1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Com qual astral?

Antero Greco

10 julho 2014 | 13:11

A seleção volta a treinar, daqui a pouco, dois dias após a maior surra em 100 anos de história. Os jogadores folgaram ontem e se reúnem para ensaiar a última apresentação na Copa que pretendia ter encerramento de ouro, com a conquista do hexa. Agora, no máximo, virá o terceiro lugar. Se ficar o quarto, tanto faz…

Imagino qual deva ser o astral para todos – aí incluída a Comissão Técnica – descer para o campo principal de treinamentos da Granja Comary. Quer dizer, se descerem, porque começa a desabar um temporal e tanto…

O que passa na cabeça deles, qual o peso de submeter-se a mais três dias para disputar uma partida absolutamente dispensável? Deve ser chato pra caramba. Já parecia um peso treinar quando havia chances. Agora, então, soa inútil.

Garanto que prefeririam estar bem longe, em casa, junto com parentes, para esquecer o que houve no Mineirão. Mas não creio que consigam superar tão já o trauma dos 7 a 1! O torcedor também não. Caramba, não chegar à decisão frustra. Mas cair com resultado de tal calibre dói.