1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

PABLO PEREIRA. Formado pela PUC-RS em 1986, é jornalista do Estadão desde 2007. Foi Editor Executivo de O Estado de S.Paulo, do Jornal da Tarde e do estadão.com.br. Master em Jornalismo Digital pelo Instituto Internacional de Ciências Sociais (IICS), é repórter especial.

terça-feira 27/07/10

Cuidado, turma de bike na pista

Ciclistas na Avenida Sumaré, em Perdizes

São Paulo tem hábitos estranhos. E perigosos. Famosa pela estatística de acidentes de trânsito, terror dos motociclistas que se machucam e morrem nas ruas congestinadas, a cidade convive há algum tempo com as turmas noturnas das bicicletas. Eles estão por vários bairros, com suas bikes e roupas de atleta. É a falta de parques, de áreas seguras para a prática do ciclismo.   [caption id="attachment_2356" align="aligncenter" width="450" caption="Ciclistas na Avenida Sumaré, em Perdizes"]Ciclistas na Avenida Sumaré, em Perdizes Ler post

segunda-feira 26/07/10

Cantos e cartas de lusos e paulistanos

Retrato de Camões, óleo de A. Neves e Souza, do acervo do Clube

Há anos, viajando no interior de Portugal, encontrei no ambiente da fria Serra da Estrela um cenário de pequenas propriedades, com gente do campo vivendo em sítios cercados por muros de pedras. A bucólica paisagem pedrenta da bela região da Beira, que tem um parque nacional, levou-me a pensar nas dificuldades encontradas pelos desbravadores portugueses que aqui, no quinhentista planalto paulista, sem a abundância das pedras, tiveram de recorrer ao barro e às varas para erguer muros e paredes – ...

Ler post
segunda-feira 26/07/10

Obras raras no acervo português

Um rico acervo mora no Clube Português. São obras raras, relacionadas no livro organizado por João Alves das Neves. Há adornos, coleções de revistas e jornais, telas e livros centenários, como Vocabulário Portuguez e Latino, de Raphael Bluteau, publicado em Coimbra em 1712, e as Rimas várias de Luis de Camões, comentadas por Manuel de Farias y Souza, edição de 1685, de Lisboa. Ou, ainda, o Poema Épico A Liberdade de Portugal defendida pelo Senhor Rey D. João I, da Real Officina da Universidade, em 1782. Há lá a história de Inês de Castro, a rainha morta do d. Pedro I português – os túmulos estão lado a lado no belo Mosteiro de Alcobaça.

(Texto publicado em O Estado de S.Paulo)

Ler post
quarta-feira 21/07/10

Santos Dumont, camarão com quiabo e cervejinha

 Outro dia, por conta de post sobre o pedaço paulistano de Alberto Santos Dumont, conheci o livro "As glórias, a luta e o martírio de Santos Dumont", do jornalista e escritor Fernando Jorge, pela Geração Editorial. Há lá informações deliciosas sobre a vida do pai da aviação.  O homem gostava de camarão com quiabo, só dormia no escuro absoluto, era de poucas palavras, gostava de uma cervejinha e tinha paixão por um chapéu panamá, de abas caídas. E foi o inventor ...

Ler post
sábado 17/07/10

Os alemães deles e o nosso, Fried

Muito se falou recentemente sobre a Seleção Alemã de futebol, multiétnica, que ficou com o bronze na Copa da África jogando uma bola redondinha. Choveram elogios à moderna composição do time, que surpreendeu ao usar diversos jogadores de origem estrangeira na disputa esportiva mais nacionalista do mundo. Havia no grupo até um brasileiro, Cacau. Fez bem o técnico deles em escalar o que tinha de melhor sem olhar para a origem do craque. Na hora de a bola rolar, em ...

Ler post
terça-feira 13/07/10

Frio, que pede montanha, que lembra música, que tem na TV

Maestro Carlos Kalmar, regendo a Sinfônica de São Paulo/Reprodução de TV

O frio, que chegou hoje (terça-feira) a São Paulo com uma chuvinha, após dias e dias de clima seco, poluição e calor fora de época, se anuncia como um convite para uma fugidinha, nos próximos dias, em busca de um bocado de serra. Outro dia, privado de sair da cidade por um plantão de final de semana, fui à TV, tarde da noite, e encontrei, em transmissão da Rede Cultura, momentos de beleza que vinham da montanha. Era a abertura do festival de ...

Ler post
terça-feira 13/07/10

Sobre Santos Dumont, o pai do avião

A respeito de texto sobre Santos Dumont, publicado no O Estado de S.Paulo no último domingo, 11, e reproduzido abaixo aqui no Blog, recebo carta do leitor Henrique Gândara, de Ribeirão: "Sr. Editor, Na edição de ontem, 11 de julho, caderno CIDADES, última página, matéria a respeito de SANTOS DUMONT. Seu autor omitiu alguns dados a respeito de ALBERTO SANTOS DUMONT e de sua família. Por desinteresse e ou desinformação. A família Dumont veio de Minas Gerais para a região de Ribeirão ...

Ler post
domingo 11/07/10

Santos Dumont, SP e a Revolução

Ilustração de Santos Dumont, que abre a edição de exemplar de "Os meus balões", de 1938

Ele era mineiro, viveu e ficou famoso na França, por sua ousadia de voar, mas foi um paulistano. Referências sobre ele e sua obra estão pela cidade. E neste mês de julho, tempo da Revolução Constitucionalista, sempre volta à memória. Santos Dumont, a pai da aviação (1906), é lembrado nas praças 14 Bis (Bexiga) e Campo de Bagatelle (Santana) e no casarão da Alameda Cleveland (Santa Cecília), hoje preservado pela Fundação de Energia de São Paulo, no qual viveu com ...

Ler post