1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Acabou o conto de fadas do Fluminense

André Rigue

quinta-feira 03/07/08

O Fluminense era favorito, mas perdeu a grande chance de seus 106 anos de história para conquistar a Copa Libertadores e, conseqüentemente, garantir vaga no Mundial de Clubes da Fifa. Pior, o clube amarga a lanterna do Brasileirão, com apenas 3 pontos, e dificilmente conseguirá voltar à Libertadores em 2009. Um trabalho até então impecável [...]

O Fluminense era favorito, mas perdeu a grande chance de seus 106 anos de história para conquistar a Copa Libertadores e, conseqüentemente, garantir vaga no Mundial de Clubes da Fifa.

Pior, o clube amarga a lanterna do Brasileirão, com apenas 3 pontos, e dificilmente conseguirá voltar à Libertadores em 2009.

Um trabalho até então impecável do Fluminense na Libertadores ruiu por apenas um motivo: salto alto no primeiro jogo.

Renato Gaúcho disse após a derrota por 4 a 2 no Equador. “O desespero é da LDU. Ninguém tira esse título da gente”.

E a LDU tirou. É o primeiro título da Libertadores na história do futebol equatoriano.

O conto de fadas do Fluminense na competição sul-americana deixou uma lição: “No futebol, não se ganha na véspera”.