ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

27.março.2012 16:51:00

Neymar e a interminável caçada ao craque

Muricy toda hora chama a atenção para as surras que Neymar leva nos jogos do Santos. O rapaz apanha mais do que boi ladrão, principalmente quando acorda espevitado. A pancadaria mais recente rolou solta nos 2 a 0 sobre o Bragantino, no fim de semana. Zagueiros e volantes gastaram as travas das chuteiras no corpo do moço e mesmo assim não evitaram a derrota. Neymar sofreu 10 faltas (a média dele, no Paulista, é de 7,6) e ainda tirou onda com Júnior Lopes, que lhe descia o sarrafo e dizia em seguida: “Deus te abençoe.”
 
A turma do Bragantino foi desalmada, saiu da linha? Um bocado. Usou de recursos iguais aos de qualquer um que alguma vez na vida apelou pra ignorância. A violência é a linguagem dos que não têm argumentos nem tolerância. No futebol, se manifesta em pontapés, empurrões, cotoveladas, divididas pra quebrar. Entre torcidas, se dá com insultos, emboscadas, tiros e mortes, como se viu no fim de semana em São Paulo.
 
Espanta como a força bruta nos gramados soa normal, corriqueira e até necessária. Mas não é, ou não deveria ser, já que anda livre por aí. Tão tosco quanto aceitá-la passivamente é engolir o argumento de que “futebol é jogo de contato”, “jogo pra homem”. Atividade pra ser humano, concordo. Não para cavalgaduras paramentadas. Violência avilta, tanto no esporte como no morro, nas favelas, na periferia, nos bairros de luxo. Não cabe em lugar nenhum.
 
Neymar muitas vezes tem de escapar de pernas que mais parecem ceifadeiras, de braços que pesam como bolas de guindaste, de mãos que tomam forma de gancho, de tórax que esmagam como tanques de guerra. Com frequência, o craque tromba com rinocerontes, hipopótamos, elefantes, touros, em vez de enfrentar homens como ele, você e eu.
 
O pragmático de plantão (e está assim, ó!) vai lembrar que Neymar não é o primeiro a tomar lambadas, assim como o ódio entre torcedores é fato universal. Óbvio. Nem por isso se deve deixar como está. É como reconhecer que corrupção sempre existiu por aqui e que nem vale a pena combatê-la. Igual achar que as guerras entre as gangues uniformizadas só atinge “bandidinhos”. Conformismo raso, que robustece a impunidade. Quem curte futebol apoia a sobrevivência do craque, independentemente da camisa que veste, e defende a vida. 
 
A defesa da integridade dos artistas da bola merece aplausos. Mas a campanha só vingará se for encampada pelos responsáveis pelo show. De cara, pelos próprios jogadores, quando tiverem consciência de que falta faz parte do jogo; truculência, jamais. Treinador também tem responsabilidade. Nenhum deles mais prega o “chegar junto”, “pega, pega, pega!”, “matar a jogada”? Já abriram mão de distribuir brucutus e volantes com generosidade nas equipes deles? Sei…
 
Juiz, então, nem se fala. Já vi apitador sacudir com ênfase o cartão amarelo na nariz do atleta que tira a camisa na hora do gol. Mas fecha os olhos para sapatadas de arrancar unha do dedinho, quando não decide punir o sujeito que apanhou pra burro, por considerar que simulou uma queda ou que perdeu o fair play ao revidar.
 
Assim como sou contra a extinção de qualquer espécie animal, sou a favor da preservação incondicional do craque. Onde assino o manifesto?

Tags: ,

Comentários (42)| Comente!

  • A + A -
42 Comentários Comente também
  • 27/03/2012 - 18:25
    Enviado por: Igor

    Prezado Antero,

    Na minha opinião, o problema está no fato de que não existe um meio termo entre o cartão amarelo e o cartão vermelho. É fácil fazer um rodízio de faltas e encher o time de cartões amarelos. O cartão vermelho, por sua vez, é evitado, pois todos sabem o peso que ele tem um partido, muitas vezes estragando o “espetáculo”esperado pelo público. Devia haver um meio termo, algo como uma expulsão temporária. Fez uma falta dura uma vez? Cartao amarelo. Fez uma falta dura duas vezes? Expulsão temporária. Voltou e fez mais uma falta? Expulsão definitiva. Isso acabaria com alguns fatos chatos do futebol: 1) aquele jogador que toma um amarelo no início e depois o juiz evita de dar outra cartão para ele, pelo menos até a metade do segundo tempo; 2) aqueles cartões vermelhos que são dados por faltas duras, mas que não mereciam um vermelho. Não sei se ia funcionar, mas com certeza os jogadores e os treinadores teriam que tomar mais cuidado, fugindo da lógico do bate-bate-ganha amarelo-bate-bate-é substituído

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/03/2012 - 18:33
    Enviado por: Manoel Arthur Mendonça

    Pode iniciar o manifesto com sua assinatura, incluindo a minha.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/03/2012 - 18:34
    Enviado por: Andre

    Na propaganda da Claro, fica CLARO que o Ronaldas Gordômeno e o Neymarketig estão juntos e são marida e mulher/traveco. Gordômeno precisa perder uns 30 Kg e o Neymarketing, precisa parar de gastar seu salário inteiro no cabeleireiro. Mas os dois tem algo em comum: não são absolutamente NADA no futebol mundial. NADA! ZERO! NIENTE! AMARELOS!!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 27/03/2012 - 20:26
      Enviado por: Renato Vieira

      ANDRÉ VOCÊ É RIDÍCULO.
      Sò pode ser São Paulino, Palmeirense ou hermano…
      Oras bolas, que raios de Brasileiro que é você… Olha o que o Fenômeno representa hoje e o que foi no passado recente e o que O Neymar é hoje…. há inveja é osso… pra não falar outra coisa…

      “Mas os dois tem algo em comum: não são absolutamente NADA no futebol mundial”…
      E eu afirmo… ANDRÉ VOCÊ É RIDÍCULO…

      Seu Prego…

      responder este comentário denunciar abuso
    • 28/03/2012 - 07:25
      Enviado por: allan

      Nada mesmo, Ronaldo só foi artilheiro e campeão, de uma copa do mundo.
      O Neymar, com 20 anos, foi o melhor jogador, e campeão, de uma libertadores.
      Bando de amarelão mesmo.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 28/03/2012 - 08:52
      Enviado por: santista do jabaquara

      q comentario mais infeliz

      responder este comentário denunciar abuso
    • 28/03/2012 - 13:50
      Enviado por: cleidson

      Com certeza, fora das quatro linhas não sei, mas no campo são, como vc disse, nada, zeros, amarelões. Você conhece muito de bola, incrível como me deixei enganar pelas jogadas do Ronaldo, no cruzeiro, barcelona, inter, seleção…pela atuação dele em 2002. E o Neymar então? 3 anos de profissional, e um currículo qualquer nota que inclui mais de 100 gols, 1 libertadores. Fui enganado, obrigado por esclarecer as coisas.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2012 - 11:53
      Enviado por: Rogerio Ceni

      Ignorante

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2012 - 17:42
      Enviado por: Diogenes da Lantterna

      ANDRÉ, a maneira como vc escreve está mais pra curintianu, a única diferença é que os curintianus pensam que o Ronalducho é jogador até hoje (ou ontem). Falar que o Neymar é ruim é coisa de curintianu e do Messi tambem. Portanto se você for Sãopaulino, escreva como quem entende de futebol.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 27/03/2012 - 20:01
    Enviado por: Hudson

    Muito bem dito, gostei.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/03/2012 - 20:28
    Enviado por: Renato Vieira

    Greco ….

    Sou a favor desse manifesto…
    Já tenho, vou mandar uma cópia para você validar…

    abraço…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/03/2012 - 21:23
    Enviado por: luiz penchiari

    Neymar e a interminável babação de ovo da crônica esportiva paulista.

    Antero, o Cesar Greco, fotógrafo oficial do Palmeiras é parente seu?

    Antero, qual o seu palpite para amanhã no jogo do Mil(h)ao contra o Bilhão ?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 28/03/2012 - 00:44
      Enviado por: Fabinho

      Não é babação, é reconhecimento que é o melhor jogador da atualidade nas Américas.
      Deixe de ser invejoso e reconheça o óbvio.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 27/03/2012 - 21:25
    Enviado por: Pasquale

    Vc já viu o Messi reclamar da violência dos zagueiros? Ele apanha e não cai. O Neymar chora demais. E finge e reclama e simula tanto que mesmo quando a falta é verdadeira o juiz não acredita!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 28/03/2012 - 00:23
      Enviado por: Denis Floripa

      Vc não assiste aos jogos ou é cego, na europa não se bate como na américa do sul,
      acorda seu prego!!! o messi joga muito, mas lá não se apanha como no aqui. lembro de um gol dele contra o real que dois jogadores (lass diarra e marcelo) da defesa madridista inclusive tiram o corpo pra não fazer a falta. No Brasil ou na libertadores eles te dão uma butinada pra rachar no meio.
      E outra acho que vc nunca jogou bola pois se alguém chegasse em vc com 10% da força e maldade que chegam no neymar vc já ia reclamar, se já jogou bola e involuntariamente alguém te bateu vc sabe quanto dói… então imagina um brutamontes querendo e batendo em vc na maldade.
      só pensa nisso jogador de playstation, ahhhh a vóvó já vem trazer sua bolachinha, não sai do tapete pra não ficar gripadinho tá… comédia.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 28/03/2012 - 00:42
      Enviado por: Fabinho

      Você com certeza não vê jogo do Santos FC desde 2010…
      Há muito tempo o Neymar parou de cair. E JAMAIS reclama das faltas. Quem reclama são os companheiros, a diretoria e a torcida. E reclamam com razão, porque querem apenas que se cumpra a regra: falta é falta e tem que marcar, ué…
      O cara toma mais de 7 faltas por jogo em média, disse o Antero. Só que essas são as faltas marcadas! Porque ele toma mais uma 10 por jogo que NÃO são marcadas!
      O Messi não cai à toa, nunca. Mas quando derrubam ele, o árbitro CUMPRE A REGRA marca falta. Essa é a diferença.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 28/03/2012 - 06:46
      Enviado por: Pasquale

      Para as “viúvas” do Neymar sugiro procurar na net os vídeos de Brasil e Portugal, copa de 66 e Boca e Santos. Essas faltas atuais são carinho…

      responder este comentário denunciar abuso
    • 28/03/2012 - 08:48
      Enviado por: Marco Aurélio - Curitiba

      Então as faltas da Copa de 66 justificam as atuais, é isso?
      Parabéns! Ótimo argumento…

      responder este comentário denunciar abuso
    • 28/03/2012 - 13:46
      Enviado por: cleidson

      Assiste os jogos do Santos e depois comenta.
      Sem noção, como diz o artigo, falta faz parte do jogo. Violência e rodizio não.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 27/03/2012 - 23:50
    Enviado por: Nimbus

    A melhor forma de coibir é expulsando o primeiro que bater.
    Mas aí vão dizer que o juiz está comprado, prejudicou o espetáculo, coisa e tal.

    Também acho que falta padronização e bom senso nos critérios de marcar falta.
    Por exemplo: jogador passa voando por cima da cabeça do outro, que não tem outra coisa a fazer a não ser ficar parado; juiz marca falta do de baixo (cama de gato); queria que ele fizesse o quê?
    Puxar pela camisa dá cartão amarelo. Prefiro que rasguem minha camisa do que minha canela.

    Outra coisa: puseram mais dois assistentes. Até agora não vi melhora alguma.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/03/2012 - 09:41
    Enviado por: Jorge Tavares

    O mais engraçado é que quando o Tevez jogava no corinthians, ele não reclamava de levar pancadas violentas em todos os jogos, ele vivia com as pernas cheias de hematomas e roxas, e a arbitragem omissa como de costume nem amarelo dava aos defensores adversários, agora porque acontece o mesmo com o neymarzinho de 2 milhões por mês, esse protesto todo, olhem para trás antes e vejam os jogadores que eram massacrados em campo e nada acontecia…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/03/2012 - 09:59
    Enviado por: Flávio Alonso

    como tem gente com inveja do Santos, por ter Neymar, Ganso, Arouca, Borges, Rafael… entre outros …. ai se pegam em Europa… lá caros recacados, violência é punida com punição, e a própria torcida vaia o jogador brucutu. Aqui no time do povo… vira idolo por ser violento ( Cristian), um jogador de poucos recursos que por bater no Neymar com 14 minuto de jogo e não levar advertência virou idolo.. mas no Santos,para ser idolo, deve ser campeão e de prefer~encia ser formado em cas, coisa que lá não acontece…. Nós somos campeões da técnica e disciplina… por isso reclamamos e com razão!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/03/2012 - 10:06
    Enviado por: mario massao

    Veja como o zagueirao quebrou o Kleber do gremio. E o proprio Kleber disse que foi normal.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 28/03/2012 - 11:03
      Enviado por: Renan

      E desde quando o kleber é referencia do que é certo? Agora que eu estou mais convicto, é como o criador de pitbull defender rinha de cães, óbvio, nem por isso, certo.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 28/03/2012 - 12:35
    Enviado por: J.Andrade

    Concordo com o Nimbus. Bateu, expulsa. Mas aí virão os do relativismo: “a falta não era para expulsão”;” essa expulsão estraga o espetáculo”. Engraçado, não houve uma determinação ou uma recomendação aos árbitros que abominassem o “carrinho”? Mas parece que isso não acontece. Essa é uma discussão eterna, pois para uns Neymar reclama, para outros toma pau. Eu sou dos que acham que ele apanha muito, mas também o seu jeito de jogar e comportamento extra campo, faz com que os marcadores tenham ele atravessado na garganta. Podem acreditar. Pois Messi, é mais objetivo e Neymar é mais talento, espetáculo e isso marcador não gosta.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/03/2012 - 13:06
    Enviado por: Diogenes da Lantterna

    A INVEJA MATA O SER HUMANO.
    Da mesma maneira que existem mediocres derrotados que “torcem” para que qualquer milionário se ferre na vida ou que os Estados Unidos sejam destruídos por mil aviões, atirados contra tudo e contra todos, por uns fanáticos terroristas, estas mesmas pessoas, sejam mediocres jogadores de futebol ou torcedores inconformados com os “fenômenos” de outros times, querem ver o craque com a tibia fraturada. São os idiotas que passam pela vida sem nenhum legado para a humanidade.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/03/2012 - 13:27
    Enviado por: Eduardo Fabrizzi

    Cada coisa que a gente vê, né? Um dá a entender que tem que bater porque as faltas de hoje não são nada frente às de 66, o outro porque o Kleber acha “normal” levar uma patada e ficar sem jogar por causa da lesão, outro porque o Messi apanha e não reclama…vai entender. A regra então é levar porrada e ficar quieto. O que fizeram com o Neymar no jogo contra o bragantino foi ficha pequena perto da “atuação” dos jogadores do juan aurich pela Liberadores, e olha que os caras do bragentino desceram a bota. É aquela coisa, hoje em dia no futebol muitos jogadores (a maioria cabeça de bagre, é fato) e muitos torcedores acham que drible é sinônimo de humilhação e que ofende a honra do marcador, então que se meta a porrada para que não faça mais “gracinha” (já vi jogador usando esse termo para se referir a um drible que tomou). Eu penso exatamente o contrário: o drible é a grande arte do futebol. Mas devo ter mentaldiade ultrapassada, talvez seja isso…o negócio mesmo é colocar um monte de cabeça de bagre para meter a porrada e não deixar ninguém passar. O Neymar é um jogador e assim deve ser tratado, ele não tem que receber proteção especial, porém basta analisar o que andam fazendo quando o moleque está com a bola. Falta faz parte do jogo, agora agressão para querer intimidar é outro papo. Bom, como disse, basta ver os jogos do Santos e tirar as conclusões…o que aconteceu quinta-feira passada no Pacaembu (Santos x juan aurich) foi para indignar qualquer um.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 28/03/2012 - 13:55
      Enviado por: Marco Aurélio - Curitiba

      Assino embaixo. E tem mais: esse negócio de drible = humilhação é patrocinado por boa parte da imprensa. Já vi chamadas em portais na Internet do tipo “fulano HUMILHA siclano com drible”. Daí não sabem porque o cara se irrita e desce o sarrafo.

      Todo mundo acha lindo ver vídeos do Garrincha. Me pergunto quanto tempo ele duraria “inteiro” em campo se jogasse hoje, até vir um “xerifão” e quebrá-lo no meio.

      Pergunta para quem defende a “porrada”: quem vocês gostam mais de ver jogar? Neymar ou Domingos?

      responder este comentário denunciar abuso
    • 28/03/2012 - 14:51
      Enviado por: Eduardo Fabrizzi

      Marco Aurélio: concordo totalmente com você. Muitos setores da imprensa, ao mesmo tempo que exaltam os dribladores do passado, usam o termo “humilhação” quando um jogador habilidoso dos tempos atuais dribla uma marcador. Se o Garrincha jogasse hoje em dia, ele já estaria inválido de tanta porrada que receberia, pode ter certeza. Sobre a sua pergunta (muito boa, por sinal): eu fico com o Neymar, não tenha dúvida…abraço.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 28/03/2012 - 15:41
    Enviado por: Gabriel

    Faz assim, dá uma bola só pro neymar e deixa ele jogar sozinho.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/03/2012 - 16:39
    Enviado por: luiz penchiari

    se o garrincha jogasse hoje não seriam os zagueiros que iriam tirá-lo de campo, mas os “Professores” que infestam o futebol brasileiro de retrancas.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/03/2012 - 21:10
    Enviado por: Roberio Oliveira

    Quem teve a oportunidade de assistir hoje o jogo do Barcelona x Milan, viu como se parar um craque com marcação eficiente ao invés de botinadas, como são dadas no Neymar. Como torcedor Santista e Brasileiro, hoje tenho certeza que o melhor pqara Neymar seria se transferir para o futebol europeu, se continuar aqui a possibilidade dele participar da copa no Brasil será remota.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2012 - 08:36
      Enviado por: Paulo Gonçalves

      Aproveite e mude de time (ou de país) também. Pra você só importa a seleção? Ah, e o Messi não reclamou? Ele apanhou muito e até fez gestos para o árbitro. Assista de novo e preste atenção.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2012 - 10:38
    Enviado por: NORIVAL CRUZ

    Antero o Neymar realmente tem que ficar muito tempo no Brasil, pois no o futebol europeu iria nos mostrar que ele como foi Denilson e hoje é o Robinho não passa de um bom jogador, pois aqui o protecionismo e a marcação de falta em qualquer contato com ele acaba nós enganando.

    Vimos contra o Barcelona e em muitos jogos do Brasil contra times europeus que ele some em campo, agora contra times com sistemas defensivos fracos no Brasil e na america do Sul ele deita e rola.

    Como o Mano e muitos dizem ele tem que ser testado no futebol europeu, mas ele mesmo não quer, pois sabe que lá o buraco é muito mais embaixo.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 30/03/2012 - 14:06
      Enviado por: Oliveira

      espero q vc esteja enganado e acho que realmente vc se equivicou nas palavras. Porém, em certos momentos, eu tendo a acreditar que o Neymar não passará de coadjuvante na Europa.

      Esses elogios rasgadas que partem da imprensa brasileira podem prejudicar o entendimento que o Neymar tem do que é um jogo de futebol. Em algumas declarações do garoto, é nítido que ele se enxerga como alguém que precisa ser constantemente protegido pelos árbitros, algo que jamais vai acontecer na Europa. Futebol não funciona desse jeito. Ele é craque, e o efeito de ser craque é a marcação pesada proporcionada pelos zagueiros. Nada mais normal.O Messi tb apanha como um condenado, e não é por isso q ele chora, xinga o juiz, dá declarações sobre os zagueiros adversários após o final da todas as partidas…alias, me desculpem os mais exaltados, mas ainda existe um abismo de diferença entre Messi e Neymar.

      Enfim…o Neymar tem tudo pra ser um gênio, mas a “rasgação de seda” só atrapalha a cabeça do atleta. Já passou da hora dele entender que vai receber marcação forte durante todos os jogos, e nem sempre marcação forte é sinônimo de deslealdade. Basta ver os amistosos da seleção, onde o Neymar some de campo pq não aguenta com a marcação dos “gringos”.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2012 - 10:54
    Enviado por: Adilson

    RONALDINHO GAÚCHO E ROBINHO mostram por a+b+c mais o alfabeto inteiro que não têm condições de vestir a camisa da seleção, aliás sequer podem vestir a camisa de seus clubes atualmente.

    Ambos tem muito habilidade, fazem 3500 embaixadinhas com o pé nas costas, ok, já sabemos,.. mas por outro lado possuem graves deficiências técnicas jamais corrigidas ao longo da carreira.

    Robinho tecnicamente é pavoroso, mas pelo menos tenta compensar com mobilidade. Como disse o Seedorf, ele é um trabalhador. E tem mais é que corre muito mesmo pra tentra coadjuvar os jogaores do Milan que de fato são decisivos, coisa que, ele como atacante de renome, deveria ser e não é.

    Já o Gaúcho tem técnica mediana, erra muitos passes, não tem bom chute de chapa com bola rolando (de fora da área nem pensar), mesmo assim ainda é um pouquinho melhor que Robinho, pois as vezes (muito as vezes mesmo) vira bem o jogo pelo alto ou consegue um tapa vertical a meia altura; porém se engessa os 90 minutos numa parte do campo e não arrisca pinimbas, é de uma covardia assustadora!!! Pegar a bola e entregá-la rapidamente nos pés do Botinelli, pra esse sim tentra resolver, ontem foi o fundo do poço desse jogador. Sinceramente, não tem mais pra onde cavar!

    São dois jogadores medíocres com status de craque enchendo a burra de grana e enganado a muitos ainda, como Mano – sem direção – Menezes que insiste no rebolado improdutivo de RG e Galvão Bueno, que agora pressiona pela volta do outro a seleção.

    Torço pra que esses “roda presas” saiam rápido de cena e deixem Neymar – esse sim – chegar de vez para se tornar o gigante jogador que com certeza será.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2012 - 17:53
      Enviado por: Diogenes da Lantterna

      Adilson, você fala como Sãopaulino que entende de futebol, ou é ou foi ou será tricolor externo pois, por dentro já é. Ótimo comentário, completa, nas entrelinhas o que postou o Antero, só falta o manifesto.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2012 - 16:43
    Enviado por: luiz penchiari

    Como o Messi não jogou nada ontem, o Antero está até agora pensando no que vai escrever.

    Uma sugestão:” EDMUNDO ARREBENTA O BARCELONA de guayaquil !”

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/03/2012 - 14:22
    Enviado por: Oliveira

    Que sejam severamente punidos os atletas desleais que descem o porrete em qualquer jogador. Nada mais justo e saudável para o espetáculo de futebol do que preservar quem é habilidoso.

    Porém, não devemos confundir “preservação do atleta” com “proteção”. Em alguns jogos, o Neymar é corretamente preservado pela arbitragem. Em outros, ele é protegido. É necessário que os apitadores tenham consciência da diferença entre as duas coisas. Marcação desleal não pode ser tolerada. Marcação intensa faz parte do jogo. E aqui, não interessa se o zagueiro é um medíocre perna-de-pau e o Neymar é um gênio. Se o zagueiro “groso” marcou “em cima” e não deixou o Neymar jogar, ponto pra ele.

    O drible é lindo, maravilhoso, enche os olhos de todos, faz o futebol ser uma prática lúdica, imaginativa….porém, o drible não pode tirar o mérito de um zagueiro que tem êxito em desarmar um atacante.

    Abraço.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 31/03/2012 - 10:21
    Enviado por: nidia machado Salvador

    INVEJA E OMISSÃO ,POR ANDA ANDA O ESPIRITO ESPORTIVO?.ESTUPIDEZ PARA ATINGIR ADVERSÁRIO,SE A ONDA PEGA NO ESPORTE….GOSTAVA DE IR AO ESTÁDIO,DEPOIS DE TOMAR UMA CHUVERADA DE URINA PODRE RECONHECI QUE NÃO ERA MINHA PRAIA.DEIXEI ATÉ DE VER PROGAMAS ESPORTIVOS.A VIOlENCIA CRESCENTE NEM O FUTEBOL ESCAPA,PARA ONDE VAMOS?

    responder este comentário denunciar abuso

Deixe um comentário:

Comentários recentes

  • Henrique: Antero, nossos três times eliminados nessa semana são exemplos de que só a camisa não basta. Flamengo e...
  • Cadu: O preconceito acaba em casa, quando vc criar para seu filho um ambiente em que trata todos com igualdade, ele...
  • Ednilson Sousa: Do jeito que existem torcedores retardados aposto que tem alguns do São Paulo jurando o Antonio...
  • nimbus: Havia uma expressão, hoje em desuso, macaco vê, macaco imita. Pois bem, macaco para mim são os que...
  • pasquale: Antero, vamos lá! Um “fonte”, que trabalha em um clube de futebol, rouba uma informação...

Arquivo

Seções

Blogs do Estadão

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo