1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Cuidados com o pet no verão

Fábio Brito

20 janeiro 2014 | 18:57

Uma das estações do ano mais esperadas pela maioria das famílias é o verão. Muitos aproveitam essa período para viajar e curtir a natureza, principalmente as praias. Mas aqueles que têm pet e pretendem levar o melhor amigo nesse passeio precisam ficar atentos a alguns cuidados durante a viagem e aos problemas comuns dessa época.

ACOMPANHE O BLOG CONVERSA DE BICHO: FACEBOOK TWITTER

campanha_ferias1.jpg

A empresária Carolina Nunes, de 29 anos, levou o seu cão Jack, um spitz anão, 
para uma consulta com o médico-veterinário Eduardo Pacheco. A ideia é prevenir 
doenças comuns do verão.  Crédito: Divulgação

É nesse período, por exemplo, que os cães ficam mais sujeitos a problemas como viroses e aumenta o número de casos de infestações de pulgas e de carrapatos. O calor e as chuvas criam um ambiente ideal para a reprodução desses ectoparasitas.

“As pulgas podem transmitir parasitas que acometem as células do sangue, causando anemia e doenças de pele, como alergias severas. Os animais podem apresentar prurido e lesões cutâneas secundárias, muitas vezes por autotraumatismo”, explica Eduardo Pacheco, veterinário e diretor clínico do Hospital Veterinário Santa Inês.

Os carrapatos são grandes vilões do verão. Eles podem transmitir doenças sanguíneas pela picada, como babesiose e erlichiose, ao bicho de estimação e contaminar o ser humano com uma grave doença, chamada de febre maculosa. Outro problema é que a reprodução do carrapato é muito rápida: uma única fêmea pode colocar até 4 mil ovos.

As viroses também preocupam. Nessa época do ano as doenças virais são comuns, como a parvovirose e a coronavirose. A primeira causa problemas gastroentéricos graves e pode levar a alterações sistêmicas relevantes – em alguns casos, podem até ser fatais para o bicho. Já o coronavírus traz reações gastrointestinais mais brandas, com melhor resposta terapêutica, mas que também precisam de atenção.

Com as chuvas, a leptospirose assombra tanto o homem quanto os pets. Ela é uma doença grave, que pode provocar apatia, anorexia, febre, anemia, hemólise, icterícia, doença renal aguda e alterações hepáticas. Na maioria das vezes leva à morte.

Na estrada

É bom lembrar que os animais também sofrem com as altas temperaturas. “Os cães não transpiram como nós, sendo a respiração a única forma de manutenção da refrigeração e da temperatura corpórea ideal. Por isso, antes de pensar em expor o animal a uma viagem e ao calor excessivo, considere como primeiro ponto a hidratação adequada, preocupando-se com a duração do percurso e com o tempo de exposição às altas temperaturas”, diz Pacheco.

O cuidado com acidentes durante a viagem também é um ponto importante. O ideal é que o animal seja levado em uma caixa de transporte, de tamanho adequado, que propicie ventilação e conforto durante a viagem. É importante programar paradas em locais propícios, para que o animal possa se reidratar, urinar e defecar.

Alguns cães apresentam cinetose (náusea de transporte), por isso também é importante a orientação do médico-veterinário sobre a melhor forma de prevenir esse desconforto sofrido pelo pet durante a viagem. Hoje existem manejos adequados e medicações que podem favorecê-lo, propiciando uma viagem sem maiores transtornos para todos.

Para os cães que ficarão em hotéis durante as férias, é importante antes da hospedagem fazer uma adequada avaliação do local em que o animal ficará alojado. “Tire as dúvidas quanto às atividades que o lugar proporcionará ao pet, como banhos de sol, passeios, horários de alimentação, convívio com outros animais e converse sobre o temperamento do seu pet e a relação de convívio dele com outros animais”, completa o veterinário Eduardo Pacheco.

É importante também buscar sempre indicação de amigos que já hospedaram seus pets e fazer uma consulta com o médico veterinário para verificar se as vacinas estão atualizadas e providenciar a correta vermifugação e prevenção contra ectoparasitas. Nesse sentido, a preocupação deve ser a mesma tanto para os animais que acompanharão os seus proprietários em viagem quanto para os que ficarão em hotéis para bichos.

Campanha

Para ajudar o dono e o melhor amigo a viajarem sem medo, o Hospital Veterinário Santa Inês está fazendo uma campanha especial para esse período: Check-up de verão. Na ação, o proprietário leva o animal de estimação para uma consulta veterinária, para avaliação e orientação, e já sai de lá com o pet imunizado contra a raiva e com a V10, que protege o bicho de várias doenças. O melhor amigo estará protegido também contra pulgas e carrapatos, já que a campanha beneficia o pet com a aplicação de um medicamento contra essas pragas. O valor da consulta, com os benefícios da campanha, é de R$ 220. Uma economia para o dono de mais de R$ 100.

SERVIÇO:

Campanha: Check-up de verão

Duração: Até 9 de março de 2014.

Local: Hospital Veterinário Santa Inês

Av. Santa Inês, 1.357 – Santana – São Paulo, SP

Telefone:(11) 2265-6911

Mais informações: http://www.santainesvet.com.br

ACOMPANHE O BLOG CONVERSA DE BICHO: FACEBOOK TWITTER

//