ir para o conteúdo
 • 

Blog da Garoa

Eita São Paulo! Eita Brasil! Pegou fogo num dos patrimônios da cidade, o Memorial da América Latina, obra do arquiteto Oscar Niemeyer. Bombeiros sofrem na UTI com queimaduras gravíssimas nos pulmões, obras de arte foram destruídas e mais uma conta (custo da operação do combate ao incêndio e do tratamento dos feridos) será empurrada, claro, no contribuinte – esse mané que tudo paga sem reclamar. É de lascar!

A cara de pau dos gestores públicos brasileiros, os que mandam e os que fiscalizam, é tão acintosa, o comportamento dos “responsáveis” por administrar é tão rasteiro, que dá é pena.

Dizem agora que o Memorial, símbolo da integração regional da América de baixo – uma casa de cultura! -, não estava de acordo com as regras de segurança havia anos. Ou seja: havia muito tempo que o Memorial colocava em risco a vida de milhares de pessoas, adolescentes, crianças, que por lá passavam curiosos para encontrar saber. Ou, como diz o próprio presidente da Fundação, João Batista de Andrade, na Folha de S.Paulo, nunca esteve conforme com a exigência legal. O Memorial funcionava com alvará vencido, com documentos “especiais”.

Estava amparado pelo jeitinho nosso de cada dia, primo da feia conivência que alimenta a corrupção nas fábricas de alvarás para construtoras, uma delas recentemente estourada dentro da Prefeitura. E notem que agora não se trata de uma boate clandestinamente construída e enfeitada com materiais suspeitos para enriquecer irresponsáveis. É o Memorial! O Memorial não é mais deste ou daquele. O Memorial é da comunidade. Está ligado à Secretaria Estadual da Cultura (Lei 6472/89), editada no governo Quércia, mas é espaço público. Não é um curral estatal.

Sabem o que vai acontecer com quem deveria ter a obrigação de governar aquele espaço público com eficiência e com quem deveria ter fiscalizado e não cumpriu com a tarefa de evitar o que agora chamam de “acidente”? Absolutamente NADA!

E sabem por que? Porque o contribuinte, extorquido em sua renda suada pela cobrança abusiva de impostos, é mané mesmo. E o bando de  “administradores públicos” sabe que quem é mané paga essas contas sem protestar, como mansos cordeirinhos. No fundo, se merecem!

sem comentários | comente

  • A + A -

Vem aí um feriadão, tempo bom para ficar na cidade e aproveitar São Paulo. Para quem ainda não tem programa: que tal uma passadinha no Memorial da América Latina para ver Portinari? A temporada da obra Guerra e Paz, da ONU, foi estendida até 20 de maio. Depois me digam o que acharam da dança de roda das mulheres!

.

 

 

sem comentários | comente

  • A + A -

Está marcada para esta quinta-feira, 28, 19h30, na Livraria Cultura do shopping Bourbon (Rua Turiaçu), a sessão de lançamento de dois livros, editados pela Fundação Memorial da América Latina, que tratam de temas caros a São Paulo. O primeiro conta a história do “Memorial da América Latina – 21 anos”. O outro, Liberdade de Expressão, é reunião de artigos sobre o ambiente da informação na América Latina. Um dos textos organizados por Cremilda Medina é o do jornalista José Maria Mayrink, do Estado, que faz uma reflexão sobre o caso da proibição imposta ao jornal no caso das reportagens sobre os Sarney.

sem comentários | comente

  • A + A -

A uma hora do encerramento da visitação na Estação Pinacoteca, na Praça General Osório, ontem, 21 de abril, à tarde, era grande a fila de pessoas do lado de fora. Tarde ensolarada, cidade às calmas, Parque da Luz cheio, e ingressos a R$ 6 (inteira) chamavam para a mostra “Andy Warhol, Mr. América”. E com direito a visita ao Memorial da Resistência, no mesmo prédio. De quebra, uma passada na sala das telas de Wilfredo Lam, artista cubano (1902-1982). Belo passeio.

PS:

Confesso que tive dificuldades com a iluminação nas salas de Andy Warhol. Como há trabalhos de pequenas dimensões, talvez os menos privilegiados pela visão desfrutassem melhor das obras com uma luz mais dirigida. De qualquer modo, apreciar a sequência azul de Jackie Kennedy é um presente!

sem comentários | comente

  • A + A -

Arquivo

TODOS OS BLOGS