1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Onde vai parar o sonho do Fla na Libertadores?

Antero Greco

05 abril 2012 | 00:53

O Flamengo dispensou Vanderlei Luxemburgo, pouco tempo atrás, por considerar que o ciclo dele estava encerrado e que eventual permanência prejudicaria projeto mais ambicioso, o de conquistar a Taça Libertadores. Livrou-se de um funcionário indesejado e se voltou para a solução mais à mão, que era Joel Santana.  O ‘papai’ chegou com o costumeiro discurso descontraído, mexeu pouco na estrutura da equipe, os resultados não apareceram e agora se vê a um passo da eliminação do torneio continental.

O mais novo golpe veio na noite desta quarta-feira, na derrota para o Emelec, fora de casa, 3 a 2, com virada quase em cima da hora. Com o resultado, o Fla segura a lanterna no Grupo 2, com 5 pontos, e depende de milagre para seguir adiante. O Emelec está com 6, o Olimpia acumula 7 e o Lanús lidera com 10. Na próxima rodada, dia 12, o Flamengo recebe o Lanús e o Olimpia joga em casa com o Emelec. O Fla tem de ganhar e torce por empate no Paraguai, única combinação que lhe serve. Difícil, bem difícil…

Ficou complicado por causa do futebol instável, pouco consistente e por vezes dispersivo que o Flamengo tem mostrado, e não foi apenas nesta quarta-feira. Já havia ocorrido o mesmo contra o Olimpia, no Engenhão, quando o Rubro-negro abriu vantagem de 3 a 0 e permitiu o empate. Depois, veio o sufoco em Assunção e a derrota por 3 a 2. Para completar a sequência ruim, novo tropeço.

No jogo com o Emelec, os erros do Fla superaram, ainda uma vez, os acertos. Leo Moura fez 1 a 0, mas o time não conseguiu sustentar a vantagem e cedeu empate aos 33, com Figueroa. Antes do intervalo, ficou na frente outra vez, com Deivid aos 42. No segundo tempo, Joel  fez mudanças, tentou reforçar o setor defensivo e o resultado foi… a virada dos equatorianos, com Figueroa aos 37 e Gaybor, de pênalti, aos 45.

E o sonho da Libertadores está a ponto de se desfazer… O mal do Fla, pelo visto, não era Luxa.