1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

PABLO PEREIRA. Formado pela PUC-RS em 1986, é jornalista do Estadão desde 2007. Foi Editor Executivo de O Estado de S.Paulo, do Jornal da Tarde e do estadão.com.br. Master em Jornalismo Digital pelo Instituto Internacional de Ciências Sociais (IICS), é repórter especial.

segunda-feira 27/10/14 09:50

Oposição mais forte, o recado de julho nas urnas

O eleitor deu seu recado claramente na política nacional brasileira. O governo Dilma/Lula tomou um susto na campanha. Neste domingo, 26, foi no sufoco que conseguiu manter o poder. Nos próximos quatro anos, terá de se recriar para resolver gargalos importantes no país, como controlar o custo de vida e construir saídas para uma significativa massa que quer mais do que renda subsidiada, sem falar da urgente necessidade de combate, sem tréguas, à corrupção, às mamatas ...

Ler post
quinta-feira 23/10/14 19:06

Em vídeo, refém de guerrilha do Paraguai pede intervenção do Brasil

 A primeira prova de vida de Arlan Fick, 17 anos, filho do produtor rural brasileiro Alcido Fick, foi divulgada nesta quinta-feira em vídeo preparado pelo Exército do Povo Paraguaio (EPP), grupo guerrilheiro de orientação marxista que opera na região norte do Paraguai. No vídeo, divulgado no Youtube e no jornal Última Hora, de Assunção, Arlan pede a intervenção do governo brasileiro. “Peço ao governo brasileiro que garanta minha vida quando a guerrilha me libertar”, ...

Ler post
quarta-feira 15/10/14 13:52

São Paulo, o delírio das águas

São Paulo vive dias de um outubro calorento com ameaça de falta de água. Nada a ver com a campanha eleitoral para presidente da República, que a cada debate na TV fica ainda mais fervente. Ou tudo a ver, sei lá. Com essa temperatura beirando os 40 graus, pode-se pensar que até o clima tem a ver com as escolhas que se faz na política.

Quem há um ano tinha uma represa na vizinha ...

Ler post
segunda-feira 13/10/14 12:44

Guerrilha paraguaia ameaça executar refém. Prazo termina nesta terça-feira, 14

O Paraguai vive dias de tensão. Termina nesta terça-feira, dia 14, o prazo estabelecido pelo grupo guerrilheiro Exército do Povo Paraguaio (EPP) para a troca do refém Edelio Morínigo, 25 anos, um policial capturado no dia 5 de julho, por seis integrantes da guerrilha que estão presos em Assunção, acusados de terrorismo, sequestros, extorsão e assassinato. O governo do presidente Horacio Cartes diz que “não negocia com criminosos” e se nega a libertar epepistas.

As exigências da guerrilha foram feitas por meio de uma carta recebida, no dia 29 de setembro, pela família do refém, em Arroyito, distrito de Horqueta, departamento de Concepción, ao norte de Assunção. Na carta, datilografada e com a data limite para a troca – 14 de outubro – escrita à mão, o EPP ameaça executar Morínigo. O policial é considerado pelos guerrilheiros como “prisioneiro de guerra”. O documento foi divulgado pela imprensa paraguaia.

Morínigo é o segundo refém levado pela guerrilha desde abril, quando um grupo de epepistas sequestrou Arlan Fick, então com 16 anos, filho do agricultor brasileiro Alcido Fick, morador de Paso Tuya, na região de Azotey, também em Concepción. No último dia 3 de outubro, seis meses depois do desaparecimento, Arlan completou 17 anos. A família Fick afirmou que pagou um resgate de US$ 500 mil em 12 de abril, mais US$ 50 mil em mercadorias distribuídas nas comunidades de Nueva Fortuna e Arroyito.

Nestas duas localidades moravam os dois guerrilheiros que morreram durante o tiroteio travado com uma patrulha da polícia paraguaia na noite do dia 2 de abril. Na fuga, os guerrilheiros levaram Arlan. Um policial também morreu no confronto. Na mesma noite, os guerrilheiros exigiram da família o pagamento do resgate, feito dez dias depois.

.

Ler post

quinta-feira 09/10/14 18:35

Irmã de Arlan Fick diz que informação sobre refém é boato

"É chisme", disse a agronôma Rossinei Fick, sobre supostas informações de que o irmão dela, Arlan Fick, de 17 anos, sequestrado pela guerrilha no Paraguai desde 2 de abril, teria sido visto vestindo roupas militares com integrantes do Exército do Povo Paraguaio (EPP) na região de Concepción, a 150 quilômetros de Ponta Porã. "Não temos nenhuma informação desde que foi pago o resgate", disse Rossinei nesta quinta-feira, 9, explicando que "chisme" é boato, fofoca.

Ler post

terça-feira 07/10/14 18:15

Aécio reforça formação de militância tucana no País, diz Beto Richa

Pablo Pereira, enviado a Curitiba, e Julio Cesar Lima, Especial/Estadão

A passagem de Aécio Neves (PSDB) para o segundo turno da eleição presidencial muda um cenário no qual os tucanos enfrentavam dificuldades nacionais para vai fazer o debate político eleitoral contra o PT de Dilma Rousseff e Lula: a motivação de sua militância. A opinião é do governador Beto Richa (PSDB), reeleito no Paraná no primeiro turno com 55,67% dos votos. Com a eleição garantida no ...

Ler post
quinta-feira 02/10/14 22:35

Guerrilha ameaça executar policial refém no Paraguai

O Exército do Povo Paraguaio (EPP), grupo guerrilheiro que mantém em cativeiro Arlan Fick, de 16 anos, filho de um fazendeiro brasileiro na região de Concepción, no Paraguai, divulgou carta sobre outro sequestrado, o policial Edelio Morínigo. O grupo dá prazo até dia 14 para que o governo paraguaio liberte seis militantes do EPP, acusados e condenados por sequestros no País.

A carta teria sido encontra perto da casa da mãe do policial, Obdulia Florenciano, que mora ...

Ler post
sábado 27/09/14 16:10

Berta Rojas, o delicado som que vem do Paraguay

Seja com um "Tico Tico", de Zequinha de Abreu, ou uma "Luiza", de Tom Jobim, ou com o maravilhoso "Concerto de Aranjuez", do espanhol Joaquín Rodrigo,  ou, obviamente, com o primeiro movimento de "La Catedral", do seu compatriota Agustín Barrios, a paraguaia Berta Rojas é uma craque do violão. Ela vai do pop ao clássico com leveza e generosidade. A arte desta senhora é uma das belezas deste nosso intrigante vizinho sulamericano de fala espanhola e guarani. Outro dia, andei por terras ...

Ler post
quarta-feira 24/09/14 14:00

Paraguai, uma luta contra guerrilha na fronteira com Brasil

G

O Paraguai é um país bem interessante. Com cerca de 7 milhões de habitantes, tem mais de 2 milhões na faixa dos 15 aos 30 anos, ou seja, há uma juventude que fala guarani e espanhol desde criancinha e que tem forte sentimento de nacionalidade e grande sede de oportunidades. A inflação paraguaia está na casa dos 4,4%, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) é de 4,8%, segundo revisão recente do Banco Central do Paraguai ...

Ler post