Estado.com.br
Sexta-feira, 18 de Abril de 2014
Advogado de defesa
Seções
Arquivos
Tamanho do Texto

Crediário exige mais que nome limpo

Categoria: Coluna Josué Rios

JOSUÉ RIOS – COLUNISTA DO JORNAL DA TARDE

O sr. Furtado, o Consumidor, sabia que quem tem nome “sujo” não pode passar perto de balcão de crediário. Mas não contava com a novidade das lojas. Qual? Bater a porta na cara do cidadão que tem “excesso de consultas no CPF”.

E, alheio à modalidade de restrição ao crédito, o sr. Furtado, que tinha acabado de pagar uma dívida e se livrado da temida “lista negra” da Serasa, aproveitou uma folga no trabalho e foi comprar alguns eletrodomésticos.

No magazine “A Casa do Cliente”, o consumidor foi informado que poderia fazer um cartão da loja e comprar o que quisesse em 12 vezes sem juros.
O consumidor escolheu uma TV, um fogão e um DVD e se dirigiu ao setor de cartão.

Só que depois de perder tempo e preencher todos os campos do cadastro, veio a bomba: “O cartão não foi liberado”. Motivo: “O senhor teve muita consulta em seu CPF ultimamente e não atinge a pontuação para a aprovação do cartão”, sentenciou a funcionária da loja.

Inconformado, o sr. Furtado exigiu explicações, mas não adiantou: “Verificamos que o senhor não tem negativação, mas é política interna da loja não conceder o cartão para quem tem pontuação alta”, explicou o gerente do estabelecimento. “Mas que raios de pontuação é essa?” – bradou o sr. Furtado. O gerente da loja encerrou a conversa e disse apenas que o consumidor deveria se informar na Serasa.

No telefone 3373-7272 da entidade de restrição ao crédito, o sr. Furtado ficou sabendo de algo muito sério. O quê? Que um dado da sua vida pessoal – e da de todos nós – no caso, o CPF, é monitorado e utilizado para fins comerciais pela Serasa.

Sim, o serviço de atendimento da entidade explicou ao consumidor – e informa para quem quiser ligar no telefone acima – que, de fato, a Serasa capta o CPF dos consumidores junto ao próprio comércio e à Receita Federal (!), e de posse do documento, acompanha as consultas que são realizadas nos CPFs dos cidadãos e repassa a pesquisa às lojas.

Detalhe – sempre ele: ao público, o atendimento da Serasa faz questão de deixar claro que não é a entidade que restringe ou nega o crédito ao consumidor, mas sim as lojas, como ocorreu com o sr. Furtado, que não conseguiu realizar suas compras a prazo na “Casa do Cliente”.

Mais: gentis ao telefone, os atendentes da Serasa ensinam o consumidor a zerar o alto número de consultas no CPF. “O senhor pode solicitar a exclusão do registro das consultas”, informou a atendente da Serasa ao sr. Furtado.

E antes que o consumidor pensasse em adotar o procedimento para a sua próxima compra, a funcionária da entidade de crédito acrescentou: “O prazo para atender a solicitação é de dez dias”. O sr. Furtado agradeceu!

A pergunta é: dados da vida pessoal e privativa do cidadão podem ser usurpados e transformados em matéria-prima para a lucratividade de uma entidade privada?

Ou como bem indaga o sr. Furtado: “Alguém me pediu autorização para informar, e muito menos comercializar, o meu CPF”?
A prática referida, bem como o tal “Cadastro Positivo,” que a Serasa pretende comercializar, ferem o direito constitucional à intimidade/privacidade e liberdade dos cidadãos – volto ao tema.

Novo Procon vem aí

Autoridades da Secretaria da Justiça estão convencidas de que a criação de um Procon “municipal” pelo prefeito Gilberto Kassab poderá desafogar e tirar o histórico Procon estadual do marasmo burocrático que assola o órgão nos últimos governos.

Considerando a decantada harmonia que reina entre as duas esferas de governos, a criação do Procon de Kassab é dada como certa por dirigentes da Secretaria da Justiça – pasta que comanda o Procon estadual.

Posts Relacionados

  • No Related Post

Tópicos Relacionados

8 Comentários Comente também
  • 17/11/2008 - 10:18
    Enviado por: Roberto

    O “Cadastro Positivo” eh talvez o item mais importante dos ultimos tempos para diferenciar um bom pagador, daqueles tantos que pagam, mas nao pontualmente. Em momentos de crise como estamos passando, os consumidores que pagam em dia as suas contas deveriam ser destacados dos demais e isso somente eh possivel atraves do Cadastro Positivo. Essa lei ja saiu a muito tempo, porem os orgaos de credito ainda nao queriam utilizar esse meio por questoes de pais atrasado!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 19/11/2008 - 17:13
    Enviado por: Simone

    Há + ou – quatro anos emprestei um cheque para um amigo, e ele ñ depositou o valor que são de 2000.00 e outro de 350,00e hoje a divida esta no valor de 4.650.00 o advogado da empresa que está o cheque passou e disse que tenho até sexta feira para um acordo o que faço ñ tenho esse valor

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/12/2008 - 15:25
    Enviado por: Fabio

    Nada a ver o cometário da Simone. Acho que o Serasa está abusando prestando esse serviço aos famigerados bancos e lojistas sanguessugas. E esse cadastro positivo também acho que não deve vingar, porque eu quereria ter meu CPF circulando livremente pelas lojas? Quem sabe o que poderia acontecer se caísse nas mãos de meliantes? O CPF com restições não tem problemas porque ninguém vai poder usar pra comprar nada por causa das restrições, mas e o CPF “bom”? Pensem bem nisso, malandragem está a solta. E Simone, vai fazer o acordo, fala que voce pode pagar só uns tantos reais por mes e assim que voce pagar a 1a. parcela seu nome já é limpo e liberado e depois vai atrás do seu “amigo” da onça pra cobrá-lo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/01/2009 - 00:24
    Enviado por: DANIEL BARBOSA DA SILVA

    OLÁ , MEU NOME É DANIEL E SOU DE SALVADOR,A 5 ANOS ATRAS TIVE PROBLEMAS FINANCEIRO QUE NÃO ME PERMITIRAM QUITAR MINHAS DIVIDAS E AS VEZES QUE TENTEI NEGOCIAR A DIVIDA JÁ NÃO ESTAVA MAS COM A INSTITUIÇAO AO QUAL EU TINHA VINCULO , A DIVIDA FOI REPASSADA, E NÃO ACEITARAM AS MINHAS PROPOSTAS E HJ NÃO TENHO MAS RESTRICOES MAS ESTOU COM PROBLEMAS,MAS AS LOJAS QUE VOU FAZER CARTÃO DE CRÉDITO ME NEGAM CREDITO.
    ENFIM EXISTE UMA TAL PONTUAÇÃO QUE NUNCA ATINJO. O QUE FAZER ?

    2 – A INSTITUIÇAO AO QUAL TIVE A DIVIDA CONTINUA DIZENDO QUE EU DEVO , MESMO NÃO TENHO RESTRICÃO NO SPC/SERASA . O QUE PODE SER FEITO?. ELA PODE MESMO DEPOIS DE NÃO CONSTAR MAIS NO SERASA/SPC CONTINUAR A AFIRMAR QUE A DIVIDA EXISTE?

    3 – E COMO ZERAR ESSA TAL PONTUAÇAO QUE FICA REGISTRADO . OBSERVE O COMENTARIO:
    Mais: gentis ao telefone, os atendentes da Serasa ensinam o consumidor a zerar o alto número de consultas no CPF. “O senhor pode solicitar a exclusão do registro das consultas”, informou a atendente da Serasa

    O QUE FAÇO ????

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/12/2009 - 08:17
    Enviado por: Alexsandro

    Ola,
    Pois é!
    Meu problema é muito parecido com os do colegas acima.
    Depois de uma fase de tormentas o qual eu consegui passar e quitar todas as minhas dividas,mesmo assim ainda não consigo credito.
    Hoje sou pessoa juridica,tenho conta juridica e mesmo assim os bancos não me dão credito algum.
    Tenho conta em dois bancos os memos me cobram tarifas de manutenção como cobra de qualquer outro correntista que usufrui dos creditos cedidos pelo banco.
    O que acontace?Como posso reverter isso?
    Sera que um dia voltarei a ter dignidade e ser um cidadão comum?
    Não posso comprar meu carro,equipamentos para a empresa.Hoje tem que ser tudo a vista!
    Qualquer ajuda será bem vinda.
    Abraços

    responder este comentário denunciar abuso

  • 23/12/2009 - 23:42
    Enviado por: xyz

    com informação cruzada via online,só nos resta, é ter outro cpf, acho que vc vai conseguir no paraguai…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/05/2011 - 14:23
    Enviado por: Silderclei

    Olá, boa tarde, gostaria de relatar a insatisfação junto as financiadoras de credito para veículos, pois nos dias de hj com a evolução tecnologica, ainda não conseguem diferenciar “excesso de passagem”, que geralmente e feita por por vendedores gananciosos, com “cliente de alto risco”, que e uma confirmação de pagadores inadimplentes, e a mesma coisa de somar 2+2, pois se a pessoa esta com o nome limpo (SPC E SERASA), ela nao podera ser considerada mal pagadora, e alem do más, pelo cpf tem como saber se a pessoa possui qualque outro bem em seu nome (veiculo) estou tentando junto as financiadoras um documento que possa fazer referencias a essa titulação, mas eles sao espertos e nao fazem nada documentado, terei que tentar outra maneira para tal, desta forma poderei recorrer a justiça para saber a quem cobrar a humilhação.
    Se alguem mas tiver o mesmo problema, mas ja tenha conseguido sanar, agradecerei a ajuda.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/07/2011 - 08:05
    Enviado por: Mary

    Oi eu entrei no site do serasa, e lá tem a informação de que se pode preencher uma ficha e enviar pra eles com alguns documentos via correio, para a atualização do cadastro.
    eu acho que isso pode ajudar.

    responder este comentário denunciar abuso

Deixe um comentário:

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo