1. Usuário
Assine o Estadão
assine
domingo 28/08/11 09:05

No ar, o Repórter Esso

1941.09.03_corte

Há 70 anos

O mais famoso noticiário de todos os tempos, o Repórter Esso, estreou no rádio no dia 28 de agosto de 1941. Foi o primeiro noticiário de radiojornalismo do Brasil, comandado pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro. Patrocinado pela empresa norte-americana sediada no Brasil, Standard Oil Company of Brazil, o Repórter Esso se especializou em divulgar, principalmente, notícias sobre a evolução das guerras travadas pelos Estados Unidos em todo o mundo.  

No Estado, um anúncio ...

Ler post
sexta-feira 26/08/11 09:03

Paulistas pediam Carlos Gomes na inauguração do Municipal

26_TeatroMunici1a

 

A inauguração do Teatro Municipal era ansiosamente aguardada pela sociedade paulistana. Mas nem todos concordavam com as escolhas feitas para a noite de estreia. Na sua edição de 26 de agosto de 1911, o jornal trazia o relatório apresentado ao prefeito de São Paulo, Raymundo Duprat, pela comissão encarregada da inauguração do Teatro.  No documento, a comissão buscava esclarecer o motivo de suas escolhas e desfazer mal-entendidos.

Ler post

quinta-feira 25/08/11 09:00

Há 50 anos, renúncia de Jânio mudava o curso da história

Foto2

 

Alegando que “forças terríveis” o impediam de governar, o presidente Jânio Quadros, anunciou na manhã do dia 25 de agosto de 1961 sua decisão de renunciar ao cargo.

O sucessor do presidente Juscelino Kubitschek ficou apenas sete meses no governo. O que era para ser mais um blefe do político da vassoura ficou conhecido como um dos atos mais misteriosos do cenário nacional. O próprio Jânio jamais apresentou detalhadamente sua versão.  "Peguem qualquer uma das 18 ...

Ler post
quarta-feira 24/08/11 22:44

Quando bandeiras viram armas

1977

A decisão dos deputados paulistas de permitir a volta das bandeiras dos times no meio das torcidas nos jogos disputados em São Paulo é vista por muitos como motivo de festa. As flâmulas tremulando trariam de volta uma beleza perdida do futebol, argumentam.  ”A lei é um crédito às torcidas organizadas, que embelezam os estádios paulistas”, declarou o deputado Ênio Tatto (PT), autor do projeto aprovado, atendendo à pressão das torcidas uniformizadas.

O aspecto estético é realmente indiscutível (veja as imagens no final deste post). Mas nunca é demais lembrar o motivo da proibição: uma guerra campal entre torcedores palmeirenses e são-paulinos no Estádio do Pacaembu no nem tão longe 1995. Já se vão 16 anos e talvez alguns não se lembrem: foram mais de 100 feridos e um rapaz de 16 anos  morto após ser agredido covardemente e  passar vários dias em coma.

Alguns lembrarão que não foram mastros de bandeiras, mas sim pedaços de madeira usadas em uma obra, irresponsavelmente deixadas ao alcance das torcidas, as armas da guerra que matou Marcio Gasparin. Mas, por precaução, a Polícia e a Federação Paulista de Futebol resolveram banir das arquibancadas qualquer objeto que pudesse virar uma arma num confronto. As camisetas beligerantes das organizadas também foram vetadas na época.  Que o governador Alckmin reflita bem quando esse projeto cair em sua mesa para sanção ou veto.

21/8/1995

21/8/1995

25/8/1995

.


Ler post
quarta-feira 24/08/11 08:53

O roubo da Mona Lisa

24_MonaLisaImg

 

A edição de 24 de agosto de 1911 noticiava o roubo de uma das mais célebres obras de arte do mundo.

Quinta-feira, 24 de agosto de 1911

Na segunda-feira daquela semana, a famosa dama de sorriso enigmático desapareceu da parede do Museu do Louvre. Em seu lugar, foram deixados  apenas os quatro pregos que ...

Ler post