ir para o conteúdo
 • 

Carlos Orsi

06.março.2010 09:20:57

Por que o avião voa?

Eu e minha mulher vamos pegar um voo em breve e, na tentativa de tranquilizá-la quanto à segurança das viagens de avião, me meti a tentar explicar o que, afinal, mantém as máquinas mais pesadas que o ar lá no céu.

O problema é que lá pelo meio da conversa me lembrei de uma polêmica que rolou há alguns anos na seção de cartas de uma revista internacional —  Scientific American ou New Scientist, não me lembro direito — sobre a “verdadeira causa” da sustentação dos aviões, com defensores do Princípio de Bernoulli e das Leis de Newton digladiando-se furiosamente.

A explicação mais comum de se encontrar usa uma versão simplificada da Lei da Dinâmica dos Fluidos de Daniel Bernoulli. Essa versão reduz o enunciado mais sutil da lei à frase: “Quanto maior a velocidade de um fluido, menos pressão ele exerce”.

(Se o seu chuveiro é dos que tem cortina plástica, você já deve ter notado que, quando a água sai num jato bem rápido, logo que a ducha é ligada, o plástico é “sugado” para dentro: o repentino aumento na velocidade do ar causado pelo jato de água reduz a pressão no interior do box.)

A explicação  sobre aviões geralmente diz que a asa do avião tem um formato tal que faz com que o ar tenha de viajar um caminho maior ao passar por cima dela do que ao percorrê-la por baixo, e como ele deve levar o mesmo tempo para cumprir os dois trajetos, a velocidade na rota superior tem de ser maior; por causa disso, a pressão em cima da asa cai, e o avião sente uma força empurrando-o para o alto.

O problema com essa versão é que ela depende do argumento de que o  ar leva “tempos iguais” para percorrer as duas superfícies da asa, o que não é verdade. Ela também não explica como um avião acrobático é capaz de voar de cabeça para baixo. Existe um artigo clássico denunciando o uso do Princípio de Bernoulli como explicação para o voo dos aviões, que pode ser lido no original aqui e em tradução da Sociedade Brasileira de Física, aqui.

Já a versão com base nas Leis de Newton é mais direta: toda ação produz uma reação; a asa do avião empurra o ar para baixo; o ar reage empurrando o avião para cima. Nesse caso, mais crucial que o formato da asa é o “ângulo de ataque” com que ela corta o ar adiante.

Isso não significa, no entanto, que a Lei da Dinâmica dos Fluidos de Bernoulli não tenha absolutamente nada a ver com o voo dos aviões! A Sociedade Brasileira de Física também traduziu um artigo de um engenheiro aeroespacial que explica que embora a versão simplificada que fala em “tempos iguais” para o trânsito do ar pelas duas superfícies da asa seja inadequada, Bernoulli ainda é essencial para o design de máquinas voadoras e, sim, o ar que passa por cima da asa viaja mais depressa, exercendo uma pressão menor — mas não porque precisa estar na outra ponta “ao mesmo tempo” que o ar que foi por baixo.

comentários (119) | comente

  • A + A -
119 Comentários Comente também
  • 06/03/2010 - 06:24
    Enviado por: Libretti

    gosto desta forma de demonstrar o princípio de bernoulli.

    http://www.coolscienceexperimentsforkids.com/wordpress/wp-content/uploads/2009/02/paper_lifted_by_air.jpg

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 06:39
    Enviado por: faria

    Olá pessoal.
    Sempre achei que a cortina é sugada para dentro, porque a agua do chuveiro aquece o ar no interior o box. Esse ar aquecido sobe e o ar que entra em seu lugar empurra a cortina.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/03/2010 - 09:50
      Enviado por: Pillon

      E se jorrar água fria?

      responder este comentário denunciar abuso
    • 30/03/2010 - 19:02
      Enviado por: Luís Antônio Vellez

      Também tenho a mesma impressão. Seria necessário repetir a experiência com a água à temperatura ambiente para evitar correntes de convexão.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 30/03/2010 - 22:45
      Enviado por: Ademir

      Tanto faz se a água for fria ou quente; na verdade, o ar tende a acompanhar a água até chegar ao chão, desiquilibrando momentaneamente a pressão interna, mas depois se espalha novamente. Note que a cortina só é chupada para dentro por alguns segundos, depois volta ao normal. Foi um exemplo mal escolhido pelo autor.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/03/2010 - 06:57
    Enviado por: Fey

    Decidi que não comentaria mais. Mas o seu post foi o primeio post digno na explicação da força de sustentação das asas de aviões em jornais populares que já lí.

    Deixe-me adivinhar, você não usou aquela velha estatística do ‘morre menos pessoas estatísticamente dentro de um avião doque num acidente de carro’ usou?

    Eu apelaria para a explicação dos sistemas redundantes que existem dentro de um avião caso haja falhas.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 06:58
    Enviado por: Rodrigo

    São os dois princípios somados: Bernoulli e Newton.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 07:12
    Enviado por: Fabio Nog

    A solução mais simples é perguntar para a Embraer como ela projeta as asas. Considerando que os aviões dela voam, então eles sabem o que gera a sustentação

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 07:14
    Enviado por: blabla

    confuso

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 07:21
    Enviado por: Lima

    ora, o avião voa porque foi feito para voar.
    antes que riam e/atirem pedra: é a explicação dos membros de uma tribo africana que, anos atrás, ao mostrarem as “maravilhas” tecnológicas do Homem para ela, perguntaram se sabiam o porque do avião poder voar. acho a resposta um primor de inocência e sabedoria.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 07:59
    Enviado por: Eder

    No Caso do avião acrobático é devido a asa ser simétrica, e sem falar que precisa de muito motor para voar de cabeça para baixo, etc,etc.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/03/2010 - 21:42
      Enviado por: jose roberto martins

      É aí.
      As duas coisas se complementam.
      Os aviões lentos, que utilizam asas curvas em cima e planas embaixo (plano-convexas), voam com base no princípio citado.

      Os acrobáticos (com asas simétricas) voam graças à velocidade mais alta e à arfagem (grau de inclinação que permite que o ar “empurre” o aeroplano para cima.
      Tranquilize sua mulher….os jatos tem asas de perfil que usam os dois princípios….Por isso, quando pousam, com flaps acionados, pode=se observar que ficam com nariz levantados.. Exatamente para que a arfagem aumente a sustentação. E,como disse o colega, com o motor fazendo muito mais força…

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/03/2010 - 08:15
    Enviado por: Renato

    Pelo lado das estatisticas, o “elevador” e’ o mais seguro dos meios de transportes! Não o avião!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 08:24
    Enviado por: Paulo Niha

    Puxa..já tinha medo de subir num avião…agora!!! Prefiro o chuveiro..

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 09:30
    Enviado por: João Henrique Serra

    Carlos,
    Pelo que li do artigo não haveria controvérsias entre as teorias e sim diferenças na adequação na sua aplicação: aparentemente a Lei da Dinâmica dos Fluídos de Bernoulli seria mais adequada na formulação de modelos matemáticos para o estudo da aerodinâmica de aerofólios. Do ponto de vista da física é uma questão de se escolher a teoria mais adequada para o estudo de um determinado aspecto de um determinado fenômeno físico.
    Mas, para além dessa suposta controvérsia, há outra que aparece implicitamente na chamada do portal para o seu blog. A chamada “Você sabe por que o avião voa?” aparece ilustrada por uma foto de uma réplica do avião dos irmãos Wright, que teriam voado pela primeira vez em 1903. Do ponto de vista histórico existe a controvérsia sobre que teria realizado o primeiro vôo em um artefato mais pesado que o ar: se os irmão Wright, em 1903, ou o brasileiro Santos Dumont, em 1906. Nesta controvérsia, também há o componente da adequação dos critérios para a avaliação do fenômeno histórico. Para uns, o primeiro vôo dos irmãos Wright com o Flyer em 1903 não pode ser considerado um vôo autônomo pois exigiu a utilização de uma catapulta para iniciar o vôo, que depois foi sustentado por cerca de doze segundos em uma distância de 36,5 metros o que, em termos técnicos, estaria mais para uma queda parcialmente controlada do que para um vôo propriamente dito. Além disso, esse vôo não foi público, os irmãos Wright somente voariam publicamente após o feito de Santos Dumont e seu 14-Bis em Paris que, de forma diferente, levantou vôo por seus próprios meios com o testemunho de uma grande platéia. De resto, há ainda o fato de que o experimento dos irmãos Wright com o Flyer jamais pode ser reproduzido – diversas réplicas, inclusive a utilizada nas comemorações do centenário deste que seria o primeiro vôo, falharam em demonstrar sua viabilidade.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 17/03/2010 - 01:27
      Enviado por: Anonimo

      A minha sugestão é: procurem na net quem foi o paraense Júlio Cesar.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 30/03/2010 - 19:29
      Enviado por: Luís Antônio Vellez

      As pessoas gostam de Bernoulli por que parece mais elegante. Newton é muito óbvio, senso comum. Mas o fato é que voa-se melhor com Bernoulli mas não se voa sem Newton.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 30/03/2010 - 19:50
      Enviado por: Luís Antônio Vellez

      No tal primeiro vôo do Flyer não foi usada catapulta. Ele foi arremessado manualmente do alto de uma duna contra o vento. Uma tentativa anterior foi cancelada por falta de vento. A catapulta veio depois e rodas só em 1908.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/03/2010 - 09:38
    Enviado por: nelson

    Sou comandante de linha aerea e voo ha 25 anos.
    Depois de muito pesquisar, descobri que a unica coisa que faz o avião voar é dinheiro ($$$). Esquecam da fisica, densidade do ar, empuxo, arrasto e sustentação. O $$$ faz o avião voar, assim como o carro andar e o navio navegar.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/03/2010 - 15:19
      Enviado por: Paulo

      Graaande Nelson. Excelente resposta. Você “matou a pau”…

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/03/2010 - 07:41
      Enviado por: JRSS

      Concordo com o Cmte. Nelson: Com 35 anos nisto chego à mesma conclusão… Parabéns!!

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/03/2010 - 07:43
      Enviado por: JRSS

      Não ligue para a opinião do Sr. Pillon. Ele deve ser novo e quando novos acreditamos em tudo e queremos achar respostas…rs

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/03/2010 - 10:26
      Enviado por: Pillon

      Queira desculpar mas depois dessa pendure a chuteira e vá empinar pipa. Com o Sr. eu não voaria nunca.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/03/2010 - 17:21
      Enviado por: assimetrico

      falou tudo comandante,e parafraseando uma frase tirada de uma grande cia aerea…nada substitui o lucro.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/03/2010 - 08:21
      Enviado por: Pillon

      Caro Sr. JRSS, os povos que faturam alto, que podem investir em tecnologia, que tem o dinheiro que o comandante Nelson se refere, aproveitam ocasiões como esta para discutir o assunto, aprimorando e divulgando conhecimento, como fizeram aqui alguns leitores. O dinheiro é resultado do trabalho, Sr. JRSS, que se esconde atrás de uma sigla. Seriedade, união e muito trabalho levam povos ao progresso. Sou brasileiro, trabalhei no Brasil, nos EUA, com americanos e mexicanos, e hoje trabalho na Alemanha, com alemães e suíços. Percebi o “aproach” de cada um a assuntos como este e vi porque uns continuam líderes em tecnologia de ponta e outros não. Trabalho hoje na área de administração de projetos e, como hobby, me interesso por assuntos desse tipo, da ciência no nosso dia-a-dia. Como muitos, acreditava que havia somente a explicação da velocidade do ar sobre a superfície assimétrica da asa, criando diferença de pressão. Depois de ler o blog e as diferentes explicações, percebi que o assunto era mais complexo. Pesquisei sobre mecânica de fluídos para ver se conseguia mais alguma luz e não só confirmei alguns comentários aqui como descobri mais coisas interessantes, como por exemplo, a superfície irregular da bola de golfe tem uma fluidodinâmica maior do que a de uma completamente polida, ou que o casco de um veleiro de competição que possuia a superfície semelhante ao couro do tubarão obteve melhor desempenho do que um com superfície plana e lisa. São observações obtidas através de muito trabalho, com erros e acertos.
      Comprar tecnologia pronta é simples, tal como fazer o avião voar. Basta vender bastante café, suco de laranja, soja, carne e se tornar o terceiro maior exportador mundial de agroprodutos. O difícil é desenvolvê-la.
      Não teria me incomodado se o comentário viesse de um “paraquedista” qualquer. Peço desculpas ao comandante pela rispidez de minha resposta, porém, acredito que todos que lemos esta coluna, gostaríamos que profissionais da área, como o comandante e seus colegas, colaborassem de forma elucidativa, pertinente, digno do que deles se espera, sem comentários simplistas que nada acrescentam. Afinal, o blog do Sr. Orsi é sobre ciência e não sobre economia.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 26/03/2010 - 12:44
      Enviado por: Alkinoos Viktor

      Fui tecnico de eletronica de aviaçao, e piloto mirim..rs.. mas de fato sem $$$ nao há nem vôo nem “ciencia”.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 30/03/2010 - 22:54
      Enviado por: Ademir

      Para o Pillon, realmente, fluidodinamica é bastante complicado, trabalho com preparação de motores de corrida, e usamos bastante isto, superfícies extremamente lisas, tipo polidas a espelho dão mais arrasto que as levemente rugosas, dependendo do fluído, claro, não tem lógica mas é a realidade, fazer o que, nos livros não é assim, mas na prática é o que acontece…

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/03/2010 - 09:55
    Enviado por: Jairo Cunha

    A pergunta que não quer calar….. galinhas voam ou só quando são catapultadas?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 09:59
    Enviado por: Andreas Romeu

    Desculpe a curiosidade, para onde vocês irão viajar???

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 10:05
    Enviado por: Marcos Martins

    Quero lembrar que aeronaves acrobáticas e militares são projetadas com recursos que permite o voo de dorso com certas limitações.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 10:27
    Enviado por: edson octaviano

    A explicação fisica para a sustentação é mais complexa, mas pode ser encontrada em um excelente texto em portugues, http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-11172001000400009&lng=en&nrm=iso.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 10:48
    Enviado por: Paulo

    São apenas caminhos diferentes para chegar ao mesmo lugar. Newton vai pela 3a lei e pela conservação de momento, enquanto Bernoulli vai pela conservação de energia. Não há contradição, ambos estão corretos (ainda bem!). O problema é que geralmente usa-se a equação de Bernoulli com tantas simplificações que a explicação acaba ficando furada. Esse papo de “tempos iguais” eu também ouvi no colégio…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 10:55
    Enviado por: Garcia

    Carlos,

    muito legal o post, principalmente com os dois textos complementares traduzidos.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 11:09
    Enviado por: sergio

    há mais perguntas que respostas nesta matéria além do que ainda fiquei sem entender bem porque o avião voa.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 11:45
    Enviado por: emir tomazelli

    Ok! vc nos explicou porque o avião voa.
    Então me diga por favor: por que que o avião cai?
    E me diga também, se ele cai – uma vez que se cai a gente morre – para que é que ele voa?
    Att,

    Emir

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/03/2010 - 00:12
      Enviado por: Teno da Silva

      “Ok! vc nos explicou porque o avião voa.
      Então me diga por favor: por que que o avião cai?”

      Lei de Murphy.
      POis voce ja sabe, ne??!!! A lei de Murphy pode ser aplicada contra todas as outras leis.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/03/2010 - 12:25
    Enviado por: Gilson

    Afinal, você conseguiu ou não tranquilizar sua mulher?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 12:36
    Enviado por: Carlos Orsi

    Sim! Mas tive de apelar para estatísticas, a física ficou enrolada demais…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 12:49
    Enviado por: Eduardo

    A Lei do Newton também não explica o voar de cabeça para baixo do avião acrobático.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/03/2010 - 06:59
      Enviado por: Alex

      Nos aviões acrobáticos, o perfil da asa tem um formato diferente, exatamente para aproveitar o efeito Bernoulli nas duas posições.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 06/03/2010 - 13:06
      Enviado por: Vitorio F. Massoni

      Mas deveríamos olhar também a física que faz um ultra leve voar, a dos planadores e outros objetos voadores. Foguetes voam e não tem asas (só para sacanear) e o besouros, segundo a física não poderiam voar… mas voam! (mal prá cacete, mas voam).

      responder este comentário denunciar abuso
    • 06/03/2010 - 14:14
      Enviado por: Alexandre

      Alguns aviões acrobáticos conseguem voar de cabeça para baixo pois o perfil de suas asas pode ser modificado pelo piloto conforme a posição da aeronave.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/03/2010 - 13:06
    Enviado por: tadeu passarelli

    o avião acrobático, quando está de dorso, tem que aumentar o ângulo de ataque (“inclinar” o avião mais para cima..) para manter a sustentação..o ãngulo de ataque é o essencial em qualquer avião..alem disso, aviões acrobáticos costumam ter o perfil de asa “simétrico”, o caminho por cima da asa é o mesmo de por baixo..de nôvo, o ângulo de ataque..sacou? não..well, com potência e velocidade suficiente até uma porta voa..até um poste kk visitem o site, tem fotos do nascer do sol, todos os dias.. de avião, sem estar de pontacabeça.. obrigado..

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 13:24
    Enviado por: Renato

    Se ele fosse responder a pergunta sobre tranquilizar a mulher a reposta seria não.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 13:25
    Enviado por: Mário Fonseca

    Esqueça tudo o que vc aprendeu sobre sustentação x peso, tração x resistência.
    O que faz um avião voar é DINHEIRO…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 13:35
    Enviado por: regneto

    Acho que os acrobáticos voam de cabeça para baixo ou de dorso porque diferentemente dos outros tem uma curvatura pronunciada no intradorso, embora tenha que ter um angulo de ataque mais acentuado para produzir o efeito de bernouli, e também em parte devido ao componente vertical do vetor da tração gerada pela helice nos motores de grande potência em relação ao peso da aeronave.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 13:37
    Enviado por: Marcio

    Entao porque o aviao acrobatico voa de cabeca pra’ baixo?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 13:41
    Enviado por: Antonio

    Eduardo,

    Essa explicação do Carlos foi uma forma bastante simplificada (porém correta) de explicar o fenômeno pela lei de Newton, mas faltou talvez somente acrescentar que o ângulo de ataque (o que é óbvio) tem que ter a componente “horizontal” de força que é o movimento produzido pelo motor ou pela gravidade ou por outra fonte qualquer para que se tenha velocidade para forçar o ar para “baixo” da asa. Em resumo: é o ângulo de ataque mais a velocidade (que viabiliza o fluxo de ar. Obs: o 14bis não tinha o perfil de asa moderno e voou um vôo controlado e pousou de volta.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 14:06
    Enviado por: Claudio

    Mais fácil é perguntar a ela: e você acha que é mais seguro dirigir na Dutra, Fernão Dias, Raposo Tavares, Régis Bittencourt ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 14:07
    Enviado por: André

    Tua mulher nunca viajou de avião?????

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 14:48
    Enviado por: juliano

    boa viagem

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 15:22
    Enviado por: paulo

    Aguem sabe me responder a que horas Santos Dumont e Irmaos wright voaram,e qual deles obteve exito das termicas locais?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 15:25
    Enviado por: Marco

    Agora gostaria de saber porque um helicóptero voa?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 15:35
    Enviado por: Marco

    Outra pergunta importante é saber porque o HELICÓPTERO voa?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 26/03/2010 - 12:48
      Enviado por: Alkinoos Viktor

      Interessante é saber pq Helicopteros nao podem ultrapassar uma certa velocidade, creio q por volta de 600 km, pois a pá ( ou Asa rotativa) avança a 400 Km/h somado a velocidade do helicoptero ultrapassaria o som, e ela perde sustençao do outro lado, assim o helicoptero cai.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/03/2010 - 15:37
    Enviado por: Marco Heinski

    E Helicoptero porque voa?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 15:52
    Enviado por: fernando

    num entendí chongas….

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 16:06
    Enviado por: Vilar

    Quando fico com medo dentro de avião, passo os meus braços por debaixo dos braços da poltrona, puxando o avião para cima. É por isto que os aviões em que viajei até hoje não caíram.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 17:22
    Enviado por: Renê

    Isso é muito simples.
    Existem quatro forças envolvidas no vôo: Sustentação, tração, arrasto e gravidade e o equilíbrio dessas é mantido por três eixos através dos comandos de leme, profundor, e ailerons.
    No entanto, para fim elucidativo, o avião mesmo sem motor, mantém a sustentação, o que lhe permite voar por determinados períodos dependendo da altura, direção do vento e ângulo de planeio. É justamente o perfil assimétrico das asas que tem a maior importância nessa questão. A parte de cima devido à curvatura fica maior que a debaixo isso faz com que o ar tenha que passar com maior velocidade para que as moléculas cheguem ao mesmo tempo no final do aerofólio, dimimuindo a pressão em cima e criando a sustentação, uma vez que a pressão embaixo será maior. O ângulo de ataque por sua vez tem um ponto de limitação, pois a partir do momento em que ele é acentuado o ar passa a não fluir por toda a estrutura e o avião entra em Estol.
    A nasa estudou esse fenomeno durante anos e comprovou ser esse o processo responsável por fazer o avião voar, inclusive serve como base o vôo dos planadores. Só para constar fiz todos os cursos de piloto Privado, Comercial, IFR e Instrução de Vôo

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/03/2010 - 18:53
      Enviado por: Taylor

      Renê correto, ensina a esses tolos que não existe mágica, reza ou voudu, a ciencia explica tudo.. parabens

      responder este comentário denunciar abuso
    • 08/03/2010 - 09:20
      Enviado por: Pillon

      Caro Renê,

      Gostei muito da sua explicação. Li depois sobre a dinâmica dos fluídos e confirmei tudo. Porém, ainda tenho uma dúvida que talvez vc pode me esclarecer. Os jatos vooam a 33.000 pés (10 km) de altitude, em geral a uma velocidade de 900 km/h. O ar nessa altitude é rarefeito. É a velocidade que os mantem nessa altitude ou há outros fatores? Grato. Abraços.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/03/2010 - 17:52
    Enviado por: Taylor

    Ambas teorias se mesclam na sustentabilidade do objeto sob efeito da gravidade somado a velocidade inerical+empuxo…entendeu…. não?
    Vá construir um modelo e pule com ele de uma altura de 1000 metros e terá a resposta

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 18:25
    Enviado por: luiz

    Porque o avião quando está em voo cruzeiro solta aquela fumaça? é uma curiosidade que queria saber. Alguém sabe?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/03/2010 - 18:37
      Enviado por: Renê

      Olá Luiz !

      Não é fumaça, é chamado rastro de condensação. Quando o avião passa por regiões humidas em grandes altitudes as moléculas entram em contato com a estrutura aquecida do avião e também com os motores, formando esse tipo de fenômeno.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 06/03/2010 - 18:38
      Enviado por: Renê

      Retificando meu erro de digitação ( ÚMIDAS )

      responder este comentário denunciar abuso
    • 06/03/2010 - 18:54
      Enviado por: luiz

      Obrigado René, pois imaginava isso e também imaginava que era uma forma de comunicação entre aeronaves.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/03/2010 - 18:36
    Enviado por: Atha Kaldeira

    Por que falar tanto para não explicar o por que dos por quês? Vamos recorrer à Orígem das Palavras e os que Parlam em Parlamentos para lamentar. O Abí escrito Aby e Abé, abem da Verdade, não pode volar para valer porque vem de baixo. Então, para alsar e volar, as Abas que são as Azas não bastam. Como o que está em jogo é o Domínio dos pensantes, querem dominar de Alto a Baixo e para isso, preciza derrubar os Altos e os transformar em Baixos ou Bédios Médios, sendo esse o Remédio para quem quer ficar arremediado. As Alitis Alicis foi raptadas e chamadas de Élicis de Abi, o Abion em Avion que conseguiu voalar e ser chamado de Poderozo, mas é um sobe-e-desce sem fim. Ponto Pronto.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 18:43
    Enviado por: Newton

    Balas de canhão também voam, apesar de nao ter nenhuma aerodinâmica para isso. É porque são catapultadas por uma força suficiente para isso, como foguetes, besouros, etc.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 19:03
    Enviado por: Mauro Framke Cappellano

    Cansei de ver em túneis de vento o que acontece.
    O desenho da asa, plano convexa, faz com que o ar passe em maior velocidade na área superior, formando uma zona de baixa pressão, e mantendo a sustentação.
    Assim como o helicóptero, onde a baixa pressão acima das hélice é que eleva a aeronave!
    Existem milhões de fotografias de túneis de ventos, feitas no último século provando isso!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 19:10
    Enviado por: Renato Vasconcelos

    Cncordo com os colegas de comentário abaixo. Prefiro o chuveiro ou o elevador. E afinal, por que o avião voa?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 19:52
    Enviado por: ernani

    para mim o avião e conversivel, portanto não possui capota minha explicação, eu só o vejo voando de baixo

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 20:11
    Enviado por: jairo

    agora que nào viajo mais de avião.
    voces “Kafundiram”" tudo.
    falou o cientista falou o piloto falou o curioso; o homem só queria tranquilizar a mulher dele. claro que ele exagerou na explicação, ele deveria ter dito que o aviào voa por que nào sabe caminhar teria sido melhor. um abraço

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 20:14
    Enviado por: Saulo Mundim Lenza

    Pô o que faz o avião voar é o dinheiro?
    Que coisa heinnn???

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 21:38
    Enviado por: Mario Piloto de Freitas

    Um pedra também voa. O segredo do avião e da pedra voarem está no impulso. A pedra logo cai porque perde o impulso inicial rapidamente. O avião com as turbinas ligadas possui impulso constante. Basta parar os motores que ele cai ou aterrissa rapidamente. Essas teorias de ar acima ou abaixo das asas só funcionam para a manutenção do equilíbrio e facilitar a subida ou descida dos aeroplanos.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/03/2010 - 15:37
      Enviado por: Marco Heinski

      Discordo! Planador não tem motor e voa. Asa Delta e Paraglider não tem motor e voam

      responder este comentário denunciar abuso
    • 07/03/2010 - 12:03
      Enviado por: Ruberval

      Plainadores, asa delta e paraglider usam as correntes de ventos ascendentes – ar quente que sobe – para a sustentação e manter-se no ar. O mesmo príncipio da física usada pelas aves de grande porte para se manterem no ar.

      Um detalhe: – Aves de grande porte NUNCA freguentaram aulas do ensino médio para aprenderem o efeito das TÉrMICAS. Nós, humanos, é que estudando o voo das aves, aprendemos a usar as corrente de ar aquecido e assim mantermos os plainadores, asas deltas, praraglider, etc…em voo por longas distâncias. Quando esquecemos que não temos asas, geralmente o chão é o limite e a morte um prêmio para o erro no uso das TÉRMICAS.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/03/2010 - 22:08
    Enviado por: Nelson

    Poô mané depois dessas explicações é que eu gaúcho grosso, acostumado a andar em lombo de cavalo não subo numa coisa dessas. Pois já dizia minha santa avózinha, que Deus a tenha, tudo que sobe tem que cair…cruzes

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 23:04
    Enviado por: Luigi Bortoletto

    Prezado Senhor,
    espero que no próximo vôo, eu me lembre de Newton e Bernoulli.
    Obrigado pela informação técnica.
    Como sou ateu, agora tenho em que acreditar.
    Um abraço.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2010 - 23:06
    Enviado por: Luigi Bortoletto

    Desculpe. Será que aquele menimo da torre de Nova York tem tal conhecimento ?
    Um abraço.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 01:59
    Enviado por: Sergio Rodrigues

    Eu entendo que o aviao fica mais leve devido o ar compremido no interior do mesmo e as turbinas empuram o aparelho e a regulagem das asas controla o aviao.

    Grato:
    Sergio

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 05:20
    Enviado por: Investidor

    Por falar em Subir e Descer…. Amanhã a Bolsa sobe ou Desce????

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 05:49
    Enviado por: JAILTOM

    SEM RESPOSTA ACHO Q VCS TÃO CERTOS…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 07:32
    Enviado por: YoDude

    Porque sim.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 07:54
    Enviado por: Aleksandro

    Então Cartos, o principio de Bernoulli é bem chatinho de entender mesmo, seria mais fácil se você tivesse indicado para sua esposa assistir o capitulo do Mundo do Beakman além da otima explicação os exemplos eram esclarecedores, eu me neste seriado quando era pivete…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 08:15
    Enviado por: Mauro

    Isto me lembrou de uma vez, há muitos anos, em que viajei de avião com amigos e um deles viajava de avião pela primeira vez. Ele estava extremamente tenso e eu sugeri que ele lesse uma revista para se distrair. De repente ele começou a gritar. Ele tinha pego uma revista (Manchete, alguém se lembra?) e a foto da capa era de um avião (acho que da Varig) que tinha caído perto de Paris…….

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 09:29
    Enviado por: Mineiro de Mariano Procópio

    Carlos Orsi, bom dia!

    Você jovem jornalista sabe como despertar seus leitores; coisa rara num brasil de quem gosta de aparecer abraçando ‘defunto como líder’ e carregando ‘sapo’ em lagoa cheia de piranhas e poraquês…

    Continue assim e faça mais reportagens e ou mostre para os jovens como são pesquisadas as coisas no planeta Terra.

    Sucessos e meus parabéns.

    Você até agora não merece críticas e quando, sob minha visão, as merecer… serei o primeiro a lhe dar uma cutucada com ‘vara-de-marmelo’… dói muito…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 10:55
    Enviado por: Pillon

    Sou fã de Santos Dumont, obviamente não só por esse feito mas também por ter popularizado o relógio de pulso, desenhado por Cartier, especial para que pudesse pilotar seus balões. Sem desmerecer a proeza, mas se a tivesse realizada, naquela época, em sua terra natal, teria sido, de fato, uma proeza ainda maior.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 11:33
    Enviado por: IZALTINO

    Amigo, depois de tanta explicação, pode tranquilizar sua esposa, pois o avião é um meio de transporte seguro, até porque ele vai voar mais próximo de Deus…assim falou o religioso.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 12:12
    Enviado por: Renê

    É meu caro Carlos, está difícil !!!

    Faça o seguinte: Como Brasileiro não é muito voltado a ler manuais e adora fazer piada, use uma técnica bem simples, leve-a para dar uma voltinha de trem lá pelas 7:00 da manhã. Garanto a você que ela vai querer voar sempre e nem vai se preocupar com as leis da física Newtoniana, princípios e teorias.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 12:36
    Enviado por: Roberto

    Carlos Orsi,
    Acho que nem voce imaginava tantos comentários por conta deste assunto, hein?
    Pessoalmente me diverti com todos eles.
    Continue a nos instigar com suas experiencias e observações.
    Um bom dia.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 13:01
    Enviado por: Dora

    Quando você faz um aviãozinho de papel, para que ele voe, você precisa de um IMPULSO. ´Depois, ele não se mantém no ar, porque precisaria de algo em que o mantivesse ao menos numa velocidade constante. Existe uma série de fatores que mantêm o avião no ar. Ele “desliza” com a pressão do vento assim como uma prancha desliza nas ondas do mar. Percebe-se que nunca estudei o tema deste assunto. Mas também já me questionei, assim como questionei o navio, a asa delta (que ajuda na questão do avião), etc. Para que o conjunto de fatores seja colocado em prática, como diz o piloto, precisa de muito dinheiro.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 13:02
    Enviado por: edson r f ordonhes

    Voa porque pois combustivel e o motor funcionou.independente do sistema de motor aplicado (turbo helice ,turbo jato,pistão estrela,box etc).Gosto era a força da decolagem .EX(MOTOR pistão estrela) passo minimo no sistema helice, altogiro no motor/ VOANDO passo de helice com maior angulação e giro menor no motor/POUSO trem de pouso no chão e passo de helice invertido,muda a angulação da Helice e giro de motor/( MOTOR APAGOU QUALQUER SITUAÇÃO)qq, situação ,corte combustivel,pane, fogo etc… Passo de helice colocado em Bandeira (tipo faca) e motor ? tenha sorte/. Agora o voo se da pela grana de combustivel colocado não da para fazer tipo flex no motor a gasolina e a querosene tem que ter grana(não da para fazer gambiarra)outra coisa, gostoso era voar de DC 3 antiga Varig e Vasp(que saldades ) sobre São Paulo em um voo de Checagem 1964 passando em cima da tropa militar em S Paulo na decolagem com um motor só e a aeronave com carga total de peso (sacos de areia) passando em cima da cabeça do baixinho presidente e ficar la em cima com um motor em bandeira e ou outro em marcha lenta e passando em cima da av.paulista antiga ,jabaquara ,zoologico e por ai vai para conhecer litoral do estado (santos a,peruibe) era uma belesa,agora voa porque tem que voar,este foi projeto porque não da para voar de carro, quem voa vai para a embalagem de madeira ou esta pedindo este tipo de vida deve ser uma boa ficar la em baixo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 13:30
    Enviado por: assimetrico

    Ok vamos tentar ser breves e simples,como costumam ser as coisas na aviacao,nada de ficar complicando so para se sair bonito e dizer que sabe mais que os outros.
    Entao o aviao voa pq o aerofolio ou as asas sao assimetricas isso quer dizer que possuem um desenho diferente entre seu lado externo e o interno,todos sabemos que o ar percorre distancias diferentes no mesmo tempo,pois entao a parte interna do aerofolio tem uma distancia maior por causa disso o ar acelera no intradorso diminuindo assim a pressao estatica e aumentando a dinamica gerando assim sustentacao,simplificando o ar anda mais rapido na parte de cima da asa doque na parte de baixo,esse fluxo acaba gerando sustentacao.
    E uma explicacao bem simples,como devem ser as coisas na aviacao.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 13:31
    Enviado por: edson r f ordonhes

    Saldades da Vasp e Varig antiga aquilo era voar hoje o avião voa para levar passageiros colocados em uma embalagen de aluminio com o interno prensado
    isto é passageiros igual sardinhas enlatada para a entrega em tal municipio ,com direito a escolha se continua ou não o percusso. QUANTO a aeronave se voa ou não isto ja foi discutido ,defesa de tese ,doutorado,etc voce ve voando ,mas em que condições de voar ? Tem condições sim ou não, fica a criterio da ganancia da cia aerea, tem manutenção ,tem vistoria como esta o sistema da aeronave ,horas voadas foi feita a vistoria de manutenção ,troca de pneu ,tudo isto amigos o aviaão voa poporque se pois combustivel e pronto mas o conjunto esta em condições de voar esta é a pergunta,tire ai sua duvida se voce e escrachado com o menor preço ao comprar sua passagem ,sera que esta cia aerea da manutenção em sua aeronave eu não seipor que o custo aplicado em uma passagem esta aeronave tem que decolar com determ. nun de passageiros e as veses não atingem o 0a0 voa com prejuizo e ai vai chegando ao cumulo de cias aereas quererem cobrar pelo uso do banheiro ,vale a pena entrar numa dessa.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 16:49
    Enviado por: José Luiz

    Pô pessoal, será precisa de tanta ciência para saber porque o avião voa?
    Claro que voa porque não cabe na estrada. Vai dizer que é mentira/

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2010 - 20:09
    Enviado por: Gilberto

    Uma coisa é certa, depois de toda essa explicação técnica e o debate acalorado entre os leitores posso dizer de cátedra como engenheiro, que o pessoal que tinha medo de avião passará agora tambem a ter medo de chuveiro!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/03/2010 - 01:57
    Enviado por: Zé Chinelão

    Todo mundo explica tudo,
    como a luz acende,
    como o avião pode voar.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/03/2010 - 22:21
    Enviado por: João Brasileiro, maior, vacinado e invocado.

    Desculpe-me, Carlos… você podería tranquiliza-la muito mais, com a verdade ou seja, ” o avião NÃO voa, ele apenas se ergue um pouquinho e espera a terra girar”.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/03/2010 - 19:08
    Enviado por: Edson

    Pessoal, eu RI MUITO lendo os comentários!!! A galera tem um senso de humor refinadíssimo!
    Valeu, aliviou o estresse da terça-feira!
    E sem contar as informações sobre física, dinâmica dos fluidos etc.

    Abçs,

    Edson

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/03/2010 - 07:57
    Enviado por: ARIOVALDO BATISTA

    O blablabla do Orsi está empatando com os blablablas do Lula.
    As leis não se contradizem, o que se contradizem são os blablablas.
    A forma da asa tem a função de susentação no plano horizontal. As acrobacias existem da mesma forma que o avião tem que subir e descer, muda-se a “inclinação da asa”, e se altera o “fluxo” por elas! Não se contradiz nem uma lei nem outra, pelo contrário, a sustentação continua seguindo as duas!!
    Os carros de corrida costumam utilizar o efeito inverso do avião!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 11/03/2010 - 14:53
      Enviado por: Carlos Orsi

      Oi, Ariovaldo!

      em momento algum eu disse que as leisse contradiziam… O que eu disse fooi que os leitores de uma revsita estrangeira tinham quase saído no braço para decidir qual a mais importante para os aviões.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 10/03/2010 - 08:46
    Enviado por: Dr. Sério

    Nããão, a cortina do box é sugada pelo ar que é aspirado pelo ralo! Faça a experiência de tapar o ralo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/03/2010 - 13:28
    Enviado por: Luiz Martins

    A sua pergunta é instigante e as possíveis respostas permeiam os domínios da Física, da Engenharia Aeronáutica, da Economia, da Sociologia, da Matemática, etc.

    Os comentários são muito elucidativos desta comunidade virtual e alguns me fizeram rir.

    Outro dia li que as abelhas voam, embora contrariem todo o conhecimento existente sobre a aviação. Elas voam porque não sabem o que pensamos a respeito delas não poderem voar!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 30/03/2010 - 23:21
      Enviado por: Ademir

      Claro que não contrariam principio nenhum, como são pequenas, usam mais o efeito de vórtice, ou seja, criam um vácuo na parte superior das asas que ajuda na sustentação, acontece o mesmo quando um avião está pousando…

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/04/2010 - 22:47
    Enviado por: Meio Aéreo

    Viajar de avião é sempre um trem bão!!!

    Portal Meio Aéreo

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/08/2010 - 20:24
    Enviado por: roderlei,inventar

    porque um carro nao fazem voar tambem?pode se usar a mesma teoria do aviao?colocamos grandes asas,o rabo ou calda,motor turbinado,com helice claro,afinal, um carro pesa 100 vezes menos que um boeing,porque não?sera que a lei gravitacional iria agir ou não?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/11/2010 - 21:13
    Enviado por: MAC

    o avião voa porque a maioria das aves voam e avião é uma ave grande AVE ÃO.

    responder este comentário denunciar abuso

Deixe um comentário:

Arquivos

Blogs do Estadão

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo