bom tempo como raças perigosas. Tenho raiva de pessoas ignorantes que confundem muitas coisas e alem de tudo jogam seus problemas e frustaçoes em cima dos pobres animais e no fundo sao tudo vitimas, que nao sabem falar mas se expressam seus sentimentos em simples olhares e no abano de rabos, isso é muito gratificante.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 18:33
      Enviado por: Silvio

      Quanta ignorancia no seu comentário, criatura.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 19:50
      Enviado por: Eddie

      Taciana, compra um pra você!!!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 21:50
      Enviado por: patricia anjos

      concordo com funcinheira em caes de grande porte mais seu comentario e ridiculor!!! eles não são assassinos!! existe sim posse irresponsavel!!!!nem um ser irracional que age por extinto pode ser assassino!!!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/04/2013 - 09:18
      Enviado por: Bruno

      O CAO E O ESPELHO DO DONO ! VC QUE CRIAR O TEMPERAMENTO DO SEU PIT BULL, PIT BULL E UM CAO ATLETA NAO CONSEGUI FICA PRESO EM UMA CASA OU EM UM CANIL ELE GOSTA DE NADAR CORRER SE SUPERAR E UM VERDADEIRO ATLETA AMO PIT BULL DEFEDEREI ELES COM TODAS AS FORÇAS !

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/04/2013 - 14:08
      Enviado por: Fernando

      Francisco…

      Incrivel como voce e parcial….e nao consegue ver de fora as coisas…

      1. A raça pitbull no Brasil e mais 4 raças, devem andar com fucinheira por LEI, ou seja…se o Sr. viu algum sem estar com uma, DENUNCIE,,,faça valer a lei..seja CIDADAO!>..Nao generalize…eu tenho cachorros que sao mais amaveis e inteligentes que voce, com certeza!!!

      Eles tem amor..GRATUITO!!!

      2. Pq nao ACUSA os donos que fazem as coisas erradas com seus cachorros?

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/04/2013 - 16:33
      Enviado por: Ana

      nossa e vc tb usa focinheira pq n existe raça mais perigosa e violenta do que o HOMEM

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 16:38
    Enviado por: Rebeca

    Ela procurou e achou a propria morte,quem mandou ter essa raca de cachorro?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 17:11
      Enviado por: Leonardo

      Já vi gente ignorante, mas igual a você, nunca vi. Por favor, poupe as pessoas de sua mentalidade débil.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 17:14
      Enviado por: luciana

      poxa rebeca como vc é gente boa hein?!
      a moça morreu, assim como qualquer ser humano poderia morrer por cometer um erro…
      o unico erro dela foi amar e vc nem tem sensibilidade pra enxergar isso….
      mesma coisa q dizer= bem feito pra ela….
      por isso o mundo anda tão violento…acabou a tolerancia, o amor ao proximo, a paciencia…
      pense bem nisso viu querida!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 20:01
      Enviado por: Re

      Ainda tem mais besteira do que essa que sai da sua boca? nossa quanta ignorância! Esse cachorro deveria ta com algum corte, dor, tenho certeza, até a minha que é um pastor, se tiver com dor ela fica chateada com tudo, e eu não confio tanto. Os pit são forte e tem muita força, precisam de exercício, espaço, as pessoas querem criar como se ele fosse um cão de pequeno porte, dentro de casa… Os animais não falam, e as defensa deles é mordendo… Só Deus sabe o que aconteceu naquela casa, quem sabe o tratamento não era exatamente esse que falam, ninguém sabe exatamente.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 22:03
      Enviado por: patricia anjos

      ela não precisava ter um pitbull para morrer dessa maneira ela poderia ter morrido assasinada por que arrumou marido ou por que teve um filho um ladrão que entrou na casa dela um amigo que resolveu mata-la!!! pior dessa historia toda que ela amava esse cachorro tratava como um filho talvez esse foi seu maior erro não trata-lo como cão e animal irracional que é que age por extinto!! coitado do animal já ta pagando como toda raça do pitbull!! mais uma vez o animal paga pela carencia do ser humano que insister em criar cão como criança!! é logico que estou muito triste pela vitima!!! como ficaria louca se fosse filho meu!!! por isso defendo posse responsavel e controle rigoroso da raça permitindo que poucas pessoas daqui para frente possa ter esse cão e quem tiver em casa sejam orientados a criar da melhor forma possivel para que ele nao ofereça perigo a pessoa e nem ao proximo nunca abandone seus pitbull mantendo em casa!!!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 23:56
      Enviado por: Karen

      You’re right Rebeca. If one plays with fire, one gets burned. Sad happening.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 11/04/2013 - 09:17
      Enviado por: Ariana

      Concordo com o Fernando! E o resto que só fala besteira, vê se vai dormir, que vcs ganham mais! Santa Ignorância, leigos falando m…!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 14/04/2013 - 17:02
      Enviado por: Danilo

      É incrível a mentalidade pobre de muitos dos DEFENSORES da RAÇA! a questão não é se a raça é violenta ou não! A questão é muito simples… QUALQUER RAÇA PODE SAIR DE CONTROLE E ATACAR SEUS DONOS! UMA CRIANÇA OU ADULTO OU ATÉ OUTRO ANIMAL!!!. O problema é que se o ataque for de um cão da raça “pitbull” já era!!! as chances do ataque ser fatal é muito grande. O que quero dizer é que ninguém ira morre por ser atacado por um “poodle”. Ter um cão desses em casa é como ter uma arma de fogo!

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 16:50
    Enviado por: gabriela

    Esse crime chocou nossa cidade.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 18:37
      Enviado por: Silvio

      Crime??? Entao foi premeditado e com requintes de crueldade, quantos anos de cadeia vai pegar o “assassino”, pena máxima, mas logo ele vai ter os benefícios da lei, né, mas mesmo assim tomara q ñ saia impune desse “crime”, né? (mode ironic on)

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 16:52
    Enviado por: marcia

    Lamento a morte dessa mulher, mas preciso comentar que segundo bons tratadores, os cães fortes não são originalmente agressivos, eles se transformam pela educação inadequada que recebem dos donos. Acho um absurdo as pessoas chamarem um animal de assassino e sou totalmente a favor de tentativas de reabilitação.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 17:15
      Enviado por: PAulo

      Bem, concordo contigo, mas não parece ser o caso Marcia, o cão apresentava propensão a violência segundo relato do veterinário, ainda assim, foi mantido pelo casal sabendo que corriam risco, não parece lógico cogitar que não tinha um tratamento adequado dos donos, já que arriscaram a si mesmos pelo cachorro.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 17:18
      Enviado por: luciana

      concordo plenamente com vc marcia….
      foi uma tragedia a morte da pobre moça!
      mas o animal infelizmente é irracional e cabe a nos racionais tentar entender e ajudar uns aos outros, isso inclui todos os seres!

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 16:54
    Enviado por: Karlan

    Ele realmente parece muito maltratado. Bom, eu tenho um filhote de crocodilo, mesmo sabendo que ele é um animal irracional eu durmo com ele na cama. Ele pode me matar, mas a culpa seria minha pois eu estava roncando.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 17:04
      Enviado por: Fernando Farias

      Se isso for verdade, vc realmente é maluco…rsrs

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 18:06
      Enviado por: Paulo Orsini

      Poxa… que legal, eu também tenho um filhote de crocodilo, quer dizer, não é mais filhote, já tá com 2 anos e meio e pesa uns 150 kgs eu o chamo de Maguila.
      Eu não o deixo mais dormir na minha cama porque não cabe, agora só dorme comigo a minha cobra cascavel, que eu gentilmente chamo de Matilda.
      É bom saber que mais pessoas gostam de bichos diferentes.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 18:38
      Enviado por: eliana

      karlan, sua ironia é muito boa, eu conheço um que dorme com a tartaruga e coloca pijaminha nela, o fato é que a estória está mal contada, não que um pitt bull não possa matar alguém,mata sim, se estiver sendo maltratado, a mulher era dona dele, não era nenhuma estranha e mesmo assim ele atacou, tem alguma coisa estranha nisso tudo, a pericia precisa desvendar o mistério, e agora é bom que o animal fique bem longe do viúvo, do contrario ele vai se vingar……

      responder este comentário denunciar abuso
    • 11/04/2013 - 09:18
      Enviado por: Ariana

      Então ronca mesmo, o planeta agradece!

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 16:59
    Enviado por: Renata

    Primeiramente Francisco, você está sendo totalmente ignorante afirmando que esse pobres animais são “assassinos”, reveja seu conceito. Assassino somos nós pessoas RACIONAIS que temos consciência das nossas ações e mesmo assim matamos, roubamos, estupramos.. Segundo que esses “assassinos” só são assim porque são os DONOS que criam e ensinam eles a serem assim, todo cachorro e todo animal tratado com respeito, criado como convívio social e não para serem agressivos são animais extremamente doceis. Conheço inúmeros “assassinos” que nunca fizeram nada pra ninguém e que ainda inúmeros casos de pitbulls SALVANDO vidas. Então pense antes de falar. Obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 17:59
      Enviado por: Paulo Orsini

      Oi Renata,
      Tomo a liberdade de discordar de você.
      Aparentemente o cão era extremamente bem cuidado e amado e se apresentava sinais de violência, os donos talvez devessem ter tentado uma reabilitação, porém, a gente (que está de fora) não sabe como era o tratamento e nem se eles tentaram fazer alguma coisa para reabilitar o cachorro mas eu te pergunto:
      E se eles tivessem sacrificado o animal por terem tentado reabilitá-lo sem sucesso?
      Será que as pessoas não os acusariam de assassinos, diriam que foi uma crueldade com o pobre bichinho e os defensores da raça não cairiam matando em cima?
      É muito difícil julgar, porém, é preciso reconhecer que são recorrentes os acidentes (as vezes fatais) com essa raça.
      Por que será que não se veem casos parecidos com labradores, boxers ou outras raças?
      Eu adoro cães e tenho uma que eu peguei da rua mas realmente penso que deve haver algum problema genético com os pit buls, mesmo os que foram criados com amor e sem violência.
      Que Deus conforte a alma do marido e dos familiares da moça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 17:01
    Enviado por: Roberto

    Parece que a vida humana não tem mesmo valor no Brasil, esse animal não pode mais ser um aninal de estimação, os acidentes são gravissimos e geral fatais, eu conheço pit bill manso que criança sobe em cima, mas olha não nem como deixar meu filho brincar com ele, tenho a sensação que qualquer hora atacará. Pessoal precisamos valorizar mais a vida humana, á temos no brasil problemas de violencia enormes como o transito e crimes, não precisamos de pet com um potencial letal tão grande. Sou a favor do fim da especie no Brasil

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 17:03
    Enviado por: ademar santana

    Não dá para generalizar minha gente, a influência do animal não vem dos seus antepassados, tenho uma pitbull na minha casa que convive com minha mãe por mais de 4 anos e é a segunda, pois a outra morreu com 9 anos idade sem nunca ter atacado ninguém. Se eu tivesse na minha casa um cão que tivesse me mordido ou mordido alguém eu já teria me livrado dele. Tudo é uma questão de criação, ou então algum distúrbio na personalidade do cão. Pessoas carentes costumam cegar ante a tais características em seres humanos, ainda muito mais perto de seres tão doceis quanto bichos, mas não são todos, infelizmente há exceções, acidentes acontecem. A vítima recebeu vários avisos mas estava agindo por conta do seu próprio risco. Reafirmo pitbulls não são assassinos, só quando recebem treinamento para tal.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 22:44
      Enviado por: Carlos

      Felizmente você teve sorte de encontrar um que não te atacou. Mas quantas vezes vemos pessoas como essa moça que não tiveram a mesma sorte. A vida é muito valiosa para brincarmos com a sorte. Se pode escolher a raça, porque escolher um animal que sai toda hora na mídia como pepretador de mortes e ataques brutais?

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/04/2013 - 06:53
      Enviado por: Barreli

      É uma total ignorância dizer isso,porque todos sabem que o pitbull é uma sub-raça criada na Inglaterra no século passado justamente para atacar e participar de brigas caninas (onde um sempre acaba morto).Não é cão para viver dentro de uma família como se fosse membro dela e não deve nunca ser tratado com carinho e sim com firmeza,para ele não se sentir dominante e agredir.E ser castrado porque assim fica mais manso.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 11/04/2013 - 09:23
      Enviado por: Ariana

      Ademar, “vc já teria se livrado dele??” O certo não seria tentar uma reabilitação?, a verificação da agressividade??
      Por isso o abandono de cães não para de crescer, por causa de gente como você. Covarde, como se o animal soubesse se virar na rua, comer, beber água, e quando ficar doente, ir no hospital pedir ajuda…. aff

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 17:07
    Enviado por: Teresa

    Infelizmente as pessoas se apaixonam por seus animais e esquecem que eles sao animais. Lamentavel!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 17:20
    Enviado por: Johnny LaRoche

    Algumas pessoas tem que dar a vida para aprender certas coisas. Deus a tenha.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 17:25
    Enviado por: Claudio Bucci

    Esse cão , com certeza foi educado assim ,para não confiarem nele.Não sei como ele era tratado , mas, ele teve la seus motivos para tal ato. Lamento o acontecido, mas como muitos tutores de Pit bull, quando bem educados,confiam plenamente em seus cães por que sabem a educação que tiveram.Casos acontecem com inúmeras raças de cães, inclusive vira-latas ,mas o que é divulgado na mídia são casos de animais de físicos privilegiados que podem chegar a matar.Todos cães que foram mal educados, ou recebem mal tratos,podem morder seus donos em um instinto de defesa.Os Pinscher,por natureza ,tem o instinto de atacar e morder, mas como pelo tamanho não tem condições de matar ninguem, e por sorte( deles) não são massacrados na mídia como os Pitbulls.TODOS CÃES DE GRANDE PORTE , E MAL EDUCADOS , PODEM MATAR OS SEUS DONOS.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 17:25
    Enviado por: welida

    acho que nao devemos generalizar a raca pois cada animal e criado de maneira distinta, como ele ja tinha sinais de agressividade com certeza esse animal era ansioso, esses caes de porte grande principalmente os pit buls sao caes que diariamente precisam se exercitar e desde pequeno ser socializado tb, atividade fisica constante e fundamental!!!! acho absurdo as pessoas chama los de assassinos a raca humana e mto pior e ninguem faz nada!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 19:37
      Enviado por: marcilio

      A raça canina pitbull é originalmente de rinha e antes do pós-modernismo era um cão de contraventores e criminosos! Nunca deveria ter vindo para o Brasil porque em nosso País as rinhas são proibidas por lei! Veio porque as raças tradicionais de guarda foram amansadas por interesses escusos da cinofilia estrangeira com a eventual omissão e/ou conivência de dirigentes nacionais CORRUPTOS e persistindo a necessidade de proteção familiar e pessoal, tal raça veio e aqui, também por interesses escusos até cartoriais, foi indevidamente deslocada para guarda, porque não é um cão efetivo de guarda, NÃO tem a disposição adequada NEM a devida noção de território que um cão efetivo de guarda tem. Há duas variantes básicas de pitbull: o ADBA (American Dog Breeders Association) cão de rinha mesmo, muito perigoso para leigos, e o UKC (geralmente mais manso, mas ainda não inteiramente confiável). Têm sido recorrentes os acidentes e tragédias com mortes de adultos e crianças proporcionados por cães dessa raça.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 11/04/2013 - 09:25
      Enviado por: Ariana

      Marcilio, vai te catar, copiar e colar o comentários dos outros é facil!!

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 17:26
    Enviado por:

    Se fosse um vira-lata não teria feito isso, não culpo os animais, pois essa raça desenvolvida em laboratório deve ter algum distúrbio mental, mas a vira-lata de rua que apareceu em casa, já de alguns anos de vida, jamais faria isso, até quando está comendo posso colocar a mão dentro do prato dela que a unica coisa que faz é parar de comer e olhar pra mim, tamanho respeito e gratidão que tem pelo fato de eu ter aceitado em minha casa.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 17:31
    Enviado por: Maria

    triste pela morte, mas mais triste ao ler que todas as pessoas que possuem um pit bull, sem exceção possuem o pit bull mais dócil e amoroso da face da terra. Ai de quem discordar , ou precisa se informar ou é ignorante !!! o que reflete exatamente o perfil de dono de pit bull. oh coisinha querida símbolo de status e afirmação, estereotipos de uma geração, ser dono de pit bull significa alguma coisa? sim, os inclui no grupo de quem pensa que é dono não só do pit bull, mas da verdade também!!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 17:42
    Enviado por: Tetsuo Shimura

    Existem inúmeras raças de cães de padrão de comportamento consolidado; os pitbull já provocaram inúmeros acidentes durante sua curta inserção no mercado brasileiro, então, ao portadores de tais cães, que se cuidem. Muitos dos comentaristas neste espaço mostram pelos textos e argumentos, que são admiradores do “encantador de cães”, programa exibido originalmente na TV por assinatura, mas se esquecem que o astro do programa faz fortuna com o assunto e, enquanto os proprietários desta raça de cães, poucos têm tanto preparo para mantê-los em convívio social.

    No passado havia uma campanha: “Não faça do carro uma arma, a vítima pode ser você”. E, tantos falam nas entrevista pela TV, que imaginavam que as ocorrências estavam “reservadas” para os outros até experimentarem na família.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 17:43
    Enviado por: Benjamin

    Lamento pela dor da família e por seus amigos,Contudo,como criador de cães..Vira-lata,Rott,Mastin Napolitano e ,também,Pit Bulls,não posso deixar de comentar o seguinte:Não existem cães ‘assassinos”,isso é exclusividade da ‘raça Humana”.Existem sim,cães mais agressivos ou não,e vale lembrar,mas nunca me referindo ao cão desse episódio,que não o conheci nem tão pouco a família que,o modo de criar o animal e fator fundamental e uma avaliação por um profissional da área,para dizer se é indicado tal animal ou não,deve ser sempre posto em questão.Amigos,o que deveria ser ‘extinto” da face da Terra é a ignorância.PAZ!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 17:44
    Enviado por: Edson E jesus

    É uma pena, uma morte trágica e fica meio mundo falando um monte de besteira, infelizmente ela assumiu um risco, pois não ouviu o amigo sobre o perigo que o cachorro representava, e acabou pagando com a vida, que a morte dela sirva de alerta para outros criadores.
    Que descanse em paz.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 17:57
    Enviado por: Bosco

    Lendo alguns dos comentarios, eh possivel perceber claramente de onde vem a agressividade do cao pitbull… Desanimador!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 18:02
    Enviado por: Paulo Roberto Fernandes

    Só pessoas muito limitadas na sua capacidade de observar os fatos, não percebem que é extremamente arriscado se ter um pitbull em casa. Garanto que essa senhora era daquelas que dizia que o seu “pit” era mansinho, ou, o que faz do cachorro uma fera é a forma como ele é tratado. Infelizmente todas as crenças sobre a docilidade dessa raça é fantasiosa.
    Todo animal nasce com um programa chamado instinto, segundo a neurociência, e no pitbull, que é uma fera, por razões várias, esse programa dispara uma rotina de ataque mortal sem qualquer tipo de contemplação. Por isso, qualquer sentimentalismo no tratamento dessa fera é burrice. É fera e tem que ser tratado como tal.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 23:25
      Enviado por: Paulo Crespo

      Sim, sim e sim, É isso ai. Vamos então ter onças, tigres, javalis de estimação dentro de casa. São feras, por isso ninguém os tem- se procurar tem sempre um maluco que cuida de um leão e um dia vai ser sua refeição. É uma bomba relógio ligada, tic tac tic tac um dia…

      responder este comentário denunciar abuso
    • 10/04/2013 - 00:37
      Enviado por: Insa

      Concordo plenamente com você Paulo Roberto.
      As pessoas precisam usar o bom senso, e avaliar os riscos sem “emoções ou paixões”.
      Os fatos dizem muito mais do que muitos dos comentários ingênuos que li até aqui.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 18:04
    Enviado por: Joe Silva

    Pessoas que insistem em ter pitbulls para colocar medo nos outros e se sentirem superiores, precisam imediatamente ir se tratar em um psiquiatra.
    Nossas crianças não podem ficar à mercê de gente vaidosa e teimosa, que coloca própria vida e a dos outros em risco.
    Vamos proibir esses mutantes genéticos já !

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 18:15
    Enviado por: Fátima

    Quem quiser ter um cachorro pitbuu que deixe ele bem preso dentro de sua casa ,pois tenho filhos e netos para me dedicar e amar e não iria colocar um animal dete dentro de minha casa
    amo os animais em seu habitat , e amo mais minha fam´lia junto demim, e não suporto quem tem este cachorro e sai pela rua mostrando como se fosse um trofeu colocando a vida de ouutras pessoas em risco ,pois não podemos confiar nas pessoas ,imagine em animais.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 18:25
    Enviado por: Leonardo

    Peguei ódio dessa raça depois que um desses cães malditos quase matou minha filha aos 2 anos de idade… a mãe passeando com ela no carrinho, o dono da fera abriu o portão e ele, mesmo preso pela corda, avançou e derrubou o carrinho no chão. Por muito pouco não houveram 2 carnificinas: da minha filha e do dono do cachorro, que apanhou tanto da mãe da minha filha como dos transeuntes que passaram e viram a cena.

    Pitbull bom é pitbull MORTO! E dane-se quem não gostar do meu comentário… chega de vender a imagem que esses assassinos de 4 patas são “bonzinhos”. Bonzinho uma ova, e o caso acima prova isso.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 10/04/2013 - 00:43
      Enviado por: Insa

      Leonardo,
      o seu depoimento mostra que não é em vão o medo que tenho desses cães.
      Quando vejo um Pit na rua fico paralisada, tenho horror a eles.
      Temos que acabar com essa raça!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 11/04/2013 - 09:30
      Enviado por: Ariana

      Que tragédia!
      Mais pitt bull morto, NUNCA! Se o pitt bull matou a sua filha ( se for verdade), é culpa do dono que não colocou focinheira nele ao sair de casa, onde é obrigatório por lei.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 18:25
    Enviado por: João da silva

    Pittbul é um animal que não sabe a força que tem.
    já ouvi relatos desse tipo “meu pitbull é muito dócil, nunca fez mal a uma mosca” .. até o dia que esse animal matou uma criança…
    ter um pittbul em casa é o mesmo que ficar brincando de roleta russa… uma hora alguém morre.. e voce ja sabe que isso vai acontecer..
    meus sentimentos à familia da vitima..

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 18:28
    Enviado por: Alex

    Por essas e por outras que eu tenho um golden retriever!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 18:32
    Enviado por: luanda

    MAS PORQUE ELA SIMPLESMENTE NAO SUBIU NUMA MESA, PRA FUGIR DO BICHO? IMPOSSIVEL QUE NAO DESSE TEMPO….!!!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 20:04
      Enviado por: Flavio

      Você deve viver na Lua né Dona Luanda, um pitbull não é um pintcher, ele consegue pular até 4 vezes a sua altura, você acha mesmo q subir em mesa iria inibir o ataque? Tenha dó né.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 18:36
    Enviado por: Francisco

    Primeiramente, os “amantes” do pitbull ficam cegos quanto ao perigo eminente. Nao conseguem ver os sinais que idicariam um acidente apenas esperando para acontecer. Sempre acham que as coisas se resolvem com jeitinho.
    Ja vi donos sendo puxados pelos “amaveis” caezinhos sem nenhum controle sobre os mesmos. Mas. claro, sempre achando tudo muito normal.
    Alias, isso se parece muito com aqueles que acham que podem beber alcool e dirigir, pois acreditam que podem manter seus reflexos.
    Esse animal e muito mais perigoso que outros caes e os numeros falam por si. O Brasil e um pais sem lei, logo so nos resta esperar pelo proximo “acidente”.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 18:40
    Enviado por: claudio

    O cão atacou a dona assim? sem nada? eu acho que ai a história e bem diferente. Não vou dizer o que penso e deixo isso para os leitores…que não são bobos e sabem do que estou falando.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 18:48
    Enviado por: claudio

    O cão avançou contra a dona assim, sem mais nem menos??? Com o marido viajando e não pode defende-la? Eu tenho a minha opinião sobre isso mas não vou coloca-la aqui. Os leitores que entendam o que quiserem…mas atacar por atacar não é do instinto de qualquer cachorro, seja pit bull ou não.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 18:49
    Enviado por: Marco Leotti

    Chega a ser ridículo o comentário de algumas pessoas incriminando a raça, para os desavisados, existem vários casos diários de ataques de cães entre todas as raças, informem- se, a diferença é que a mordida de pitbull, rottweiler, fila, etc sempre é mais grave pela força das suas mandíbulas, não existe cão específico para rinha e que essa herança genética seja carregada em todos os descendentes.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 18:54
    Enviado por: ELDIA APARECIDA SANTOS DO AMARAL

    Que noticia triste, la se foi um ser humano e coitadinho do cachorro que deve ter algum problemas e oa maioria dos seres humanos nao entendem ou seja e mais facil recriminar do que cuidar do animal e chegar o porque dessa tragedia.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 18:57
    Enviado por: Mura

    Alguém aqui já viu alguma notícia “dono é morto por pastor alemão”? O pitbull evoluiu para ser violento, está no instinto dele, assim como a o nariz grande e as patas curtas do basset hound evoluiram para a caça de lebres. Na verdade, os homens fizeram essas características serem predominantes através de cruzamentos para cada finalidade e a do pitbull fizeram prevalecer as características de ser um cão feroz para a briga e caça de animais de grande porte.
    E tem gente aqui defendendo a raça dizendo que é uma raça mansa e tudo mais… o amor é incondicional sim depois que já se está com o cão, só que antes de adquir um cão da raça pitbull, é bom ter a noção de que ele é agressivo por instinto e que acidentes e tragédias podem acontecer com ele próprio ou a terceiros.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 19:35
      Enviado por: Rafaeli

      Especialmente para terceiros, já passou da hora das pessoas se conscientizarem da necessidade de extinção dessa raça.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/08/2013 - 03:18
      Enviado por: FILIPE

      MURA DESCULPA QUE TE DIGA MAS OLHA QUE EU JA VI E VARIAS VEZES PASTOR ALEMAO MATOU O DONO E ATE UM CASO AQUI DE UNS VIRA-LATA QUE FUGIRAM DE UMA CASA ERAM 4 E ATACARAM E MATARAM UMA MULHER NA RUA NAO FALTA CASOS DE OUTRAS RAÇAS ATACANDO E MATANDO … SEMPRE TIVE CAES DE VARIAS RAÇAS BOXER , DOBERMAN , E SEM RAÇA E NUNCA ATACARAM NINGUEM E AGORA TENHO UM AMERICAN STAFF TERRIE E ACHO UM CAO SUPER MEIGO MUITO SOCIAVEL COM PESSOAS E ANIMAIS MAS ISSO NAO IMPEDE DE EU TER SEMPRE CUIDADO QUANDO SAIO NA RUA COM ELE SEMPRE COM TRELA E COM FUCINHEIRA E EU CONFIO NELE …

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 19:02
    Enviado por: roberto cabron

    O nome do cão era MOLUSCO…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 19:07
    Enviado por: Reginaldo

    Só pelo olhar do cão dá pra ver que tem algo de errado com ele.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 19:12
    Enviado por: Veronica de Carlos

    Meu Deus!!! Nunca na minha vida vi tanta gente ignorante em um só lugar!!!! A raça do cão, não é perigosa, perigosos são os humanos. Eles são ruins, tem propensão a maldade, e muitas vezes fazem isso só por diversão. Rinha como foi dito anteriormente, foi criada pelos humanos (seres “RACIONAIS”) e não por escolha do animal. Eu tenho uma FILA com PITBULL – duas das mais “ferozes e perigosas” raças do mundo, porém ela é a mais dócil da casa. A raça não é o problema, e sim os donos e a criação que eles dão aos animais!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 19:28
    Enviado por: Patrícia

    Claro, Verônica! Claro que são os humanos os perigosos da história! Foi um humano que atacou a mulher que o tratou com carinho e como consta na matéria “com adoração”. Meus parabéns por tamanha coerência!

    A rinha foi criada por humanos, sim, verdade. Mas os vários casos de pitbulls que atacaram os donos atacaram porque eram incitados a brigar? Ou porque eram tratados mal? Acho que não querida. Vá embasar esses seus comentários porque, pelo amor…não sou obrigada a tamanha ignorância essas horas da noite….

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 19:30
    Enviado por: Luiz Carlos

    Quem vai ficar com esse bichinho mainhoso ?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 19:42
      Enviado por: marcilio

      A raça canina pitbull é originalmente de rinha e antes do pós-modernismo era um cão de contraventores e criminosos! Nunca esse CÃO-MONSTRO deveria ter vindo para o Brasil porque em nosso País as rinhas são proibidas por lei! Veio porque as raças tradicionais de guarda foram amansadas por interesses escusos da cinofilia estrangeira com a eventual omissão e/ou conivência de dirigentes nacionais CORRUPTOS e persistindo a necessidade de proteção familiar e pessoal, tal raça veio e aqui, também por interesses escusos até cartoriais, foi indevidamente deslocada para guarda, porque não é um cão efetivo de guarda, NÃO tem a disposição adequada NEM a devida noção de território que um cão efetivo de guarda tem. Há duas variantes básicas de pitbull: o ADBA (American Dog Breeders Association) cão de rinha mesmo, muito perigoso para leigos, e o UKC (geralmente mais manso, mas ainda não inteiramente confiável). Têm sido recorrentes os acidentes e tragédias com mortes de adultos e crianças proporcionados por cães dessa raça.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/04/2013 - 00:11
      Enviado por: Karen

      This dog’s still alive? He should have been put to sleep already. Are the authorities waiting for another attack?

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 19:40
    Enviado por: Flavio

    Não adianta discutir com quem cria essas bestas de 4 patas, quem cria pitbull gosta de violência, tem a mesma índole do cão, discutir com essa gente é bobagem, ao menos desta vez quem morreu foi a própria dona e não uma pessoa inocente que nada tinha a ver com a ignorância de quem cria estas bestas. E nunca se esqueçam atrás de um pitbull sempre vem um pitboy, aliás ambos deveriam ser extintos.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 19:43
      Enviado por: marcilio

      EXATO e correto!!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 20:03
      Enviado por: Irene

      Flávio, eu tenho uma cadela dessa raça, e ela é super dócil. Me respeita mais do que o meu vira latas, que inclusive já me mordeu… Eu a adotei já adulta, e ela nunca foi agressiva comigo, nem com as minhas enteadas, ou qualquer pessoa que frequenta minha casa. Tá certo que não dou “mole”, estou sempre observando o comportamento dela, mas nunca tive nenhuma surpresa quanto as suas atitudes. E olha, eu odeio violência! Nunca criei animais para atacar ninguém.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 20:07
      Enviado por: Flavio

      Irene , você é uma irresponsável isso sim, deixar um monstro desses convivendo com crianças, essa besta não dá avisos, o dia que ele atacar vai ser fatal, você cria pitbull porque gosta da violência dele se gostasse de um cão dócil criaria um labrador, Golden retriever ou outras raças dóceis que adoram crianças, você é IRRESPONSÁVEL, espero que tenha muitos remorsos se algo acontecer com quem convive com essa besta.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 20:19
      Enviado por: Irene

      Flávio, Nem vou falar nada… Já percebi que você é totalmente do mal! Vai agourar a outro!!! Deusme livre dos teus maus pensamentos.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 19:44
    Enviado por: Robespierre

    “Ai, pitbull dócil, mas tão dócil que nem dá pra acreditar que ele fica descontrolado e se torna uma máquina de assassinar, né? Ai a criação e os donos, que dormem com o cachorrinho na própria cama é quem são os culpados.” —meu deus, como tem gente cínica no mundo. O CÃO dilacera a mulher que o alimentava e cuidava e a culpada é a própria! pode isso? Defender animais é um dever, mas não sejam ridículas.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 20:27
      Enviado por: Flavio

      Robespierre, a hipocrisia impera nesse país, a desculpa de todo dono de pitbull é dizer que seu cão é dócil e nunca atacaria ninguém, oras se a pessoa quer um cão dócil então porque não cria uma labrador ou outra raça menos propensa a agressividade? Os hipócritas não admitem que criam as bestas porque gostam do instinto assassino do mesmo.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 20:09
    Enviado por: cesar

    cachorro nunca ataca sem ter motivos, ja o ser humano sempre faz coisas ruins sem ter motivo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 20:12
    Enviado por: pedro

    …..coisa mais ridícula essa ” relaçao ” das pessoas com cachorros …. a industria de raçao e pet shops agradecem !!
    quando vejo as pessoas “falando com seus cachorros ” morro de pena …

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 20:38
      Enviado por: Antonio

      Pena eu não tenho, Pedro. É bem mais fácil (e covarde) se “relacionar” com bichos, plantas e crianças, onde a situação é muito mais dominável, do que com adultos. Quem opta por essa via não merece pena.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 20:24
    Enviado por: edson

    No Brasil, falo daqui porque é onde vivo, sempre tem uma raça de cão que está na moda e nos últimos 20 anos através do UFC a raça pitbull virou mania, todo garoto e até um bando de adultos que não querem sair da adolescência “SINDROME DE PETER PAN”? passou a adotar o animal e um monte de tatuagens para mostrar virilidade e o resultado está aí, infelizmente outros problemas tão graves quanto ao da vítima acontecerão e a única forma de tentar reverter o cenário é por em prática a letra do músico DUARDO DUSEK “troque seu cachorro por uma criança pobre”, por que gastar fortunas com ração e outros mimos caninos e não se dedicar a uma criança que muito precisa de atenção, dedicação, respeito e acima de tudo bons exemplos, e não precisa adotar, e só participar.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 08/04/2013 - 06:38
      Enviado por: Barreli

      Comentário muito sensato,meus parabéns.As pessoas sádicas em geral gostam dessas raças de cachorro de ataque (pitbull,rotweiller,etc) porque eles amedrontam.Até o dia em que são elas mesmas mordidas pelo ‘filhote’ de 80 quilos ou mais,e com o maxilar mais potente que o de animais selvagens.Se vocês vissem como fica o que sobrou de uma vítima desses cães perigosos,nunca mais iam querer comprar um e levar pra casa,podem ter certeza.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 18/07/2013 - 23:11
      Enviado por: Aparecida

      É isso aí minha gente! bastante óbvio os comentários dos srs.Pedro, É realmente patético! acho que a Taciane exagerou, não? Vamos pergunta-la qual é a diferença de Racional e Irracional? – Barreli, Parabéns! Realmente, pessoas sádicas. – Tereza, É mesmo, lamentável. – Antonio, É isso aí! covardia e comodismo. Fácil, né? – Rodrigo Bizonho, Gostei quando vc destacou-se a frase: “Países Evoluídos” — Nelson Longo, Lamentável o fato! – Edson, Adorei a “Síndrome de Peter Pan”! – Manoel, achei coincidência porque sempre digo esta frase: Adoro animais!……. Nos Zoológico. (cada um no seu quadrado) – Helder, é verdade! nunca vi, nunca tive. É a covardia no comando. – Flávio, desculpa esfarrapada mesmo! – Helder, gostei. Era, até matar um bebê. E eu diria:Apesar de todo este conteúdo e respeitando as experiências, idéias e opiniões de cada um, vamos nos perguntar: Até onde devemos defender ou recriminar uma causa? No meu conceito, tudo tem que ter limites. E, para àqueles que não prestam a devida atenção nos significados das palavras ou interpretam de maneira errônea, eu disse: “Até onde”. Para consolar-me, costumo lembrar desta frase: “Senhor, perdoai, eles não sabem o que fazem!

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 20:27
    Enviado por: Antonio

    Quando meu filho era pequeno, ao ver qualquer bicho desconhecido, costumava me perguntar: “Pai, morde?” Eu sempre lhe dirigia outra pergunta; “Tem boca?”. Ele: “Tem”. Eu: “Se tem boca, morde.”

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 20:32
    Enviado por: LUIS CLAUDIO CRISTIANO

    AS PALAVRAS DAS PESSOAS QUE DEFENDE O PITBULL, SÃO SEMPRE QUE O CACHORRO É DÓCIL, MANSO, E QUE SEMPRE SEUS DONOS QUANDO SÃO ATACADOS, SEMPRE É CULPA DELES, PORQUE NÃO CRIA COM CARINHO E OUTRAS MAIS, MAS NESTE CASO O CACHORRO DORMIA COM OS PRÓPRIOS DONOS, NA MESMA CAMA, QUER CARINHO MAIOR QUE ESTE, MESMO SENDO UMA ATITUDE ERRADA DE DORMIR COM O CACHORRO, E QUE SEMPRE É CONTRA OS PITBULLS SÃO IGNORANTES, IDIOTAS E OUTROS TERMOS CHUCROS, MAS VAMOS TORCER PARA QUE ESTES QUE CRIAM ESTÁ RAÇA ASSASSINA TENHÃO O MESMO FIM, PORQUE SÃO DÓCEIS E AMÁVEIS OS PTS DELES, MAS QUE MANTENHAM DENTRO DE SUAS CASAS E NÃO COLOQUEM A VIDA DE TERCEIROS EM PERIGO, DURMAM COM A MORTE DE SEUS LADOS.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 21:54
      Enviado por: Rodrigo Bizonho

      Adoro cães, até tenho uma lhasa em casa, mas, contra fatos horrendos argumentar é idiotice, tem alguma coisa errada com esta raça!!! Países evoluídos cortam o mal pela raiz, proíbem! Se um exemplar é bom, outro é ruim como é que vamos saber?!
      Só bobo e irresponsável é que cria isso…um modo de dizer p todos “eu gosto do perigo”, só pode.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 20:36
    Enviado por: Cícero Benedito

    Mesmo com todos os comentários sobre a raça Pitbull, isto não é uma coisa natural. Eu invesigaria melhor este fato!
    Eu tenho cães deoutra raça, cães de guarda, que se adaptam muito bem aqui na casa. Esse comportamento não é normal em cães e é necessário mesmo uma investigação melhor.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 20:44
    Enviado por: Nelson Longo

    Esta matéria deve servir de reflexão para aqueles que INSISTEM em dizer que esta fera é um animal dócil. Lamentável o fato!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 20:52
    Enviado por: Joao Luiz

    Nunca se pode confiar num animal…
    Infelizmente

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 20:53
    Enviado por: Joao Luiz

    Infelizmente, não se pode confiar em animais……

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 20:55
    Enviado por: Joao Luiz

    Não dá para confiar em animais.
    Infelizmente…..

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 20:59
    Enviado por: pedro

    ……coitados ….essa gente que fica falando que cachorro é o melhor ” amigo ” do homem
    e gastando montes de dinheiro em petshops …. raçao e veterinarios ENQUANTO creches hospitais asilos estao cheios de GENTE precisando ajuda !! É PATÉTICO !!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 21:16
      Enviado por: Ticiane

      Patético é você Pedro.
      Seria bem mais proveitoso você ficar de boca calada e dedos amarrados para parar de escrever tanta asneira.
      Enquanto existe 100 pessoas ajudando pessoas, existe apenas 1 para cuidar dos cachorros de rua.
      Lembre-se: NÃO HÁ DIFERENÇAS FUNDAMENTAIS ENTRE O HOMEM E OS ANIMAIS NAS SUAS FACULDADES MENTAIS. OS ANIMAIS, ASSIM COMO OS HOMENS, DEMONSTRAM SENTIR PRAZER, DOR, FELICIDADE E MEDO.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 21:18
      Enviado por: patricia anjos

      eu defendo animais ele tambem precisam de ajuda não são lixo!! que bom que muitas pessoas não pensam como voce!! apesar da situaçao de caes e gatos estar muito ruim ninguem consegue da conta de tanto animais abandonado!!! e na minha opinião ele é melhor amigo do homem sim!!!!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 21:26
      Enviado por: L Franco

      Olha Pedro, não quero lhe ofender. Mas conhecendo o ser-humano como eu conheço eu amo muito mais a minha gata persa do que os humanos. Minha gata sente saudades quando fica sozinha, ronrona quando chegamos em casa, brinca com a gente e com os ratinhos de borracha dela, lambe eu e minha esposa como sinal de carinho. Nunca nos machucou nem nos atacou, é extremamente dócil e carinhosa. Já os humanos são capazes de coisas cruéis e odiosas, matam por prazer, roubam, são mesquinhos, ganânciosos e corruptos. Então eu prefiro muito mais cuidar da minha gata e de qualquer outro tipo de animal de estimação do que de humanos. Tenho exemplos suficientes de próximos e na minha própria familia para saber como o ser humano é deplorável.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 21:49
      Enviado por: tritudo

      .. troque seu cachorro por uma criança pobre…
      já cantava o Eduardo Ducek há uns 30 ano atraz

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/04/2013 - 22:39
      Enviado por: Ticiane

      tritudo: E vc, já fez sua parte? Já adotou, cuidou ou ajudou uma criança carente esta semana ou vai constantemente a um asilo onde estão literalmente ”depositados” os seres humanos abandonados por seus filhos? Muito blá, blá, blá pra quem nada faz.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/04/2013 - 00:01
      Enviado por: Andreia

      PEDRO, junte toda sua sabedoria e superioridade e faça o seguinte:

      1. Adote uma criança pobre.
      2. Mostre a sua opinião sobre o quanto é importante adotar uma criança pobre.
      3. Diga o quanto são dignos de pena aqueles que não adotam crianças pobres.
      4. Seja voluntário em uma creche ou hospital que tanto carecem de ajuda.
      5. Aprenda a gastar seu precioso tempo usando suas palavras e atitudes fazendo algo de útil nesse mundo, ao invés de ser ignorante o bastante pra comentar a notícia sobre uma morte trágica pra dizer que todo cachorro mata pessoas por prazer e tentar provar pra você mesmo o quanto é superior.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 20:59
    Enviado por: manoel

    Adoro animais nos zoológicos!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 21:18
      Enviado por: Ticiane

      Também gosto de pessoas como você, bem longe do resto da humanidade.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/04/2013 - 00:40
      Enviado por: Helder

      Geralmente os donos de Pitbulls só admitem propriedade sobre o cão antes do primeiro ataque a terceiros. Daí em diante, com medo de processos, negam tudo. “Nunca vi esta fera!”, “Deve ter fugido da casa de alguém!”.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 21:12
    Enviado por: patricia anjos

    o que me deixa preocupado e que casos isolados provoque o abandono de caes pitbull agressao e mataça da raça na verdade essa vitima do pitbull tem la sua parcela de culpa não agredido que o cão atacou ela do nada atacaria sim um estranho mais geralmente qdo atacam dono e porque o animal esta estressado por esta vivendo em condiçoes não saudavel manter ele o tempo todo dentro de casa bater no animal ele age por extinto e alguma coisa que ela fez desagradou o cão acredito se ela tivesse sobrevivido ataque ela mesmo defenderia o animal (acho que a raça pitbull deve ser exterminada aos poucos com castraçao da femeas não deixando que nasçam mais pitbull) deixando que apenas algumas pessoas sob uma autorizaçao tipo ibama possa ter pitbull e quem já tem mantenham os seus em casa não os abandone e trate com muito carinho por que não e todo mundo que esta preparado para ter cao com força dessa que um ataque pode causar morte!! peço aos defensores do pitbull que se façam controle da natalidade e da posse reponsavel e restrita para defender o bem esta do pitbull para que ele não sofra pela irresponsabilidade do ser humano!!! qdo peço a castraçao das femeas não e para defender o ser humano do pitbull mais defender o pitbull do ser humano vamos ser realista tem gente que não tem condiçao nenhuma ter pitbull e nem responsabilidade nenhuma!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 21:24
    Enviado por: pedro

    AGORA ESTÁ CLARO !!! CACHORRO FAZ MAL PRA SAÚDE !!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 21:26
    Enviado por: Marcelo

    Esta semana, assim como varias passadas, tenho visto, irmão matar irmã, varios namorados, maridos matarem esposas e namoradas, pais matando , agredindo filhos, estupro coletivo de uma turista em um van, entre outras barbáries que infelizmente ocorrem dia a dia.
    O problema é e sempre será o fator humano, um pit bull não difere em nada a outro cão quanto a violencia e sim quanto ao poder de ataque, a raça em si é menos agressiva que um daschund por exemplo, obvio que um ataque de um salchicha não fará nada além de uma pequena mordida. Obvio
    que para os animais que usam cachorros para se auto afirmarem e ser o que eles jamais serão, usam e treinam de forma covarde um pitbull e não um pequinês
    Aqui aparecem , como em todas noticias, comentários ignorantes e de gente que não tem QI ou capacidade para entender algumas coisas, evidente que o fato de um cachorro matar a própia dona é terrível, que esse cachorro em especial é agressivo, mas isso não significa que a raça é assassina. Para quem acha que o fato de estar em uma praça , e tiver um pit bull, esta correndo risco, esta mesmo, mas não devido ao cachorro, e sim aos vários animais que estão em volta dele.
    OBS – Sim, é obrigatório que cães da raça pitbull, assim como qquer um com mais de 20 Kg ou de outras 8 raças que são consideradas com grande poder de ataque,usem focinheira.
    Para os de QI diminuto, quando me refiro a “animais”, são os da espécie humana, temos tb os agressivos e os que não são, infelizmente os que não são em porporções inferiores a de qquer outra espécie na terra.
    De real por aqui, só a dor e tristeza da familia, por perder um ente querido de forma trágica.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 21:30
    Enviado por: Kersey

    O que nos últimos tempos temos observado, juntamente com a onda do politicamente correto, é uma pseudo defesa bem equivocada dos animais, onde muitas vezes o animal acaba se tornando uma muleta emocional, um catalisador de carências afetivas, existenciais e sociais. Alguns pensam que cuidar bem de um cachorro é levá-lo para passear vestido com roupinha e chapeuzinho dentro de um carrinho de bebê. Já outros usam seus cachorros como um instrumento de intimidação ou auto afirmação. O melhor amigo do homem tem suas peculiaridades e necessidades que precisam ser RESPEITADAS. Enquanto as pessoas não entenderem que tratar um animal, qualquer um que seja, com prerrogativas e expectativas de um ser humano não significa necessariamente que isto o fará mais saudável e feliz, muitos acidentes – dos mais leves aos mais graves – vão continuar a acontecer.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 21:33
    Enviado por: José

    Julgar o animal pela raça é uma idiotice! Qualquer animal pode se tornar agressivo, até mesmo um Chiuaua. A verdade é em como são educados. Uma pessoa só se torna agressiva quando desde pequeno recebe educação para, mesma coisa os cachorros. Lembrando todos somos animais, e nosso comportamento depende do modo como somos ensinados e agir. Mais respeito aos animais e paremos de trata-los como mercadoria ou objeto!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 21:57
      Enviado por: Maurício

      Não é bem assim, José. Lógico que a criação influencia no comportamento do cão. Se você deixar um cão sempre trancado, ele se tornará carente e ansioso. Se você criar um cão com agressividade, ele pode vir a se tornar agressivo ou mesmo (o que é mais comum) tímido e medroso. Mas as raças definem padrões de comportamento que se repetem ou não seria um padrão. A raça do animal não é apenas um padrão de aparência e de porte, mas de comportamento e de temperamento também. É inegável que o pitbull tende a possuir um temperamento mais agressivo, muitas vezes com uma agressividade imprevisível, ou não teríamos tantos relatos de acidentes sempre com cães dessa raça. Não sou contra o pitbull, mas a sua criação de forma consciente dos seus riscos e responsável, o que, infelizmente, muitas vezes não acontece, o que resulta em acidentes ou mesmo em cães abandonados por donos que, sem o preparo e local adequado para criar um cão dessa raça, passam a temer o próprio cão e acabam os abandonando pelas ruas.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 21:36
    Enviado por: edson

    Temos ai um fato e que originou um óbito.Este fato não é o primeiro dentro desta raça .
    Qual a atitude a se tomar perante isto. Sacrifio do animal ou seu isolamento?….. optaria pelo isolamento da raça em Zoologicos ate sua extinção ,com a contribuição do proprieterio pagando a Ração e serviço medico veterinario do local, ai não teriamos mais a origem do fato e FIM.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 21:36
    Enviado por: Maurício

    Gosto de cachorro, tenho cachorro, mas o pitbull, é, realmente, uma raça muito instável, sem um padrão de comportamento definido como de outros cães. Embora haja cães da raça pitbull dóceis, muitos são extremamente agressivos, havendo, ainda, aqueles que são aparentemente dóceis e ficam assim por muitos anos, mas, de repente e sem motivo aparente, atacam seus próprios donos ou pessoas da casa. Já vi muitos relatos de ataques repentinos de pitbull contras pessoas de seu convívio. Criar um cão dessa raça demanda certos cuidados para evitar acidentes. Definitivamente, não é um cachorro para ser criado como um poodle, convivendo sozinho com crianças ou com pessoas fisicamente frágeis, que o cão não respeita, principalmente quando já demonstra agressividade.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 21:42
    Enviado por: Anônimo

    O pitbull é um cão criado para rinhas. Não pode haver discussões sobre este fato.
    São cães extremamente fortes, com musculatura e estrutura óssea bem desenvolvidas.
    Eles tem um potencial para efetuar um ataque letal que deve ser avaliado, mesmo quando se trata de um cão amoroso, tratado como “pet”, com todo amor e carinho.
    Jamais exporia minha filha pequena ao risco de ter um pitbull por perto, mesmo que fosse meu, mesmo que eu tivesse total crença em sua docilidade: ele tem um potencial de destruição muito grande.
    Mesmo nós, por mais bondosos que sejamos, em um momento de raiva, podemos nos exceder: imagine um pitbull…
    Algumas pessoas estão defendo a raça como se esta fosse um “cãozinho de companhia”, inofensivo.
    O que leva uma pessoa a criar um pitbull como cão de companhia?
    É um cão de rinha, de guarda, de ataque, mas não é – seguramente – um cão de companhia.
    Querem um cão de companhia: comprem um poodle.
    Querem um cão brincalhão, dócil e amoroso: comprem um labrador.
    Mas, seguramente, não comprem um pitbull.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 21:43
    Enviado por: marcelo

    ABSURDO! Tem gente que fala. fala fala, mas não adota criança nem cuida de idosos (tem um monte que não cuida dos prórpios PAIS). E ainda criticam que animais de estimação tem vida muito boa. O PIT tinha 10 anos, ou 77 anos, quantos idosos não ficam meio diferentes com essa idade? Dores, machucados e mesmo irritado devido a idade. Não é por que é um animal de estimação que vamos exercitar nosso poder sobre eles. Tenho uma cachorra que não gosta de ser tocada dos lugares…e dai..tenho que respeitar e não trata-la como uma escrava para que so serve para me fornecer afetividade, lealdade e SUBMISSÃO. Quanto a pessoas que não tem animais de estimação há um problema de psicopátia acima de 9 pontos na escala…Pessoas que não gostam de qualquer animal tem transtorno psicopático. PIOR É QUE SE ACHAM NORMAIS E QUE ESTÃO CERTAS.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 21:44
    Enviado por: marcelo

    Quantos casos de humanos matando os pais, os filhos, os tios tem A CADA HORA NO MUNDO??!!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 22:22
      Enviado por: Flavio

      Desculpa esfarrapada de quem não tem argumentos, por acaso tem alguém aqui defendendo assassinos? alguém aqui está vindo em defesa de assassinos e estupradores?

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 21:50
    Enviado por: Oliveira

    Felizmente a vítima desta vez foi a própria dona e não uma criança, ou mesmo um trabalhador arrimo de família.
    Esta foi vítima da própria estupidez em manter sob o mesmo teto uma bomba relógio pronta para explodir a qualquer momento.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 21:52
    Enviado por: Elomar Gomes

    Nao aceito o argumento de que o dono e o culpado, que a raca nao e assassina e bla, bla , bla. O fato e que essa raca e conhecida pela violencia a ponto de ser proibido em certos paises. Assim, entre tantas opcoes mais sensatas, porque escolher justo essa besta fera para animal de estimacao? Quem tem um cao Pibull em casa participa de uma roleta russa e tem problemas psicologicos.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 22:32
      Enviado por: Ticiane

      Besta fera??? Quem tem um cao Pibull em casa participa de uma roleta russa e tem problemas psicologicos??? OLHA, SINCERAMENTE NÃO TE ENTENDI… Problemas psicológicos tem quem acredita que a humanidade não precisa passar por uma ”reciclagem” total sobre o assunto PIT BULL.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 22:10
    Enviado por: BABAJI

    Fico me perguntando o que leva uma pessoa a se afeiçoar tanto a essa “roleta russa” de 4 patas. Tudo bem que existem pitbulls “bonzinhos”, mas eu jamais arriscaria. O comentário aqui na cidade é que ela o tratava com mimos e atenções, como se fosse um bebê. Nada era negado ao bicho. Com certeza, ela achava que estava fazendo tudo certo. Talvez por amar o animal, tenha preferido ignorar os sinais de perigo. Outros cães certamente também atacam e mordem, mas o ataque deles não é fatal. Infelizmente, o pior aconteceu. Que deus conforte a família e amigos e que seja tomada uma decisão sensata a respeito do destino do animal. Pelos comentários anteriores, dá pra ver como o assunto é polêmico. Mas comparar humanos e animais é equivocado. Cada um pertence a uma categoria diferente. Ambos precisam ser respeitados e protegidos, dentro das suas particularidades. Não chamaria o cão de “assassino”, pois não tem consciência do que fez. Errado é as pessoas acharem que podem se arriscar tanto e sempre sair ilesas.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2013 - 22:41
      Enviado por: patricia anjos

      concordo com voce cada um no seu lugar por isso defendo que raça pitbull seja uma raça restrita quem já tem continue com seus não os abandone e tratem com carinho lembrando sempre que é cao irracional que age por extinto não é brinquedo!!!mais que daqui para frente sofra um controle rigoroso!!! que as femeas sejam castrada!!! sua populaçao seja bem restrita!!! e apenas algumas pessoas possam ter pitbull com autorizaçao de algum orgão responsavel!!!mais quem já tem continue com seus pitbull não abandone e nem os matem e que não sejam vitima de qualquer tipo de preconceito violencia!!!

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 22:30
    Enviado por: Badá

    Eu adotei um Pitt bull e não me arrependo, ate o momento ele é muito Amável e não apresenta nenhum tipo de agressividade.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 08/04/2013 - 00:45
      Enviado por: Helder

      Seu Pitbull comenta: “Um bobo me adotou. Até o momento ele não apresenta nenhum sinal de inteligência.”

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/04/2013 - 19:02
      Enviado por: Irene

      Também não escolhi um pitbull. Simplesmente ela apareceu no meu portão, doente e debilitada. Tive pena e a acolhi. Não me arrependi. Ela é um animal muito bom, dócil e obediente!

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 22:42
    Enviado por: Sergio Araujo de Andrade

    Tremenda cachorrada né? Mas se até humanos racionais perdem a estribeira e fazem chacinas, que dirá de um animal dito irracional. Irracional e imprevisível assim como muito humanos.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 22:45
    Enviado por: Viviane

    Acho que o cidadão não estudou todo o historico da raça pitbull, so pra aguçar a curiosidade dele, no sec XVIII pitbull era considerado o cão baba nos EUA.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 22:56
    Enviado por: Nelson Luiz Pedra

    Jamais traria para perto de quem amo uma raça de cão com histórico de ferocidade. Como se diz, cada cabeça uma sentença e responsabilidade por seus atos.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 23:03
    Enviado por: Sergio Fonseca

    Sempre que aparece uma notícia envolvendo um pit bull que matou uma pessoa, sempre aparecem os comentários de donos de pit bull que garantem que isso é uma exceção, que o animal deve ter sido maltratado, que possuem um pit bull que é o cachorro mais carinhoso do mundo… Essas pessoas colocam a vida dos outros em risco, além da sua própria e de seus familiares, ao assumir o risco de criar uma raça de cães proibida em vários países e notoriamente agressiva, sujeita a surtos de raiva imprevisíveis… Lamento a morte terrível dessa senhora, despedaçada por mordidas até morrer mas mas ela assumiu esse risco quando trouxe o cão para a sua casa. Imaginem o risco que os vizinhos dessa senhora estiveram sujeitos durante todos esses anos… Lamentável a tolerância da sociedade e das autoridades diante de um absurdo assim.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 23:14
    Enviado por: Leonardo

    O mais engraçado é ver os comentários dos defensores desse monstro… DUVIDO que defenderiam mãe e pai com a mesma virulência.

    Quando seus corpos forem mutilados por um bicho maldito desses a gente conversa… todo mundo adora ser veterinariamente correto até tomar a primeira mordida… depois quero ver digitar com uma só mão.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2013 - 23:36
    Enviado por: ana

    Nos anos 70 e 80 muita gente tinha cães da raça Doberman. Uma vizinha tinha dois em sua chácara, conheci-os filhotes. Algo me chamou a atenção no comportamento deles e pode ser que isso se repita com os pitbulls e talvez com os rotwaillers: Esses dois cães ainda eram bem jovens, eles vinham pulando sobre nós, fazendo festa, abanando o rabo, mas de repente a brincadeira ficava perigosa, eles começavam a morder de um modo diferente daquele de mordidas de brincadeira. Era como se ficassem descontrolados e agressivos. Dizia-se na época que era uma raça criada durante a segunda guerra pelos alemães e que havia, digamos, um erro de projeto que fazia com que seu cérebro fosse oprimido na caixa craniana. Não sei se é verdade, mas por cautela, me afasto de certas raças. Algumas parecem apresentar desvio de comportamento, sendo imprevisíveis. Quem se lembra do pequinês, moda na mesma época? Muitos deles só não atacavam por seu tamanho, se fossem grandes fariam suas vítimas.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 08/04/2013 - 02:45
      Enviado por: edson

      Tive uma doberman pura e com registro devido ao fillme ela causava medo nas pessoas mas para te dizer a verdade era uma verdadeira vira lata!! e tem mais virou pura vegetariana so comia legumes!! Nada a ver especificamene com raça, embora existam raças hibridas, claro são irracioniais erro basico está na hora de escolha do cão na ninhada!! tem que ser observador dos primeiros comportamentos do bichinho se ele já demonstrar agressividade,muito provável assim será quando adulto e claro depois o modo como voce se comporta com ele se é na base do cabo de vassoura e porrada em cima de porrada!!

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/04/2013 - 23:49
    Enviado por: Karen

    Some people will never learn, until it’s too late.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 08/04/2013 - 07:08
      Enviado por: SELIGA

      Desculpe Karen, mas que acontece? Hellooo?
      A notícia é em português, está totalmente fora de contexto ficar aqui exibindo seu inglês medíocre. Se você precisa praticar, vá comentar notícia no The sun e aprenda a controlar seu exibicionismo. Sinto muito pela fatalidade com o pitbull.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 08/04/2013 - 00:19
    Enviado por: Helder

    Esta raça de cão é uma tragédia anunciada.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 00:27
    Enviado por: Nadia

    As pessoas teimam em comparar essa raça com outros cachorros, como se a mordida de um pit bull fosse igual a de um poodle. Vamos acordar né, povo. Sempre que um animal desses ataca vem um bando de gente falar que o dono que não criou direito, que o cão se sentiu ameaçado, e que tem um mansinho, dócil, bobão, brincalhão. Faz favor e castra. Acaba com essa raça de vez. Não entendo a teimosia. Sério.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 00:49
    Enviado por: Arthur

    Essa raça de cão é traiçoeira, tem gente q confia de deixar brincar com criança pequena, que deixa até na cama (o caso dessa mulher) e olha no que deu…passo longe de pit bull, não confio de jeito nenhum…um vira lata bobão é bem melhor..

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 01:31
    Enviado por: Sérgio de la Orden

    Tenho um amigão de 4 patas que dorme onde quiser (exceto na nossa cama) aqui em casa, mas aqui em casa ele NÃO É o alpha da matilha, o líder.

    Vc. pode criar um cão dormindo no berço do seu filho, desde que vc. imponha desde cedo que os limites dele são esses e que o alpha da matilha, o líder da matilha é vc e não ele.

    Um cão líder de matilha é agressivo por ter que impor sua vontade, por ter que mostrar que ele é quem manda e faz isso atacando até mesmo quem os alimenta, os próprios donos.

    O erro começa lá no início do relacionamento dono/cão quando os donos devem impor sua vontade, usar de sua autoridade, dar ordens diretas ao cão, usar muito e de forma veemente a palavra NÃO em tom forte e alto se for preciso.

    Meu amigão não é adestrado, mas ele entende a palavra NÃO (não apenas, sem qualquer outra palavra junto) como algo proibido e não desobedece.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 01:43
    Enviado por: Sérgio de la Orden

    Aqui em casa é o exemplo acabado de um cão que se achava líder de matilha e com ele tivemos 3 incidentes até que tive que sacrifica-lo.

    Raça que criava: BORDER COLLIE. Os casos do meu cão foram os primeiros ataques de um Border aos donos segundo os maiores criadores da raça no Brasil (pesquisei sobre isso) e não existia em todo o mundo histórico de ataques com gravidade igual ao meu.
    O Border daqui mandava em tudo e o erro foi nosso desde o início, pois tudo era em função dele e aí foi tomando conta e segundo 2 veterinários consultados à epoca, se tornou o líder de matilha e a partir daí a volta é difícil e só com adestramento.

    Foram 47 pontos em 2 ataques e mais 10 pontos no terceiro ataque e aí não teve mais jeito.

    Quem conhece um Border sabe que ele é um líder nato e se vc. perder o controle sobre isso, o final é sempre com lágrimas.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 01:52
    Enviado por: Sérgio de la Orden

    Agora, determinadas raças deve-se ter um cuidado adicional.

    Existem raças que fora desenvolvidas especificamente para guarda, outras para companhia, outras para pastoreio, outras para trabalho, etc….

    Se vc. optou por criar uma raça para guarda, se vc. optou por criar uma raça que tem quase um tonelada de pressão por polegada quadrada na mordedura e pode transformar um osso do teu braço em farelo de osso, imponha limites desde cedo…Aquele cão é seu amigo, mas com todos os limites e cuidados que a raça requer.

    Eu hoje tenho um Golden Retriever de 5 anos, camarada de tudo, com todos, com a criançada dos vizinhos, mas mesmo assim, não deixo ele brincar com crianças sem a minha supervisão.

    Cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 02:26
    Enviado por: Eduardo

    Como este veterinário afirma que cabe ao dono decidir o que fazer com o animal? Matá-lo não pode. Sei que a dor é imensa, mas não significa que o dono do animal passa a ter o direito de “fazer o que quiser”. Olha o profissionalismo senhor médico veterinário!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 02:31
    Enviado por: edson

    Basicamente erro grosseiro, pois ela sendo uma profissional, embora da saúde animal, deve ter escolhido o caõzinho com o pior perfil de agressividade dentre toda a ninhada, se é que o comprou logo ao nascer! os profissionais experientes que normalmente escolhem cão para ataque, quando olham uma ninhada logo notam o cão certo para o serviço, geralmente aquele que antes mesmo de abrir os olhos já rosnam,atacam e querem morder ao serem acariciados e coisas to tipo! portanto instintivamente violentos são fáceis de adestrar para ataque!!Normalmente os demais na ninhada são estilo vira latas de bom instintos,embora animais irracionais, são ruins para adestramento de ataque! Teoricamente teriam que serem instigados, estressados,provocados ao máximo para que demonstrem seus instintos ruins e agressivos para se tornarem prontos para ataque feroz!! Enfim as pessoas exageram

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 03:31
    Enviado por: Luiz

    Juliana Paula, hilário seu comentário, ou no mínimo sem conteúdo. Você pede ao Sr.Nicolau Ginefra que se esclareça melhor sobre seu comentário, que fornece informações precisas da raça. O que ele disse de errado? Conteste com palavras e informações e não evasivamente como a senhora fez. Sabemos todos ser esta raça um problema e culpo autoridades que nada fazem e povo inconsequente.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 03:43
    Enviado por: Paulo

    essa raça maldita já deveria ter sido extinta. Essa conversa que são os donos que deixam o animal violento, é balela. Alguém já ouviu falar que um cocker matou alguém?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 05:50
    Enviado por: Irmão Tadeu

    As pessoas não se informam, não querem saber, tapam o sol com a peneira e não aceita opinião que contradizem suas maluquices. Basta ler os comentários acima. >>A desculpa de todo dono de pitbull é dizer que seu cão é dócil e nunca atacaria ninguém, oras se a pessoa quer um cão dócil então porque não cria uma labrador ou outra raça menos propensa a agressividade? Os hipócritas não admitem que criam as bestas porque gostam do instinto assassino do mesmo.<<, concordo aqui com Flavio. Vejo as pessoas tendo dificuldade de lidar com outras raças, vejo cachorros pequenos, que mas parecem ratos, tomando conta da casa, dominando o dono, fazendo o que quer. Vejo muita desinformação e irresponsabilidade dos donos, gente que acha normal, por exemplo, vestir roupa em cão e outras idiotices. Agora imagino tal tipo de dono criando um pitbull. É colocar um monstro na mão de um idiota. Essa não é uma raça para ser criada assim, solta, dentro de casa. Um pitbull na cama? QUALQUER CÃO QUE DORME NA CAMA DO DONO ATESTA A INCAPACIDADE DO DONO DE CRIAR UM CÃO. Isso mostra que de cão ele não entende nada.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 06:29
    Enviado por: Barreli

    Todo veterinário sabe que um cão que morde ou ameaça os donos tem que ser eutanasiado,ou seja, injeta-se nele um produto que vai levá-lo à morte em pouco tempo.Morte sem dor,como se estivesse dormindo.Melhor do que a morte horrível que ele pode causar a alguém.Todo cão da pretensa raça pitbull,am’staff,dogue argentino e similares devem ser educados pelos donos não como filhos,mas como animais que respeitam e obedecem seus ‘familiares’.E devem ser castrados.Vão precisar de quantas mortes para tomarem uma medida de prevenção nesse país de doidos,meu Deus?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 07:16
    Enviado por: Lucmart

    Uma vez perguntei a uma veterinária como saber se um filhote de boxer seria saudável. Ela disse que havia muitas maneiras de se avaliar um cachorro ainda pequeno, mas que sempre há muita incerteza. E acrescentou: “a única certeza sobre um cachorro é que, se for um pitbull, um dia ele vai atacar alguém”. Por isso acho que os donos de pitbull são suicidas em potencial.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 07:17
    Enviado por: Nicolau Ginefra

    O descaso e a irresponsabilidade com que o assunto Animais de Estimação é tratado no Brasil, até pelas autoridades, se mostra cristalinamente pelo tempo enorme em que a Lei de Posse Responsável vem tramitando no Congresso Nacional sem ter sido aprovada. O crescimento grande da cinofilia no Brasil se dá muito mais por impulso das indústrias de ração e implementos, do que por uma verdadeira base cultural, como acontece no Primeiro Mundo. Daí se vê o grande desconhecimento do assunto por parte de leigos brasileiros, que, nada sabendo de Cinologia, de raças caninas, de genética, de hereditariedade, no entanto formulam afirmações sem nexo como se dominassem o assunto, insensatez do tipo que um Chihuahua possa ser tão perigoso quanto um Pitbull. Qualquer um, por exemplo, pode estar com um Pitbull de origem UKC em casa e ele ser muito manso, mas isso não anula as muitas mortes de crianças que têm acontecido, até em trajeto para escolas. Qualquer raça canina é avaliada como um todo, pelo plantel existente, não somente pelo cão que possamos ter em nossa casa.
    Meus comentários de modo algum significam que se deva abandonar nem muito menos matar Pitbulls, mas sim sugiro que se limite sua reprodução e se pare de importar tais cães. Limitar reprodução não é castrar, basta vasectomizar os machos, cirurgia simples feita por Médico-Veterinário, que não anula a masculinidade do animal. O cão mestiço ou SRD (sem raça definida) claro que também merece tratamento humano, mas afirmar que “tenho um cão filho de raça tal com Pitbull e o cão é isso ou aquilo” constitui uma insensatez. O mestiço ou SRD não é na verdade de nenhuma das duas raças dos pais, mesmo que os pais sejam de raça, porque cão de raça precisa ter três gerações no mínimo para trás, de pais da mesma raça. O mestiço ou SRD é imprevisível em suas características, essa é a principal razão porque é menos valorizado do que o cão de raça definida, cujas características são previsíveis. Basta lembrar a história que um filho de Marilyn Monroe com George Bernard Shaw poderia ter a “beleza” dele e a inteligência dela.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 07:26
    Enviado por: Maria

    Triste, e complicada a situação. A vítima foi negligente, sim, mas diante de um animal de estimação tão querido, que fazer? Imagino se fosse um filho rebelde, desses que faz todo o contrário que esperamos, agride, rouba, destrói, e uma pessoa fica sem saber o que fazer, ama mas não consegue viver em paz. É preciso ter coragem de buscar soluções, rezar não adianta.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 08:01
    Enviado por: LUIZ NEVES

    Sinceramente, não entendo essas pessoas que falam “Ah, é um animal dócil” “Ah, tudo depende da criação”.. Como muitos já falaram, não se pode brincar com a sorte. Se você tem uma criança, dá uma palmada, ele chora, às vezes até chinga escondido (em uma idade mais avançada), mas o amor continua, meia hora depois tá amanado o pai e vice-versa, aquilo é momento, mas com animal é diferente, quer dizer que um dia você chega estressado em casa e paga com a sua vida??? Esse animal é deveras perigoso, não sou fã de cachorro, inclusive já fui mordido. O que temos que levar em consideração é que a maioria dos cães (exceto rottweilers e outros fisicamente também fortes) a pessoa consegue ter certa defesa, agora esse talvez nem eu com 1,80 e frequentador de academia talvez consegueria, ele é mortal, atacando diratamente o pescoço das suas vítimas. Outrossim, como os defensores explicam isso? Porque todos os outros animais, mordem na perna, na bunda, no peito, mas esse vai diramente no pescoço, mesmo sem ser adestrado para isso… Desta banda, não culpo quem os chamam de assassinos, porquanto deveras são os casos em que os donos são carinhosos e mesmo assim são mortos pelo animal, ou de casos de ataque a inocentes. Concordo com uma política de limitação a este de tipo de raça, hoje, qualquer pessoa que vai na esquina consegue comprar um. Brincadeira! Ontem mesmo estava correndo na orla da minha cidade e tinha um com o dono sem fucinheira, diga-se. O cara era magro, conseguia mal segurar um poodle…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 08:03
    Enviado por: Felipe

    A idéia de que o Pitbull é uma raça agressiva é totalmente equivocada. Tratar cachorros como filhos, deixá-los dormirem na mesma cama que o dono, e outros tratamentos do tipo, produzem cachorros com distúrbios comportamentais como a agressividade. Humanos são humanos, cachorros são cachorros e isso não deve ser confundido.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 08:12
    Enviado por: Jerika

    O cachorro não é um ser irracional, mas sim instintivo, o humano que supostamente é racional comete diversas brutalidades. Se um cachorro mata uma pessoa é lhe dado pena de morte. Então por que não fazer o mesmo com os humanos?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 08:21
    Enviado por: RICA AMORIN

    Incrível ver que pessoas ainda querem justificar e achar que a vida do ser humano pode ser comparada a de um animal, valer menos ou igual. Pode ser porque não é familia dele. Devemos respeitar a vida de todos inclusive os animais, mais jamais tentar compara-la ao ser humano, mesmo tendo alguns humanos que são verdadeiros animais.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 08:21
    Enviado por: Mateus

    Como já diria Gabriel O Pensador.
    “Eu sou uma bala perdida, uma bala desgraçada
    Inofensiva, feito uma criança abandonada
    Eu estou sendo injustiçada
    Não sou culpada
    Se eu tô aqui é porque eu fui disparada
    Eu não queria entrar na arma mas o dedo foi mais forte
    O dedo me pôs na arma, puxou o gatilho, então porque que eu sou responsabilizada pela morte?”
    Não podemos culpar uma raça. Aliás, a rinha, como já disseram, é uma invenção humana.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 09:33
    Enviado por: Tiago

    Olha, acho muito bacana quem cria animais, e da capacidade de vários profissionais em treina-los. Obvio que esse cachorro nunca recebeu maus tratos, mas em um minuto seu instinto ágil. Eu posso estar errado mas creio que só podemos criar um animal no qual podemos ter o controle, como em um caso desse, porque ter um bicho que é mais forte que você, no momento de necessidade não tem nem como corrigir. Fica meus pesares para a família dessa jovem.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 11:53
    Enviado por: Fernanda

    Então tá… vamos lá… estou pronta para o “ataque”!!! Pit Bull, NÃO é cão de laboratório. O American Pit Bull Terrier foi uma raça desenvolvida no começo do século XIX na Europa pelos ingleses. O primeiro Pit Bull surgiu do cruzamento do antigo Bulldog Inglês com o já extinto Terrier Inglês (muito assemelhado com o atual Jack Russel Terrier), com muita agilidade e força física. ALGUÉM VIU O CÃO QUANDO ESTAVA “ATACANDO” SUA DONA??? PROVAS, AONDE ESTÃO AS PROVAS. PORQUE ELE NÃO ATACOU AS PESSOAS QUE CHEGARAM DEPOIS PARA SOCORRE-LA, E SIM, ESTAVA LÁ, MEIO QUE “GUARDANDO” SUA DONA. PRA MIM, A HISTÓRIA ESTÁ MAL CONTADA. NÃO FOI O CÃO E PONTO. Desde 2002 tenho Pit Bull, e desde então PAREI nesta MARAVILHOSA raça. Hoje estou com 21 lindos e amáveis Pit Bulls, e os amo como a mim mesma. DETALHE: Não estou digitando do céu ou inferno… é daqui da Terra mesmo!!! Pronto, que venham as pedras………

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 13:34
    Enviado por: Sonia

    Pelo amor de Deus…..
    Quando é que as pessoas vão cair na real,e chegarem a ultima e única conclusão a respeito desta raça de cão que na verdade deveria ser banida da face da terra….
    Não existem cachorros desta raça que são bonzinhos ou dóceis,PIT BULL MATA,DILACERA,TRUCIDA ADULTOS OU CRIANÇAS QUANDO CONSEGUE PEGAR …..
    Pessoal,estamos falando de uma raça assassina……
    DONOS DE PIT BULLS……….HELOOOOOWWWWWWWWWWW…..CAIAM NA REAL.Parem e pensem o próximo pode ser vc ou seu filho ou até mesmo outra pessoa da sua família…..
    O pior de td é quando acontece com o filho de um vizinho que nem sonha em ter um monstro destes dentro de casa,e acaba por ver seu filho acabar Deus que nos livre,na boca de um destes monstros….
    PELO AMOOOOOOOOOOORRRRRRRRRRRR DE DEUS ……….ACORDEM E REFLITAM A RESPEITO DESTA FERA….

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 13:42
    Enviado por: Gilson Ribeiro

    São constantes os relatos sobre Pit Bulls atacando seus donos com violência. Muitos dizem serem eles bons animais de estimação, se tratados com cuidado e respeito por quem decidir criá-los. Outros dizem que para surtarem é só questão de tempo, pois a raça apresenta uma falha neurológica congênita. Há quem se negue a chamá-la de raça, inclusive, afirmando tratar-se, tecnicamente, de uma anomalia.
    Mas o que me chama a atenção mesmo é o “poder de fogo” do bicho. É aí que fica minha dúvida. Um animal cuja força da mordida equivale a cerca de 200 kg; que sobressai-se enormemente pelo vigor, robustez, agilidade, incansável persistência, grande resistência física, tolerância à dor etc. Se eu o desconhece, por essa descrição concluiria tratar-se de uma fera. Se não criamos onças, leões, ursos, em ambiente doméstico, não é só porque o Ibama não deixa, mas é porque, por mais carinho, atenção e cuidado dispensado na criação, caso ocorra de sermos atacados (se ocorrer) não teremos a mínima chance de nos defender dada a nossa desvantagem física.
    São muito frequentes notícias de morte (principalmente de crianças e idosos) atacados por Pit Bull, e eu desconfio de que esse papo de tudo depender da criação seja um tanto simplista.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 08/04/2013 - 15:32
      Enviado por: Diogo

      concordo plenamente, essa raça já mostrou inúmeras vezes agir como um animal selvagem, tem suas exceções é claro, assim como os animais selvagens, mas o fato é que episódios como esse não são isolados e nem poucos. é preciso parar de querer defender a raça como um animal indefeso, vítima de donos “maldosos” e passar a encarar a realidade como ela é.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 08/04/2013 - 15:26
    Enviado por: Diogo

    eu amo cachorros mais do que a pessoas, não tenho medo de nenhum cachorro, mesmo os grandes com cara de mal, o único que me inspira medo é o pitbull, esse cachoro infelizmente é descontrolado,criado em laboratório e com muitos erros, afinal deveria ser um animal de estimação mas se comporta como um animal selvagem, imprevisível, que ataca sem dó nem piedade àqueles que o amam, isso é até um eufemismo, porque ouvimos mais ataques de pitbulls do que animais selvagens aos seus corajosos donos, e pior, atacam para matar, e só largam a pessoa depois de matarem-na, serem mortos ou no mínimo seriamente feridos. então já é algo a ser discutido e tratado de forma séria, porque aquele velho tabul de que “só ataca quando é criado mal” já foi quebrado e temos incontáveis exemplos que não deixam dúvida a respeito da natureza desse cão: uma natureza selvagem e descontrolada.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 16:30
    Enviado por: Klayton Gonçalves

    Um cachorro tem q ser criado como cachorro de grande porte e nao como filho, amar seu cachorro tudo bem dai a deixar durmir na cama, já é burrice.

    quem q ter um cao de grande porte primeiramente tem q procurar um adestrador e tbm proporcionar o seu proprio local, exemplo uma casa de cachorro no quintal onde ele poderia comer e durmir, esse é o jeito correto de se criar um cachorro.

    infelizmente esse casal nao sabia disso e acabou pagando por um erro q eles mesmo cometerao.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2013 - 17:40
    Enviado por: Rafael

    Com TANTAS raças de cães por aí, tantos vira-latas dóceis espalhados em abrigos aguardando adoção… a pessoa escolhe ter logo um PITBULL.
    Uma amiga conhecia pessoalmente a vítima, me contou que ela tratava o cão como um príncipe. Isso prova o quão violenta e assassina é essa raça!!!
    Não sou a favor de exterminar os pitbulls, não é justo, mas sou a favor de uma licença especial onde apenas pessoas habilitadas com um treinamento especial possam adotar essas feras.
    Criar um pitbull é como criar um leão ou lobo dentro de casa: um dia o instinto vai falar alto e ele vai desafiar o líder do bando, a menos que seja MUITO BEM condicionado para não fazê-lo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/04/2013 - 08:53
    Enviado por: Gabriela

    Eu já gostava mais de animais do que de algumas pessoas, depois do seu comentário ridiculo e de vários outros aqui.. reafirmo o que eu penso!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/04/2013 - 09:07
    Enviado por: Gabriela

    Cara, eu fico inconformada com uns comentarios aqui… BANIR essa raça do mundo? Os animais são os unicos com amor incondicional! A unica coisa que tem que ser banida sāo pessoas com esse pensamento ridiculo.. quantos pais nāo criaram seus filhos com TODO amor do mundo e esses (conscientemente) se viram contra os pais.. quantas pessoas matam sem motivo algum, e essas mesmas pessoas que querem exterminar a raça sāo contra pena de morte pra humanos?? É muita hioocresia.. vida é vida de qualquer jeito, animal, ser humano, branco. Preto.. azul.. amarelo! O que me consola é que TUDO o que fizermos aqui.. pagaremos de algumaforma!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/04/2013 - 23:20
    Enviado por: Marcio Santos

    Raça traidora, ingrata. Depois de dez anos mata a própria dona, onde esta o sentimento cultivado durante os dez anos de convivência? Tenho medo ter um troço desse em casa.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/04/2013 - 16:37
    Enviado por: Lorenza Feitosa

    Sou protetora de animais,resgato cães,dentre todos essas raças são as que sofrem piores maus tratos,deveria ser mandatório a castração de todos,proibido a importação e se extinguir raças desse tipo aqui no Brasil,pois a maioria sofre sendo cães de guarda de barracões,sofrem amarrados em correntes,sofrem,sendo usados para rinhas,usados por traficantes,sofrem pq as pessoas querem ter eles e depois eles não controlam seus instintos e depois são sacrificados,melhor não terem nascidos e essas pessoas defensoras dessas raças deviriam parar de pensar no próprio bem estar e pensar no bem estar desses cachorros.SIM ESSES CÃES DEVEM DEIXAR DE EXISTIR,MAS NÃO COM MATANÇA E SIM COM CASTRAÇÕES PARA QUE NÃO NASÇAM MAIS NENHUM EXEMPLAR DESSES.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/04/2013 - 02:39
    Enviado por: André Schwartsman

    Lamentável episódio, mas previsto, portanto evitável, as pessoas precisam ter conhecimento antes de possuírem qualquer cão de raça poderosa, na verdade qualquer cão pois eles possuem necessidades muito específicas, variando de indivíduos e raças e dependendo também e provavelmente principalmente da compatibilidade entre as necessidades do cão e a disponibilidade do dono. Mas raças poderosas e ou imprevisíveis devem ter seus proprietários registrados como portadores de armas de fogo de uso restrito, pois a diferença não é lá tão grande. A quem interessar possa, cuidado com os mastins e mastifes, dálmatas, pastores em geral, Dobermans, leões da Rodésia, boxers, Bull Terries, Stafords, akitas, filas, presas canários, dogues argentinos, Bernaises, cockers spaniels dourados, caucasians ovcharkas, Bulli kutas, thai ridge back, cane corso, leonbergers, kuvaszes, kangals, são Bernardos e até border lines, quero dizer, border colies.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/04/2013 - 02:48
    Enviado por: André Schwartsman

    Pit Bull eu nem comento, é o pior. Imprevisível, ágil como um felino, indiferente à dor,resistente como uma locomotiva, insistente como um vendedor de enciclopédias ( daqueles de antigamente) em virar do avesso seus desafetos que assim são eleitos do nada (até a mamãe humana vira bolsa Pra um pit idoso e mal criado, sem limites, folgado…) e note que a idade não diminuí em nada sua letalidade, bastaram cinco minutos pelo que consta!!! Por mim deveríamos proibir este e controlar as outras raças perigosa acima citadas na qual esqueci de mencionar os Chow Chows e sharpeis, pastores tibetanos e devo ter esquecido algumas outras potencialmente perigosas ( komandor etc) .

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/04/2013 - 02:50
    Enviado por: André Schwartsman

    Mestiços então sáo os mais perigosos em geral,pois são bem menos previsíveis…

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/04/2013 - 20:11
      Enviado por: Nicolau Ginefra

      No caso do pitbull, André, eu diria que de modo geral não, porque um pitbull ADBA por exemplo, mestiçado, o será com alguma outra raça menos perigosa e das características algo indefinidas que virão, alguma diluição, mesmo que ínfima, haverá nas características ADBA originais. Um pitbull UKC (do United Kennel Club) porém, se misturado com um cão muito manso, como Retriever do Labrador ou similar pode produzir um cão que não pareça em nada com pitbull e seja perigosamente traiçoeiro. Outro tipo de mestiço perigoso são os das raças por demais numerosas e cuja criação praticamente já fugiu ao controle nos patamares inferiores da cinofilia, como por exemplo, Fila ou Rottweiler. Esses cães, em que os ditos de raça já podem apresentar graves problemas de temperamento, se mestiçados podem ter esses problemas agravados, também pelo dito acima sobre o mestiço de UKC, isto é, dão um produto que não lembre a raça original, mas que pode ter um temperamento péssimo.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/04/2013 - 13:55
    Enviado por: Pedro

    Incrível associação da raça como “assassina” já que essa palavra é exclusiva do ser humano. Não existe “o leão assassinou uma pessoa na africa” ou “uma cascavel assassinou uma pessoa” não é ‘assassinar’ e sim ‘matar’. Assassinar é um crime, onde se tem uma pena para isso e a pessoa teve consciência do fato.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/04/2013 - 09:11
    Enviado por: Marlen

    Semre defendi a raça para qualquer pessoa. Hoje sei que pode ser muito perigoso criar pitbulls. Uma pena pôs a raça vai se dizimar. Lamentável a perda. Meus sentimentos ao marido…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/04/2013 - 03:36
    Enviado por: André Schwartsman

    Desculpe me Nicolau, mas você faz uma afirmação que não é necessariamente verdadeira (mestiço de ADBA será com cão mais manso, porquê, quem garante?) e por acaso diminuir uma propensão a atacar outros cães (considerado normal no Pitbull) é melhoria, diminuir não extingue a propensão, ela esta lá e pode se manifestar, inclusive contra um ser humano que demonstre fragilidade, fraqueza ou hesitação, sons ou movimentos estranhos, cheiros de doenças, por o cão estar idoso e irritadiço pelas suas doenças inerentes ao envelhecimento, imagina medicar um pitbull vIa oral e ele com incômodo para engolir…mestiços podem juntar o melhor ou o pior dos dois mundos ( características de cada raça, diluída ou não e ainda o temperamento do indivíduo) além é claro da presença ou ausência de liderança clara, regime de exercícios físicos e desafios mentais adequados ao cão que é um indivíduo único e afeto a conta gotas, lembrando que permitir uma urinada no passeio, alimentar e até mesmo falar com eles pode ser uma forma de afeto e só deve ser oferecido em situações de calma submissa e obediência de 100%. Enfim, um animal bem perigoso para se possuir e lidar com ele com dignidade por toda a vida! Idéia de jerico sinceramente, ter um cão que não da para confiar com outros da sua espécie é ao meu ver , uma forma de tortura por toda a vida do animal, e uma forma de auto-afirmação por toda uma vida de um pitboy, dado que estes sempre incorrem nos erros mais clássicos de donos sem noção pelo que eu posso próstatas só de olhar para a vizinhança. Permitem acesso dos cães à rua, passeiam com os mesmos sem coleira, guia ou,focinheira e os vêem como as coisas mais fofas e dóceis do mundo, até grudar num estranho, e por incrível que pareça, por vezês ficam em negação e repetem a mesma cagada repetidas vêzes…

    responder este comentário denunciar abuso

    • 13/04/2013 - 10:39
      Enviado por: Nicolau Ginefra

      Não afirmei o que o prezado colega diz. Ponderei literalmente assim: “porque um pitbull ADBA por exemplo, mestiçado, o será com alguma outra raça menos perigosa e das características algo indefinidas que virão, alguma diluição, mesmo que ínfima, haverá nas características ADBA originais”.
      Isso foi apenas uma réplica construtiva à sua observação sobre o que eu havia escrito quanto aos mestiços serem imprevisíveis. A questão é que o pitbull ADBA é, digamos assim, o máximo negativo em termos de postura sombria, “superá-lo” talvez só um produto não de raça pura que tenha o temperamento totalmente degenerado, o que seria uma coincidência muito rara. E é claro que os mestiços “normais” nesse caso ainda seriam cães muito perigosos, concordo nisso inteiramente com o prezado colega. Note bem, por favor, não defendi o pitbull, nem vejo solução para tal raça que não seja a paralisação das importações de novos exemplares e a vasectomia dos machos; apenas fiz um comentário técnico, sou juiz de cães de trabalho e tenho mais de 40 anos de experiência em vários ramos da cinologia. Sugiro que releia todos os meus posts nessa matéria. Sou um estudioso e um conhecedor do assunto e não sou responsável por esse problema. Nem tenho, nunca tive, e nunca terei envolvimento como aficcionado na raça pitbull, um cão tecnicamente dito sombrio, que por não ter aplicação no Brasil, nunca deveria ter vindo para nosso País. Considero que os responsáveis sejam em boa parte alguns dirigentes cinófilos brasileiros que se omitiram quando do amansamento das raças antigas de guarda e se omitiram novamente quando da vinda dos primeiros pitbulls para o Brasil. Além é claro dos contraventores e/ou criminosos sádicos e covardes, que realizam brigas clandestinas em rinhas de cães que são proibidas por lei no Brasil, desvirtuando a finalidade do que seja um animal de estimação. C.Q.D.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 18/04/2013 - 10:05
    Enviado por: Rafael

    Nossa, cada besteira escrita aqui que na verdade só posso rir…

    “pit bull sente dor na cabeça, por isso deve massagea-la? ”

    Meu Deus, depois dessa me recuso a permanecer aqui com pessoas desprovidas de cerebros..

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/04/2013 - 15:39
    Enviado por: Gislaine

    Sou dona de uma Pitbull, e não tenho nenhuma reclamação para fazer a respeito da minha cachorra. Ela tem 9 anos, é super dócil, carinhosa e super obediente. Chega a ser mais obediente que a minha filha, rsrsrsrs. Criei ela com muito carinho e bastante conversa( parece coisa de louco,mas converso muito com ela).
    Meu irmão adquiriu um macho( irmão da minha).Ele foi criado especificamente para guarda. A família nunca foi de fazer carinho ou brincar com ele. Ele não é agressivo, mas já não aceita muito contato, recentemente tivemos que tirar um carrapato do ouvido dele, ele não deixou, chegou a morder minha mãe.
    Eu sempre digo que o cão tem a sua personalidade definida conforme a criação que ele teve.A não ser em algum casos que o cão tem alguma alteração de comportamento depois de alguns anos de vida.
    Pois todo cão morde, sempre tive cães ,raças grandes e pequenas. Hoje tenho um “cofap” que é uma fera, morde todas as visitas que chegam em casa.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/05/2013 - 12:53
      Enviado por: Malves

      Pois é. Cão não é gente. Não pode ser criado humanizado pois é um animal. Tivemos um Weimaraner em casa que era um cão grande e dominante. Tirar carraparo dele nem pensar. Só meu pai ou eu com cuidado. Mas o fato é que como Weimaraner, ele ia pra cima demonstrava sua posição de líder a pessoa recua e pronto. A mordida que minha esposa levou tirando o carrapato, foi em aperto na barriga. doeu mas não houve ferimento. Já um cão como PIT Bull, tem no desenvolvimento da sua raça a característica de não dar rendição, pegar e dilacerar. No dia que resolve atacar seja lá porque motivo seja, ele não dará rendição até que o oponente desfaleça. É o instinto da sua raça. Ele não avisa antes do ataque e uma vez tenha atacado, não dá rendição. Um cão não deve ser humanizado pois é um animal que age por instinto. Nosso Weimaraner morreu intoxicado por um remédio para carrapatos mal aplicado. Confesso que foi um alívio pra mim saber que meus pais, já idosos, não terem mais aquele grandalhão de 40kg dono da casa.
      Estou criando um Bull Terrier, muito dócil brincalhão e teimoso. Fiquei impressionado ao levar a clinica para dar a terceira vacina. Um salsichina rosnou e latiu pra ele. O estado de briga que ficou ao ser pertubado foi impressionante, esta literalmente no sangue. Estou tratando rapidinho de socializa-lo com passeios e vendo outros caes. se passar dos 4 meses a socialização fica crítica.
      Ame seu cão mas não imagine que ele e gente. E um animal e agirá por instinto quando algo disparar isso nele. Na ocorrência acima, o grau de dominãncia do cão sobre a casa, o estado de saúde, a criação que recebeu e o instinto, foram determinantes. Um poodle morde pra caramba, são humanizados e podem ficar impossíveis, mas poodle não sai por ai enloquecendo e matando o dono.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 19/07/2013 - 21:30
    Enviado por: leo

    Pit bull tinha que viver em uma ilhar seila ,, nun luga afastado dos seres humanos, porque essa raça é pit bull é demoníaco. ‘kkk

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/08/2013 - 00:58
    Enviado por: Lincoln

    Não consigo entender como ainda não foi proibida a criação desses animais no Brasil. Acho bastante oportuna a explicação dada por algumas pessoas acima sobre o fato de que a culpa, nos casos em que os animais tem sua agressividade exacerbada, é da criação dos donos. Pois que seja: já está mais que comprovado, então, que não temos como controlar os donos dos animais. Alguns os criam bem, outros terrivelmente mal. Por que temos que conviver com a possibilidade de que um dono irresponsável crie um cão assassino que pode matar nossos filhos, sobrinhos, amigos, irmãos? com todo respeito aos donos de cães que criam animais dóceis e bem controlados, acho q todos os animais dessa(s) raça(s) que já estão por aí deveriam ser esterilizados e a criaçáo, compra e venda, proibidas. Criadores podem se dedicar a outras raças. Deixem nossos filhos vivos, por favor.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 31/08/2013 - 20:29
    Enviado por: seyapegasus

    CLARO QUE AGORA TEM QUE ROLAR UM SACRIFÍCIO!!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/01/2014 - 21:38
    Enviado por: Luciana Mestre

    Bom adoro cãezinhos e principalmente os vira latas que pra mim são os melhores, ja o pit bull jamais teria como animal doméstico mesmo criando desde filhote pois ja vi muitas histórias de multilação e mortes.

    responder este comentário denunciar abuso

Deixe um comentário:

  • Quem Faz

    Quem Faz

    Fábio Brito

    O paulistano Fábio Brito é jornalista e pós-graduado em Gestão Empresarial. É especialista em bichos de estimação e apaixonado por todos os animais desde criança. Há 10 anos, cria cachorros da raça retriever do labrador.


Comentários recentes

  • Romulo: O homem inventa um grande inimigo de todos: fogos de artifício! Só servem para fazer barulho, colocar a...
  • Soraia Carvalho: Bom dia! Moro em Belo Horizonte , sou apaixonada por animais, em especial os cães. Quero saber se...
  • Fabiana Ferreira: Oi Priscila também estou procurando este curso, aqui em Belo Horizonte (eu moro em Contagem)....
  • Marcia: Sr Ademar, curiosamente, enquanto humano, o senhor e toda humanidade, em especial no Brasil, dispõe de...
  • Solange: Pois é… esse diz que me diz não me diz nada. Meu cachorro Max, um boxer lindo, precisa de um...

Arquivos

Seções

Todos os Blogs

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo