Estado.com.br
Domingo, 26 de Outubro de 2014
Advogado de defesa
Seções
Arquivos
Tamanho do Texto

Testemunhas poderão comprovar união estável perante o INSS

Categoria: Assunto do dia

Quem precisa comprovar união estável para requerer benefícios junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), mas não consegue reunir todos os documentos exigidos, pode agora usar testemunhas como prova. Ou seja, não é mais necessário que o dependente tenha de recorrer à Justiça para comprovar a união estável.

Os benefícios que necessitam dessa comprovação são a pensão por morte e o auxílio-reclusão. Para fazer o pedido desses benefícios em uma Agência da Previdência Social, é necessário apresentar três documentos que comprovem a dependência econômica, como a certidão de nascimento de filhos em comum, comprovantes de endereço, contas, declarações do Imposto de Renda em que conste o interessado como dependente do segurado ou conta bancária conjunta, entre outros.

Agora, se o companheiro não tiver todas as provas, pode apresentar apenas uma prova documental para conseguir entrar com o processo administrativo. É o chamado início de prova material.

Em seguida, o dependente fará uma Justificação Administrativa na qual deverá apresentar pelo menos três e no máximo seis testemunhas, que substituirão as provas restantes. As testemunhas deverão responder perguntas sobre a união do casal.

Atualmente, dos 25,7 milhões de benefícios pagos pelo INSS, cerca de 6,2 milhões são pensões por morte do segurado. A Previdência Social garante o direito aos dependentes se o trabalhador, na data da morte, mantinha a qualidade de segurado. Esse direito não exige um tempo mínimo de contribuição. Além disso, mesmo a família do trabalhador desempregado pode ter direito à pensão.

Posts Relacionados

  • No Related Post

Tópicos Relacionados

294 Comentários Comente também
  • 24/11/2008 - 14:21
    Enviado por: Druzilla Regina Teixeira Xavier Costa

    Conheço um cidadão de 57 anos que teve derrame a uns 2 meses e está totalmente dependente da família. Ele teve a CTPS assinada por 18 anos até 10 anos atrás e, a uns 3 meses voltou a contribuir para o INSS como autônomo. A esposa dele deseja saber que amparo o marido pode ter do INSS? Ela trabalha como faxineira de uma escola e está desesperada com a atual situação do esposo, que depende de remédios, fisioterapia e assistência 24 horas!!!! Por favor, como devo orientá-la? Aguardo anciosa a resposta! Cordialmente, Druzilla.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 26/05/2011 - 20:02
      Enviado por: ana

      boa noite seu marido tem direito sim uma aposetadoria primeiro conversa com u medico ele vai te da um laudo pra vc da entrada no inss nao decha de fala com u medico do seu esposo ok boa noite

      responder este comentário denunciar abuso
  • 22/01/2009 - 07:37
    Enviado por: Maria ferreira

    Tive um relacionamento durante 24 anos, não eramos casados, tivemos uma filha, e em 1992 nos separamos e mudei de cidade, apos uns anos nos reconciliamos, mas por motivo de trabalho não podemos ficar morando na mesma cidade, meu marido ficou doente, fiquei todo o tempo ao lado dele até a data do seu óbito, antes de falecer ele fez uma procuração para a habilitação para casamento e tinhamos uma casa alugada em nosso nome, acontece que meu cunhado, que dizia me considerar como irmã disse que a gente não precisaria se casar pois estavamos juntos a anos e todos eram testemunhas, bom, eu não dei muito valor a procuração e a guardei, pois no momento eu só pensava na saude do meu marido e minha filha deixou a faculdade por conta do aperto financeiro, qdo meu marido veio a óbito, passado um mês depois do trauma eu procurei meu cunhado para ver a situação da pensão, pois ele é q cuidava de td sendo advogado, tive uma surpresa, ele me disse q pensou bem e que havia pedido a pensão para a minha sogra, pois era muito dinheiro pra gente e q minha filha já tinha perdido e completou 21 anos depois de 16 dias q meu marido faleceu, o inss me negou a pensão,mesmo com provas pq minha sogra estava recebendo, entrei na justiça e o juiz me deu união estavel de 24 anos, até a data do óbito, entrei no juizdo especial, mas ainda não veio a resposta, tenho chance de receber?
    por favor me respondam, meu marido faleceu segurando a minha mão e sofro muito em pensar nessa traição.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/02/2009 - 21:36
    Enviado por: lucilene oliveira de medeiros

    quais serao meus direitos vivo unial estavel a 14 anos meu companheiro ele e casado mais vive comigo so vai na casa dele pela manha tipo fazer uma visita eu e quem cuido dele faço tudo por ele ele tem 82 anos e eu tenho 39 anos vivo com maritalmente respeito faço tudo por ele tenho uma filha com ele ela tem 13 anos entao a pensao da esposa dele ja e separada judicialmemnte so a pensao ele e aposetado da sefaz a parte dele e so da nossa casa entao porfavor quero muito saber se caso ele morrer quais serao meus direitos se e que eu tenha todo trabalho com ele sou eu que tenho a familia dele nao tem nenhum eu quem leva ele pro medico pras consultas sera que depois de tanto trabalho nao terei nenhum direito porfavor me respondam .obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/03/2009 - 20:47
    Enviado por: Thainara Bernardes Santos

    Amei as respostas , porém ainda tenho algumas duvidas meu pai e minha mãe eram divorciados porem quando ele faleceu já fazia 4 anos que eles moravam como marido e mulher , meu pai ficara anos desempregado e minha mãe que mantinha a casa mbora doente assim eles não tinham nenhum comprovante de residência em comum , as declarações de IR eles faziam separados, alguns meses antes de ele falecer como minha mãe também tem problemas de saude (psiquiatrico) eles passaram a morar um pouco na casa da minha avó paterna e também na casa da minha avó materna para dividir os cuidados com eles. Temos 1 testemunha que morava no predio que se propoe a depor como também mais 4 testemunhas a manicuri que cuidava dos pés do meu pai , 2 pessoas amigas que frequentavam a nossa casa e também os depoimentos das minhas avós ( minha avó paterna tem 74 anos e minha avó materna onde agora minha mae mora definitivamente tem hoje 82 anos. E 1 telegrama de pesames em nome da minha mãe um mês depois da morte dele e 1 telegrama de pesames de um casal de amigos que mora em outro estado 2 meses após a morte de meu pai. Quando fomos para dar entrada na pensão fomos informadas pelo INSS que só eu podia receber pois era ainda menor e como minha mãe não tinha comprovante de documentos não daria , semana passada fomos informados que podia sim e agora vejo uma luz no fim do tunel , outra informação é que minha mãe nunca alterou seu nome no CPF e junto a vivo pois meu pai não deixava , temos também um numero de celular que ele usava que encontrava-se em nome da minha mãe . Como deveremos proceder, agradecia uma orientação .
    O meu muito obrigada
    Thainara

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/03/2009 - 20:27
    Enviado por: Thainara Bernardes Santos

    ref.02.03.09 @ 20:47
    Boa noite o comentário a cima foi meu , e hoje quando fui dar entrada no pedido de pensão pós morte do meu pai em nome de minha mãe , com 6 declarações com firma reconhecida de pessoas que sabiam e conviviam com eles inclusive da minha avó paterna , mais 2 telegramas de pesames , 2 GPS de contribuição previdenciaria com endereço deles do aNO DE 2005 , e minha certidão de nascimento e de minhas irmãs de Imediato o INSS Indeferiu alegando não ter provsa documental , comprovante de residencia ou depemndencia no IR , porem meu pai era doente e minha mãe que mantinha a casa até 12/2006 quando foi afastada por psiquiatria e recebe auxilio doença, todos os comprovantes de endereço contas vinham em nome da minha mãe pois o apto que eles viviam era dela pois foi comprado após o Divorcio. Eles alegaram que os telegramas foram pós morte, e que as GPS muito antes da morte porém ele recolheu só alguns meses exporádicos . Que atitude podemos tomar
    adoraria que vgocês me indicassem um caminho.
    Grata
    Thainara

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/03/2009 - 21:46
    Enviado por: maria

    stou com um rapaz há mais de 2 anos, vivemos cada um na sua casa mas é como já fossemos casados, ele dorme na minha casa e eu vice-versa.ele é funcionário público, só que tem um filho do primeiro casamento, mas já é divorciado da mãe dessa criança. ´se algum dia ele vier a falecer terei algum direito na pensão e na casa que ele possui, ou ficará tudo para o filho do primeiro casamento , já que não tenho filho com ele?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/04/2009 - 21:33
    Enviado por: BIA S. O. S.

    como eu faço para conseguir uma declaração de união estável pos morte , tive um relacionamento de 20 anos com um homem, ele pagava um aluguel para mim , o recibo era no nome dele , não tinha contrato, eu vivia financeiramente dependente dele , ele tinha feito um cartão de mercado e havia me colocado como adicional , bom deixa eu te dizer o tenho de provas , os recibos do aluguel , o cartão do mercado ( a fatura ia para o meu endereço) , a senha desse cartão para saque, transferencia bancaria dele para minha , testemunhas , os documentos dele eu só tenho copia , pois os filhos dele jamais me dariam.Pois já fui ao INSS para dar entrada eles me pediram uma declaração do RG e do CPF dele , e por ultimo me pediram essa declaração de união estável pos morte , bem , já estou desanimada ,eu não tive filhos com ele.Por favor me oriente , preciso de advogado para conseguir essa declaração de união estável pois morte ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/04/2009 - 17:57
    Enviado por: ana paula

    tive um relacionamento há mais de treze anos assim declarado na uniao estavel sendo sua dependente e beneficiaria tendo participação ativamente nos bens constituidos na referida união sendo que meu companheiro veio a obito por entanto a mae da filha dele deu entrada no inventario quero saber se eu vou constar no inventario mesmo sendo ela quem deu entrada ou se vou ter que entrar com uma petição pra refazer o inventario

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/04/2009 - 13:00
    Enviado por: yolanda cedraz

    Meu marido vai receber um seguro de vida feito pelo seu pai que acaba de falecer,sou casada no civil tenho algum direito sobre este seguro.o banco vai exigir minha assinatura quando ele for receber. obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/04/2009 - 21:18
    Enviado por: leila santos

    estou com um rapas a dois anos so que faz um ano que ele esta preso ,ele te um filho do primeiro casamento e mae da criança junto com a familia dele deu entrda no auxilio reclusao dele,eu nao tenho filho com ele,mais comtinuamos juntos ,e tenho as despesa dele para assumir ,pois continuamos juntos,sera que tenho direito ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/04/2009 - 21:29
    Enviado por: leila santos

    moro com um rapas a dois anos so que ele estar preso a um ano ,a familia dele deu entrda no auxilio reclusao pois ele tem um filho e a mae da criança esta recebendo , e eu que estou com ele nao tenho direito a nada.sera que se eu correr atras eu consigo alguma coisa, so que eu nao tenho filho com ele,mas tenho as despesas com ele e nao trabalho,e estamos juntos ate hoje sera que eu tenho direito

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/04/2009 - 11:12
    Enviado por: RUI ADRIANO DA ROCHA

    BOM DIA MEU NOME É RUI ADRIANO.EU GOSTARIA DE SABER UMA INFORMAÇÃO. MINHA MÃE TEM 73 ANOS ELA SOFREU DERRAME EM 2005 É DIABÉTICA TEM AS DUAS PERNAS AMPUTADAS PERCA DE MEMÓRIA, PASSA A MAIORIA DO TEMPO NA CAMA,EU RESEBO O BENEFÍCIO DELA NO HSBC SOU DEPENDENTE DELA E EU Q CUIDO DELA ESSES 4 ANOS. EU GOSTARIA DE DE SABER COMO EU FAÇO PRA PASSAR O BENEFÍCIO DELA PRO MEU NOME, POIS É EU Q ADMINISTRO O PAGAMENTO DELA.GOSTARIA DE SABER QUAIS AS DOCUMENTAÇÃO Q EU PRECISO LEVAR, COMO EU FAÇO PRA MARCAR A PERÍCIA PRA VIR AKI EM KZA.QUAIS SÃO OS PRECEDIMENTOS QUE EU DEVO TOMAR. MUITO OBRIGADO.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/04/2009 - 15:35
    Enviado por: ELIZABETE ROSE DO NASCIMENTO

    EU VIVI COM UMA PESSOA DURANTE 10 ANOS TIVE 3 FILHOS COM ELE ELE FALECEU EM 1988 DEPOIS DE QUASE TRES ANOS E QUE EU PUDE DAR ENTRADA NA PENSÃO POIS ERA COMPLETAMENTE LEIGA CONTINUO SENDO EM RELAÇAO A OS MEUS DIREITOS PERANTE A O INSS CHEGUEI A RECEBER UMA PENSÃO A QUAL ERA DO MEU FILHO MENOR DURANTE MUITO TEMPO MAS DEPOIS QUE ELE FEZ MAIOR IDADE OU SEJA 21 ANOS ELE PERDEU O DIREITO EU PENSAVA QUE ESTA PENSÃO ERA MINHA POIS NÃO FUI ORIENTADA PARA DAR ENTRADA NA MINHA PENSÃO . HOJE NÃO TRABALHO , MAS DEPOIS EU ME CASEI EU GOSTARIA DE SABER SE EU TENHO ALGUN DIREITO POIS DE VIVER COM UMA PESSOA DURANTE 10 ANOS ENÃO TER DIREITO NEMUM ? ISSO E UMA IJUSTIÇA. POR FAVOR ME AJUDEM EU PRECISO MUITO POIS E SO O MEU ESPOSO QUE TRABALHA. PEÇO QUE VCS ENCONTEM UMA SOLUÇÃO PARA O MEU PROBLEMA. MUITO OBRIGADA E AGUARDO RESPOSTA PARA O MEU CASO.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/05/2009 - 10:37
    Enviado por: Roberta M.

    Bom dia, minha mãe teve um relacionamento com um homem durante 10 anos, desde qndo eu era uma criança. Ele nos dizia ser divorciado da esposa e que tinha filhos com ela. Mas a algum tempo ele sofreu uma doença e então os filhos levaram ele embora e não deixaram ele ter contato algum com a minha mãe, contra a vontade deles..Ele sempre pagou uma pensão a ela por vontade própria, mas agora até isso os filhos dele suspenderam, alegando que ele não tem mais condições de resolver seus problemas por já estar idoso.Mas ele sempre nos diz para buscar nossos direitos e que ele jamais queria nos prejudicar. Quero saber quais são os nossos direitos, se temos alguma chance de continuar recebendo a pensão.
    Desde já agradeço.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/05/2009 - 16:48
    Enviado por: Leila Menezes

    Eu tive um relacionamento de 1 ano com um homem e engravidei, meu filho hoje tem 6 meses e o pai faleceu de infarto dois dias antes da criança completar um mes de vida. Corri atras dos direitos do meu filho perante o INSS e eles disseram que o menino nao tem como receber a pensao porque o pai não contribuia e quando chegou a contribuir foi de carteira assinada em 2003. Ai pergunto a vcs, se eu chegar a colocar na justiça será que consigo alguma coisa? Mesmo porque o pai um dia chegou a contribuir não é? Ruim era se ele nunca tivesse pagado nada.
    Por favor preciso muito dessa resposta para tomar as devidas providências.
    Aguardo atenciosamente,
    Leila.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/05/2009 - 12:19
    Enviado por: keila

    vc tem modelo de declaração de união estavem pos morte para o inss?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/05/2009 - 17:44
    Enviado por: claudia dos santos

    Boa noite,eu vivo a quatro anos e dois anos de casada,moro na casa que o tio de meu esposo deu pra nós morarmos,mas em seis meses descobrir que meu marido me taiu e a amante estar gravida.gostaria de saber se eu tenho algum direito em relaçao a casa e alguma pensao.nao temos filhos,moramos há dois anos,e no mmomento só estudo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/05/2009 - 12:25
    Enviado por: aimee

    ola faz 10 anos que minha mae faleceu , 5 meu pai meus irmaos recebe a pensao de meu pai , dias atraz apareçeu um adivogado dizendo que meus irmaos tem direito a uma pensao de minha mae ele presiça dp atestado de Obito mas nao temos mais, o que devemos fazer ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/05/2009 - 13:04
    Enviado por: KELLY CRISTINA DOS SANTOS

    Boa tarde gostaria de saber se eu tenho direito a pensão por morte do meu marido,eu era noiva morava junto adois anos na mesma casa dependia dele, estudo,alimentação, vestuario, plano de saude tudo financeiramente,nesse relacionamento tive uma filha do nosso amor,o tenho provas da familia dele da minha ,pois estavamos sempre juntos na reunião de familia, o estado negou a pensão pra mim, ele faleceu vai fazer dois anos, não era casada vivia uma união estavel morava com eletinha inteçao de casar construir uma familia gostaria de saber se tenho direito o que fazer o estado negou.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/05/2009 - 21:24
    Enviado por: Maria de fatima soares

    EU VIVI COM UMA PESSOA DURANTE 20 ANOS NÃO TIVEMOS FILHOS, ELE E EU SOMOS FUNCIONARIOS PUBLICOS ESTADUAL,DESSA UNIÃO ESTAVEL CONSTRUIMOS UM IMOVEL EM UM MUNICIPIO DE ARACAJU, ELE NUNCA CORCCORDOU COM O MEU TRABALHO E SOFRIR MUITO, CHEGAMOS A SEPARAÇÃO ACONTECE QUE EU MORO DE ALUGUEL E ELE NA CASA QUE CONTRUIMOS GOSTARIA DE SABER QUAIS OS MEUS DIREITO POIS ELE ALEGA QUE EU NÃO TENHO DIREITO A NADA POIS TRABALHO ESTOU COM DIVIDAS DE ALUGUEL E OUTRAS PRECISO DE AJUDA CLARO DE VOCE. MUITO OBRIGADA E AGUARDO RESPOSTA PARA O MEU CASO.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/05/2009 - 10:54
    Enviado por: Angela

    Eu perdi meu filho em acidente de carro ha 7 anos..ele contribuia para o inss…eu tenho direito a receber pensao por morte?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/06/2009 - 14:26
    Enviado por: Valeria

    Estou com um rapaz há mais de 2 anos, vivemos cada um na sua casa mas é como já fossemos casados, ele dorme na minha casa e eu vice-versa. Ele é funcionário público, tem um filhos do primeiro casamento, e não é divorciado da mãe dessa criança. o que posso fazer para, na sua ausencia, eu possa ter direito a pensão?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/06/2009 - 02:48
    Enviado por: cesar

    eu era companheiro de uma mulher 48 anos mais velha do que eu, namoramos por 4 anos e relolvemos morar juntos, 20 meses após ela faleceu, ela era funcionária pública estadual aposentada, na data de seu óbito, 05/05/2009, eu estava desempregado, e aindo estou, eu gostaria de saber se eu tenho direito de receber a pensão por morte dela, considerando que ela não tem filhos menores e era viúva.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/06/2009 - 18:05
    Enviado por: darci donizete de oliveira.

    eu fui casada com um Dr. a mas de 9anos ele me trai e repartiu o ap, onde morrava sai com 15mil e uma divida de 600reais do ap. como faço na epoca ele me tirou da faculdade e do trabalho , eu adoenci ,entrei no inss, mas ja cortaram, eu estou na pior meu ap esta na justiça eu dente hipertençao e depressao,minha filha tb, faz tratamento na unicamp pois afetou emocional ele tem comrrunçoes. de´pois da separacao , . no dia ele disse que ajudaria mas nao era para por em papel,eu aceitei e ainda como eu amava ele, continuei a mamorarele me procurava doto mes que vinha de viajem, eagora eu qpresciso de pençao estou para abrir o o prosseço , vou ganhar a penssao estou com 49anos e nao consigo nada e doente.por favor me responda.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2009 - 20:19
    Enviado por: LUIZ

    EU TENHO UMA TIA QUE TINHA UM COMPANHEIRO A 25 ANOS ELE FALECEU E NÃO ERAM CASADOS, AGORA ELA TENTA ENTRA NO INSS PEDINDO PENSÃO POR MORTE MAIS NÃO TEM NENHUM DOCUMENTO QUE COMPROVE A UNIÃO ESTAVEL SOMENTE UMA CONTA DE ENERGIA E A CERTIDÃO DE OBITO, E UMA FILHA DELE DO EX-CASAMENTO QUE ESTA DANDO MAIOR FORÇA PARA QUE ELA RECEBA, O QUE ELA DEVE FAZER PARA QUE O INSS RECONHEÇA A UNIÃO E QUE POSSA RECEBER A PENÇÃO. AGUARDO ATENCIOSAMENTE.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/06/2009 - 15:09
    Enviado por: marta sueli reis azevedo

    peço uma orientacão,me casei em 1979 em 1993 desquitei,passado 1 ano de separacão voltamos a viver juntos,mas ñ deu certo ate q pedimos o divorcio 6 meses depois do divorcio voltamos a viver juntos novamente,tenho 3 filhas de maiores com meu ex: marido divorciado continuamos viver juntos e bem ,mas infelismente passando 1 ano ele veio a falecer divorciamos em 2002 e em 2004 ele veio a falecer sendo q ele deixou um documento assinad q era desejo do divorciado assim q as filhas completasse idade q desejo passar pensão para dirvociante em ordem vitalicia,mas n deu tempo do juiz assinar apenas assinou eu ele e advogada dele,fiquei recebendo beneficio apos morte dele por 5 anos q minha filha completou idade de 21 anos,foi q inss cortou beneficio agora em novembro de 2008,e desde esse dia estou lutando voltei da entrada no inss e a chefe do inss ñ quer me conceder os meus direitos por eu ser divorciada ,sendo q passei a viver novamente com meu ex marido, quero perguntar se hj a lei da direito p; amantes pq ñ da direito p/ mim se fui esposa ligitima e sendo q ele ñ deixou outra companheira,tenho como provar q moramos juntos pq ele faleceu em meuendereço e isso comprova no atestado de obito,como ate hj recebo correspondencia da caixa economica em meu endereço,como meus vizinhos comprova q moravamos juntos,por favor me ajude q providencia devo tomar pq eu ñ tenho outro ganho pq sou do lar e ñ tenho mto estudos, e eu estou endividada com as pessoas, como estou passando mtas necessidades dentro de minha casa,por favor se puder me dar uma resposta com urgenci pq estou ficando desesperada ..aguardo resposta um abraço…

    responder este comentário denunciar abuso

    • 13/04/2011 - 12:45
      Enviado por: maria celeste silva pereira

      conveviha 12 anos com meu marido tenho uma filha de 13anos com ele me separei como uniao estavél fui no forum e o juiz assinou, e dividimos os bem,depois tede tres meses nós valtamos a mora junto na ksa da mae dele,gostaria de saber se ele vim e a falecer eu tenho direto as os beneficio dele, tenho testemunha que possar a prova e tenho plano de saude no mene dele que ele fez pra mi

      responder este comentário denunciar abuso
  • 28/06/2009 - 18:48
    Enviado por: LUCIANA FALCAO

    MEU COMPANHEIRO HÁ 16 ANOS FALECEU EM ACIDENTE DE TRANSITO(ACIDENTE DE TRABALHO), EU QUERIA SABER SE TENHO DIREITO A PENSÃO DO INSS E AO SEGURO DPVAT, MORO HA 16 ANOS COM ELE, TEMOS COMPROVANTE DE RESIDENCIA, ELE ME DEIXOU COMO SUA BENEFICIARIA NO TRABALHO, UM SEGURO DE VIDA NA QUAL SOU SUA DEPENDENTE, ELE NUNCA CASOU, NEM TEM PAI, MÃE, NEM FILHOS, A MINHA GRANDE DUVIDA É PORQUE SOU CASADA NO PAPEL COM OUTRA PESSOA, MAIS ESTOU SEPARADA DELA HA MAIS DE 20 ANOS, COMO POSSO RESOLVER ESSA SITUAÇÃO?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2009 - 17:22
    Enviado por: edson luiz alves

    minha mãe faleceu faz 8 dias, só temos casa e uma carro 84 conta bancaria está em nome do meu pai , pergunto: é obrigado fazer inventario?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/07/2009 - 15:18
    Enviado por: claudia

    olá, estou com um rapaz há 9 anos, não temos filhos e hoje ele se encontra preso, que provas preciso para comprovar nossa união junto ao INSS, que indeferiu o 1º pedido exatamente por falata de provas, mas na ocasião enviei alguns documentos que não foram anexados.
    aguardo respostas. obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/07/2009 - 23:04
    Enviado por: dirceu moreira

    TENHO UM CASAL DE AMIGOS QUE ESTÃO JUNTOS A PELO MENOS UNS 3 ANOS E AGORA O MARIDO ESTA FAZENDO TRATAMENTO PSIQUIATRICO E JÁ TINHA DADO ENTRADO A UNIAO ESTAVÉL.AGORA A ESPOSA ME PEDIU PARA SER TESTEMUNHA DELES.ISSO REALMENTE É NESCESSARIO???????

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/07/2009 - 09:23
    Enviado por: carla

    Bom dia,moro ha 5anos com um policial militar,nao temos filho eu sou divorciada ha 20anos e ele é solteiro tenho algum direito na pensao dele se por acaso ele vier a falecer,e o que preciso ter para comprovar essa uniao,obrigada carla

    responder este comentário denunciar abuso

  • 23/07/2009 - 14:54
    Enviado por: ana cristina de padua

    Vivi cerca de 10 anos com um senhor, que recentemente foi assassinado. Tenho algumas pequenas provas dessa vida em comum, mas o INSS quer algo mais consistente. Poderiam me enviar modêlo de declaração de união estável para que eu faça esse documento com três testemunhas? Esse meu entendimento está certo?
    Muito obrigado.
    O email que identifico é de um tio meu, pois não tenho computador.
    Muito obrigada.
    Ana Cristina de Padua
    São Paulo –
    23-07-2009

    RESPOSTA DO BLOG: O blog Advogado de Defesa pertence a uma empresa de comunicação, não faz serviços relativos à Previdência. Portanto, não temos como enviar qualquer formulário, que deve ser obtido em cartórios ou no INSS. Se o instituto quer mais provas, o jeito é contratar um advogado especializado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/07/2009 - 23:40
    Enviado por: elaine

    oi gostaria de saber sobre os direitos da minha mãe, pois ela mora con meu pai há 30 anos, teve 4 filhos con ele, sendo que ele é casado e tamben ten filhos ja casados, ele ten duas casas proprias, e a ex esposa dele recebe uma penssaõ deixada por morte do filho , meu pai veio a obto, e minha mãe quer saber quais os direitos dela en relação a penssão e a casa? ong beijos

    RESPOSTA DO BLOG: Sendo a atual esposa, ela tem direito a pensão e a um aparte do espólio, que será apurado durante o inventário.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/07/2009 - 18:51
    Enviado por: Metzly

    Olá! Sou uma mulher e tenho uma companheira há 3 anos. Gostaria de saber como posso oficializar a nossa união (união estável), se é só apresentar testemunhas no cartório… Enfim, todo o trâmite da situação.
    Grata.

    RESPOSTA DO BLOG: NO caso de vocês, infelizmente, não é simples, já que a união civil de pessoa sdo mesmo sexo ainda não foi aprovada totalmente pelo Congresso. Será necessário ingressar na Justiça. O melhro a fazer é contratar um advogado especializado em direito da família.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/07/2009 - 20:48
    Enviado por: FATIMA PEREIRA DA SILVA

    BOA NOITE GOSTARIA SE VC POSSIVEL VCS ME DAREM UUMA INFORMÃO MORRO A 20 ANOS COM UMA OUTRA PESSOA DO MESMO SEXO GOSTARIA DE SABER SE CASO ELA OU EU VEM A FALECER,EU OU ELA TEM DIREITO A PENSÕA POR MORTE.
    E COMO TERIAMOS QUE FAZER.

    BOA NOITE, OBRIGADO.

    FATIMA PEREIRA DA SILVA

    RESPOSTA DO BLOG: É possível conseguir isso na Justiça, pois infelizmente ainda não há uma lei nacional que reconheça a união civil de pessoas do mesmo sexo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/07/2009 - 20:55
    Enviado por: Eloir Borges

    conheci uma pessoa que estava recente separado,ele entrou na justiça pra fazer separação de bens,mas faleceu antes de finalizar o processo,e os bens que ele possuia com a ex esposa,ela ja vendeu tudo,Eu gostaria de saber oque eu posso fazer…se a filha que tivemos ,ela tinha direito ou não ,ela esta ja com 04 anos,qndo ele faleceu ela tinha 09 meses,e com a ex ele não tem filhos.Bom ela não recebe nada ou tem algum direito?

    RESPOSTA DO BLOG: Só um advogado especializado em direito da família poderá responder, pois essa não é uma questão de direito do consumidor, além de ser muito específica.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/07/2009 - 16:12
    Enviado por: Camila

    - moro com uma pessoa desde os 16 anos e hoje tenho 18,e desde o momento que eub saí de casa meu pai nunca me deu nada e nem pensão.eu pretendo ainda fazer faculdade mais nao tenho condiçoes, quero saber se ainda tenho direito ate os 24 anos?

    RESPOSTA: Não entendemos sua dúvida. Direito a quê?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/08/2009 - 00:09
    Enviado por: ritinha

    moro com um companheiro a seis meses, se eu mim separar dele, quais sao os meus direitos.

    RESPOSTA DO BLOG: Nenhum.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/08/2009 - 00:13
    Enviado por: rita

    convivo com o meu companheiro uma relação estavel há seis meses, tenho direito a partilha de bens?

    RESPOSTA DO BLOG: Não.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/08/2009 - 15:23
    Enviado por: MARIA ELEUZA MARTINS

    Eu gostaria de saber qual o direito de quem vivi, com uma pessoa a mais de 10 anos, só que cada um na sua casa. e graças a Deus nos nos amanos muitos.Só que gostaria de saber si eu tenho alguns direito caso a contecer alguma coisa cm ele.Que Deus nunca deixa que isso não vem confirmar

    RESPOSTA DO BLOG: Em nosso entendimento não há nenhum direito, pois não está caracterizada a união estável, mas apenas um namoro. Por via das dúvidas, consulte um advogado especializado em direito de família.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/08/2009 - 12:18
    Enviado por: elaine

    oi novamente vin aqui para que vocês possa min esclarecer esta grande duvida,como meu pai écasado, mas mora con minha mãe há 31 anos tendo con ele 4 filhos ele fez con minha mãe uma conta conjunta, gostaria de saber se a ex dele ten direito a alguma parte dessa conta, pois esta conta foi feita con ajuda da minha mãe, e esta no nome dele e dela, meu pai faleceu essa conta terá que ser dvidida entre minha mãe e herdeiros filhos da ex? aguardo uma resposta obg fiquen con deus beijo..

    RESPOSTA DO BLOG: Se a conta é conjunta então sua mãe pode movimentá-la sem restrições. Sendo assim, ela pode perfeitamente transferir o dinheiro para uma conta poupança em nome dela ou de outra pessoa em dar satisfações a ninguém.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/08/2009 - 21:44
    Enviado por: Fernanda

    Gostaria de saber, acho que é o desejo de muitos funcionários públicos: se existe alguma maneira de tornar os filhos, dependentes vitalícios de pensão em caso de morte, e não o cônjuge ou companheiro.
    Foi-se o tempo, por exemplo, que o pai era o chefe absoluto da família. Sabemos que esta instituição está em crise. E o trabalho que é uma conquista do trabalhador deveria lhe ser patrimônio a ser deixado a quem lhe conviesse.

    RESPOSTA DO BLOG: Não existe essa possibilidade.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/08/2009 - 22:23
    Enviado por: Regina

    Boa noite!gostaria de saber,como da inicio ao divorcio do meu esposo com sua ex.moramos juntos ha quase 8 anos.temos um filho de 6 anos.e a ex fica se garantindo por ser casada no papel e fala q ñ assina o divorcio.pois bem queria um esclarecimento,por onde começar,pois ele é um pouco descansado!sim e quando nos conhecemos ele ja estava separado dela..pois o mesmo morava com sua mãe!e ñ tem filhos com ela..obrigada


    RESPOSTA DO BLOG:
    Contrate um advogado e entre com pedido de divórcio litigioso na Justiça.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/08/2009 - 15:54
    Enviado por: kelly

    Meu irmão namorou uma moça por seis anos, depois moraram juntos por mais 1 ano. Não construiram nada juntos e nem tiveram filhos. Estavam separados a 1ano e meio quando ele veio a falecer.Não temos mais pai nem mãe.Agora ela quer receber os direitos que ele tinha na empresa em que ele trabalhava . Isso é legal ? Ela tem mesmo direito já que estavam totalmente separados? Ele só tinha a mim e a minha irmã.
    Obrigada.

    RESPOSTA DO BLOG: Ela não tem direito a nada, em nossa opinião. Mas é bom procurar um advogado para se precaver contra qualquer ação judicial.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/08/2009 - 16:00
    Enviado por: elaine

    oi agradeço mas uma vez por vcs teren colocado a resposta mas a conta conjunta minha mãe não tinha o cartão dela eo o cartão dele tava bloqueado quando minha mãe levando todos os documentos pediu para faser uma conta poúpança pra ela o gerente disse que so quando o juiz liberasse o que o juiz ten a ver con isso? sei que meu pai era casado mas separado de corpos ha 31 anos, ten que ser dividida con a outra aff min ajuden o que devo faser? a ex nen sabe da existencia dessa conta e nen os filhos o que fasso?
    beijo aguardo mas uma vez a resposta ou envie para meu emaisl obg.

    RESPOSTA DO BLOG: Se a outra mulher resolver ir à Justiça, é possível que ela consiga. O melhor a fazer é consultar um advogado especializado em direito de família e, se for o caso, contratá-lo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/08/2009 - 13:52
    Enviado por: Claudia Elaine

    Gotaria de saber mais sobre testemunhas de uniao estavel, vivi oito anos com uma pessoa, ela faleceu, tenho declaracao feita em cartorio, comprovante no mesmo endereco e nota fiscal no nome dele, nao tenho conta conjunta e nem outro documento com nossos nomes juntos. Dei entrada no inss, foi indeferido, entrei com recurso pedindo oitiva das testemunhas para comprovar o alegado no pedido inicial.

    Gostaria de uma luz,
    Grata,
    Claudia Elaine

    RESPOSTA DO BLOG: No seu caso, só contratando um advogado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/09/2009 - 14:01
    Enviado por: Paulo Malta

    Boa tarde, senhores

    Eu e minha ex mulher fomos casados durante alguns anos e, após três e meio do nascimento de nossa filha nos separamos. inha ex sofreu durante muitos anos devido a um carcinoma ulterino, no entanto, ela tinha um benefício por doença da Previdência que logo foi extinto após a sua morte, em 2008. Nossa filha nesse caso não estando sobre minha tutela, e até porque ela sempre morou e conviveu com a mãe não teria o direito a receber tal benefício até completar a maioridade?
    Deem-me uma orientação.

    Att.

    Paulo Malta

    RESPOSTA DO BLOG: Em nosso entendimento não, pois não era uma pensão. Sugerimos que consulte um advogado especializado em questões previdenciárias, que pode ter outra interpretação.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/09/2009 - 14:44
    Enviado por: rahyannemaia

    GOSTARIA DE SABER COMO FAÇ PARA RETIFICAR A CERTIDAO DE OBITO DO MEU PAI INFORMANDO QUE ELE TINHA UMA UNIAO ESTAVEL COM MINHA MAE
    POIS ELES ERA CASADO A MAIS DE 20 ANOS E INFELIZMENTE ELE FALECEU MAS NAO PODMOS COLOCAR QUE ELA ERA SUA COMPANHEIRA NO OBITO POIS ELES AO TINHA NADA QUE COMPROVASSE EM CARTORIO
    VOU DAR ENTRADA POR MEIO JUDICIAL PARA REQUERER ESSA DECISAO MAS COMO SOU LEIGA NO ASSUNTO NAO SEI COMO
    JA CONSEGUI UMA DECLARAÇO DA MAE DELE INFORANDO QUE ELES CONVIVIA MARITALMENTE E DEIXOU FILHOS DESSA UNIAO E TAMBEM TEMOS VARIAS TETEMUNHAS QUE PODEM PROVAR ISSO

    SE TIVER ALGUEM QUE POSSA ME AJUDAR POR FAVOR ME TIRE ESSAS DUVIDAS MEU E-MAIL É RAHYANNEMAIA@IG.COM.BR

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/09/2009 - 15:46
    Enviado por: Edvaldo Souza Santos

    Dei entrada no pedido de pensao do estado (secretaria de educação) minha esposa faleceu, moravamos de aluguel, e quando tinha conta em meu nome nao tinha no dela. Resumindo nao deferiro disendo que temos que ter um documetno com comprove a união, ou seja que moravamos juntos ate a data do obto.

    O que faço ?

    RESPOSTA DO BLOG: Apresente um documento que comprove a união, como foi exigido. SE você não tiver como provar, o melhor a fazer é reunir testemunhas e buscar a ajuda de um advogado especializado em questões previdenciárias.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/09/2009 - 23:08
    Enviado por: Alexandra Santana de Freitas

    Gostaria de saber se minha sogra de 51 anos tem direito de receber a pensão de sua mão de 79 anos, as duas moravam juntas e sua mãe tinha problemas de saúde e minha sogra cuidou de sua mãe por mais de 20 anos abrindo mão de sua vida particular não podendo trabalhar para poder cuidar de sua mãe. Caso isso seja possível, qual o procedimento que deve ser tomado?
    Grata!
    Alexandra

    RESPOSTA DO BLOG: Pensão só é possível transferir no caso de filhos pequenos, menores de idade. Mas não custa consultar um advogado especializado em previdência.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/09/2009 - 07:46
    Enviado por: Paulo Roberto (VISITANTE)

    Sou casado, tive um relacionamento fora do casamento, onde nos encontramos por pouco tempo as vezes 20 a 30 minuitos (encontros) algumas vezes, outras vezes no máximo 01 a 1:30 horas em motel (04 vezes).
    durante seis ou sete meses nos encontramos mais menos umas seis ou sete vezes, sexo apenas 04 desses encontros,
    ela era junta com um rapaz a mais de dois anos , só que depois que falei para ela que tinha acabado nosso relacionamento, ela separou-se do marido e foi morar noutra residencia ficando com os filhos do casal, não tive mais relacionamento com ela, contei para esposa que ficou revoltada e passou a contar para todas as pessoas.
    tenho medo dela fingir que o relacionamento continua, é possivel essa pessoa exigir algo de mim, tipo pensão, idenização.

    RESPOSTA DO BLOG: Exigir ela pode, mas conseguir é outra coisa. Nâo dá para ficar especulando sobre isso enquanto ela não entrar com ação judicial.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/09/2009 - 22:53
    Enviado por: dineuza o s araujo

    boa noite. fiquei viuva, e a 6 meses coloquei um homem dentro de minha casa. temos uma uniao estavel. gostaria de saber se eu me separar dele agora, ele tera direitos sobre os bens que sempre estiverao em meu nome.obs ele nao adquiriu nada comigo no periodo q estamos juntos?

    RESPOSTA DO BLOG: DEpende do tempo em que ficarem juntos. Para maiores informações, procure um advogado especializado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/09/2009 - 09:59
    Enviado por: Renato Barros

    Bom dia!
    Gostaria de sanar uma grande dúvida. Meu sogro viveu 12 anos com uma companheira, e esta veio a falecer este mês. Estou dando entrada no beneficio de pensão por morte junto ao INSS. Para comprovar a união estável o mesmo possui uma procuração onde é anunciado como procurador e esposo da mesma. Comprovante de residência em comum e pagamento de um plano funerário onde a falecida e sua dependente. Pergunto: com os documentos acima citados serão suficientes para comprovar a sua qualidade de pensionista junto a previdência, ou terei que apresentar mais documentos além dos que foram citados aqui neste conceituado site. Obrigado pela atenção!

    RESPOSTA DO BLOG: Aparentemente devem bastar, mas nunca é demais reunir o maior número possível de provas documentais para entrar com o processo administrativo. E arrume testemunhas.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/09/2009 - 11:54
    Enviado por: Marcia

    Gostaria de saber o seguinte eu vivi com um rapaz durante um ano dessa relação temos um filho, nos separamos era uma relação estável. fiquei com a criança ele ainda era de menor quando nos separamos, entre na justiça e a justiça obrigou a mãe dele a apagar a pensão, ele arranjou uma namorada e estava noivo segundo informações de terceiros, e agora ele vei a falecer a noiva tem direito a parte da pensão que meu filho vinher receber. já que eles não moravam juntos ela algumas vezes dormia na casa da mãe dele com ele.

    RESPOSTA DO BLOG: Em nosso entendimento não tem direito, mas é bom consultar um advogado especializado no assunto.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/09/2009 - 19:22
    Enviado por: cristiane ribeiro de souza

    PRECISO DE AJUDA, MEU PAI FALECEU E APARECEU UMA SENHORA SE DIZENDO MULHER DELE SENDO QUE AINDA ESTAVA CASADA NO PAPEL COM MINHA MÃE, ELA CONSEGUIU A UNIÃO ESTÁVEL, E QUER REIVINDICAR BENS, QUERO SABER SE NÓS OS FILHOS TEMOS DIREITOS TBM NA CASA ONDE ELES VIVIAM QUE FOI COMPRADA DEPOIS DELES IREM MORAR JUNTOS MESMO A MESMA ESTANDO NO NOME DELA E NÃO DE MEU FALECIDO PAI? VISTO QUE ELA NÃO TERIA CONDIÇÕES SOZINHA DE COMPRAR O TERRENO E CONSTRUIR A MORADIA?
    DESDE JÁ AGRADEÇO PELA ATENÇÃO.

    RESPOSTA DO BLOG: Caso difícil o seu. Pelo que entendemos da sua mensagem, se vocês não conseguirem provar que seu pai teve participação na compra da casa, não terão o direito a essa herança. Em todo o caso, é melhor consultar um advogado especializado em direito da família.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/09/2009 - 15:56
    Enviado por: tatiane

    Boa tarde!

    Meu pai faleceu no dia 02/09/2009 ele era funcionário publico e sabemos que minha mãe vai receber a pensão dele, mas gostaríamos de saber se o INSS tem alguma coisa para acertar devido aos antigos empregos dele?

    gostaríamos de orientações para saber qual é o procedimento e o que devemos tratar nessa situação burocráticas

    Obrigada!

    RESPOSTA DO BLOG: Se há alguma coisa a acertar é com a repartição pública onde ele trabalhava. Entre em contato com o departamento de recursos humanos e verifique a situação funcional dele. O INSS vai apenas pagar a pensão de acordo com as informações que o rh da repartição passar.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/09/2009 - 06:48
    Enviado por: Vivian

    Bom dia!

    Gostaria de tirar uma dúvida: sou casada no papel com uma pessoa que faleceu, mas já estavámos separado de corpos a 5 anos. Também tenho uma filha com ele de 11 anos. Ele tem uma namorada a 4 anos e a família está apoianda esta namorada, de forma que ela receba a pensão por morte, alegando que eles moravam juntos, o que não é verdade. Existe possibilidade dela receber a pensão, já que estão conseguindo testemunhas para confirmar o fato que não é real?

    RESPOSTA DO BLOG: Existe sim, se ela conseguir provar que os dois moravam juntos e tinha uma união estável. Você precisa da ajuda de um advogado especializado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/09/2009 - 13:02
    Enviado por: Lucimar Moura

    vivo com um homem a 28 anos e tenho tres filhos,e ele ja foi casado e teve 5 filhos,mais ja ta separado dela.essa ex ja foi proucurar um advogado para saber dos seus direitos e dos filhos,ela tem direitos tambem ou so os filhos .se ele morre quais meus direitos e o dos filhos dele.
    obrigado ,no aguardo

    RESPOSTA DO BLOG: É melhor você procurar um advogado especializado em direito de família. Seu caso é complexo e há diversos detalhes que só alguém com especialização poderá explicar.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 23/09/2009 - 19:16
    Enviado por: AIRAM DE OLIVEIRA

    Vivi 14 anos com meu companheio só que no meio desta união ele engravidou uma moça que hoje tem um filho dele com 6 anos. Este ano ele faleceu em março de 2009. O mesmo morreu em compahia desta moça pois ela o afastou de mim pois ele tinha cancer e ficou debilitado. Tenho um documento de união intável de 9a anos de convivência com data de 2002. Tenho direito a pensão vitalícia sendo que ela tbm está recebendo/

    Aguardo resposta, obrigado.

    Airam de oliveira

    RESPOSTA DO BLOG: Não temos como responder, já que se trata de assunto complicado. Em princípio achamos que você tem direito, desde que comprovando a união estável, mas a outra moça também, já que tem um filho. Você deve consultar um advogado especializado em direito da família.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/09/2009 - 11:29
    Enviado por: Ivania

    Olá., gostaria de saber se mesmo morando ainda juntos e o processo de separação já estar rolando em juizo, se posso pedir a pensão para o ex marido, pois o mesmo ainda se encontra na mesma casa que eu e a minha filha, mas ele não contribui em nada…dizendo que quem vai decidir será o Juiz quando for chamado para a primeira audiencia, aproveitando dessa situação pois já faz um ano que nada sai na justiça, estamos ainda na mesma casa, pois ele se recusa a sair e nao me dá pensão….e deixa faltar até mesmo o básico para nós…o que devo fazer??
    aproveitando ainda, saliento que ele é autonomo nao tendo como provar o valor que ele ganha, só consegui um balanço feito por ele recentemente da porcentagem recebida pelos serviços dele…esse documento é válido?? Agradeço a atenção…obrigado!!!

    RESPOSTA DO BLOG: Ivania, não temos como responder, já que se trata de assuntos bastante específicos. Você deve consultar um advogado especializado em direito da família.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/09/2009 - 13:01
    Enviado por: lucia de oliveira

    Bom dia desculpe a minha pergunta anterior irei retificar agora e explicar melhor o que esta a acontecer.Tenho minha mae que tem 84 anos e esta debilitada em cima de uma cama, somos em treze filhos e so eu e um irmao quem cuida ele abadonou toda sua vida para cuida dela e temos uma pessoa que me recuso a chama-la de irmao que mora vizxinha a casa da minha mae, portanto nao faz nada por ela e faz sim prejudica todos os cuidados que temos com a nossa mae, ultimamente estavamos tao desesperados que pedimos a ajuda a delegacia do idoso aqui de recife, nesta data 28 de setembro de 2009, assim que estavamos no trabalho recebemos uma liogacao que estaria um carro de policia na casa da manha para verioficar a vivacidade de tudo que relatamos na adelegacia, e para nossa decepçao chegaram la entraram e esta pessoa a quem demos uma queixa na delegacia estava presente,na hora isto e certo eles nao deveriam ter mandado ela ir enbora nao e, uma outra coisa pegaram o meu pai que tem 92 anos e comecaram a fazer pergunta para ele e ele respondendo sem ter nocao de nada eles tambem fizeram a coisa certa, o meu pai por ter esta idade pode ser testemunha perante a justica. Por favor preciso com urgencia desta resposta.
    lucia oliveira,

    RESPOSTA DO BLOG: Esta não é uma questão de direito do consumidor, é de direito de família e cível. Procure um advogado especializado para orientá-la melhor.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/10/2009 - 01:38
    Enviado por: severino castro

    sou casado a 12 anos moro no terreno de meu pai no qual havia construido antes de casar pois ja tinha tido um relacionamento de 5 anos antes e hoje com essa mulher que vivo a 12 anos não tem sido um relacionamento desejado com ela tenho 3 filhos quero saber se caso venha me separar se ela tera direito a casa ja que a mesma esta no terreno do meu pai e ele ainda esta vivo

    RESPOSTA DO BLOG: Não temos essa informação. Procure um advogado especializado em direito familiar.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/10/2009 - 13:33
    Enviado por: maria barboza da silva

    Vivo com uma pessoa há 23 anos temos um filho de 20 anos ,ele era casado com uma pessoa só no papel , mas ela faleceu vai fazer 2 anos gostaria de saber se tenho direito a pensão por morte e ele também, caso aconteça alguma coisa comigo ou com ele. Sou empregada doméstica e ele é aposentado.

    RESPOSTA DO BLOG: Não tem direito.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/10/2009 - 00:03
    Enviado por: adriana

    vivo há 5 anos com um companheiro que é casado legalmente mais mesmo assim fizemos um contrato de convivencia estável no forum se aconteçer algo com ele que tem direito eu que vivo com ele ou a ex que é casada no papel mas está separada dele a 5 anos

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/10/2009 - 09:00
    Enviado por: LICIA SANTANA

    bom dia,
    minha irma conviveu 35 anos com um homen a qual
    teve duas filhas, ele era casado porem separados
    a mais de 40 anos sem ser no papel.
    qual o direito dela agora com a morte dele?
    ela foi um guerreira el ficou deficiente e ele cuidava dele com todo amor do mundo. nunca
    vi tamanho amor. e agora como fica a situação
    dela perante a lei?
    filhos muitos porem todos adultos.
    um abraço, aquardo retorno.
    figuem com Deus.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/10/2009 - 10:27
    Enviado por: ricardo

    trabalho de vigilante patrimonial a 18 anos na grande maioria em horario noturno,com arma de fogo e gostaria de saber se nos vigilantes patrimonias temos direito a aposentaria especial?

    RESPOSTA DO BLOG: Não tem nenhum direito adicional.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/11/2009 - 11:53
    Enviado por: zelia lopes teixeira

    BOM DIA!
    VIVI COM UMA PESSOA 15 ANOS TENHO 2 FILHA MENOR DE IDADE ELE VEIO A FALECER, GOSTARIA DE SABER SE MIHAS FILHAS TEM DIREITO A UM BENIFICIO, ELE PAGAVA INSS SO QUE DEIXOU DE PAGAR HÁ ALGUNS ANOS, GOSTARIA DE SABER SABER SE ELAS TEM DIREITO A ESSE BENIFICIO.. COMO FACO PRA OBITER

    RESPOSTA DO BLOG: Não tem direitos, em nossa opinião. Procure um advogado especializado em direito previdenciário.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/11/2009 - 12:43
    Enviado por: geane

    olá!!! meu avô valecel a alguns meses e gostaria de saber se minha avó tem algum direito no inss poís ele era casado com outa mulher e tinha filho, + já fazia muito tempo que ele com convivia + com ela e amigouse com minha avó tendo com minha avó filhos tbm … eles já eram conpanheiros a 30 anos juntos ele valecel de cancer e minha vó cuidou dele até seus ultimos dias … gostaria de saber se minha avó tem direito de receber algo mesmo ñ sendo casado com ele…

    RESPOSTA DO BLOG: Em nosso entendimento não, mas procure um advogado especializado para se informar melhor.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/11/2009 - 14:45
    Enviado por: patricia

    sou viuva gostaria de saber se me casando novamente no civil eu perco minha pensão??
    se eu não perco tenho que ter algum tempo de
    viuva ?? ou ate com 7 meses posso me casar de novo?estou com duvidas pode por favor me responder

    RESPOSTA DO BLOG: Procure um advogado especializado em direito familiar. Não temos como repsonder.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/11/2009 - 14:55
    Enviado por: danielle andrade silva

    Minha mãe foi casada a 19 anos com o meu se separaram de corpos e não no papel ele recebe o inss.quem terá direito se ele falecer já que sua outra conjuguê faleceu e agora cuido dele.ele pode fazer alguma procuração e deixar alguém recebendo ou so a minha terá direito ou eu de receber este beneficio se algum dia ele falecer.e o que preciso comprovar para ter este beneficio como eu ou minha mãe além do mais essa mulher era amante de meu pai.também é alcoolatra que responde por ele da família .e se isso precisa de procuração? espero ansiosa a resposta muito obrigado

    RESPOSTA DO BLOG: Só um advogado especializado em direito familiar pode responder a esta questão.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/11/2009 - 12:37
    Enviado por: Fabiola Ramos da Silva

    Gostaria de saber como faço para ajudar minha amiga,que perdeu o companheiro que vivia com ele a 18 anos mais a mãe dele e a irmã levou todos os seus documentos,como ela pode fazer para comprova
    sua união e dar entrada na papelada

    RESPOSTA DO BLOG: Você precisa da ajuda de um advogado especializado em direito de família.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/11/2009 - 21:52
    Enviado por: Herly Braga Toledo

    Por favor gostaria de saber se tenho direito a pensao dele se caso ele venha a falecer. me casei em 1981 tive um filho em 1983 me separei judicialmente mas nao me divorciei dele. dai em 1985 voltamos a morar juntos como marido e mulher, em 1992 tive outro filho e vivemos ate 2009 estou atualmente separada dele, e ele ja e aposentado por invalidez . caso venha a falecer qual direito terei na aposentadoria dele, ja q nao tenho comprovantes de contrato maritalmente por favor me ajude a encontrar esta resposta obrigado.

    RESPOSTA DO BLOG: Situação complexa, por conjta das idas e vindas. Você precisa da ajuda de um advogado especializado em direito de família.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/11/2009 - 09:11
    Enviado por: edmilsoncapistrano

    bom dia , gostaria de saber como devo proceder para legalmente receber o beneficio do inss de minha mãe de 82 anos que sofre de grandes dores na coluna e astrose , incomodando muito a ida dela até o banco.

    RESPOSTA DO BLOG: Por meio de um advogado, sua mãe precisa transformar você em procurador dela, com autorização para receber o dinheiro.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/11/2009 - 12:41
    Enviado por: ValdicleyVilas Boas

    Minha avò morava a 40 anos com uma pessoa, o mesmo faleceu ela tem direito a pensão, mesmo se eles não se casaram e como fazer?

    RESPOSTA DO BLOG: Não temos como responder essa questão. Procure um advogado especializado em direito familiar.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/11/2009 - 01:12
    Enviado por: elizabeth martins

    eu tive umcompanheiro que faleceu ha 20anos . agora quero entrar compedido de pensão a previdencia . e provar minha união estavel . ele me deixou umtestamento que comprova . quero saber se depois .desse tempo ainda tenho direito . obrigado gostaria de uma reposta …………..

    RESPOSTA DO BLOG: Só um advogado especializado em direito previdenciário pode responder.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/11/2009 - 19:09
    Enviado por: dinir

    meu filho faleceu afogado em 2001 eu so tinha o registro de nascimento dele e os documentos do colegio dele no inss não consegui dar entrada na penção por que meu filho não me passou como dependente dele e mais fui umilhada ouvi da boca da pessoa que me atendeu voce pode muito bem trabalhar não te falta nem um braço e disse mais se eu não tivese uma perna ele dava um jeitinho até hoje tenho depresãocontrai um cancer de mama tomo remedio controlado ele era mui filho unicoalguem pode me ajudar.

    RESPOSTA DO BLOG: Você precisa da ajuda de pessoas ou advogados especializados em direito previdenciário. NO seu caso achamos que não há como conseguir pensão;

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/11/2009 - 11:38
    Enviado por: Andressa

    Bom dia !
    Olá, meu irmão faleceu em 2007 e desde marco de 2008 a pessoa que morava com ele esta recebedo pensão como de diretio.
    Gostaria de saber se ela se casar de novo, registrar algo em cartorio alegando estar amaseada, ou até mesmo engravidar, ela pode perder essa pensão, ou poderá continuar recebendo.
    Agurado resposta.

    RESPOSTA DO BLOG: Não perde nada, é direito dela.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/11/2009 - 23:05
    Enviado por: sida

    fiquei viuva em 2000 tenho duas filha. recebo pensao por morte. quero saber se mim casar no civil novamente perco minha pensao e se caso perca minha filhas tem direito?

    RESPOSTA DO BLOG: Dependendo do caso, perde, e suas filhas não terão direito algum. Procure um advogado especializado em direito previdenciário.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/11/2009 - 17:22
    Enviado por: betty aparecida da paz

    Meu irmão teve uma uniao estável a 11 anos, possui um filho desta uniao de 11 anos e somente ele (filho) recebe a pensao. Gostaria de saber se o meu irmão tem direito a pensao, ele possui declaraçao de IR, TESTEMUNHAS, CERTIDÃO DE NASCIMENTO DO FILHO, ASSISTÊNCIA MEDICA, MAS NÃO POSSUIA CTA CONJUNTA OU ATÉ MESMO ALGUMA PRESTAÇÃO DE BENS MATERIAS QUE ELA TERIA FEITO. O que ele deve fazer para ter este direito?

    RESPOSTA DO BLOG: Não tem direito.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/12/2009 - 21:34
    Enviado por: joana darck

    oi sou viuva e recebo pensão por morte do meu marido deixada para mim eu era casada no civil com o falecido com separaçaõ de bens e hoje sou pensionista que recebo a pensão por morte d dele. e ele ja faleceu ha mais de tres anos . eu já tenho um namorado, eu gostaria de saber se eu só morar junto com meu namorado eu perco minha pensão desde já agradeço sua resposta obrigada e um feliz natal e um próspero ano novo um abraço

    RESPOSTA DO BLOG: Neste caso não, a pensão continua valendo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/12/2009 - 22:42
    Enviado por: Fabio Medeiros de Oliveira

    minha mãe esteve casada durante 38 anos e a 10 anos separou corporalmente e não judicial, meu pai saiu de casa e passou a conviver com outra mulher, a um mês ele faleceu, como fica a pensão do INSS. senhora que convivia com ele deu entrada e o INSS deu a pensão para ela.
    pergunto qual o direito tem minha mãe que casada?

    RESPOSTA DO BLOG: Essa questão só pode ser resolvida de forma judicial. Contrate um advogado especializado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/12/2009 - 01:48
    Enviado por: zelinda oliveira

    Eu casei com um oficial de justiça ha 23 anos atras e tive 2 filhos , me separei dele mas nao divorciei , ele teve outra mulher com 1 filho que hoje ja e de maior , em 2005 ele faleceu e deixou uma pensao de 3.000,00 para esta mulher , so que nos nunca divorciamos ou seja nao poderíamos casar , entao gostaria de saber se tenho direito ate a metade dessa pensao ? Ele era oficial de justiça do TJ-GO e o IPASGO é a fonte pagadora da pensao.Ou seja para a justiça o que vale e o que esta no papel , e nos nao divorciamos , por isso nao poderíamos casar . Obrigado !!!

    RESPOSTA DO BLOG: Não temos como responder. Procure um advogado especializado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 19/12/2009 - 13:43
    Enviado por: claudia

    tenhouma umiao estavelcom um homen que nao e separadp da ex- mulher em caso de sua morti eu tenho direito a pensão, mesmo com a separasão total de bem.

    RESPOSTA DO BLOG: Não.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/12/2009 - 12:45
    Enviado por: Wlina Rocha Mesquita

    Vivi 05 anos com meu companheiro e fizemos um comtrato de união estável ( ela estava com processo de separação da primeira esposa em andamento na justiça). Ele faleceu e gostaria de saber como devo proceder para conseguir pensão do INSS sendo que o mesmo contribuiu por mais de 15 anos, tendo parado de contribuir a mais ou menos 8 anos?

    RESPOSTA DO BLOG: Você tem de ir a um posto do INSS para obter essa informação.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/01/2010 - 14:44
    Enviado por: glaucia

    ola gostaria de saber se meu atual esposo tem direito a ,receber a minha pensão caso eu venha falecer. eu recebo uma pensão do meu falecido e tenho uma união estavel esse meu companheiro tem direito a essa pensão caso eu venha falecer?

    RESPOSTA DO BLOG: Não tem direito.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/01/2010 - 17:15
    Enviado por: ana maria guimães de oliveira

    sou casada legalmente e meu marido dá pensão a ex mulher, as filhas já são de maiores, ele tentou tirar a pensão da mulher e não conseguiu.quero saber como fica a penão dele caso ele venha a falecer. ele é aposentado por auxilio doença

    RESPOSTA DO BLOG: A pensão será dividida entre você e a ex-mulher, mas há interpretações diferentes a esse respeito. Procure um advogado especializado em direito da família ou em previdência.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/01/2010 - 11:14
    Enviado por: Luciene

    Meu pai faleceu em dezembro 2009, ele foi casado e vivia com minha mãe há 54 anos, nunca houve separação ou abandono de lar. O caso é que ele tinha uma outra mulher, pessoa que ele via habitualmente há muitos anos. Meu pai faleceu na casa dessa pessoa, após um infarto. Ela se aproveitou da situação e agiu todo os documentos para o velório, inclusive a certidão de óbito, a família só foi avisada da morte quase na hora do enterro. Ela diz ter filhos maiores com meu pai, não sabemos se são realmente registrados.
    Entramos com um pedido de retificação de Certidão de Óbito, pois há vários erros, inclusive o local de residência declarado. Ela quase colocou seu nome como sendo cônjuge. A certidão foi lavrada mediante o RG que meu pai portava.
    Gostaria de saber quais são os direitos dessa mulher, uma vez que meu pai era servidor público aposentado.
    Eu posso processá-la por todo esse transtorno provocado, uma vez que minha mãe é pessoa idosa de 75 anos e sofreu constrangimento.

    RESPOSTA DO BLOG: Essa é uma questão de direito de família, não de direito do consumidor. É fato que ela cometeu irregularidades, já que seu pai legalmente era casado com sua mãe. Você precisa da ajuda de um advogado especializado para desfazer o que a outra mulher fez e para processá-la. No entanto, se ela provar que tem filhos, eles serão herdeiros como você e seus irmãos. Procure alguém especializado para orientá-lo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/01/2010 - 01:29
    Enviado por: angelina

    Me tornei pensionista do INSS com o falecimento do meu esposo.Minha sogra cuida do filho que ele teve com outra mulher antes de se casar comigo;porem ela não tem a guarda do menino.Ela esta querendo todos os documentos dos meu esposo para entregar a mãe do menino e pedir a pensão para ele. Sou obrigada a entregar esses documentos a ela? Diz ela que até me denunciou por eu ter apriendido os documentos do filho dela e que serei intimada a depor para esclarecimento. Isso pode ? tenho que dar esses documentos a ela?

    RESPOSTA DO BLOG: Não podemos ajudar. Procure um advogado especializado em direito de família.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/01/2010 - 15:14
    Enviado por: MARIA JOSE

    MINHA MAE FALECEU A TRES ANOS NO QUINTAL TEM UMA CASA DE DOIS ANDARES QUE MORA MINHA IRMA ENCIMA E NA CASA QUE ERA DA MINHA MAE MORA MEU IRMAO EMBAIXO E MINHA IRMA NO MESMO QUINTAL DO LADA EU ERA PRA CONSTRUIR ENCIMA DA CASA DELA MAS ELA NAO QUE DEIXAR E JA FES UM COMBODO LA ENCIMA EU MORO COM UM RAPAZ TENHO TRES FILHOS QUERO SABER SE TENHO DIREITO NO QUE ERA DA MINA MAE SOU A CAÇULA DE QUETRO IRMAO SOU A UNICA QUE NAO MORA LA COMO DEVO SABER OBRIGADA

    RESPOSTA DO BLOG: Procure um advogado especializado para resolver essa questão.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/01/2010 - 00:30
    Enviado por: laudiceia

    ola meu namorado esta preso ha 6 meses ,tenho uma filha com ele,sera que eu preciso de comprovante para poder receber o auxilio ou só a certidaõ da minha filha serve.e outra precisa que a empresa que ele trabalhava de baixa na carteira,pois ainda n deu pois nem condenado ele foi ainda.aguando resp

    RESPOSTA DO BLOG: Não temos como responder essa questão. Procure um advogado especializado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 23/01/2010 - 23:02
    Enviado por: Sarita

    Gostaria de saber se existe algum meio de pedir a retificação da data da declaração de união estável entre meu avô (que faleceu um ano depois de ter feito essa declaração) e a mulher que viveu com ele, pois na própria declaração não foi posta a impressão digital dele, uma vez que o mesmo se encontrava debilitado fisica e psicologicamente. A mulher dele na verdade colocou uma data que não é verdadeira somente para poder ter direito em uma casa que foi inventariada e já vendida e ela não entrou na partilha. Agora ela não quer que meus tios e minha mãe tenha direito na casa em que ela vivia com o meu avô e penso que, se entrarmos com uma ação pedindo para que seja feita a sobrepartilha dessa casa, ela pode alegar que tem direitos sobre a casa que já foi inventariada e vendida. Existe algum meio de pedirmos a retificação da data do documento que comprova a união estável entre ela e meu avô, uma vez que a única testemunha foi minha tia, que também alega desconhecer a data que foi posta? Meu avô não estava em condições de tomar decisões pois já não era mais lúcido, teve vários AVC’s quando ela quis fazer esse documento. Aguardo.

    RESPOSTA DO BLOG: Procure um advogado especializado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/01/2010 - 15:36
    Enviado por: maria cléa p.borges

    oi. vivo a desde 1998 com um rapaz mas não somos casados no papel .temos uma filha de dez anos e ele criou a minha outra filha desde os 4 anos…agora ele me trocou por outra e vive me humilhando e muitas vezes nem as compras ele quer fazer.eu tenho49 anos to desempregada .o que devo fazer? por favor me orientem ele tem outras mulheres na rua….preciso saber como agir…quais os meus direitos..? desde já obriigada.

    RESPOSTA DO BLOG: Procure um advogado especializado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/01/2010 - 22:30
    Enviado por: Alice Triques (vizitante)

    Olá convivo com meu marido a 5 anos não temos filhos, gostária de saber caso ele venha a falecer, eu terei direito a pensão, mesmo não tendo documento de união estável, aguardo resposta……obrigado. 26/01/2010

    RESPOSTA DO BLOG: Procure um advogado especializado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/01/2010 - 16:04
    Enviado por: Maria Aparecida Legg

    Minha prima era diretora de escola estadual (concursada) faleceu em 2007, minha tia hoje com 78 anos de idade e viúva, tem direito a pensão do Estado ( secretaria de Educação)
    Em vida era minha prima responsavel por alimentação e moradia de minha tia, pois era filha única. Por fAVOR ME RESPONDAM via e-mail

    pertencia a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.

    RESPOSTA DO BLOG: Só o sindicato dos servidores pode responder e tentar ajudar.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/01/2010 - 11:11
    Enviado por: larissa

    O meu marido faleceu, a 8 meses quem o matou foi a policia. Gostaria de saber se o meu filho tem algum direito de pensão. detalhe o falecido nunca trabalhou de carteira assinada. Ou tenho como entra na justiça contra o estado.

    RESPOSTA DO BLOG: Não tem direito a nada que esteja previsto em lei. Se qusier processar o Estado em busca de indenização, procure um advogado especializado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 31/01/2010 - 01:56
    Enviado por: katia

    vivi com um senhor por mais de 5 anos, fiz a declaratoria na justiça estadual e tenho a prova do mesmo endereço, compra dele e eu recebendo e fotos e não consegui o deferimento na pensão, O que devo fazer?:

    RESPOSTA DO BLOG: Procure um advogado especializado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/02/2010 - 22:42
    Enviado por: carlos alberto

    peço ajuda no que se refere a meu pai, que foi casado com minha mãe nunca se separou porém viviam separados de corpos a 30 anos, e ele teve mais duas mulheres antes de morrer, a pergunta é a seguinte se minha mae que foi casada porem separada de corpos a 30 anos tem direito a herança deixada pelos meus avós, ou seja pais de meu pai, e qual o quinhao que cabe a minha mãe

    RESPOSTA DO BLOG: Não temos como repsonder. Procure um advogado especializado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/02/2010 - 11:05
    Enviado por: Aline Barros godoy

    Moro há mais de 1 ano com um viuvo de 81 anos.ele tem 4 filhos. no caso de morte terei direito a alguma coisa? ou não terei direito a nenhum benefício?
    Obrigada.

    RESPOSTA DO BLOG: Não terá direito a nada, só se ficar mais de cinco anos com ele, mesmo sem união oficial.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/02/2010 - 21:17
    Enviado por: handressa amaral da silva

    Boa Noite !

    Gostaria de saber se tenho direto de receber minha pensão , porque meu pai me expulsou para fora de casa. Aconteceu assim meus irmãos estavam dormindo na casa dele passando férias porque eles não moram aqu em São Paulo dai fui passar uns dias dormindo na csa do meu namorado , dai quando fui conversar com meu pai ele -me agrediu verbalmente , e fisicamente me expulsando de casa dizendo que eu era puta e vagabunda mas não sou isso e tenho minhas provas , mas direto ao assunto quero saber se tenho direito de receber minha pensão não morando mais com ele e não casada no catório ainda pois eu tenho esse direito .
    Pois eu ainda tenho direito de receber está pensão tenho 19 anos de idade posso receber minha pensão até meus 21 anos quero saber tenho este direito.

    RESPOSTA DO BLOG: Não tem nenhum direito.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/02/2010 - 00:55
    Enviado por: nilton cesar campos azevedo

    oi!tive uma uniao estavel e ela veio a faleser e ela tinha uma filha.eu posso fazer um acordo com quem tem a guarda dela q e o pai dela .e nao precisar ir a justiça!e esse acordo pode ser legal !

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/02/2010 - 20:26
    Enviado por: carla geane murta

    Sou professora efetivada do estado e moro com uma pessoa desde 2006.ele é divorciado e eu sou desquitada desde 1997 mas ainda não consegui meu divorcio para podermos casar.ele nescessita do plano de saúde da previdencia porem não consegui colocá-lo .fizemos em cartorio a união estável em janeiro de 2008,mas nem assim consegui.o que devo fazer para está conseguindo comprovar minha união estável e está colocando como meu dependente no plano de saúde?me ajude por favor.

    RESPOSTA DO BLOG: Só entrando na Justiça, infelizmente. Os planos de saúde e a previdência vão alegar uma série de impedimentos e falta de documentos. Vôcê conseguirá, mas terá de ter a ajuda de um advogado para mover uma ação judicial.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/02/2010 - 21:57
    Enviado por: Gabriela

    Boa noite.tenho algumas duvidas e gostaria de esclarecelas. Meu pai é casado oficialmente com uma mulher com quem tem 2 filhos sendo os 2 casados, viveram juntos +/- 4anos, agora ele mora com minha mae mais nao se separou oficialmente da 1ª, com minha mae tambem tem 2 filhos tambem casados. Ja fazem 26 anos que eles moram juntos, ele colocou ela na carteira de trabalho dizendo que ela é a companheira desde 1984 e tambem fez uma procuração dando poderes a ela a mexer em contas, senhas e a pensão, ele tem 2casas no nome dele,carro, eu gostaria de saber como ficaria a questao das casas e da pensão caso ele venha a falecer e se a procuração tera algum valor depois da morte??
    Preciso de uma resporta!!Aguardo retorno.
    Obridada!!

    RESPOSTA DO BLOG: Situação bastante complicada. Você precisa consultar um advogado especializado em direito de família. Este blog é de direito do consumidor. Nâo podemos ajudá-la.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/02/2010 - 08:01
    Enviado por: Márcia Silvia

    meu namorado faeceu, namorei com ele durante 3 anos e seis meses,quais são os meus direitos viviamos como marido e mulher,e estava-mos nos preparando para oficializar o casamento..

    RESPOSTA DO BLOG: Em nossa opinião, nenhum direito. Procure um advogado especializado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/03/2010 - 09:42
    Enviado por: silvana

    sou separada no papel a 4 anos, me sinto lezada ele quer o divorcio tenho alguma chance de ganhar uma indenização????

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/03/2010 - 16:46
    Enviado por: Simone Martins

    estou morando com uma pessoa há 3 anos…tenho direitos???? ele é solteiro e eu divorciada…obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/04/2010 - 23:36
    Enviado por: luciana prado

    fui casada com um homem por 7 anos, ai nos divorciamos, casei novamente e fiquei gravida, ocorre que neste ínterim me reconciliei com meu ex fui com minha filha morar com ele, neste periodo ele adoeceu e dependia de mim para tudo passou-me varias procuraçoes inclusive para recebimento de auxilio doença, porem ele veio a falecer, suas filhas do casamento anterior que viam o pai muito raramente exigiram que eu saisse do nosso apartamento e levaram nosso carro, alegando que eu era casada legalmente com outro e portanto não tinha nenhum direito,entrei com pedido de pensao por morte junto ao inss, e me foi consedido tambem recebi verbas como fgs, elas as filhas estão fazendo o arrolamento porem não me incluiram, entrei com pedido de uniao estavel não sei se será
    concedido, pq sou casada legalmente com outro, porem tenho inumeras testemunhas além de provas documentais, eu gostaria de saber se a uniao estavel não for concedida eu perderei a pensão? terei que devolver o que recebi de Fgts, por favor me ajudem!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/04/2010 - 20:26
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos ajudar, essa é uma questão de direito de família, não do consumidor. Procure um advogado especializado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/04/2010 - 23:40
    Enviado por: luciana prado

    na questao acima esqueci de esclarecer que em função de sua doença não pude trabalhar e dependia financeiramente dele para tudo, e tbem ele não deixa dependentes pois as filhas têm mais de 25 anos
    grata

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/04/2010 - 21:23
    Enviado por: luciana prado

    fui casada com um homem por 7 anos, ai nos divorciamos, casei novamente e fiquei gravida, ocorre que neste ínterim me reconciliei com meu ex fui com minha filha morar com ele, neste periodo ele adoeceu e dependia de mim para tudo passou-me varias procuraçoes inclusive para recebimento de auxilio doença, porem ele veio a falecer, suas filhas do casamento anterior que viam o pai muito raramente exigiram que eu saisse do nosso apartamento e levaram nosso carro, alegando que eu era casada legalmente com outro e portanto não tinha nenhum direito,entrei com pedido de pensao por morte junto ao inss, e me foi consedido tambem recebi verbas como fgs, elas as filhas estão fazendo o arrolamento porem não me incluiram, entrei com pedido de uniao estavel não sei se será
    concedido, pq sou casada legalmente com outro, porem tenho inumeras testemunhas além de provas documentais, eu gostaria de saber se a uniao estavel não for concedida eu perderei a pensão? terei que devolver o que recebi de Fgts, por favor me ajudem o mesmo não deixa filhos menores

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/07/2010 - 11:42
    Enviado por: Aline

    Meu avô tem 94 anos, há 7 anos convive com uma mulher de 50, quando ele falecer, ela receberá a pensão?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/07/2010 - 08:23
    Enviado por: Filipe

    OI,

    To com grande problema meu pai faleceu e ele era o procurador do beneficio
    do meu irmao.e todo ano existe recadastramento,algo assim para atualizar dados
    e senha.agora quero tranferir para que minha mae seja
    procuradora,como faço isso?
    quais documentos preciso ter em maos para fazer essa mudança de procurador?
    e tambem gostaria de saber,se no dia de atualizar os dados e reavalidar a senha
    perante o banco,meu irmao o dono do beneficio pode ir.ja que meu pai procurador
    infelismente faleceu.

    Grato,desde ja…espero que possam me ajudar

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/07/2010 - 18:34
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Desculpe, não podemos ajudar, essa não é a nossa especialidade. Essas informações podem ser obtidas em qualquer posto do INSS ou então com um advogado especializado em questões previdenciárias.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 12/08/2010 - 17:02
    Enviado por: adelis maria

    olá boa tarde eu gostaria de saber o seguinte eu vivo com o meu marido a2 anos mais nao sou casada legalmente. ele nunca foi casado e nao tem filhos eu gostaria de saber se vier aconteçer algo com ele eutenho direito em alguma pessao muito obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/08/2010 - 12:18
    Enviado por: Fernanda

    Ola, boa tarde… meu pai faleceu a 2 meses tem 18 anos de contribuição, só que, há mais de 8 anos não contrinuia, minha mãe tem direito a pesnão por morte?
    Grata
    Fernanda

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/08/2010 - 19:43
    Enviado por: Márcia Santos

    meu pai foi casado por um ano e meio,com separação obrigatoria
    de bens durante este periodo não teve filhos desta união ,tem 35 anos de contribuição,faleceu já faz um ano,neste caso a viúva tem direito a receber pensão por morte?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/08/2010 - 19:41
    Enviado por: Adenias Gonçalves Filho

    Senhores,
    Minha irmã separou-se judicialmente e, há mais de cinco anos passou a dar assistência ao seu ex-marido com problemas de saúde. Sem que houvesse ocorrido a reparação deste reatamento, seu marido veio a obito a três meses.
    Agradeceria sua orientação quanto a como fazer um documento que contemple esta situação junto ao INSS para fins de continuidade da pensão.
    Cordialmente,
    Adenias Gonçalves Filho

    responder este comentário denunciar abuso

    • 23/08/2010 - 22:29
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento não poder ajudar neste caso, não pe nossa especialiade. Procure um advogado especializado em direito previdenciário ou mesmo algum funcionário do INSS.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 01/11/2010 - 15:01
    Enviado por: katia.F. R

    BOA TARDE GOSTARIA DE SABER??? MEU ESPOSO TEM UMA FILHA DO CASAMENTO ANTERIOR,ELA VIVE COM AVÓ PARTERNA,AINDA NÃO TENHO FILHO,MAIS ELE FEZ UM SEGURO PREVIDENCIA DE MORTE NO NOME DA FILHA…TENHO DUVIDAS SOMENTE SOBRE ISTO COMO ESPOSA POR ESTA HOJE DO LADO DELE AJUDANDO A CONSTRUIR ESTAMOS FINANCIANDO UM IMOVEL PARA SAIR DO ALUGUEL E POR ELE TER FEITO ESTE SEGURO SO NO NOME DA FILHA TENHO MEDO NO FUTURO QUE NAO SABEMOS O QUE PODE ACONTECER. ATENCIOSAMENTE KATIA

    responder este comentário denunciar abuso

    • 04/11/2010 - 22:15
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não entendemos a dúvida, mas, seja como for, não é uma questão de defesa do consumidor. Procure um advogado especializado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 09/11/2010 - 15:52
    Enviado por: Claude silveira

    Preciso apresentar 02 testemunhas JUNTO DO INSS PARA PEDIR PENSÃO POR MORTE, HOMOAFETIVA. Mas o INSS NÃO EXPLICOU COMO FAÇO ISSO. Alguém poderia me ajudar?? RESTANTE DOCUMENTOS TENH0 TDOS, INCLUSIVE DECLARAÇÃO IMP. RENDA COMO DEPENDENTE.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/11/2010 - 16:35
    Enviado por: emerson vancini

    preciso saber se eu tenho direito ao auxilio invalides,
    porque perdi 70% de audição de um ouvido devido á um atropelamento, que ocorreu em 2.006, aonde uma viatura da policia militar me atropelou em santos, já que eu tenho 39 anos não consigo arumar emprego devido á invalides, e etou passando por nessecidades finaceiras atulmente

    responder este comentário denunciar abuso

    • 18/11/2010 - 20:43
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento, não podemos ajudar, não é uma questão de direito do consumidor. Procure ajuda de um advogado especializado ou vá ao sindicato de sua categoria.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 23/11/2010 - 07:23
    Enviado por: Maria

    Minha irmã faleceu em 1986 e minha mãe recebe pensão dela, no início recebia um salário mínimo e meio mas a anos recebe um salário, mesmo com revisão no INSS não resolveu.
    É justo pensionistas e ou aposentados que contribuiram sempre sobre salários maiores, terem seus benefícios assim tão defazados e sem direito a aumentos após revisões.
    Sei de pessoas que se aposentaram com 10, 6 salários mínimos e hoje recebem só um… absurdo.
    Se ao invez de pedir nova revisão no INSS, ela contratar um advogado existe alguma chance de corrigirem?
    Grata pela resposta.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 23/11/2010 - 23:12
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Procure um advogado especializado, aqui é um local de defesa do consumidor, e essa é uma questão previdenciária.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 23/11/2010 - 07:31
    Enviado por: Maria

    Sei de pessoas que se aposentaram com 10, 6 e 2 salários mínimos e hoje recebem apenas um salário… injustiça porque quando as pessoas fazem as revisões elas não tem seus benefícios aumentados, porque tem aumentos bem menores do que do salário mínimoe com isso vai defazando?
    Gostaria muito de saber se existe algum pensionista e ou aposentado que fez revisão e teve seu beneficio corrigido.
    Se contratando um advogado é mais garantido ou infelzmente só pelo INSS para fazer a revisão.
    Grata pela resposta.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 23/11/2010 - 23:11
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamentamos, não temos como fazer esse levantamento. O ideal é procurar um advogado e verificar com ele alguma sentença deste tipo em tribunais do país.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 23/11/2010 - 07:44
    Enviado por: Maria

    Perdão, além das dúvidas acima tenho outras.
    1- Minha mãe é pensionista e meu pai aposentado, quando completar 65 anos ela tem direito a se aposentar e ter os dois benefícios, mesmo sem carteira assinada a cerca de 30 anos?
    2- Meu pai aposentado, se falecer primeiro, pode passar a aposentadoria dele para minha mãe, se sim ela perderá o benefício dela?
    3- Se uma irmã minha deficiente mental a 17 anos e que mora sob a guarda deles poderá receber a pensão ou aposentadoria deles caso um deles venha a falecer.
    Obrigada mais uma vez.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 23/11/2010 - 23:09
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Ela não poderá manter dois benefícios. Se o marido morrer é possível manter os dois benefícios, mas somente em casos específicos. Neste caso somente um advogado especializado poderá responder. Na terceira, a lei permite a manutenção do benefício, mas terá de ser por meio de pétição judicial para que isso ocorra.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 30/11/2010 - 14:33
    Enviado por: SHEILA CRISTO NASCIMENTO

    TENHO DOIS FILHOS DE 4 E 7 ANOS,O PAI DELES FOI ASSASSINADOA 2 ANOS ATRÁS. GOSTARIA DE SABER SE MEU
    MARIDO, SENDO PRESO DO ESTADO DO E.S E CONDENADO, ESCAPOU DO PRESÍDIO ONDE ESTAVA, TORNOU-SE UM FUGITIVO DA LEI DURANTE 1 ANO E MEIO. ONDE TERMINOU SENDO ASSASSINADO POR UM DESCONHECIDO.
    GOSTARIA DE SABER SE O ESTADO TEM ALGUMA RESPÓSABILIDADE, SE POSSO EXIGIR DO ESTADO ALGUM DIREITO EM RELAÇÃO AOS FILHOS DELE SEREM DE MENORES, E ESTAMOS PASSANDO POR GRANDES DIFICULDADE?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 01/12/2010 - 18:03
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não temos a menor ideia, essa não é uma questão de defesa do consumidor, é o que tema do site. Procure um advogado especializado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 17/12/2010 - 13:11
    Enviado por: Sonia Rita

    Ola . Meu pai é viuvo a 6 anos e tem 84 anos. Ele tem uma namorada de 46 anos a 5 anos. Ela não mora com ele mas passa com ele quase todo final de semana. Ele a ajuda a pagar aluguel e fazer compras. Ela tem emprego mas não é o suficiente. Ele tambem deve ser seu fiador.Estou sabendo que esta em aprovação uma lei que da direitos as amantes.A chacara que meu pai mora foi doada por ele às 2 filhas e ele tem seu usofruto. Quando meu pai falecer ela terá direitos sobre a herança e podera receber pensão?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 20/12/2010 - 17:30
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento, não podemos responder, essa não é uma questão de defesa do consumidor. Procure um advogado especializado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 28/12/2010 - 13:03
    Enviado por: sonia regina gomes

    Perdi meu filho vitima de um TCE, por conta de um acidente de automovel. ele era solteiro e morava comigo. Sou autonoma, estou em depressão profunda e não consigo trabalhar. faço tratamento psiquiatrico. Tenho direito a pensão do meu filho? se tenho como faço para receber: sonia regina,

    responder este comentário denunciar abuso

    • 28/12/2010 - 16:19
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento, não podemos responder, essa é uma quetsão de direito previdenciário, não de defesa do consumidor. Por favor, procure um advogado especializado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 14/01/2011 - 03:58
    Enviado por: BACHELOR

    TENHO UMA UNIÃO HOMOAFETIVA COM UM EX-MAJOR DE 81 ANOS JÁ MORAMOS JUNTOS Á 5 ,NO CASO DE SEU FALECIMENTO QUAIS DOCUMENTOS EU DEVO A, PRESENTAR AO INSS? TENHO SOMENTE, CORRESPONDENCIAS NO MESMO ENDEREÇO, ELE PAGA MEU INSS COMO TRABALHADOR DELE POIS CUIDO DA SUA SAÚDE SOU DEPENDENTE DELE NO CONVÊNNIODE AUXILIO FUNERÁRIA. ME DÊ UMA RESPOSTA, AGRADEÇO!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 14/01/2011 - 17:19
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Infelizmente não podemos repsonder. Além de ainda não haver legislação específica para isso, essa é uma questão direito previdenciário, e não de de defesa do consumidor. Procure um advogado especializado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 17/01/2011 - 13:18
    Enviado por: BACHELOR

    acho que vc. não entendeu, já existe simuma lei que defende os direitos de uma união homoafetiva, no caso de
    morte acho que vc. não está ciete disso, apenas queria saber o se quanto tempo eu devo está junto para ter este direito no caso de falecomento,e não estou querendo um adefesa de consumidor como vc. disse, leis com atenção qual foi minha pergunta,,, abraços!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/01/2011 - 20:12
    Enviado por: asas

    enho um relacionamento de 7 anos com um homem casado.ele é tenente dos bombeiros. queria saber, se tenho algum direito caso venha acabar esse relacionamento. obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/02/2011 - 23:32
    Enviado por: neia

    boa noite gostaria de saber se no caso de morte tenho direitos pois moro junto a 16 anos e tenho uma filha de 11 anos e se tivermos um imovel financiadao se quita tudo ou tenho q pagar depois de morte obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/02/2011 - 02:25
    Enviado por: CIBELE SILVA

    MEU MARIDO FALECEU A QUATRO ANOS VIVEMOS JUNTOS CINCO ANOS TIVEMOS UM FILHO NAO QUERIA PASSA A PENSAO PRA MIM. QUE TTENHO DIREITO VOU ATRAIS PARA VER SE CONSIGO

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/02/2011 - 18:55
    Enviado por: França

    moro com um homem a oito anos, temos uma filha de seis anos, (ele é um militar aposentado)porém paga pensão alimenticia para a ex-mulher (ela não tem nenhum filho de menor) temos registrado em catório um termo de convivencia,(à sete anos), gostaria de saber quais os meus direitos caso ele faleça,quem ficaria com a aposentadoria que ele recebe hoje;
    ela continuaria a receber a penção alimenticia?
    ela terá direito a 50%da aposentadoria dele?
    gostaria de receber uma orientação através do e-mail.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/02/2011 - 16:47
    Enviado por: maria josé martins

    Meu pai ficou viuvo e não fez enventarios dos bens. Ele vive com uma mulher e diz que vai deixar tudo para ela. eu e meus irmão queremos saber se isso é possivel. Ele disse que a aposentadoria ja é dela.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/02/2011 - 16:54
    Enviado por: marta meira arruda

    Estou vivendo com um rapaz, ele é meu herdeiro?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/02/2011 - 14:15
    Enviado por: JANE

    Boa tarde. Vivi com uma pessoa + de 14 anos, casamos, divorciamos após quase 2 anos do casamento. Após 3 anos, conheci outra pessoa a qual vivo até hoje. Mas há 1 ano e meio a pessoa que fui casada anteriormente, veio a falecer. Tinha uma boa aposentadoria, e deixou muitos bens. Gostaria de saber se tenho direito a pensão dele. Aguardo sua resposta, e muito obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 03/03/2011 - 18:38
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos responder, essa não é uma questão de defesa do consumidor. Procure um advogado especializado nesta questão.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 24/02/2011 - 16:39
    Enviado por: Noemia da silva

    EU gostaria de saber se tenho direito a penção se não tever nenhum documento a não ser o atestado de obito que consta que ele era aponsetado adiministrador de fazenda ???? gostaria de saber??

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/02/2011 - 21:57
    Enviado por: danila

    eu morro com um homem ha 6 anos e tenho uma filha de 3anos com ele ,so que ele e casado no papel,e morra comigo ha 5 quais os direitos meus e de minha filha

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/02/2011 - 13:41
    Enviado por: Marcio

    Minha mae teve o beneficio negado, mesmo apresentando as testemunhas exigidas e todas responderam as perguntas corretamente. Meu pai tinha empresa em sociedade com minha mae porém nunca casaram-se no papel, mas viveram mais de 30 anos juntos. Como podemos proceder pois negaram os recursos, as provas documentais e testemunhas.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/03/2011 - 10:48
    Enviado por: jussara nunes

    conheço uma mulher que foi casada com o decujus a 34 anos.ele nunca saiu do convivio familiar.teve dois filhos com a esposa.nunca separou e nunca divociou.ele morreu.a esposa é sua beneficiaria na pensão.agora,apareceu uma companheira que adquiriu a coccessão do beneficio.não aprensentou provas ,apenas testemunhais feita pelo inss.nos papeis levados pela amante,ela se qualifica casada com o decujus.mais no inss declarou solteira.chegou a hora do inss checar melhor os dados para naõ haver fraude e constrangimentos.pode um homem judicialmente casado aparecer outra pessoa pedindo o mesmo beneficio.a união estavel esta sendo mal intrepertada.se for assim,vai aparecer tanta gente correndo atras de beneficios.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/03/2011 - 17:04
    Enviado por: Priscilla F

    Boa tarde, gostaria de uma informação, minha tia faleceu há 8 anos e o meu tio recebe as pensões q ela dexo, mas na época da morte dela eles estavam separados cada um vivendo numa casa, mas casados ainda no papel, mas ela ja estava em outro relacionamento e ele tb e não tiveram filhos. sera q é possivel provar q eles não estavam mais juntos e passar essas pensões para a mãe dela receber? e ainda tem um terreno q esta no inventario dela q tem uma parte da minha avo e q não consegue fazer nada pq o inventario ainda não saiu, pois ele esta dificultando para sair somente qdo minha avo falecer.o q posso fazer? minha avó não tem renda vive de ajuda….obrigada desde já.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/03/2011 - 12:15
    Enviado por: laura

    meu marido e desquitado. nao tem filhos. eu vivo com ele a 8 anos so que nao temos uniao estavel em cartorio agora ele esta doente e eu gostaria de saber se em caso de falecimento dele quais sao os meus direitos e como eu poderia comprovar esta uniao e se eu tenho direito a pensao.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/03/2011 - 22:59
    Enviado por: ANGELA HALMENSCHELAGER

    tenho 26 anos e 7 messes de desconto de inss, 53 anos, tenho que parar de trabalhar para cuidar de minha mae que aos 84 anos depende de meus cuidados 24 horas . costaria de saber se tem algumalei que me proporcione a aposentadoria para cuidar dela ? obrigado , aguardo a resposta

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/04/2011 - 12:54
    Enviado por: gleise

    estou morando com meu companeiro a mais de 5 anos minha duvida ele vai começar a pagar autonomia agora se ele falecer um dia terei direito a sua pensao? obrigada pela atençao

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/05/2011 - 17:52
    Enviado por: Elismar Ribeiro

    Olá, perdi meu pai com um infarto e ele tinha como dependente em sua pensão uma neta dele que hoje tem 13 anos de idade, ela tem dois irmãos mais novos. Gostaria de saber se neste caso a pensão pode ser transferida para um dos mais novos? Se isso acontecer ela passará a ser minha dependente daqui pra frente pois sou solteiro e não tenho filhos.
    Qual é a possibilidade dessa transferência?

    Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/05/2011 - 18:36
    Enviado por: Celia

    Tenho 52 anos sempre morei e cuidei da minha mãe, sempre vivi da pensão da minha mãe.ela faleceu eu não trabalhei e nem me casei para ficar cuidando dela, agora posso receber a pensão dela? pois não tenho outra fonte de renda;o que faço?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/05/2011 - 22:25
    Enviado por: dinilsa

    BOA NOITE!!! MINHA DUVIDA É A SEGUINTE MINHA MÃE FALECEU E NÃO ERA CASADA NO PAPEL COM O MEU PADRASTRO SO NA IGREJA,ASSIM FIZEMOS UM ACORDO QUE EU ABRIRIA MÃO DE NÃO BLOQUEAR O BENEFICIO PARA QUE ELE RECEBESSE PRA PAGAR O TERRENO QUE NÃO ESTA QUITADO UM ACORDO VERBAL,AGORA ELE ME DISSE QUE VAI EMBORA JA QUE CONSEGUIU A PENSÃO POR MORTE,QUERO SABER SE CONSIGO SOLICITAR O BLOQUEIO JA QUE TENHO PROVAS QUE NÃO MORAVA MAIS C ELA?
    OBRIGADO

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/05/2011 - 08:28
    Enviado por: andrea juliana

    queria saber a namorada do meu pai, ele faleceu a 15 dia ,conviveu com 8 anoe e meio ,mas não moravam na mesma casa ele não queria casar e nem fazer a união estavel com ela,queria saber, ela esta dando entrada pra ver se consegue a pensão,ela consegue mesmo sem a união estavel e sem documento a identidade dele,e so vinha finais de semana e quando vinha,por favor preciso dessa informaçao,e não teve filhos c ela,e somos em 2 filhas ja de maior,sabemos q não temos direito,obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

    • 17/05/2011 - 09:40
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamwento, essa não é uma questão de defesa do consumidor, é de direito de família. Procure um advogado especializado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/05/2011 - 16:05
    Enviado por: renata

    Moro com o meu companheiro à 10 anos,cujo nós temos 4 filhos menores..não somos casados no papel.Como posso comprovar a nossa união.Tenho fotos..a retirada da maternidade..certidão de nascimento das crianças,todas em seu nome..e outras coisas..Peço ajuda…Obrigada!!!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 26/05/2011 - 16:43
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento, essa não é uma questão de defesa do consumidor. Procure um adovgado especializado em direito de família ou previdência.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/06/2011 - 00:36
    Enviado por: Fernanda

    Ola meus pais faleceram em 2009…desde entao tento cancelar a pensao da ex mulher dele pois ja havia mais de 20 anos q estavam separados o tempo q eu recebi a pensao porque era menor dividi com ela porem abri um processo pra ver se consigo cancelar a pensao dela porque nao acho justo ela receber sendo q quem cuidou dele qdo ficou doente foi minha mae e quem esteve com ele a mais de 20 anos foi minha mae..
    gostaria de saber se é muito dificil cancelar essa pensao ja que ele nao separou no papel da ex mulher…????

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/06/2011 - 23:10
    Enviado por: cristiane ap g de souza nunes

    OLA TENHO UMA DUVIDA .RECEBO AUXILHO RECLUSAO DO INSS PARA MEU FILHO MAS NAO MORO JUNTO COM O PAI POIS SOU CASADA COM OUTRO.SOU OBRIGADA A DAR DINHEIRO A ELE. POIS QUANDO ELE ESTAVA CASADO COM OUTRA ELA PEGOU O AUXILHO RECLUSAO DURANTE UM ANO E NAO DIVIDIU NEM SI QUER FACILITOU PARA QUE EU TAMBEM ENTRACE COM O PEDIDO NO INSS . AGORA QUE CONSEGUI ELES SE ACHAO NO DIREITO DE TOMAR O QUE E DO MEU FILHO ELE E A MAE QUEREM e pegam de mim 60% do auxilho se nao fazer isto eles nao fornecem o atestado de carceragem o que devo fazer.desde ja agradeco se puderem me ajudar

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2011 - 19:08
    Enviado por: Vivian

    Meu companheiro faleceu e não eramos casados legalmente como faço pra receber a pensão?? Não sei se tenho esse direito?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/06/2011 - 19:25
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos responder, essa não é uma questão de defesa do consumidor. Procure informações no INSS ou com um advogado especializado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 30/06/2011 - 10:30
    Enviado por: Cristiane

    Olá, boa tarde!
    Convivo com meu companheiro sob o mesmo teto a mais de dois anos. Ele teve que viajar e pediu para que eu fizesse uma declaração de união estável. Antes de viajar, ele já deixou a declaração devidamente assinada. Seria possível faze-la sem ele estar presente, somente com a assinatura dele e contendo testemunhas?
    Desde já, agradeço!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 30/06/2011 - 17:41
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Nâo podemos responder, essa não é uma questão de defesa do consumidor. Procure um advogado especializado no assunto.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 03/07/2011 - 16:30
    Enviado por: joelma

    Ola! sou de Belém – Pa a minha mãe vive com o companheiro dela a mais de 20 anos sendo que ele e separado mais não foi pelo cartório legalizar ,e agora nós descobrimos que ele esta com câncer no estomago ,e os filhos deles nem sequer passam a noite com ele fazem mal uma visita só o meu marido e de minha irmã que dormem com ele no hospital e o leite que o médico passa para ele é só eu e a minha irmã que compramos , eu queria saber qual o direito da minha mãe em relação a pensão que ele pode deixar para ela ou se e a ex mulher que vai receber esse beneficio dele.
    Desde já agradeço!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/07/2011 - 19:44
    Enviado por: jose mario jurevitz

    mantive uma união estavel com uma pessoa do mesmo sexo durante 25 anos meu companheiro veio a falecer vitima de cancer não deu tempo de fazer o contrato de união estavel,mais o testamento ficou no meu nome o atestado de obito tambem .tinhamos conta corrente conjunta.posso revindicar a aposentadoria dele para mim?se sim como fazelo. muito obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/07/2011 - 16:36
    Enviado por: Helena

    Oi boa tarde! Estou passando por momentos dificeis e gostaria de tomar uma decisão, só que não sei se devo. Sou casada a 26 anos e meu marido é filho unico, ele foi abandonado pelo pai ainda criança e mais ou menos três anos o pai dele adoeceu e eu tomei a decisão de vender a minha casa e toda a minha familia foi morar perto do pai dele, já que ele morava em outro municipio, e logo constatei que ele estava sofrendo de awzaimer então eu comecei a cuidar dele, depois a minha vida mudou, eu não passo mais trabalhar e nem cuidar da minha filha, sou uma pessoa doente devido a doença do meu sogro, meu marido não se importa muito com o seu pai devido a falta de afeto que nunca recebeu do pai, fico preocupada com minha saúde e gostaria de saber se eu posso entrar na justiça para ser sua beneficiaria para eu poder me tratar através do seu plano de saude e receber sua penção já que eu não posso trabalhar devido ser só eu que cuido dele, pois a sua aposentadoria não da para pagar uma ajudadora, me de uma luz, pois eu tenho que ter algum amparo e estou vivendo como filha e não como nóra, meu sogro depende de mim para tudo, não sei o que vai ser dele se eu for enbora, pois estou quase enlouquecendo, ele é viuvo, e só tem a mim, me diga, o que devo fazer? já que eu ou meu marido temos que dar entrada na curatela dele.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 14/07/2011 - 16:45
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Entendemos que essa opção não é viável, nenhum plano de saúde aceitaria tal situação e não podem ser obrigados a isso, mesmo na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 18/07/2011 - 20:59
    Enviado por: Ana Lúcia

    Tenho um filho de 18 anos,o pai dele faleceu tem 2 meses,ele conviveu 10 anos com uma mulher e desse relacionamento teve uma filha ela tem 10 anos de idade, a 3 anos anos ele esta separado ,mais só que ele nunca foi casado , ele morava com os pais , pedi a pensão no INSS e essa pensão foi dividida para os três (meu filho,a ex companheira e a filha) minha dúvida é se ele estavam separados como ela conseguiu a pensão ? ela mentiu dizendo que eles estavam em união estável … oque devo fazer ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/07/2011 - 22:39
    Enviado por: angelica

    Boa noite, sou separada há quase dois anos, mas apenas separação de corpos, e meu marido mora com uma mulher ha 4 meses.Gostaria de saber se a empresa pode acrescentar ela no plano de saúde, se eles podem fazer um documento de uniao estavel, mesmo ele ainda sendo casado comigo ou se caso aconteça algo com ele, ela tem direito a pensão?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/08/2011 - 00:03
    Enviado por: kamyla

    Ola. Meu companheiro esta preso a dois anos desde q ele foi preso venho tentando dar entrda no pedido de auxilio reclusao soh q sempre aparecem contra tmpos, e eu preciso mt da grana pois era soh ele q trabalhava antes, quando ele foi preso eu estva com 16 anos e hoje tenho 18. Nao tenho como comprovar a uniao estavel a n ser com a apresentaçao de testemunhas’as testemnhas realmente servem como pova?’ E tmbm n sei oq ira servir cmo comprvante d despesa pois agente n tnha nem contrato de alugel pois quem alugou a casa p nos foram conhecidos. Sera q vou concegui pois estou precisando mt ah e n temos filhos tmbm.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/08/2011 - 21:48
    Enviado por: Lidia oliveira

    o pai da minha filha faleceu a qual fui casada e divorciada, ele deixou uma herança pra minha filha a qual é sua unica herdeira, depois de 1 ano apareceu uma empregada q trabalhou pra ele dizendo q eles viviam maritalmente, fiquei sabendo q eles tiveram um namorico, e ficamos sabendo tambem q 1 ano antes de falecer ele registrou a filha dela como se fosse dele, e diz e ele na época em q estava comigo ele foi pro norte e teve um caso com ela e a menina é filha dele, pois tenho certeza q ele nunca foi pro norte, e ñ sei o q elevou ele a registrar a menina, agora ela quer q minha filha divida a herança, meu advogado entrou com um pedido de negatividade de paternidade, até foto beijando ele ela tirou. ela arrumou testemunha de q vivia com ele, mas tenho certeza q é testemunhas falsas, agora arrumei tambem testemunhas q sabiam q ela andava com um monte de homens.
    por favor fico nessa angustia sem saber se vamos ganhar esta causa, me orientem por favor .
    grata

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/08/2011 - 02:26
    Enviado por: marcia

    ola tenha uma amiga que mora 20 anos com um homem eles tem 3 filhos 2 menores ele esta doente mais ainda trabalha e sempre contribui ao inss a minha pergunta é se ele falecer ela tera direito a pensao pois eles nao sao casados no papel e isso a preoculpa muito.obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

    • 09/08/2011 - 18:34
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Essa não é uma questão de defesa do consumidor. procure essa ifnormação com um advogado especializado em questões previdenciárias.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 09/08/2011 - 21:39
    Enviado por: monica maria ferreira

    MINHA CUNHADA FICOU VIUVA A DOIS MESES E O MEU CUNHADO A OITO ANOS NÃO CONTRIBUIA COM O INSS ELA TEM DIREITO ELE DEIXOU UM FILHO MENOR OBRIGADO MONICA

    responder este comentário denunciar abuso

    • 09/08/2011 - 23:14
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos responder, essa é uma questão previdenciária, e não de defesa do consumidor.Procure um advogado especializado no assunto.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 25/10/2011 - 05:33
      Enviado por: Elaine

      Olá Monica!!! sem contribuição não tem o que receber,apos o desemprego o segurado tem ainda 2 anos na carencia,agora 8 anos sem pagar não tem direito nenhum.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/08/2011 - 21:07
    Enviado por: debora

    boa noite
    meu cunhado faleceu,e a mãe dele naõ tem profissão ela é do lar.Ela tem direito de receber pensão?Temos como prova para levar junto ao inss comprovante que comprovam a mesma residência ,certidão de nascimento e 3 testemunhas que possam falar que ela dependia dele.

    fico no aguardo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/08/2011 - 23:40
    Enviado por: solange lobato

    Meu cunhado recebe aposentadoria por invalides, esta com a saude muito debilitatda, segundo os médicos ele pode vir a orbito a qualquer momento, estou preocupada se a compabnheira dele continuará recebendo este beneficio, pois vivem em uniao estavel há 25 anos, ela esta com problema de saude tambem devido ao stresse da situação, ela é do lar, nunca trabalhou e atualmente cuida dele, ela tera direito ao beneficio da apsentadoria por invalides dele quando vir a orbito?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/08/2011 - 23:41
    Enviado por: solange lobato

    Há, lembrando eles tem 02 filhos.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/08/2011 - 14:31
    Enviado por: regina

    Boa tarde, gostaria que me fosse tirada uma dúvida. A anos minha mãe queria se divordiar do meu pai, sendo que o mesmo nunca quis efetivar a separação de minha mãe, ficando assim casados perante a justiça por mais de 40 anos, e ele constituiu outra familia mesmo assim mas nunca quis reconhecer a outra pessoa como esposa legitima. Minha mãe conseguiu uma pensão vitalicia judicialmente, com o falecimento do meu pai a pouco a mulher atual esta tentando ser reconhecida com uma união estavel que teve com ele,a pergunta que faço é: ela podera de alguma forma com esta ação mexer com a pensão de minha mãe.
    Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/08/2011 - 16:49
    Enviado por: eliana carvalho

    vivo uma uniao estavel a 17 anos,tenho duas filhas menores,nao trabalho fora e temos uma casa financiada pela caixa economica q ainda faltam 10 anos para terminar de pagar,gostaria de saber se tenho o direito a ficar na casa com minhas filhas e se tenho direito a pensao tambem

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/08/2011 - 18:34
    Enviado por: cristiane souza

    vivo com um rapaz há 5 anos e ele já teve outro relacionamento de 10 anos,hoje temos um filho de 2 anos e moramos longe da sua primeira familia,sua ex mulher vendeu a casa que era deles deu a parte dele e foi enbora pra Alagoas,gostaria de saber se os filhos dela tem direitos em minha casa que construi ao lado dele.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/08/2011 - 19:26
    Enviado por: claudia

    tenho um filho com um homem que acabol de morre e nao concigo da entrada na pesao do meu filho porque a mae dele ja feis isto no inprego dele pedil uma cheroques de idt mais a mae de nao quer dar que eu devo recore

    responder este comentário denunciar abuso

    • 17/08/2011 - 19:32
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos responder, essa é questão de família, e não de defesa do consumidor. Procure um advogado especializado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 18/08/2011 - 12:19
    Enviado por: Ainoã de oliveira

    Boa tarde eu vivo em união estável com meu esposo a 6 anos não temos filhos,ele nunca foi casado mais conviveu com uma mulher durante 10 anos e dessa convivência ti-verão um filho,ele deixou a casa que ele morava com ela para ela e o filho mais ainda está no nome dele como fazemos para declarar que ele deu em vida 30% de seu patrimônio para o filho que é o que corresponde a casa. Pois ela quer vender a casa e comprar outra em outro estado onde ela vive hoje com o companheiro dela.Meu marido tem outros bens que conquistou com migo que equivalem a 70% do que esta em nome dele tenho medo de ter que vender a minha que convivo com meu marido se algo acontecer com ele.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 18/08/2011 - 16:58
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podomos responder, não é uma questão de defesa do consumidor. Procure um advogado especializado em direito de família.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 18/08/2011 - 12:22
    Enviado por: georgina rodrigues lima

    tenho um relacionamento com uma pessoa, a 9 anos, ele nao quer casar pois diz que nao tem mais idade ,converssa e ruindade mesmo. se ele tiver algum problema, ou vim a falescer ,como eu faco pois nao tenho filhos com ele ele ja e divorciado, mais nao tem nenhum comprovante disso, como devo proceder pois, a ex mulher nao vive mais no brasil, mora na italia ,e ele nao tem mais contato com ela , como devo fazer para obter uma certidao ou quais sao os meus direitos, mesmo sem documento de unuao estavel. digam o que devo fazer.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/08/2011 - 12:38
    Enviado por: Bruna

    Olá me ajude …
    Meu companheiro faleceu a 12 dias e gostaria de saber se tenho direito a aposentadoria dele..Mais não somos conjuge apenas temos uma união estável!!Pode me dizer como consigo este direito???
    Aguardo respostas…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/08/2011 - 11:12
    Enviado por: nilse

    ola tenho 31 anos me relaciono a qse 4 anos com uma pessoa de 60 anos casado, …mais ele nao convive comigo vive com a mulher dele,….gostaria de saber se tenho alguns direitos nas coisas dele, pois ele é muito ciumento comigo, e eu respeito muito ele.. vive em função das vontade dele…alguem pode me dar uma orientação…desde de ja obrigada!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/08/2011 - 16:15
    Enviado por: Regina

    Boa tarde gostaria de saber se eu e meus irmãos temos direito.Minha mãe faleceu em Dezembro do ano passado,meu padrasto não nos deu nada eles eram companheiros á mais de 30 anos,eles não eram casados mas ele construiu nesses meses bens como casas,temos direito á metades dos bens pois ao meu ver ela teria direito a metade e essa parte pertence a nós os filhos. Filho dele só 1 mas não foi registrado com o sobrenome dele.nós poderemos pedir a parte dela.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/08/2011 - 01:46
    Enviado por: ana augusta

    vivo a um ano com meu marido e nao posso casar e nem fazer uniao estavel,pois ele ainda nao divorciou,se separmos tenho direito a casa que compramos financiada essa semana?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/08/2011 - 10:18
    Enviado por: sebastiao araujo filho

    Minha irmã viveu maritalmente com um sr. durante 10 anos,,,por desentendimento separou-se dele e foi morar com a mae.Neste periodo que viveram juntos constituiram muitos patrimoneos. Aós este separação ele nao quiz ajudar mais com nada…ela vive na dependencia de sua mae que nao tem boas condiçoes financeiras pois é aposentada do inss.Eles nao tiveram filhos.

    Ela tem direitos legais sobre os bens? Como deve proceder? Como conseguir provar que viveram juntos? e como provar que os bens adiquidos foram após a uniaõ dos dois?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/08/2011 - 11:15
    Enviado por: simone

    minha mãe se casou e se separou de corpos a mais de 20 anos e parmaneceu assinando o nome de casada do ex marido . ela teve 1 filho com ele hoje com 26 anos e ele nunca pagou pensão para ele ou seja nunca ajudou minha mãe em nada. E eu que sou filha de outra pessoa e tenho 38 anos. Porem ela veio a falecer e ainda assinava o nome do ex- marido. Agora ele é o unico que tem direito de receber as verbas rescissorias trabalhista dela de 34 anos de funcionalismo publico federal e pelo resto da vida dele, ele ira receber o salario da minha mãe?

    Como eu posso fazer para provar que eles não estavam mais casados e vivendo juntos? Minha mãe não tem netos.

    por favor me ajude.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/09/2011 - 10:47
    Enviado por: Argentina Souza silva

    Minha MAE fez o seguro de vida ela estava com 54 anos saudavel e depois de um mes ela deu infarto e morta antes de chegar no hospital o meu pai tem direito de receber

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/09/2011 - 11:08
    Enviado por: Argentina Souza silva

    Minha Irma nao e casada conviveu com UMA pessoa 14 anos teve 4filhos quando ela foi mora com ele vivia de aluguel os dois juntos trabalharo e conseguirò bens hoje tem quatro anos que eles separaro ele ficou com tds os bens e nao deu nada a ela toda vz que ela vai convecar ele manda ela ter paciencia que o prossimo mes ele da mas ja tem 4 anos Ele da a feira as 2meninas que ficou com ela e as vezes da 400 reais Ele levou os bens do seu nome pq nao pretende da nada a ela o que se pode fazer pra ter justica nao tem dinheiro par pagar advogado

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/09/2011 - 10:12
    Enviado por: maria bethania arcanjo

    bom dia gostaria de saber se tenho direito de pedir para por o benficio de pensao causa de morte do meu ex companheiro falecido a 4 anos no meu nome ñ sabia que ñ estava no meu nome fiquei sabendo quando fui fazer um emprestimo no banco esta no nome de meus tres filhos que tive com ele pois gostaria de saber se ainda posso recorrer e pedir para me colocar como dependente tambem morei com o falecido a 10 anos tenho testemunhas como posso recorrer ? por favor peço respostas obrigada maria bethania.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/09/2011 - 14:58
    Enviado por: isabel

    sou separada judicialmente, meu ex marido vai receber um seguro por invalide, o acidencte aconteceu enquando ainda estavamos juntos, e agora vai sair o seguro, eu tenho direito, temos uma filha de sete anos tbm…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/09/2011 - 14:50
    Enviado por: fernanda

    Ola boa tarde
    Fiz uma uniao estavel a pouco tempo p que mais a frente tenha direito a tudo dessa pessoa,terei direito tambem de pensao por morte apos o falecimento desta pessoa.
    Obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

  • 23/09/2011 - 12:03
    Enviado por: Gilmar lima

    Ola bom dia,
    Meu pai faleceu de Hepatite B no dia 02/ago/2011, sofria com a doença há 15 anos e não era encostado. Ele era pescador artesanau 29 anos de carteira profissional e 29 anos de contribuição ao INSS, casado na igreja com minha mae(cerimonial) juntos tiveram 14 filhos e viveram 34 anos, procuramos o INSS para possivel aposentadoria p/ minha mae eles alegaram o CERTIDAO DE CASAMENTO, porem disseram que casamento na igreja não tem efeito juridico( concordo) apresentamos documentos que comprovava como: documentos de projetos do pronaf assinados pelo meu pai e minha mae, documentos de terra de reforma agraria papel timbrado do INCRA, ambos assinado, mas não foi possivel pois alegaram que tem que ser um documento de IMOVEL proprio que esteja assinado pelos dois e testemunha, testemunha agente arruma até 1.000 se for possivel mas esse imovel não é possivel, gostaria que o sr me desse uma posição sobre isso,
    aguardo um retormo.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 23/09/2011 - 16:14
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Sinto muito, não podemos repsonder, essa não é uma questão de defesa do consumidor, é de direito de família e previdência.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 27/09/2011 - 22:11
    Enviado por: osnete

    olá boa noite sou dependente do meu pai ou seja ele mim sustenta em alimento e plano de saúde pois tenho uma doença de base dermatopolimiosite uma doença degenerativa tenho 33anos e há alguns anos ele fez uma declaração para mim deixar amparada financeiramente caso ele venha falecer graças à Deus achei uma empresa disposta a mim dá trabalho sabendo do transtorno de saúde que tenho nunca trabalhei e gostara de tentar pois não é fácil se sentir tão inutilizada na vida mais só posso trabalhar de carteira assinada normas da empresa então o fato de assinarem minha carteira pode mim prejudicar ou seja, não posso perder de jeito nenhum o plano de saúde pois tenho que fazer tratamento enquanto viver, meu pai deseja que seja eu em caso de morte a beneficiada com seu ordenado posso perder isso como faço mesmo sendo um salário gostaria muito de poder trabalha enfrentando minhas limitações uma a uma mais seria bom saber que de qualquer forma serei amparada pelo meu grande pai o fato da carteira assinada mim prejudica futura-mete posso trabalhar sem medo desde já muito agradecida uma braço osnete.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/09/2011 - 20:05
    Enviado por: rosaria m. silva

    moro com um senhor de 71 aostenho 56.Ja me agrediu fisicamente e vive me agredindo verbalmente,insulta minha familia, ironiza chamando meus filhos de vagabundos(o que n e verdade) tive com ele um contrato de uniao estavel,que foi ao cartorio sozinho e cancelou sem me deixar ciente ) apos uma agressao forte a mim,(tenho segunda via desse contrato assinado por 2 testemunha nossos vizinhos, cartas dirigidas a ele em nosso endereco,notas de compras em lojas pra nossa casa. A filha dele apos saber de tudo por mim deu a ele um prazo pra sair daqui urgente…Depois de 1 ano voltou a morar comigo, apos meu perdao…mas mesmo sem beber,voltou a me ofender horrores,com pornografias de baixo calao, palavras e acoes.Novamente diz que vai embora…sempre fui atenta aos deveres de esposa, mas ,amiga…etc etc…tentando relevar tudo,exceto qdo tive medo,ao levantar uma faca e bater em meu rosto….quero saber: Em caso dele ir-se tenho direito de exigir dele uma MULTA POR TER MORADO ESSES 2 ANOS E ME LESADO MENTALMENTE COM TANTAS MALDADES,POIS HJE TOMO REMEDIOS CONTROLADOS PRA DORMIR E CALMANTES…SOU DECLARADA INVALIDA PARA TRABALHO REMUNERADO,TENHO 25% DE PENSAO DO PAI DE MEUS FILHOS CONSEGUIDA JUDICIALMENTE , E QUERO SABER SE EM CASO DELE IR EMBORA COM DOCUMENTOS QUE TENHO,POSSO PROVAR NO INSS MINHA UNIAO C ELE? E EM CASO DE FALECIMENTO TEREI? ME RESPONDA..POIS ESTOU SERIAMENTE TRISTE, EM DAR AMOR E RECEBER A DOR COMO RETORNO….POSSO EM VIDA CASO SE VA EXIGIR DELE ALGO COMO ESSA MULTA( SEI LA COMO SE FALA) POR TER ME LESADO MUITO PSICOLOGICAMENTE, ME DEIXANDO SEMPRE SOBRESSALTADA C MEDO DELE?DEPOIS DE ESTAR EM MINHA COMPANHIA,COMPROU UM CARRO,EMBORA TENHA FEITO O CONTRATO DE UNIAO ESTAVEL NO CARTORIO,DEPOIS DA COMPRA DESSE)QUE PASSOU PRA FILHA APOS 18 MESES,PRA ELA TERMINAR DE PAGAR…..ME ORIENTE POR FAVOR….TENHO COMO PROVA,VARIOS DOCUMENTOS PESSOAIS DELE,CARTOES, PROCESSOS EM ANDAMENTO CONTRA INSS…ETC ETC E VARIAS TESTEMUNHA A MEU FAVOR,POIS OS VIZINHOS TODOS OUVIAM ESSE SHOWS DELE….ME ORIENTEM

    responder este comentário denunciar abuso

    • 30/09/2011 - 20:19
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Sinto muito, essa náo é uma questão de defesa do consumidor, não podemos ajudar. Procure um advogado especializado em causas cíceis ou de família.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 30/09/2011 - 20:15
    Enviado por: rosaria m. silva

    nao acho justo agente dar tudo de carinho a um homem,e como troco receber,tapas,ofensas morais, deboche ao meu filho…etc etc….quero ser ressarcida desses danos que me causou….afinal,recebi com carinho,e minha casa e de bem,e NAO COMO CASA DA SOGRA,QUE O HOMEM CHEGA,FALA E FAZ O QUE QUER…..E SEM PUNICAO…..DA OUTRA VEZ QUE MOROU UM SARGENTO VIZINHO,VEIO A MINHA CASA,LEU MEUS EMAILS AS FILHAS DELE,VIU AS FOTOS DOS OBJETOS DA QUEBRADEIRA…DAS FACAS ESCONDIDAS POR MIM….E ME ACONSELHOU A DAR QUEIXAS NA DELEGACIA DA MULHER, MAS POR COSIDERACAO AS FILHAS DELE,QUE SAO MARAVILHOSAS , NAO TIVE CORAGEM.UMA DELAS INCLUSIVE ME MANDOU COLOCA-LO DEBAIXO DA PONTE,POIS COM O QUE CONTEI A ELAS,DISSERAM-ME ESTAR FAZENDO-A RELEMBRAR O COMPORTAMENTO DELE COM A FALECIDA MAE DELA….ME PERGUNTOU:CE ESTA QUERENDO IR PARAR ONDE MAMAE ESTA? MORREU DE DEPRESSAO PROFUNDA…..SAI FORA ROSARIA

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/10/2011 - 01:37
    Enviado por: andreia

    boa noite, vivo com um homem a 17 anos quando começamos nosso relacionamento eu tinha 16 e ele 46 hoje tenho 33 ele 64 e temos um filho de 12 anos mas ele ainda é casado com a primeira esposa será que tenho algum direito além da pensão do meu filho sou completamente dependente dele pois ele nunca me deixou trabalhar então nunca contribui com a previdencia só trabalhei com ele na lanchonete que nos tinhamos por favor alguem pode me ajudar desde já agradeço a atenção

    responder este comentário denunciar abuso

    • 04/10/2011 - 20:10
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Essa não é uma questão de defesa do consumidor, não podemos responder.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/11/2011 - 13:05
      Enviado por: JUDITE R.ASSUNÇAO

      ola Andreia,nao da saber se voce mora ainda com ele,ou nao se morar voce tem que comprovar a uniao estavel de fato ou formalizar em cartorio por escritura publica,voce podera ter direito a pensao por morte na falta dele ,mas o correto seria ele fazer o divorcio.agora se ele tem relacionamento com as duas ai fica dificil pois a nossa legislaçao preve bigamia e nao regula forma de relacionamento quanto o menor ele tem todo seu direito amparado como herdeiro. abraço

      att, judite resmar

      responder este comentário denunciar abuso
  • 05/10/2011 - 15:12
    Enviado por: Edilma Andrade

    meu filho faleceu a seis meses e conviveu tres anos com uma mulher. Gostaria de saber se ela tem direito a pensão do inss pois ela não tem nenhuma prova documentada?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/10/2011 - 19:48
    Enviado por: Rosemeire

    quando uma pessoa aposentada vai a obito e tem duas familias sendo que ele foi casado oficialmente com a outra e minha mãe viveu com ele durante 33 anos e dessa uniao nasceram 5 filhos como é dividido o dinheiro me responda com urgencia o mas breve possivel o que podemos fazer?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 18/10/2011 - 20:01
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos responder, não é um casod e defesa do consumidor. Procure um advogado especialziado em Previdência.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 21/10/2011 - 08:10
    Enviado por: luma

    Bom dia,so casada a mas de 30 anos com meu marido,so che a mas de 20 anos ele tinha uma sinhora que dormia la 3 fezes na semana ia la so para fazer festas com os amigos final de semana,eles nao tem filho.Nos somos casados temos 4 filhos maior de idade,nos nos separamos so de casa ,nao de papel mas tinha a vida de casal normalmente.ele morava em outra casa com a nossa filha.Toda a cidade sabe que eu so a mulher dele e ele mi respeitava como a legitima esposa dele.Ele tinha essi chamego com essa pessoa.
    Ele faleceu a pouco tempo eu junto com os filhos cuidamos dele na doença,ele veio morar na minha casa na doença junto com meus filhos.Ele tava escostado no INSS com a morte dele eu passei a receber aposentadoria dele.A outra que si dis mulher dele entrou com um proçesso alegando que cuidava dela com provas que eu nao sei quais sao,de serteza nao conta com nome junto,acho so com testimunhas.E ela quer metade da aposentadoria.Ela tem direito?Muinto obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/10/2011 - 23:14
    Enviado por: anapaula carvalho

    boa noite,hj me deparei a pensar em minha situaçao,pois desde fevereiro deste ano eu e meu companheiro fizemos o documento de uniao estavel,uma vez que ja estavamos juntos ha mais de um ano,agora estou em duvida,pois ele tem 61 anos,cardiaco,viuvo,como ele sempre fala se ele vier a falecer,como devo proceder ao inss uma vez que ele e aposentado e ja tenho uma conta conjunta,sou dependente dele no imposto d renda,moramos juntos desde que estamos juntos como citei embora so fizemos a uniao estavel muito depois por receio dele.na uniao estavel esta separaçao total de bens.pois como ele tem bens do antigo casamento sendo viuvo e o filho dele com trinta anos vivia com implicancia comigo por causa dos bens ,achei melhor fazer desta forma,ate por que nao desejo nada de ninguem,embora ainda se paga sobre esses bens emprestimos e contas atrazadas,como fico perante a lei sobre isso?me ajudem por favor ,pois nao sei bem meus direitos se e que tenho.grata desde ja.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/10/2011 - 01:16
    Enviado por: a.

    bom,vivi com um companheiro ha 18 anos porem ele veio a falecer.sendo,que ainda era casado com a ex esposa (mas nao vivia com ela)e tinhamos uniao instavel pelo cartorio.nós duas temos o direito ao INSS dele ou somente uma terá direito?
    aguardo resposta!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/10/2011 - 17:05
    Enviado por: adriana vieira

    quero obter modelo de termo de declaração de testemunha por favor envie com urgência.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/10/2011 - 20:40
    Enviado por: marcos

    eu tive um relacionamento com uma mulher ela tem seus empregos eu nao estava com ate entao desempregado esse relacionamento durou 1 ano e 8 meses ela quer q eu pague o tempo q fiquei com ela istp esta certo nao temho nada entrei como estava e asai quero saber q direito ela tem .obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/10/2011 - 18:40
    Enviado por: lilian

    ola tudo bem
    minha mae teve 4 filhos e meu pai nos abandonou logo depois minha mae conheceu outra pessoa que tambem tem um filho,minha mae vive com essa pessoa ja ha quase 30 anos e so agora conseguiram se casar com data retroativa de 25 anos atras ele ja passou ate a aponsentadoria dele pra ela pois ele se encontra muito doente,e por este motiva da doença ele se tornou uma pessoa muito agressiva e muito ruim mais ruim mesmo,minha irma mais velha se casou com o filho dele e hoje tem duas filhas com ele vivem muito bem e eu tambem me casei….mas hoje ainda vive na casa minha mae e ele e meus dois irmaos.e agora ele e meu cunhado nao estao mais aceitando meus 2 irmao na casa querem que eles saem pois disse que ja estao marmanjos pra sustentar e eles tem apenas 25 e 24 anos e minha mae nao aceita e nao concorda com isso queria saber se meus irmao tem algum direito nas casas que sao 3 e se ele e meu cunhado tem o direito de colocar eles pra fora e que medidas tomar
    muito obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/11/2011 - 15:17
    Enviado por: irenice

    como posso saber se a esposa do meu irmão q faleceu de capotada em um carro recebe alguma pensão. porque minha familia não sabe pois ela não quiz informar.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/11/2011 - 19:59
    Enviado por: luzanira

    bem! ando passando por um problema grande. vivi alguns anos com uma pessoa. depois nós desidimos nos afastar então conheci alguem e casei no civil. so que em pouco tempo resolvi e separei mais não pedi o desquite. mais voltei pra a pessoa anterior. bem durante todos esses anos ficamos juntos mais ele na cidade dele e eu na minha em 3 vezes ao ano eu ia lá ve-lo e ficava algun tempo e voltava, ele todo tempo não deixou de me manter. hoje ele morreu e nao deixou herdeiros somente irmãos. quanto a mim ele nao deixou testamento. quero saber se eu tenho direito a posentadoria dele . pois nao sei o que fazer

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/11/2011 - 12:02
    Enviado por: Antonio

    Tenho uma relação estavel há 6 anos com um homem. Moramos juntos. Sou aposentado junto ao INSS. Pergunto: como faço para deixa-lo como meu dependente junto ao INSS, pós minha morte e assim sendo ter diretio a pensão?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/11/2011 - 08:16
    Enviado por: anna mayde bressan

    moro com um industrial a 5 anos no caso de separaçao tenho algum direito ele tambem e divorciado a 8 anos da 1 esposa oq faço em cso de separaçao

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/11/2011 - 19:09
    Enviado por: vivian cristina dias da silva

    ola meu marido faleceu nos nao eramos casados mas moravamos juntos a 3 anos ele tinha problema de medula enfim gostaria de saber se eu tenho direito penssao por morte eu tenho como prova de uniao estavel as intrnaçoe q eu assinei tambem as altas q eu tambem assinei tenho o comprovante do mesmo endereço e o atestado de obito q eu tambem assinei eas testemunha q provam q moravamos juntos porem ele tinha2 filhos menores. as testemunhas tem q reconhecer firma no cartorio?mande para mim um modelo de declaraçao q as testemunha tem q faser sera q eu consigo receber o auxilio com essas provas . obrigada vivian

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/11/2011 - 11:04
    Enviado por: Aline

    Bom dia!Morei com uma pessoa durante dois anos e seis meses dei entrada com o pedido de pensão e foi negado recori e agora vai ser ouvido testemunhas!minha pergunta é que tipo de pergutas sera feita a minhas testemunhas que são(meu pastor,minha asistente social,e o dono de uma loja que compravamos juntos)?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/11/2011 - 16:33
    Enviado por: Veronica

    Ola macelo moreira me tira uma duvida Por Gentileza ? eu tenho 31 anos e me casei com um senhor de 85 Anos Temos apenas 1 ano de casado Eu tenho direito a pensão dele ? O INSS Pode interdita devido o pouco Tempo de casado Desde já muito obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/11/2011 - 17:09
    Enviado por: alessandr

    olá, tenho uma peguena duvida. estou recorrendo na justiça para obter o direito da pensão por morte do meu marido.(não eramos casados nopapel.Mas tenho 2 filhos menores)e até hoje o advogado não coseguiu.Há 2 meses ele me pediu 4 testemunhs.será que vai demorar muito ainda para sair o resutado. pois meus filhos ficam me cobrando isso como se fosse culpa minha.obrigado e espero uma resposta.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/11/2011 - 17:12
    Enviado por: alessandr

    Ha isso que escrevi já tem 4 anos que estou esperando

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/01/2012 - 23:49
    Enviado por: Renata Camargo

    Acabei um relacionamento de 15 anos, tenho um filho de 5, nunca moramos de fato juntos, porém ele dormia na minha casa quase todos os dias ,ele tem com a ex mulher apenas a separação de corpos , nesse caso como fica minha situação financeira, eu tenho algum direito independente do meu filho?

    responder este comentário denunciar abuso

Deixe um comentário: