Estado.com.br
Quarta-feira, 27 de Agosto de 2014
Advogado de defesa
Seções
Arquivos
Tamanho do Texto

Aprenda a negociar suas dívidas e viva melhor

Categoria: Especiais

Texto de Eleni Trindade

Acúmulo de dívidas é sinônimo de dor de cabeça. Quando o consumidor está com
as finanças desequilibradas, a primeira coisa a fazer é cortar gastos e
analisar quanto sobra para quitar os débitos.

O passo seguinte é procurar o banco ou a financeira e tentar uma
renegociação dos juros e uma nova forma de parcelamento do valor devido.
“Sempre é possível negociar melhores condições de pagamento. O consumidor
não pode se intimidar nem concordar com abusos, pois está exercendo seus
direitos”, diz Aron Belinky, gerente de Projetos Especiais do Instituto
Akatu para o Consumo Consciente.

Posts Relacionados

  • No Related Post

Tópicos Relacionados

1.476 Comentários Comente também
  • 31/12/2006 - 08:14
    Enviado por: Pedro Mauricio Torreti

    Li a matéria sobre o tema de finanças pessoais, e hoje estou em uma situação complicada, com dívidas. Necessito de auxílio de uma instituição financeira ou de uma empresa ou profissional que me ajudem neste momento.

    ADVOGADO DE DEFESA:

    Pedro, você pode procurar o núcleo de superendividamento do Procon-SP  www.procon.sp.gov.br). O consumidor também pode encaminhar uma carta para a Caixa Postal 3050, CEP 01061-970, São Paulo – SP. A carta deve trazer um relato da situação financeira e os motivos que levaram à situação de superendividamento – com cópia de documentos que comprovem o fato – nome, endereço e telefones para contato.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/09/2007 - 15:32
    Enviado por: nilza carmen haydar

    Estou com problemas de endividamento,o que ocorre é que já tenho 2/3 do meu salário sendo utilizados para pagar dividas renegociadas e este comprometimento durará 24 meses.Porém ainda tenho mais dívidas, as quais não tenho como renegociar antes desses 24 meses e entre estas dívidas com cheques,financeiras e bancos cheque especial e financiamento.
    Estão me ligando, mas não tenho como solucionar o problema. O que devo fazer?

    grata

    nilza

    Advogado de Defesa:

    A única saída é renegociar com as empresas e arrumar o orçamento doméstico para se conseguir sair dessas dívidas.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/09/2007 - 17:27
    Enviado por: maria cristina lemos

    Como devo renegociar dívidas

    Advogado de Defesa

    Você deve procurar a empresa credora, solicitar uma proposta de renegociação e levá-la ao Procon para ver se está correta.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 04/11/2011 - 23:54
      Enviado por: Cíntia Ferreira Alves

      Aproveitando a resposta fornecida pelo advogado à Maria Cristina Lemos. Gostaria de saber quando é feita a proposta para renegociar dividas e a levamos ao Procon, a mesma deve ser levada de qual forma, verbal ou a empresa credora tem que passar a proposta escrita? Agradeço desde já.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/09/2007 - 16:12
    Enviado por: Diogo De Mattos RIbeiro

    Se eu tenho uma dívida no bancoe faço uma renegociação, parcelando-a em 15 vezes, meu nome sai do SPC?

    Advogado de Defesa:

    Sim, seu nome tem de ser retirado das listas negras. Isso porque, a dívida vencida não existe mais e, sim, uma nova dívida, que não está vencida em razão da renegociação. Agora, se você deixar de pagar essa renegociação, seu nome pode voltar para essas lsitas.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 15/03/2010 - 16:03
      Enviado por: adriana

      oi.. gostaria de uma informaçao.. fiz um financiamento no banco do brasil e paguei 4 prestaçoes… agora estou atrasada com tres.. e fui ao banco para renegociar.. e eles estao irredutiveis.. pra renegociar so dizem k tenho k pagar.. kero pagar mas nao posso o valor exigido e eles nao dao tregua o que posso fazer?

      responder este comentário denunciar abuso
  • 04/10/2007 - 18:16
    Enviado por: Igor Brasílico

    Tenho uma microempresa e contratei um giro e um cheque especial. Preciso quitar essas dívidas, mas estão me cobrando juros elevados e colocaram o cheque especial em cartório. Precisaria de um auxílio, mas o Procon e o Juizado Especial Cível não atendem empresa, mesmo sendo uma microempresa. Onde posso conseguir um auxílio?

    Advogado de Defesa:

    Mmicroempresário não é atendindo pelo Procon ou Juizado. O caminho é procurar um advogado.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 02/05/2011 - 15:45
      Enviado por: Bruno

      Negativo, o CDC é claro ao informar que micro empresas que estejam em situação de fragilidade perante outras empresas podem recorrer com base na lei.Ou seja, Procon deve atender.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 24/10/2007 - 11:47
    Enviado por: Maria Lima

    Tenho uma dívida com o Banco do Brasil há mais de 3 anos. Na última renegociação, fui informada pelo banco que não poderia mais fazer negociação.
    Essa informação está correta? Como posso resolver essa situação. Preciso voltar a trabalhar, mas meu nome está no SPC.

    Advogado de Defesa:

    Envie sua reclamação para a coluna Advogado de Defesa – e-mail advogado.jt@grupoestado.com.br

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/10/2007 - 19:27
    Enviado por: RENATA

    Gostaria de saber se vocês conhecem algum advogado bom, para entrar na Justiça contra o Unibanco, pois eles estão incluindo no meu cartão de crédito cobranças indevidas, e eu estou tentando negociar a dívida e eles não estão nem aí. Já se passaram 2 meses e eles não me dão resposta de nada. Somente informam que estão analisando o caso. Alguém sabe sobre esta empresa ANUCC de São Paulo? É uma empresa séria?

    Muito obrigada

    Renata

    Advogado de Defesa:

    Quanto à empresa Anucc, não conhecemos. Mas você pode enviar sua reclamação para a coluna Advogado de Defesa do Jr. e-mail advogado.jt@grupoestado.com.br

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/11/2007 - 10:26
    Enviado por: Marcello

    Tenho um financiamento FAT/Projer na Caixa Econômica Federal e já paguei 12 parcelas das 48 contratadas. Estou em atraso em 3 prestações e, por causa dos problemas de saúde, não estou podendo pagá-lo e sofro ameaças para fazer um novo acordo, porque senão entrarão na Justiça e retirarão o que foi penhorado. Como posso me defender, ter um tempo para recomeçar a pagar?

    Advogado de Defesa:

    A única forma é tentar negociar com a CEF. Só o banco conseguirá ter dar uma solução

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/11/2007 - 17:14
    Enviado por: Geraldo

    Andei emprestando alguns cheques, e fiquei com dívidas em algumas lojas e no banco. Tentei negociar com cada um, mas todos recebendo juntos daria mais que 60% do meu salário. Eu poderia somar todas as contas e tirar 30% do meu salário para pagar as contas, algumas dariam mais que 40 parcelas, é legal agir desta forma?

    Advogado de Defesa:
    Não há norma determinando que se possa pagar só 30% do salário. A única saída é negociar indivualmente com cada credor.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 23/11/2007 - 18:14
    Enviado por: André Maia

    Estou com uma dívida na Caixa Econômica de um financiamento de 4.500,00 para construção da minha casa. Esse fianciamento foi feito em 2005, paguei apenas 6 prestações das 36 contratadas. Existe algum risco de eu perder minha casa? Sendo ela avaliada em 30.000,00 e está em um terreno no nome da minha mãe.

    Advogado de Defesa:

    Se for a única propriedade da família, não há risco de perdê-la

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/11/2007 - 11:39
    Enviado por: celso

    financie um carro pelo banco itau lising
    quando eu atraso a parcela o banco me cobra multade mora 10,87 diaria com permanencia e juros de 1% isso e legal

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/12/2007 - 19:10
    Enviado por: graziela

    Tenho muitas dívidas e não sei como proceder para pagá-las

    Fiquei sabendo que o Procon parcela em até 12x, porém não tira os juros. Esta informação procede?

    Advogado de Defesa:

    Não procede. O parcelamento deve ser tentado com os credores. O que o Procon faz é verificar se os juros cobrados estão corretos.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/12/2007 - 21:38
    Enviado por: Giancarlo Pereira de Jesus

    Tenho uma dívida com o Banco, comprei um apartamento e não devo nada para o vendedor. O banco pode tomar o meu apartamento?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/12/2007 - 15:19
    Enviado por: Náber Saraiva

    Estou super endividado

    Minhas dividas começaram não por mim , mas pela minha esposa que hoje esta em tratamento psicologico para se curar da compulsão por compras. Essas dividas chegam ao montante de 11vezes o meu salário 2 (duas ) são de financeiras ( finasa e panamericano) e as outras de lojas e joalherias e uma de financiamento da casa própria chegando a um total de R$ 50.000,00 , não tenho a menor ideia de como e nem por onde começar , as coisas estão muito ruins.

    Advogado de Defesa:

    Você deve procurar os credores e tentar renegociar essas dívidas. Quanto ao financiamento da casa própria, é bom mantê-lo em dia, pois a casa pode ir a leilão.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 23/12/2007 - 08:02
    Enviado por: Lenimar Xavier de Almeida

    Gostaria de orientações sobre renegociação de dividas, por estar gastando mais que recebo preciso orientações para sair do vermelho, não tenho nome no serasa, só estou pagando muitos emptréstimos e isso está me apertando. Teria como a juros menores pegar um montante, quitar tudo e dever em um único local.

    Abraços…

    Advogado de Defesa:

    Isso pode ser uma saída, mas por que você não tenta renegociar suas dívidas com cada credor diretamente? E você pode conseguir, no google, exemplo de como fazer um orçamento doméstico para equalizar suas dívidas. Ele é a base para sair do vermelhor, se for seguido à risca

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/12/2007 - 14:50
    Enviado por: Jorge Luiz F. Cruz

    cheque prescrito
    Tenho alguns cheques e promissórias antigas (de julho de 1998) que totalizam mais de R$ 18.000,00 em valores nominais da época, emitidos por um amigo com o qual eu mantinha uma parceria informal em alguns negócios na loja de informática dele. Após 8 meses de parceria ele alegou insolvência, fechou sua loja e se mudou para a

    Capital me pedindo para aguardar. Esperei por mais de dois anos e depois perdi contato. Com quatro anos eu o encontrei, após penosa busca, mas o cretino alegou para o meu advogado que eu praticava agiotagem com ele. Quase caí de costas. Opior é que os títulos já estavam prescritos e fui aconselhado pelo advogado a mover qualquer ação pois as possibilidades de vitória eram quase que nulas.
    O que fazer, pois a partir daí entrei em grande dificuldade econômica?

    ADVOGADO DE DEFESA

    A única coisa a fazer é entrar na Justiça com o maior número de provas possível contra o devedor.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/12/2007 - 14:47
    Enviado por: ronalda

    fiz um financiamento com o proger atraves do banco do brasil , devido a crises nao consegui cumprir com opagamento das das parcelas , a uma açao na justiça, mas os bens penhorados nao cobrem toda a divida ja tetei renegociar com prestaçoes que eu possa pagar mas ate agora nao me deram nenhuma resposta .

    Advogado de Defesa:

    Você deve insistir com o credor para renegociar o valor faltante. Só o credor poderá te ajudar

    responder este comentário denunciar abuso

    • 11/11/2010 - 21:09
      Enviado por: ALICE

      ESTAMOS NA MMA SITUAÇAO.POR ISSO NAO PERCA TEMPO INSISTA MUITO P/REGULARIZAR A SUA SITUAÇAO,PQ SENAO ELES JA ESTAO TE MANDANDO P/PENHORA DE BENS.PROCURE O PROCON SE FOR O CASO.AFINAL VC E UMA CONSUMIDORA

      responder este comentário denunciar abuso
  • 03/01/2008 - 22:42
    Enviado por: jaco

    sutei alguns cheque por não poder paga´-lo agora quero negocia com credor e ele so quer se for tudo eu não tenho se ele for pra justiça tenho como negociar l

    ADVOGADO DE DEFESA

    Procure o credor e tente renegociar. Normalmente, os cobradores preferem cobranças amigáveis a ações na Justiça. Se precisar, busque a ajuda do Procon para calcular o valor atual da dívida.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/01/2008 - 11:03
    Enviado por: Nilda (visitante)

    Bom dia!!
    Por favor quero um orientação do que devo fazer, pois estou com dívidas com banco de emprestimos e cheque especial. Estou em dia , mas está muito complicado pois meu salario diminiu e seu que se não tomar uma providência agora vou sujar meu nome . Consigo renegociar mesmo estando em dia?

    ADVOGADO DE DEFESA

    A renegociação de dívidas é um acordo entre as partes. Você pode buscar o banco para renegociar sempre que desejar. A instituição, no entanto, não é obrigada a aceitar esse procedimento.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/01/2008 - 10:14
    Enviado por: sandra Ap. r. alho

    tenho 2 financiamento costrucarde ou seja 2cartao financiamento de 36 vezes 1paguei 14 meses sem atrazo o outro paguei 4 prestaçoeoemprestimo foi feito em 2005 `primeiro17.000 2- 16.500 tentei com ogerente acordos que eu pudese pagar mas nao consegui agora recebi da justiça uma carta pregatoria dando me um prazo de 15 dias p/ pagamento so tenho acasa que moro que nao tem escritura posso perde-la se nao tiver acordo?

    Advogado de Defesa:

    Não pode, se for o único imóvel da família

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/01/2008 - 12:29
    Enviado por: sueli dos santos silva

    Comprei um caminhão e pago 4.200,00 reais por mes ,ja paguei 32 prestações faltam somente 4 e devido a um tombamento do caminhão em mato grosso atrasei as 4 ultimas e o banco finasa não renegocia,somei o que ja paguei de juros nas 32 prestaçoes e dava para eu ter quitado o caminhão só com os juros que ja paguei .O que faço,vou ao procon,arrumo um advogado,daqui a pouco estara com busca e apreenção!eles podem apreender o caminhão ja com mais de 70% DO VALOR PAGO?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/01/2008 - 17:48
    Enviado por: ana kele

    meu pai fez o projeto do projer, depois adoeceu, ficou um bom tempo sem pagar as prestações, agora q tá melhor ele quer renegociar com o banco do brasil, o banco pode renegociar em boletos bancários? ou só em debito em conta corrente? gostaria dessa informação mas breve possível se vocês podessem nos ajudar, a dívida é de mais ou menos uns $ 10.000,00 .

    Advogado de Defesa:

    Vocês devem conversar com o banco para ver de que forma pode ser feita essa negociação. Só o banco poderá te dar essa resposta

    responder este comentário denunciar abuso

    • 20/10/2011 - 03:20
      Enviado por: assuero

      tive quase o mesmo problema que vc. e o juiz deu busca no veiculo, resolvi tudo depois de cinco anos e não valeu apena fiquei no prejuizo o que gastei com com advogados quitava as 6 parecelas restantes.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 17/01/2008 - 12:44
    Enviado por: DANIELA

    ESTOU DESESPERADA NAO SEI O Q FAZER….DEVO QUASE 3MIL E GANHO APENAS UM SALARIO MINIMO..
    DENTRE AS DIVIDAS ESTAO:CARTAO DE CREDITO,LOJAS,BANCOS,ETC…SOCORRO ME AJUDA…GRATA DESDE JA..

    Advogado de Defesa:

    Você deve procurar cada credor, explicar sua situação, e tentar um acordo de renegociação dessas dívidas, parcelando-as

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/01/2008 - 21:59
    Enviado por: DANIELA

    dentre as dezenas de dividas q tenho tem uma que e em uma loja de calçados…a dona da loja vai todos os dias no meu trabalho me cobrar e muito constrangedor…ja disse a ela para nao ir la mais ela insiste…o q devo fazer????obrigada desde ja…

    Advogado de Defesa:

    O consumidor não pode ser cobrado no ambiente do trabalho. ocê pode denunciá-la na delegacia de polícia

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/01/2008 - 09:42
    Enviado por: roberto

    O ITAU diz que devo R$ 40.000,00 e telefonaram dizendo que eu poderia pagar R$ 8.000,00 quanto devo oferecer para o banco para quitar minha divida.

    Advogado de Defesa:

    Você deve negociar diretamente com eles

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/01/2008 - 14:04
    Enviado por: Motta

    Tenho uma dívida com o banco Real e estou negociando o pagamento pois me deram 60% de desconta para a quitação da dívida porém me informaram que se pagasse pelo mínimo não poderia ter mais conta no Banco ou ter crédito em produtos do Banco como financiamentos. Isso esta correto ?

    Obrigado !

    Advogado de Defesa:

    Se você pagou a dívida, não tem por que ser barrado na abertura de conta ou financiamento. Se isso ocorrer, deve perguntar o motivo e se for por constar algum apontamento em seu nome, sem que ele exista, pode processar a empresa

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/01/2008 - 19:16
    Enviado por: Marcio Braga Moraes

    Ola, agradeço a atenção, minha dúvida é a seguinte: Fiz um empréstimo com cheques, não pude pagar, agora estão ligando para o meu emprego e dizendo para quem atende que eu estou devendo e posso perder meu emprego, eles podem comentar o assunto com outras pessoas além de mim? Existe amparo legal para essa atitude? Como posso me defender?
    Desde já agradeço se puderem me responder.

    Advogado de Defesa:

    Não podem. A cobrança só pode ser feita a você. Se você tiver provas, pode entrar com processo no Juizado Especial Cível contra a empresa que está te cobrando

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/01/2008 - 15:13
    Enviado por: Deise do Nascimento Monteiro Pereira

    Tenho um plano de morte do jardim da saudade, onde no contrato consta que toda e qualquer responsabilidade descritas no plano sai por conta da administração do jardim da saudade.
    Meu tio foi enterrado por um plano de contrato parecido, onde faltou uma boa parte de gerenciamento do contratado, Telefonei pra reclamar e a gerencia me informou que o caixão e as duas coroas estavam de bom tamanho pelo valor mensal pago em troca da cobertura do plano de luxo prometido. Gostaria de saber como devo agir diante da resposta para que minha família não tenha que passar pelo mesmo constrangimento que passaram na hora do velório do meu tio no meu.

    Advogado de Defesa:

    Você deve ler o contrato e ver o que ele te garante. Se não estiver sendo cumprido o que você tem direito, pode entrar com processo no Juizado Especial Cível ou no Procon

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/01/2008 - 13:33
    Enviado por: Aninha

    Tenho alguns cheques vencidos há mais de 10 anos, e estou pretendendo gerar alguns boletos bancários para a cobrança, posso fazer ?? E se for menos de 10 posso fazer tb ?? Obrigada !

    Advogado de Defesa:

    Se a casa é o único bem da família, ela não poderá ser penhorada

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/02/2008 - 13:36
    Enviado por: admison santos da costa

    tenho 4 parcelad o meu carro atrasado a prestadora de serviço não quer redistribuir o valor total do atresado nas respectivas parcelas, posso entrar com ação na justiça solicitando negociação de débito ou não

    agradeço

    Advogado de Defesa:

    Pode sim, mas vai demorar muito. Não é melhor você renegociar essas parcelas diretamente com a financeira?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/02/2008 - 22:32
    Enviado por: Marcio Braga Moraes

    Agradeço a resposta da pergunta anterior, e gostaria de saber se tem valor perante a justiça, se eu gravar essas conversas, ou estaria cometendo quebra de sigilo? O testemunho da pessoa que faz o atendimento tem valor em uma ação?

    Advogado de Defesa:

    Gravar conversas telefônica só com autorização judicial. Você pode usar testemunhas no processo

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/02/2008 - 14:32
    Enviado por: manoel pássaros

    olá boa tarde, trabalho em uma empresa de energia eletrica de saõ paulo, quando entrei minha conta era do antigo banespa, quando privatizou, fomos migrado para o bradesco, recentemente, fomos informado pelo RH que teriamos que mudar nossa conta mais uma vez, do bradesco para o itaú, porêm varios colegas não quiseram abrir a conta no itaú,eu fui para o itaú, agora estou devendo, cartão, e o limite, não estou recendo meus vencimentos, ja´entrei em contato com o banco mas ee diz que tenho que pagar tudo, pedi pro RH da empresa mudar minha conta de pagamento, pois ainda tenho conta no bradesco, eles me informaram que não posso sair do banco pois devo, engraçado que quando sai do banespa e bradesco eu devia,GOSTARIA DE SABER SE A EMPRESA PODE ME OBRIGAR A FICAR NO BANCO SE ELA TEM CONVENIO COM OS DOIS BANCOS, E SE TEM ALGUMA LEI OU PORTARIA QUE ME PROTEGE DIANTE DESTE PROBLEMA.

    OBRIGADO

    Advogado de Defesa:

    Nenhum banco pode drebitar valores da conta corrente sem a autorização expressa do correntista. Se isso está ocorrendo e você não autorizou, entre com processo no Juizado Especial Cível contra o banco

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/02/2008 - 16:58
    Enviado por: christine

    boa tarde!
    no o Procon do Rio de Janeiro oferece este serviço de ajuda na renegociaçao de dividas igual a são paulo ? Caso negativo, a quem posso recerrer aqui ?

    Advogado de Defesa:

    Sim. Todos os procons fazem esse trabalho

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/02/2008 - 11:22
    Enviado por: GIOVANI

    PRESISO DE 15OOO,OO REAIS PARA AMPLIAR MEU NEGÓCIO E GOSTARIA DE SABER QUAL SERIA A FORMA MAIS RÁPIDA E DE MENOS JUROS MENSAIS PARA EU ESTAR CONSEGUINDO UM FINANCIAMENTO PARA ESTA QUANTIA. SERIA CAIXA-BDMG- OU OUTRA EMPRESA .ESPERO UMA DICA SUAS O MAIS BREVE POSSIVEL POIS PRECISO ADQUIRIR ALGUNS EQUIPAMENTOS URGENTE.GRATO GIOVANI

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/02/2008 - 13:05
    Enviado por: anderson

    Por favor Dr ,tenho uma divida no Banco do Brasil com avalista ref bb giro, cartao de credito e limite de cheque especial, no valor total de 2.400,00. Tentei renegociar mas eles querem cobrar 5.000,00 .Como faço para nao pagar este juros altissimo? Os avalistas estão sendo encaminhados para o Serasa ,trata- se de uma divida juridica , microempresa, e o procon informou que nao intervem na reenegociaçao de dividas. Como devo agir ?

    Advogado de Defesa:

    Você pode procurar um especialista em cálculos e ver se o valor cobrado está correto

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/02/2008 - 16:58
    Enviado por: Carlos

    Tenho uma dívida com a CEF que só cresce. Já tentei por inúmeras vezes negociar só que o banco pede 30% de entrada da divida que hoje gira em torno de uns dez mil reais. Até o superintendente regional do banco já procurei através de um amigo politico. O meu maior problema é que minha sobrinha é avalista e o nome dela, como o meu, está no SERASA. Isso está causando um “desconforto familiar” enorme. Minha esposa chora todo dia.
    Existe uma forma, “judicial” ou não, de fazer a CEF baixar o valor dessa entrada?

    Advogado de Defesa:

    Só negociando com o banco e provando a eles suas condições de pagamento

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/02/2008 - 11:46
    Enviado por: alex

    fiz um emprestimo na CEF de R$4.000,00, paguei 3 parcelas e não consegui mais pagar, que tipo de medida a caixa pode tomar cotra mim.

    Advogado de Defesa:

    Ela pode entrar com cobrança judicial, inclusive com penhor de seus bens

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/02/2008 - 12:44
    Enviado por: Levy

    Olá tou com problemas me ajude por favor tenho varias contas juridicas e um amigo se apertou e pediu minha ajuda para descintar cheque em minhas carteiras fui na boa fé para ajudar e cabei me ferrando. o que posso fazer ele vem pagando os cheque falta pouco para cabar mais minhas contas nessa foi tudo no vinagre tou com muitos ccf sem crédito devendo até para minha mãe que posso fazer posso exigir ou entra com processo contra ele?me ajude por favor minha didida hj é de 50.000,00 desde ja agradeço

    Advogado de Defesa:

    Se ele está pagando os cheques, então está cumprindo com os seus deveres. Como você pode entrar com processo contra alguém que está te pagando?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 19/02/2008 - 13:56
    Enviado por: Rosana Oranges Hueb

    Meus pais tem mais de 70 anos e moram no único imóvel que possuem e que está com algumas prestações atrasadas junto a Construtora.
    Eles já pagaram cerca de 80% da dívida, sendo que a própria Construtora vendeu o apartamento em frente pelo valor correspondente ao que eles já pagaram. Agora a construtora quer entrar com ação de execução da divida.
    Quais são os direitos deles perante o histórico que lhes relatei?

    Grata

    Rosana

    Advogado de Defesa:

    Se eles estão com prestação atrasadas, deve negociar com a construtora os valores em aberto. Mesmo tendo pago boa parte do financiamento, eles ainda não quitaram.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 19/02/2008 - 21:11
    Enviado por: claudinei r graciano

    tenho uma divida em cheque com um credor de 6.000,00,,,,esse cheque foi uma forma de garantia de um dinheiro que emprestei dele ..agora quero negociar essa quantia mais só posso pagar 200 reais por mes como devo fazer isso ..diretamente ao credor ou com um advogado ?????

    Advogado de Defesa:

    Vá diretamente ao credor e faça sua proposta

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/02/2008 - 12:50
    Enviado por: stephanie

    Estou com um problema no BANCO, debitaram em minha conta corrente um seguro de vida sem minha autorização, reclamei com a gerente, e ela informou que era prá ajudar a cumprir sua meta. Notifiquei a ouvidoria do banco através de carta registrada, pedindo a devolução do valor. Este departamento enviou a carta para que a mesma gerente resolvesse a questão, e esta passou a ameaçar-me por telefone exigindo que eu retire a reclamação, pois meu ex-marido trabalha na mesma instituição,em outra agencia, e ela pode favorecê-lo com informações de minha movimentação para o mesmo conseguir judicialmente pleitear diminuição do valor que recebo de pensão alimentícia.O meu ex-marido também intercedeu em favor a ela. Como devo agir?

    Advogado de Defesa:

    Essa situação é absurda. Você deve voltar a falar com a Ouvidoria e, caso não encontre solução, nos passa qual é o banco que vamos falar com ele

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/02/2008 - 10:07
    Enviado por: Valeria

    Oi Bom dia.
    tenho uma divida com meu cartão de credito, deixei de pagar pq o valor do parclamento esta muito alto e não conseguia pagar, qual a melhor negociação pra quitar estes debitos, a administradora do cartão tem juros altissimos, o que devo fazer?

    Advogado de Defesa:

    Você tem de renegociar com eles o débito. Caso ache absurdo o valor de juros cobrados, peça para um especialsita ou para o Procon fazer os cálculos

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/02/2008 - 16:28
    Enviado por: Julia Gow

    Tenho duas empresas uma em POA-SP e a outra na Capital-SP. A empresa de POA terá que ser transferida para São Paulo, por meio de alteração contratual de endereço, até aí, tudo bem. Só que a empresa da capital, que possui outra razão social, esta com impostos do ISS em atraso, isto é, com processo de dívida ativa.
    Consigo transferir a empresa de POÁ, que não possui nenhuma restrição para São Paulo sem que haja problemas com o fisco da Capital, ou encontrarei dificuldades em função desta empresa estar com dívida ativa? …

    Advogado de Defesa:

    O nosso blog é especializado em consumo.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 25/10/2010 - 18:38
      Enviado por: Só Empresas Assessoria Contábil e Consultoria Jurídica S C

      A transferência junto a JUCESP será feita sem nenhum tipo de problema, talvez só encontrará algum obstaculo se a empresa que virá para a Capital for prestadora de serviços no momento de seu registro frente à Prefeitura.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 24/02/2008 - 05:14
    Enviado por: Junior

    Tenho uma divida a 3 anos de R$ 334,00, fui ao credor para pagar essa divida, ele me protestou por R$ 83,50 que seria umas das parçelas, chegando lá ele falou que pra poder me liberar para retirar meu nome do serasa eu teria que dar o valor de R$ 1480,00 ou ele ñ me daria a duplicata pra eu levar ao cartório, pois esse valor era com o juros, mas estou desempregado faz desde a data que deixei de pagar a divida vivendo apenas de bico, teria como eu falar de algum artigo do codigo de defesa pra ele pra ele ñ cobrar tano juros assim, pois acho que ele tá explorando muito.

    Advogado de Defesa:

    Você pode pedir ao Procon o cálculo dos juros da dívida e ver se confere com o que estão te cobrando

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/02/2008 - 20:01
    Enviado por: Gedeão Pereira da Silva

    O Sr Gedeão Morador em Canarana-Mt,individou-se em um eprestimo Feito pelo Bnco Do Brasil. Sua divida Somava em torno de Cr$ 14.000.00. em 1988. Este emprestimo éra para fins comerciais. Com o falecimento de nosso Pai e pelo descontrole na época por pagar agiotas, veio o meu irmão a fexar seu estabelecimento comercial, quebrou completamente. Com a morte de nosso pai foi deixado para o mesmo um patrimonio casas de alugueis. O banco penhorou pois já saiu uma sentença, não tem como pagar, pois as mesmas calculam por volta ente CR$85.000.00. Pois achos exorbitante estes calculos, se tiver alguma maneira de negociação por favor danos esta Luz. Atenciosamete Abener Perira da silva

    Advogado de Defesa:

    Vocês podem procurar o Procon local para que faça os cálculos dos juros

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/02/2008 - 22:29
    Enviado por: Vivian Fernanda

    Olá, adquirí dívidas: empréstimos no banco itau,cartões de créditos, saldo negativo em conta,etc.
    Quero renegociar, porém percebo que quando vou na minha agência, o valor é absurdo. Por outro lado recebi no Natal propostas de negociação com descontos até 40%.
    Perguntas: como saber se o valor que eu estou pagando é o saldo total e nao vai sobrar nenhum resíduo? Porque o valor obtido na agência é bem maior? Fazer um empréstimo consignado (sou funcionaria CLT) é uma boa saída?
    Fui orientada por um amigo a não me comunicar mais com o banco, não mostrar a intenção de quitar que o banco em alguns anos perdoaria parte da dívida. Disse para esperar pelo menos mais 1 ano.
    O valor da dívida hoje deve ser de R$ 30 mil indo direto na agencia, sem descontos. Qual é a melhor atitude a ser tomada?
    Preciso acertar minha vida!! Não quero mais cair em ciladas.

    Advogado de Defesa:

    Se você tem a proposta de desconto da dívida, leve esse papel até o banco e exija que seja cumprido. Fazer empréstimo consignado tem juros menor e você pode amortizar suas dívidas, mas só liberam 20% do seu salário. Dificilmente os bancos perdoam dívidas. Eles costuma “vendê-las” para empresa de cobranças.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/02/2008 - 13:25
    Enviado por: Roberta Inacia

    Boa Tarde.
    Meu irmão comprou uma moto em 36x, e ele ficou desempregado e atrasou 2 prestações.
    Gostaria de saber se ele pode continuar pagando as prestações que iram vencer normalmente, e se a financiadora pode refinanciar as 2 que estão atrasadas?

    Advogado de Defesa:

    ele deve procurar a financeira e ver as condições de renegociação, mas tem de ser rápido, pois podem dar busca e apreensão

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2008 - 02:45
    Enviado por: Sabrina

    Tenho uma divida com o banco já faz quase cinco anos, porém agora é que eles negativaram meu nome, então o meu nome só limpará quando fizer 5 anos que foi negativado ou 5 anos da data da dívida?
    E outra coisa estou desempregada e agora arrumei uma promoção (temporário) pra fazer mas estou com medo de que depositem na minha conta e o banco ja debite esse dinheiro pra abater nas dívidas que tenho com o banco, isso pode ocorrer?
    Obrigada

    Advogado de Defesa:

    5 anos da data da dívida.
    Débito em conta só se você autorizar

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2008 - 09:48
    Enviado por: Claudete

    Gostaria de saber como posso ver se o que a imobiliaria esta me cobrando por 3 meses de alugueis vencidos, estão corretos?
    se posso estar negociando essa dívida, e continuar na casa pagando os aluguel do mes vigente em dia? Eles tem como pedir uma ação de despejo? Quem quebrou o contrato eu ou a imobiliaria? Me oriente. grata

    Advogado de Defesa:

    Isso é assunto para Código Civil, não de defesa do consumidor

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/03/2008 - 17:10
    Enviado por: Fernando Filho

    Boa Tarde, tomei um montante total de 6mil reais de um AGIOTA, estou com uma grave doença, ao qual toma mais de metade dos meus rendimentos com remedios tratamento e tals…. os cheques que eu passei para ele estao voltando, tentei muitas vezes fazer um acordo, mas ele agora esta muito violento, e me ameçando dar uma queixa na delegacia informando que estou praticando estelionato por causa dos cheques, gostaria de saber qual e a ação que eu possa entrar em um juizado especial para pagar a divida, nas condiçoes q eu tenho no momento, estou com medo , por causa da fama que esse agiota tem…me ajude por favor… Obrigado

    Advogado de Defesa:

    Para pagar a dívida, você deve combinar com o credor

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/03/2008 - 10:51
    Enviado por: wagner

    07/03/2008
    Bom dia!

    Tenho uma casa que foi financiada pela CEF., em nome de outra pessoa, o primeiro dono.
    Comprei desta pessoa e para concretizar o negocio foi feito um contrato de gaveta registrado em cartorio passando dele para min.
    Para quitar o imovel onde moro atualmente a CEF.,
    fez uma proposta de 14.000 , pagueio mais da metade, fiquei desimpregado e estou atrazado com as parcelas, posso perder a casa, o unico patrimonio da familia?

    Obrigado pela atençao.

    Advogado de Defesa:

    Pode, sim. Você deve procurar a CEF e ver o que pode ser feito

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/03/2008 - 02:24
    Enviado por: Luzinete

    Boa noite….

    Por favor …esclareça-me uma dúvida…precisei pegar um emprestimo com o banco Panamericano de R$3.700,00 e só consegui pagar 03 parcelas com cheques pre´-datados que saõ descontados no banco itau e nao estou mais conseguindo pagar ! Não tenho casa e nem automovel ou seja nenhum bem em meu nome…sendo assim o banco pode querer penhorar a casa que moro hoje que é de minha mãe ?

    Advogado de Defesa:

    Se você não possui bens, não há o que penhorar

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/03/2008 - 13:34
    Enviado por: cosme pereira da sila

    estou com a prestação da minha casa financiada pela CEF em 10 parcelas , eu tenho na minha mao o valor das 10 parcelas q ficam en aproximadamente 1.090.00 reais mae eles estao me cobrandu umas taxas de advogados entorno de 250.00 reais … como eu faço pra mim me livrar destas taxas ? isso e legal ??

    Advogado de Defesa:

    Veja no contrato se há a menção da cobrança dessa taxa. Se não, você pode recorrer à Justiça para não pagá-la, uma vez que não foi informado na contratação

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/03/2008 - 19:51
    Enviado por: ALINE BORBA

    OLA BOA NOITE ,TENHO MUITAS DIVIDAS COM Cartao de credito e cheques ,com os cheques ainda nao a problemas , mas com os cartoes sim se somar todos ja devo UNS 8.000 REAIS nao gostaria de ficar devendo +++++nao sei por onde começar ,fico em duvidas ,gostaria de pagar todas ,ser honesta com todos ,nao acho legal ficar devendo ,fico com vergonha …..sabe confesso q fui um pouco infantil e nao deveria ter feito tantas dividas …..me ajude como devo fazer p me livrar de tudo isso … obrigada ….boa noite …..aline…..

    Advogado de Defesa:

    Converse com os credores e tente renegociar essas dívidas, parcelando-as

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/03/2008 - 16:01
    Enviado por: sandro

    tenho dividas com bancos e cartoes de credito, nao tenho nenhum bem, agora ganhei de um parente um pequeno imovel, para morar mas tenho que transferilo para meu nome, corro algum risco de perde lo devido as minhas dividas?

    Advogado de Defesa:

    Depende da dívida. Se for só de cartão de crédito e de bancos e se é o único imóvel que possui, não corre risco

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/03/2008 - 20:54
    Enviado por: Aline

    Estou com uma dívida no cheque especial de sete mil reais. Além disso pago um finaciamento de 483,00. Os juros estão muito alto e minha dívida virando uma bola de neve. Consegui juntar 3.000,00 reais e estou tentando quitar minha dívida com o banco por este valor. Já falei com a gerente do banco que não deu importancia ao meu problema, na central de renegociação de dívidas, na ouvidoria do banco e não consegui até agora que alguém do banco converse comigo sobre minha proposta. Não posso mais assumir financiamentos para quitar esta dívida e já vendi tudo o que tenho para adquirir este valor! Não quero ficar inadimplente com o banco. Quero negociar os juros! O que devo fazer se o banco não dá amínima e não aceita minha proposta?
    Muito Obrigada!
    Aline

    Advogado de Defesa:

    Vamos tentar essa renegociação via a coluna Advogado de Defesa, do Jornal da Tarde, Mande um e-mail para advogado.jt@grupoestado.com.br, com seus dados epssoais e o nome do banco, relatando sua história e fazendo a sua proposta

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/03/2008 - 00:37
    Enviado por: Marina Souza Lopes

    Olá, estou com um problemão vinha respeitando meus compromissos com pontualidade, mas de repente o imprevisto tomou o meu caminho, meu pai foi atropelado tem 82 anos nenhum amparo nunca se preparou para a vida e nem para o envelhecimento, tive que trazêlo para minha casae asumi-lo, enfim moram em minha casa meu pai acidentado com todas as despesas de medicamentos exames e médicos, minha sogra meus filhos e meu marido aposentado por invalidez. Tive que parar de trabalhar fora e dar aulas em casa mas está impossível estou devendo ao Panamericano cartões o valor de R$ 7.000,00, tenho em meu nome só um carro que comecei a pagar agora é um leising e uma casa que comprei com meu marido o que poderão fazer comigo? Poderão eles me tomar algum bem? Por favor me orientem!

    Advogado de Defesa:

    Sim, eles poderão entrar com cobrança judicial e até penhora de bens, não podendo ser a casa em que vocês moram. Tente renegociar com o Panamericano essa dívida

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/03/2008 - 12:18
    Enviado por: Marla Rubia Loos

    Olá,

    Comprei um apartamento financiado diretamente com a construtora onde venho pagando todas as parcelas rigorasamente em dia. Porem na entrega das chaves a construtora está exigindo 2 fiadores ( previstos em contrato ) do qual somente tenho 1. Tentei negociar com a construtora a quitação do apartamento porém eles não querem retirar os juros e reajustes pelo INCC das parcelas vincendas.
    Como poderei proceder sendo que não quer fazer alienação fiduciaria, nem tenho 2 fiadores a apresentar, e tenho o dinheiro para quitação do apartamento sem os juros??
    Obrigada pela disposição.

    Advogado de Defesa:

    Sim, a empresa é obrigada a dar abatimento no pagamento antecipado, mas, pelo jeito, você terá de contratar advogado para conseguir isso

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/03/2008 - 16:19
    Enviado por: cleuson gomes de oliveira

    Tinha uma dívida com o Banco Real Amro Bank, sendo que com o passar dos tempos a dívida foi aumentando e eu não conseguir pagá-la, depois de alguns anos acumulando juros e mais juros a minha dívida que era de + ou – R$ 1.800, triplicou e já se passa dos R$ 5.000, uma Empresa chamada BetaCred comprou essa dívida com o banco e desde então essa Empresa vem me ligando pra renegociar essa dívida,mais o que ela propõe está muito longe da minha realidade e eu quero pagar essa conta mais eles dizem que tem que ser como eles querem e que eu dê uma entrada de R$ 500, e o restante da parcela em 6 ou 7 vezes de R$ 250, a 300, e eu não tenho condições de pagar essa quantia, e eu falo que posso pagar “x” e eles não aceitam e e fica naquele impasse, eu não ganho o suficiente pra pagar essa dívida, eu ganho pro mês R$ 440,00, com posso estar resolvendo isso tem como eu pagar essa dívida sem fugir do meu orçamento? Mesmo porquê tenho outras coisas pra pagar, se puder me auxiliar de alguma maneira eu agradeço,muito obrigado.

    Advogado de Defesa:

    Procure o Procon para que seus técnicos façam os cálculos dos juros

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/03/2008 - 17:41
    Enviado por: Marcelo

    Olá
    Gostaria de parabenizar pelo site pois é muito importante que existam pessoas que se importem com os direitos do coletivo. Gostaria que me tirassem uma dúvida.
    Tenho uma divida de cartão de credito credicard do itau e ela esta em torno de 5500 reais mas o valor real dela é de 680 reais. A divida é de 2003 e vai completar 5 anos em 24/04/08 agora. Fui em meu endereço antigo e achei uma correspondencia de um escritorio de cobrança que presta serviço para a credicard a RENAC e tinha uma proposta de quitação no valor de R$ 132,68, o problema é que essa correspondencia é de 2006 e ja tem mais de um ano. Entrei em contato com a operadora do cartao para pedir um boleto novo com este valor e eles recusaram, disseram que a proposta havia caducado e que eu deveria parcelar ou pagar o valor integral que no caso seria de 800 reais, mas eu disse que o valor real é de 680 reais e eles negaram. Bem aleguei o fato de estar desempregado precisando do nome limpo para conseguir emprego e nao posso pagar mais do que 130 reais para quitar tentei até negociar um valor para quitação, não aceitaram e ofereceram o parcelamento, mas parcelar então nem pensar pois sem renda e com o juros extratosfericos que eles cobram 5,5% nao vou conseguir. Se eu parcelasse em 12 vezes pagaria 1056 reais Gostaria de saber se eu posso obriga-los a receber o valor que posso pagar a vista ou se existe uma forma de eu pagar esse valor pois ja tentei negociar com eles e eles se negam a receber este ou outro valor inferior ao cobrado por eles e dizem inclusive que se eu nao pagar o valor que eles falam meu nome nao será retirado do spc e serasa quando completar agora os 5 anos. Por favor me ajudem

    Advogado de Defesa:

    Não há uma fórmula de obrigá-los a receber o que você pode pagar, mas você pode pedir ao Procon que faça o cálculo dos juros

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/03/2008 - 14:51
    Enviado por: Gustavo Gomes

    Parabéns pelo excelente trabalho de ajuda, gostaria de aproveitar a oportunidade e perguntar-lhes se posso processar alguém que comprou em meu cartão de crédito e hoje não quer pagar a sua parte?

    Advogado de Defesa:

    sendo o cartão seu, a responsabilidade é sua pelo pagamento. Se você tiver algum documento que prove que a dívida é dela, pode sim processá-la

    responder este comentário denunciar abuso

  • 23/03/2008 - 16:27
    Enviado por: Flávia mendes

    Abri uma empresa, com todo recurso de um financiamento junto ao Banco do Nordeste (MG), a empresa veio a falência, mas a dívida está extremamente alta. Quero negociar junto ao banco, acho que providencio um advogado para auxiliar?

    Advogado de Defesa:

    É melhor e algúem que entenda de juros para que faça os cálculos

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/03/2008 - 14:57
    Enviado por: Mario

    Financiei um carro pra minha empresa pelo Projer do BB. Não estou usando a minha conta do BB gerando uma taxa bancária desnecessária. Fui informado que o banco é obrigado a desvinculçar o financiamento da CC. Queria saber se isso procede?

    Advogado de Defesa:

    Precisa ver se foi acordado que as prestações seriam debitadas direto na conta. De qualquer forma, você pode, sim, pedir, para que seja emitido carnê ou boleto bancário. Mas, para o banco, é garantia ter débito na conta

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/03/2008 - 17:21
    Enviado por: maria de fatima

    boa tarde tenho uma divida com um banco de cheque especial e emprestimo como estive com problemas de doença e fiquei de licença por varios meses nao consigui mais pagar as dividas os juros do cheque especial e muito alto o banco pede 10% do total da divida como entrada para renegociar mas nao consigo pagar nao queria ficar devendo nada como devo fazer para consiguir um acordo desde ja obrigada

    Advogado de Defesa:

    Continue tentando a renegociação. Você pode pedir ao Procon para que faça os cálculos dos juros

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/03/2008 - 23:32
    Enviado por: marcos alves da silva

    fui fazer um emprestimo em uma financiadora peguei R$ 1.800 hoje. infeslimente eu perdi o emprego,depois de trinta dias fui quitar a minha divida com o dinheiro da recisao , ofereci R$ 2.100 eles nao aceitaran queriam R$ 900,00 a mais ache um absurdo por trita dias, agora estou desempregado e com a divida o que eu faço ?

    Advogado de Defesa:

    Procure o Procon e peça para que calculem o valor e, depois, leve-o à empresa

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/03/2008 - 21:13
    Enviado por: Flávia

    tenho uma divida com as casas bahia ja tinha feito uma negociação da mesma com eles a um tempo atraz mas nao pude cumprir, tento fazer uma nova renegociação e os mesmos disseram que nao aceitam que devo pagar o valor total a vista, e não tenho condiçoes pra pagar a vista o que devo fazer?

    Advogado de Defesa:

    Continue tentando a renegociação, mas dentro das suas condições, se não você novamente não vai cumprir o acordo

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/03/2008 - 21:16
    Enviado por: everton

    iniciei um curso de informatica que eram parcelas de 18 X de 135,00 fiquei 4 meses no curso paguei 4 parcelas e desisti nao fui mais e nem paguei mais nada, hoje tentei renegociar a divida falaram que devo pagar 500,00 a vista de multa e 18X parcelas de 189,00 sem continuar a estudar achei os juros abusivos o que posso fazer?

    Advogado de Defesa:

    Quando se decide não freqüentar mais um curso, o correto é pedir o cancelamento do contrato, para evitar situações como a que você está vivendo. De qualquer forma, você pode contestar essa cobrança no Procon ou no Juizado Especial Cível.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/03/2008 - 09:21
    Enviado por: Gabriela

    Por favor me ajude. Estou com uma dívida enorme no cartão de crédito. Já negociei várias vezes mas, ñ consigo finalizar o pagamento. Os juros são diários 0,4 ao dia e a dívida cresce cada vez mais e o pior eles ñ querem me dar um desconto se eu fizer o pagamento a vista.
    O q posso fazer???

    Advogado de Defesa:

    Se você tem dinheiro para pagar à vista, por que não cumpre com as parcelas dos acorodos já feito? Quanto aos juros, você pode pedir ao Procon para que façam os cálculos

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/03/2008 - 18:42
    Enviado por: Helbert

    Tenho dívidas com banco e cartões de créditos contraidos em agosto de 2007.Em Outubro transferi meu carro para um parente.O banco ou administradora entrando com ação na justiça agora, o juiz pode anular a transferência do veiculo para poder penhorar?Não posso pagar essa dívida agora.

    Advogado de Defesa:

    Se o carro não está mais em seu nome, não pode

    responder este comentário denunciar abuso

  • 31/03/2008 - 16:39
    Enviado por: João Menezes

    Prezados Senhores,
    Gostaria saber se a melhor forma de negociar uma dívida de 5 anos é com o próprio banco (Banco Real) ou com aquela empresa de cobrança que eles contrataram para negociar.
    Agradeço antecipadamente pela atenção e aguardo resposta.

    Advogado de Defesa:

    Você pode negociar com qualquer uma das duas. O que pode acontecer é de o banco ter repassado a sua dívida e dizer que agora, só com a empresa de cobrança

    responder este comentário denunciar abuso

  • 31/03/2008 - 23:37
    Enviado por: Daniela Santi

    Estou desesperada meu marido se envolveu em um acidente de trânsito 13 anos atrás causando a morte de uma pessoa, pagamos o dpvat aos familiares que depois entraram com processo cívil, tínhamos seguro na época que era de uma seguradora que depois foi vendida, e vendida novamente,na época não quis indenizar a família da vítima por alegar q meu marido não teria sido o culpado, vários anos a fio estamos passando por audiências e gastos com advogados e custas processuais, onde algumas ganhamos agora passado-se 13 anos perdemos e temos que indenizar a familia da vítima em 35mil e mais 60 parcelas não temos bens e nem condiçõe de arcar com esta dívida. Nossa advogada recorreu novamente. O que podemos fazer, nesta caso o que o Juiz pode penhorar? O juiz aceita a penhora da apólice na época tinha como danos materiais R$42.500,00 e danos corporais R$ 42.500,00 me deem uma luz estou desesperada.

    Fico mto grata de me derem um retorno por email.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/04/2008 - 12:11
    Enviado por: william vieira

    Estou com uma dívida na Caixa Econômica de um financiamento para construçãoo da minha casa com Caixa economica e ela utiliza a tabela price se eu não me engano esse tipo de juros sobre juros é proibido, mas quando eu fez o emprestimo a uns 1 ano e meio atras eu não sabia . Esse fianciamento foi feito em 2006( prestações de 1150,00 estou com umas 05 prestações atrasadas e mandaram para uma junta de advogados da caixa economica tentei negociar uma prestação que eu podesse pagar mas eles so aceitaram receber um valor de 5.600,00 disseram que a obra na minha casa sera embargada se caso eu não pague essa semana esse valor, um dos gerente me indicou ate um agiota pra poder sanar a divida com a caixa. o que eu faço ja que eles disseram que pra renegociar a divida so se eu pagar esse valor das prestações em atraso !

    Advogado de Defesa:

    Envie sua reclamação para a coluna Advogado de Defsa, do Jornal da Tarde, e-mail advogado.jt@grupoestado.com.br com seus dados pessoais

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/04/2008 - 12:55
    Enviado por: elisangela

    peço a ajuda de voces, para resolver um grande problema, arrendei um restaurante para uma pessoa que em 7meses destruiu o meu maquinario e deixou uma divida de 11,000(onze mil reais) mas que hoje, 10 anos depois essa divida esta em 34,000(trinta e quatro mil reais) esses valores e de agua,energia,iptu e alugueis atrasados com juros e correção. e o que me deixa desesperada e que eu não fiz nem um documento (contrato) com ele por acreditar e por ele ser conhecido do meu esposo por muitos anos, ele disse que não deve nada que pode até me (ajudar) com 5,000(cinco mil reais) isso tomou uma proporção muito grande, como depresão na minha mãe,pelo fato de não termos o dinheiro para pagar, e assim ao contrario deste homem,estamos muito preoculpadas com as pessoas que nos ajudaram, sendo nossas fiadoras,pois elas estão tendo problemas. e como eu não tinha como procurar um advogado(dinheiro) eu sempre o procurei para resolver essa situação, ele sempre foi muito ironico,mal educado,e me humilha sempre que eu o procuro, e disse que a divida é minha, pois está no meu nome que é problema meu. infelismente eu acreditei nele, como eu já disse, preciso de ajuda para negociar, diminuir juros… para não dar problema para os fiadores, e saber se de (alguma forma) tenho como receber deste homem, pois ele tem condiçoes…me ajude por favor.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/04/2008 - 17:25
    Enviado por: Elaine Santos

    Tenho uma divida no banco e ja tentei uma negociação com eles, mas não aceitaram e estão querendo me cobrar com o triplo do que devo. Posso entrart com alguma ação para eu pagar somente o que realmente devo?

    Advogado de Defesa:

    Procure o Procon e paça o cálculo dos juros

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/04/2008 - 20:19
    Enviado por: Francisco

    Olá moro de aluguel e deixei de pagar meu aluguel faz dois meses devido á atrasos no meu salário meu contrato é direto com o proprietário renegociei com ele para pagar tudo numa data que não pôde devido a mais atrasos no meu salario, isso faz cerca de quinze dias e falei pra ele da situação mais ele fica me ameaçando direto dizendo que vai me butar pra fora do imóvel e jogar minhas coisas na rua, liga pró meu emprego e caso eu não esteja presente ele fala pra quem atende que eu devo o aluguel e se não pagar ou ele vem ao meu emprego ou vai me processar, essa situação é muito desagradável como devo agir com ele visto que em nenhum momento me neguei a pagar minha divida?
    Que direitos tenhos e como posso agir em relação a ele?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/04/2008 - 23:52
    Enviado por: cristina

    Por favor …
    Meu nome está no SPC e no BANCO CENTRAL .
    Sendo que a dívida está altissima e não tenho condições de pagar, devido a perda do meu emprego. O banco manda varias propostas .. Sendo que agora recebo cartas sobre ação judicial e falam até em penhorar bens . Só que não moro mais com minha mãe e aluguei uma casa.
    Minha pergunta é a seguinte >>> Desta forma o que eles podem fazer contra mim, se tenho muito mal uma televisao geladeira armario e fogão e um computador ?
    Obrigado . ..

    Advogado de Defesa:

    Se você não possui bens, eles não poderão fazer nada

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/04/2008 - 19:14
    Enviado por: Dejanira de jesus de almeida

    tenho 47 anos , sou portadora de deficiência
    meu nome esta no serrasa, devo cartão de credito
    no momento não tenho condiçoes de trabalhar
    o que devo fazer nesse caso ? posso procurar o ministério publico?
    obrigada…

    Advogado de Defesa:

    Ser portador de deficiência não impede o pagamento de dívida. Você deve procurar o credor e verificar como renegociar essa dívida

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/04/2008 - 12:58
    Enviado por: kátia

    ola.
    meu marido contraiu uma divida com o banco hsbc no valor acho que ja esta em 30.000,00
    eles tem nos ligado por varias vezes já falamos que queremos acertar mas o valor das parcelas sao altas não temos condições de pagalas.
    montamos nesse tempo uma loja de água gostaria de saber se corremos o risco do banco toma-la
    estamos desesperados pois é a unica forma que temos de sobrevivencia por favor preciso de uma respostas .
    tb foram um oficial de justiça no antigo emprego do meu marido.
    qual o risco que estamos correndo?
    ele tb pode ser preso por isso?
    aguardo anciosamente a resposta
    obrigada

    Advogado de Defesa:

    Pelo jeito, o banco entrou com ação judicial de cobrança e o juiz poderá determinar, caso a dívida não seja paga, a penhora de bens. Vocês devem verificar em que estágio está o processo e consultar um advogado para se defenderem

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/04/2008 - 15:39
    Enviado por: Edson

    Muito boa tarde.
    Primeiramente gostaria de parabenizá-los pela iniciativa do site.

    Minha dúvida é a seguinte: Tenho uma uma dívida com o Banco do Brasil de 2001. Esta dívida foi protestada e o protesto já caducou, ou seja, meu nome não esta mais negativado por esta dívida. Estou quase tendo condições de negociá-a junto a empresa que o Banco designou. Minha dúvida comprei um carro financiado, o Banco poderá pedir o bloqueio judicial deste veículo?

    Fico na expectativa de um retorno dos senhores.

    Advogado de Defesa:

    Ele só pdoeria entrar com pedido de penhora de bens no prazo de 5 anos. Se não fez isso nesse período, agor não poderá mais

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2008 - 17:54
    Enviado por: Ilda

    Boa tarde,
    tenho uma divida junto ao um banco , contraida atraves de um emprestimo (proger)paguei a metede, o restante nao conseguir. pedir para negociar , que o mesmo fizesse em varias parcelas . O banco disse que parcela , só que o cauculo ficou pelo valor do emprestimo total. tenho como negociar com o proger, isso ta certo tenho alguma outra alternativa?
    aguardo resposta.
    grata,

    Advogado de Defesa:

    Você pode procurar o Procon e pedir que faça o cálculo dos juros. Isso pode ser feito pelo telefone 151

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/04/2008 - 09:57
    Enviado por: VALDIRENE

    OLA. O MEU CASO É O SEGUINTE, QUERO COMPRAR UMA CASA NA QUAL A DONA DISSE QUE SÓ PODERÁ PASSAR A TRANSFERENCIA DA CASA DAQUI A 6 ANOS. SE EU COMPRAR POSSO PERDER O BEM? O QUE FAÇO NESSE CASO? ME AJUDE POR FAVOR.

    Advogado de Defesa:

    Precisa ver por que ela não pode passar a transferência agora, qual é o impedimento. Dependendo de qual for, é melhor pensar bem

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/04/2008 - 00:00
    Enviado por: Leidiane pereira de almeida

    Bom estou com uma divida nas casas Bahia de um celular 1000 + um armario de 659,00 e uma parcela de um celular de 80,00 estiverão me liganda para o valor avista de 1200,00 porem informei que na quele momento não poderia pagar agora estou em condiçoes porem eles so querem negociar mediante a entrada e so teria para dia 05/05 mais ja quero me planeja e certo
    e estou com outra divida no bradesco porem quero negociar via telefone com fiz com o cartão de credito deles mais eles informam que somente pessoalmente moro na região sul e mnha agencia e na antartica e trabalho das 10:00 as 21:30 não tenho condisoes e eles não querem negociar somente mediante a minha apresentação na agencia como devo agir para negociação de ambos ?

    Advogado de Defesa:

    Envia as duas reclamações para a coluna Advogado de Defesa, do Jornal da Tarde, e-mail advogado.jt@grupoestado.com.br com seus dados pessoais

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/04/2008 - 20:30
    Enviado por: osmar junior

    olá, gostei muito desta blog e lendo os posts achei uma solução para tentar resolver meu problema. PARABENS PELA INICIATIVA !! E POR AJUDAR TANTAS PESSOAS

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/04/2008 - 09:21
    Enviado por: Edson

    Muito bom dia!
    A dúvida que tira minhas noites de sono é a seguinte: Uma dívida que estou tentando negociar, já foi protestada e já caducou, a institiuição poderá protestar esta dívida novamente?

    Obrigado pela atenção!

    Advogado de Defesa:

    Não. Se fizer isso, você pode entrar com processo

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/04/2008 - 11:14
    Enviado por: CELIO GOMES

    TENHO FINANCIAMENTO DE MOTO ESTOU COM DUAS ATRASADAS, QUERIA NEGOCIAAR COM BANCO FINASA MAS, ELES ALEGAM QUE NAO FAZEM ISTO ME MANDARAM PROCURAR UMA FILIAL, MAS SUJEI MEU NOME PARA PODER PAGAR A MOTO…E GOSTARIA DE DIMINUIR O VALOR DA PRESTAÇÃO E NAO PERDE O DINHEIRO QUE JA PAGUEI NA MOTO… O QUE FAÇO….

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/04/2008 - 19:32
    Enviado por: souza

    Fiz um emprestimo de 10.000 e não tenho condições de pagar,não tenho nenhum bem em meu nome para penhorar,qual atitude o Banco podera tomar contra mim?posso ser preso..

    Advogado de Defesa:

    Não será preso. Ele pode entrar com cobrança judicial e penhora de bens, mas se você não tiver nada não terão como receber. Seu nome ficará sujo por 5 anos

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/04/2008 - 00:33
    Enviado por: Emanuel Leopoldo

    Boa noite,
    Fiz um emprestimo no Bradesco a 2 anos atras de R$ 1200,00 paguei algumas prestações e depois fiquei desempregado não tive mais como pagar, hj estou sendo efetivado em uma emrpessa e preciso de uma conta pois a que eu tinha esta bloqueada, fui negociar com o banco e o mesmo me cobrou R$ 6.750,00 reais mais eu não tenho condições de pagar da forma que eles me ofereceram que seria eu dar R$ 1.900,00 de entrada e parcelar o restante em 24 vezes, falei que poderia dar R$ 300,00 de entrada e parcelar o restante em pretações de até no maximo R$ 120,00, mais eles não aceitaram e eu estou precisando negociar essa divida pra poder abrir outra conta para receber dinheiro, se caso eu não abri a conta acho que não vou ser efetivado na empresa e irei perder meu emprego…como eu devo agir nesse caso?
    OBS: levei declaração da empresa mais o banco não aceitou abrir minha conta pois eu devia o banco

    Advogado de Defesa:

    Procure o Procon e peça o cálculo dos juros. E se você perder o emprego por causa do nome sujo, pode entrar com processo contra a empresa que estava te contratando

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/04/2008 - 12:26
    Enviado por: adriane

    ganhei por meio de doação uma casa, porem ela esta em meu nome (50%) e no nomes dos meus 5 filhos (10% para cada um), inclusive dois são menores. Este é o meu unico bem, e nessa casa moramos em 5 pessoas, meu marido faleceu em junho de 2007, não deixando nenhum rendimento, sou funcionaria publica municipal, e estou em beneficio de saude desde 2007. recebi uma carta do cartorio avisando que a minha parte da casa esta prnhorada, devido a uma divida de um cheque de terceiro no qual assinei atras. possso perder a minha casa?
    estou desesperada,aguardo a resposta com urgencia.

    Advogado de Defesa:

    Você sabe para quem foi dado esse cheque? Para algumas dívidas a casa pode, sim, ser penhorada, mas tem de ser via Justiça

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/04/2008 - 23:29
    Enviado por: Monica

    meu esposo financiou um carro, e pagou 80% do seu valor, não conseguimos quitar as ultimas 5 prestações e o banco nos tomou o carro e faz uns tres anos e não sabemos o que fazer.

    Advogado de Defesa:

    Provavelmente, o carro foi leiloado. Nesse caso, vocês perderam tudo. Mas consultem a financeira e veja como está a situação do veículo

    responder este comentário denunciar abuso

    • 05/11/2011 - 19:37
      Enviado por: marli

      Nesse caso, se o financiamento foi leasing, você pode pleitear na justiça a devolução do VRG que pagou antecipadamente.
      Se for CDC, não tem direito a devolução de nenhum valor, porém em ambos os casos, caso o valor da venda do bem em leilão seja menor do que sua dívida eles ainda te cobram o saldo remanescente do contrato.
      Se o valor da venda for maior eles tem de devolver dinheiro.

      Veja com o banco.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 18/04/2008 - 13:37
    Enviado por: orlando

    passei um cheque em 2001agora em 2007 ele foi protestado gostaria de saber se depois de tanto tempo pode fazer isto? o prazo nao e de 6 meses?
    eu fui no cartorio paguei a certidao fui no credor ele nao quer negociar o cheque foi de 170 reais agora quer que eu pague 480 reais oq eu faço me de uma soluçao para esse problema pois preciso tirar meu no do serasa

    Advogado de Defesa:

    Procure o Procon e peça um cálculo da dívida para que você possa negociar com o credor

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/04/2008 - 21:00
    Enviado por: Diogo

    Fui avalista de um carro no valor de 8.000 as pretações daria um total de 13500 a pessoa que fui avalista está presa e pagou somente 4 parcelas isso já faz 4 anos.O banco colocou meu nome no serasa e nunca me ligaram para negociar a divida, agora repassaram a divida para outra empresa.Estou sabendo que vou ser demitido teria como diminuir a divida? eu vou ter que pagar os juros das parcelas?E gostaria de saber como que eu faço para seber onde foi parar o carro.Preciso de muita ajuda estou desposto a pagar gostaria de uma orientação.Obrigado.

    Advogado de Defsa:

    Você deve negociar ou com a empresa que comprou a dívida ou com a financeira. Terá, sim, de pagar os juros.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/04/2008 - 12:42
    Enviado por: rosangela

    boa tarde, eu tenho uma divida com o cartão da lojas americanas itau, fic um renegociação de divida atrasei 21 dias da segunda parcela referente ao acordo e eles colocaram meu nome no spc, mesmo pagando a 3ª parcela antecipada eles me dizeram que eu tinha quebrado o acordo, e mesmo sem minha autorização fizeram um novo acordo, e me dizem que so tiram meu nome do spc depois que eu pagar, a primeira parcela do novo acordo, eles podem fazer isto?
    porque receberam a 3ª parcela , ja que dizem que o acordo foi quebrado?
    posso entrar na justiça contra o cartão.
    com quantos dias de atraso é quebrado o acordo/
    obrigada

    Advogado de Defesa:

    A partir do momento em que você atrasou o pagamento de uma parcela, o banco considera que você quebrou o acordo. E, realmente, só vão tirar seu nome do SPC a partir do momento em que você pagar a primeira parcela. Mas é bom você verificar em que condições eles fizeram esse novo acordo e se é vantajoso para você ou não.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 23/04/2008 - 20:58
    Enviado por: Roldao Da Mota Soares

    Estou com uma divida no banco de 7.000,00 ja com juros, eu sei que se eu não negociar com o banco, em um processo judicial posso ter meus bens penhorados!A penhora de bens é casa e carro?, ou entra tambem moveis, eletro domesticos, computador e.tc.?

    Advogado de Defesa:

    Dívida com banco não entra casa, pode ser carro, eletroeletrônicos, computador, etc.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/04/2008 - 13:12
    Enviado por: Josiane

    TEMOS UM IMOVEL FINANCIADO PELA CEF, POREM A CAIXA NOS TOMOU POR FALTA DE PAGAMENTO E JA COLOCOU PARA LEILÃO. POREM A CEF FALHOU MUITO NO QUE SE TRATA A RESPEITO DE COTRATO E TBEM NÃO RECEBEMOS NENHUMA NOTIFICAÇÃO QUE ELES TINHA RECOLHIDO O ISTBI E COLOCADO NOSSA CASA PARA O LEILÃO, PERGUNTO: COMO POSSO REVERTER ESSA SITUAÇÃO??, QUEREMOS PAGAR OS ATRASADOS E VOLTAR O IMOVEL PARA NOSSO NOME

    ATT

    Advogado de Defesa:

    Vocês devem conversar com a CEf e se for o caso, até contratar um advogado

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/04/2008 - 11:41
    Enviado por: jessica

    Olha quem está com problemas é minha avó….
    Ela esta devendo muito a cartões, bancos e amigos chega a uma divida de mais de 10 mil…. como ela pode negociar o pagamento dos emprestimos pedidos e de seus amigos…???

    Se o senhor ajudar estarei muito agradecida….
    Ass: Jéssica Cristina

    Advogado de Defesa:

    Ela deve fazer uma proposta a cada credor, estipulando valores e quantidade de meses que pretende quitar essas dívidas. O credor pode aceitar ou não e pode também fazer uma contraproposta, que ela pode estudar. Não há mais nada a ser feito

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/04/2008 - 23:36
    Enviado por: Renan Elias

    Possuo dívidas no Itau que já totalizam R$ 30.000,00 não possuo nada em meu nome e depois de 5 anos meu nome deve sair do serasa. Sei que o que caduca é o cadastro e não a dívida. Gostaria de saber caso apos a exclusão do meu nome no Serasa e eu finaciar um imóvel posso ter o risco de perde-lo?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/04/2008 - 02:30
    Enviado por: Fabricio Gomes

    Tenho uma dívida no banco Itau, na central de renegociação, me informaram que o valor está em 13.800 reais, a divida era de 5700,00 a 1 ano, a 5 meses atrás, me fizeram uma proposta, para pagar o valor de 5700,00 em 3x sem juros de 1.900,00 porém, na época, eu nao poderia assumir essa parcela alta, e fiquei de ver com a responsável quando eu pudesse…
    Hoje, poderia honrar com esse valor que o banco me forneceu em 5 meses atrás, o valor de 5.700,00 parcelado em 3x, mas, o banco só me diz, que o valor que eles tem é de 13.800 reais, e me mandaram falar com o Gerente, pois só o gerente pode me dar desconto para pagamentos a vista, quando liguei para o gerente, o mesmo me informou, que, para pagar a divida, preciso entrar em contato com o setor de renegociação. Faz 2 meses já, que tento acertar a divida, precisei abrir empresa em meu nome agora, e acho que Procon nao me ajudará mais por esse motivo, preciso limpar o nome, o que faço ? procuro advogado pra me ajudar ???

    Desde já agradeço pela atenção!

    Advogado de Defesa:

    Envie uma carta para a coluna Advogado de Defesa, do Jornal da Tarde, e-mail advogado.jt@grupoestado.com.br com seus dados pessoais

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/04/2008 - 14:23
    Enviado por: celio

    tenho um financiamento pelo itau em 36 parcelas já paguei 25 o que totaliza o o valor principal do emprestimo as 11 parcelas que faltam são praticamente só de juros. Minha esposa ficou desempregada e grávida e meu sálario será insuficiente, procurei o banco para refinanciar o saldo em mais parcelas e diminuir o valor da parcela para que eu não fique inadimplente e o banco não quis negociar diz que não faz refinanciamento o que posso fazer.
    me ajudem preciso de orientação.
    obrigado

    Advogado de Defesa:

    Envie uma carta para a coluna Advogado de Defesa, do Jornal da Tarde, e-mail advogado.jt@grupoestado.com.br com seus dados pessoais

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/05/2008 - 18:27
    Enviado por: Isabel

    Boa tarde, tenho uma divida com o bradesco de 2.250,00 que já foi renegociada no inicio do ano passado, mas nãoconsegui cumprir o acordo, hoje ela está em 5.000,00. Agora estou em condições de pagar, mas acho que esse valor é abusivo, como posso calcular o valor correto para poder fazer uma proposta de pagamento a vista. Obrigado

    Advogado de Defesa:

    Procure o Procon que seus técnicos fazem os cálculos

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/05/2008 - 21:42
    Enviado por: Sandra Maria dos Santos

    Boa noite, estou passando p/ um situação parecida c/ os colegas q deixaram os comentários. Eu quero pedir uma opinião. Vc acha q eu devo pedir um empréstimo de dez mil p/ quitar os meus débitos que são vários e o total é inferior aos dez mil. Assim eu ficaria devendo a um lugar apenas e dessa forma eu poderia me organizar?

    Advogado de Defesa:

    Essa é uma solução,a té recomendada por especialistas. Mas você precisa ver se seu nome não está negativado. Se sim, dificilmente algum banco irá te conceder o empréstimo. Mas você pode negociar separadamente com cada credor. A partir do momento em que a dívida for renegociada, o nome deve sair dos cadastros de inadimplentes

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/05/2008 - 21:50
    Enviado por: Leurimar Monte

    Uma pessoa possuia junto ao banco uma divida de R$ 90.000,00 e faleceu deixando a divida em aberto.
    Gostaria de saber se o banco pode tomar um imovel desta pessoa e se os herdeiros ficam responsaveis pela quitação da divida.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/05/2008 - 09:52
    Enviado por: renata gomes

    Tenho uma divída no banco Itau desde 2006 eles dizem que o valor na época era de 5000,00 na epoca fiz um acordo de 24×412,00 mas não consegui cumprir , qdo ligo na central de atendimento eles dizem que esta divida é de 33000,00 , ja tentei negociar pela ouvidoria pelos gerentes enfim mas eles não fazem acordos de forma alguma , meu nome está no serasa, e hoje tenho condições de pagar a mesma condição oferecida naquela época mas a Instituição não aceita, como vou poder pagar estes 33mil que estão me cobrando, por favor me ajudem

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/05/2008 - 20:04
    Enviado por: Brito

    Tenho uma divida com o Banco do Brasil que faz aproximadamente 4 -ou 5 anos porén estou no exterior e já gastei muito com telefonemas tanto para agencia onde tive a conta como para o BB responde 40040001 regiaoes metroplitanas.. Na agencia eles dizem que passou a dividas para uma outra empresa cobrar-me. No BB responde eles dizem que não constam debitos em meu CPF poren meu nome continua no CPF e serasa… Alguem tem conlhecimento de alguma empresa que trabalhe como cobradora pelo banco do brasil, algum numero de contacto que alguem saiba e possa informar-me?
    Em minha situacão que medida eu teria que estar tomando para reguarizar minha situacão.. Agradeco a resposta!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/05/2008 - 20:04
    Enviado por: Roberta

    Olá, tenho uma Empresa e possuo uma dívida de 100.000,00 no banco. São R$ 35.000,00 no meu nome de pessoa física e R$ 65.000,00 no de Pessoa Jurídica. Não tenho como pagar, mais quero fazer isso…..acontece que somando tudo da +/- 10.000,00 de prestação e eu não tenho…como faço para quitar essa dívida? Isso caduca daqui 5 anos?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/05/2008 - 09:55
    Enviado por: Adriana

    Preciso de ajuda!!!! estou com algumas parcelas em atraso do meu terreno, porém a imobiliária não quer negociar, esteve aqui em casa hj querendo q eu pagasse todo o valor em atraso, como não disponibilizo do valor eles informaram que vão mandar para o jurídico para conseguir a desocupação do imóvel, o problema é q já construi uma casa e não quero perdê-la. Tenho intenção de continuar pagando. O que eu faço?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/05/2008 - 14:27
    Enviado por: Alessandro Amorim Oliveira

    Tenho uma dívida no Banco Itaú que está em torno de quase 6.000,00 porém já paguei deste valor tudo e mais ou menos uns 2.500,00 sendo que com uns dias de atraso mais a dívida é paga todo mês sem falta , pois o meu pagamento é pela conta que tenho está dívida , só que o banco informa que eu renegociei a dívida no caixa eletrônico e das parcelas que eu paguei foi 16parcelas no valor de R$ 360,90 por mês e ainda faltam 29 do mesmo valor , está dívida tem sido paga desde Março de 2006. Fiz o cálculo com minha esposa e o valor que tenho que pagar é de quase 18.000,00 por uma dívida de 6.000,00 o que fazer neste caso , pois o banco disse que não pode fazer nada.
    Obrigado aguardo uma resposta.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/05/2008 - 12:58
    Enviado por: Manoel J.

    Fiz um financiamento a um ano atras na Cef com prestações de acordo com 30% de minha renda familiar comprovando também uma renda complementar através do documento contábil aceito pela Cef , atualmente não tenho mais esta renda extra, minha renda bruta familiar hoje é de R$ 1900,00 e a prestação da Cef R$ 1140,00 ou seja 60% de minha renda bruta familiar o que eu faço neste caso?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/05/2008 - 13:14
    Enviado por: renata gomes

    Tenho uma divída no banco Itau desde 2006 eles dizem que o valor na época era de 5000,00 na epoca fiz um acordo de 24×412,00 mas não consegui cumprir , qdo ligo na central de atendimento eles dizem que esta divida é de 33000,00 , ja tentei negociar pela ouvidoria pelos gerentes enfim mas eles não fazem acordos de forma alguma , meu nome está no serasa, e hoje tenho condições de pagar a mesma condição oferecida naquela época mas a Instituição não aceita, como vou poder pagar estes 33mil que estão me cobrando, por favor me ajudem
    Ontem entrei em contato novamente e eles me ofereceram pagar 36×2297,00 se pagar até a data 47% que saí o mesmo valor ,por favor peço a ajuda de vocês para orientarem . Grata Eles dizem que o juros cobrados é de 5,92%

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/05/2008 - 15:58
    Enviado por: Renan Elias

    Possuo o nome no Serasa. Caso queira comprar um imovel a vista posso usar o fgts para completar o valor?
    Grato,
    Renan Elias

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/05/2008 - 11:45
    Enviado por: Angela

    Olá. Tenho uma dívida no banco Real de cartão de crédito e um emprétimo. Tudo soma uns R$ 5.000,00. Estou desempregada e sem condicoes no momento de renegociar. Tenho um carro já quitado em meu nome. Gostaria de saber em quanto tempo o banco poderá penhorar meu carro, ou seja, quanto tempo ainda tenho até que penhorem meu carro (único bem em meu nome). Já recebi aviso de que meu nome está no Serasa. A dívida está com 6 meses em atraso. Obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/05/2008 - 16:20
    Enviado por: Renan Elias

    Prezados,
    Outra duvida… possuo um financiamento que não honrei, mas percebo que quando entro no site do serasa lá consta a 1ª parcela apenas. Pode acontecer de antes de a divida caducar eles colocarem as outras parcelas?
    Sds,
    Renan Elias

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/05/2008 - 20:08
    Enviado por: lucy mary

    Olá!
    Estou com um problema que não sei como resolver.
    Meus sogros devem o IPTU de uma casa há 10 anos.
    As dos anos de 1998 a 2004, tem juros muito alto, as demais , até 2008, estão com menos juros.
    Meus sogros já são idosos e querem vender o imóvel para ficarem mais próximo do filho, por motivo de doença.
    Somando esses 10 anos fica hoje +ou- R$ 39.000,00.
    Esse imóvel esta avaliado em R$ 100.000,00, o que tornaria dificil eles se estabelizarem por que nem um dos dois tem renda (nao são aposentados), teriam que comprar outro imóvel e tentar viver.
    Levando em consideração esses problemas, eles são obrigados a pagarem esse valor tão alto do IPTU? Tem alguma lei que os amparem, por serem idosos? Com a venda da casa, pagando a vista, teria algum desconto esse IPTU? Esse imóvel é localizado na cidade RJ, Encantado. Por favor me ajudem!!! Não sei o que fazer, pois minha situação financeira só da pra manter minha família!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/05/2008 - 08:53
    Enviado por: Tatiana Amorim

    Tenho 3 protestos em cartorio ha uns cinco anos. Gostaria de saber como procedo. Só sei os endereços dos cartorios. Terá juros? Posso parcelar a divida? Como faço? Obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/05/2008 - 14:22
    Enviado por: Edson

    Minha empresa está com divida junto ao HSBC, estou sem pagar a renegociação faz 4 meses, estão ameaçando pedir a falencia de minha empresa, este fato pode ocorrer? Posso renegociar a minha dívida novamente em condições que posso pagar? Obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/05/2008 - 16:01
    Enviado por: Adriano

    minha esposa abriu uma conta corrente com limite de R$ 100, sem eu saber, sem ter comprovante renda , sem usar meus documentos e sem fiador nenhum apenas assinou uma declaracao que trabalhava como faxineira fez um emprestimo de 350 e nao conseguiu pagar e nao me avisou o banco foi aumentando o limite da conta e debitando as parcelas, só fiquei sabendo quando prescisei do cpf e esta no serasa fui no Banco eles só querem cortar a conta quando pagar, o emprestimo esta no valor de R$750 mas os juros da conta esta em R$2.000, o nome dela esta no serasa, eu como marido sou obrigado a pagar pois foi sem meu consentimento que ela fez isso !!!!!! agora eu nao posso pagar nada pois tenho os meus compromissos, como tenho que agir ? como marido dela o banco nao teria que pedir meus documetos para abrir esta conta?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/05/2008 - 16:02
    Enviado por: Adriano

    minha esposa abriu uma conta corrente com limite de R$ 100, sem eu saber, sem ter comprovante renda , sem usar meus documentos e sem fiador nenhum apenas assinou uma declaracao que trabalhava como faxineira fez um emprestimo de 350 e nao conseguiu pagar e nao me avisou o banco foi aumentando o limite da conta e debitando as parcelas, só fiquei sabendo quando prescisei do cpf e esta no serasa fui no Banco eles só querem cortar a conta quando pagar, o emprestimo esta no valor de R$750 mas os juros da conta esta em R$2.000, o nome dela esta no serasa, eu como marido sou obrigado a pagar pois foi sem meu consentimento que ela fez isso !!!!!! agora eu nao posso pagar nada pois tenho os meus compromissos, como tenho que agir ? como marido dela o banco nao teria que pedir meus documetos para abrir esta conta?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/05/2008 - 21:45
    Enviado por: Arnaldo Xavier Junior

    Fiz um emprestimo no ano de 2002, referente a um capital de giro para uma emprsa que tive, comecei a pagar as parcelas normalmente ate a oitava prestaçao, nao tendo condiçoes de pagar as prestaçoes restantes abandonei tal situçao, so que meus fiadores receberam uma carta do Bando do Brasil e estao sendo
    ameaçandos a bloquear suas contas correntes.
    ja entrei em contato com o banco e mesmo me passou um numero 0800 no qual nao consigo falar
    porque segundo informaçao do proprio banco so quando for registrado junto a esta empresa que comprou a divida que se chama Ativo, estou quero negociar com o banco e nao consigo o que faço. Esta tentativa de contato com o Ativo ja vai para um mes, estou muito preocudo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/05/2008 - 08:44
    Enviado por: José Augusto Venturino

    Tenho uma casa financiada pela CEF, em nome do outra pessoa, o primeiro dono
    Comprei desta pessoa e para concretizar o negócio foi feito um contrato de gaveta passando dele para mim.
    Acontece que a caixa não libera a tranferencia do imóvel pq o primeiro dono tem algumas dividas e tb agora to preocupado com algum credor dele querer a casa para pagamento das dividas
    Já estou na casa a quase 5 anos sem nenhum atrazo nas prestações.

    O que faço.

    Desde já agradeço

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/05/2008 - 09:32
    Enviado por: Regina Lucia da Silva Brandão Cardoso

    Tenho uma divida junto ao Banco do Brasil (proger),já fui ao banco varias vezes pedir a renegociação da divida ou o seu parcelamento, e o mesmo me informa que não pode ser feito nada, como posso agir, pois quero pagar a divida,
    desde já grata ,Regina

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/05/2008 - 08:51
    Enviado por: Leandro Silva

    Estava devendo o Banco do Brasil so que o prazo no serasa ja expirou so ficou um das diversas que eu tinha. Gostaria de saber eu posso pagar somente esta para poder limpar meu nome.

    Grato,

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/06/2008 - 14:31
    Enviado por: Juliana Parizotto

    Me separei e herdei dívidas. São 2 empréstimos e limites de cheque especial, cerca de 30.000, tenho em mãos 25.000,00 então p/ pagar :
    Conversando com pessoas fui até os credores e fiz exposição de meu drama em uma planilha. Apesar de não estar atrasada informei-os que fui renegociar propus pagar valores inferiores, porém a vista, já que não os pagaria a partir de junho, enfim estou aguardando posição.
    A pergunta é: É mais positivo procurá-los p/ renegociar antes do atraso, como eu fiz? Quais as minhas chances de eles aceitarem receber menos?E quais as chances de nem sequer observarem?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/06/2008 - 18:01
    Enviado por: Marcelo

    Estou tentando negociar as dividas da minha filha de 19 anos que acabou se endividando com o banco Itau, pelo que pude levantar tudo começou com o cheque especial, tem varios emprestimos pré aprovado em caixa eletronico, cheques devolvidos.Ela fez três refinaciamentos com contratos de 36 meses, não entendi porque dos 3 refinaciamentos, totalizando uma divida de 9.000,00, fui até a agência para saber se teria algum desconto para quitação a vista da divida e fui informado que não, isto é correto tem algo que eu possa fazer ?

    Atenciosamente

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/06/2008 - 01:44
    Enviado por: Rosilene Souza da Silva

    Eu fiz um empréstimo consignado com pela empresa que trabalhava no Banco Real e não sabia que mesmo descontando 30% em minha recisão do valor do empréstimo, eu teria que pagar o restante das parcelas.
    Isso está certo?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2008 - 19:22
    Enviado por: Felipe Schmidt

    Eu assinei um contrato de agendamento de parcelas atrasadas de meu financiamento da minha casa com o Banco Itau em São paulo. O parcelamento vai até novembro de 2008.
    Hoje, ao tentar pagar a prestação de junho, o caixa do Itau não recebeu porque o sistema acusa prestações em aberto.
    Isto está correto ? Assim nunca ficarei em dia porque o Itau não deixa que eu pague as prestaçãoes atuais. Devo contratar um Advogado ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/06/2008 - 20:19
    Enviado por: Roberto Barroso

    Boa noite, estou desempregado e tenho uma prestação de 550,00 da caixa economica gostaira de diminuir esta prestação pelo menos por 6 meses ou 1 ano, até que eu consiga me recolocar.

    Grato pela orientação

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/06/2008 - 20:20
    Enviado por: Roberto Barroso

    Boa noite, estou desempregado e tenho uma prestação de 550,00 da caixa economica gostaira de diminuir esta prestação pelo menos por 6 meses ou 1 ano, até que eu consiga me recolocar.

    Grato pela orientação

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/06/2008 - 14:19
    Enviado por: Leandro Tunussi

    Tenho uma dívida com mais de 5 anos com Nossa Caixa, está ajuizada, o título tem o aval de meu pai, um imóvel dele vai para leilão dentro de algumas semanas. Existe alguma possibilidade de negociação da dívida sem ser pelas vias normais do processo, isto é, procurar diretamente a área de recuperação de crédito do Banco ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/06/2008 - 00:23
    Enviado por: daniel

    Tenho uma dívida que ja completou 5 anos. Mas segundo o SPC, ela tem 4 anos! Isto é correto?
    Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/06/2008 - 22:22
    Enviado por: alex alves alvarenga

    olá , tenho um financiamento de veiculo pelo hsbc e estava com 11 parcelas em atraso , negociei com o banco e dei uma entrada de 1500 e parcelei em mais duas parcelas , uma de 2400 e a outra de 2700 , acontece que já paguei 3900 e faltava a última parcela de 2700 mas não consigo pagar pois o valor é muito alto , e está complicando a minha vida pois tenho outras dividas no qual estou quitando tb, o banco está querendo levar o meu carro o que eu posso fazer , pois quero pagar em parcelar de menor valor mas eles naum querem

    responder este comentário denunciar abuso

  • 23/06/2008 - 21:48
    Enviado por: luiz

    0lá, fiz uma negociação de um empréstimo no banco Citybank e divida de cheque especial ainda não paguei mas gostaria de saber se o desconto é valido só para o empréstimo ou é possivel obter descontos no limite do cheque é possével negociar esse saldo devedor??

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/06/2008 - 06:04
    Enviado por: elenilde

    comprei um computador e estou com 4 prestaçôes
    atrasada.O gerente da loja chegou em mnha casa
    e cobrou a dívida,nâo aceitou acordo.Ou pago todas as prestaçôes atrasadas ou ele tomar o computador.preciso de uma orientação.Aloja pode tomar o objeto e quais os meus direitos?
    obrigada e bom dia.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/06/2008 - 10:43
    Enviado por: SMONI

    Tenho um imóvel que foi locado através de contrato particular. Acontece que o inquilino parou de pagar o aluguél tem 1 mes. Posso cobrar essa dívida na justiça especial de pequenas causas, a qual dispensa advogado, ou tenho que contratar advogado e mover ação de cobrança na justiça comum?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/06/2008 - 16:20
    Enviado por: Sandra

    Meu pai faleceu e deixou um carro financiado pelo bco onde ele era correntista, este carro entrou no inventário, só que completou 1 ano e o juiz ainda não liberou bem nenhum para venda ou negociação. Estou querendo refinanciar esta dívida do carro, quero saber se eu como única herdeira posso fazer isto antes que o juiz libere?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/07/2008 - 18:17
    Enviado por: Bernadete Macedo

    Gostaria de saber a opinião do Sr. Dr: . Assinei um contrato de aluguel de uma loja onde instalei um salão de beleza, paguei dois aluguéis, mas a minha situação ficou muito difícil e não estou conseguindo arcar com este mês. Já estou treze dias atrasado. Entretando, paguei um mês adiantado antes de o salão funcionar. Tenho direito de ficar um mês sem pagar ou isto é legal? Paguei porque foi uma exigência do proprietário que exigiu um aluguel adiantado, sob pena de eu desistir de uma hora para a outra. Isto é legal? Por favor estou muito preocupada. Ajude-me. Obrigada e que Deus lhe pague.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/07/2008 - 13:28
    Enviado por: Adilson

    Tenho dividas no banco nossa caixa, cartão de credito, cheque especial e um emprestimo.
    tempo da divida em atrazo 690 dias.total inicial da divida 4.183.00 total atual cobrado 14.114,89
    proposta para que eu pague á vista 8.641,00
    nossa caixa não negocia. somente pela empresa de cobrança. tenho em mãos boletos de uma campanha feita por eles em março com data fnal para pagamento 28 de junho no valor de 3.906.34
    So consegui o dinheiro agora 36 dias depois da data final da campanha. Agora eles querem 8.641,00 se podiam dar um desconto melhor a 36 dias atras porque não o fazem mais. tenho algum direito sobre este boleto ainda. desde já agradecido.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/03/2010 - 22:19
    Enviado por: Valdemir

    bom estou em uma situacao complicada mas quero sanar, tenho uma micro empresa que nao deu certo porem tive de fazer financiamentos bancarios para pagar o pessoal, agora fiquei com as dividas de R$ 20.000,00 (Banco do Brasil) e R$ 10.000,00 (Bradesco) na conta da empresa fora os juros o que acontece e que a empresa nao esta com atividades no momento e nao estou conseguindo quitar as dividas da empresa, estou fazendo um trabalho para pagar as contas de casa e as despesas, minha intensao e quitar futuramente mas as mesmas ja encontram-se vencidas o que devo fazer esperar melhorar as coisas e negociar depois, minha preocupacao e que nao sei como e processo para devedor PJ.
    desde ja agradeço

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/03/2010 - 22:49
    Enviado por: vanusa

    comprei uma tv na loja colombo mas dias depois meu marido foi dispensado do emprego que trabalhava a 20 anos e nao pagaram nada para ele agiram de ma fe hj isso ta na mao de advogados e a loja mandou um oficial de justiça para me procurar e nao fez acordo comigo e o gerente esta falando sobre minha divida em alguns lugares da cidade que moro e me cobra em horarios fora de horario comercial e nao sei o que posso fazer

    responder este comentário denunciar abuso

    • 01/03/2010 - 23:39
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Faça uma reclamação no Procon e processe o cidadão por danos morais, mas você precisará de advogado para isso.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 02/03/2010 - 00:11
    Enviado por: Angela

    Olá, fiz um leasing de um veiculo com o Itau em Abril de 2009, cujo valor era de 29.900,00 (FIPE) e me foi elaborado um contrato de 35.536,00. Paquei 3 parcelas, perdi meus rendimentos, pois eu tinha uma empresa e esta fechou. Estava com 3 parcelas atrasadas quando em Outubro de 2009, o veiculo foi furtado. O Itau me chamou apenas para quitar a divida num valor inferior ao de tabela, mas ainda não havia condições de saudar.
    Ha 5 meses, e por puro desespero abri mão de diversos beneficios e entrei no mercado informal de trabalho como entrevistadora de pesquisa de mercado.
    Semana passada, a policia da cidade de Estreito no MA, me avisou que encontraram meu carro.
    Hoje liguei no banco, para comunicar que o veiculo foi encontrado, e a atendente me disse que devolver o veiculo amigavelmente me deixaria pior, pois seria cobrada a divida por valor remanescente caso o veiculo ja não valha mais os valores inteiros em razão de danos causados no furto. Eu preciso que seja feita uma revisão de valores de acordo com o veiculo q hoje existe, com redistribuição do valor restante em parcelas que estejam dentro do meu orçamento atual.
    O banco não só me negou esse acordo como ofereceu que eu renegociasse o valor que a divida está, com novo contrato, onde me será cobrado juros sobre juros ja cobrados nesse atraso todo, ou nunca regularizar sua situação.
    Fiz um calculo dos juros que me cobram para o financiamento, que é de 0,89% ao mes.
    Se o leasing é um tipo de financiamento com aspecto de locação, agora que o bem “alugado/financiado” esta depreciado, posso renegociar a divida de acordo com o valor atual do veículo, (todo danificado)? Legalmente falando, eu posso exigir que eles reenquadrem a parcela para que eu possa pagar?

    Grata,

    Angela

    responder este comentário denunciar abuso

    • 02/03/2010 - 00:26
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Infelizmente não. O que sugerimos é que volte a negociar com a ajuda de um advogado e, se for preciso, questione a cobrança na Justiça, mas aparentemente o procedimento do banco não tem nenhuma ilegalidade.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 02/03/2010 - 13:15
    Enviado por: Priscila

    Boa tarde,
    Tenho uma dívida de cheque especial no nome da minha empresa desde 2004. Ano passado procurei o banco para tentar fazer uma negociação mas ainda era muito alto pra mim. A gerente me indicou fazer uma negociação mesmo que não fosse pagar só para estancar os juros e eu (burra) aceitei. Agora uma empresa de cobrança me mandou uma carta informando que vão penhorar meus bens. Dívidas de pessoa jurídica podem penhorar bens pessoais? A dívida multiplicou muito neste período (de R$2000 que era a dívida, agora está em R$14). Como devo proceder? Obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 02/03/2010 - 20:08
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Você precisa de um advogado para questionar a penhora de bens na JUstiça, que pode ocorrer a qualquer momento.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 02/03/2010 - 20:19
    Enviado por: G.F.Nunes

    meu marido tem 03 empresitmos juntos no valor de R$56.791,22, feitos na empresa dele,no momento quer quitá-los oferecendo 60% do valor total acima citado, o banco pode fazer essa operação? Faço essa propopsta diretamente ao gerente ou procuro outros caminhos, por favor me indique quais e o que devo fazer.
    Precisamos dessa informação com urgência.
    Agradecemos.
    GUI

    responder este comentário denunciar abuso

    • 02/03/2010 - 20:23
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Fale com o gerente diretamente, apesar de essa proposta ser indecente do ponto de vista do banco. Não há nada que impeça o banco de aceitá-la, embora duvidemos que o faça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 03/03/2010 - 16:42
    Enviado por: gabi

    estou com quatro prestações do meu terreno em atraso tentei negociar para não ir para o juridico mas a unica forma que eles me passaram era o pagamento a vista em 72 horas caso o contrario o oficial de justiça vinha a minha porta o que posso fazer não estou me negando a pagar mas quer parcela para consiguir pagar e não perde o bem

    responder este comentário denunciar abuso

    • 03/03/2010 - 22:50
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há o que fazer. O devedor tem de se adequar às exigências do credor. Se eles quiserem o pagamento à vista, terá de ser à vista. Tente negociar ou questionar isso na Justiça por meio de advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 03/03/2010 - 18:19
    Enviado por: Maryanne

    Gostaria muiiiiiiiiito de saber se em caso de apreençao de automovel pelo motivo de Busca e Apreensão (na Alienação Fiduciária) !
    Meus objetos pessoais que estiver dentro do automovel podem ser levado no momento da apreenção!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/03/2010 - 08:20
    Enviado por: Edvanilson

    Olá, tenho um tio que está em uma situação complicada, ele deve ao banco + ou – R$140.000,00, ele tem uma micro empresa de prestação de serviços, e não esta conseguindo trabalho e nesse meio tempo tem pagar funcionarios, etc… ele tem 3 carros e 3 imóveis, mas os carros estão financiados e as casas não estão com a documentação ok. Ele corre o risco de perder a casa onde mora. Teria como ele transferir esses imóveis para alguem da familia e abrir falencia da empresa para não ter que pagar essa divida no momento?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 04/03/2010 - 23:31
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Em nosso entendimento não, mas essa não é a nossa especialidade. Procure um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 25/10/2010 - 18:56
      Enviado por: Só Empresas Assessoria Contábil e Consultoria Jurídica S C

      Da forma como colocou, caracterizaria “fraude à execução”, crime previsto no artigo 179 do CP com punição de até 2 anos de reclusão, aconselho a recorrer ao auxilio de profissionais especializados no direito falimentar, sendo que, desde já, nos colocamos à disposição de vossos interesses e necessidades.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 04/03/2010 - 10:37
    Enviado por: RITA

    Bom dia, gostaria de uma orientação, estou desesperada e com medo de perder minhas coisas de casa, tenho um emprestimo no Banco regional de Brasilia, uma divida de 6000,oo hj encontrasse em 12.0000, (emprestimo) mas não consegui pagar o restante, tentei fazer um acordo com o banco, em umas das propostas o valor da divida dobra indo pra quase 27 mil, e fiz minha proposta dizendo que podia pagar uma mensalidade de 350 reais por mes, mas eles so aceitam a negociação se eu tiver um avalista, mas não tenho ninguem que possa fazer isso, pensei em ir na justiça em pequenas causas e despositar esses 350 que posso dispor em juizo. to desesperada, me ajude

    responder este comentário denunciar abuso

    • 04/03/2010 - 23:26
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Você até pode tentar algo na Justiça, com poucas chances de sucesso. O devedor é que deve se adequar às condições do credor, que não tem obrigação nenhuma de negociar. Contrate um advogado para ajudar a negociar uma solução ou para ir à Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 04/03/2010 - 19:44
    Enviado por: eliane

    devo e quero pagar mas ninguem quer negociar comigo pelo valor que posso pagar, todos dizem so posso te fazer com uma enorme entrada e ate 4 ou 6 vezes não sei mais o que faço pra limpar meu nome e sem dizer que so tiram o meu nome do spc/serasa se pagar todas as parcelas. aqui em nova mutum/mt não tem procon então o que q eu faço.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 04/03/2010 - 23:05
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Contrate um advogado, é a única coisa a fazer, lembrando que nenhum credor é obrigado a aceitar as condições de pagamentos reivindicadas pelo devedoor – é justamente o contrário, o devedor é que tem de aceitar as condições impostas pelo credor.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/03/2010 - 19:34
    Enviado por: Thalles da Silva Ribeiro Dalmiglio

    Aconteceu comigo os seguinte usei meu cartão de credito da Nossa caixa no valor de R$900,00 , ai não estava aguentando pagar o mínimo que estava muito alto! Então liguei e parcelei minha divida em 12 meses e estava pagando numa boa certinho sem deixar atrasar um dia mas chegou no 7 mês não veio mas nem uma fatura então liguei e peguntei porque não estava vindo mais minhas faturas e a atendente me informou que eu não estava pagando o mínimo do cartão ai eu disse ” mas como se eu parcelei a divida” ela me disse ” você teria que ter pago a parcela mais o mínimo do cartão ” ai eu disse pra ela ” moça você acha que e faria uma burrada dessa, se eu não estava aguentando pagar o mínimo, foi por isso que eu parcelei a divida ” ela falou pra mim que eu teria ouvido as informações erradas que eu estava errado que agora eu teria que pagar R$900,00 de novo se não meu nome iria para o SPC ai pedi que ela me mandasse a gravação do dia que eu fiz o parcelamento ela falou que iria mandar por EMAIL mais ate hoje não recebi!

    por favor me de uma Luz , o que eu faço ?
    obrigado !

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/03/2010 - 06:23
    Enviado por: Fabio

    Olá, após a morte de meu pai, há seis anos, recebi, recentemente, uma “herança”: uma dívida que ele tinha no cheque especial. Gostaria de saber se sou obrigado a quitar.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/03/2010 - 11:16
    Enviado por: Emilene

    Olá.
    Estou com o meu nome no serasa, por que a 1 ano atrás emprestei o meu cheque para uma pessoa que tinha um comercio, na qual trocava no banco para obter dinheiro, mas esta pessoa acabou dando um golpe e sumindo, mas antes que ela sumisse, me pediu que eu sustasse os cheques alegando que tinha negociado com o bco, eu leiga no assunto acabei acatando a ordem.
    Mas hoje estou aflita, pois gostaria muto de poder financiar a minha casa propria e não consigo por conta destes protesto.
    Quando descobri que ela havia sumido, entrei em contato com o advogado, que abriu um processo contra o bco e a pessoa, mas até agora não obtive resultado.
    Será que poço fazer um acordo com banco para eu pague esta divida o mais depressa em parcelas pequenas?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/03/2010 - 22:03
    Enviado por: Ronaldo bo

    olá.
    estou com um problema tão grande que tenho até medo da resposta mas tenho que tentar o que aconteceu foi o seguinte a uns três anos atrás me empolguei fazendo muitos negocios muito mal feitos e minha vida se tranformou numa bola de neve sempre fazendo um negócio para cobrir outro e perdendo dinheiro quando dei por min não tinha mais como pagar minha dívida são em muitos lugares e não faço idéia de como pagar devo um total de 70.000,00 setanta mil e ganho menos de mil reais por mes hoje tenho dois filhos o jeito que encontrei foi deixar prescrever algumas e negociar o que for possível. quero saber como não tenho nada meu salario pode ser penhorado preso todo para o pagamento destas dívidas. agradeço pela resposta

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/03/2010 - 18:56
    Enviado por: Eva Rezende

    renegociei minha divida no cartao de credito e estou querendo quitar o total ,tenho direito a desconto uma vez que irei pagar a vista.Uma vez que a financeira diz se eu fiz acordo não tenho mais desconto.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/03/2010 - 17:12
    Enviado por: JAMESSON PEREIRA AIRES

    Parcelei meu cartão de crédito VISA BRADESCO em 6 vezes, só que paguei a primeira e não quitei as outras. Quero uma LUZ sobre o que tenho que fazer pois não tenho condições de paga-las ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/03/2010 - 17:42
    Enviado por: Maria José de Moraes

    Fiz umas compras para revenda e passei três cheques os quais voltaram por falta de fundo, mas que foram pagos posteriormente; nesse meio tempo, fiz outras contas sem passar cheques para continuar vendendo, mas não fui muito feliz e não consegui receber tudo. As dívidas são com a mesma pessoa, daí ela não quer me devolver os cheques (mesmo quitados) pq ainda estou devendo a conta “atual”. Resultado: com o meu trabalho eu deposito quase todos os meses uma certa quantia e a dívida está em R$ 1.540,00, fora os juros que ela quer me cobrar (mais de 1.500,00). Meu nome está no spc por causa dos cheques e me acho injustiçada pq a pessoa não quer devolvê-los. O pior é que estou desempregada e não consigo pagar nenhum centavo.
    A outra dúvida é: como solicitar o cancelamento das taxas bancárias, já que só uso a conta para depósito, saque e extrato(1 por mês) e não tenho renda no momento para cobrir os valores cobrados pelo banco?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 10/03/2010 - 23:52
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Nâo há ilegalidade nenhuma no procedimento do credopr. Se ainda persistir a dúvida, questione o credor na Justiça por meio de advogado. Em relação ao banco, não há o que fazer, o banco está correto.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/03/2010 - 10:18
    Enviado por: Maria

    Bom dia!

    Estou com saldo negativo no banco no valor de R$2.000,00. Já tenho uma dívida renegociada de um contrato com o mesmo banco e suspendi meu cheque especial há 01 ano. É possível que o banco renegocie também este saldo devedor da conta corrente?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/03/2010 - 14:38
    Enviado por: Rafael Nascimento

    Olá estou com sério problemas estou desempregado e minha mulher tem uma renda de salario minimo,em fim cheio de contas,pois antes de estar desempregado eu tinha uma renda ótima mais agora sem renda nao consigo nem paga o aluguel que esta com ordem de despejo inclusive,mais o pior é que agora estamos sendo intimados a coomparece em audiencias,estas dividas citadas anteriormente são todas de lojas e nenhuma nós consseguimos negociar pois todas estão pedindo o pagamento das parcelas em atrazo para ser renegociada,o que devemos fazer?aqui não existe o POCON,nestas audiencias devemos ir com um advogado?A promotoria publica poderá ser util? Muito Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/03/2010 - 14:46
    Enviado por: Marluce Paiva

    Meu pai é funcionário público, tem 75 anos, é teimoso, nunca soube lidar com dinheiro e está totalmente endividado. Já renegociou várias dívidas em uma só mas aumentou em 5 anos para pagar. Acumulou mais dívida e agora não tem mais nem quem empreste e quase tudo foi consignado á conta-salário. O banco pode reter todo o saldo e ele ficar sem nada?
    Eu posso interditá-lo, mesmo ele sendo lúcido?
    Pode ser decretada falência pessoal? Socorroooooooooo!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/03/2010 - 20:55
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Muitos problemas com quase nenhuma opção de solução. Nâo é caso de interdição e falência pessoal é uma modalidade que só a JUstiça pode decretar. Se ele fez mais de um empréstimo consignado, então cada banco pode reter até 30% do salário dele. Na soma, ele fica sem dinheiro. Você precisa de um advogado especialista em finanças pessoais para ajudar a neggociar com os credores.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/03/2010 - 14:56
    Enviado por: Rafael Nascimento

    Olá estou com sério problemas estou desempregado e minha mulher tem uma renda de salario minimo,em fim cheio de contas,pois antes de estar desempregado eu tinha uma renda ótima mais agora sem renda nao consigo nem paga o aluguel que esta com ordem de despejo inclusive,mais o pior é que agora estamos sendo intimados a coomparece em audiencias,estas dividas citadas anteriormente são todas de lojas e nenhuma nós consseguimos negociar pois todas estão pedindo o pagamento das parcelas em atrazo para ser renegociada,o que devemos fazer?aqui não existe o PROCON,nestas audiencias devemos ir com um advogado?A promotoria publica poderá ser util? Muito Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/03/2010 - 20:42
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não adianta ir ao Procon, pois na verdade vocês são devedores, e não há nenhuma cobrança irregular. Você precisa da ajuda de um advogado para tentar renegociar formas de pagamento.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/03/2010 - 19:44
    Enviado por: tatiana

    estou numa situação complicada,meu nome ainda não está sujo ,mas vai sujar pois minhas dividas no banco são muito altas e não sei mais o que fazer para meu nome não sujar.tenho uma loja de carros usados mas está muito dificil,porque faz muito tempo que não vende nenhum carro então não entra dinheiro para pagar minhas dividas.tentei segurar as pontas fazendo empréstimos em bancos para cobrir as contas e não deixar meu nome sujar,ou seja emprestei de um banco para cobrir outro e acabei me afundando mais ainda .não sei mais o que fazer por favor me ajude?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/03/2010 - 19:56
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Que tipo de ajuda você espera de nós? Seu problema é de falta de crédito, não de defesa do consumidor. Não podemos ajudar.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 12/03/2010 - 11:08
    Enviado por: Michele Mota

    Olá!! Bom dia.
    Gostaria que alguem podesse me orientar sobre algo que ocorreu comigo. Fiz uma compra na Loja TRADIÇÃO MOVEIS e parcelei pela financiadora Caixa Economica Federal. Venho pagando as parcelas normalmente, nunca em atraso e por surpresa venho recebendo cartas cobrando uma parcela do mês de Novembro sendo que eu já havia feito o pagamento. Comprovei que a CAIXA ECONOMICA FEDERAL colocou meu nome no SPC. Contudo, a minha unica solução é ir nas pequenas causas afim de processar a mesma por danos morais e com indenização. A minha duvida é, quanto mais ou menos eu posso sair ganhando nesse processo? Sei de uma coisa, não vou aceitar qualquer coisa… fui humilhada em uma loja ao tentar fazer uma consorcio de uma moto e não consegui por que o meu nome está no SPC, sendo que eu sempre pago todas as minhas contas em dias! Obrigada pela atenção.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/03/2010 - 15:06
    Enviado por: Fabiana

    Tenho uma dívida com a Fininvest mas tento ligar no 0800 pelo meu celular mas dá uma mensagem q essa chamada não pode ser realizada pelo celular…Ouvi falar que esse 0800 pode e deve ser realizado chamadas de celular conforme o Código de Defesa do Consumidor estou certo ou não? Que procedimentos devo tomar??

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/03/2010 - 05:07
    Enviado por: wilson

    dr. tenho uma divida no Banco brasil, referente ao PROGER URBANO, paguei 13.000,00 e faltou pagar 9.000,00
    as parcelas ja venceram e o banco nao quer reparcelar o débito. Como posso partir para um acordo onde possa pagar parcelado e retirar o meu nome do seraza ?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 15/03/2010 - 22:39
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco não é obrigado a parcelar a dívida. A única forma de tentar uma renegociação forçada é questionar o valor na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 14/03/2010 - 18:13
    Enviado por: nanci da graça silva

    OI MEU PAI ESTÁ COM O SALDO DEVEDOR NO BANCO DE 2.500,00. MAS O DETALHE É QUE ELE NAO SACOU NEM TRANSFERIU,ISTO É, NAO VIU ESSE DINHEIRO.O QUE ELE PODE FAZER PARA PROVAR QUE NÃO FOI ELE?DESDE JÁ GRATA

    responder este comentário denunciar abuso

    • 15/03/2010 - 22:21
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Ele tem que provar que não pegou esse dinheiro pedindo ao banco que mostre comprovantes de que saque ou transferência. Faça também um boletim de ocorrência.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 15/03/2010 - 13:53
    Enviado por: Gabriela

    Boa tarde…tenho uma dívida com o cartão Marisa que é Itaucard, tento negociar mas ele não abrem negociação, já liguei 5 vezes para tentar negociar, porque o valor está alto e não tenho condições de pagar a vista, o que posso fazer, porque os juros estão rolando e minha dívida aumentando…obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

    • 15/03/2010 - 21:52
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Nenhum credor é obrigado a negociar dívida alguma. A administradora tem o direito de recusar. Ou paga ou tente questionar a dívida na Justiça, por meio de advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 15/03/2010 - 14:33
    Enviado por: Isis

    Você é administrador de uma empresa, que atualmente vem passando por dificuldades financeiras decorrentes de concorrência desleal com produtos estrangeiros de menor valor. Não há como pagar todas as dívidas com fornecedores nas datas aprazadas, além de haver uma execução trabalhista contra a empresa que envolve um valor expressivo.
    Existe alguma alternativa viável para a empresa continuar suas atividades e pagar suas dívidas de uma forma menos gravosa? Qual seria?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 15/03/2010 - 21:46
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos repsonder, essa não é uma questão de direito do consumidor, é de direito comercial. Procure um advogado especializado.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 16/03/2010 - 11:18
      Enviado por: leandro de arruda medice

      bom dia,devo um emprestimo na caixa economica,mais por algum motivo atrasei 13 prestaçoes agora juntei um dinheiro e fui lá negociar minha divida pois não aquento mais ficar com meu nome sujo, mais estou tendo muito problema ele pedem avalista pede que eu escolha prestaçoes maiores do que eu quero, eu escoli 40 prestaçoes eles pedem para eu ficar com 60 prestaçoes com isso o juro almenta, pesso pelor amor de Deus me ajude a passar esse obstaculo na minha vida

      responder este comentário denunciar abuso
  • 15/03/2010 - 16:29
    Enviado por: jane

    Senhor Advogado de Defesa,comprei meu carro no leilão to com dívidas do ipva, multas
    licenciamento e transferência , não consigo negociar pois não tenho cheques, gostaria de pagar co boletos bancário ou promissórias como de fazer? me ajude por favor…obrigada…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/03/2010 - 12:10
    Enviado por: douglas lves da silva moreno

    ja faz cinco anos que meu nome ta sujo o que eu devo faze pra limpa.
    ou limpa deois de cinco ano

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/03/2010 - 12:46
    Enviado por: Ana

    Retirei uma quantia do liz,e não tive como repor fiz um refinanciamento por telefone em 17x mas estou com dificuldades para continuar quitando,fazendo o calculo do quanto vou pagar até a ultima parcela descobri que vou pagar mais que o dobro do que pequei
    O que devo fazer? posso refazer o financiamento?ja quitei 5 parcelas que equivalem o total que retirei
    Por favor preciso de sua ajuda

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/03/2010 - 14:56
    Enviado por: Maria Elena

    ola bao tarde !!!

    tenho emprestimo cdc e devo a 4 anos qual a melhor forma de negociar, pois ja tentei 2 vezes não consegui pois as parcelas eram altas pra mim , pois ganho pouco .
    o que eu devo gera hj 1,200 reais, o que devo fazer, agaurdo resposta obrigada .

    responder este comentário denunciar abuso

    • 16/03/2010 - 21:12
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não existe melhor forma de negociar. Existe negociação pura e simples, sempre lembrando que o credor não tem nenhuma obrigação de renegociar ou facilitar pagamentos.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 16/03/2010 - 15:14
    Enviado por: Deise

    Há tempos atrás autorizei em meu crediário nas lojas Renner meu parceiro, porém ele praticamente torrou meu limite de crédito, sem me consultar e nunca mais efetuou os pagamentos dos carnês adquiridos, fazendo com que meu nome fosse para os órgão de proteção ao crédito. Atualmente não estamos mais juntos, porém a divida permanece e não tenho condições de saudá-la. Posso exigir legalmente do “ex-parceiro” que ele pague as dívidas que ele contraiu, através de processo.
    Desde já agradeço.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/03/2010 - 10:53
    Enviado por: Ronaldo

    Tenho uma dívida de cartão de crédito Real.
    Em julho de 2008 paguei a parcela nº5 de um acordo de 8 parcelas de R$533,00 para quitação da dívida de um cartão de crédito já desativado.
    Não pude fazer o pagamento das últimas 3 parcelas de R$533,00.
    A empresa Zanc está negociando esta dívida agora e afirma que a dívida é de R$42 mil oferecendo um acordo à vista de R$14 mil.
    Em 19 meses R$1599,00 se transformaram em R$14 mil.

    Minha perguntas:
    Após a inativação do cartão de crédito, eles podem continuar cobrando juros tão altos pela dívida?
    A lei não limita estes juros?

    Posso negociar a dívida com o REAL diretamente? Seria o melhor caminho neste caso?

    Quero regularizar a situação , mas numa situação justa.
    Diante da situação, qual seria uma valor razoável para fechar a negociação?

    Muito obrigado !!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 17/03/2010 - 23:54
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não fazemos nenhuma sugestão de valores. Não há limite legal para a cobrança de juros. Se o cliente acha que há abuso, deve questionar a cobrança na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 17/03/2010 - 16:09
    Enviado por: Renato Antunes

    Boa Tarde, há mais ou menos uns 4 anos, a minha Avó materna, fez um emprestimo de R$ 2.000,00, (Dois Mil Reais) consignado do INSS, pelo Banco Panamericano, aquele que é descontado diretamente na aposentadoria, em janeiro, fez exatamente 3 anos que ela faleceu, e recentemente apareceu uma cobrança desse emprestimo, e levantamos a informação junto com a cobradora, e a resposta que tivemos, foi que se não acertarmos essa divida o Banco poderia tomar a casa como pagamento da divida! minha duvida! o Banco realmente pode tomar a casa por causa de um emprestimo de R$ 2.000,00 (Dois Mil Reais) sendo que a titular do emprestimo já faleceu???
    Att.
    Renato Antunes

    responder este comentário denunciar abuso

    • 17/03/2010 - 23:34
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Se o morto deixa dívidas, mas não deixa bens, a dívida deixa de existir. Procure um advogado para tentar resolver logo essa questão, se preciso na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 17/03/2010 - 20:47
    Enviado por: beatriz

    Fiz um empréstimo no banco do bradesco mas mas meses depois fiquei desempregada e a dois meses atrsei algumas parcelas e uma divida de 600,00 em um mes se transformou em 1.700,00 como negociar isso? e pagar o justo?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/03/2010 - 17:58
    Enviado por: Carmen Tripicchio

    Fiz no dia 06/01/2010 um acordo de refinanciamento de cartões de crédito e limite em conta Van Gogh no Banco Real, na época minha dívida era de aproximadamente 12.500,00. Efetuei um pagamento como entrada nesta data de R$ 1.100,00 e assumi outras parcelas até meados de 2011 de R$ 980,00, o mês de fevereiro efetuei o pagamento normalmente, mas por problemas pessoais e após o pagamento de 02 parcelas neste mês de março não consegui efetuar o pagamento no dia 06. Liguei para minha gerente e questionei-a sobre a possibilidade de pagamento parcelado até o próximo vencimento de abril, desta parcela que estava vencendo naquele dia. A mesma me informou que não havia como efetuar tal procedimento e que eu poderia ir ao banco assim que tivesse a parcela na integra para fazermos novo acordo. Para minha surpresa recebi uma carta avisando que uma cheque meu do ABN que nada tinha a ver com a transação acima havia sido devolvido e que se eu não regulaizar a situação até 19/03/2010, meu nome irá para o BACEN. Fiz o deposito para o referido cheque na data necessária e nem havia me preocupado em tirar o extrato, mas descobri ao ver o extrato que o dinheiro do deposito para a compensação do cheque havia sido debitado para pagamento parcial no contrato em aberto que me referi no ínicio deste e-mail. Este é uma procedimento Legal do Banco?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 19/03/2010 - 12:45
    Enviado por: Cristina Alves

    Boa tarde!!
    Meu carro foi roubado e para quitá-lo ainda resta o valor de R$17.555,93, a seguradora vai pagar R$ 16.219,87, ficando assim um resíduo de R$ 1.336,06 para eu quitar com o banco, o problema é que além deste resíduo o banco quer que eu pague uma taxa de administração no valor de R$ 500,00 passando a R$1.836,06 o valor que o banco quer que eu pague. Para pagar esse resíduo estou pedindo o adiantamento dos valores das minhas férias no trabalho, mas não tenho como pagar mais R$ 500,00. O banco também não aceita nenhum tipo de negociação, ou seja ele vai me mandar o boleto no valor de R$ 1.836,06 com o prazo máximo de 10 dias para eu estar pagando. Existe alguma forma ou argumento que eu possa usar para ganhar mais tempo para esse pagamento, ou algum argumento que eu possa usar para que o banco parcele esse valor em uma entrada e outra para 30 dias? Pois falando amigavelmente pelo telefone com o banco não consegui nada a não ser a palvra NÃO para todas possibilidades de negociação.
    Obrigada pela atenção.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 19/03/2010 - 21:34
    Enviado por: Acyr Plath

    Sr. Advogado desde 2001 tenho pendencia nos bancos BRADESCO,HSBC e ITAU com limites e jogaram muitos juros e não consigo mais uma negociação o que posso fazer,qual é o tempo que o nome de uma pessoa fica no SPC/SERASA.Preciso de orientação.
    Ateciosamente.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 20/03/2010 - 20:29
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Cinco anos. Ou renegocia ou não há o que afzer, lembrando que os bancos não são obrigados a renegociar nada.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 19/03/2010 - 22:53
    Enviado por: Danielle Magalhães

    Tinha uma divida referente a cheque especial. Fiz um acordo com o banco (unibanco). Estou honrando o acordo. O banco pode continuar me cobrando tarifas referente ao cheque especial? Quando celebrei o acordo (eles não me deram o contrato) fui informada que deveria pagar a taxa de manutenção de conta e o valor do acordo. Hoje recebi uma carta do SERASA dizendo que meu nome está sendo negativado pelo banco. Gostaria de saber se a conduta do banco está correta, tendo em vista que estou pagando as parcelas do acordo. Estou na 2a parcela ainda.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/03/2010 - 13:33
    Enviado por: Danielle Magalhães

    Mas, Dr. marcelo, as tarifas referentes a cheque especial ou quaisquer outros serviços não estão embutidas na taxa de manutenção de conta? Porque no meu acordo eu pago a parcela + taxa de manutenção de conta (taxa esta que antes de entrar no limite englobava o cheque). Alem do mais, vi atraves do extrato que o banco continua me cobrando mora. Ele pode continuar cobrando mora se estou adimplente? Grata pela atenção.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/03/2010 - 17:43
    Enviado por: joyci souza

    tenho uma divida em execuçao monitória da caixa economica de um emprestimo de conta de uma empresa que faliu em meu nome.O unico bem que tenho é uma casa financiada pela caixa onde falta 10 anos para a quitaçao.eles podem penhorar a minha casa,eu moro nela?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 25/03/2010 - 18:03
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Em princípio podem, mas isso pode ser revertido na Justiça. Fique preparada e já procure um advogado para recorrer quando for o caso.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 25/03/2010 - 15:18
    Enviado por: joao carlos

    Tenho uma divida de um carro, já paguei 13 parcelas de 755,00, trabalhando no próprio carro, mas o carro apresentou problema de motor e cambio, o conserto fica em torno de 15.000, estou querendo vender o carro para quitar a divida do mesmo, mas so dar para pagar a metado do que o banco cobra hoje, o que devo fazer para resolver o problema, pois não compensa consertar o carro e sem ele não consigo pagar.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/03/2010 - 19:51
    Enviado por: Suzana

    Prezado Advogado,
    tenho uma confecção em casa e como eu não possuia o capital de giro eu comprei cerca de 5.000,00 em tecidos para fabricar as roupas e vender,porém esta compra foi feita em diversos lugares diferentes e com cheques.Só que agora o movimento caiu bastante e não estou tendo como liquidar estes cheques e estou até disnortiada.O que devo fazer?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/03/2010 - 01:16
    Enviado por: Rodrigo A.

    Tenho uma dívida no BB, referente a minha conta corrente, está em torno de 400 reais, pórem em minha última e frustrada tentiva de encerramento da mesma, a atendente me cobrou uma taxa ABSURDA chamada “teimosinha” no valor de 150 reais.Isso é legal?, eu sou realmente obrigado a pagar essa “taxa”? Como faço para saber se o banco esta me cobrando taxas abusivas?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/03/2010 - 23:31
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A taxa é devida, mas não sabemos quanto cada banco cobra. Consulte o Procon para verificar se o calor é abusivoi.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/03/2010 - 11:23
    Enviado por: João

    Prezado,

    eu tenho uma dívida antiga no cartão de crédito e não tinha condições de pagar. Meu nome havia sido negativado no SPC E SERASA, mas como passaram 05 anos foi retirado do cadastro. Me enviaram um acordo e eu o estava pagando normalmente até dezembro, quando a fatura não veio e não consegui lembrar de ir ao banco para pagar com o número do contrato. Terminei desistindo do acordo. Meu nome pode ser incluído novamente no SPC E SERASA, por esse motivo?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/03/2010 - 20:39
    Enviado por: luiz

    sr. advogado, sou aposentado pelo inss, atraves de uma financeira solicitei a compra do debito de meu cartão bmg a mesma fez todos os tramites legais e o debito foi solucionado, porem o mesmo banco tinha que devolver o restante do cartão (sobra), mas segundo eles só poderiam me pagar se o banco bmg liberace a minha margem, porém precizei fazer um emprestimo por motivo pessoal sem saber que não poderia ultilizar a margem, estou sendo acusado de estelionatário preciso de uma orientação e de um advogado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 31/03/2010 - 17:46
    Enviado por: Erica Maria

    Olá, estou com uma divida no cartão de credito no inicio era de 3 000 reais, tentei negocia com a empresa do cartão, mas eles não aceitaram nenhuma proposta em 100 dias a divida passou para 9 123,00 disse minhas reais possibilidades que não podia pagar e lancei minha proposta para pagar mas eles não aceitarão….e agora estão me ligando e me ameaçando que vão manda minha divida para uma empresa juridica e eu é quem vou pagar os onoraios do advogas que ele vão contratar…preciso de ajuda de advogado, pois não sei o q fazer.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 31/03/2010 - 23:57
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A empresa não tem obrigação de aceitar uma proposta que seja boa para você, é contrário, você é que terá de se adaptar às exigências do credor. Procure um advogado para ajudá-lo a renegociar.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 01/04/2010 - 18:32
    Enviado por: elisa da silva azevedo

    Sou pensionista do iprem e passei a receber no banco do brasil desde 25/02/2010, quero saber se o banco pode autorizar um débito em conta sem meu consentimento, apareceu um debito autorizado na minha conta dia 23/02 , sendo que eu assinei a abertura de conta no dia 25/03, refere-se a Crefisa, pode ser de conta em atraso antiga, mas mesmo assim isto pode ser feito? grata.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/04/2010 - 19:23
    Enviado por: Bruna

    Boa Noite,
    comprei um apartamento o qual possui um saldo devedor com a contrutora para financiamento, porém desejo quitá-lo mas a contrutora se nega em me dar qualquer desconto. Como devo proceder e qual o padrão de descontos?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 01/04/2010 - 20:27
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Depende do desconto. Se existe um valor fechado para ser pago à vista, desconto é uma liberalidade da empresa. Se questão é quitar dívida, então não se trata vde desconto, mas de retirada dos juros futuros das parcelas que vão vencer. Se for este o caso, e a empresa não quiser estornar os juros, procure o Procon ou contrate um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 01/04/2010 - 20:56
    Enviado por: Ana Carolina

    Ola…. Estou com um problema. Meu pai foi fiador para uma amiga. Deu nossa casa como garantia. Essa amiga do meu pai não pagou a divida. Resumindo o advogado que temos para resolver esse assunto disse que não a nada que possa ser feito( que já perdemos a casa). é nosso unico bem. Por favor me ajude.. Será que tem alguma forma de negociar essa divida. estava em R$ 31.000,00 até o inicio do ano passado (2009) Agora já esta em R$ 54.000,00 o que podemos fazer?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/04/2010 - 11:28
    Enviado por: DANIEL

    Bom dia.
    Estou com uma divida de cheque especial de 5.500,00 , e o juros sao absurdos, a gerente em propos um emprestimo pessoal, com juros menos, mesmo assim fica alta a parcela, me disseram que eu posso cancelar tudo, os limites do cheque e cancelar tambem o contrato parea evitar que essa divida de 5.000,00 não cresça a cada Mes. è possivel isso ? tipo eu ir no pequenas causas e cancelar tudo, e ver um acordo desses 5.500,00 em parcelas a juros de 1 % ( mora ) ??? tenho medo de ficar esperando e só ir aumentando a divida.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/04/2010 - 21:56
    Enviado por: Ezequiel

    ola ,oficial veio em casa ,trazendo entimaçao e marcando data para ver meus bens para empenhora, posso perder minha casa o que fço ;e se ñ deichar ele entrar o pode acontecer comigo?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/04/2010 - 12:27
    Enviado por: Rozimar

    Acabei de receber um MANDADO DE CITAÇÃO com ação: EXECUÇÃO ou seja devo ao banco brb R$ 5.000,00 e chegou aqui com juros que vai para R$ 7.500,00 pra eu pagar em 3 dias se não pagar terei que dar meus bens(penhora), e não possuo bens e estou desempregado no momento. O que devo fazer? Terá como eu negociar? Negocio com quem? o banco ou advogado do banco? Se o banco não negociar não quiser parcelar?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/04/2010 - 12:43
    Enviado por: jailton damasceno

    quero saber se um bem for confiscado atravez do lising o nome da pessoa vai para o spc serasa

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2010 - 14:56
    Enviado por: DENIVAL

    Entrei com uma ação revisional contra o banco sudameris, a liminar foi ao meu favor logo depois o banco entrou com uma ação de busca e apreensão e levou meu carro. meu advogado entrou com uma ação para que o banco devolva meu carro e me pague por danos morais e constragimentos mais la se vai 05 meses o que faço para resolver isto o mais rapido possivel.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/04/2010 - 09:04
    Enviado por: mateus

    tive problemas financeiros e tive que fazer varios emprestimos, não dei conta de pagar, fiz um renegociação no banco e tbm não consegui pagar, bom meu nome foi pr serasa e spc, ja vai fazer tres anos que meu nome esta no serasa e spc, tenho uma casa em meu nome que ganhei de meus pais e moro sozinho nela ja fazem 4 anos, uma empresa de cobrança me liga toda a semana pra acertar a divida, eu falo que posso pagar x por mes, mas eles não aceitam e pedem que eu pague o valor que eles querem. Então eu pergunto, posso ter problemas com essa minha casa? e o que fazer pra que eles aceitem o que eu posso pagar por mes?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/04/2010 - 20:52
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Pode ter problemas sim. E a financeira não é obrigada a aceitar as suas condições de pagamento. é exatamente o contrário, o devedor é que tem de se adequar às exigências do credor.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/04/2010 - 09:06
    Enviado por: mateus

    continuação….. minha divida total era de 14.000 e hoje eles me cobram 25.000…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/04/2010 - 13:35
    Enviado por: floriza camargo de paula

    financiei uma casa no valor de 30 mil reais na caixa federal, mja paguei 11 anos e agora estou devendo 10 prestações e tentei entrar em acordo, mas eles querem que eu pague 10% em cima do valor devido, e tbem em cima do saldo devedor total da cas. O que faço? obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/04/2010 - 13:52
    Enviado por: LUIZ CARLOS

    Tenho uma empresa em meu nome e esta empresa está com dívidas no banco do brasil sendo que meu pai é fiador. O banco cortou seu cheque especial e nem libera mais talão de cheque pra ele, mais o nome dele está limpo, e o banco ainda não nos executou. Gostaria de saber se o banco pode fazer isso, e como devo proceder?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/04/2010 - 16:16
    Enviado por: Camila

    Ola;

    Recentemente fiz uma renegociação de uma divida que tinha em um cartão de Crédito do banco Bradesco em 24X. Gostaria de saber se eu precisar realizar um empréstimo pessoal em outro banco durante este tempo.. eu vou poder? Pretendendo construir minha casa com esse dinheiro.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/04/2010 - 20:12
    Enviado por: silvio

    boa noite eu tenho uma divida monstruosa no banco devia a seis meses atras 8000.00
    hoje devo 22000.00 e juros demais
    e nao consigo pagar mais preciso pois tenho de receber uma casa que vendi financiada e sem limpar o nome nao posso receber
    oque faço

    obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/04/2010 - 18:18
    Enviado por: Maria da Conceição Dias Lima

    Boa noite! tenho uma dívida no BB (proger) segundo o Banco não tem mais como fazer uma negociação tenho que pagar toda à dívida , uma hora eles lafam que deve R$ 4.000,00 outra hora deve R$ 7.000,00 não sei ao certo quanto deve ao banco que órgão deve procurar para me ajudar, pois não tenho condições de pagar à vista essa dívida, segundo o bando terei que pagar o total.
    abrigada

    responder este comentário denunciar abuso

    • 13/04/2010 - 20:53
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco infelizmente tem razão. Procure ajuda com um advogado ou veja se o Procon pode ao menos estabelecer o início de nova negociação.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 13/04/2010 - 19:59
    Enviado por: alexandre de oliveira

    amigo comprei meu carro 36 ja paguei 26 das prestaçoes
    o banco pode me tomar o veiculo??
    existe negociaçao das 4 parcelas atrazadas

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/04/2010 - 08:41
    Enviado por: ricardo

    Assim como vocês estou na mesma situação não adianta procurar milagres espera 5 anos depois tenta não fazer mais dividas.Seu nome será limpo so ficara sem credito na instituição credoras fazer o quê a besteria ja ta feita agora e so chorar ou tocar a vida são milhões de pessoas assim você é so mais um.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/04/2010 - 12:00
    Enviado por: renata

    tenho uma divida com o cartao de credito do banco itau tem ja 5 anos da 11000.00 , pela campanha pagaria 2700,00como fiz renegociacao e nao paguei voltou ao normal 11,000,000. como posso exigir q deem desconto?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/04/2010 - 23:39
    Enviado por: jessica

    se o banco ñ quiser negociar tem algo q posso fazer ou ñ

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/04/2010 - 12:22
    Enviado por: Jéssica Florentino

    Tenho uma dívida no banco de R$ 2003,81, desses R$ 1500,00 são de cheque especial e o restante foram cheques que soltei na praça e msm sem saldo o banco pagou. A conta é corrente e pessoa fisica. Liguei para negociar a divida e me passaram a seguinte proposta 10 x 258,78. De acordo com o atendente vou pagar 4,4% de juros ao mês, ou seja 30% a mais do valor da dívida. Essa cobrança de juros é correta? Posso fazer esse acordo para não ficar com nome negativado e os juros estancarem e pedir que seja revisionado esse valor futuramente?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 15/04/2010 - 21:24
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos responder, não fazemos nenhum tipo de cálculo. Procure um advogado ou um contador para te auxiliar.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 15/04/2010 - 17:21
    Enviado por: Marlon

    Boa tarde, gostei muito da assessoria prestada pelos senhores. Tenho um problema com algumas dividas, já tentei renegociar, alguns concordam já outros não. O que mais me incomoda são 03 promissorias protestadas em outubro de 2006 no valor de 266,00 cada, são 3 promissorias totalizando 798,00 reais, já tentei parcelar com credor no ano passado, mas ele só aceita receber a vista, hoje esta me cobrando 1950,00 reais para quita-la e mais os gastos com o cartório de registros e protestos. Esta cobrança é justa? Me disseram que eu sou obrigado a pagar apenas os 798,00 que é o valor que está protestado.

    Parebéns pelo site!!!!!!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 15/04/2010 - 20:50
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Em nosso entendimento a cobrança é justa, não há nenhuma irregularidade. Entretanto, é possível questionar na Justiça a cobrança dos juros.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 16/04/2010 - 10:04
    Enviado por: Ícaro Silva

    Tenho uma dívida de 3000 mil reais no cartão de crédito, mas perdi meu emprego e não tenho como pagar todo esse valor agora e a gestora do cartão diz que não tenho como refinaciar a dívida; o que eu faço?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 16/04/2010 - 20:38
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há o que fazer no seu caso. Ou paga ou será processado. Tente nova renegociação, com ajuda de um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 16/04/2010 - 13:16
    Enviado por: rafael

    Boa tarde

    Meu pai recebeu um mandando de citação, penhora e avaliação , classe: execução por titulo extrajudicial, expedido pela justiça federal.
    O titulo se refere às anuidades em atraso da OAB dês de 2005 no valor de R$ 1.800,00.
    Sendo que meu pai se formou em 1986 e nunca exerceu a advocacia atuando como empresário ate meados de 1997 quando faliu e trabalha atualmente num supermercado de carteira assinada ganhando menos de 2 salários mínimos.
    Ele tem 50 anos e casado tem uma única propriedade que e a casa onde mora com a esposa (minha mãe) ”que e engenheira e recebe o salário base mínimo da categoria” e dois filhos (um menor de idade e outro (eu no caso)com 25 anos e atualmente desempregado), ele também não possui veiculo nem nenhum bem significante assim como nenhum dinheiro no banco nem aplicações (acho que nem conta no banco ele possui, no Max. Conta salário).

    Gostaria de saber como ele deve proceder e que bens estão sujeitos a penhora (tendo em vista que não a condições de quitar a divida nem tão pouco bens valiosos) ??

    Desculpas pela delonga e os meus, mas sinceros agradecimentos!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 16/04/2010 - 20:09
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não temos como ajudar, pois essa é uma questão que não é de direito do consumidor, é uma questão particular. Procure um advogado para descobrir se a dívida é legal – achamos que é – e para ajudar em uma eventual renegociação.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 16/04/2010 - 19:35
    Enviado por: julia

    ola,fiz um parcelamento com o cartão.fui orientada pela atendente a não pagar a fatura vencida no mes 12/04/2010…somente pagar no mes seguinte com o novo parcelamento…agora não paro de receber ligações do cartão.falei para outra atendente do parcelamneto ela me informou que as informações estava incorreta,,,agora quero saber como devo agir?pois como eles me passa uma informção e está incorreta…obrigada pela atenção.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/04/2010 - 20:03
    Enviado por: Luiz Eduardo

    Tinha um veículo financiado paguei por ele 14 prestações e atrasei 3 e não tive como pagá-las e devolvi o carro, qdo pensei que estava quites descobri que devia R$ 17.000,00, isso é legal? Como faço para quitá-la? Qual caminho tenho que tomar? Abraços e espero resposta.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 16/04/2010 - 20:08
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Sim, a cobrança é legal. Como quitar a dívida? Pagando-a. Procure a ajuda de um advogado para renegociar a dívida.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 17/04/2010 - 19:55
    Enviado por: maria guerreiro

    tenho uma divida junto a operadora oi de telefone , procurei a empresa responsavel pela cobrança e´propus uma negociação , parcelar mais eles não querem so aceita pagamento a vista, o que posso fazer pois so posso pagar parcelado

    responder este comentário denunciar abuso

    • 21/04/2010 - 00:08
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Tentar renegociar. A empresa tem esse direito, já que o devedor é que tem de se adequar às exigências do credor.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 17/04/2010 - 22:33
    Enviado por: Vênera Fonseca

    Tenho dividas e gostaria de pagá-las,mas o banco não aceita as condições que eu posso pagar. Querem uma entrada maior que meu salário. O que devo fazer?????

    responder este comentário denunciar abuso

    • 21/04/2010 - 00:06
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Tentar renegociar. O banco tem esse direito, já que o devedor é que tem de se adequar às exigências do credor.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 20/04/2010 - 20:39
    Enviado por: ana paula

    ola boa noite.tenho uma duvida em dois mile cinco fiz um emprestimo com panamericano fiz em 20 vezes porem nao pude pagar voltei la e renegociei a divida dei c12 cheques!!!que alguns foram compensados7 não eles podem me cobrar o primeiro acordo????passado ou a renegociaçao qual divida afinal tenho!!!!porem paguei …….só que agora preciso dos cheque ..para dar baixa.. ele estao me emrolando para me devolver!!!!liguei eles me falaram que o que eu paguei foi refernte as 20 parcelas e nao a renegociação do cheque!!!!isso pode???????

    responder este comentário denunciar abuso

    • 20/04/2010 - 23:17
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Podem cobrar pelo primeiro acordo sim, já que você não cumpriu o contrato, pelo que pudemos entender em sua confusa mensagem. Você precisa da ajuda de um advogado para tentar nova renegociação.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 20/04/2010 - 21:01
    Enviado por: Karina Ferrer

    Eu tenho uma dívida com a empresa Magazine Luiza no valor de Mil reais . Entrei em contato com a financeira, e eles se recusam a negociar a minha dívida. e neste momento preciso do meu nome sem restrição pois pretende com o meu noivo adquirir um apartamento. Me Ajude pois estou desesperada! Muito obrigado e parabéns pela sua iniciativa.!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 20/04/2010 - 23:16
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Infelizmente a empresa tem o direito de recusar propostas dos devedores ou mesmo a negociar. Se a empresa continuar resistindo a renegociar, tente questionar na Justiça, embora as chances de sucesso sejam pequenas.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 21/04/2010 - 17:16
    Enviado por: silvana

    fiz um consorcio na finama de 150 meses e paguei mais ou menos uns 2,500,00e depois fiquei doente ,fui fazer hemodialise e nao tive mais como pagar.eu tenho como receberesse dinheiro que eu ja paguei.pois estou precisando muito.e ainda pago aluguel.me de a resposta,por favor.obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/04/2010 - 17:16
    Enviado por: ana paula

    ola boa tarde gostaria de saber se no procon tem advogado que trate deste assuntos!!relacionados a dividas!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/04/2010 - 17:52
    Enviado por: silvana

    onde eu tenho que procura ajuda

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/04/2010 - 20:00
    Enviado por: maria guerreiro

    COMO FAÇO PARA ENTRAR COM UMA AÇÃO DE OBRIGAÇÃO DE FAZER? GRATA PELA ATENÇÃO.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/04/2010 - 20:50
    Enviado por: luiz kravetz

    eu tenho conta no banco do brasil onde é depositado meu salario porque sou funcinario estadual, so que agora me aposentei e vou receber pela caixa economica,

    PERGUNTO eu posso fechar minha conta no banco do brasil mesmo tendo divida com banco

    responder este comentário denunciar abuso

  • 23/04/2010 - 00:50
    Enviado por: iza maria

    ola, gostaria de saber quanto tempo leva para uma divida prescrever no spc e se prescreve na data do debito ou quando foi inclusa no spc? obrigada pela sua atenção.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 23/04/2010 - 00:52
    Enviado por: iza maria

    Boa noite, gostaria de saber quanto tempo leva uma divida para prescrever no spc e se prescreve na data do dbito ou quando a empresa cologa a divida no spc, grata pela sua atenção.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/05/2010 - 13:59
    Enviado por: Dani

    Boa tarde!!Comprei um terreno financiado por uma imobiliaria em 26/09/99 só o terreno e construi uma casinha é claro só que em 2006 separei do meu marido e as parcelas foram atrasando e em 2008 fui ate o advogado da imobiliaria para renegociar a divida e continua pagando e eles me falaram q iriam ter uma reunião com o proprietario e me davam um retorno..como não retornaram..Eu ligava p sabe como tava minha situação e eles como sempre em todas as ligações falavam q ainda não tinham uma posição e hoje o advogado me liga e diz q eu tenho 30 dias para sair da minha casa,falei pra ele q eu qro paga minha divida e eles qrem q eu de R$17.000,00 ñ tenho como paga esse valor e não tenho p onde ir..preciso de ajuda eu disse a ele q posso arruma R$2.000,00 e gostaria q eles jogassem as parcelas vencidas para o final e eu continuo pagando as parcelas sem atrasar…mas eles não qrem oq eu faço meus dias ja estão correndo e não tenho pra onde ir com minhas filhas..Desde ja agradeço sua atenção

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/05/2010 - 16:51
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Você precisa com urgência de um advogado que a ajude a renegociar. A cobraça está correta por parte da imobiliária.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 25/05/2010 - 14:40
    Enviado por: Bianca

    Boa tarde.

    Fiz um crédito pessoal (empréstimo) com o banco parcelado em 3x. não consigo pagar a primeira parcela e a cada dia que passa o valor pendente em minha conta está aumentando. O que devo fazer? Esperar até completar os 3 meses e negociar minha dívida ou já começar a negociar a divida desde já? Tenho um carro em meu nome eles podem penhorar caso eu não consiga pagar a dívida com o banco?

    Muitíssimo obrigada.

    Bianca.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 31/05/2010 - 17:40
    Enviado por: layza cristina

    Adorei esta pagina de orientação as pessoas estao dispostas a pagar as suas dividas mas muitas das vezes as lojas ou banco dificulta para o cliente uma negociação.gostaria de saber como envio as mjnhas duvidas para o advogado .aguardo um contato

    responder este comentário denunciar abuso

  • 31/05/2010 - 17:45
    Enviado por: layza cristina

    Devo a uma loja aqui no meu bairro um valor de 189,95reais a uns seis anos e as donas se recusam em negociar a divida creio que deve estar chegando a quase um mil reais o que nao tenho condições de estar quitando o que devo fazer.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 31/05/2010 - 22:08
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Procure o JUizado Especial Cível para tentar uma negociação na frente de um juiz ou contrate um advogado e questione na Justiça a dívida.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 31/05/2010 - 17:52
    Enviado por: layza cristina

    Aluguei uma loja no bairro piratininga tive gastos para arrumar algumas tomadas e alguns prejuizos o contrto é por um periodo de seis meses mais fui expulsa do comercio por um vagabundo e o dono do imovel me assegurou que o local era seguro gostaria de saber o que ele deve me pagar e quais sao os meus direitos diante desta situação.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 31/05/2010 - 22:07
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não conseguimos entender o que aconteceu. Como assim alguém te expulsou do local? E o contrato? O que o dono tem a dizer sobre isso?

      responder este comentário denunciar abuso
  • 10/06/2010 - 10:04
    Enviado por: Karla Gabriele Martins

    Preciso urgente de uma orientação, no dia 05/03/2010 fiz dois pagamentos em débito automático em minha conta em dois estabelecimentos diferentes na cidade onde moro, porém nos dois estabelecimentos acusaram “sem sistema”, portanto os pagamentos não foram efetuados, fui até a agência fiz o saque retornei aos estabelecimentos e efetue o pagamento. Dois dias depois fui realizar um saque em minha conta deu “saldo insulficiente”, quando puxei o extrato estava acusando no mesmo os dois débitos “não realizados”, porém descontados em minha conta. Fui ao banco no mesmo dia, o gerente me garantiu que em 15 dias meu caso seria resolvido, já se passaram 3 meses e 5 dias e nada. O banco é Nossa Caixa localizado na cidade de Itapecerica da Serra, gostaria muito de uma orientação, para entrar com processo contra o banco você pode me ajudar?
    Obs: Já retornei ao banco diversas vezes, mas a resposta é sempre a mesma estamos procurando o erro no sistema para fazer o estorno. E tem mais o gerente nem sabia mais do meu caso sendo que falei diretamente com ele. Acho isso um absurdo não sei mais o que fazer, preciso de ajuda.
    Agradeço desde já a atenção.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/06/2010 - 15:45
    Enviado por: Evilasio Oliveira

    Bom preciso de ajuda
    estou com umas dividas devido a um investimento mal planejado
    tentei abrir um negocio com um amigo a pouco mais de um ano e nao deu certo pelo menos pra mim me ferrei ao quadrado
    ele agiu de ma fé e eu pra nao perder a amizade e ter um inimigo me sair do negocio deixando pra traz tdo que investir
    e as contas q deixei de pagar para investir.
    Agor ano me no spc serasa e se existe outro pode procurar q estarei la :$
    minha divida chega em torno de 15 ha 20 mil nao eh muito mais pra um estudante maluco e com filho eh de mais.
    Nao quero parcelar a divida porque eles vao levar tudo q nao tenho.
    To juntando e quero pagar a vista
    um por um
    é uma boa saida ou to fazendo besteira denovo?
    Obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

    • 16/06/2010 - 20:28
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento, não podemos ajudá-lo, não fazemos consultoria financeira, não é nossa especialidade. Procure um economista ou um advogado especializado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 17/06/2010 - 13:49
    Enviado por: Simone Reis

    Olá, tenho um empréstimo no Itau que pago sempre com debito em conta…o que ocorre e que me vi sendo obrigada a fazer uma nova negociação de debito de saldo devedor para o nome não ir para o Serasa pelo motivo do banco debitar a prestação mesmo não tendo saldo na conta … então para entender, vou explicar melhor … chega o dia do vencimento da prestação e eu não tenho dinheiro na conta, mesmo assim eles debitam e depois retiram a prestação por falta de saldo, até ai tudo bem … o problema é que a conta fica negativa com o debito da prestação e ai acaba me gerando uma tarifa de R$ 25,00 reais, por adiatamento de depositante e isso vai se acumulundo entre tarifa de manutenção e juros disso e ai acabei tendo que negociar estes acumulos em outra prestação de 18x 64,00 … não aguento mais … e continua assim …porque agora são 2 prestaçãoes e sempre essa taxa … o que eu faço ?

    Obrigado no aguardo …

    responder este comentário denunciar abuso

    • 17/06/2010 - 19:28
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há irregularidade no procedimento. Ou você regularoza sua vida financeira ou tente conversar com o seu gerente para diminuir a tarifa que é cobrada por conta de atrasos e adiantamentos.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 18/06/2010 - 14:30
    Enviado por: Gerson Andrade

    Olá.
    Tenho um dívida com a C.E.F. (CDC,CHEspecial)desde 2006.
    A dívida de R$8.000,00 passou para R$19.000,00. Solicitei parcelamento.A CEF parcela até em 24 X com Juros.Deram apenas um desconto de 10%.
    Mes passado fiz um acordo com o Itáu de uma dívida de R$23.000,00 paguei R$4.000,00 parcelado em 3X.

    A CEF não mostra interesse algum em renociar.

    O que devo fazer? Entrar na Justiça?

    Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 18/06/2010 - 17:59
      Enviado por: Marcelo Moreira

      É um caminho, mas lembre-se que nenhuma empresa é obrigada a renegociar dívidas e não tem obrigação alguma de aceitar propostas de quitação feitas pelos clientes. Entrando na Justiça, você pode perder a causa e ser condenado a pagar as custas do processo além da dívida original.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 19/06/2010 - 06:51
    Enviado por: Mitsuaki Kavadi

    Bom dia, tenho uma divida com um banco de 3 mil reais e ja fui duas vezes tentar renegociar a divida, da primeira vez me falaram que eu tinha que dar uma entrada de 360 reais para negociar a divida como eu não tinha esse valor, voltei apos uma semana com 380 reais para negociar a divida, o funcionario deu a entrada no sistema so que logo apos ele falou que o sistema recusou a proposta e que eu tinha que dar pelo menos 1000 reais de entrada, a empresa que eu entrei agora faz o pagamento por este banco que eu tenho a divida e quando o meu salario cai ja desconta automaticamente so que o dinheiro que cai na conta praticamente so paga os juros e eu não tenho como pagar 1000 reias da entrada para financiar a divida , o que eu faço agora ?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 19/06/2010 - 17:44
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Renegocie com o banco. É a única coisa a fazer, já que não há irregularidade nenhuma no procedimento do banco. E este não é obrigado a renegociar nem a aceitar as suas condições de pagamento.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 21/06/2010 - 14:01
    Enviado por: Roberto Wagner

    Olá, gostaria de uma ajuda pois estou desesperado!
    Tenho uma microempresa em SP e sofri uma ação por parte de um funcionário e que, por varios motivos, chegou num patamar que não consigo quitar, tentei alguns acordos mas ainda não fechamos. A contraparte garante que pode e quer minha casa. Só tenho este imóvel e é onde resido. É possivel realmente perder este bem no processo???
    Agradeço e aguardo uma resposta.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 21/06/2010 - 15:54
      Enviado por: Marcelo Moreira

      É possível sim, embora seja difícil. Contrate um advogado, se já não o fez, e discuta a questão judicialmente, já que existe o risco.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 22/06/2010 - 16:23
    Enviado por: janaina rosa

    Por favor gostaria de uma informação.URGENTÍSSIMA
    Saí de um imóvel onde residia de aluguel, e fiquei devendo um aluguel de 600,00 mais 12 dias e não pude pagar pois estava pagando aluguel da outra casa onde moro.
    Isso foi em fevereiro, e agora eles vieram me cobrar dizendo que devo 1.350,00.
    Está certo isso? eu achei absurdo mais de 100%.
    Eu queria pelo menos parcelar.Ele disse que se eu parcelar, vai cobrar o juros até o final.Por exemplo, se eu terminar de pagar em setembro ele já vai calcular o juros até lá.
    Isso está correto???
    Ele quer que eu assine uma confissão de dívida, eu devo assinar?Eles já tem o contrato DE ALUGUEL ASSINADO.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 22/06/2010 - 21:41
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Depende desde quando a dívida existe. A cobrança de juros pode chegar nesse patamar se o tempo for grande. E sem ler o contrato não podemos responder. Seja como for, não fazemos qualquer tipo de cálculo. Procure um advogado especializado ou contador para ajudar a fazer os cálculos e, se for o caso, questionar o débito na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 23/06/2010 - 11:24
    Enviado por: gustavo parente

    bom dia amigos.precisso saber com urgencia . meu sogro tem uma empresa cadastrada no lucro presumido,tem uma divida com o governo ( encargos de empregados ) inss.fgts;. e eu quero transferir empresa com a divida para o meu nome .eu posso fazer isso? Se for preciso eu parcelo a divida no meu nome ! isso é possivel?obrigado desde já…..

    responder este comentário denunciar abuso

    • 23/06/2010 - 20:47
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamentamos, mas não podemos responder, pois essa é uma questão de direito comercial-empresarial, e não de defesa do consumidor. Procure um advogado especializado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 23/06/2010 - 22:02
    Enviado por: Ana Claudia da Gama

    Boa noite, meu noivo e eu estamos muito endividados, com cartões de crédito, crédito parcelado TODAS em atraso no pagamento, estamos para conseguir um dinheiro, mas que não quitará tudo, será que,se nós falarmos para as empresas credoras e bancos que queremos quitar as dividas, teremos alguns descontos(tirarão os juros?) E Falar qual quantia que temos à oferecer que não é valor total da divida,mas boa parte?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/06/2010 - 20:41
    Enviado por: Moisés Silva

    Eu tenho uma divida junto a Caixa Federal, desde 2008. Dia 15/6/2010 fiz um acordo com um escritorio de advocacia que se disse representante da Caixa. Aceitei o acordo, mas quando compareci junto ao gerente de minha conta, inclusive com o dinheiro da entrada, ele disse que a Caixa não concorda com os valores e inclusive descredenciou o escritorio que ate entao os representava. Que atitude devo tomar, pois a Caixa esta inclusive me acionando judicialmente (ação monitoria de cobrança ) . Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/06/2010 - 22:24
    Enviado por: David Ferreira

    Tenho uma divida com uma escola chamada Exelencia centro técnico profissionalizante num total de R$3.691,84 já com juros com taxa não informada e fui negativado em 13/08/2007,liguei para a tesouraria da escola propondo um acordo meu rendimento hoje é de R$1900,00 e tenho um bebê diabético que nessecita de alimentação especial e outros dois filhos.Me encontro no INSS devido a cirurgia na coluna expliquei minha situação na escola mas mesmo assim fui informado que teria que pagar R$2300,00 para poder fazer um acordo,eu não ganho isso e nem tenho condição de pagar o que devo fazer pois preciso comer;pagar:agua;luz;tel.;condominio;remédio;escola;ou seja caso eu guarde o pagamento do mês todo ainda faltaria R$400,00 isso sem comer beber e arcar com as outras dividas,o que devo fazer pois preciso do meu nome regularizado.Desde já muito obrigado David Ferreira

    responder este comentário denunciar abuso

    • 28/06/2010 - 20:48
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O nome só sai dos cadastros quando a dívida for paga ou, ao menos, renegociada. Não há outras alternativas. Tente renegociar o débito, de preferência copm a ajuda de um advogado, lembrando que o credor não tem obrigação de aceitar as sua condições de pagamento – é exatamente o contrário.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 28/06/2010 - 11:51
    Enviado por: adair pereira da siva

    gostaria de receber o boleto para nogoçia a minha divida.q 76 lote 30 csa 1 perola da baragem 2, aguas lindas de goias.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/06/2010 - 10:28
    Enviado por: Silvone Chagas

    tenho uma divida no banco do brasil referente a financiamento de um carro, esse carro eu financiei para um parente, mais ele nao pagou as parcelas, e agora tenho uma divida de 12 mil reais, tentei negociar com o banco, mais segundo a pessoa que atendeu o banco nao faz esse tipo de negociacao, eu me propuz a pagar 1000 reais por mes, oq fazer nesse caso?

    abs

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/06/2010 - 09:10
    Enviado por: mary

    oi tenho uma divida com um cartao de credito ele me proporam renegociar a divida dando uma entrada e parcelando o resto não tenho como dar a entra a entra, minha pergunta e sou obrigada a dar essa entrada, e eu tenho outro cartão de credito não estou em divida com ele e estou pagando as faturas direito eu posso continuar a utilizar o cartão se o meu nome for para o SPC o cartão que estou pagamento direito.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/06/2010 - 11:30
    Enviado por: Renato

    Boa Tarde, eu tinha uma divida em 2000 com CEF, fiz um parcelamento para quita-la mas não consegui pagar, fui ao banco em 2008 e a divida que era de 250,00 foi para 1.900,00, pedi para fazer um acordo mas o gerente disse que não tem acordo que esse valor e ainda a vista, o que posso fazer, mesmo tendo caducado essa divida está me trazendo problemas para conseguir financiamentos.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 30/06/2010 - 23:46
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há o que fazer. Pague. Você pode até contratar um advogado e questionar a dívida na Justiça, mas no seu caso achamos que será perda de tempo.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 30/06/2010 - 20:06
    Enviado por: Graziella Garcia

    Boa noite,

    Em janeiro de 2009 fiz uma negociação das minhas dividas no Banco ABN AMRO REAL. O total contratado foi de : R$ 10.812,52
    Em 35 parcelas de 610,05. Primeira parcela dia 05/03/2009.

    Em 28/05/2009 fiz uma renegociação das dividas acima, e acredito que foi calculado juros o total que eu devia, e não foi descontado os juros da primeira contratação.
    O total contratado foi de: R$ 14.617,76
    Em 47 parcelas de 692,10. Primeira parcela dia 07/07/2009

    Estou ficando maluca com este financiamento, principalmente porque estou desempregada a três meses e estou com muita dificuldade para pagar. Gostaria de saber que caminho devo tomar para baixar o valor da minha prestação e ter certeza de que não vão pegar o valor total da divida e refinanciar. E se isto é legal.

    Obrigada
    Graziella Lo Monaco Garcia

    responder este comentário denunciar abuso

    • 30/06/2010 - 23:05
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A única maneira é contratar um advogado e questionar a dívida na Justiça. Mas antes procure um contador e veja se realmente há abuso nos juros para não perder a causa logo de cara.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 30/06/2010 - 23:37
    Enviado por: maria

    oi tenho uma divida com 2 cartao de credito , e como estou desempregada nao tenho como pagar , ligou uma mulher aqui na minha casa afirmaando ser advogada do banco bradesco , me ameaçando me distratando falando que eu ia ter que me entender com o juiz .. eu posso ser presa o que faço nao tenho nenhum bem material fora a casa que moro , e to desempregada …

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/07/2010 - 17:21
    Enviado por: janete silva

    tenho uma divida com a caixa devo na conta corrente ja faz cinco anos na epoca eu devia 500.00 fui ver hoje pra pagar estao me cobrando 49.000 reais isso é justo?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 01/07/2010 - 18:38
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Cinco anos é muito tempo. Não fazemos nenhum tipo de cálculo. Você precisa da ajuda de um contador e de uma dvogado especializado para, se for o caso, questionar a dívida na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 02/07/2010 - 04:32
    Enviado por: Vagner

    Tenho uma divida com cheques( Supermercados e eletroeletronicos ) , algumas lojas ( Roupas ) e um pequeno emprestimo, não pude quitar “tudo” e resultou em uma divida de 7.00,00 reais. comprei uma moto parcelada e ja quitei a mesma e quero transferi-la para meu nome. Gostaria de saber se alguma loja, banco e/ou por causa de algum dos cheques posso ter minha moto penhorada ?

    Grato … quaisquer informação complementar sera bem vinda …. Grato !!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/07/2010 - 17:21
    Enviado por: Fabio

    Boa tarde, estou devendo para o |Itau card,havia deixado o telefone da minha sogra como contato, esta semana eles ligaram para a casa da minha sogra e informaram o valor da minha divida na qual entrei por motivos familiares sem o conhecimento da minha esposa o que esta levando o meu casamento ao divorcio, pois, eles podem informar o valor da minha divida para outras pessoas fora EU, o Que devo faZER?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 05/07/2010 - 22:07
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Nada. Não há nada de ilegal no procedimento da empresa, afinal, você mesmo quem deu o telefone dela para contato.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 05/07/2010 - 14:05
    Enviado por: eden camargo

    a compra de dividas e uma boa saida para quem deve em muitos bancos? ate que ponto isto seira uma boa saida? grato

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/07/2010 - 18:28
    Enviado por: diorama fernandes

    negociei uma divida com um escritório de advocacia,com 7cheques de 270 reais,dos quais 3 já foram descontados,alem de ter pago as custas. ocorre que em pesquisa de crédito meu nome não está no cpc e no serasa,mas aparece uma cobrança extra judicial.quero saber se isto não pode ser resolvido uma vez que o referido advogado não me atende de jeito nenhum.grata diorama

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/07/2010 - 22:55
    Enviado por: Allan Jones

    olá estou devendo no cartao de credito estava pagando o minimo porem gerou encargos extremamentes abusivos, negociei em parcelar a minha divida porem continua extremamente alta se chama parlamento total da fatura. hj estou com muita dificuldade de pagar o valor parcelado, recebo 800,00 reais por mes, porem minha divida eh de 1539,00 em 12 vezes. como faço, estou pensando em deixar de pagar pois assim possa negociar de melhor forma no futuro, nao sei como proceder, devo ir na justiça?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/07/2010 - 07:53
    Enviado por: Luiz Henriques

    tenho um debito imobiliario com a caixa economica de atraso em 5 prestações do meu con trato, fui até a cef para negociar o pagamento, eles só aceita pagar o valor total R$ 2.000,00 só tinha R$ 1.300,00 então deposite na conta já que o pagamento é em debito automatico, apos um mes voltei para quitar o debito e pra surpresa a caixa já havia me tomado o imovel, e hoje não faz nenhum tipo de negociação, pois o valor que devia depositei na conta e esta la o valor devido a caixa, o que posso fazeer pra recuperar meu imovel.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/07/2010 - 23:16
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não encontramos irregularidade no procedimento da Caixa, já que houve pagamento de valor insuficiente em relação á dívida.Procure um advogado e tente questionar o banco na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/07/2010 - 13:38
    Enviado por: eudes

    boa tarde! tenho uma divida com o banco itaú com atraso de 69 dias,por causa do atraso estão me cobrando um valor pouco mais de 100%! quase caí para trás quando fui informado do valor atualizado! tenho certeza que tem abuso nisso! como devo proceder? desde já agradeço!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/07/2010 - 07:37
    Enviado por: Mayara M

    Bom dia, atrasei algumas parcelas do meu cartão de crédito e havia retirado dinheiro do meu especial. Quando fui movimentar minha conta para ver meu saldo para providênciar o depósito do valor do especial, não consegui movimentá-la. Fui até o gerente e perguntei o porquê. Ele disse que pelo fato de meu cartão estar atrasado a 4 meses, minha conta teria sido encerrada e eu deveria fazer a quitação da dívida. Porém, as dificuldades apresentadas por ele para a quitação do mesmo, me imperam de realizá-las. Recebi uma carta de uma empresa de liquidação de dívidas que me dava um bom desconto no valor da dívida do meu cartão, só que a carta chegou em atraso em minha residência, voltei ao banco que estava sob novas gerencias, pois estao em faze de mudança de nomes e eles me disseram que por passar 3 dias do prazo estipulado, não poderia ser pago e pedi o valor da dívida. Me apresentaram um valor maior que o valor da dívida, desencado por juros. Pedi o parcelamento, e paguei uma parcela. Se eu conseguir contato com a empresa que liquida as dívidas da qual recebi a carta e eles me repassarem um valor menor que eu consegui no banco, posso pedir um refinanciamento da dívida pedindo que levem em consideração o que já foi pago? E pela mudança de nomes, o outro banco que esta gerenciando o mesmo pode me cobrar juros além do que eu pagarei?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/07/2010 - 23:11
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Muito confuso seu relato, há uma série de problemas envolvendo sua conta. O melhor a fazer é buscar ajuda no Procon sobre os procedimentos que o banco tomou, que achamos, pelo pouco que pudemos entender, que são ilegais.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/07/2010 - 19:07
    Enviado por: Carlos

    Boa noite
    Estou precisando de ajuda
    Comprei um carro parcelado em 48x, devido a problemas financeiros parei de pagar restando ainda 20 parcelas,sou do rj e comprei o veiculo em mato grosso do sul, a divida chega a R$ 9.500,00, eu contatei o banco itau afim de renegociar a divida,eles me passaram um numero de uma finaceira chamada RBZ, no caso o carro ja esta em busca e apreensao, o carro estava em uma oficina no rj e por isso nao foi localizado,pois bem, a RBZ me fez uma proposta para quitar o veiculo de 30% do valor total da divida, no caso R$3.000,00, me enviaram ate um boleto para pagamento desse valor,eu tenho este valor no momento e quero quitar o carro, porem estou receioso, nao sei o procedimento certo nesse caso, o que devo fazer?
    Outra duvida. Eu perdi os documentos deste veiculo, neste caso o que devo fazer para tirar a segunda via no detran?
    o que fazer para vistoriar?
    desculpe tantas perguntas, por favor me responda

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/07/2010 - 22:47
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Se você recebeu a proposta e o boleto, não há porque não aceitar e não pagar. Consulte uma dvogado por via das dúvidas. A segunda via do documetno tem de ser requisitada pessoalmente no Detran, assim como a vistoria.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 08/07/2010 - 09:32
    Enviado por: Cleiton

    - Tenho uma divida que foi feita no ano 2007 no banco do brasil e estou recebendo cartas de cobrança e incluso no SPC e Serasa por outra empresa e nunca assine nada com esta empresa, a divida pode ser considerada como inexistente?
    - E se eu quiser negociar com o BB eles não são obrigados a receber?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 09/07/2010 - 00:22
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco não é obrigado a receber nem a aceitar a sua proposta de negociação. Quanto a uma dívida que você desconhece, peça ao banco que prove que o débito é seu e depois recorra ao Procon e ao Juizado Especial Cível pedindo indenização por danos morais, desde que fique privado que o banco errou.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/07/2010 - 14:49
    Enviado por: marco

    Prezados boa tarde!
    Li algumas respostas sobre os comentarios apresentados e queria assim expor a minha situação:
    – para negociar as dividas de pessoa juridica com o banco, entendi que procon não vai puder interverir.
    Mas acontece que tinha uma loja, fiz um emprestimo com o banco,mas infelizmente a minha esposa teve problemas de saude e não conseguimos dar seguimento ao negocio.
    Até resolver os problemas de saude,não tinha entrando em acordo com o banco. Após a saude da minha esposa ter sido um pouco restabelecida, fui ao banco negociar a divida;
    A minha posição era pagar os juros, mas em longo prazo. O banco não aceitou e deu-me condições quase impossiveis de pagar.
    Queria perguntar: um advogado puderia ou teria condições de negociar melhor a divida com o banco ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/07/2010 - 21:44
    Enviado por: Marcelo

    Olá boa noite,
    Gostaria de uma orientação, tenho uma divída em uma empresa privada desde 2008, no qual fiz em 7x uma entrada + 6x de 96,00, na época tive problemas financeiros e acabei não pagando, o que ocorre é que pelo menos há 1 mês venho tentando contato com a empresa no intuíto de quitar a dívida, porém cada vez que eu ligo eles me enrolam dizendo que esta fazendo levantamento e que vão me ligar, não sei mais o que fazer, pretendo quitar a divída mas a empresa não esta disposta a fazer o possível acordo.
    Por favor me ajudem!!

    Att.

    Marcelo

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/07/2010 - 23:11
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento, não podemos ajudar. Se as dificuldades persistirem, só resta contratar um advogado e acionar a empresa na Justiça, inclusive pedindo indenização por danos morais.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 13/07/2010 - 08:46
    Enviado por: Marina

    Bom dia. Há mais ou menos 1 ano tive uma conta encerrada pela CEF com saldo negativo de R$ 1.000,00. Estou tentando negociar mas o valor ja está na faixa de R$ 2.000,00 (o dobro!!!). Será que existe a possibilidade de a CEF aceitar meu saldo de FGTS inativo como parte do pagamento da dívida?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/07/2010 - 12:13
    Enviado por: carlos eduardo

    tenho uma divida no banco do brasil e eles passaram minha divida para outra emprasa eles podem faser isso? ea outra empresa quer negosia um abisurdo

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/07/2010 - 14:30
    Enviado por: Marcelo

    Prezado Marcelo Moreira boa tarde,

    O Procon poderia me ajudar de alguma forma nesta solicitação? ou até mesmo o setor de Pequenas Causas no Fórum por exemplo?

    Grato

    Marcelo

    12/07/2010 – 23:11
    Enviado por: Marcelo Moreira
    Lamento, não podemos ajudar. Se as dificuldades persistirem, só resta contratar um advogado e acionar a empresa na Justiça, inclusive pedindo indenização por danos morais.

    responder este comentário

    Olá boa noite,
    Gostaria de uma orientação, tenho uma divída em uma empresa privada desde 2008, no qual fiz em 7x uma entrada + 6x de 96,00, na época tive problemas financeiros e acabei não pagando, o que ocorre é que pelo menos há 1 mês venho tentando contato com a empresa no intuíto de quitar a dívida, porém cada vez que eu ligo eles me enrolam dizendo que esta fazendo levantamento e que vão me ligar, não sei mais o que fazer, pretendo quitar a divída mas a empresa não esta disposta a fazer o possível acordo.
    Por favor me ajudem!!

    Att.

    Marcelo

    responder este comentário denunciar abuso

    • 13/07/2010 - 22:23
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Até podem ajudar, mas talvez demore. O melhor a fazer é procurar um advogado e acionar judicialmente a empresa, de forma efetiva. Uma ação judicial talvez seja mais eficaz para forçar a empresa a dar as caras.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 14/07/2010 - 17:50
    Enviado por: Luciane

    Boa Tarde, Tenho um fianciamento com a CEF de um imóvel, estou passando por dificuldades financeiras e estou com algumas parcelas em atraso, gostaria de saber se posso perder meu imóvel? Este é o único imóvel que tenho, vou ter que brigar na justiça?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/07/2010 - 15:38
    Enviado por: Bruno

    Boa tarde!
    Estou numa bola de neve no cheque especial e está comprometendo minha empresa, pois estou pagando juros altos e não está sobrando para pagar fornecedores e as contas, tenho uma linha de credito mais barata tbm chamada conta garantida, pq em um cheque especial paga-se 10% de juros e na conta garantida paga-se 2%?? O banco nao poderia me deixar só na que cobra 2%, reduzindo meu juros a pagar mensal e eu conseguir sair dessa!!? Sei que o banco que tirar o máximo de mim, mas assim vou a falencia e emprego umas 300 pessoas indiretamente.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/07/2010 - 15:47
    Enviado por: Karina

    O Banco aumentou o meu limite sem eu pedir e ainda debitou da minha conta um seguro, sem eu pedir e assinar nada, isso pode??? Ele fez uma venda casada e guela abaixo. De tanto juros que cobram…posso eu processá-lo e com o dinheiro da indenização pagar minha dívida com ele, ou simplesmente um acordo para diminuição da taxa de juros, um desconto nos juros abusivos?!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 15/07/2010 - 22:18
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco não pode fazer isso e deve ser processado, se for o caso. Faça uma queixa no Procon e acione o Juizado Especial Cível.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 15/07/2010 - 20:34
    Enviado por: elaine

    ola, tenho algumas pendencias que levaram o meu nome ao spc e serasa quero saber se e mais vantajoso e confiavel procurar os credores para negociar as dividas ou contratar uma empresa de reabilitaçao de credito com qual sairia mais em conta, aguardo resposta.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 15/07/2010 - 22:08
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento, não damso esse tipo de conselho, só orientação sobre questões objetivas. Você terá que fazer uma pequisa por conta própria ou pedir a ajuda de um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 16/07/2010 - 13:59
    Enviado por: Leandro

    Olá ! Tenho uma empresa, conta juridica no banco,e tenho uma divida de 20.000 no cheque especial,um empréstimo de 30.000 na mesma conta, onde só foram pagas 4 parcelas e um veiculo de 22.000 parcelas em 48 vezes, já foram pagas 5 parcelas do veiculo, em débito automático na conta.
    O banco não quer negociar o cheque especial. Posso fechar a conta ? A divida caduca em 5 anos ? O que devo fazer ? Estou deseperado !

    responder este comentário denunciar abuso

    • 16/07/2010 - 16:54
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O que pode fazer? Pagar a dívida. Não há outra alternativa. Dívida não caduca nunca, senão o país inteiro deixaria de pagar as contas. O que caduca é o nome incluído no SPC depois de cinco anos. O banco tem o direito de exigir o pagamento da forma como for conveniente para a empresa. Tente a ajuda de um advogado para renegociar a dívida ou questioná-la na Justiça, embora com poucas chances de êxito.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 16/07/2010 - 17:45
    Enviado por: Victor Souza

    Olá, amigão estou com um grande problema, a questão é a seguinte: Paguei 85% das prestações do meu carro, só que o Banco Itaú está cogitando a possibilidade de tomar o meu carro, pois estou na 3ª Prestação atrasada e no caso eu sempre estou pagando as prestações mesmo atrasadas eu estou lá pagando firmemente. Fiz um contrato com eles que no caso o meu carro estava na época avaliado em 12mil reais, e com os JUROS SOBRE JUROS eu vou pagar 23mil reais, ou seja paguei o dobro e mais um pouco (como fui burro), a representante do banco Itaú já me pressionou várias vezes pra eu pagar, sendo que eu estabeleci pra ela um prazo para que eu consiga o dinheiro que seria dia 20 deste mês, só que mesmo assim ela ligou em casa hoje, e várias foram as vezes que ela ligava e eu desligava o telefone quando ela me retornava (na certa com raiva). E eu queria saber se eu poderia entrar com um processo contra ela por Pertubação prevista na Lei das Contravenções Penais Art.42 Inciso II. E se no caso, se o banco tomar o carro se eu tenho algum ressarcimento devido eu ter pago 85% do valor do contrato.

    Creio eu que o juiz tenha que agir com o principio da razoabilidade.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 16/07/2010 - 18:49
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Até pode, mas acredito que será uma briga inglória, já que terá de provar que foi importunado de forma ostensiva. Consulte um advogado e veja se é o caso de processo ou se é o caso de acionar o Juizado Especial Cível.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 20/07/2010 - 00:05
    Enviado por: William

    olá,tenho uma divida no banco bradesco entre emprestimo,cartao de credito,limite.fui ate o banco fiz uma negociaçao,o valor da divida é de mais ou menos 4 mil,no ato da negociaçao fui informado que minha divida estava em 7 mil (de outubro de 2009 a março 2010)parcelei,assinei um contrato mais quando somei as parçelas davam quase 13 mil reais isso em 48x.nao pude pagar nenhuma.relatei que nao tinha interesse em debito em conta das parcelas mais o gerente falou que essa era a unica forma.alem disso estavam me cobrando encargos de conta corrente isso eu sem usar absolutamente nada.quero um auxilio de como devo proceder para quitar isso sem pagar absurdos de juros.helllllllp´..

    responder este comentário denunciar abuso

    • 21/07/2010 - 19:30
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Entendemos que os procedimentos do banco estão corretos. Se não concorda, tente uma renegociação com a ajuda do Procon.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 20/07/2010 - 19:52
    Enviado por: Glasiela

    Boa Noite!!!
    Fiz uma negociação junto ao Banco ABN-Real-Santander uma dívida de R49.000,00 e parcelei em 48 parcelas na valor de R$453,00 mensais. Este acordo foi feito em 2009 com vencimento da 1 parcela para 21.04.2009. Paguei algumas parcelas em dia e nos últimos meses estou atrasada e cheguei acumular 02 parcelas. O fato é que não estou conseguindo pagar o valor acordado em 2009, pois a minha renda mensal diminuiu consideravelmente e não posso assumir esse valor mensal. Além de que os juros cobrados pelo atraso das parcelas são absurdos, dificultando ainda mais o pagamento das parcelas em atraso. O banco não aceita um novo acordo, então qual o procedimento mais correto? Não quero deixar de pagar, mas este valor tem que ser revisto para um valor menor, dentro das minhas possibilidades. Por favor, me ajudem me dando uma orientaçãojurídica.
    Desde já agradeço,
    Abraços.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 21/07/2010 - 17:50
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco não tem obrigação de aceitar um acordo nos seus termos. É exatamente o contrário, o devedor é que temd e se adequar às exigências do credor. A cobrança não apresenta nenhuma irregularidade. Se as tentativas de renegociação não derem certo, só resta questionar os valores na Justiça, com poucas chances de sucesso.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 20/07/2010 - 19:55
    Enviado por: Glasiela

    Boa Noite!!
    O valor da minha dívida inicial é de R$9.000,00 e não R$49.000,oo como apresentou no comentário anterior.
    Obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/07/2010 - 10:00
    Enviado por: Rosimeire

    tenho uma dívida com cartão de crédito no valor de R$1800,00, a empresa de cobrança contratada pelo banco disseram que vão entrar na justiça no momento não tenho condições de pagar embora reconheça a dívida eles me disseram que posso ter bens penhorados mas não tenho nada em meu nome a casa aque moro está no nome de meu esposo eles podem penhorar essa casa ou retirar qualquer móvel de minha casa? O posso fazer ?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 23/07/2010 - 00:22
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Se você for casa em comunhão de bens é possível que tentem penhorar a casa. Você precisa de um advogado para questionar na Justiça a tentativa de penhora e processo.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 23/07/2010 - 03:05
    Enviado por: Raphael

    Ola, tenho uma conta juridica no Banco do Brasil, tenho o BB Giro Rapido + Cheque especial em dividas no valor de R$17,000.00 reais, fui ao banco e a gerente me informou que devo pagar a divida, até ae tudo bem, o problema é que fui tentar negociar ae ela veio com um papo assim, ela poderia tirar todo o juros e multas, pagando este valor iria quitar o debito, mais ae ela falou que o valor do juros que ela tirou, iria fica la no banco do brasil como devedor, isso iria afetar futuros emprestimos ou qualquer outra coisa tanto na conta juridica quanto na conta pessoal, mais o maior problema é que ela tambem falou que afetaria os bancos federal, isso quer dizer que se eu quizer fazer um financiamento pela caixa de uma casa, eu não iria consegui. O Banco do Brasil pode fazer isto??? negociar uma duvida depois deixar marcado meu cpf com esta divida e passar esta marca inclusive para a CEF???

    responder este comentário denunciar abuso

    • 23/07/2010 - 19:12
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não deu para entender. Se quitar a dívida, ou parcelá-la, não haveria restrição alguma. Se não pagar, haverá restrição para qualquer financiamento futuro.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 23/07/2010 - 21:51
    Enviado por: Raphael

    Não, é assim. A gerente disse que pode tirar os juros para fazer uma quitação, mais que esse valor dos juros ficaria como divida só no banco do brasil. Tipo nunca irião me cobrar, mais disse que atrapalharia em um futuro ou até mesmo num emprestimo em outro banco federal como a CEF.. Estou preocupado pois apos quitar essa divida e ter meu nome limpo, irei fazer um financiamento pela CEF…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 23/07/2010 - 23:46
    Enviado por: Cunha

    Boa noite.
    Tenho um problema e acho que vocês podem me esclarecer algumas coisas.
    Tenho uma pendência no meu nome da antiga Brasil Telecom (empresa telefonica).
    Eu tinha um telefone fixo no ano de 2003, neste mesmo ano a linha foi cancelada, mas ficaram algumas faturas abertas e meu nome foi negativado. Em 2006, fiz por telefone um acordo parcelado para limpar o meu nome, porém só consegui pagar uma parcela do acordo.
    O fato é que o meu nome esta negativado até hoje por uma empresa chamada Atlântico Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios MP. Eles estão cobrando para a Brasil Telecom.
    Eis as minhas dúvidas. A minha dívida é de 2003 ou de 2006? Se for de 2003, eles já perderam o direito de cobrar pelo fato da dívida já ter caducado? Neste caso, qual a melhor maneira que devo proceder? Ou eles estão certos, no momento que fiz o acordo em 2006 a dívida foi renovada? Qual o embasamento legal? Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 24/07/2010 - 00:43
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Dívidas não caducam nunca. O nome sai do SPC depois de cinco anos, mas as dívidas permanecem e podem continuar a ser cobradas. Procure um advogado para ajudá-lo na renegociação.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/07/2010 - 11:14
    Enviado por: Antoniela

    Bom dia!
    Temos um imóvel financiado pela CEF, mas devido a problemas de saúde estamos com 10 prestações atrasadas. A CEF nem manda mais as prestações para pagarmos. É o único imóvel que temos. Gostaríamos de renegociar a dívida e normalizarmos os pagamentos, mas como já foi feito isso uma vez, a CEF informou que não seria possível. Corremos o risco de perder a casa? A CEF pode nos enviar uma ordem de despejo? Minha mãe pagou R$ 80.000,00 para o antigo dono da casa e o restante foi financiado pela caixa R$ 40.000,00. Já pagamos mais de 4 anos aproximadamente – R$ 700,00 por mês. A CEF pode retirar a casa? Desde já agradeço sua atenção!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 26/07/2010 - 18:34
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Pode sim, já que existe uma inadimplência grade. Procure um advogado para ajudar em nova tentativa de renegociação.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 27/07/2010 - 10:01
    Enviado por: Veronica

    Olá! Tenho uma dívida com o Banco do Brasil que fiz a negociação em 22/07/2009 e até hj só paguei 2 prestações por outros problemas que estou passando..no entanto, hj quando fui ao banco sacar meu salário de R$ 408,00 eles debitaram!Fiquei sem dinheiro este mês..e a negociação vence dia 22/08/2010. O que faço?E se caso o Banco não renegociar?

    Antecipadamente Agradecida!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 27/07/2010 - 19:04
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco não pode tirar dinheiro das contas sem o conhecimento do cliente. Reclame no Procon e procure um advogado se não houver solução.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 27/07/2010 - 17:52
    Enviado por: Uelinton

    Tenho uma dívida com o banco Santander em torno de R$:20.000,00, consegui um acordo de R$:800,00 em 05 parcelas,
    consegui pagar 04 na última fiquei desempregado e não tive como pagar, hoje eles transferiram a dívida para uma empresa de cobrança que está irredutível no valor alegando que o contrato foi cancelado e que a dívida retornou ao valor original.
    Como devo proceder? Justiça?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 27/07/2010 - 18:28
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A Justiça geralmente é o último recurso para qualquer coisa, então pode ser uma opção, mas o procedimento da empresa é absolutamente legal. Renegociar é o jeito, pois a sua derrota na Justiça será bastante provável.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 30/07/2010 - 13:52
      Enviado por: Gerson

      Observe que a dívida de R$20.000,00 virou R$ 4.000,00.
      Vc pagou 04 parcelas. 50% da dívida.Observe a prática
      abusiva dos juros aplicado.
      Aconselho a vc esperar que logo irão fazer uma proposta a vc.
      Último caso entre na Justiça.RH
      PS. O TJ do Rio de Janeiro definiu que dívidas vencidas há mais de 03 anos não poderão ser cobradas

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/07/2010 - 09:42
    Enviado por: Marcelo

    Bom dia! Comprei um carro através de financiamento leasing pelo Banco Fiat em 60 prestações. Um advogado analisou meu contrato e informou que as cobranças de juros estão abusivos, e que por R$1.500 ele entra com uma ação contra a financeira e reduz o valor das parcelas e consegue ressarcimento do que já foi pago indevidamente. Só que segundo ele não é garantido que eu ganhe a ação, mas de qualquer forma teria que pagar os R$1.500, e caso ganhe eu teria que pagar ainda uma porcetagem do que for ressarcido. A dúvida é: eu consigo fazer esse processo de negociação das parcelas diretamente com a financeira? O que devo fazer? O pagamento da parcela está em dia e já paguei 25 parcelas. Muito obrigado e parabéns por esse auxílio aos leitores do jornal e do blog!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/07/2010 - 18:18
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Você precisa entrar em contato com a financeira e renegociar o contrato, propondo uma revissão de juros, mas a empresa tem todo o direito de negar a revisão. Peça a ajuda de um contador para refazer os cálculos e verificar se realmente os juros estão abusivos.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/07/2010 - 10:13
    Enviado por: Fabiana

    Bom dia! Tenho uma divida no itau, dizendo que esta no valor de 16000,00, e se eu pagar hoje fica em 790,00, mas nao tenho todo esse valor, mesmo pq nem é minha a divida, mas enfim, como é meu noe tenho que pagar, como faço para renegociar o valor, pois posso pagar uns 300,00, mas a empresa de cobrança esta irredutivel….Se eu for direto na banco, o gerente consegue baixar o esse valor?
    5w7s

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/07/2010 - 11:24
    Enviado por: sidneia dos santos oliveira

    bom dia tenho uma divida no banco do brasil ha 3 anos,e o meu esta no serasa,por não ter fechado a minha conta salario,o que devo fazer

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/07/2010 - 19:27
    Enviado por: Luiz Henrique

    Estou com problemas para pagar minha dívida com o banco Panamericano,meu cheque voltou e ligaram avisando que vai pra protesto,não entendo sobre isso,estou desesperado.Será que vão bater a minha porta,corro o risco de ir preso,é a primeira vez que isso me acontece.Tenho dúvidas,grato se me responder e tirar minha dúvida.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/08/2010 - 22:00
    Enviado por: Antonio Vicente

    Boa noite,

    Preciso de orientações sobre 02 finaciamentos com cheques que tenho com o Panamericano desde outubro de 2008, na qual devido problemas de saúde na minha familia ( acidente )não tive como continuar pagando estes finaciamentos a partir desta data; 01 finaciamento de R$ 3.400.00 em 36x de 352.00 do qual paguei 14x e ficando 22x a pagar; e o outro finaciamento foi de 24x de R$ 662.00 do qual paguei apenas 6x na epoca restando 18x.
    .
    A partir dair começaram as cobranças,e a me precionarem até eu fazer uma renegociação em junho de 2009 em 02 escritorios diferentes no qual estes valores tripicaram;
    e eles alegaram que eu renociandos estes contratos estaria ajudando eles a terem o nome limpo no banco central para continuarem a emprestar dinheiro no mercado, e ao mesmo tempo; mesmo eu não conseguindo pagar os novos contratos
    que não se preocupa-se que quando fosse uns 06 meses depois o Banco faria novas propostas com até 70% de desconto para quitações destes contratos.

    Eu estava tão desorientado que aceitei estes acordos e as dividas que eram de R$ 3.400.00 em 352.00, pasou para R$ 11.928.00 em 24x de 497.00 e a outra de R$ 8.000.00 em 24 x 662.00 passou para 17.300.00 em 20x de 865.00 Mesmo sabendo que não ia ter condições de quitar estes valores na quele momento.

    e o pior as folhas que recebir não era um contrato, apenas uma copia de 01 folha com os dados pessoais dizendo e escrito que era renegociação e na parte de cima Da folha apenas Termo de adesão a contrato a abertura de credito e assinei uma folha para cada uma das renegociação Notas promissoria.

    Obs. Gostaria de saber se teria como eu renegociar direto com o banco panamericano apenas os primeiros contratos, Ãnulando as renegociações feitas nos escritorios de cobranças com juros altos.

    Me oriente pelo Amor de Deus!

    De como devo proceder? e estas promissorias podem serem anuladas?

    Desde já agradeço a atenção e ajuda.

    Att.
    Antonio

    responder este comentário denunciar abuso

    • 02/08/2010 - 18:05
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há muito o que fazer, no máximo questinar os valores na Justiça para tentar verificar se houve abusos na cobrança. A dívida terá de ser paga. Tente renegociar com a ajudad e um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 03/08/2010 - 07:52
    Enviado por: soraya de paula

    Bom dia,
    eu tenho dividas da minha empresa em varios bancos em giro e cheque especial.por volta de 300.000,00 nao consigo pagar de forma alguma, faço emprestimos e mais emprestimos para estar em dia com elas. o que devo fazer , tenho 1 casa que por causa das dividas nao sobra $$ nem para passar a escritura, posso perde-la? sendo que o fiador e avalista dessas dividas é o meu marido, só nao posso perder esse unico bem que é nossa casa e por esse motivo fico fazendo amis emprestimos.
    devo continuar tentando arrumar $$$ emprestado para pagar oudeixo tudo explodir e espero para fazer acordo? Isso sujará o nome do fiador e avalista? muito obrigada!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 03/08/2010 - 17:52
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Por questões éticas não podemos dar sugestões em casos como o seu. Você precisa de ajuda especializada de um consultor financeiro, que vai analisar a renda de sua família e ver o que é possível propor. Existe sim o risco de casa ser penhorada por conta das dívidas. Se isso ocorrer, voc~es precisarão de um advogado para tentar evitar a penhora na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 04/08/2010 - 15:25
    Enviado por: clever siqueira

    estou com divida na imobilaria que compreia minha casa eles colocaram na justiça e mandaran uma notificaçao extra judicial onten ja fui la etentei negoçiar a divida eles nao aceitarao soqueirem ovalor avista 18,00000 oque fazer antes ou entrego a casa na epoca era so oterreno agora tem casa ja tentei vender mas nao consigo . obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

    • 04/08/2010 - 19:27
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos dizer o que fazer. Se a dívida é legítima, então procure tentar negoicar, com a ajuda de um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/08/2010 - 11:12
    Enviado por: Eduardo

    Olá,

    Tenho praticamente meu salário todo comprometido com algumas despesas da família e algumas dívidas, muitas delas não consigo pagar. A situação é complicada pois não encontro uma maneira de conseguir uma segunda renda pois tenho que estudar à noite e aos sábados, nos finais de semana preciso atenter a minha família e o aumento de salário sempre fica pra depois. Minha dívida é com empréstimos pessoais, cheques, comércio e cartão de crédito, mais ou menos uns R$ 3.000, minha esposa e eu ganhamos em torno de R$ 900 líquidos. Quero acertar as dívidas mas não sei como…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/08/2010 - 12:20
    Enviado por: Fabrício

    Tenho uma empresa e ela não vai bem. Abri esta empresa em sociedade com minha sogra (para se tornar LTDA). Nesses anos acumulei uma dívida de R$ 110 mil com o Banco do Brasil. Provavelmente minha empresa não dure até Outubro. Se eu fechá-la, o que vai acontecer com a dívida no tempo (Morre com a empresa? Morre daqui 5 anos?). Nos empréstimos, eu e minha esposa estamos como fiadores (temos somente um carro no valor de R$ 20 mil, mais nada). O que vai acontecer conosco (dívidas). Existe algum orgão que possa me aconselhar sobre o que fazer (sem custos)?
    Obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

    • 09/08/2010 - 18:17
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não temos como ajudar, essa é uma questão de direito comercial, e não de defesa do consumidor. Tente a ajuda do Sebrae, mas não tenha a ilusão de que conseguirá a ajuda sem ter de pagar nada.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 10/08/2010 - 13:46
    Enviado por: janilson

    tenho uma divida em uma loja
    tentei negociar mais disseram
    que não aceitavam o pagamento parcelado
    e eu não posso pagar todo o que faço?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 10/08/2010 - 18:17
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Pagar ou tentar nova negociação. O credor tem o direito de exigir o pagamento da melhor forma que lhe convier.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/08/2010 - 19:23
    Enviado por: CRISTINA

    Meu problema é gigante, construimos uma casa e meu rido pegou 35.000,00de agiota agora não sabemos o que faer, deve banco e esta com nome sujo, preciso de uma orientação me ajudem

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/08/2010 - 20:50
    Enviado por: Marcelo

    Comprei um carro por leasing e estou inadiplente desde fevereiro deste ano, ha 20 dias renegociei e ficaram de dar a confirmação da renegociação num periodo de 5 dias, não me retornaram e quando voltei a entrar em contato me disseram que foi para protesto e agora além de aumentarem os valores do saldo devedor ainda estão cobrando valores de quebra de contrato e valores de cartorio.
    Ja tentei conversa com a empresa de cobrança e ate agora não conseguimos entrar em acordo
    Há algum meio de não cobrar essas taxas e uma possivel diminuição dos juros???

    responder este comentário denunciar abuso

    • 11/08/2010 - 22:00
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não. A empresa tem o direito de se recusar a negociar. Uma possibilidade é questionar a dívida na Justiça, mas as chances de ganhar são poucas.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 12/08/2010 - 15:56
    Enviado por: Eduardo

    Não sei porquê todos os comentários foram respondidos menos o meu….

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/08/2010 - 20:09
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Você fez um comentário, uma reflexão, não uma pergunta. Não podemos ajudar no seu caso. Suas dívidas são muito maiores do qeu seus rendimentos. Portanto, não é um caso de defesa do consumidor, você precisa de um consultor financeiro, coisa que não somos nem fazemos. Procure um ou avalie a hipótese de pedir empréstimo em banco para quitar as dívidas mais urgentes.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 12/08/2010 - 20:07
    Enviado por: Felipe

    estou com um debito em um banco no cheque especial, tentei negociar e o gerente falou que nao tem como negociar o débito pois esta no cheque especial, realmente nao posso fazer parcelamento neste caso???

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/08/2010 - 20:32
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Depende das regras de cada instituição. Geralmente, nestes casos, os bancos não parcelam. Procure outra forma de negociação.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 13/08/2010 - 10:59
    Enviado por: Regina

    Tenho 1 cartão de crédito do Itaupersonalite., estou atrasada desde 20/07/2010., essa divida é de R$ 7.210,00, liguei para a operadora do cartão para ver se posso parcelar esse saldo.O que me deixou estarrecida é que eles não parcelam.
    Pelo q estou vendo vai chegar + 1 fatura para pagar no valor minimo.,e eu sempre devedora cada vez mais no banco.Como saí do emprego no meio de julho n pude pagar pois estava no aguardo do acerto por conta da firma.Fui ao banco mas mesmo querendo liquidar minha divida está em R$ 8.300,00.Por favor me passe as providencias q tenho q tomar.grata

    responder este comentário denunciar abuso

    • 13/08/2010 - 19:00
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco tem direito de nãp aceitar parcelar. Consulte um advogado para ver se é viável questionar a dpivida na JUstiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 14/08/2010 - 18:09
    Enviado por: viviane

    Preciso urgentemente de uma informação e se possivel uma ajuda de um advogado.
    Meu caso começou em 2006.
    tenho um cartão de credito mastercard da credicard itau.
    precissei viajar no periodo de outubro a serviço e fiquei por volta de 3 meses sem pagar a fatura do cartão,
    quando cheguei a fatura estava com valor de R$3987,42, efetuei o pagamento minimo de R$1800,
    quando fui utilizar o cartão ele estava bloqueado, até ai tudo bem.
    Ligue para a central de atendimento e me informaram que estava bloqueado pois já havia 90 dias que não era registrado nenhum pagamento.
    Informei sobre o pagamento que tinha sido feito e me informara que não havia registro, daí liguei para o banco que tambem não conseguiu logalizar o pagamento.Depois de uma semana liguei novamente ao atendimento e me informaram sobre o registro de R$1800, então fizemos um acordo.
    Este valor seria como entrada da negociação pois o cartão já estava bloqueado.
    fimz um acordo mensal de 12 ou 14 vezes não me lembro de R$149,00 mensais para pagamento todo dia 07 de cada mes.
    Quando chegou no mes seguinte entrei em contato novamente, pois a fatura não havia chegado e me informaram que não havia registro de nenhuma negociação e tentaram fazer uma nova
    negociação com o valor das parcelas de 24 vezes de R$492,00, mais que o dobro eu não concordei pois o erro estava no atendimento e não meu.
    falei na central de atendimento referente ao acordo, para verificarem na gravação que falam que tem para verificar que fiz o acordo, mais acho que essa gravação não existe,
    pois a operadora disse que não poderia fazer nada, somente tentar uma nova negociação.
    Deste então venho tentando negociar e não consigo o valor hoje está R$18.000,00mil e não tenho este dinheiro as parcelas estão muito altas.
    Verifiquei o valor da divida que enviaram ao cartorio e é de mais de R$4.000,00.Como isso pode acontecer se antes de ir para cartorio eu paguei o valor de R$1.800.?
    Se a fatura era por volta de R$3.987,00 eu paguei R$1.800, e foi para cardorio um valor acima de R$4.000?
    pode por gentileza me ajudar pois preciso limpar meu nome, não consigo comprar mais nada depois desde ocorrido, por favor me ajuda me de uma luz.
    posso tentar acordo para pagar somente o que estou devendo sem os juros?
    pois o erro não foi meu.Posso processar o credicard?
    fico no aguardo de alguma informação.
    Desde de já meus agradecimentos.
    no aguardo.

    grata.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 14/08/2010 - 20:59
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Contrate um advogado e questione a dívida na Justiça, para depois processar o banco e a administradora de cartão de crédito.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 16/08/2010 - 20:41
    Enviado por: Amelia Perez

    Devo no cheque especial do Banco do Brasil ha mais de 9 anos. Foi para o Serasa e o meu CPF esta inativo ha mais ou menos 6 anos. Se eu comprar um imovel, o Banco do Brasil pode toma-lo?
    grata,

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/08/2010 - 13:39
    Enviado por: flavio jose xavier de oliveira

    comprei uma estrada 2003 e financiei 21 mil quanto devo pagar realmemte pois as pestaçoes e 60x 718,00 o juro esta acima muito acima devo procura o banco aymore para ver se esse juro cai ou nao.o que fazer .o que ganho 60% epara essa prestaçao e nao estou conseguindo pagar

    responder este comentário denunciar abuso

  • 19/08/2010 - 20:51
    Enviado por: Helio Balbino

    Tenho uma dívida junto a American Express Card de cerca de 6.000,00. O escritório de cobrança diz que só consegue fazer um acordo de 10x 600,00, sendo que fica um valor muito elevado para que eu consiga honrar. Existe alguma maneira de conseguir um parcelamento dentro do meu orçamento, pois o setor de cobrança do escritório esta irredutível????

    responder este comentário denunciar abuso

    • 19/08/2010 - 20:55
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não. O credor não é obrigado a aceitar as condições de pagamento do devedor, é exatamente o contrário, o devedor é que está sujeito às exigências do credor. Pode-se até questionar a dívida na Justiça, mas no seu caso as chances de sucesso são pequenas, já que você não questiona a legalidade da dpivida.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 20/08/2010 - 12:03
    Enviado por: sandra marques

    tenho umadivida no mastercard so pago um pouco do minimo mas no consigo quitar minha divida quando vem a fatura vem qase o valor que paguei ja liguei la para refinanciar eles nao fazem isso qe faco

    responder este comentário denunciar abuso

    • 20/08/2010 - 19:11
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Pague a dívida, não há outro jeito. Ou você contesta na Justiça, alegando que há abuso nos juros, ou paga. Não há outra alternativa.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 22/08/2010 - 19:10
    Enviado por: menescal

    EU GOSTARIA DE NEGUCIA A MINHA DIVIDA COM A CASA BAHIA;E A CASA BAHIA NAO MINDA UM LUZ COMO QUE FASO PRA NEGOCIA MINHA DIVIDA.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 23/08/2010 - 22:14
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não temos como ajudar. Só você pode negociar e ver quais são as condições que eles oferecem. Você, como devedor, tem de se submeter às exigências do credor. Se considerar aas exigências abusivas, vá à Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 25/08/2010 - 07:56
    Enviado por: gustavo

    Olá….
    Tenho serviço com uma empresa de internet,só que por problemas financeiros estou devendo uma parcela e não tenho como pagar e como me apertei vou pedir o cancelamento,mas tem uma multa de quebra de contrato em torno de R$ 600,00 mais uma parcela ref. o uso da internet ao mês. Vou tentar negociar com eles esse valor, mas parcelado, mas já estou sabendo que eles só parcelam em 3 vezes,e nessas parcelas não tenho como pagar,e gostaria de saber se eles são obrigados a parcelar em mais vezez uma forma cabivel dentro do meu orçamento,pois não estou me negando a pagar.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/08/2010 - 10:57
    Enviado por: Clau

    Por favor se puder me passar essa informação, eu negociei com a facul com cheque, os dois primeiros que eu dei depositei certinho… o último infelizmente não consegui cobrir todo o valor, isso por motivo de doença, só que fui com antecedência na Instituição pra renegociar novamente de uma forma que eu conseguisse quitar, só que eles não deram a mínima pra minha situação… e depositaram pela segunda vez… sendo que eu liguei avisando que iria tal dia p negociarmos… me oriente oque que eu faço agora, eles agiram de má fé e bloquearam a conta… me deixando numa situação pior ainda… me ajude …

    responder este comentário denunciar abuso

    • 25/08/2010 - 16:01
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há má-fé nenhuma na questão. A faculdade não tem obrigação nenhuma de negociar e depositou o cheque normalmente. Se não houve respeito à data do cheque pré-datado, é um risco que o consumidor corre. Você está inadimplente e tem de pagar. Se não houver acordo, tente a ajuda do Procon ou de um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 25/08/2010 - 11:07
    Enviado por: Tânia

    Bom dia!!O meu esposo tem uma dívida no banco do BRASIL há 3 anos,ele na época tentou negociar mas não teve acordo disserão a ele q ele tinha que pagar todos os juros,, na época que ele foi negociar isto a 1 ano atras A divida estava no valor de r$5.000,00 o no valor atual era r$500,00 ,,,ele tentou negociar mas o banco disse q não tem acordo de jeito nenhum,,o q eu acho q já se torna juros abusivos,,,,,Gostaria de saber,como q devo proceder diante desta situação?A quem devo procurar?
    Desde já agradeço.Att.Tânia.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/08/2010 - 11:59
    Enviado por: Marcelo

    Gostaria de saber se existe um órgão que possa me ajudar ou talvez até mesmo advogado algo do gênero referente a dívidas com a caixa econômica, neste caso é com o plano PAR (plano de arrendamento residencial), minha esposa possuí um apartamento, porém ficou alguns anos sem ser pago por vários motivos, hoje o apartamento está desocupado e preciso reaver, porém a financiadora responsável informa que não tem negociação e que já está em EXECUÇÂO, não fomos chamados para audiência nenhuma nem assinamos nenhum papel, e ainda solicitamos o cancelamento e nada foi feito. Neste momento quero reaver meu apartamento, mas a dívida está muito alta e a caixa diz que só pagando a vista, será que não existe nenhuma forma de reverter está situação?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 26/08/2010 - 17:08
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Em nossa opinião não há o que fazer a não ser pagar o que a Caixa exige, mas é melhor procurar um advogado especializado em questões imobiliárias.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/08/2010 - 21:49
    Enviado por: Antonio

    AMIGO GOSTARIA DE SABER SE POSSIVEL FOR O QUE DEVO FAZER,POIS EU COMPREI UM CARRO NA AGENCIA E O VALOR DO CARRO ERA DE 12 MIL,HOJE ELE NA PRAÇA O VALOR É DE 8 A 9 MIL,(gol 97)QUANDO EU ESTAVA EMPREGADO CONCLUI 22 PAGAMENTOS DE 478,00 E AINDA FALTAM 26,E AGORA ESTOU DESEMPRGADO E Ñ POSSO PAGAR O RESTANTE,JÁ ENTREI EM CONTATO COM O BANCO ITAU,E PRA QUITAR HOJE O CARRO FICA EM 9.589.00 REAIS,E SÓ TENHO A METADE E FIS MINHA PROPOSTA PRA ELES E ELES Ñ ACEITARAM,QUE DEVO FAZER? POSSO COLOCAR NA JUSTIÇA COMO JUROS ABUSIVOS? DESDE JÁ AGRADEÇO PELA INFORMAÇÃO; ABÇS TOINHO.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 26/08/2010 - 22:50
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há o que fazer. Ou paga ou perde o carro. Simples assim. O banco não é obrigado a aceitar a sua proposta. Pelo contrário, você é que precisa se adequar à exigência do credor.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/08/2010 - 21:51
    Enviado por: Antonio

    QUE FAÇO PRA QUITAR O VALOR DO CARRO SE O BANCO NÃO ACEITA O VALOR QUE EU TENHO? DESDE JÁ AGRADEÇO….

    responder este comentário denunciar abuso

    • 26/08/2010 - 22:48
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Nada. O banco não é obrigado a aceitar a sua proposta. Pleo contrário, você é que precisa se adequar à exigência do credor.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 27/08/2010 - 18:15
    Enviado por: Maria do Carmo

    Tenho uma divida com a cx economica de 12 mil reais.era uma renegociação por conta de perder o emprego não consegui pagar,mas agora ja posso fazer isto,mas eles pedem o valor de 10% do valor total da divida e este eu não tenho como.
    Gostaria de uma orientação.

    atenciosamente,
    Maria do Carmo

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/08/2010 - 10:30
    Enviado por: LUIZ PAULO

    TENHO DIVIDAS NO BANCO DO BRADESCO, DESCONTOS DE CHEQUES, CHEQUES ESPECIAS E EMPRESTIMOS. TENTEI FAZER UMA NEGOCIAÇAO QUE CAIBA NO MEU BOLSO E ELES NÃO ACEITARAM. E ELES ENTRARAM NA JUSTIÇA PARA PENHORA DE BENS, O QUE DEVO FAZER?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/08/2010 - 22:56
    Enviado por: Valdinei

    Comprei um veículo financiado (CDC)pelo Banco Real em 60 parcelas, porém,no mesmo banco eu possuía vários empréstimos e até entao, todos eram pagos em dia. Passado alguns meses após o financiamento eu nao consegui mais saldar as prestacoes dos empréstimos, mas a do carro eu mantenho rigorosamente em dia. Minha dúvida é o seguinte: quando eu terminar de pagar o carro, o banco pode negar de dar quitacao do carro atrelando a minha pendencia com os empréstimos? ou ele tem q cumprir todo o contrato de CDC e me dar quitacao normalmente baixando o gravame? Grato.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 31/08/2010 - 20:37
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Uma coisa nada tem a ver com a outra. Se quitar o carro, você tem de receber os comprovantes e a transferência.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 31/08/2010 - 08:59
    Enviado por: Leticia

    Gostaria de saber como faço, para quitar a faculdade estou com 5 meses de atrasos, tentei negociar mas nada. o que eu posso fazer.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 31/08/2010 - 20:35
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Pagar. A faculdade não tem obrigação de aceitar as suas condições de pagamento – não é obrigada nem mesmo a negociar.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 02/09/2010 - 05:18
    Enviado por: Andrea

    Bom dia,
    tenho algumas dívidas, das quais incluem-se: cartão de crédito , renegociação com faculdade, e financiamento de cirurgia plástica pelo panamericano. Em nenhum desses casos meu carro (meu único bem) foi oferecedido como garantia de pagamento. Mesmo assim, gostaria de saber se em algum momento eu corro o risco de perdê-lo.
    Grata.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/09/2010 - 18:36
    Enviado por: Mariana

    Olá, fiz uma sociedade com meu ex-marido de uma empresa, esta empresa não está mais funcionando, mas antes de nos divorciarmos e antes de fechar, ele como administrador e “nós” como socios, adquirimo uma divida muito alta em torno de 89mil, ja foi para a justiça, ja houve mandado de penhora, mas nao temos nada, pelo menos eu nao tenho. fiquei sabendo que td que tiver em meu nome eles tomam. Gostaria de saber se ja que nao tenho condiçoes de pagar, se um dia pode acontecer de meu nome voltar a ficar limpo, quanto tempo leva, e se nunca vou poder ter nada em meu nome, nunca vou fazer um financiamento, e se posso negociar, um dia a minha parte?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 03/09/2010 - 19:48
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Enquanto houver dívida sempre haverá o risco de penhora de bens, a qualquer tempo. Como empresária, o seu nome sujo obedece a outro tipo de legislação. Procure um advogadoi especializado em direito empresarial,

      responder este comentário denunciar abuso
  • 03/09/2010 - 23:33
    Enviado por: carlos

    Boa noite. Sou estrangeiro e em 2005 abri uma empresa no Brasil. Na altura por pouco entender da legislação acabei por abrir conta no banco do brasil com BB giro rápido. Em 2007 vendi a empresa e não informei o banco que queria deixar de ser fiador da conta bb giro rápido por pensar que seria tudo em nome da empresa que vendi e que o banco ao receber cópia do contrato de compra e venda registado na junta comercial acabaria por me desvincular de todas as relações com a empresa que vendi. porém em 2009 os actuais proprietários além de não me pagarem as promissorias que passaram da compra da minha empresa ainda fizeram dividas no bb giro e o banco vem agora tentar responsabilizar-me por essa divida alegando que eu sou o fiador. Ora o banco também teve conhecimento da venda empresa’e das alterações contratuais no pacto social então não deveria alegar desconhecimento. Inclusivé eu não obtive qualquer enriquecimento pois se existia alguma divida no giro rápido na altura em que eu era proprietário essa divida depois de eu sair foi zerada por diversas vezes além de que as pessoas que me compraram a empresa também não me pagaram. o que posso fazer ? procom ? Esta correcta a pretensão do banco ? A lei despenaliza-os pbrigando apenas o fiador a comunicar deixando o banco numa situação confortavel ?
    Obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

    • 03/09/2010 - 23:44
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Entendemos que seus argumentos são válidos e convincentes para se desvincular de qualquer dívida que tenha sido feita após a venda da empresa. Você está sendo vítima de procedimentos e burocracia e achamos que é possíve derrubar as acusações contra você na Justiça. No seu caso o Procon pouco poderá fazer, o melhor é questionar judicialmente, por meio de advogado, o procedimento do banco, que consideramos ilegal.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 05/09/2010 - 16:19
    Enviado por: FABIO

    BOA TARDE
    TENHO UMA DIVIDA COM O BANCO SANTANDER, A DIVIDA SE ORIGINOU DE QUATRO OPERAÇÕES,EMPRESTIMOS,LIMITE DE CHEQUE, CARTÕES DE GREDITO, QUE TOTALIZAM UNS 28 MIL REAIS, O CASO É QUE PAGUEI ALGUMAS PARCELAS E DEPOIS NÃO CONSEGUI MAIS PAGAR, ENTAO DEPOIS DE UNS 4 MESES SEM FAZER PAGAMENTO FUI AO BANCO E POR INSTRUÇÃO DO GERENTE FIZ UMA CONFISSÃO DE DÍVIDA NO VALOR DE 46 MIL E PARCELEI TODO O DÉBITO JUNTO COM JUROS EM 36 VEZES, POREM NÃO CONSEGUI FAZER O PAGAMENTO DE NENHUMA PARCELA, ONTEM POREM RECEBI A VISITA DE UM OFICIAL DE JUSTIÇA TRAZENDO UMA CITAÇÃO NO VALOR DE 57 MIL, PARA EU PAGAR EM 3 DIAS, OU OFERECER DEFESA, NÃO POSSO PAGAR ESSE VALOR, QUAIS OS BÉNS PODEM SER PENHORADOS, TENHO UM VEICULO FINANCIADO PELO PRÓPRIO BANCO E UM IMÓVEL SEM ESCRITURA, SOMENTE NO CONTRATO, POIS NÃO QUITEI AINDA, ELES PODEM SER PENHORADOS? TENHO UMA PEQUENA EMPRESA, OS EQUIPAMENTOS DELA TB PODEM SER PENHORADOS? COMO POSSO PROCEDER A DEFESA E UMA REVISÃO DE VALORES, FICO NO AGUARDO PELAS RESPOSTAS
    SDS
    FÁBIO

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/09/2010 - 10:26
    Enviado por: Jael

    Tenho um caso de negócio mal feito cujo o prorpietario de uma loja de carro me colocou numa furado me financiando um veículo que estava com busca e apreenção por outro banco, além de eu ser obrigado a devolver o carro todo enrrolado perdi meu carro que custava a metade do preço e o banco fica me cobrando o financiamento sendo que a documentação do veículo nunca esteve em meu nome. Entrei com processo a mais de 3 anos, mas acho que meu advogado passou para o lado da loja, pois meu processo da um passo a diante somente quando eu tomo alguma atitude. Gostaria de saber se existe algum advogado que assume o caso em troca de uma porcentagem se o caso for ganho ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/09/2010 - 10:59
    Enviado por: keller tavares

    oi me chamo keller e meu marido esta com um problema numa finaceira ele pegou um valor de 500 reais emprestado e deu dois cheque no valor de 2x de 304 mais quando caiu o 1 cheque o valor era de quase 1800 fui ate o banco e ele me disseram que não tinham a micro filmagem do cheque no valor que foi clonado, pois na data certa do cheque cai o valor real foi conpensado com a mesma folha que tinha sido clonado.fui na delegacia é não conseguir fazer o b.o pois não tinha a micro filmagem do cheque. o que devo fazer para resolver este problema pois não quero nada de ninguém mas tambem não quero que ninguém tire o que é meu.desde já agradeço.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/09/2010 - 22:28
    Enviado por: ana

    boa noite!
    gostaria de ajuda!
    legalizei uma empresa em 2007.Para começar necessitava de financiamento para dar andamento nos negócios,mais não tinha êxito.Um amigo de infância está me disse que conhecia uma gerente do banco Itaú e que poderia abrir uma conta no nome de pessoa jurica e que eu não ia ter que depositar nenhum valor ,porque na realidade para quem estava começando eu não tinha nada.Esse amigo trabalha até no momento no mesmo ramo que eu.
    só que nessa época ele estava falido,tinha os fornecedores e eu não.Foi então que começou meu sofrimento ,ele disse que para eu ter creditos teria que fazer movimentação,já que eu não tinha como fazer ele sugeriu que eu emprestasse para ele 16 folhas de cheque para comprar as mercadorias,resumindo,quando ele não tinha o valor do cheque,telefonava para a gerente e ela nem ao me telefonava para me dizer se podia ou não compensar o cheque.qundo percebi estava devendo 15mil, foi quando conheci a gerente da minha conta,ele compareceu, foi feito um acordo que ele iria pagar,mais não pagou ,tentei negociar com os novos gerentes mais não consegui pagar,porque estou resgatando os cheques,esta faltando 8 folhas para concluir e falei com a ouvidoria que so posso pagar 1500por mes,acordo que os gerentes não aceitaram,tenhos provas que mesmo dando o cheque com minha assinatura que foi dividas constituida por ele,quero pagar mais o banco não está me dando essa condição.hoje a divida esta em torno de 70.000.
    Att,
    Ana

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/09/2010 - 17:00
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A única solução no seu caso é questionar a dívida e os procedimentos do banco na Justiça. Procure um advogado especializado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/09/2010 - 14:32
    Enviado por: Luana

    Estou com uma dívida de de 17 mil reais na faculdade onde me formei. Entrei em contato com eles para quitar o pagamento e eles informaram que a dívida está em 30 mil com os juros já embutidos. Este valor está correto?
    Sendo que nos 17 mil eles já cobraram juros ou seja está juros sobre juros.
    COmo faço p resolver? Muito obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/09/2010 - 16:34
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não temos como saber se está correta a dívida, não fazemos nenhum tipo de cálculo. Procure um contador ou um advogado e renegocie o débito.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/09/2010 - 19:01
    Enviado por: Dóris

    Fui fazer a negociação da dívida,mas acontece que todas as vezes que eu ligo,eles nunca abaixam o valor da entrada,que quase se iguala ao valor dos restantes das parcelas,por esse motivo,toda vez que ligo,nunca consigo negociar,pois o valor em si das parcelas são altas,não a quantidade entende?
    Nem que fizesse em 20x,mas não,eles ditam todas as regras,valores e quantidade de parcelas!!! Isso é justo???

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/09/2010 - 19:36
      Enviado por: Marcelo Moreira

      É justo sim. Nenhum credor é obrigado a aceitar a condições de pagamento do devedor, é justamente o contrário, quem deve tem de se submeter às exigências do credor. Se não quiser negociar, resta apenas tentar questionar a dívida na Justiça, com risco de ser condenada e o valor aumentar ainda mais.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 10/09/2010 - 15:29
    Enviado por: Jackeline

    Boa tarde !
    Tenho uma duvida agradeço a orientação pois através dela contratarei um advogado.
    Bem eu assumi a divida de um terreno e quitei as prestaçoes com um “refinancimento ” do lote, com isso eu consegui levar a diante ,agora faltando tres anos para quitar tudo estou desempregada e procurando emprego tenho quatro prestações do lote atrasadas e querem me levar para o juridico parar recisao do contrato e reintegaração de posse do lote e ainda vou ter que pagar as custas do advogado deles é claro, existe a possibilidade de eu conseguir refinanciar a divida novamente? ou devo tentar outro acordo? Agradeço nao durmo direito preocupada …..

    responder este comentário denunciar abuso

    • 10/09/2010 - 21:21
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Deve-se sempre tentar um acordo, mas seu caso é delicado, pois quem quer retomar o terreno está com a razão. É necessária a ajuda de um adovgado para obter um acordo mais favorável.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/09/2010 - 13:44
    Enviado por: Josias

    bom dia! financiei MÓVEIS numa loja pela caixa, infelizmente fiquei desempregado nao podendo pagar nem a 1 prestação das 20, totalizando 4.000 reais. posso ser preso, ou ter problemas com a justiça ou perder algum bem que eu tenha: carro, casa etc?

    obg desde já.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/09/2010 - 08:18
    Enviado por: ROSELAINE

    estou com problemas tenho um cartao de credito o american express;tive uns problemas de saude e nao consequi paga a divida. FALEI COM ELES MAIS ELES; QUER Q EU PAGUE 4 PARCELAS DE 350,00 MAS AINDA NAO TEM CONDIÇOES DE PAGAR ISTO SO POSSO PAGAR 100,OO POR MES .POIS AINDA TENHO OUTRAS DIVIDAS OQ POSSO FAZER GOSTARIA DE PAGAR A MINHA DIVIDA E CONTINUAR COM O MEU CARTAO ESPERO RESPOSTA MANDE POR MSN POR FAVOR Y07112008@hotmail.com

    responder este comentário denunciar abuso

    • 14/09/2010 - 21:51
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não respondemos por e-amail. OU você paga ou fica sujeita a processo e penhora de bens. O banco não é obrigado a se adequar às duas condições de pagamento, é o contrário.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 14/09/2010 - 12:25
    Enviado por: Thiago

    Olá,
    Tenho uma empresa aberta esta ativa, mas não trabalho mais com ela, tenho uma divida no bb de 80mil sendo 30mil de giro e 50 proger(um equipamento), paguei 5/18 do giro e 10/60 do proger, porem não tenho mais o equipamento e a empresa em atividade, agora trabalho de fncionario e não tenho como pagar esta divida. Como devo proceder com o banco? Corro o risco de perder meu carro e imovel ?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 14/09/2010 - 21:48
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Pagar ou ficar inadimplente e correr o risco de ter bens penhorados. Como se trata de direito comercial, não podemos ajudar. Procure um advogado especializado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 14/09/2010 - 13:54
    Enviado por: thais

    Fui encerrar uma conta na nossa caixa e no descritivo ficou uma dívida referente a tarifa na teimosinha no valor de 150 reais eu devo pagar? O que é essa tarifa? Obigada

    responder este comentário denunciar abuso

    • 14/09/2010 - 21:46
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Sim, deve pagar se houve a contratação. é um tipo de capitalização que tem sorteios mensais. Procure se informar com o seu gerente sobre iso.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 15/09/2010 - 17:06
    Enviado por: Natane

    Eu tenho um emprestimo na caixa no valor 4.400,00 reais em julho de 2008. Das 36 parcelas acordads, eu efetuei o pagamento de apenas 1, pois em agosto do mesmo ano fiquei desempregada. Como o emprestimo era com desconto em folha, descontaram um valor da minha rescisão, porém eu ainda não consegui acordar o resto da divida com o Banco e não recebo nenhum comuncado deles. Será que esxiste a possibilidade de eu obter um desconto com a negociação? Qual q melhor forma e proceder?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 15/09/2010 - 19:14
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento não temos como responder. Procure um advogado e tente renegociar a dívida.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 21/10/2010 - 09:27
      Enviado por: celso josé norcio

      resposta para todas as perguntas esperem passar 5 cinco anos e estas dividas irão caducar,sou estudante de direito e conheço bem estas leis estou na ultima fase do curso,e aconselho que não negociem dividas pois elas irão caducar daqui a cico anos.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 16/09/2010 - 11:23
    Enviado por: vida

    Olá, existe algum mes ou data melhor para negociar dividas com banco?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/09/2010 - 14:46
    Enviado por: Jaqueline

    Olá,

    desculpas pelo incomodo, mas estou desesperada e não sei mais o que fazer. Eu e meu noivo temos dividas que há algum tempo vem crescendo, pois todas as vezes tentamos fazer emprestimos para cobri-las e elas somente aumentaram. Hoje devem chegar entre prestações e outras que não pago há 3 meses, em torno de 27 mil reais. Mais ou menos 13 mil estão parcelados com prestações de 950 reais. Com isto restam 14 mil (uma conta minha e outra do meu noivo, além de um cartão de seguradora), porém só conseguirei arcar com no máximo mais 500 reais por mês. O banco me informou que não tenho como pagar as dívidas e por isso não quis parcelar…enquanto isso os juros só aumentam…Dizem que a dívida vai para uma empresa terceirizada que pode dividir em até 12 vezes sem juros, mas isso ainda vai demorar uns 20 dias. o meu nome está no spc, e de qq forma em 12 vezes não dá para pagar. Eu e meu noivo somos estudantes, então tenho renda garantida por mais 4 anos…só quero pagar as dívidas que se acumularam pois fiquei quase 6 meses sem emprego e os juros são altíssimos. Estou desesperada…só quero pagar minhas dívidas e viver em paz….Por favor, me auxiliem…serei muito grata

    responder este comentário denunciar abuso

    • 20/09/2010 - 18:17
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento, não podemos ajudar. Não há irregularidades no seu caso. Ou paga as dívidas ou será processada. Procure a ajuda de um advogado para renegociar.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 21/09/2010 - 15:15
    Enviado por: Francisca Fabiana dos Santos

    Boa tarde tenho uma empresa que no momento esta sem movimentação. Tenho um emprestimo chamado bb giro onde devo quase cinco mil e limite mais cinco mil, sem contar que os juros a cada dia que passa almenta ainda mais o valor da divida,Totalizando em quase 10.000,00, e hoje atualmente estou passando por problemas financeiros onde apenas o meu marido trabalha no momento estou desempregadas, pois estava com problemas de saude entao nao estamos conseguindo pagar, fui negociar com o banco e ele me deu a opção para começar a negocia teria que dar uma entrada de 30% e o resto parcelaria, mas nao tenho condições de dar esta entrada o que eu faço. sem contar que nossos nomes estar no serasa e isso dificulta eu entrar em uma empresa.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 21/09/2010 - 18:09
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há alternativa. Ou paga ou será processada. O banco não é obrigado a aceitar as suas condições de pagamento. Se quiser questionar a dívida na Justiça, empurrarará o problema, mas não vai resolvê-lo. A dívida existe e tem de ser paga.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 22/09/2010 - 14:23
    Enviado por: elaine

    ola tenho uma divida com o cartao itaucard , quero pagar a vista mais eles nao querem fazer um acordo q caiba no meu bolço ,so do geito qe les querem . oq fazo nesse caso /////?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 22/09/2010 - 17:54
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Pagar a dívida. A emrpesa não tem obrigação de aceitar as suas condições de pagamento, é exatamente o contrário.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 23/09/2010 - 00:44
      Enviado por: Roberta Góes

      Procura o PROCON para fazer o cauculo. Se este não fizer o cauculo vai te encaminhar para o orgão que faz e se o valor do juros for ilegal, eles irão te orientar como proceder.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 22/09/2010 - 15:17
    Enviado por: Roberta

    Tenho uma dívida com a faculdade SENAI e abandonei o curso. Fui negorciar a divida e vi que meu nome foi para o SPC já faz 4 anos e 10 meses, só que a faculdade colocou em protesto, o valor da dívida com juros é R$2000,00 + 106,00 de protesto de titulo. Soube que segundo a Lei minha dívida será perdoada com 5 anos. Mas e esse protesto de título é perdoado também? Ou eu terei de pagar a dívida do Senai + protesto, ou só o protesto que é R$106,00?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 22/09/2010 - 17:53
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não existe perdão de dívida, ela não caduca nunca. O nopme sai do SPC, mas a dívida continua existindo e temd e ser paga. O protesto também continua.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 23/09/2010 - 00:39
    Enviado por: Roberta

    Certo meu nome sai do SPC e o valor do protesto é ele somente ou terei de pagar o valor do protesto mais o da faculdade?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 23/09/2010 - 21:57
    Enviado por: maria rosa

    DR., gostaria de tirar uma duvida em relaçao a dividas minha que foram contraidas por mim a oito anos atras, quando perdi meu emprego, e estas dividas eram de cartão, cheque e loja bahia, em 2008 mais ou menos, do nada recebi um cartão de credito de um banco e assim percebi que podia fazer crediario, hoje tento a caixa economica um financiamento de um apartamento de cohab.
    DR. pode acusar algo dessas dividas de oito anos atras e impedir da caixa aprovar meu financiamento?
    Obrigada espero sua resposta pelo email do meu esposo.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 23/09/2010 - 23:01
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Sim, pode impedir o financiamento sim, embora o nome esteja limpo e fora do SPC. Essas dívidas estão registradas e continuarão registradas em algum lugarm enquanto não forem pagas.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 25/09/2010 - 14:51
    Enviado por: Marcelo F. D. S.

    Boa tarde! Tenho um financiamento imobiliário no HSBC e por conta de desemprego não consegui mais pagar, quando consegui um novo emprego tentei renegociar. Pedi para continuar pagando a mensalidade normalmente e jogar as atrasadas para o final, o banco reprovou meu pedido e me pediu R$ 1.700,00 para depois imbutir as vencidas nas proximas parcelas. Informei que não tinha R$1.700,00 para dar, somente o valor da parcela R$ 500,00. O que devo fazer? Já se passaram 7 meses e ainda não voltei a pagar a casa ( meu único imóvel). Corro risco de perdê-la??

    responder este comentário denunciar abuso

    • 27/09/2010 - 21:15
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Corre e vai perdê-la, com certeza. O banco está com a razão. A única coisa a fazer é tentar contestar a dívida na Justiça por meio de advogado, na esperança de conseguir uma negociação melhor.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/09/2010 - 09:10
    Enviado por: Juliano

    (corrigi falhas de digitacao e correcao automatica da msg anterior)

    Olá,

    Tenho um cartão de credito do unicard que utilizo normalmente valido ate Janeiro de 2012.

    Também tenho uma divida no itaucard, mas não tenho Mais cartão com eles, e sim do a divida vencida há dois anos

    Ontem, os cartões do Unicard unibanco migraram para a itaucard devido a compra do unibanco pelo itau.

    O unicard unibanco enviou uma carta falando que eu receberia um novo cartao do itau para substituir o meu atual. Não recebi, eles não autorizam mais nenhuma compra minha, pois ja esta caindo automaticamente na central do atendimento do itau ( e já migraram os cartões), e falam que eu tenho uma divida para quitar de imediato.

    Sendo que meu cartão era do unicard, sempre funcionou e sempre pagei ele, e ele venceria so em 2012, o itaucard pode simplesmente bloquear minhas compras com base nesta mudança de gestão?

    Quanto a divida com o itaucard, esta vencida há dois anos. Me ofereceram um desconto de 36% sobre o valor que eles acham que devo (já com juros absurdos, etc…). Pela sua experiência no ramo, vc não acha que eu conseguiria um desconto maior? Eles podem tentar penhorar bens ou conta corrente em outros bancos para quitar a divida?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 27/09/2010 - 20:52
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A unificação é perfeitamente legal, assim como os bloqueios do cartão. Você tem uma dívida comprada pela empresa nova, então tem de quitá-la. Sobre o desconto, é uma liberalidade da empresa que concede. Achamos que o percentual é bem alto que lçhe foi concedido.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 27/09/2010 - 11:11
    Enviado por: Larissa Carrijo

    Bom dia Dr. A empresa de meu filho tem uma dívida com o Banco do Brasil em São Paulo. Depois de várias tentativas de negociação o banco apresentou uma proposta. Ficou acertado com o gerente regional de reestruturação de ativos operacionais do BB, que ele meu filho, depositaria a quantia de R$ 10.462 e mais a parcela inicial de 4.155,74, até a data de 20/09/10. Mas este depósito somente poderia ser depositado depois de ser criado uma nova conta exclusivamente para este fim. Em 15/09/10 meu filho entrou em contato com o gerente para saber se a nova conta havia sido aberta e se o contrato de renegociação tb. estava pronto para ser assinado. Naquela ocasião o gerente disse que não estava pronto e que a abertura da conta e o contrato ficaria pronto no decorrer da semana e que meu filho seria chamado quanto ele tivesse tudo em mãos.
    Mas nada disso aconteceu, pois o gerente não entrou em contato com meu filho e no lugar da finalização do acordo ele recebeu no dia 24/09 um e-mail, simplesmente dizendo que o acordo estava cancelado porque a empresa (da qual meu filho é o proprietário)não havia depositado o valor combinado.
    Meu filho respondeu via e-mail (para fazer prova) que o dinheiro não fora depositado porque não havia sido aberta a conta, para que fosse feito o depósito e nem o contrato para ser assinado. Foi enviado ao gerente dois e-mails e ele não se manifestou a respeito.
    Dr. isto é muito sério, pois o acordo era de meu filho depositasse em uma nova conta que não foi aberta no valor de 10.467,60 e 60 parcelas no valor cada uma de 4.155,74, quase o valor de um apartamento.
    Ajude-nos por favor, pois a empresa precisa de seu nome limpo, para sobreviver.
    Aguardo resposta e muito obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 27/09/2010 - 20:42
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento, não podemos resolver, essa é uma questão de direito comercial, pois envolve duas empresas, e não de defesa do consumidor. Procure um advogado especializado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 27/09/2010 - 23:42
    Enviado por: Rafael dos Santos

    Olá, estou com uma dívida no banco, quando fui fazer a renegociação o valor era X, fiz a renegociação para pagar em 57 parcelas, o valor simplesmente dobrou, mais de 100% de juros, briguei no banco, mas não deu em nada, até mesmo porque eles sabem que todo mes que cai meu salário já é descontado o valor da parcela. Queria saber se há uma maneira de abaixar esses juros, se eu tenho que procurar o procon, se o banco pode fazer débito em conta, qual seria a melhor medida?

    Grato pela resposta.

    Rafael dos Santos

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/09/2010 - 13:36
    Enviado por: Jaqueline

    Tenho uma dívida no Banco Itaú já faz 1 ano e meio e cada vez mais os juros aumentam, como fazer para negociar a dívida com juros menores? Sempre que vou ao banco tentar negociar, eles sao irredutíveis. Quero pagar, mas não consigo pagar com os juros altos daquele jeito.
    Obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/09/2010 - 18:39
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco não é obrigado a aceitar as suas condições de pagamento, é justamente o contrário. E o banco tem o direito de não aceitar reduzir os juros ou dar desconto. A única maneira opção continuar tentando negociar. Você até pode questionar os valores na Justiça, mas o resultado pdoe ser pior.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/09/2010 - 22:25
    Enviado por: magna

    BOA NOITE,GOSTARIA DE SABER O QUE É UMA NOTIFICAÇÃO EXTRAJUDICIAL.E SE O BANCO PODE PENHOAR MEUS BENS CASO A DÍVIDA NÃO SEJA PAGA NA DATA EXIGIDA,E SE PARA ISSO ELES TEEN QUE ME COMUNICAR ANTES.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/09/2010 - 22:38
      Enviado por: Marcelo Moreira

      É um a notificação de que existe uma dpivida e que ela tem de ser paga em um prazo determinado. Se não pagar, o devedor será processado, terá o nome sujo e pode ter bens penhorados.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 30/09/2010 - 12:33
    Enviado por: nilza

    RECEBI UMA NOTIFICAÇÃO HOJE PARA PAGAR UMA DIVIDA COM O BANCO IBI´A SER PG NO BANCO BRADESCO ATÉ A DATA DE HOJE 30/09, SÓ QUE OS BANCOS ESTÃO EM GREVE E A NOTIFICAÇÃO CHEGOU NO MESMO DIA DA DATA LIMITE PARA PAGAR, O QUE FAÇO AGORA.E NELA ESTA ESCRITO ASSIM:
    NÃO EFETUANDO O PAGAMENTO, MUNIDO DA SEGUNDA VIA DO MANDATO ,O OFICIAL DE JUSTIÇA PROCEDERAR DE IMEDIATO A PENHORA DE BENS E A SUA AVALIAÇÃO,LAVRANDO-SE O RESPEQUITIVO AUTO E DE TAIS ATOS,INTIMANDO, NA MESMA OPORTUNIDADE O EXECULTADO.
    SE EU NÃO PAGAR ELES PODEM FAZER ISSO MESMO E COMO ISSO PODE SER FEITO

    responder este comentário denunciar abuso

    • 30/09/2010 - 16:54
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Claro que podem penhorar se não houver o pagamento. Se for boleto bancário, é possível fazer o pagamento pela internet ou no caixa eletrônico até as 20h30 de hoje. Se não houver, então entre em contato com quem emitiu a notificação e negocie nova data de pagamento por conta da greve. Se isso não ocorrer, porcure o Procon.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 30/09/2010 - 13:27
    Enviado por: susi

    temos divida em dois bancos adquiridas para pagamento do comercio que compramos mas nunca conseguimos salda-la e juros em cima de juros agora recebrmos uma intimação para pagarmos a divida em 3 dias apos a data estipulada, o comercio foi aberto em nome da minha sogra que tem 73 anos, pois na epoca tinhamos o nome sujo, agora eles podem penhorar a casa da minha sogra? e tb não temos condição de saldar a divida pois o valor chega a quase 80.000,00 onde poderemos conseguir ajuda
    desde ja obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

    • 30/09/2010 - 16:51
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Podem e devem penhorar, já que existe uma dívida que não foi paga. Procure um advogado para ajudar na negociação.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 03/10/2010 - 23:59
    Enviado por: noemi

    Boa Noite

    Srs.
    Preciso de ajuda mandei uma dúvida no dia 30/09 e ainda não obtive respostas..Por favor, preciso de ajuda…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/10/2010 - 22:59
    Enviado por: noemi

    Srs. boa noite
    Meu pedido de ajuda é pela seguinte situação:
    Tenho dividas com o santander de cartão, ch especial e empréstimos, estou tentando negociar mas, eles alegam que o periodo de atraso é pouco ou seja nem todos os produtos possuem minimo de 90 dias em atraso porém, eu não quero ficar esperando tanto tempo, até pq meu salário é creditado neste banco e, embora eu tenha assinado um termo de portabilidade para transf o salario integral p/ outro banco, isso não ocorreu e, por conta dos débitos, fiquei sem pagamento em setembro, o que foi péssimo pq outras despesas não foram pagas. Hoje eu entreguei uma notificação dando um prazo de 5 dias para eles me responderem com uma proposta e me informarem o vlr real do débito, caso isso não ocorra, eu preciso saber qual caminho tomar, e como fazer para entrar com uma liminar até eles aceitarem negociar um valor justo a ser pago. Não quero me eximir da responsab porém, não aceito pagar juros absurdos.
    Preciso de orientação de como proceder neste caso e se existe assitencia gratuita neste caso.
    fico no aguardo.. muito obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

    • 05/10/2010 - 22:48
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Valor justo é um conceito muito vago. Como credor, o banco tem o direito de exigir o pagamento da forma que lhe convier. Cabe ao devedor acatar, tentar negociar ou tentar questionar o valor da dívida na Justiça, o que pode ser mais penoso e acarretar o aumento da dívida. Além do mais, o banco tem o direito de não querer negociar. O jeito é procurar auxílio no Procon para tentar nova negociação ou questionar, por meio de advogado, a dívida na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 05/10/2010 - 15:18
    Enviado por: Jane Maria

    Tenho um débito no american express de 2.400 reais a 4 meses so pago o minimo, fiquei um mês sem pagar o minimo que era em torno de 300 reais, este mês de outubro de 300 reais foi para 950 reais , não compro nada á 4 meses , o cartão eu quebrei, eles não querem parcelar, dizem que vão quitar o débito total na minha conta corrente, o que faço, eles podem fazer isto, me ajudem pelo amor de deus.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/10/2010 - 14:31
    Enviado por: Guilherme Maia

    Olá. Tenho uma divida onde procurei negociacao e o que eles oferecem sao 8 parcelas com um valor X, mas nao consigo pagar e ofereci em 10 parcelas e eles nao aceitam. No maximo as 8 parcelas. Ja fui ao Procon e eles nao podem fazer nada sobre. Como posso pagar essa minha divida? Juizado? Como? Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/10/2010 - 19:14
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há irregularidades na questão. O credor tem o direito de exigir o pagamento da forma que quiser. Ou você questiona a dívida na Justiça, se for o caso, ou paga.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/10/2010 - 13:09
    Enviado por: cassia

    Tenho uma dívida com a fundação aplub (crédito educativo)a dívida era de 30.000,formei e comecei a pagar 300,00 e tambem tinha um fiador;só que…fiquei desempregada e atrasei algumas parcelas;meu fiador foi embora para outro estado e é claro..não quis mais ser fiador!!Meu nome o o do fiador está (sujo)por cauda da minha dívida,estou tentando negociar com eles uma nova proposta;ppropûs pagar 200,00,por mês em boleto e sem um novo fiador(não consigo ninguém),eles não fazem negociação sem fiador,o que devo fazer????

    responder este comentário denunciar abuso

    • 11/10/2010 - 19:02
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há o que fazer. O credor não tem obrigação de aceitar a sua proposta, é exatamente o contrário, o devedor é que tem de se adequar às exigência do credor. Procure negociar novamente, se possível com o auxílio de um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 12/10/2010 - 14:35
    Enviado por: Ricardo França

    Bom dia,tinha uma divida no banco do brasil que foi acumulada com cheque especial, emprestimo e cartão de credito, devido ao tempo que fiquei desempregado não consegui pagar essas dividas, atualmente consegui negociar todas as dividas e tambem paguei cheques sem fundos, porém quando fui negociar no banco o restante da minha divida após 2 anos eles mandarão minha divida pra terceiros.. e o o valor de 1,500 reais que totalizava a divida passou a ser cobrada 3,000 e aumenta a cada dia.. O banco pode agir dessa forma passando dividas após 2 anos?
    E o credor não quer fazer parcelas maiores que 12x alegam que isso é o maximo que conseguem parcelar.. Gostaria de saber que atitudes a serem tomadas, quero negociar a divida porem o valor que estou disposto a pagar eles não aceitam…
    Grato desde já

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/10/2010 - 19:56
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco pode fazer isso isso, e o credor pode estabelecer a forma de pagamento que achar maois conveniente. Tem o direito de não parcelar em mais de 13 vezes. O devedor é que tem de se adequar às exigências do credor, e não o contrário. Ou tenta renegociar a dívida ou questione-a na Justiça, com possibilidade de perda da causa e aumentar a dívida ainda mais.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 13/10/2010 - 16:19
      Enviado por: Gerson Andrade

      Olá Ricardo.Pergunto a voce?Sua dívida foi comprada por alguma empresa ou transferida para uma Empresa de cobrança?
      Se foi comprada pelo Banco Atlantico Fundo de Investimentos,essa dívida pode ser questionada na justiça se voce não assinou nenhum documento autorizando a transferência da mesma.
      Agora,se foi simplesmente passado para a empresa de cobrança e a mesma se nega a “facilitar” o parcelamento e se voce já estiver com restrição no nome,aguarde algum tempo que a dívida irá diminuir.Todas empresas de cobrança tem um prazo dado pelo credor que é de 90 dias,~caso não consigam receber,o credor coloca em outra empresa de cobrança.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 13/10/2010 - 07:42
    Enviado por: Allyne

    Bomd dia!tenho uma divida com a caixa economica cdc so consegui pagar 3 prestacoes pois perdi o emprego e arranjei outro so que estou com muitas dividas acumuladas e hoje chegou uma cobrança dizendo que iriam tomar a casa onde meus pais moram.me AJUDEM o que devo fazer.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/10/2010 - 21:22
    Enviado por: Antonio Carlos

    Tenho uma divida com o b. Santander, dividaesta que foi comprada pelo ATLÂNTICO fundo de Investimento.
    esta divida passou de 6.000,00 para 13.300,00 em 2 anos;
    Queo pagar mas a proposta feita pelo Atlântico esta acima de minhas posses .O que posso fazer para reavaliar minha divida e parcelar de forma que eu possa pagar?
    FICARIA GRATO SE ME RESPONDECEM.
    Antonio Carlos.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 15/10/2010 - 22:05
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Ou você procura um contador e faça o seu cálculo e tenta renegociar ou então procure um advogado e questione a dívida na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 17/10/2010 - 13:40
    Enviado por: Antonio Victor

    Tenho uma divida com o antigo banco Real atualmente Santander
    me mandaram uma proposta de 1 de 13800+ 9 de 138,00 mais não tenho condições dearcar com esse cmpromisso, pois sei que vou mais uma vez atrasar, eles estão me ameaçando com uma ação judicial o que devo fazer?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 18/10/2010 - 16:26
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Pagar ou procurar um advogado e questionar a dpivida na Justiça para obter uma melhro renegociação, embora as chance que isso aconteça seja pequenas.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 21/10/2010 - 12:41
    Enviado por: miller

    meus pais faleceram,tenho dois irmãos menores,e meu pai tinha uma pensão q minha mãe deixou.de um salario minimo.
    só q al falecer a pensão bloqueou,mas meus irmãos estavam incluidos na pensão…cmo faço p/ ter a guarda deles? ja q o inss pediu,pra eu poder movimentar esta pensão!!!
    tenho q faser oq e aonde,p/ o juiz me dar a guarda deles ??
    obrigado aguardo!!!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 21/10/2010 - 15:58
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos ajudar nesta questão. Você precisa da ajuda de um advogado especializado em direito de família ou direito previdenciário. Aqui é um site de defesa do consumidor.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 21/10/2010 - 19:05
    Enviado por: alessandra

    TENHO UMA DIVIDA NO BANCO DO BRASIL (PROJER) PROCUREI O BANCO PROPUS REPARCELAR A DIVIDA POIS JA PAGUEI MAIS DA METADE, E AS PRESTAÇÕES NO MOMENTO ESTÃO MUITO ALTAS, ME DISSERAM QUE SO FAZEM SE EU PAGAR 20 A 30% DO VAOR RESTANTE, O QUE QUITA O VALOR DA DIVIDA, PRECISO SABER SE EU ENTRAR COM UMA AÇÃO EU CONSIGO REPARCELAR SEM ESTA ENTRADA. ME AJUDEM POR FAVOR ISTO ESTA ME TIRANDO O SONO

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/10/2010 - 15:56
    Enviado por: Pityy

    olá tenho dividas com cartão de credito , acho os juros abusivos , onde posso ir pra calcular os juros corretos sem pagar advogado ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/10/2010 - 17:56
    Enviado por: Sr. Preston

    Por estar desempregado estou com 9 parcelas atrasadas de condominio e arrendamento(+ ou – R$3.500. A administradora informou que a caixa já entrou em juizo, e que eles não parcelaram mais a dívida. Como devo proceder se não cosigo quitar a dívida a vista.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 26/10/2010 - 20:02
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A única opção é procurar um advogado e questionar a execução na Justiça na tentativa de protelar a questão e tentar um novo acordo. Infelizmente a Caixa está com a razão.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/10/2010 - 20:36
    Enviado por: Nelson Gonçalves

    TENHO UMA DÍVIDA COM O BANCO ITAÚ DESDE 2004.
    ATUALMENTE RECEBI UMA CARTA DO BANCO, ONDE ELES ESTÃO ME DANDO UM DESCONTO DE 92% NO VALOR TOTAL DA DÍVIDA QUE CHEGAM HOJE EM MAIS DE R$ 100,000,00 MAIS
    INFELISMENTE O VALOR DAS PARCELAS PARA QUITAÇÃO DO DÉBITO ESTÁ FORA DO MEU ALCANCE,POIS GANHO POUCO MAIS DE UM SALÁRIO. O QUE FAÇO?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 26/10/2010 - 21:35
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Ou você paga ou não paga. Não há alternativa. O banco fez um desconto gigantesco e ainda parcela o restante, e ainda assim não é possível pagar? Em nossa opinião não há solução em vista. Procure a ajuda de um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/10/2010 - 21:45
    Enviado por: Paulo Lima

    Olá Boa noite. Tenho uma divida com a BV financeira, desde 1998, onde peguei 8.000,00 e parcelei em 36 x de 418,00; paguei 8 parcelas e por problemas de emprego e outras dividas não consegui mais pagar,e no momento estou interessado em renegociar, mais o valor que eles me passaram não tem como pagar..102.792.74… O que devo fazer ??? Acha que já prescreveu ??

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/10/2010 - 01:55
    Enviado por: Kamilla

    Boa noite, tenho uma dívida no banco real/santander e o valor total parcelado foi de R$ 2261,52, dividido em 24 vezes de R$ 94,24. Já paguei 18 da 24 parcelas, sem atrasos, restando apenas 6. Gostaria de saber se há alguma tendência do banco reduzir o valor das parcelas restantes, pois nessa situação específica, sou uma “boa pagadora”.
    Grata.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/10/2010 - 11:17
    Enviado por: selma

    tenho um carro financiado pela finasa, ja paguei 21x de 506 mas o orçamento tá apertado e não quero atrazar as prestações .liguei pra financeira pra renegociar a divida de 39 parcelas de 506 para ver se diminui um pouco o valor e aumenta a quantidade de parcelas eles falaram que não pode porque eu concondei com esse valor ao assinar o contrado mas não vai ser pior eu atrazar ou naõ pagar, nmão posso mesmo refinanciar?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/10/2010 - 17:24
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O refinanciamento é uma negociação nova. Uma das partes pode recusar renegociação. Se a empresa náo quer, então não há o que fazer.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/10/2010 - 11:55
    Enviado por: Fábio de Miranda Burchtein

    Estou com 2 dividas distintas na mesma instituição financeira, sendo que as duas já foram renegociadas. Eles são obrigados a me tirar do SPC e Serasa no momento da renegociação ou quando eu pagar a 1ª parcela?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/10/2010 - 11:59
    Enviado por: Fábio de Miranda Burchtein

    Tenho uma outra divida que ainda não renegocie, quero renegociar porém os valores que eles me passaram não tenho condições de pagar, posso levar ao Procon para saber se eles estão me cobrando juros abusivos?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/10/2010 - 17:23
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Pode, mas antes é melhro procurar um contador para se certificar de que realmente a cobrança é abusiva. E lembre-se que a empresa não tem a obrigação de aceitar as suas condiçõesde pagamento.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 30/10/2010 - 20:46
    Enviado por: denis

    boa noite,estou com uma pendencia no banco real,fui ate a agencia tentar negociar,o calculo da minha divida total ficou o dobro,meu gerente pediu para ligar na central de negociação,tambem achei muito alto o valor das prestaçoes.impossivel de eu pagar.
    gostaria de saber se eu deixar a divida por mais um tempo eles sempre mandam alguma proposta irresistivel,seria melhor eu aguardar essa negociação ou existe alguma forma de negociar junto ao banco a possibilidade de pagar conforme a minha possibilidade,agradeço desde ja a atenção.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 04/11/2010 - 23:04
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos ajudar neste aspecto. Existe uma dívida que tem de ser paga. Se orientarmos a não pagar estaremos cometendo crime.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 01/11/2010 - 07:52
    Enviado por: Fábio de Miranda Burchtein

    E referente a primeira pergunta se após a renegociação for verificado que eles não tiraram o meu nome, quais os procedimentos legais que posso tomar?
    E referente a segunda pergunta caso for verificado que os juros foram abusivos posso tentar um acordo mais maleável para pagamento ou serei obrigado a pagar o que eles propuseram mesmo sabendo que os juros foram abusivos?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 04/11/2010 - 22:22
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Se o nome não for retirado, então só resta acionar a empresa na Justiça em busca de ressarcimento e danos morais. Sobre juros abusivos, certifique-se de que eles relamente o são, com a ajuda de um contador. Depois questione a abusividade na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 03/11/2010 - 19:02
    Enviado por: leandro s fonseca

    comprei um violao em uma loja de instrumentos musicais mas nao consigo pagar, e eles me processaram. e aguardo o cumprimento do mandado eu estou desempregado a 8 meses. eu posso sr preso por isso.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/11/2010 - 11:47
    Enviado por: soraia

    Tenho um conhecido que a 20anos atraz emprestou 12mil de um agiota, e nunca pagou nada, quer fazer o pagamento este mes, qual seria o valor certo para pagamento?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/11/2010 - 01:47
    Enviado por: Maria

    Boa Noite,estou com uma dívida no cartao credicard universitário.Liguei várias vezes para efetuar o parcelamento da fatura,pois não tenho condiçoes de pagar.Porém,eles sempre alegam que nao foi possivel.Informei que desejaria efetuar um acordo,porém,os mesmos informaram o numero da cobrança,que por sinal nunca pega.Estou desesperada,passei em um concurso público e nao posso ter meu nome sujo.Eles,não ajudam de maneira alguma e quero quitar esta divida,o que faço?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 05/11/2010 - 17:35
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Existe uma questão que precisa ficar clara: a empresa não tem obrigação de negociar ou parcelar. Tem o direito de exigir o pagamento à vista da dívida. Se achar que a dívida é indevida, então questione-a na Justiça. Por outro lado, se a empresa se recusa a manter contato, então é o caso de negociar via Procon. Denuncie a emrpesa netse órgão.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 05/11/2010 - 17:09
    Enviado por: Claudio

    Tenho uma divida no cartão itau de 4,000,00 e tambem no banco de 3,500,00 financiei um carro pelo mesmo banco, porpem ainda nao esta quitado! Minha duvida! posso perder o carro caso nao paga a divida?
    Muito Obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/11/2010 - 21:08
    Enviado por: Nilma Alvim

    Olá! Fiz um emprestimo numa financeira no valor de tres mil, em 11x de 591.oo com cheques. Paguei 4 , a proxima é para segunda ou terça. fui hj a financeira para tentar quitar todas, me informaram q a proxima tenho q pagar total e as outras quitaria com 2100. No total, estaria pagando quase o mesmo valor q peguei. Esta correto? Ah , 2100 depois q disse q iria ao procon

    responder este comentáriodenunciar abuso

    responder este comentário denunciar abuso

    • 05/11/2010 - 22:43
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Os juros parcelas a vencer precisam ser retirados. Procure um contador, refaça os cálculos e, se for o caso, vá ao Procon.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/11/2010 - 13:30
    Enviado por: francis ferraz

    eu vendi uma empressa com dividas as dividas passa altomaticamente para a pessoa que comprou ou tenho que pegar o contrator e levar ate o banco para tira as dividas do meu nome

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/11/2010 - 09:23
    Enviado por: Diego Henrique

    Bom dia,

    Em dezembro de 2008 possuia um cartão de crédito com limite de R$ 800, do qual permaneceu a última fatura no valor de R$ 720. Tive problemas com o estágio em 2009 e não pude mais pagar, porém nunca mais o utilizei. Em dezembro de 2009, o banco descontou R$ 500 da minha conta SEM minha autorização, para pagamento parcial da dívida.
    Nesse mês, em novembro de 2010, o banco informa que minha dívida é de R$ 8550,00 (oito mil quinhentos e cinquenta reais). Sabendo-se então que, em teoria devo apenas R$ 220 + juros, como posso proceder através do Procon para liquidar essa dívida pagando à vista?

    Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 09/11/2010 - 18:06
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco não poderia ter mexido an sua conta sem autorização – denuncie isso ao Procon e ao Juziado Especial Cível. Mas a sua dívida é, provavelmente, muito maior do que o que foi informado. Procure um advogado e tente renegociar a dívida.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 09/11/2010 - 19:16
    Enviado por: Gisele Cristina

    Boa noite, comprei uma residência aproximadamente a 2 anos onde foi usado o fgts e a outra parte do pagamento é financiada pela caixa economica federal, porém tive uma surpresa de receber uma intimação na data de 9/11/2010 discriminando pela juíza do fórum a ineficácia da venda e cancelamento do registro de alienação do imóvel.Como pode ter saido um financiamento sendo que a casa me aparece com esse problema?O que devo fazer?Como proceder?
    Aguardo retorno, obrigada pela atenção.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 09/11/2010 - 20:07
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Pelo que você descreveu é impossível saber o que está ocorrendo. Procure o mais rápido possível um advogado para entender o que está ocorrendo e discutir na Justiça a postura de quem pediu o cancelamento do negócio.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 10/11/2010 - 19:40
    Enviado por: leandro s fonseca

    moro com a minha mae e nao tenho bens a penhora eles podem penhora o q é da minha mae? pois estou desempregado e nao tenho como pagar essa divida do violao que comprei,e ja nem tenho ele mas o que devo fazer.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 10/11/2010 - 22:46
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A única coisa a fazer é pagar ou ser processado. Se não tinha como pagar não deveria ter comprado. E os bens de sua mãe não podem ser penhorados, a dívida é sua, não dela.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 10/11/2010 - 23:48
    Enviado por: Everthon Silva

    comprei uma casa de 72.000,00 pela caixa, estou pagando direitinho e é meu único bem, mas fiz um emprestimo no panamericano de 6.000,00 dando como garantia 24 cheques, nao consigo pagar, posso perder minha casa? ela ainda nao tá quitada.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/11/2010 - 09:57
    Enviado por: Fátima

    Bom dia, fiz um acordo com a empresa Betacred de um divida com o banco Real e paguei me enviaram um termo de quitação e levei ao banco Real e entreguei ao gerente e me foi informado que o mesmo ia resolver a situação só que ele não me deu nada para assinar e agora?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/11/2010 - 16:12
    Enviado por: Jeisi

    olá,gostaria de uma informação,recebi uma carta do serasa, e entrei com o código e vi os nomes e valores dos credores pra quem devo…mas os credores me passam valores absurdo com os juros!!!, quero quitar minhas dívidas!!,posso quitar somente o valor que é realmente da dívida? ou tenho que quitar com os juros sobre ela???,grata pela atenção.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 11/11/2010 - 16:24
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Você tem de quitar a dívida. O devedor é que tem de se adequar às exigências do credor. Se as dívidas são devidas, então pague-as. Os ocredores não são obriogadoa a aceitar as suas condições de pagamento.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 12/11/2010 - 01:08
    Enviado por: leandro s fonseca

    se for processado por nao ter condiçoes de pagar como disse no outro comenterio eu vou preso .devo procurar alguem , o q preciso fazer, d um conselho.mas antes eu estava bem empregado perdi tudo pois vivi maritalmente e ela separou fiquei abalado emocionalmente e fui perdendo a noçao e perdi meu emprego agora so me restou dividas e moro com a minha mae ate me restabelecer de novo,antes morava de aluguel tinha condiçoes de pagar.descupas amigo se encomodei com algum comentario q pod ter sido idiota.obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/11/2010 - 16:58
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Você não irá presco, dívidas não levam ninguém à cadeia, pelo menos no seu caso. Você será processado e poderá ter bens penhorados, além de ficar com o nomesujo e ter dificuldades para fazer financiamentos e até mesmo para arrumar emprego. isso é o que poderá acontecer.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 12/11/2010 - 22:57
    Enviado por: ADRIANA

    OLA GOSTARIA DE SABER COMPREI UM CARRO PELA BV FINANSERA PAGO AS PRESTAÇAO SERTINHO NA AGENCIA QUE COMPREI O CARRO DEI UM CHEQUE PARA A ENTRADA DO CARRO DE 3,000 REAIS PARA DEZEMBRO MAIS O CARRO QUEBROU E ELES FALARAM QUE ERA O CABESOTE DO CARRO E DISERAM QUE ARUMARAM MAIS LEVEI DEPOIS O CARRO NO MECANICO DE COMFIAÇA E ELE DISSE QUE ELES NAO MECHERAM NO CABEÇOTE DO CARRO E PORIÇO EU NAO IA PAGAR A ENTRADA O QUE PODE ACOMTESE SE EU NAO PAGAR A ENTRADA

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/11/2010 - 09:20
    Enviado por: karoline silva

    Bom dia!!
    Eu tenho uma divida com a hermes,desde 2008 eles nunca me mandaram sequer uma cobrança.Hoje quando puxei meu cpf no spc estava lá a divida que girava em torno de R$230,00 reais ,tentei por varias vezes entrar em contato por telefone mas sem sucesso,pois só tinha contato no rio de janeiro,deixei meu telefone para retornarem e foi em vão. Consegui o site deles,e pedi uma negociação…não houve…simplesmente me mandou o valor que pago a vista com 50% de desconto sairia R$580,00 ou parcelado 10x de R$110,00.Eu expliquei que isso era um absurdo,pois tenho um simples salario minimo que se fosse até o valor de R$580,00 parecelado eu poderia pagar.Novamente em vão ,veja a resposta dela:
    Sinalizar esta mensagemRES: RES: RES: negociacao de divida
    Sexta-feira, 12 de Novembro de 2010 12:02
    De: “Thayna Fernandes” Adicionar remetente à lista de contatosPara: “Karol Silva” Bom dia!

    Ok, sendo que as nossas formas de pagamento são essas que já foram informadas nos emails anteriores!

    Atenciosamente

    responder este comentário denunciar abuso

    • 16/11/2010 - 18:34
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A empresa está no direito dela. Não é obrigada a aceitar as suas condições de pagamento, você é que temd e se submeter às exigências do credor. Se considera a dívida indevida ou a cobrança abusiva, procure um advogado ou o Procon.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 13/11/2010 - 23:59
    Enviado por: fabio

    me ajuda trabalhava recebia pelo banco santander so que tive problema de saude fiquei afastado por 6 meses pelo inss so que depente de inss passa fome usei meu limite no banco um juros muito grande minha divida chega a 10 mil reais no banco fui fazer um acordo com ele so que eu ganho 960 por mes e eles queria que eu pagasse 450 de prestação mais estoura meu orçamento tenho que entra na justiça pra paga menos ja que nao tem acordo no banco qual a providencia que tenho que toma me ajuda e outra coisa uma empresa pode nega de eu trabalha por esta com nome sujo ??

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/11/2010 - 15:14
    Enviado por: Eduardo

    Tenho uma divida com o Banco do Brasil desde 2007, quando perdi meu emprego não tive como pagar um empréstimo e o saldo de meu cheque especial, já procurei o Banco para uma negociação más o mesmo só faz em 12 vez com juros mensais ou seja um novo CDC, a divida também já foi para uma empresa de cobrança e também está só faz em 12 vezes, propus uma entrada para que as parcelas mensais ficassem menor assim teria como saldar a divida, que na época era em trono de 11 mil e agora esta em 36, já houve diversas pessoas falarem que se eu quitasse teria algum desconto, o Banco não está propondo nenhuma outra negociação a não ser o parcelamento em 12 vezes, queria muita a ajuda de alguém para que possa me orientar como proceder, preciso limpar meu nome pois estou em um novo emprego com uma grande oportunidade e peço com a Graça de Deus sair dessa situação.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 16/11/2010 - 17:15
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Você não tem alternativa. Ou paga ou tenta questionar a dívidas na Justiça, por meio de advogado, com risco de perder a causa. O banco não tem obrigação de aceitar as suas possibilidades de pagamento, é exatamente o contrário, o devedor é que tem de se adequar às exigências do credor.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 18/11/2010 - 13:54
    Enviado por: vla

    estou com problemas muitas dividas antigas as quais ja paguei muito com algumas renegociações, como devo agir para elas acabarem pois toda vez que renegocio fico devendo por mais tempo, e os cheques como devo fazer para resolver. obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

    • 18/11/2010 - 20:46
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento, não podemos ajudar no seu caso. Procure um advogado para questionar as dívidas na Justiça ou um consultor financeiro para organizar o seu orçamento.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 19/11/2010 - 16:13
    Enviado por: alex

    fui avalista eu minhas esposa de uma empresa . e diante da situaçao atual temos interrece em negociar . temos autonomia de procurar o banco e tentar como avalistas negociar a divida

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/11/2010 - 19:25
    Enviado por: .solange

    ola ,eu tirei uma moto financiada pelo bradesco para um amigo,so foram pagas duas prestacoes e sao 60 vezes de 300,00,ele nao quer maisa moto o que devo fazer. grata

    responder este comentário denunciar abuso

    • 22/11/2010 - 22:48
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Pegar a moto para você e continuar pagando. Depois você vê o que faz, se vende e transfere a dívida ou devolve para a financeira.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 23/11/2010 - 13:37
    Enviado por: Telma Gomes

    Tenho, com um sócio, uma microempresa que está inativa há 4 anos. À época do fechamento, para poder honrar compromissos, acabamos pegando empréstimos no Banco Real (agora Santander)na conta da empresa. Estamos com muitas dificuldades em pagar, mesmo já tendo renegociado com o banco.
    Agora estamos sendo procurados diariamente por telefone por uma empresa de cobrança que nos intimida a assumir prazos e quantias aos quais não podemos cumprir.
    Recebemos recentemente uma correspondência desta empresa com 03 propostas de pagamento, mas nenhuma delas é possível de ser cumprida, até pq o valor da dívida que alegam demonstra que estão cobrandos juros abusivos.
    Agradeço desde já pelas respostas às seguintes perguntas:
    > onde podemos confirmar se o valor cobrado é mesmo o correto?
    > uma vez confirmada a cobrança abusiva, como proceder?
    > o que a empresa de cobrança poderá fazer caso não paguemos algum dos valores na data de vencimento do boleto que nos enviaram?
    Obrigada
    Telma V. Gomes

    responder este comentário denunciar abuso

    • 23/11/2010 - 22:58
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A única coisa a fazer é procurar um advogado e tentar renegociar a dívida, que você disse que existe mesmo. O advogado terá os meios de calculá-la.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 25/11/2010 - 14:49
    Enviado por: Daniella

    Boa tarde,

    Existe um débito no meu nome junto a CEF, o valor original é de $ 250,00 só que hoje fui tentar resolver e esse débito está em $ 40.000,00 ao longo de 6 anos se tornou esse absurdo. Então, gostaria de saber se é verdadeiro esse absurdo de juros.
    Grata,

    responder este comentário denunciar abuso

    • 25/11/2010 - 16:07
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos responder, não fazemos cálculos. Procure a ajuda de um contador e de um advogado. Aparentemente parece abusivo sim.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/11/2010 - 18:37
    Enviado por: lauro

    tive uma conta no bradesco mas ja caducou posso abrir outra conta na caixa.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/11/2010 - 12:58
    Enviado por: marcelo suzuki

    BOA TARDE!

    GOSTARIA DE SABER POR ONDE NEGOCIAR TODAS MINHAS DIVIDAS, POIS TENHO UMA DIVIDA COM A NEXTEL POREM ELES NAO FACILITAM O ACORDO , DISSERAM QUE SO PODER SER NEGOCIADA CASO EU POSSUA UM CARTAO DE CREDITO CASO CONTRATRIO SEM CHANCES.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 27/11/2010 - 17:28
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Procure o Peocon e denuncie a empresa por “venda casada”, já que estabelece condições inaceitáveis para negociar a dívida – embora a empresa tenha o direito de não querer negociar, mas não pode impor venda casada.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/11/2010 - 21:33
    Enviado por: roberto

    Meu irmão tem uma casa financiada pela CEF, e esta com 6 parcelas em atraso , ele ja foi varias vezes tentar negociar com o banco mais falam que só aceitam o valor das 6 parcelas mais o juros , não aceitam nem uma ,2 ou 3 , eles podem fazer isso obrigar o cliente a pagar todas?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 29/11/2010 - 21:37
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Podem. Nenhum banco é obrigado a negociar. Se o cliente achar que a dívida é abusiva ou indevida, pode questioná-la na Justiça, mas, em caso de derrota a situação pode ficar ainda pior.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 30/11/2010 - 02:08
    Enviado por: Hugo

    Bom dia, mal consigo dormir por causa desta dívida!
    Tentei uma Negociação com o banco e fui informado q deveria procurar uma empresa chamada Sheiton.
    Gostaria de saber se o banco pode vender a divida de seus correntistas sem aviso previo?
    Obrigado!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/11/2010 - 04:01
    Enviado por: Ramon

    Tenho uma divida com o banco itau,eles me mandam varias propostas mas sou assalariado como negociar esta divida sem comprometer a renda me ajudem obrigado a todos vcs ok

    responder este comentário denunciar abuso

    • 01/12/2010 - 18:14
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos ajudar. Pague a dívida. A empresa não tem obrigação dxe aceitar as suas condições de pagamento, o devedor é que tem de se submeter às exigências do credor. Tente renegociar.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 30/11/2010 - 14:24
    Enviado por: luciana

    moro de aluguel estou devendo cinco messes ja esta na maõ do advogado ele ta me cobrando um absurdo de juros nao aseita a forma q eu posso pagar ele pode me despejar

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/12/2010 - 16:55
    Enviado por: ana

    Tenho uma divida na CEF, que até a presente data está no valor R$ 607,00, e por isso meu nome está incluído no Serasa. Fui a minha agência levando uma quantia de R$ 250,00, para tentar renegociar o debito, não consegui, pois alegaram que a minha divida só pode ser paga à vista, somente a partir de R$ 1.000,00 é que possível parcelar uma divida. Isto é legal?
    Obrigada pela atenção.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/12/2010 - 02:45
    Enviado por: luiz

    Moro em salvador-ba, estou com uma divida na coelba(compania que fornece energia no meu estado). Quero fazer acordo, mas, a mesma informa que só é possivél se estiver uma conta no meu nome, tendo em vista que não existe mas um c0ontrato em meu nome, mas, a divida permaneceu. O que faço se eles só negociam
    se tiver uma conta no meu nome?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/12/2010 - 15:28
    Enviado por: Caroline D L Santana

    Tenho divida com a CEF que esta em torno de R$ 4.000,00, praticamente sem pagar nenhuma parcela deste bendito cartão construcar, de que forma posso negociar essa divida são 56 parcelas de R$ 415,00 … Estou desesperada!!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/12/2010 - 23:11
    Enviado por: Fabiana

    Boa noite
    comprei um apartamento financiado pela caixa economica e atrasei algumas prestações porque eu e meu marido ficamos desempregado e tivemos outras prioridades, so que agora tenho a metade do valor da divida e eles não aceita a metade do pagamento gostaria de saber como devo procedor em relação a esse caso pois tenho uma filha pequena e não quero perde nossa casa
    grata Fabiana

    responder este comentário denunciar abuso

    • 05/12/2010 - 20:15
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco não tem obrigação de aceitar a sua proposta. O devedor é que tem de se adequar às exigências do credor. Procure um advogado para tentar renegociar a dívida ou questioná-la na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/12/2010 - 14:30
    Enviado por: Patrick

    Olá.
    Meu nome é Patrick e sou cliente do Banco Santander a mais ou menos 14 meses.
    Em novembro de 2009 realizei uma compra com o cartão de crédito e saquei o meu limite do cartão de débito, pois precisa urgente do dinheiro. Porém, assim que o ocorreu isso perdi o emprego. Já tentei negociei umas vezes assim que eles me contactaram, porém só consegui pagar a primeira parcela da negociação.
    Bem, na epoca gastei mais ou menos R$600,00, e hoje a empresa terceirizada que faz a cobrança está me cobrando R$2.250,00 em cima somente de 600.

    Não sei o que fazer mais. Preciso de uma dica.
    Grande abraço

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/12/2010 - 16:50
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Só tentar renegociar. Não há outra coisa a fazer, lembrando sempre que o banco não tem obrigação de negociar ou aceitar as suas condições de pagamento.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 08/12/2010 - 09:25
    Enviado por: José Carlos

    Olá, comprei um fogão e fiz em 14x mais consegui pagar só 4 parcelas até agora, acabei ficando doente nesse meio tempo, fiquei cego de um olho, e tenho que pagar mais de R$200,00 de colirio por mes e não tenho condições de pagar por enquanto, faz 90 dias que está atrasado eles podem recolher o fogão ou outro bem que eu tenha para quitar essa dívida???

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/12/2010 - 09:35
    Enviado por: Carla

    Bom dia. Tenho uma dívida com o Banco Real/Santander no valor real de R$7.532,94, porém com os juros bancários eles estão me cobrando R$17.423,68. Devido a problemas familiares não tive como continuar pagando os empréstimos, porém o banco não aceita negociar a dívida, já que quero pagar mais não poderia dispor de mais que R$ 200,00/mês neste momento. O que eles podem fazer contra mim? Não possuo nenhum bem. Judicialmente, em caso de ser acionada pelo banco, poderia na frente do juiz conseguir esse parcelamento. Tenho essa dívida a 4 meses e até agora eu só recebi ligações da cobrança e meu nome foi negativado.
    Grata,

    responder este comentário denunciar abuso

    • 08/12/2010 - 21:00
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A cobrança é perfeitamente legítima, o devedor é que tem de se adequar às exigências do credor, portanto, o banco tem todo o direito de não querer negociar ou não querer parcelar. Se não pagar a dívida terá o nome sujo, bens penhorados e será processada.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 08/12/2010 - 11:41
    Enviado por: renato

    Bom dia…tenho duvidas…meu salario liquidi é d +- 2.000,00 reais estou com uma divida no banco do brasil de 1.400,00 reais sendo q 1.100,00 reais saem do meu salario e 400,00 reais é débito em conta…isso não é absurdo? eu não poderia contrair somente 30% do meu salario nestes emprestimos? oq devo fazer? pois fui ao banco para negociar e eles me disseram q não poderia…pois negociei a +- 6 meses essas dividas…Oq devo fazer? posso exigir na justiça q a instituição cobre no maximo 30% do meu salario…pois estou em apuros…Obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

    • 08/12/2010 - 20:57
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos responder, não fazemos nenhum tipo de cálculo. O limite de 30% é apenas para empréstimo consignado. Se acha que há abuso nos juros cobrados, questione a dívida na Justiça por meio de advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 08/12/2010 - 13:39
    Enviado por: Diego Henrique

    Boa tarde,

    atualmente abri uma empresa de consultoria, porém ainda tenho uma dívida junto ao banco Itaú, o que me impede de fazer algumas operações financeiras.

    Por possuir essa pequena empresa, consigo acesso à consultas no SCPC e Serasa. Então verifiquei que a minha dívida junto ao banco Itaú está no valor de R$ 1370.

    Possuo o dinheiro para pagamento integral (ou até mesmo uma tentativa de negociação), porém o banco cobra o valor de R$4500 e não aceita nenhum tipo de negociação. A melhor solução seria procurar um advogado?

    Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/12/2010 - 10:16
    Enviado por: José Carlos

    E se eu não tiver nenhum bem???

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/12/2010 - 10:22
    Enviado por: José Carlos

    E se eu não tiver nenhum bem???Posso ir preso???

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/12/2010 - 13:50
    Enviado por: alceu

    devo para uma empresa que não aceita o valor que posso pagar mensalmente para regularizar minha situação e tirar meu nome do serasa, posso entrar na justiça para tentar um acordo judicial e pedir ao juiz para tirar meu nome do serasa?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 09/12/2010 - 17:29
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Claro que não. A empresa não é obrigada a aceitar as suas condições de pagamento, é exatamente o contrário, o devedor é que tem de se adequar às exigências do credor. Na Justiça, neste caso, as únicas opções são questionar se a dívida é devida ou a abusividade do valor.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 09/12/2010 - 14:43
    Enviado por: souza

    preciso de ajuda estou com uma divida com o banco do brasil ha 2anos, agora tenho condicao de pagar a divida mais ele querem que eu pague o dobro do valor sendo que irei pagar a vista isso é um absurdo, o que devo fazer pra negociar.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/12/2010 - 14:09
    Enviado por: Jades

    tentei renegociar a divida nbo nbanco porem nao foi possivel,agora que arrumei um novo emprego e posso pagar em prestacoes…conquanto como nao consegui renegociar minha conta esta no negativo…dia 15 receberei meu 1o saqlario e como a conta esta negativa vai cair o valor lá e vao ser “pego” pelo banco…se eles nao negociarem comigo vou ficar meses sem receber nada do salario que estou trabalhando…isso é correto? como posso viver trabalhando e nao tendo o dinheiro? eu quero pagar minha divida…mas eles nao aceitam negociar querem um avalista mas eu nao tenho..entao querem grandes parcelas o que tb me impossibilita de sobreviver…
    é possivel eu solucionar isso?
    grato

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/12/2010 - 12:29
    Enviado por: regiane

    tenho nome sujo desde 2006,quero saber se no ano que vem(2011) minha divida caducada?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/12/2010 - 11:03
    Enviado por: Etiene

    tinha um processo contra o unibanco iniciado no ano de 2005, devido a um acordo de cartão de credito. Foi foi feita nenhum acordo e o juiz deu como não capacitado para julgar a causa. teria que ter entrado com outra ação e acabei não levando a frente. No mes passado o itau ( que comprou o unibanco) esta me cobrando esta divida de 06 anos atrás de cartão de credito, sou abrigada a pagar para o itau?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/12/2010 - 14:20
    Enviado por: RICARDO RIQUENA

    Tenho uma divida com o Banco Itau que estão em 5.600 dias, essa divida foi acionada junto a justiça e arquivada por falta de movimentação ou interesse do banco, agora, estou recebendo ligações de um escritorio juridico, informando que estão fazendo um acordo amigável, o que leva a crer que se assim não for, serei acionado judicialmente.
    - Valor da dívida atualizada: 63.797,72
    - Dias em atraso: 5396
    - Proposta:5.904,80, que é o valor tomado de emprestimo na época.
    Pergunto esse valor ainda pode ser cobrado, tendo em vista esse histórico?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/12/2010 - 12:18
    Enviado por: eli

    Bom dia, preciso que me tirem uma duvida , estou com seis parcelas atrasada no financiamento do banco itaú, de minha casa, estou incansavelmente tentando negociar , mas eles nao aceitam inclusive nao me deram a oportunidade nem de pagar as parcelas do mes, estao so acumulando , querem que eu pague tres parcelas , as parcelas eram de dois mil cento e dez, mas pelos calculos deles querem que eu pague onze mil , o que eu posso fazer legalmente? reservei todo meu décimo de seis mil e quinhentos para essas tres parcelas , eles nao aceitam,..

    responder este comentário denunciar abuso

    • 20/12/2010 - 17:33
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco não está fazendo nada de irregular, pois não é obrigado a aceitar as suas condições de pagamento, você é que precisa de adequar às exigências do credor. Continue tentando negociar. Se ainda houver problemas, então procure um advogado e veja se é o caso de questionar a dívida na Justiça – achamos que não é.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 17/12/2010 - 14:39
    Enviado por: rodrigo

    tenho uma divida com a operadora vivo, pois na epoca comprei
    um celular de linha para usar no plano basico, porem eu fui roubado. fiz um boletim de ocorrencia, liguei para a operadora e contei o caso; eles disseram que nao seria cobrada a fatura a partir do dia em questao. No mes seguinte, a fatura veio num valor de R$ 1.260,00.Cujo valor nao teria sido feito por mim. Liguei para a operadora com intuito de resolver o problema. Nao deu certo, pois nao queriam parcelar a divida. Pergunta:

    eu tenho o direito de que minha divida seja parcelada? Conforme o mencionado acima, eu expliquei a situacao para o operadora.Tem alguma forma dessa divida ser descartada? Quais meios ou orgaos eu posso procurar para saldar esse constrangimento?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 20/12/2010 - 17:27
      Enviado por: Marcelo Moreira

      É possível se livrar da dívida, mas só via Procon e Juizado Especial Cível. Com o boletim de ocorrência, prove que foi roubado e que a linha foi cancelada logo após o roubo.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 20/12/2010 - 18:13
    Enviado por: priscilla

    Quando sai do meu emprego saquei meu ultimo salário e não mechi mais na conta, 5 meses depois chega um carta me cobrando o cartão de credito no valor de 121,00 mas o valor real é de 52,73 , os outros 60,00 reais são de juros. Não concordo com os juros pois não fui avisada da dívida, não recebi nenhuma fatura pois era débito automático. Tentei fazer um acordo com o Banco do Brasil mas não consigo, vou à agencia eles me mandam ligar para a central, na central me mandam para a agencia. Gostaria de saber como posso resolver e se os juros podem realmente ser cobrados e se posso entrar com recurso no pequenas causas?

    Obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 20/12/2010 - 18:29
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Se quiser contestar mesmo os juros – que não achamos abusivos – procure o Procon ou Juizado Especial Cível.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 21/12/2010 - 08:19
    Enviado por: Soraya

    Bom dia,
    Estou desesperada…
    minha empresa micro empresa do simples nacional, deve por volta de 400.000,00 a bancos e cartoes de credito.
    isso tudo pq fui fazendo emprestimos e cheque especial e como nao tinha dinheiro fui fazendo compras nos meus cartõe de credito. Não tenho como pagar, essa é a realidade! Dificil negociar com os bancos pois se eles o fizerem vou ter que pagar de 9000,00 a 10000,00 por mes. e nao tenho como! Logico que eles não vao entender que o maximo que posso pagar pagar por mes no total em todos os bancos juntos seria por volta de 2000,00. Em um dos bancos meu marido que na época ainda nem era casado comigo foi meu avalista, temo com o que possa acontecer, posso perder meus bens que na verdade é 1 carro do meu marido quitado e 1 carro dele tambem financiado e temos uma casa que ainda não passamos para o nosso nome. Se eu não fizer nada e deixar o banco tomar atitudes o que realmente pode acontecer? Não tenho dinheiro mesmo!!!Obrigada !

    responder este comentário denunciar abuso

    • 21/12/2010 - 16:15
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Você será processada e terá bens penhorados, com toda certeza e com toda a razão, já que está devendo. De qualquer forma, você precisa de ajuda jurídica especializada para tentar alguma negociação, já que esse site é defesa do consumidor , e não de direito empresarial.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/12/2010 - 23:29
    Enviado por: Gilson

    Estou com uma divida com a CeF(Proger),como estava atrasada no mes de agosto eles me fizeram uma proposta de quitar a divida á vista no valor de 7.293,00,o valor consta no sistema deles e eu tenho o prazo até dia 30/12/2010 para quitar, dia 21/12/2010 estive na agencia para pagar e eles não aceitaram o valor,dizendo que proger não entra na campnha de recuperção de crédito mas o valor continua no sistema deles .Como posso agir?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/12/2010 - 08:04
    Enviado por: Vania

    Olá, tive uma empresa durante alguns anos. Em 2005 resolvi mudar de ramo, deu tudo errado e quebrei. Fiquei com alguns cheques(especial) sem fundos por ai. Os juros correm até hoje. O que fazer se a divida já é maior que cinco vezes que o valor inicial? Alguem pode me orientar?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/12/2010 - 11:05
    Enviado por: Paulo

    Amigo bom dia!

    Estou com uma parcela do carro em atraso, porem outras parcelas apos essa estão todas pagas, porem o juros é muito alto e nao tenho condição de pagar essa parcela.
    mais nunca chegou acumular 2 parcelas em atraso. Corro risco de perder meu carro?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/12/2010 - 14:26
    Enviado por: regina

    Fiz um empréstimo em fevereiro de 2006 na Caixa Economica Federal, paguei algumas parcelas, mas fiquei sem trabalhar e não tive com pagar, pois adquiri uma doença grave.
    Meu nome esta no SPC e Serasa só que colocaram como se a divida teria sido feita em 2008, isto quer dizer que a divida não irá prescrever ( caducar)
    Como devo proceder
    Desde já agradeço a atenção
    Regina

    responder este comentário denunciar abuso

    • 28/12/2010 - 16:13
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Dívida não caduca nunca, um dia terá de ser paga. Não vemos nada de ilegal no procedimento. Se quiser contestar algum aspecto da dívida, terá de procurar um advogado e ir à JUstiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/12/2010 - 15:07
    Enviado por: Monique

    Estou com uma dívida com o Itaú devido a uma conta do Unibanco que ficou inutilizada por 2 anos. O Unibanco nunca me fez cobranças pela conta que ficou inutilizada, porem quando o Itaú quando realizou a compra do Unibanco passou a me cobrar R$230,80. Fiquei surpresa com a cobrança e não tive como pagar. Tres meses depois, entrei em contato com o Itaú para um acordo, para a minha surpresa a dívida ja esta em R$380,30, tentei fazer um acordo e fui informada que o maximo que o Itaú pode fazer é parcelar e não fazer um acordo sobre o valor cobrado. Gostaria de saber a melhor forma para proceder nesse caso, ja que é uma dívida que eu não sabia que existia e que passou a ser cobrada.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/01/2011 - 19:24
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há nada de errado na cobrança. É melhor pagar logo para evitar mais problemas e depois questionar a cobrança na Justiça, se for o caso.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/12/2010 - 16:10
    Enviado por: cema

    Comprei meu apto.financiado pela CEF. paguei 20% e financiei 80%, em 204 prestações, já paguei paguei 43, ano passado a empresa em que eu trabalhava entrou em crise, fechou, precisei entrar na justiça trabalhista, rescisão indireta, até hoje não recebi nada dos meus direitos. Hoje estou prestando serviço como autonoma. O Problema é que estou atrasada 6 prestações do financiamento, mas a CEF tem dificultado o acordo, eu tentei até pagar 2 prestações atrasadas por mês com juros e tudo, mas não permitem, não me dão o boleto pra pagar e me dizem sempre que tenho de pagar todas as prestações atrasadas de uma vez ou vou perder meu apto. Pelo amor de Deus me ajudem, me orientem. Eu não tenho onde morar.O que faço pois as 6 prestações de uma vez não posso pagar.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/01/2011 - 19:23
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Infelizmente a Caixa tem razão, em nossa opinião. Procure um advogado ou ajuda jurídica para tentar questionar na Justiça uma eventual retomada do imóvel e tentar renegociar a dívida.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 30/12/2010 - 17:41
    Enviado por: Aline

    Olá, Boa tarde!

    Possuo uma divida no banco Itaú na conta de pessoa juridica, onde a empresa é individual. Desta forma gostaria de saber quais os riscos que corro devido a mesma, com relação a minha conta pessoa juridica da Cef da mesma empresa e da pessoa fisíca. Fazendo acordo de pagamento é possível financiar meu imóvel por outro banco?

    desde já agradeço.

    Grata.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/01/2011 - 13:40
    Enviado por: regina malvezzi

    devo 30.000 s]ganho so 2.000 como faço e quem eu procuro para pagar?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/01/2011 - 13:49
    Enviado por: regina malvezzi

    por meio de que emprestimos posso quitar minhas dividas com terceiro?
    pois tenho divida de banco e estou pagando mensal, ficando assim pagando juros de cheques de terceiros que sao amigos meus em torno de 500,00 por mes de juros fora as prestaçoes do banco de 700,00,queria saber se tinha como pagar tudo so pra um banco

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/01/2011 - 14:34
    Enviado por: TAMIRYS

    HA UM ANO E MEIO EMPRESTEI UM CARTAO DE CREDITO PARA UMA PESSOA E ELA NAO PAGOU E ACABEI FICANDO COM A DIVIDA POIS O CARTAO ESTAVA NO MEU NOME.ELA GASTOU 1200,00 E ESTAO ME COBRANDO HOJE UM VALOR MUITO ALTO DE QUASE 12000,00.O JURO ESTA ABUSIVO?GANHO SOMENTE 1 SALARIO.COMO PODEREI PAGAR ESTA DIVIDA?POR FAVOR ME DE UMA SOLUÇÃO.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/01/2011 - 17:39
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento, não podemos ajudar neste caso, não há nada de ilegal na cobrança. Procure um contador e faça a checagem do valor da dívida, que terá de ser paga.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/01/2011 - 09:08
    Enviado por: Rodrigues

    Ola! eu devia umas prestações em uma loja e essa loja faliu.um cara aqui da minha cidade comprou dessa lojas as promissorias e protestou a minha. o mesmo nao quer negociar e colocou juros abvusivos. eu preciso urgente de tirar meu nome do protesto. como posso recorrer, já que ele á autonomo?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/01/2011 - 14:17
    Enviado por: KATIA GONÇALVES DE LIMA

    ESTOU COM DÍVIDAS DE JUROS NÃO PAGOS A OPERADORA DE CARTOES CREDICARD,ELES ESTÃO COBRANDO 9.000,00 E SÓ QUEREM PARCELAR EM PARCELAS DE 400,00.MAS NAO TENHO COMO PAGAR ESTE VALOR,POIS MEU ESPOSO ESTA DESEMPREGADO HÁ 7 MESES,PAGO UM EMPRESTIMO AO BANCO E ESTOU SUSTENTANDO A CASA,SÓ POSSO PAGAR PARCELAS DE 200,00 E A OPERADORA NÃO QUER ACEITAR,DISSE QUE CASO EU NÃO ACEITE O ACORDO DELES VAO ME COLOCAR NA JUSTIÇA.O QUE DEVO FAZER?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/01/2011 - 17:19
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há o que fazer. O devedor é que tem de se adequar às exigências do credor. Ou paga ou será processada e terá o nome sujo. Tente a ajuda de um advogado para tentar renegociar.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/01/2011 - 16:55
    Enviado por: Paulina

    Boa tarde!
    Tenho um financiamento de veículo no banco Aymoré. Parcelei em 36x mas consegui pagar apenas 12. Liguei para refinaciar o boleto e eles me disseram que é impossível pois tenho que pagar os meses em atraso junto com as parcelas que ainda não venceram, ficando assim uma parcela muito alta dificultando o acordo. Gostaria de saber se existe algum meio de refinanciar todo o boleto.
    Obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/01/2011 - 19:22
    Enviado por: Mario

    Boa tarde!
    A 3 anos que não pague uma divida de 700 reais por pagar com cartão de credito (banco do Brasil) no supermercado, pois fique ausentado do Brasil. Agora quando retorno ao Brasil queria refinanciar minha divida com o Banco do Brasil,por que eles tinham bloqueado minha conta corrente, e ademais eles querem que pague a toda divida que é agora com juros entorno de 5000 reais, isso para ativar minha conta BB. Minha pergunta é: Pode o banco bloquear minha conta? Agora arrime uma bolsa de estudos em uma universidade em São Paulo, mas a agencia CNPq precisa da conta do Banco do Brasil para realizar o deposito da bolsa. Como poderia atuar frente a essa situação, por que eu quero pagar essa divida mas em parcelas…..obrigado pela orientação….

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/01/2011 - 19:37
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Sim, o banco pode, dentro de determinadas situações. Geralmente está escrito no contrato que o correntista assina as condições em que o banco pode fazer op bloqueio.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/01/2011 - 23:19
    Enviado por: Mario

    Boa noite! Dr. Marcelo, obrigado por responder a minha pergunta anterior do bloqueio da conta, entendi….
    Mas eu preciso que seja desbloqueada a conta, por que a agencia de bolsas CNPq, vai fazer o deposito da bolsa entendeu. Olha eu quero pagar essa divida de 5 000 reais com minha grana da bolsa? Acho absurdo o Banco querer que pague os 5 000 reais tudo de uma vez? eu quero parcelar?, Que recomendação me daria Dr. Marcelo, eu estou de boa Fe para pagar essa divida, mas eles do BB não dão a facilidade. Help….

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/01/2011 - 10:58
    Enviado por: VERA INEZ

    Bom dia!Moro junto com um homem e temos um contrato de uniao estável, tenho um apt e um carro em meu nome,de quando me separei do primeiro marido a 2 anos e meio.o atual esta com uma divida no banco no valor de 10mil de juros de manutenção de contas e cartao.Gostaria de saber se isso pode penhorar meus bens,ja que estamos juntos.Por favor me responda,pois estou desesperada e o que ele e eu devemos fazer.
    obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/01/2011 - 12:04
    Enviado por: clelia

    Boa tarde! Gostaria de saber se a cobranca judicial por atraso do iptu e correta ,pois fui vender meu terreno e consta que devo no forum de minha cidade o valor referente a 2009 do atraso de meu iptu pois paguei ele no mes de agosto de 2009 e justo ter ido pra cobranca judicial e aver penhora do meu imovel por ter atrasado alguns meses. agradecida des de ja

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/01/2011 - 15:40
    Enviado por: Ana Paula

    Estou com dois cartoes de credito em situação de debito, sendo que a operadora do cartão não abre para negociação de dividas. O que posso fazer?
    Quero pagar a vista com valor favorável para amba as partes. Será que devo deixar atrasar muito mais? Como posso proceder?
    Att,
    AP

    responder este comentário denunciar abuso

    • 11/01/2011 - 17:08
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A empresa tem o direito de exigir o pagamento da forma que lhe convier, não tem obrigação de negociar ou aceitar as suas propostas. É um direito delas. Se não concorda com isso, só resta questionar a dívida na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 12/01/2011 - 11:36
    Enviado por: CARLA COSME

    OI BOM DIA
    TENHO UM DEBITO COM UMA EMPRESA NO VALOR ATUALIZADO DE 11.000,00 FIZ UM ACORDO PELO TELEFONE COM OS ADV DA EMPRESA SÓ QUE NÃO CONSEGUI PAGAR MAS FALEI QUE CONSEGUIRIA ATÉ A SEMANA SEGUINTE E ELES Ñ ACEITARÃO E IRIAM JÁ COLOCAR NA JUSTIÇA JÁ PENHORANDO MEUS BENS SE EU NÃO PAGAR EM 48 HORAS.ISSO PODE ACONTECER POIS TENHO MUITO DINHEIRO PARA RECEBER NA RUA MEU MARIDO TRAB. NUMA GRANDE EMPRESA E ESTÁ 6 MESES SEM RECEBER ELES NO ACORDO Ñ ACEITAM DE FORMA NENHUMA TIRAR NA PRIMEIRA PARCELA MEU NOME DO CARTORIO E OLHA QUE JÁ PAGUEI ALGUMAS DUPLICATAS E ELES NÃO ME ENTREGARAM ATÉ HOJE AS CARTAS DE ANUENCIA O QUE FAÇO ?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/01/2011 - 17:01
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Claro que pode acontecer. Na verdade, vai acontecer, pois existe inadimplência. Procure um advogado e tente renegociar a dívida.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 12/01/2011 - 12:18
    Enviado por: angela

    boa tarde,
    gostaria de algumas orientaçoes, a respeito de uma divida bancária adquirida em 1998, q ja chega a um valor de mais de $5.000,00, o banco entrou em contato comigo me oferecendo um desconto de 85% do valor da divida, que pode ser parcelado, mas aimda sim, nao disponho desses valores no momento, mas o banco diz q a partir do dia 07/02/11, qualquer valor q entrar na minha conta bancaria, será retida pelo banco pra solucionar a divida, estou apavorada, pois é uma conta salário, o q devo fazer?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/01/2011 - 17:00
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há lei que impeça tal procedimento. Se o banco fizer isso, procure um advogado e entre na Justiça para que o banco devolva o dinheiro. Mas lembre-se: um dia a dívida terá de ser paga..

      responder este comentário denunciar abuso
  • 12/01/2011 - 12:21
    Enviado por: angela

    ola, boa tarde preciso de ajuda, estou com uma divida bancARIA adquirida desde 1998, e mesmo o banco me oferecenco uma proposta com desconto, ainda nao tenho como negociar, mas o banco vai reter todos os valores em dinheiro q entrar na minha conta a partir de fevereiro, estou apavorada, isto é correto?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/01/2011 - 16:59
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há lei que impeça tal procedimento. Se o banco fizer isso, procure um advogado e entre na Justiça para que o banco devolva o dinheiro. Mas lembre-se: um dia a dívida terá de ser paga.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 13/01/2011 - 14:59
    Enviado por: gislene

    Tenho uma dívida no banco itau, estou pagando já fazem quase 03 anos, só que nesse meio tempo algumas parcelas eu atrasei e tive que renegociar. Agora minha dívida está num valor que não consigo paga-las em dia. O valor que já paguei é maior do que o valor que contari na época que era de 1000,00 e hoje esta em 2500,00 sendo que já paguei 2000,00. Devido as renegociações hoje ainda devo 34 parcelas de 155,00.Será que tem como o banco reaver as taxas de juros para abaixar o valor para que eu possa estar pagando em dia sem atrasos. Se eu mudar a minha conta corrente para conta salario o banco pode descontar mesmo assim as parcelas? Me ajudem por favor, preciso de uma orientação.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/01/2011 - 11:37
    Enviado por: Mario

    Boa noite! Dr. Marcelo, obrigado por responder a minha pergunta anterior do bloqueio da conta, entendi….
    Mas eu preciso que seja desbloqueada a conta, por que a agencia de bolsas CNPq, vai fazer o deposito da bolsa entendeu. Olha eu quero pagar essa divida de 5 000 reais com minha grana da bolsa? Acho absurdo o Banco querer que pague os 5 000 reais tudo de uma vez? eu quero parcelar?, Que recomendação me daria Dr. Marcelo, eu estou de boa Fe para pagar essa divida, mas eles do BB não dão a facilidade. Help….

    responder este comentário denunciar abuso

    • 14/01/2011 - 17:11
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A única opção é procurar a ajuda de um advogado e tentar renegociar ou questionar po procedimento do banco na Justiça. O problema é que o banco tem o direito de não querer parcelar e exigir o pagamento à vista, mesmo que isso seja prejudicial ao próprio banco. Pelo que você narrou, o bloqueio de sua conta não é ilegal, já que existiam débitos.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 17/01/2011 - 15:19
    Enviado por: Paulo

    Dr. Marcelo, Boa Tarde!
    Estou em débito no cheque especial com o Itaú, continuam me cobrando juros, fiz 3 propostas para quitar de uma vez e o banco não aceitou, não estão diminuindo quase nada de juros, o que devo fazer, entrar na Justiça é conveniente?
    Com este mesmo banco, tenho dois empréstimos que estão em dia e desejo quitar antecipadamente, eles não querem dar desconto porque alegam que não possuo prestação atrasada!!!
    Obrigado Paulo

    responder este comentário denunciar abuso

    • 17/01/2011 - 17:29
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco não é obrigado é a fazer acordo nem a aceitar qualquer proposta. O devedor é que deve se adequar às exigências do credor. Portanto, o procedimento do banco está dentro da lei. E também não é obrigado da dar desconto para a quitação. Se achar que a dívida é indevida, então questione-a na Justiça, mas somente neste caso.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 18/01/2011 - 20:33
    Enviado por: Glauci fonseca

    Estou com um condominio de um terreno que tenho desde 205, são ao todo 41, o advogado deles está me conbrando 2% de multa, mais 1% ao mês e mais 20% de honorários fixado. Entraram com uma ação na justiça , não tenho como pagar um advogado, será que o PROCON me ajuda a negorciar com eles pois, além de tudo eles querem me cobrar as custas do processo que deram entrada em 12/2010.att.
    Glauci

    responder este comentário denunciar abuso

    • 18/01/2011 - 20:51
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Esta não é uma causa de defesa do consumidor, o Procon não poderá te ajudar. Só um advogado poderá te auxiliar nesta questão que, diga-se de passagem, não apresenta nenhuma irregularidade. A s cobranças são perfeitamente legais.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 19/01/2011 - 10:24
    Enviado por: vera

    bom dia!

    tenho uma divida com o banco e tentei negociar com eles sem o juros, só que me faz o valor sem juros só a vista, o valor da divida sem juros é de R$2.000,00 e com juros R$4.500,00 não tenho como pagar o valor a vista sem juros,é certo eles não quererem tirar o juros pra mim, o que eu faço para negociar?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 19/01/2011 - 10:39
    Enviado por: roger

    bom dia dr.marcelo,eu tenho uma moto que foi financiada pelo banco finasa e vendi ela para meu irmão só que ele deixou atrasar as parcelase ela esta com busca e apreensão ja tem mais de 1 ano meu nome esta com restrição, tem como eu devolver a moto ou negociar o valor da divida para que o meu nome fique sem restrições.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 19/01/2011 - 17:26
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Tem, desde que a financeira queira negociar. Se já está em busca e apreensão, dificilmente a empresa fará algum acordo.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 19/01/2011 - 14:32
    Enviado por: roselaine

    oi,tinha uma divida de meu cartão de crédito do banco do brasil,de 600 reais,fiz uma negociação e parcelei em 5x mas a ultima parcela que venceu em dezembro,eu não consegui pagar devido a um assalto que sofri e não consegui repor o dinheiro,procurei o banco pra saber como fazer para acabar de quitar ele me cobrou 620 reais novamente,disse que foi quebra de contrato e que a somatória dos juros da divida total era esse valor,ou seja eu tenho que pagar toda a divida novamente,o que eu faço? essa cobrança ta certa?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 19/01/2011 - 17:19
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco pode cobrav apenas juros sobre a última parcela neste caso. A cobrança feita agora é indevida. Procure o Procon.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 22/01/2011 - 08:40
    Enviado por: adriana

    olá, tenho uma dívida com o cartão panamericano, no entanto a empresa se recusa a negociar alegando q o banco não faz negociações (!), contratei uma advogada para resolução do caso, porém a mesma não ofereceu nenhuma proposta até o momento e os juros estão deixando a divida cada vez maior, por favor me ajudem, o q posso fazer?

    obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 27/01/2011 - 00:10
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos ajudar, você já tem, advogado e está em processo de negociação. Se está insatisfeita, troque de profissional.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 22/01/2011 - 09:01
    Enviado por: walison

    eu pago minha casa pela caixa,e sujei meu nome com o cartao de credito eu tenho essa possibilidade de perder minha casa?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 25/01/2011 - 16:48
    Enviado por: Talita

    olá gostaria de uma informação a tres anos atras pequei 210,00 do cheque especial do meu cartão e não paguei.quando foi esses dias fui no caixa eletronico para verificar o valor da divida e consta 00,00.tirei extrato e fui até um caixa do banco e ele me informou se está zerado então não devo mais nada para o banco.e agora isso é possivel ,seria mais correto procurar um gerente e verificar .

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/01/2011 - 22:51
    Enviado por: valdilene

    tenho uma divida no cartão panamericano.De tanto ligar para eles conseguir parcelar o debito em 15x de 79,46,eles ficaram de enviar o boleto para que eu pagasse.isso foi em 16/10/09.
    mas passado mais de 6 meses nada do boleto eu ligava eles se contradiziam.
    foi então que depois de 8 meses els disseream que não existiam nenhum acorodo que minah divida hj se encontra em 18x de 109,80.me diga e o acordo k fiz pq eles não mativeram de pé?me oreinte por favor!!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 26/01/2011 - 22:58
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Procure um advogado e questione o acordo na Justiça, mas terá de provar que ligou várias vezes pedindo o boleto e que realmente fez o acordo.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 27/01/2011 - 10:32
    Enviado por: Maria Aparecida

    Bom dia.Tive problemas com cheques a 10 anos atrás.E um deles foi protestado no valor de 1,800,00.Somente agora estou em condições de pagar.Mais a pessoa esta cobrando juros abusivos.O que fazer?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/01/2011 - 12:31
    Enviado por: vanessa

    pagei todos os meus debitos
    agora conta um de 91 reais q nao consigo pagar pois a empresa fechou e nao consigo localizar o q faco?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/01/2011 - 21:16
    Enviado por: CLAUDIO

    BOA NOITE,
    TENHO UMA DÍVIDA COM O BANCO CREDBEL A QUASE 5 ANOS. SOMENTE AGORA TENHO CONDIÇÕES DE NEGOCIAR E PAGAR A DÍVIDA. O ESCRITÓRIO DE COBRANÇA EXIGE O PAGAMENTO DE 30% DO VALOR DA DÍVIDA A VISTA PRA PODER PARCELAR O RESTANTE. NÃO TENHO CONDIÇÕES DE DAR ESSA ENTRADA. POSSO APENAS PAGAR O VALOR INTEIRO PARCELO EM VÁRIAS VEZES COM ENTRADA DO MESMO VALOR. PEÇO ALGUMA ORIENTAÇÃO DE COMO RESOLVER ESSE PROBLEMA, UMA VEZ QUE PRECISO DO NOME LIMPO PRA ME RECOLOCAR NO MERCADO DE TRABALHO.
    OBRIGADO

    responder este comentário denunciar abuso

    • 27/01/2011 - 22:16
      Enviado por: Marcelo Moreira

      É simples: ou aceita ou questiona na Justiça, se for o caso, o que não achamos que é. A emrpesa tem o direito de não aceitar a forma de pagamento que você sugere. Procure um advogado para ver se é o caso de tentar renegociar ou questionar a dívida na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/01/2011 - 12:42
    Enviado por: Val

    Bom Dia!
    Devo em uma loja uma antena parabolica o restante de 276,00 fui para negociar a dívida que estava em 859,92 e o dono me fez uma proposta de me cobrar 25,38 de despesas de cartorio mais 238,62 de juros a divida venceu em 22/02/2008, somando tudo dá 540,00, mas só tenho 350,00 à vista para pagar e ainda vou ter que pagar o cartorio novamente para tirar meu nome do protesto e ele não quis entrar no acordo em posso pagar, o q devo fazer?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 31/01/2011 - 16:36
      Enviado por: Marcelo Moreira

      No máximo questionar a dívida na Justiça, o que é um absurdo, pois não há nenhuma irregularidade na questão. A cobrança é perfeitamente legal.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 29/01/2011 - 20:05
    Enviado por: jorge luis de sousa da silva

    tenho seis dividas diferentes e so posso pagar R$ 700,OO POR mes qual o banco poderia mim ajudar.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 31/01/2011 - 14:17
    Enviado por: erivaldo

    tenho um divida com a caixa um cdc e um cheque especial sou servidor público e por uma perda de renda não pude pagar e a caixa vem bloqueando o cartão da minha conta corrente onde recebo meu salário tentei renegociar más as parcelas que me ofereceram não condizem com minha renda familiar já tentei fazer uma proposta más eles alegam que só podem avaliar no dia que recebo meu salário como posso começara a sanar esse problema

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/02/2011 - 10:49
    Enviado por: vilma

    Bom dia! Fiz um arrendamento pela CEF (PAR), estou com 3 mensalidades atrazadas, eles mandaram uma carta dizendo q se ñ pagar em 20 dias vai reincidir o contrato. Posso perder o apartamento? Aguardo resposta, por favor. Obrigada!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 01/02/2011 - 23:57
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Pode não, vai perder. Procure um advogado para tenar renegociar a divida, ou ao menos retardar a retomada do imóvel na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 01/02/2011 - 14:06
    Enviado por: jorge ricardo

    tenho quatro parcelas do veiculo atrasadas estou com o dinheiro para pagamento de três parcelas mas o escritorio de cobrança só quer receber se for as quatros. tem alguma lei que me cobre sobre isso.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/02/2011 - 16:37
    Enviado por: Leo

    Tenho uma dívida com o Santander com débitos de cartões de crédito e empréstimo, porém, este débito foi desde 2008 direcionado para uma empresa de cobrança chamada Atlântico. Agora estou tentando negociar meus débitos, porém, o Banco Santander alega ter repassado estes débitos para a empresa de cobrança, não sendo possível negociação direta. A Empresa de cobrança Atlântico não está facilitando a renegociação, pois foge do meu orçamento. Já procurei a central de atendimento do Santander, o meu gerente da agência vinculada e até mesmo a ouvidoria. O pior que meu nome está negativado e preciso para trocar de carro e adiquirir um imóvel futuro. Como poderei proceder? Grato!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 01/02/2011 - 23:38
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há nada de errado na questão. A empresa não é obrigada a aceitar as suas condições de pagamento, é o contrário. Peocure um advogado para ajudar na renegociação.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 10/02/2011 - 16:28
      Enviado por: Gerson

      Leo,
      Há um vasto material negativo dessa empresa ATLANTICO na Internet.
      Pesquise no Google e vc verá.
      Mas te adianto que:
      Se vc não foi notificado por escrito e não assinou nenhum documento dizendo que a sua dívida foi “comprada” pelo Atlantico,procure um advogado que vc tem chance de processá-los por danos morais.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 02/02/2011 - 18:14
    Enviado por: sérgio bento parreira

    Boa tarde
    Eu tenho dividas com várias empresas eu gostaria de fazer um acordo de todas as minhas dividas ao mesmo tempo em um lugar só. como eu faço?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 02/02/2011 - 18:51
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Procure neste mesmo site uma reportagem sobre o novo programa do Tribunal de Justiça de SP sobre o superendividamento.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 02/02/2011 - 23:15
    Enviado por: paula roberta dos santos

    tenho uma divida com opanamericanos e nao consigo negociar, o que fazer.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/02/2011 - 22:48
    Enviado por: Reinaldo

    Boa noite, tenho uma dívida jurídica, de 9000,00 que não pude pagar no ano 2000, foi para jurídico, e tinha que pagar 17.000, 00, foi para jurídico em São Paulo…., agora retornou dizendo que não aceitaram e que tenho que pagar 180.000,00, o gerat, fez uma oferta que ficou 50.000,00, e não tenho como pagar, e disse que não tem jeito, que vai executar os bens dos sócios, que estamos trabalhando e pagando outras dívidas para colocar a firma em dia. Essa dívida é do BBrasil.
    Tem uma luz no final do tunel, sem ser um tsuname?,
    estou tentando negociar com parcelamento, pelos calculos normais, seria por volta de 30.000,00

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/02/2011 - 15:04
    Enviado por: gisele

    Boa tarde, por favor estou com uma dívida no cheque especial e estou com medo de ficar impossivel de pagar pois ha 2 meses atras estava em 4000,00 e hoje ja esta mais de 6200,00, como posso fazer essa negociação junto ao banco, e seria possivel cancelar essa conta para para de gerar juros??
    Desde já grata.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/02/2011 - 15:11
    Enviado por: Fabio

    Boa tarde

    Eu tenho uma divida com o bradesco, fazem uns 3 anos e meio. Desde o final do ano passado, tenho tentado um acordo, mas eles nao aceitam reduzir juros nenhum. A divida que começou com 2.000, hoje esta em quase 15.000.

    Toda vez que eu ligo la, dizem que estao em reuniao ou se conversam, dizem que no outro dia retornar, mas sempre tem uma desculpa.

    O que posso fazer? visto que meu orçamento reduzindo, só posso pagar 200 por mes?

    obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

    • 21/02/2011 - 16:24
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O devedor é que temd e se adequar às exigências do credor, e não o contrário. O banco pode perfeitamente exigir a forma de pagamento e valor que quiser – e não tem a obrigação de negociar. Procure um advogado e continue tentando negociar.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 08/02/2011 - 19:35
    Enviado por: Sandra

    Boa tarde!

    Há mais de dez anos atrás, fazia faculdade, por motivo de doença na família não pude pagar o q estva vencido. agora depois de 10 anos mandam mensagem para o celular da minha filha para fazer a cobrança. o que posso fazer, pois deveriam me ligar ou mandar carta para mim e não para ela.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/02/2011 - 08:54
    Enviado por: Mariangela

    Bom dia.
    Tenho um carro financiado em 60 vezes, já paguei 13 parcelas,
    pago todas em dia, só que agora estou com dívidas com cartão de crédito e com a caixa Economica, eles podem penhorar meu carro mesmo sendo financiado.
    Obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/02/2011 - 11:22
    Enviado por: cezar

    Olá bom dia gostaria de te um retorno nesta pergunta
    tenho uma divida com o banco itaú no valor de R$14.000.00
    MIL e foi negociado com o banco parcelas de 700.00 reais
    mas ante então paguei umas treis parcelas e dai veio
    a dificuldades e não estou conceguindo pagar como resolver este problema . GRATA

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/02/2011 - 19:34
    Enviado por: Helen Cristina

    Boa Noite… Tenho uma dívida de R$ 608,20 com a adminstradora do meu cartão ITAÚ CARD, eu não tenho conta no Itaú; tenho o maior interesse em efetuar o pgamento dos débitos, porém eles me propuseram dar uma entrada de R$ 103,20 + 10 x R$ 87,42 , os juros subiram quase R$ 400 reais, o que eu acho um absurdo! Quero efetuar o pagamento parcelado, mas de uma forma que não seja tão exorbitante, pensei em procurar o PROCON da minha cidade e tentar uma negociação. O que Fazer? Muito Obrigado!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/02/2011 - 22:46
    Enviado por: Jairo

    Ola, estou devendo o meu cartao de credito da Credicar, no valor de 700 reais, infelizmente nao estou trabalhando, entao nao tem como eu pagar agora…Mas ele começam a ligar as 09:00 da manha ate umas 20:00 todo dia, ligam aki em casa e no meu celular, e isso me deixa constrangido e sem graça perto da pessoas q residem em minha casa, o q devo fazer?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 14/02/2011 - 03:18
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Nada, em nossa opinião. Não identificamos constragimento, já que as ligações são para seus números e você está atendendo. Existe uma dívida que tem de ser paga, e a cobrança tem de ser feita. Se acha que houve constragimento, procure um advogado e processe o banco ou empresa. Mas a dívida terá de ser paga um dia.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/02/2011 - 15:17
    Enviado por: Helen Cristina

    Boa Tarde! Não sou correntista do Banco Itaú, mas adquiri um cartão Itaú Mastercard e nele tenho uma dívida de R$ 608,20, eles me propuseram um acordo da seguinte forma: Uma entrada de R$ 103,20 + 10 x R$ 87,42, andei fazendo uns cálculos e vou pagar quase R$ 400,00 a mais do que a minha dívida. Pensei em procurar o PROCON da minha cidade para realizar um acordo que condiza com as minhas condições no momento, pois não quero que meu nome seja negativado, qual o melhor caminho a seguir?
    Muito Obrigado!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 13/02/2011 - 00:19
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos dar conselhos, só você pode decidir. Só orientamos quando existe uma irregularidade de fat. E não existe irregularidade no seu caso.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/02/2011 - 16:19
    Enviado por: Henrique

    Boa Tarde.
    Estou precisando muito de uma orientalçaõ, minha esposa está com muitas dividas com banco e cartão de crédito, eu estou pagando um carro financiado eles podem penhorar meu carro por causa das dividas contraidas no nome dela.
    Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 12/02/2011 - 14:10
    Enviado por: jairo rodrigues

    estou com financiamento de um carro no banco sofisa de 60
    parcela sendo que ja paguei 28 e agora eu nao consegui e fetua o pagamento de 8 parcelas e queria saber se eles poderia cobrar so o valor das parcelas sem juros

    responder este comentário denunciar abuso

    • 13/02/2011 - 00:03
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Claro que não. Vão cobrar todos os juros, com toda a razao.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 16/02/2011 - 17:10
      Enviado por: Alexandre Fortunato

      Vc utiliza esse carro para trabalho ou coisa parecida?

      Porque pelo que estou percebendo, vc está criando uma corda enorme para se enforcar… É melhor vc dar um jeito de liquidar esses 8 meses atrasados, e repassar o financiamento para outra pessoa, pois no final das contas, a Bola de Neve só vai aumentar.

      Prosperidade

      responder este comentário denunciar abuso
  • 12/02/2011 - 20:22
    Enviado por: Joana

    O dono da loja pode se negar a negociar o debito atrasado? Porque isso aconteceu comigo e me disse ainda que a quantidade que eu ia da era como se fosse R$1.00(um real). sai de lá arrasada com vontade de me matar porque estou precisando tanto limpar meu nome e o valor e R$1.200 (mil e duzentos reais)e eu ia dar R$200 (duzentos reais) e ele não aceitou.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/02/2011 - 23:55
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Claro que pode. Ninguém é obrigado a nada, desde que cumpra a lei. Ninguém é obrigado a aceitar negociar.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 15/02/2011 - 12:40
      Enviado por: ALEX EDUARDO

      OLHA JOANA AS EMPRESAR TEM O BOM SENSO DE SEMPRE ESTAR NEGOCIANDO AS DIVIDAS DOS CLINTES PARA MANTELOS.
      MAIS AGUMAS EMPRESAS SÃO IREDUTIVEIS A ESSE NEGOCIÇAO..
      ENTÃO A MELHOR FORMA É PROCURAR O ORGAÇAO DE PROTAÇAO AO CONSUMIDOR(PROCON) QUE COM CERTEZA ELES VÃO ESTAR TE ORIENTANDO DA MELHOR FORMA, E VOÇÊ CONSEGUIRA NEGOCIAR SUA DIVIVA..ESPERO TER AJUDADO..

      responder este comentário denunciar abuso
  • 13/02/2011 - 10:28
    Enviado por: Henrique

    Obrigado por responder a primeira pergunta, mas ficou uma dúvida o carro esta financiado em meu nome, mas, sou casado com comunhão de bens
    eles podem penhorar meu carro, para pagar as dívidas que ela contraiu.
    Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/02/2011 - 09:59
    Enviado por: Bil

    Bom dia.. Tenho várias dívidas com bancos (CEF, BV, Citibank…).. Tenho um valor alto de FGTS parado, e não tenho nenhum imovel no meu nome. Se eu usar o FGTS para comprar um apartamento, existe a possibildade de um destes bancos tentar tomar este imovel? Eu consigo comercializar um imovel, estando com o nome sujo.

    Grato,

    responder este comentário denunciar abuso

    • 21/02/2011 - 16:32
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Existe sim. Procure um advogado e veja uma forma de se proteger.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 29/03/2011 - 16:58
      Enviado por: Cecília

      Pelo que eu sei, nem o proprietário de imóvel à venda pode ter restrições no nome, principalmente se o proponente (comprador) optar por financiar o imóvel. E no momento de registrar os documentos da casa em seu nome, como fará? Por que não é só comprar o imóvel, mesmo que seja a vista, há muitos emolumentos a serem pagos para transferi-lo para seu nome.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 14/02/2011 - 10:30
    Enviado por: Henrique

    Mas como os credores vão saber que eu tenho um carro financiado. estou apreensivo.
    Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 16/02/2011 - 18:44
      Enviado por: Alexandre Fortunato

      Discutindo sobre Comunhão parcial de bens…

      A comunhão parcial é aquela na qual somente se comunicam os bens adquiridos na constância do casamento. Neste regime cada um dos cônjuges tem reservado seu patrimônio pessoal adquirido antes do casamento e passa a dividir com o cônjuge, à razão de 50% (cinqüenta por cento), os demais bens que vierem a adquirir depois do casamento.

      Mas, o regime de “Comunhão Parcial” também exclui da comunhão alguns dos bens que a lei estabelece, por exemplo os bens de herança, mesmo quando recebida depois do casamento e ainda os bens recebidos em doação, se da escritura de doação não constar o nome de ambos os cônjuges.

      Sendo assim, no meu entendimento, o carro quando quitado é 50% seu 50% da sua esposa. Então, se houver a possibilidade de penhorar o bem, só poderá ser utilizado metade do valor da venda para a quitação da divida… A outra parte é sua.

      Enfim… é apenas uma conjectura… vamos enriquecer um pouco mais a discussão.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 14/02/2011 - 22:24
    Enviado por: fabricio

    comprei um carro fiat uno eu tenho carne deli ja foi paga 14 parcelas como faço para renegocir o carro foi batido e virado so q o banco pede 15 mil e eu so tenho 8 mil como eu faço essa nogociaçao com eles e nao ta no meu nome o carro eu posso quitar ele no boleto eles em via posso comfiar e banco ital .

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/02/2011 - 22:28
    Enviado por: fabricio

    e melhor negociar com ele ou com um advogado pelo telefone e comfiavel no bolete vc acha q eles vao querer os 8 mil mim procurar ja q o carro ta perdido para mim e para eles .so q nao ta no meu nome o financiamento mais tenho tudo do carro compreide terceiros ,cv acha q va i aceitar .abraços

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/02/2011 - 17:16
    Enviado por: Victor

    Olá, preciso de uma ajuda. Minnha esposa esta enrolado com alguns emprestimos, cheque especial e cartões de crédito em dois bancos.

    Por cima, a divida chega em torno de R$ 60.000,00 (emprestimos + cheque especial + cartões de crédito). Ela já não esta conseguindo pagar.

    Ela não tem nada no nome dela. Mas em decorrencia da divida dela, por sermos casados. Posso ter minhas casas penhoradas?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/02/2011 - 18:35
    Enviado por: LEALMEIDA

    Boa tarde.
    Tinha um seguro fiança da porto seguro e por problemas tive que deixar o imovel locado antes do termino do contrato. A porto cobriu as despesas de multa(R$ 1.800,00) e fui orientada que posteriormente eu iria ser contata para acordar a forma de pagamento deste valor, porém nunca recebi nenhuma ligação. Este fato ocorreu a 1 ano. consultei meu nome e consta no serasa, por causa disso entrei em contato com a Porto para quitar a divida e os mesmos estão cobrando quase 1.000 reais a mais. Tentei negociar e os mesmos informaram que por causa do indice de igpm de locação não é possível ter nenhuma negociação. Isso procede? Será que se eu procurar um advogado e colocar nas pequenas causas eu poderei pagar o que realmente devo? Ou é perca de tempo?

    Aguardo retorno.

    Atenciosamente,

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/02/2011 - 21:19
    Enviado por: Clovis

    tenho uma divida com banco itau devia na minha conta corrente 200.00 reais depois de 1ano 6 meses a divida ta mais de 900.00
    só que eles não quer negociar quer que eu pague os 900.00 a vista ou paque 36 parcelas de um valor absurdo bem acima dos 900.00

    que eu faço

    será que tem como eu entrar com uma açaõ contra o banco
    pra abaixar esse valor

    obrigado
    tenha uma boa noite

    responder este comentário denunciar abuso

    • 03/03/2011 - 19:52
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco tem esse direito, o devedor tem que se adequar às exigências do credor. Procure um advogado para tentar uma renegociação.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 18/02/2011 - 06:59
    Enviado por: RENY SOUZA

    POIS ESTOU ASSIM COM MUITA DIVIDAS E JÁ NÃO SEI O Q FAZER
    ESTOU COM MUITAS CONTAS E POUCAS SOLUÇÃO TENHO DINHEIRO TODA SEMANA MAS NÃO CONSIGO PAGAR TODAS EM DIAS OBGRIGADO..

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/02/2011 - 10:33
    Enviado por: FATIMA

    TENHO UM DIVIDA DESDE 2008 COM O BANCO DO BRASIL, ELES COLOCARAM MEU NOME NO SPC DIA 17/2011…É POSSIVEL OU DEVO PROCURAR A JUSTIÇA E INCLUSIVE COLOCARAM JUROS EM CIMA DE JURO ESSA DIVIDA ESTÁ COM UMA SEGURADORA E É DE CARTÃO DE CREDITO, CONTA CORRENTE E RESCALONAMENTO..
    COMO POSSO ESTAR PROCEDENDO??

    responder este comentário denunciar abuso

    • 21/02/2011 - 15:42
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há nada de errado no procedimento do banco. Se ainda quiser insistir, contrate um advogado ou vá ao Procon.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 21/02/2011 - 12:20
    Enviado por: Michele

    Bom dia,
    Estou com um cheque no Serasa no valor de R$ 130,00, que foi passado em 2005. A loja faliu e a divida foi comprada por outra pessoa, ano passado, deram entrada no Serasa em dezembro de 2010.
    Estou sendo cobrada por essa pessoa, nem é uma empresa e o mesmo me ameça dizendo que vai me protestar, entrar na justiça e tudo mais. Só que o mesmo está ocbrando um valor absurdo pelo chque.
    Como devo proceder?

    Obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/02/2011 - 18:36
    Enviado por: Suélen

    Olá…
    Há mais ou menos 1 ano atras abri uma conta corrente no bacno santander, para receber meu salário,utilizei os limites de cheque especial e fiz um emprestimo, sai do emrpego e não efetuei nenhum pagamento, minah conta apresentava saldo negativos nas consultas que fazia na internet.
    No meio do nao o banco incluiu meunome nos orgãos de proteção ao crédito, e retirou os valores negativos em minha conta corrente, ou seja hoje quando acesso ela aparece zerada sem nenhum lançamento ou saldo.
    Hoje voltei a tarbalhar na mesma empresa e indiquei a mesma conta corrente para pagamento ja não era possivel abrir uma conta salário.
    O banco pode debitar os valores devidos da minha conta agora? Mesmo depois de ter retirado e zerado meu saldo.
    Obrigada, fico no aguardo.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/02/2011 - 13:44
    Enviado por: camila

    tenho uma divida do panamericano desde de 2008 como faço pra quitar essa divida?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/02/2011 - 14:33
    Enviado por: kelly

    boa tarde,

    Preciso de uma orientação meu esposo tem conta no Bradesco nam consegue limite e cheque especial nam há restrições em seu nome, somente no meu a conta nam é conjunta. O que podemos fazer? Pois solicitou várias vezes e é recusado
    Obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/02/2011 - 18:22
    Enviado por: Francine

    Ola.
    Tenho uma divida com o banco itau, que fiz pelo cartao de credito.
    Gostaria de negociar a divida e pagar a vista, posso chegar a um desconto no valor inicial?
    Com quem devo entrar em contato para que haja melhor acordo? Com a gerente? A companhia do cartao ou o proprio banco Itau?
    Obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/02/2011 - 19:37
    Enviado por: Jose Aparecido Soares

    Tenho uma divida com o banco santander e chega perto de 28.000 Reias ( chegue e emprestimo ), foi no banco tentar negociar , mas o gerente me disse que foi vendido para o Atlantico , não consigo negociar com eles dendro das minhas condições.
    O banco fez um bom desconto ( dentro do meu orçamneto ) , só depois me informarão que foi vendido.
    Me de uma luz , estou deseperado , eles me ligam ate 10 vezes por dia

    responder este comentário denunciar abuso

    • 03/03/2011 - 19:06
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não temos como ajudar, não há nada de errado neste caso. Procure um advogado e tente negociar com a ampresa que comprou a dívida.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 24/02/2011 - 07:58
    Enviado por: renata de almeida

    bom dia gostaria de saber se posso processar amiga de trabalho, por mandar email pra empresa falando q estou devendo por causa disso estou com problemas de nervoso oque devo fazer bjsssssssss renata

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/02/2011 - 11:02
    Enviado por: robertoreisdasilva

    fuis um finaciamento de uma parati ano 2006 de 16000,00 reais e com oito dias de comprado o carro, acabei batendo o carro deu perca total não tenho com paga pq o carro erra pra trabalho como taxe estou tentando negocia e o banco não quer os juros ta chegando ja esta com 7 parcelas atrazada de 562 reais são 48 meses o finaciamento o que devo fazer ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/02/2011 - 13:30
    Enviado por: Patricia

    Boa tarde,
    Renegociei uma divida no banco do Brasil mas paguei apenas para o meu nome sair do spc, e o restante da divida fui comunicada q só não terei oportunidades de emprestimos e outros, mas eu quero entrar como funcionaria no Banco Bradesco se eles pucharem minha situação no spc vai constar algo,obrigada!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/02/2011 - 19:05
    Enviado por: Bruno

    Boa noite,

    Estou com 02 parcelas de um carne da panamericano em atraso,
    estou tentando negociar com o escritório que faz as cobranças pra eles. O valor é de 325,00 cada parcela, estão me cobrando 870,00 pelas duas e não querem nem reduzir este valor.
    O que eu faço ?
    obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/02/2011 - 22:55
    Enviado por: Anderson

    Ola boa noite, estou com uma dúvida, tinha uma micro empresa com conta no bradesco, solicitei um capital de giro e nesse meio tempo quebrei de vez. Agora depois de alguns anos consegui me estabelecer como empregado e desejo comprar uma casa, minha dúvida o banco pode tomar essa casa se estiver no meu nome?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/02/2011 - 19:39
    Enviado por: claudinea

    26/02/2011-19;32
    boa noite meu marido adiquiriu uma divida de 27.000 no banco real passado dois meses passou pra 37.000 e o banco quer que ele pague 72×2.000 por mes so que ele quanha 2.500 o maior poblema e que o pagamento e depositado no mesmo banco da divida entao cai o pagamento eles vem tiram a parte deles so que temos outras contas a ser pagas estou desesperada o que fazer eles nao fazem outra negociacao nao voltao atras

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/02/2011 - 12:27
    Enviado por: alexandre

    Estou devendo em torno de 1200 reais no cartão de credito, tem como fazer negociação? se a resposta for sim a negociação é feita com o gerente do meu banco u seria com a mastercard?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/02/2011 - 09:30
    Enviado por: everaldo

    quero negociar minha divida do BB, ma, eles estão me enrolando, oque devo fazer??????

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/02/2011 - 14:39
    Enviado por: Karen

    Olá meu marido tinha um débito com o banco Bradesco, e não conseguiu pagar,porém eles enviam carta para quitação no valor de R$3.350,00 e não podemos pagar esse valor nem financiar pois pagamos outros financiamentos também, mandamos uma proposta para o banco de R$2.500,00 que emprestaria da minha mãe para quitar a divida mais o banco não aceita nada ja oferecemos moto que valia maior que o valor da divida, outros valores mais não tem acordo o procon pediu que eu pedisse ao gerente então uma carta recusando a minha oférta mais eles também não querem fazer, o que devo fazer, ja tentei varias formas de renegociação mais els não aceitam.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/03/2011 - 17:19
    Enviado por: Veruska

    Boa tarde,

    Estou muito endividada com tres credores diferentes e ao tentar negociar com eles, continuam me cobrando taxas exuberantes. Meu nome será incluso no SCPC pois não tenho mais como pagar o limite de cheque especial e emprestimos bancários que ultrapassam o valor do meu salário. Quero saber se é possível propor uma ação judicial contra cada banco oferecendo um valor que posso pagar por mês. se sim, como chama esta ação?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 03/03/2011 - 17:10
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não é possível, isso é um absurdo. O devedor é que deve se adequar às exigências do credor, e nao o contrário. Tente renegociar.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 02/03/2011 - 14:29
    Enviado por: Ariel

    Tenho um cheque devolvido por duas vezes em Junho de 2006 encontrei o estabelecimento e tentei resgatar o cheque que é de 770,00, o financeiro do estabelecimento nao quer conversa no inicio ele queria 1.500,00 depois foi pra 1.200,00 e por ultimo falou que por menos de 1.000,00 nao faz negocio e que nao adianta procurar mais… o que devo fazer para regularizar a minha situação?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/03/2011 - 16:36
    Enviado por: Litiery

    Estou com uma divida com a vivo e não estou me negando a pagar. Só que as formas de parcelamento que estão me passando fica totalmente fora do meu orçamento. Gostaria de saber que outra forma posso estar parcelando esta divida, pois mais parece que estão financiando um carro ao invés de uma divida.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 03/03/2011 - 16:56
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A empresa não é obrigada a aceitar as suas condições de pagamento, você é que tem de se adequar às exigências do credor. Ou paga ou fica inadimplente.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 02/03/2011 - 19:38
    Enviado por: francisco

    boa tarde,
    bem, preciso de uma orientação, fiz um impréstimo no BB de 15.000,00 sendo este CDC 84 parcelas de 600,00 sendo que ja paguei 28 ou seja ja paguei 16.000 e ainda faltam 33.600 na ocasião estava precisando muito só que agora minha familia cresceu e fui ao banco para saber sobre o imprestimo e me deparei com esta situação.
    Como devo proceder?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/03/2011 - 19:00
    Enviado por: bruna

    Boa tarde , preciso de ajuda !!
    Tenho uma divida com a brsil telecom, tentei parcelar mas eles querem 35%do valor de entrada. Quero pagar,mas não tenho todo esse valor !
    O que posso fazer ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 08/03/2011 - 18:24
    Enviado por: Jéssica Costa

    Tenho saldo negativo em dois bancos e uma parcela da faculdade atrasada . seriaa um boa fazer um emprestimo para quitar tudo isso ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/03/2011 - 11:13
    Enviado por: Eliane Anacleto

    assinei um contrato para meu filho fazer um curso de manutençao de computador so que a diretora disse que seria 44 aulas 22 teoricas e 22 praticas so que nao foi isso que aconteceu tiveram so 4 aulas praticas e meu filho nao aprendeu nada fiz em 24 vezes o curso quando faltava umas 10 aulas eu fui e pedi para cancelar porque nao estava satisfeita e nao deixei meu filho ir mais no curso fui falar com a diretora ela disse que eu tenho que pagar todo o curso prque ele utilizou o curso e acrecentou 20% em cima de multas e parcelas vencidas quando assinei o contrato nao tinha carteira assinada e ate hoje continuo desempregada o meu esposo que pagava so que ele tambem esta desempregado nao tenho dinheiro para pagar coloquei nas pequenas causas o conciliador disse que tenho que pagar pois assinei gostaria muito de um parecer do senhor o que fazer tenho outra audiencia dia 28/03/2011 o que fazer levei as carteiras minha e de meu esposo para provar que estamos desempregados ele nao quis nem olhar o que devo fazer

    responder este comentário denunciar abuso

    • 09/03/2011 - 16:02
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A cobrança de multa por quebra de contrato é devida. Gostar ou não do curso não é motivo para deixar de pagar. Se a questão é pedagógica, então que seja discutida no órgão que regulamenta o curso. A escola está com a razão.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 09/03/2011 - 16:34
    Enviado por: Erika

    Oi. Tinha conta no santander e tive meu cartão clonado. O cartão foi bloqueado e me enviaram um novo. Como o novo cartão veio uma nova senha.
    Uma vizinha do meu prédio, colega da família, recebeu algumas correspondências minhas e abriu a minha carta com a senha.
    Com isso, ao frequentar a minha casa, ela descobriu onde eu guardava meu cartão de crédito e o utilizou para fazer compras, colocando depois de volta ao mesmo lugar,
    pois ela percebeu pela nossa rotina que eu usava esse cartão apenas para casos extremos.
    Ao notar compras estranhas em meu cartão solicitei outro, assim 3 vezes. Mais tarde descobri que foi ela, e ao cobrar uma atitude ela e mais 2 pessoas me agrediram.
    Fiz um B.O. por agressão e mencionei o motivo, mas ao tentar fazer o B.O. pelo furto o pessoal da delegacia disse que so poderia fazer se eu levasse extrato detalhado desde
    quando houve a primeira transação estranha em minha conta.
    O banco se recusou a me dar essas informações e a delegacia disse que nao faziam BO pela metade.
    Conclusão: a ouvidoria negou, disse que as compras foram feitas a menos de 1km de minha residencia (moro proximo a um shopping).
    A dívida, que era do valor do meu cheque especial, 6.600,00 (que foi de 1.100 pra 6.600 em menos de 6 meses e sem minha autorização) foi crescebndo e eu nao tinha como pagar
    me ofereceram emprestimos dizendo que só assim pra eu quitar a dívida, até que nem meu salario de 1.000,00 por mês nao cobria sequer os jutos.
    Enfim, hoje, após 2 anos, tenho mais de 20 mil reais de dívida.
    O banco me cobra, a pessoa e seus cumplices do furto de meu cartão são pergisosas e ja me ameaçaram, eu não sei o que posso fazer, juridicamente falando.

    Pode me ajudar? O que devo fazer?

    Obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

    • 09/03/2011 - 17:00
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Você precisa de um advogado para processar criminalmente quem a agrediu e a fraudou. Em relação ao banco, a coisa será mais difícil, pois entendemos que não pode ser responsabilizado. O furto dfo cartão foi comprovado e o responsável foi identificado.

      responder este comentário denunciar abuso
    • 25/04/2011 - 12:06
      Enviado por: Alexandria

      oi, me separei, eu,e meu marido aviamos financiado uma casa da caixa eu saí da casa ele mora na casa,no entanto ele não continuou a pagar as mensalidade.o que devo fazer para limpar meu nome.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 09/03/2011 - 19:18
    Enviado por: LUIZ HENRIQUE BOTELHO

    TENHO UMA DÍVIDA JUNTO BANCO BRASIL, CAPITAL GIRO E CHEQUE ESPECIAL,, ESSA DÍVIDA FOI PAGA PELO PROGRAMA DO GOVERNO, FGO, COMO DEVO E A QUEM DEVO RENEGOCIAR O PAGAMENTO ., JA QUE O PROPRIO BANCO NÃO SABE COMO AGIR

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/03/2011 - 23:18
    Enviado por: ilza m.Braga

    Tenho um acordo com o citibank de 6 parcelas paguei 2 parcelas e não consegui pagar mais devido a problemas financeiros,a empresa contratada para cobrança,tem umas atendentes,que exageram na maneira de cobrar,uma delas disse a minha flha de 12 anos gritando “mas você não sabe de nada mesmo,nem dar uma informação,sabe ao menos o seu nome?…”e peguei o telefone e pergunteique atitude era essa,ela então me disse que estamos acostumados a fazer isso já por isso fica fugindo não retorna as ligações, e disse que não fala mais conosco e sim com o juiz apartir de agora, me senti humilhada,ñão faço dividas e fujo dos pagamentos tenho uma vida honesta é a primeira vez que devemos um cartão e nunca me senti tão envergonhada.gostaria de uma orientação obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

    • 10/03/2011 - 00:07
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Se tiver como provar, o que achamos improvável, é possível entrar na Justiça por danos morais. Consulte um advogado para saber a viabilidade de tal ação.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 10/03/2011 - 09:41
    Enviado por: francisco

    Vamos Lá, fiz um impréstimo com o banco do brasil de 15000 reais, devido ao motivo do meu imprestimo (doença)não me dei conta dos valores de prestações, sendo que com a gravidez de minha esposa fui ao banco para saber como estava minha situação com imprestimos me deparei com essa situação, ja paguei 28 parcelas de 600 reais de um total de 84 e ainda faltam 52 parcelas, ou seja precisei de 15000 ja paguei 16000 e ainda faltam 32000 para quitar a divida. não estou me negando a pagar só queria uma orientação como devo proceder pois acho os juros abusivos

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/03/2011 - 12:54
    Enviado por: ailton santana

    Estou desde Janeiro tentando refinancia 3 parcelas de um financiamento com o Banco Panamericano que não me da abertura para poder fazer o pagamento, segundo eles precisa estar com a divida acima de 6000,00 para haver um refinanciamento, e minha divida atual das 3 parcelas vencidas é de 1.314,07. Eu to pleiteando que eles faça um refinanciamento desta divida em 10 parcelas, pq ocorreram varios problemas comigo, fui furtado, inclusive o dinheiro de um pagamento que eu ia fazer foi junto com o furto da minha carteira, fiz uma cirurgia de olhos que tive que pagar, senão iria ficar cego e isso resultou no atraso das ultimas 3 parcelas, sendo que o contrato foi financiado em 36 só falta 3 parcelas, a impressão que eles me passa é que eles nao me dao abeertura para fazer o pagamento para confiscar meu carro…O que eu posso fazer, qdo eu digo que vou procurar o procon eles falam que nao vai dar em nada pq, no contrato nao consta, nada sobre renegociação…Mas e quero pagar, pq jamais iria perder um bem sendo que de 36 parcelas, ja paguei 33…Como posso proceder?

    Att,

    Ailton Santana

    responder este comentário denunciar abuso

    • 10/03/2011 - 16:57
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco não tem obrigação de refinanciar a dívida. Tem o direito de recusar a renegociação e cobrar da forma que achar melhor. Não adiantará nada ir ao Procon. Procure a ajuda de um advogado para renegociar.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 14/03/2011 - 08:11
    Enviado por: Neusa Terezinha

    Estou com uma dívida muito alta num banco privado, onde já havia negociado meu especial. Só que as coisas perderam o controle e as prestações ficaram muito alta, agora depois de resolver alguns problemas, vi que posso pagar uma prestação de X reais, como posso fazer para que o banco aceite a negociação e a prestação que eu possa pagar.

    Sou do Rio de Janeiro.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 14/03/2011 - 16:36
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não pode fazer nada, caso o banco não aceite a sua proposta. E o banco não é obrigado a aceitar a sua proposta, é o contrário, o devedor é que precisa se adequar às exigências do credor. Ou você questiona a dívida na Justiça ou renegocia novamente.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 15/03/2011 - 11:18
    Enviado por: Sérgio

    Olá, tenho uma divida com um banco Santander sobre um emprestimo pessoal pra quitar meus cartões e cheque especial valor de 50 mil, paguei 7 prestações com juros abusivos no incio do contrato em 7 meses pagando, foram pagos 17.500 reais, não consegui mais pagar as prestações e o banco me colocou na lista negra com um valor de 77 mil na mão de um advogado que enche meu saco todo dia querendo que eu pague a divida, a pergunta é? o que deve fazer? e se é legal o banco me manda um conta com juros que ainda irião vencer? bom dia!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 15/03/2011 - 22:28
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Aparentemente não há irregularidade nenhuma no procedimento, a cobrança é legal. Procure um advogado para tentar renegociar os débitos em circunstâncias mais favoráveis.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 16/03/2011 - 09:33
    Enviado por: Kleber Costa

    Bom dia!tenho uma divida de 10 mil, no banco da caixa, e queria saber qual a melhor negociação para fazer, estou devendo desde 2009, e por imprevistos financieros, estou com essa divida e não sei como fazer o acordo. devo dar uma proposta para eles, recebo só 3 salarios minimos e estou muito preocupado, pois não sei se eles podem pegar algum bem meu como casa, carro, papagaio ou cachorro.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/03/2011 - 10:47
    Enviado por: Kimberly Wochner

    Bom dia, tenho uma dívida nas Lojas Cem no valor de R$1.400,00 e na Lojas Colombo de R$ 1.000,00. Fiz duas compra de móveis no final do ano, só que não consegui nem pagar a 1ª. parcelas dos dois crediários pois fui demitida. Agora as lojas Cem estão mandando um advogado cobrar na porta da casa da minha mãe enquanto estou trabalhando fora da cidade para poder juntar o dinheiro e poder começar a pagar as contas. Minha dúvida é se eles podem ficar cobrando a dívida em casa, constrangendo e preocupando a minha mãe,e se eles podem tomar algum bem da casa dela.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 16/03/2011 - 20:46
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O fato de enviar um cobrador pessoalmente não é motivo para protesto. Se estão indo na casa de sua mãe é porque provavelmente é o endereço que foi cadastrado na época do financiamento. Se acha que está havendo constrangimento, procure um advogado e processe as duas lojas.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 16/03/2011 - 12:27
    Enviado por: jonny wendersom

    fis um emprestimo e deichei atrasar foi faser um acordo mais o juros e tres veses maior do que minha divida e nao quiserao negociar

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/03/2011 - 15:03
    Enviado por: elisangela

    estou com debito no telecomunicação e imbratel em São paulo estou devendo 75,00 ele querem combrar 220,00 o que eu faço?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/03/2011 - 17:21
    Enviado por: Elaine

    Boa tarde
    Meu esposo tem uma dívida antiga com o banco do brasil, ficando hoje em 2290,00 estando a caducar em junho, no entanto estou tentando quitar a vista por 500 ou 600,00 no máximo, e o banco não está aceitando, isto procede? ou como devo proceder já que tenho interesse em quitar a vista.
    Grata

    responder este comentário denunciar abuso

    • 16/03/2011 - 20:36
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Dívida não caduca nunca. E o banco não tem obrigação de aceitar a sua proposta, o devedor é que tem de se adequar às exigên cias do credor. Tente renegociar.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 17/03/2011 - 20:07
    Enviado por: adalto diego barbosa

    eu comprei um carro faz 2 anos e eu perdi o emprego e nao deu pra quitar a divida do carro e agora estou com 10 parcelas atrasadas de 465,00 e estao querendo me cobrar 5,835,00 reais e eu nao tenho este dinheiro e eles nao fazem mais parcelamento da divida esta divida era com o banco do brasil e fai passada para um empersa tercerisada de cobrança como eu posso resouver isso? alguem pode me ajudar? obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

    • 17/03/2011 - 20:57
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há irregularidade na questão. Ou paga ou tenta questionar a dívida na Justiça, com chances reduzidas de sucesso.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 18/03/2011 - 17:08
    Enviado por: Jemima Luz

    Boa tarde!
    Assim como todos os participantes acima, estou com uma divida no Banco e quero quitar toda essa divida, porém solicitei um abatimento dos juros para que eu possa pagar tudo de uma vez. O valor total é de 16. 700,00. Desse valor 6.000,000 ainda está por vencer, mas fui informada que se eles abaterem a minha divida que eu ficarei com restrição de crédito na instituição, fico com nome limpo, porém com essa tal restrição. Gostaria de saber se isso procede.
    Obrigada,
    Jemima Luz

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/03/2011 - 09:06
    Enviado por: Danielly

    eu to com um problemão , depois que peguei um empréstimo do banco hsbc , começaram a me cobrar um tal de juros prov sobre o limite . o que é isso ??
    que roubo!!! …. pra vc ter noção , a parcela do empréstimo é de 31,16 . e esse tal de prov me cobram 39,47. que absurdo !! queria saber do que se trata e como eu posso me livar disso ??? grata !!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/03/2011 - 12:42
    Enviado por: André

    Ola, tenho as seguintes dividas:
    - Limite do banco no valor de R$3130,00 (todo mes me cobram juros de aproximadamente R$200,00).
    - Casa Bahia no valor de R$1100,00.
    - Faculdade no valor de R$1500,00.

    Qual a melhor maneira de pagar todas as minhas dividas? Consigo financiar o meu limite do banco e não ter mais o LIS?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/03/2011 - 01:08
    Enviado por: Maryh

    Olá fiz um financiamento de 15 anos pela Caixa Economica e sempre cumpri com os pagamentos. Acontece que eu estou desempregada há 2 anos e nos ultimos 6 meses meu marido tb ficou desempregado. Portanto estou com 6 parcelas em atraso. Liguei lá para tenta um acordo e eles falaram que já está em execução e tenho que quitar as parcelas em atraso. O que faço, posso perder meu imóvel. Faltam apenas 75 parcelas….

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/03/2011 - 13:04
    Enviado por: Thiara Souza

    olá, estou numa situação difícil, fiquei desempregada e acabei usando limite de cartões de crédito e limite de conta para cubriri outras cotas, já fui renegociar, mas como meu nome já conta no SPC eles dizem q não tem como fazer um parcelamento que eu tenho que pagar o valor total da Dívida.
    ah 3 meses cortei gastos, estou fazendo alguns bicos e deido a demora em mandar meus documentos para dar entrada no seguro desemprego (2 meses),da empresa anterior que trabalhei, estou par areceber minah 1ª parcela para receber, mas mesmo assim não consigo me organizar, pq os bancos cobram juros absurdos e eu ainda tenho o meu nome em sociedade com meu pai e isso está prejudicando a empresa, e ele não pode me ajudar.
    Não consigo dormir, por favor me dê uma Luz!
    Como posso resolver tudo isso!?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 24/03/2011 - 16:45
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento, não podemos ajudar, não nada de irregular nas cobranças que você está recebendo. A única solução é pagar.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 25/03/2011 - 21:31
    Enviado por: Adriano Vieira

    Fiz um financiamento do proger e só consegui pagar 2/3 do empréstimo. Já faz quase dois anos. Será possível fazer um acordo?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/03/2011 - 13:50
    Enviado por: claudia

    Comprei um apartamento atraves de uma financeira em 2006, mas desde outubro do ano passado fiquei sem pagar e a divida esta em torno de 150.000,00, hoje. Me chamaram para conversar mais nao tenho montante que pediram, fiquei de fazer uma prosta, falaram tambem que eu poderia entregar o apartamento e me dariam 50% do valor total ja pago, na minha visao nao seria justo,pois me falaram que o empreendimento perde valor quando voce entrega ele?! Isso e verdade?
    Pensei em falar com a financeira o seguinte:
    Refinanciar ele de novo.

    Mas como seria isso? Posso juntar com a divida e ainda com os 8 anos que faltam e refinanciar por mais tempo e diminuir o valor das prestacoes?
    Se diminuir as prestacoes eu posso paga-lo. Posso fazer deste geito? Ou teria outra sugestao?
    Obrigada pela atencao.
    Claudia.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 28/03/2011 - 19:58
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento não poder ajudar, o que você precisa é de consultoria financeira, não de orientação, já que nada hpa de irregular no procedimento da construtora. Procure um advogado para ajudar em uma eventual renegociação.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/03/2011 - 18:18
    Enviado por: nayana maria da silva

    Olá…

    Tenho uma dívida no banco itaú, e o pagamento do meu curso técnico é pago no mesmo, quero saber se quando eu fou pagar, corro o risco de ter meu dinheiro recolhido pelo banco.Por favor, me respondam!!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/03/2011 - 11:42
    Enviado por: Daiane de Oliveira

    Meu esposo comprou uma casa financiada pela CEF e na epoca tinhamos uma renda,na data atual temos uma renda inferior a de antigamnete a parcela da casa e decrescente,sendo que a parcela atual compromete mais da metade do salrio dele,teria como inverter estas parcelas as ultimas que são em valores mais baixos se tornarem as primeiras e assim as parcelas serão crescente?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/03/2011 - 14:14
    Enviado por: Aniele M

    Ola
    Depois de um acidente doméstico precisei pegar um empréstimo no banco e estourei o limite do meu cartão, estou devendo uns 3 mil reais ao banco. Meu salário foi reduzido em 50% por cortes no orçamento da empresa e agora o banco desconta o dinheiro na minha conta corrente. Existe alguma maneira desse desconto não acontecer? E como posso negociar a melhor forma de pagamento? Estou querendo pegar um outro empréstimo para quitar essas dívidas e ficar só com a divida do empréstimo.
    Grata

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/03/2011 - 20:28
    Enviado por: robsonn

    bom dia por favor, eu estou desempregado a 3 meses, e eu tinha 02 cartõs de credito totalizando um limite de 25.000,00 para não passar necessidade estourei os cartões mesmo sabendo que n~~ao poderia pagar, por acaso eu corro o risco de ir preso?

    att

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/03/2011 - 08:47
    Enviado por: marcos antonio pereira

    Tenho uma dívida com o Banco do Brasil há mais de 6 anos. Na última renegociação, fui informada pelo banco que não poderia mais fazer negociação.
    Essa informação está correta? Como posso resolver essa situação. Preciso voltar a trabalhar, mas meu nome está no SPC.ja ligue para muitos 0800, ja fui no bancoe ele ne liga para mim , quei devo procura por favor me de um luz

    responder este comentário denunciar abuso

    • 30/03/2011 - 17:52
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco não é obrigado a negociar. Procure a ajuda de um advogado para reabrir negociações ou então questionar a dívida na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 01/04/2011 - 15:08
    Enviado por: ANA GABRIELLE

    Olá,moro no rj e parabenizo pelo site! Tenho uma divida no cartao casas Bahia(bradesco) de mais ou menos uns 3.500 reais. Devo tambem uns 1.200 de cartao de credito itaú,tanto na minha conta pessoal quanto na minha conta juridica. Queria saber como faço pra negociar a minha divida com os dois porque já tentei e nao consegui um meio de negociar por falta de informaçao.Quero fazer esse pagamento para limpar o meu nome.Queria saber uma coisa:É VERDADE QUE QUANDO DEVEMOS O BANCO,OU SUJAMOS O NOME COM CONTA JURIDICA(tenho uma firma no meu nome),O NOME NAO FICA LIMPO DEPOIS DE UNS ANOS???

    responder este comentário denunciar abuso

    • 01/04/2011 - 17:08
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O nome vai para o SPC por cinco anos. Para renegociar a vívida, procure um advogado para reabrir as conversas ou questionar a dívida na Justiça, se for o caso.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 01/04/2011 - 17:05
    Enviado por: Giuliana Ferreira

    Caso seja possível gostaria de uma orientação a respeito de do transcrito abaixo, para saber se devo ou não procurar o seu escritório para entrar com uma ação:

    Possuo dívidas de pessoa física (cartão, cheque especial, empréstimos pessoais e etc) com o Banco do Brasil, da ordem de R$80.000,00 em valores atualizados, que estão inadimplidos há aproximadamente 1 ano. A inadimplência ocorreu por desemprego.
    O Banco, através do acesso em minha conta pela internet, até o fim do mês de janeiro/2011, me oferecia um acordo onde as condições eram 70% de desconto e parcelamento do restante em 24 vezes (de aproximadamente 1.360,00 mês já com juros).
    Não renegociei, pois só comecei a trabalhar no fim de dezembro de 2010 como funcionária da Prefeitura de Belo Horizonte e só fui receber meu salário integralmente em 04/02/2011. Antes desta data, não sabia se com o meu salário poderia honrar a proposta que o banco me oferecia.

    No dia 04/02/2011 dia em recebi, entrei na internet novamente para fechar o acordo, mas o mesmo não estava mais disponível.
    Para terminar, continuei acessando minha conta por mais alguns dias e mais ou menos 10 dias depois, o banco disponibilizou um novo acordo onde mantinha o parcelamento, mas o desconto caiu de 70 para 20% apenas, o que não tenho condições de honrar.

    Agora, aprovada em concurso público na CEF, preciso regularizar minha situação junto ao banco, mas o mesmo, alega através de resposta a carta que protocolei lá solicitando as condições anteriores, que não pode mais oferecer as mesmas condições.

    Gostaria de saber o que posso fazer.

    Se puder me ajudar, agradeço.

    Grande abraço,

    Giuliana

    responder este comentário denunciar abuso

    • 01/04/2011 - 17:22
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há irregularidade neste caso, o banco fez uma oferta em dezembro e pode perfeitamente não oferecê-la mais ou modificá-la. Vocvê não tem saída: ou paga ou tenta novo acordo, lembrando que o banco pode recusar qualquer proposta sua.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 04/04/2011 - 16:57
    Enviado por: Maria Eduarda

    Estou desemregada e tenho um emprestimo no Itau, sempre paguei em dia pois era consignado, como o seguro-desemprego acabou não terei como pagar agora.Estou com cartões em atrado tbém. Como devo proceder.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/04/2011 - 10:55
    Enviado por: GUILHERME

    Estou com uma divida no cartão do BANCO do BRASIL já paguei, mas da metade e ñ quitei. Fui saber quanto restava para pagamento avista da divida com desconto, e eles dicerão que podia fazer o pagamento integral sem desconto ou parcelado, se tivesse desconto ñ teria acesso a nenhum aos produtos do banco, só utilizaria para conta salário. ISTO É CORETO.
    Obrigado pela resposta.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 05/04/2011 - 14:51
    Enviado por: TABIO SANTOS DE OLIVEIRA

    GOSTARIA DE PAGAR MINHA DIVIDA

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/04/2011 - 21:58
    Enviado por: Edson

    Boa noite.
    Realizei um emprestimo parcelado no Banco HSBC de 2200 em 18 parcelas de 230 reais, ja paguei nove das mesmas e quero quitar minha divida, solicitei a negociação e querem me cobrar 2150 para quitar o emprestimo, achei um absurdo mas gostaria de saber se eles estão corretos e onde posso checar para calcular esses juros de forma correta. Menosno banco é claro..

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/04/2011 - 08:50
    Enviado por: Marcos

    Ola, fui socio de uma empresa com meu pai (mas eu só tinha o nome, nao trabalhava de fato) e só soube recentemente de um emprestimo que fizeram, pois nao consegui abrir uma conta. Nao posso abrir conta em banco algum agora (!!!), pois devo ao Banco do Brasil algo em torno de 100mil. A empresa contraiu essa divida e meu nome foi junto; nao posso pagar sequer metade disso.

    O que devo fazer? Renegociar direto com o banco ou tentar com advogado? O negociador do banco disse que eu deveria dizer o quanto estaria disposto a pagar. Estou preocupado, vou me suicidar se não conseguir trabalhar por isso.

    Estou desesperado. Me ajudem.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/04/2011 - 17:07
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos ajudar, essa é uma questão de direito comercial, não de defesa do consumidor. Procure um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 08/04/2011 - 07:14
    Enviado por: Amanda Santos

    Bom dia!

    estou tentando negociar o cartão AMERICAN EXPRESS, mais a empresa informa que não aceita este procedimento ou eu pago todo ou o minimo mais estou muito apertada e não consigo pagar o proposto, se negociar eu certamente irei honrar com o que ficar acordado.
    Preciso uregente pagar esete debito.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/04/2011 - 09:32
    Enviado por: Felix Rodrigues Pereira

    Oi, tenho uma divida com o Banco do Brasil faz uns 4 anos, dentro desses 4 anos veio uma única proposta para mim, mas não deu para quitar,depois de algum tempo fui até a agência renegociar, eles me passaram para uma agência de cobrança e eles não quiseram parcelar para mim, será que eu tenho direito disso, e quem eu procuro para resolver o meu problema.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/04/2011 - 15:26
    Enviado por: FERNANDO

    boa tarde!!!

    colidi meu carro em outro nesse final de semana!!!

    a pessoa que eu colidi tinha seguro e eu não, fizemos um acordo verbal!! no qual a culpa foi minha!! ele foi até a delegacia e fez um b.o!

    ele disse que a seguradora vai vir me cobrar a franquia e o concerto do carro!! daki a uns meses!!

    porem eu estou desempregado, não tenho bens em meu nome!! meu carro e alienado pelo bv financeira!! esta com muitas prestaçãoes ainda!! e duas atrazadas!!!

    o que pode acorrer nessa situação complicada????

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/04/2011 - 13:47
    Enviado por: Luciana

    Olá,

    Tomei um empréstimo no BB para parcelamento de veículos. Fato é que ao perceber a quantidade de juros que estava pagando, decidi quitar antecipadamente a dívida. Para a minha surpresa,o BB não quer aceitar o pagamento. O que fazer nestes casos? Já paguei até a mais antecipadamente,mas eles não saldam a dívida.

    Obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/04/2011 - 17:52
    Enviado por: Vaniele

    tenho uma divida no cartão de credito de 1000 reais,e queria renegociar com eles e parcela,eles tem obrigação de fazer isso ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/04/2011 - 20:52
    Enviado por: Adriene

    Olá
    gostaria de uma informação
    possuo um débito com um banco e estava recebendo correspondência em minha casa…agora consegui um dinheiro para quitar a dívida, fui ao banco e fiz uma proposta…o débito estava em 2300,00 e consegui pagar com 600,00. porém, agora a atendente me informou que o débito que paguei era do cartão de crédito e que tenho outro débito de três mil e poucos reais relacionados à conta corrente. isso é certo…porque nas correspondências que eu recebia não vinha nada sobre isso? por favor, gostaria de uma orientação pois estou realmente perdida e sem saber o que fazer.
    obrigada!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 14/04/2011 - 21:45
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Sim, é certo, a menos que tenha com provar que os débitos não são seus. Vá ao banco pessoalmente e se informe sobre quais são todas as dívidas que têm.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 15/04/2011 - 12:07
    Enviado por: Evandro Carlos Nunes Nunes

    Bom Dia,

    Tenho um financiamento leasing de um carro com o Banco Panamericano, a minha parcela vence dia 27, liguei para eles para ver a possibilidade de mudar a data de vencimento para o dia 5 (dia em que recebo), os mesmo me informarão que não é possível. Esta informação precede? Sei que outras instituições concedem esta mudança. Tenho como procurar outro meio para estar mudando este vencimento?
    Fico no aguardo
    Muito Obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/04/2011 - 20:45
    Enviado por: Larissa de Andrade

    Estou com uma divida com cartão de credito o qual me ligou para oferecer uma proposta de pagamento. Porém discordei do valor e pedi que fosse calculada a divida com os juros legais o que eles não aceitaram. Eu quero pagar a divida mas gostaria de pagar somente o que devo e não com os juros exorbitantes que eles estão cobrando. Como devo proceder para conseguir pagar somente o que devo?
    Obrigada!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 18/04/2011 - 21:26
      Enviado por: Marcelo Moreira

      As coisas não são tão simples como você acha que são. Você acha que deve um valor, mas a empresa acha que deve outro. Ou você procura um contador para fazer o cálculo ou procura um advogado e questiona a dívida na Justiça. A emrpesa não é obrigada a aceitar as suas condições de pagamento, ou da forma como lhe convier, é o contrário: o devedor é que tem de se adequar às exigênc ias do credor.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 18/04/2011 - 22:14
    Enviado por: Larissa de Andrade

    Mas Marcelo os juros são de 16%…isso é legal?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 18/04/2011 - 22:56
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Por isso que eu disse que é preciso procurar um contador e ler com atenção o contrato. O que para mim e para você pode parecer abusivo para Justiça não é. Alguns bancos cobram 250% de juros ao ano no cheque especial, no cartão de crédito passa de 200%. E você não vê ninguém esbravejando por aí. Sendo assim, é o caso de analisar com cautela se é o caso de contestar a cobrança na Justiça. Procure um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 19/04/2011 - 16:37
    Enviado por: vanessa

    Boa tarde,
    Quando se renegocia divida com banco é permitido ficar com restrição interna.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 19/04/2011 - 18:55
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há lei que impeça isso, ninguém é obrigado a aceitar quem quer que seja como cliente 0 desde, é claro, que não haja constrangimento ao consumidor.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 19/04/2011 - 21:09
    Enviado por: rodrigo costa

    Eu tenho uma divida de 18 mil no banco, isso ja calculado os juros. Sendo que as parcelas mensais estao altas e nao estou conseguindo pagar, pois estou desempregado e tenho que pagar parcelas menores para eu ficar tranquilo.
    Eu posso ir ao banco pedir uma renegociaçao, mesmo estando desempregado ou eu tenho que estar trabalhando?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 19/04/2011 - 21:28
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Estar empregado ou não não faz diferença. Você pode pedir uma renegociação, mas o banco tem o direito de não querer renegociar.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 20/04/2011 - 09:12
    Enviado por: OSCAR RIBEIRO

    bom dia em 2009 finaciei junto a cef um imovel avaliado em 100,0000,00 as parcelas ficarm 30anos de 798,00 por mes na epoca trabalhavamos eu e minha esposa consiguiamos pagar normalmente hoje só trabalha eu e ganho 1,100,00 por mes bruto já estou com 6 parcelas em atraso pois solicitei junto a caixa para para que foce feito um refinaciamento só que gerente falou que não seria possivel agora oque eu faço vou ate um forum de pequenas causas ou eu não sei se tiver alguem ai para me orientar vou agradecer

    responder este comentário denunciar abuso

    • 20/04/2011 - 16:34
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há o que fazer a não ser renegociar. Se for à Justiça perderá o imóvel do mesmo jeito. Procure a ajuda de um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 20/04/2011 - 15:05
    Enviado por: Amelia

    Boa tarde,
    Estou em negociação com banco santander e hoje devo R$ 46.300,00 toads parcelas em dia me apresentaram uma proposta de 48xR$2.6000,00 valor total de R$ 124.800,00.,

    Sem mais
    Sds

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/04/2011 - 13:34
    Enviado por: mara

    boa tarde
    tenho um veiculo financiado e gostaria de reduzir o valor da parcela como proceder?o financiamento é do sofisa mas o boleto é do itau .procurei o simulador de refinaciamento destes bancos pela internet e não achei.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 25/04/2011 - 16:16
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Só entrando na Justiça, com chances pequenas de sucesso. Devia ter analisado melhor a compra antes de asinar o contrato.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/04/2011 - 16:28
    Enviado por: Regina

    Obtive um empréstimo junto ao banco Itaú e há 3 anos estou com as prestações atrasadas. Ontem, procurei o banco, por iniciativa própria, para renegociar a dívida, entretanto, fui informada que a dívida tinha sido encaminhada para um escritório de advocacia. Liguei para o escritório e fui informada que a dívida será ajuizada e que todo acordo só poderá ser feito em juízo. Existe alguma forma de evitar qua a dívida seja ajuizada?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/04/2011 - 11:44
    Enviado por: Ana

    Tenho uma dívida com cartão de credito de R$ 7.500,00 sendo que em torno de 70% desse valor é so de juro, eles me cobram inclusive taxa de cobrança.Tenho tentado negociar mas eles não facilitam.Não estou trabalhando e não tenho como pagar esse valor.Tem algo que eu possa fazer?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/04/2011 - 11:20
    Enviado por: Aline

    Olá, tenho 22 anos e no momento estou desempregada. No fim de 2010 tirei um carro pela BV Financeira, devolvi o carro em Janeiro de 2011 pq fiquei desempregada. Ficou uns 12.000,00 pra mim acertar com o banco. Será que consigo parcelar essa divida? Com meu nome sujo não conseguirei arrumar mais emprego? Quais as providencias que devo tomar?
    Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/04/2011 - 16:35
    Enviado por: Marcelo Moreira

    Não só corre o risco de perder como vai perder caso o financiamento não seja pago, por você pou pela pessoa a quem você fez o financiamento. Ou paga ou procure um advogado e tente questionar a dívida na Justiça, com chances mínimas de cuesso.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 29/04/2011 - 11:18
    Enviado por: shilley

    Quero parcelar meu limite do cheque especial que está estourado, tenho mais dois financiamentos que venho pagando corretamente e que são debitados da minha conta no banco. Procurei o gerente da conta e efui informada que para negociar o parcelamento do saldo do cheque especial tenho que renegociar os emprestimos, não quero fazer isso pois negociei os emprestimos com taxa de 3% e eles querem re negociar tudo oq devo com taxas de 4,7%, se for assim vou pagar muito mais. A pergunta é sou obrigada a ficar renegociar tudo ou posso só renegociar o cheque especial?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 01/05/2011 - 15:47
    Enviado por: luciana

    Tenho uma divida com o cartao credcard e nao tenho como ta pagando o acordo pois estou desempregada e a divida ja esta a mais de 4.000,00 me ligaram do setor juridico do cartao dizendo que eu tenho que comparecer ao forum com um advogado. o que devo fazer?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 02/05/2011 - 17:20
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Comparecer a um fórum com um advogado e se defender. Você deve e terá de pagar, se não quiser ser processada.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 02/05/2011 - 14:45
    Enviado por: Henrique

    Boa tarde,
    Tenho algumas dívidas com bancos e cartão de crédito, no caso de penhora de bens, se eu não tiver nada em meu nome, eles podem levar os moveis(geladeira, fogão etc…) da casa em que vivo com minha mulher e filhos.
    Obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/05/2011 - 15:05
    Enviado por: amanda pereira de sousa

    tenho uma divida de 500 reais queris negociar como fasso?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/05/2011 - 15:14
    Enviado por: OSCAR RIBEIRO

    OLA BOA TARDE GOSTARIA DE SABER SOBRE INVENTARIOS!
    A 1 ANO MEU PAI VEIO A FALECER DEIXANDO PARA MINHA MÃE E 4 FILHOS UMA CASA E UM CARRO SÓ QUE DA MINHA PARTE NÃO CONCORDO COM A DIVISÃO IMPOSTA POR ELES NA EPOCA EM QUE MORAVA JUNTO COM ELES CONSTRUI 2 COMODOS TOTALIZANDO 1 VALOR DE + OU -40,000,00 REAIS,GRAÇAS A DEUS MINHA MÃE ESTA VIVA
    ESTÃO ATE HOJE RECEBENDO O DINHEIRO DO MEU ALUGUEL GOSTARIA DE SABER SE NÃO ASSINAR O INVENTARIO ELES PODERM FAZER E O QUE ACONTECE. OBRIGADO!

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/05/2011 - 16:02
    Enviado por: Tatiane

    Tenho uma divida junto ao banco HSBC o valor seria de 3000,00 em limite usado. Eles querem que eu pague 3250,00 a vista ou 10.000,00 parcelado, já que não tenho condiçoes de pagar o valor a vista propus pagar o valor a vista em até 5 parcelas e eles negaram dizendo que este valor e só a vista, sou uma microempresaria, e gostaria de saber se existe uma possibilidade de entrar com uma ação para pagar o valor a vista em parcelas ?
    Agradecida

    responder este comentário denunciar abuso

    • 02/05/2011 - 17:06
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Pode-se entrar na Justiça por qualquer coisa. Ganhar é uma outra questão. Não há nada de irregular no procedimento do banco, a sua intenção é estapafúrdia, deve ao banco e quer estabelecer a forma como quer pagar. Se ainda quiser insistir, então peça ajuda ao Procon.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 03/05/2011 - 20:48
    Enviado por: Flávia

    Boa Noite,
    Tenho algumas dúvidas, meu marido sujou meu Nome sem eu saber, no Banco do Brasil a divida está em aproximadamente 22.000,00.
    Descobri ao tentar fazer uma compra, sofri um grande constrangimento, me senti vitima de um golpe, fiquei muito constrangida com isso, estou disposta a pagar a Divida, como devo proceder!por favor me ajude.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/05/2011 - 14:54
    Enviado por: Danyelle

    Meu marido teve problemas financeiros, pois investiu em um negócio e as coisas não deram muito certo. Agora ele está com dificuldades para pagar um empréstimo bancário. Recebemos o aviso de que será enviado para cobrança e o nome incluído no cadastro do Serasa. Em razão das dificuldades financeiras do negócio mal sucedido, sobrevivemos com o meu salário. Tenho conta neste mesmo banco onde meu marido tem a pendência. Eles podem bloquear o dinheiro da minha conta? Somos casados em regime de comunhão parcial de bens – mas não temos conta conjunta, ele tem uma conta e eu tenho outra. Enfim, minha maior dúvida e maior preocupação é se a pendência ficará apenas vinculada ao CPF dele ou o meu também pode ficar comprometido?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 04/05/2011 - 16:35
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Poder não podem, mas é possível que façam isso. Se o fizerem, reclame no Procon e procure ajuda a de um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 04/05/2011 - 20:26
    Enviado por: daiere aparecida

    ola tudo bem tenho uma divida com o banco bradesco de mais ou menos 12.000 e fui negociar e eles me passaram um valor de 5 anos de 460 mas nao posso pagar isso por mes o que eu faço ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 04/05/2011 - 20:31
    Enviado por: solange maria de souza

    boa noite por favor me exclaressam como devo prosseder fui procurada por um escritorio de emprestimos me disseram gue se eu renegociasse um emprestimo consignado que ja estava com 8 parcelas descontada em meu contrachegue eu teria um retorno de 3.000,00 mil reais o mesmo foi feita a compra pelo banco santander mas no final so retornaram uma parcela de 420,00 reais gue era referente a prestação do mes e figuei com uma divida maior enão tive mais gualguer informação sou pencionista da marinha me sinto lesada por favor me ajudem ou me informe um advogado bom desde ja agradeço por informações.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/05/2011 - 15:10
    Enviado por: Simone

    Me formei em 2000 e tinha crédito educativo mas nunca recebi qualquer cobrança. Assim que comecei a trabalhar quis comprar um imóvel mas não podia porque a CEF disse que eu tinha que pagar parcelas de R$400,00 e meu salário na época era R$800,00 e a dívida estava em torno de R$ 28.000,00, desisti. Hoje estou casada e cheia de dívidas, tenho R$10.000,00 para dar de entrada em um imóvel pelo plano “Minha casa minha vida”. Gostaria de saber se a CEF negocia dívidas, por exemplo, minha irmã devia uns R$20.000,00 de crédito educativo, chegou a pagar algumas parcelas, eu não, e negociou num valor de R$1.500,00 parcelado!! Será que eu teria direito, apesar de nunca ter pago nenhuma parcela? para que eu não venha perder esta oportunidade. Obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/05/2011 - 17:19
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A Caixa negocia se quiser. Ninguém é obrigado a negociar o que quer que seja. Entre em contato e veja se há acordo, de preferência com a ajuda de um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/05/2011 - 09:19
    Enviado por: Marilene

    Tenho uma divida de R$4000.00 no cartão credicard. Insistentemente venho recebendo ligações ameaçadoras dizendo que minha divida agora está em um fórum e que o juiz decidirá pela penhora do que eu tiver para o pagamento da divida. Esse procedimento é legal? uma empresa de cartão de crédito tem esse poder? detalhe: naum tenho nenhum bem em meu nome.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 09/05/2011 - 10:31
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Claro que é legal. É uma cobrança legítima, desde que não haja excessos. A empresa tem de cobrar e ir à Justiça para reaver seus bens financiados, é um direito que ela tem.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/05/2011 - 14:34
    Enviado por: alexandra

    comprei um veiculo em 2007, tudo certo todos impostos pagos,quando fui vistoriar ele no ano passado estava bloqueado por debito em divida ativa referente ao IPVA de 2004/2005/2006 que estao pagos agora o veiculo encontra-se aprendido e para tirar tenho que pagar uma divida que já está paga . O que fazer?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/05/2011 - 22:45
    Enviado por: Jose Roberto

    Tenho um carro financiado em 48x e ja quitei 15 parcelas. Meu seguro venceu em janeiro e antes de renovar sofri um acidente onde perdi praticamente oo carro. Gostaria de saber se existe alguma lei que me favoreça em caso de deixar de pagar o financiamento.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 09/05/2011 - 10:15
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Claro que não existe. A financeira nada tem a ver com isso. Financiou um bem e tem de rececer por isso. Pague normalmente até o final.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 09/05/2011 - 12:38
    Enviado por: Fernando

    Boa tarde
    Tenho uma divida d 150.000,00
    Com fazer para pagar nela 1500,00 reais por mes pode ser em quantos anos forem neecssario

    abs

    responder este comentário denunciar abuso

    • 09/05/2011 - 15:12
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Só tentando renegociar, lembrando que a empresa tem todo o direito de recusar qualquer negociação. O devedor é que deve se adequar às exigências do credor.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 09/05/2011 - 20:22
    Enviado por: priscila

    olá !! eu preciso de uma ajuda eu negociei minhas contas com varias empresa devida minha situação elas me tiraram juros e fez acordo muito bom,para eu ta efetuando ,mas exceto a calcard-meio preço . a unica empresa que não que tirar o juros so faz o parcelamento ,eu não tenho como pagar com juros devidas minhas condições ,e a empresa ela pode exercer isso como meta geral ou eu posso decorrer como direito de consumidor eu tenho esses direito de não querer paga o juros?? eu preciso de uma resposta urgente..obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

    • 10/05/2011 - 12:00
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Claro que a empresa pode proceder dese jeito, ela não tem obrigação nehuma de parcelar ou facilitar as coisas. E você tem de pagar, queira ou não, não tem essa de não querer pagar os juros. Se quiser, tente contestar a dívida na Justiça, com chances mínimas de sucesso.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 10/05/2011 - 00:45
    Enviado por: Germana

    Boa noite.
    Eu possuo um cartão de crédito universitário da Credicard Citi, quando assinei o contrato de adesão não foi pedido comprovação de renda à mim. Hoje recebi uma notificação da empresa Conecta informando que o banco irá provomer uma “Ação Judicial de Recuperação de Crédito”, pois possuo uma dívida de R$2.000. A notificação fala sobre o artigo 659, entretanto, eu não possuo bens a serem penhorados, moro com meus pais e não tenho trabalho formal, recebo apenas uma bolsa de R$360 da faculdade. Nesse caso, o banco pode penhorar bens dos meus pais? O que pode acontecer? Qual o melhor procedimento pra eu tomar neste momento?
    Obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/05/2011 - 14:11
    Enviado por: Rogério Aquino

    financiei uma casa pela caixa economica federal, fiquei desempregado e parei de pagar as parcelas, a casa foi para leilão, tenho o dinheiro para quitar o que está em atraso mais a caixa falou que não tem mais a possibilidade de negociar. Eu posso entrar na justiça para adquirir meus direitos?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 10/05/2011 - 15:39
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Pode-se entrar na Justiça por qualquer coisa e contra qualquer coisa. É seu direito, mas agora é tarde demais. Procure um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 10/05/2011 - 17:37
    Enviado por: adriana roberta borges da silva

    Boa Tarde, financiei um apartamento pela caixa economica, a 5 anos e o financiamento e de 20 anos, moro na casa de meu pai e aluguei o apartamento para poder pagar as parcelas, mais a imobiliaria que coloquei era esterionataria fujiu com o dinheiro do deposito e o iquilino deixou de pagar o aluguel e começou me dormento pois des de dezembro estava sem serviço e as parcelas atrasaram hoje estou com divida com a caixa economica e tenho medo de perde meu apartamento, gostaria de saber se a caixa parcelaria esta divida para mim, quero pagar mais não tenho todo o dinheiro o que tevo fazer presiço de ajuda. sem mais fico grata pela atençao.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/05/2011 - 21:23
    Enviado por: MARISA GARCIA

    BOA NOITE, TENHO UM DÉBITO DE TELEFONE JUNTO A EMBRATEL E A MAIS DE UM ANO TENHO TENTADO ACORDO MAIS NÃO TENHO ACESSO A EMBRATEL SOMENTE A NET POIS O NETFONE É DA EMBRATEL, E ELES NÃO PARCELAM MAIS DE TRES VEZES E EU NÃO TENHO COMO PAGAR EM TÃO POUCAS PARCELAS POIS A DÍVIDA JÁ PASSOU DE MIL REAIS, GOSTARIA DE SABER SE EXISTE ALGUM ORGÃO ONDE EU POSSA ENTRAR EM CONTATO DIRETO COM A EMBRATEL E TENTAR PARCELAMENTO EM MAIS VEZES, POIS TODOS OS MEUS CONTATOS COM A COBRADORA FORAM EM VÃO.
    GRATA

    responder este comentário denunciar abuso

  • 10/05/2011 - 21:36
    Enviado por: WELLINGTON ALEIXO

    TENHO UM DÉBITO DE JUNTO AO BANCO BV DE FINANCIAMENTO DE VEÍCULO FALTAM APENAS 4 PARCELAS PARA QUITAR O DÉBITO, EU ESTOU TENTANDO PAGAR DUAS, POIS TEM 3 ATRASADAS E A ÚLTIMA VENCE DIA 21 DESTE MÊS, MAS ELES QUEREM NO MÍNIMO O PAGAMENTO DE 3 PARCELAS, E ALÉM DISSO DISSERAM QUE VÃO DAR BUSCA E APREENSÃO NO CARRO E BLOQUEAR O DOCUMENTO DO MESMO JUNTO AO DETRAN ENTRE OUTRAS COISAS, ACREDITO QUE ELES NÃO POSSAM ESTAR FAZENDO ESSAS AMEAÇAS, TENTEI CONTATO DIRETO COM O BANCO MAS ELES NÃO ME ATENDEM SÓ DIZ QUE O CONTRATO ESTÁ NA COBRADORA, O QUE DEVO FAZER?
    MUITO OBRIGADO.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/05/2011 - 13:47
    Enviado por: jackson marcelo

    Boa tarde, estou querendo quitar minhas dividas. Prescizo da ajuda de alguem para poder conselhar o que e devo fazer. Primeiro financiei um veiculo no ano 2009 paguei a 1ªparcela logo sofri um acidente de moto passei este veiculo pra um conhecido o mesmo sumui com o veiculo por 2 anos. Recuperei o veiculo e estou disposto a devolver a financeira esta em bom uso.Tenho 2 folhas de cheque pra recuperar e um financiamento de lojas de roupas na marisa. como negociar esta divida????
    DESDE JÁ agradeço.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/05/2011 - 18:21
    Enviado por: mauricio batista

    olá, meu nome é mauricio e estou com uma divida com a caixa economica, pois vinhamos pagando tudo direitinho até, minha esposa ficar desempregada, e aí foi acumulando e virou uma bola de neve,venho tentando fazer um acordo com a engea, mais eles vem com propostas que não da para pagar,e não deixam a gente pagar a do mês , ai vai ficando mais difícil ainda, como posso resolver, por favor me ajudem.
    grato.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/05/2011 - 09:12
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A empresa não tem obrigação de facilitar, parcelar ou até mesmo negociar. Ou você paga ou questiona a dívida na Justiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/05/2011 - 19:47
    Enviado por: André Moraes

    Boa noite,
    Estou com uma dívida praticamente impagável no itaú, hoje fui até a agência para tentar negociar mas parece que será dificil. Vou aguardar resposta até segunda. Hoje, tenho uns 5 emprestimos la, soma um montante de parcelas no valor de 3.800 por mês. Eu ofereci pegar todo meu valor devido, e refinanciar, transformando em um emprestimo só, com um prazo maior, 36 meses, e uma parcela menor! Eu estou em uma situação dificil, com uma renda aproximada de 4.000. Minha dúvida, é caso o banco não aceite a minha proposta, eu penso em ao invés de ir pagando essas dívidas e patinando, eu juntar esse dinheiro por uns 10 meses em outra conta para uma futura negociação, porém, ficaria inadimplente com o itaú! Vale a pena, guardar um montante e tentar uma negociação futura, ou ir pagando, correndo o risco de não conseguir pagar em breve? Obrigado!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 12/05/2011 - 09:10
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos dizer o que vale ou não a pena, não somos consultores financeiros, apenas orientamos sobre irregularidades em questão de defesa do connsumidor. Procure ajuda especializada.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 13/05/2011 - 05:45
    Enviado por: Mirlene Nunes

    Ola, primeiro obrigada por esse espaco.
    Tenho divida no Brasil e atualmente moro em Dublin, fiz a divida com o proposito de vir estudar aqui.A questao eh que nao consegui pagar minhas dividas no tempo em que estou por aqui.Agora, com um situacao melhor, quero quitar.
    Devo no Bco Itau e em um Banco de Emprestimos.
    O que eh melhor para eu fazer?
    Continuar juntando o dinheiro e pagar de uma vez, solicitando um desconto?
    Negociar minha divida desde ja com um acordo e ir pagando por aqui?
    Estou na maior duvida e medo.Pois quero pagar minhas contas mesmo estando morando fora.Voce pode me ajudar?
    Um conselho do que eh melhor eu fazer?
    Grata,

    responder este comentário denunciar abuso

    • 13/05/2011 - 07:33
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento, Mirlene, não damos conselhos em casos semelhantes como o seu, pois se trata de uma questão de consultoria financeira, e não fazemos esse tipo de ajuda. Você precisa de ajuda especializada. Só orientamos em casos de irregularidades na área de defesa do conusmidor.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 13/05/2011 - 10:34
    Enviado por: Anderson

    Olá amigos, comprei uim terreno com a empresa escopel e lopes, de inicio me disseram que o valor seria fixo da prestação e que eu iria pagar com juros simples de 1%… e que o valor que eu iria pagar seria R$ 116,00 dei 12 mil de entrada e comecei a pagar as pretsções, mas agora cada vez as prestações veem mais alta e fui ver no contrato e terei que pagar R$ 170,000 e cada vez a parcela virá mais alta, nao vou conseguir pagar assim, quando comprei disseram que a parcela seria fixa… estou desesperado, fui enganado, oque eu faço??? agradeço desde já…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/05/2011 - 16:48
    Enviado por: Sam

    Bom dia. Tenho um financiamento imobiliário pela caixa federal. Atualmente fui demitido. Teria como não pagar as parcelas enquanto procuro outro emprego, uma vez que o seguro-desemprego que recebo é de um valor abaixo de ao meu antigo salário?

    Além disso, sou obrigado a continuar pagando taxa de manutenção da conta corrente que só uso para depositar o valor das prestações habitacionais? Ou posso abrir uma conta poupança para isso?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/05/2011 - 21:09
    Enviado por: Andreia da Silva

    Tenho duas contas no BB em agencias diferentes. Em ambas tenho emprestimo mas em uma delas perdi meu emprego e não conseguirei pagar. Podem descontar tudo da minha conta na qual ainda recebo meu salario do Estado?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/05/2011 - 08:38
    Enviado por: Mariangela

    Estou muito individada por negocios mal sucedidos, minhas dívidas estão em torno de 20.000,00, em caso de penhora de bens se eu não tiver nada para pagar(penhorar) posso ser presa?
    Desde já obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/05/2011 - 12:29
    Enviado por: Anselmo Richter

    Boa Tarde

    Tenho uma divida junto ao banco Itaú de cheque especial desde 2006, eu utilizei R$ 9.000,00, hoje minha divida é de R$ 65.850,23, já tentei negociação junto ao banco e não tive sucesso, sou casado em comunhão de total de bens, o carro e uma moto estão no nome da minha esposa, estou correndo risco do banco empenhorar o carro e a moto? quais outros riscos estou correndo?, no ano que vem vai fazer 05 anos, ficarei livre dessa divida?

    Grato

    responder este comentário denunciar abuso

  • 17/05/2011 - 15:20
    Enviado por: angela marques

    ola boa tarde! estou precisando de orientaçao, estou desempregada, já tem um bom tempo, tenho um financiamento na caixa de minha casa, estou com 4 parcelas atrasadas, eles mandaram pro cartorio no cumprimento de retomar o imovel, agora nao sei como agir, uma vez que nao tenho de onde tirar esse valor, o que devo, fazer? ainda estipulara o prazo maximode 15 dias para que eu execute o pagamento.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/05/2011 - 09:46
    Enviado por: Marcos Antonio

    posso comprar o carro que era meu que o banco itau, mandou a justiça aprender com 04 parcelas atrasadas.
    Só tinha pago 03 parcelas e atrasado 04, tem mais de 05 meses que o carro foi apreendido.
    Quero negociar um preço avista, é claro.
    Não sei se já foi leiloado.
    Deste já agrato.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/05/2011 - 18:50
    Enviado por: Adriano Oliveira

    Boa noite a mais ou menos uns 4 anos atras peguei 1000r$ do lis itau emprestado, valor do qual paguei em 4x 500 = 2.000 reais e a divida nunca parava de crescer por causa dos juros exorbitantes minha divida atual esta em 7.000r$ procurei o itau para um possivel acordo mais não tive exito o que posso fazer ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 18/05/2011 - 23:07
    Enviado por: João Paulo

    Olá, minha esposa tem uma conta bancária e vária coisas estavam em débito automático. Juntando com outras dívidas do cartão e um descuido finaceiro devido a sua gestação, ficamos com uma dívida de 5.000 na conta. Fomos ao banco e nos deram 2 opções: pagar os 5000 à vista ou pegar um emprétimo em 24 vezes cujo valor total daria 11.000. Fizemos uma proposta para pagar 3000 à vista e quitar, mas a mesma foi negada. E agora? O que poderemos fazer? Fechando a conta a dívida continua a crescer, ou essa seria a melhor opção? è possível fechar a conta e parcelar a dívida sem juros? Somos realmente inexperientes nessa área e gostaríamos de ajuda. Obrigado!

    responder este comentário denunciar abuso

    • 19/05/2011 - 09:11
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não damos orientação neste sentido, vocês precisam da ajuda de uma consultoria financeira, coisa que não fazemos. O banco não tem obrigação de aceitar a sua proposta de quitação.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 19/05/2011 - 14:07
    Enviado por: ana paula

    comprei uma geladeira e um microonadas e nao estou conseguindo pagar eles podem entrar em minha casa sem eu ter negociado e retirar os eletrodomestico

    responder este comentário denunciar abuso

  • 19/05/2011 - 14:45
    Enviado por: Fernando

    Tenho umas dividas pra pagar e queria fazer um emprestimo pra pagar tudo de uma vez ou seja eu pagaria cartão,cheque especial,e outras coisas. Quitaria tudo e so pagaria parcelas do emprestimo q tomam 30 % de minha renda .E ai é uma boa ideia? e o tempo é 18 vezes .

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/05/2011 - 16:16
    Enviado por: Emyli

    GOSTARIA DE SABER PERGUNTAS BASICAS PARA FAZER PARA UMA DEFESA DE UM AMEPRESA EM QUE O EMPREGADO MORRE NAO NA EMPRESA MAS SIM EM UMA ROTA QUE NAO ERA PRA O EMPREGADO ESTAR FAZENDO.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 20/05/2011 - 16:27
    Enviado por: layza

    Olá,tenho muitas dividas em bancos e financeiras e queria quitar todas elas, Tem como juntar e negiciar todas elas juntas?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 21/05/2011 - 14:22
    Enviado por: rosy

    TENHO MEU NOME SUJO NA OPERADORA CLARO E DESEJO FAZER ACORDO COM ELES O QUE DEVO FAZER?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/05/2011 - 06:32
    Enviado por: rosy

    Essa é a minha duvida nao sei como entrar em contato com eles,já tentei ligar para o 1052 e nao deu certo…

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/05/2011 - 13:27
    Enviado por: jones

    olá, estou sofrendo uma execução extrajudicial na justiça federal, devido um empréstimo com a caixa econômica federal, em dezembro de 20110 fiz uma proposta de acordo atraves da justiça para pagar ao débito em uma única parcela no mes de fevereiro de 2011, porém devido situações adversas, não consegui efetuar o pagamento.
    O que pode acontecer agora?
    MInha situação fica pior na justiça?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 22/05/2011 - 16:40
    Enviado por: Estela

    Tenho dois contratos vencidos em 2008 com o Santander. Um de cheque especial e outro são duas parcelas de emprestimo pessoal. Acontece que a dívida foi repassada para empresa de cobrança e estão cobrando valores abusivos sem condições de negociação. Pergunto: Essa dívida pode retornar ao banco e eu negociá-la diretamente? Quero acertar mas com valores compatíveis com o período que não paguei, quem devo procurar?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 22/05/2011 - 17:28
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Nçao pode. Agora seu acerto é com a empresa, que não tem obrigação de aceitar negociar ou qualquer proposta sua. Procure um advogado para tentar renegociar ou questionar a dívida na JUstiça.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 23/05/2011 - 12:13
    Enviado por: luiz

    Olá,
    estou utilizando o limite do cheque especial do HSBC,
    Gostaria de saber se é possível negociar o saldo devedor
    já que minha conta é universitária.
    Obg

    responder este comentário denunciar abuso

  • 23/05/2011 - 17:10
    Enviado por: gernandia costa

    Oi,estou com um grande problema gostaria q vcs me orientasse,tenho um debito no banco do brasil de 2.400 será q posso negociar e parcelar?O maior é o financiamento de um carro na compra do carro paquei 50% e estou com 4 atrasadas so q a empresas de advocacia diz q a BV ñ parcela e ñ tenho com o pagar tudo de uma fez gostaria de saber se posso refinanciar o debito??
    desde ja obrigada.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 24/05/2011 - 08:59
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Negociar você pode, desde que a outra parte aceite conversar. O banco ou financeira não tem obrigação nenhuma de querer negociar e pode exigir o pagamento da forma como quiser. Ou você paga ou tenta questionar a dívida a Justiça, com poucas chances de sucesso.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 24/05/2011 - 18:15
    Enviado por: silvia

    boa noite, estou com um probelmão , fui demitida do trabalho e assim procedi com o seguro desemprego com toda a documentação que a empresa me forneceu, na data para eu receber fui informada que o pedido havia sido anulado devido a empresa nao ter dado entrada no cajed sendo assim nao constava meu dados no ministerio, meu seguro desemprego saiu depois de 90dias e isso meu nome foi para o Serasa, pois tinha algumas contas que so atrasão por erro da empresa. tentei solicitar ajuda financeira da empresa porem eles recusaram, tenho algum direito na justiça pois meu nome foi p/ o serasa e hj estou individa por todo esse transtorno.

    Aguardo ajuda

    responder este comentário denunciar abuso

  • 24/05/2011 - 21:19
    Enviado por: Mariah

    Olá
    Há dois anos atrás, meu esposo financiou um automógvel prisma pelo banco HSBC. Em dezembro de 2010 ele estava com 3 prestações atrasadas e o escritório de cobrança ligava insistentemente. Foi acordado então com o funcionário do escritório que ele pagaria as 3 prestações atrasadas para poder ter o direito de renegociar a dívida. Meu marido pegou dinheiro emprestado e pagou as parcelas. Quando ligou novamente para o funcionário, soube que ele tinha sido demitido. Resultado: para pagar o empréstimo, atrsamos novamente as prestações. Soube que o HSBC estava renegociando dívidas e fui lá com o meu esposo. Entretanto, fomos informados de que não poderiam fazer nada porque o nosso financiamento é leasing e só negociando mesmo com o escritório de cobrança (Toledo e Pisa). Fomos lá e a moça que nos atendeu, disse que só poderia fazer alguma coisa se meu esposo pagasse pelo menos a prestação mais atrasada. Agora, um detalhe: a prestação que mês passado estava em R$ 1.300,00, agora está R$ 3.500,00, porque segundo a funcionária, são custas judiciais. Queria saber se isso está certo. O carro é muito necessário em nosso dia-a-dia e usamos somente para resolver todos os problemas. Será que o escritório de cobranca pode fazer isso? Eu não quero que meu marido faça nenhum empréstimo porque já estamos muito endividados e eu estou desempregada. O sr. poderia me ajudar com algumas informações?

    Muito obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

    • 25/05/2011 - 09:03
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não fazemos nenhum tipo de cálculo, náo podemos dizer o valor está correto. Não há irregularidades no procedimento da empresa de cobrabça. Procure a ajuda de um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 24/05/2011 - 23:21
    Enviado por: felipe

    OLÁ, TENHO UM IMOVEL ALUGADO NO NOME DO MEU SOGRO, POREM A ALGUNS MESES ACABEI ME APERTANDO E E VOU ENTREGAR O APARTAMENTO A ELES AGORA DIA 20 DE JUNHO POIS É QUANDO ENCERRA O PRAZO DE 30 DIAS DO AVISO, POREM VOU FICAR DEVENDO 3 ALUGUEIS, 4 CONDOMINIOS 2 ENERGIAS E 1/2 IPTU, E ESTOU ENDIVIDADO QUERIA SABER O QUE FAZER POIS ELES ME DERAM ATÉ DIA 20/ 06 PARA SAIR DO APARTAMENTO COM TODAS ESTAS DIVIDAS PAGAS, E NÃO TENHO COMO PAGAR POR ISSO Q RESOLVI SAIR, APENAS PARCELADO, POREM ELES DISSERAM QUE NÃO ACEITAM, E VÃO COLOCAR O NOME DO MEU SOGRO NO SPC CASO EU NAO PAGUE, EXISTE ALGUMA FORMA DE EU FAZER ESSE ACORDO NA JUSTICA ATÉ PARA QUE O NOME DO MEU SOGRO NÃO CONSTE NO SPC ENQUANTO ESTOU PAGANDO A DIVIDA? OBRIGADO

    responder este comentário denunciar abuso

    • 25/05/2011 - 08:56
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não existe. Os credores podem exigir o pagamento da forma que acharem convieniente e não vemos irregularidade alguma no procedimento dos proprietários. Tente renegociar com a ajuda de um advogado. É possível questionar a dívida na JUstiça, mas será inútil neste caso.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 25/05/2011 - 07:04
    Enviado por: juliana f l

    Olá. estou numa situação extremamente horrivel. Eu devo apenas ao banco do Brasil. Um saque pequeno do cartao de credito e restante4 de um emprestimo que o capital era de 500,00. eles estao agora me cobrando o valor de 7000,00. eu só tenho o valor referente ao que foi sacado no banco, pois ja paguei algo e eles poderiam fazer dessa forma. Eu não tenho emprego, não tenho dinheiro, desempregada, doente, com duas filhas sendo uma recem nascida. Eles dizem que será dificil. Na verdade quero saber uma lei que me ampare pois QUERO PAGAR e não aceitam minha condição. E isso está acabando ainda mais com minha saude, pois tenho medo de eles cobrarem meu marido igual a uma vez que fizeram e ele tinha pago, mais pagou as que ainda iriam vencer. Posso ainda entrar com processo contra o banco? Por favor, me responda…

    responder este comentário denunciar abuso

    • 25/05/2011 - 08:52
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não há lei que a ampare. Você deve e tem de pagar. O banco não tem obrigação de aceitar as suas condições de pagamento, é o contrário: o devedor é que deve se adequar às exigências do credor. Ou tenta renegociar ou questione a dívida na Justiça, com chances reduzidas de sucesso.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 25/05/2011 - 18:33
    Enviado por: Rosy

    Ola marcelo Moreira, boa noite…gostaria de te informar que ja negociei com a claro ,consegui entrar em contato com eles e ja fiz acordo..muito obrigada pela força….Deus te abençoe fica na paz….

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/05/2011 - 11:26
    Enviado por: Leandro

    Bom dia , fiz uma renegociação porém não paguei a entrada , gostaria de saber se a data que foi feita a dívida para prescrever conta apartir da original ou se a renegociação não paga conta como uma nova dívida ?
    obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

  • 26/05/2011 - 15:14
    Enviado por: Karin

    Boa tarde!
    Sou funcionária pública federal e tenho empréstimos com desconto em folha, os quais quero quitar junto ao BB. Fui conversar com a gerente sobre o assunto e ela informou que eu poderia receber um desconto de, no máximo, 10 mil reais (saldo devedor que consta é de 33 mil, mas acredito que esteja com valores de juros equivocados). Até seria uma proposta interessante para me livrar das prestações que são muitas, porém, fui informada que ao receber tal desconto, perderia direito aos meus cartões de crédito (que sempre foram pagos integralmente e com débito em conta corrente), meu limite especial na conta e ainda ficaria sem possibilidade de fazer quaisquer outros empréstimos pelo banco, de forma permanente.
    Gostaria de saber duas coisas:
    1)Esta restrição que eles estão impondo é legal e pode ser efetivamente realizada?
    2)Se eu aceitar o desconto oferecido, posso quitar minha dívida e mudar de banco? O novo banco pode recusar os mesmos serviços que o BB me restringiu baseado em informações prestadas por ele?
    Obrigada.
    Karin

    responder este comentário denunciar abuso

    • 26/05/2011 - 15:43
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Questão 1: podem impor essaas restrições. Questão 2: cada banco tem sua própria política para aceitar novos clientes. Se houver tais restrições, elas não são ilegais. Se conseguir provar que outrp banco não a aceitou após ter consultado uma espécie de cadastro secreto de inadimplentes, pode tentar processar por danos morais.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 26/05/2011 - 19:43
    Enviado por: Jamerson

    Olá boa tarde!
    Tenho um financiamento (veículo) FAT/Projer na Caixa Econômica Federal e já paguei 23 parcelas das 48 contratadas.
    Sempre paguei em dia.
    Comprei o veículo para um negócio e meu negócio não “deslanchou” como era para ser. Agora estou me apertando e não vou poder pagar prestação tão altas,a prestação é de 2.300,00.
    Fui falar com a direção da CAIXA e disseram que para o Proger não tem renegociação.
    Me ofereceram um financiamento particular, para ampliar o prazo, mas, a prestação ficou quase a mesma.(diferença de 100,00) e ainda terei mais 12 prestações encima das 23.???
    Devo ficar inadimplente e perder o veículo, ou realmente não tem refinanciamente para o Proger?
    Aguardo um resposta.
    Obrig

    responder este comentário denunciar abuso

    • 27/05/2011 - 07:53
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Pelo que sabemos, o Proger não permite a renegociação, mas é estranho o procedimento da Caixa, geralmente eles oferecem outras soluções para evitar a retomada do bem financiado. Faça uma consulta a um advogado especializado para tentar uma nova negociação.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 27/05/2011 - 07:59
    Enviado por: Marisele

    Bom Dia!!!
    Tinha conta corrente em um banco, mas dois meses não consegui cobrir os juros do cheque especial, excedendo o limite de R$450,00, o banco credor simplesmente encerrou a conta, incluindo meu nome no SERASA, e pior recebi o aviso para regularização da dívida no dia em que o prazo encerrava… Quase não durmo pois sempre paguei tudo em dia e vou precisar do banco pois temos o interesse de financiar a casa própria, minha pergunta é a seguinte o banco credor pode me negar crédito, se quitar essa dívida por causa do histórico???
    Att
    Marisele

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/05/2011 - 11:35
    Enviado por: sylvio carvalho

    tenho vários financiamentos junto ao banco itau (cheque especial, empréstimos etc.) Sou pessoa juríca. Os financiamentos vencem em datas diferentes e são de prazos diferentes, Gostaria de saber se existe a possibilidade de juntar todos em uma data é um prazo unico?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 27/05/2011 - 13:27
    Enviado por: sueli

    ola preciso que de uma opinião estou em divida com o banco so cheque especial eles me fizeram uma proposta de parcelar a divida que é de valor 10.450,00 mais eu tenho um dinheiro para receber no valor de 5.000,00 sera que ele pode aceitar como quitação da divida?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 27/05/2011 - 15:10
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não damos opiniões, apenas orientações em casos concretos. Neste caso, só fazendo a proposta ao banco para saber.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 27/05/2011 - 18:17
    Enviado por: Carmen

    Saí de uma sociedade e retirei meu nome do CNPJ como manda a lei, meus ex sócio assumiu todos as responsabilidades da empresa, inclusive o refinanciamento documentado com sua assinatura, e a pouco tempo descobri que o banco colocou meu cpf em restrição. O que fazer para retirar meu nome desta dívida??? Grata

    responder este comentário denunciar abuso

  • 28/05/2011 - 09:35
    Enviado por: JOÃO RACHID

    Quitei um empréstimo, e o Banco, manteve a cobrança em meu contra cheque, por mais 10 meses. Enviei todas as comprovações, e não fui atendito, pelo ressarcimento. Recorri a Justiça, e passados 3 anos, o juiz determinou, que o Banco, pagase R$ 3.000,00, o que acho ridículo. Gostaria de saber, se eu devesse, ao Banco, R$ 970,00 em junho/2008, qual seria o valor que pagaria, com todas as correções, em junho/2011 ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/05/2011 - 13:22
    Enviado por: Gisele Cristina

    Mandei um questionamento alguns dias atrás, porém além de não ter obtido resposta, não aparece listado nos comentários.Por favor me mandem resposta.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 30/05/2011 - 13:37
    Enviado por: Gisele Cristina

    Vou repetir então:

    Seguinte, há cerca de um ano mais ou menos utilizei meu limite de cheque especial no valor de R$ 1.000,00. Todo mês deposito um valor referente ao juros, pq não recebo o meu salário mais nessa conta. Pretendo negociar com o banco o valor deste empréstimo, mas antes gostaria de saber se posso cancelar minha conta e ficar pagamento as parcelas, objeto da negociação via boleto, por exemplo.Só estou com essa conta ainda ativa por causa desse empéstimo, mas todo mês tenho que depositar, além dos juros, o valor do pacote de serviços.
    Por isso gostaria de saber se o banco pode me obrigar a manter essa conta e só encerrar após a satisfação integral do empréstimo.Pretendo pagar o valor total do empréstimo em algumas parcelas, mas n vejo mais necessidade de pagar tarifa de manutenção de uma conta que eu não movimento mais.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 30/05/2011 - 14:46
      Enviado por: Marcelo Moreira

      É possível encerrar a conta, mas leia o contrato antes. Dependendo do que estiver estipulado, talvez a manutenção da conta seja uma exigência para uma eventual negociação. Sobre pagar em parcelas, só se o banco topar.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 31/05/2011 - 17:22
    Enviado por: silvio

    olá
    Até o ano passado eu tinha sócios eles deixaram a empresa e eu assumi 100% das responsabilidades. Devido ao mercado atrasamos alguns emprestimos de pessoa juridica e o banco colocou o nome dos meus sócios em protesto alegando que eles assinaram a um ano atrás como devedor solidário. gostaria de saber se é possivel exigir judicialmente a retirada dos nomes, sendo que atualizei no banco, antes desses protestos, o contrato social.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 31/05/2011 - 17:49
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Lamento, não podemos responder, essa não é uma questão de defesa do consumidor. Essa é quema questão de direito comercial.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 31/05/2011 - 17:43
    Enviado por: valdecir dos santos silva

    Oi estou com problema na negociação do contrato do meu carro,estou com tres prestações do meu carro atrasadas e quero regularizar elas ,eu falo pro banco que tenho uma condiçõa pra resolver ou regularizar a cituação mas ele ñ aceita e quer q seja da forma q ele quer …
    O que posso estar fazendo nesse caso?
    Eles tem esse poder de dizer q tem q ser da forma deles?
    Obrigado e aguardo ser respondido pelo meu email..

    responder este comentário denunciar abuso

    • 31/05/2011 - 17:59
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Claro que podem exigir da forma como eles querem, já que eles são so credores. Não têm nenhuma obrigação de negociar ou de aceitar as suas condições de pagamento. O devedor é que tem de se adequar às exigências do credor. OU paga ou questione a dívida na Justiça, por meio de advogado, com chances remotas de sucesso.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 31/05/2011 - 21:28
    Enviado por: Juliana Oliveira

    Olá! Minha dúvida é: uma perfumaria no meu bairro abriu crediário para os clientes, e na época minha irmã fez compras no meu nome, no valor de r$55,00(valor que consta no serasa) desde set/2006, e eu nem lembrava disso, pois estava quitando outras dividas maiores, enfim, o caso é q agora só me falta esta pra limpar o meu nome, então fui até o estabelecimento pra quitar a mesma. Lá chegando fui informada que tratava-se não de 1 mas de 3 parcelas de r$55,00, e que com os juros q correram até então, daria um valor de r$1.500,00 mais ou menos. E q para que eu quitasse a dívida e meu nome saísse do serasa, eu deveria pagar o valor de 490,00!!!!!Eu disse a gerente q a dívida estava para caducar este ano mas eu estava ali com o dinheiro para quitar e q no máximo eu daria r$160,00 q seria o valor real da divida, e ela simplesmente me disse,com essas palavras: que não me pegou na rua e me obrigou a comprar nada e que se eu não quisesse pagar os r$490,00 a gente ia ver se ia caducar mesmo!!! O que eu faço com essa louca?!?! preciso limpar meu nome!! e se ela validar a dívida de novo??

    responder este comentário denunciar abuso

    • 02/06/2011 - 17:06
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Dívida não caduca nunca. Tem de ser paga. Não há nada de errado com a cobrança. Procure um contador, faça o cálculo para ver se o valor está correto e tente negociar.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 02/06/2011 - 19:06
    Enviado por: Carlos Antonio

    Minha empresa quebrou, apos um golpe de um sócio que eu tinha, devo no banco do Brasil, cartão de credito VISA, MASTER e cheque especial, todo mês vem uma bomba de juros, estão me ligando do escritório de cobrança querendo fazer acordo, mas no momento estou sem renda.
    Como faço para eles pararem com esse juros abusivos? Estou sem renda, quero pagar, mas quando eu começar a pagar, não posso concordar em pagar esse juros absurdos? Como devo proceder?
    E quando eles vão parar de complicar a negociação e serem mais amigáveis, para chegarmos juntos a uma solução?
    Tem alguma lei para o consumidor que eu possa pedir mais tempo para quitação da divida, ao invés de 12 meses? E eles podem ficar cobrando juros absurdos por quanto tempo?

    Agradeço desde já.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 02/06/2011 - 20:10
    Enviado por: jaciara santana

    tenho um carro questa na justica devido parcelas altas e no entanto ja venceu o carne quero pagaro restante e não sei como fazer

    responder este comentário denunciar abuso

  • 03/06/2011 - 11:34
    Enviado por: ODETE R MASCARENHAS

    A pouco tempo descobri q devia a lojas marisa,divida de 12 anos atras.tenho certeza q paguei.porem eles vivem me mandando boleto com o valor de 11 vezes 372,00.tentei um acordo de 100,00,pois o valor era de 37,00. o q devo fazer?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 03/06/2011 - 18:19
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Ou paga ou tenta negociar. É possível questionar a dívida na Justiça, desde que tenha como provar que não a fez. Procure um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 04/06/2011 - 22:23
    Enviado por: Allan Christian Medeiros

    1 anos atrás por intermédio de uma contrutora, comprei a minha casa financiada junto a Caixa Econômica Federal. Só que a 3 meses tive que sair com a minha mulher grávida da minha casa, pois ela apresentou várias avarias por intermédio da chuva, impossibilitando a minha estadia na minha casa. Já fiz um Boletim de Ocorrência na Delegacia, fui na Caixa fazer um registro do ocorrido, mas até o momento a caixa não resolveu o problema. A minha mulher esta para ter bebe e agente esta de favor na casa da mãe dela.. Gostaria de saber como eu devo me proceder. E qual o melhor remédio jurídico cabível nesse caso..
    É bom mencionar que eu pago o seguro no financiamento..

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/06/2011 - 22:02
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Neste caso o melhor a fazer é procurar um advogado e ir à Justiça contraz a construtora por ressarcimento e indenização por danos morais.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 05/06/2011 - 13:32
    Enviado por: William pires de Oliveira

    Minha mãe se separou há 2 anos. Na separação meu pai ficou com metade do valor do apartamento(100.000,00R$) e minha mãe ficou com a outra metade para pagar.

    O problema é que o contrato que a Caixa Econômica emitiu pra ela assinar só acaba em 2039,ou seja, parcelaram 50.000,00R$ em 300 prestações se aproveitando da situação difícil no momento e ela, totalmente desinformada, acabou assinando.

    Agora, 2 anos depois quero ajuda-la a renegociar a divida, sendo que ela ja pagou 12.000,00R$ em dois anos e abateu somente 2.000,00R$ do valor total.
    Como fazer? Tem como renegociar e nao perder o valor ja pago?
    Pois pagar 12mil e ver 10mil indo pro lixo e aguniante.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 06/06/2011 - 09:22
    Enviado por: Roseane

    Bom dia, estou com alguns problemas e gostaria de ajuda, em como devo proceder, 1° tenho um sinistro com uma cia de seguro, (Seguro fiança), sai do imovel devendo alguns alugueis, e agora eles estçao me cobrando um valor estrondoso de 16.000,00 o que devo fazer? 2° como devo proceder diante de um processo de ação de despejo onde apenas dois alugueis em atraso.

    Obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/06/2011 - 21:49
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Impossível entender o que você quer dizer. Não para saber se a cobrança é legítima ou irregular. Procure a ajuda do Procon ou de um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/06/2011 - 14:34
    Enviado por: jaqueline

    Boa tarde,

    Meu limite de cartão de credito é de 20,000 minha divida ja esta em 24,000,00 . Tinha 8,000 de cheque especial e foi descontado o mínimo do cartão no valor de 4,360,00 sendo assim minha conta ficou negativa nesse valor. Sobrou na minha conta 3640,00 de cheque especial, sendo que se eu deixar na conta no próximo mes irão descontar o mínimo do cartão de credito novamente e terei meu cheque especial totalmente perdido. Devo sacar o que sobrou do cheque especial? Pois quero juntar dinheiro pra quitar o cartão de credito sem ficar pagando o valor mínimo.
    Posso solicitar o cancelamento do cartão de crédito?
    Obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/06/2011 - 21:32
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Não podemos ajudar, você precisa de orientação de um consultor financeiro. Sobre cancelar o caertão, até pode, mas a dpivida terá de ser paga de qualquer jeito.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 06/06/2011 - 21:47
    Enviado por: Tatiana Faquini

    Boa noite,

    Realizei hj uma renegociação da minha divida com A LOjas Cem, o gerente me informou que a loja não irá retirar meu nome do Serasa até o final da negociação, porque 1ºx foi feita a loja cumpriu o acordo eu não, e agora vou ficar com o nome negativado até o final das parcelas, eles podem fazer isso, não vou conseguir arrumar serviço. Eles ainda não renegociaram com um novo valor e sim disseram que iam manter o antigo acordo com as parcelas reajustadas, de R$200,00 para R$269,70, disse que o valor ainda estava alto, mais o gerente com pouca vontade, me disse que é assim as leis internas da loja. O que faço?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 06/06/2011 - 22:09
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O nome tem de ser retirado após o pagamento da primeira parcela. Se isso não acontecer, procure o Procon. Sobre os valores cobrados, não há nada irregular, a empresa não é obrogada a rengociar ou a dar desconto.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 07/06/2011 - 03:52
    Enviado por: Luiz Carlos

    Em 1986 comprei minha casa,paguei 11/ de 15 anos, perdi o emprego, fiquei 2 anos sem pagar, investi 5 mil no saldo devedor. (Até 8 anos o Banco era APETRIM/MG, por fraude foi fechada e dívida passou pra CEF) Namenteessa passagem houve mudança de valores nas prestações; de 35 passou pra 140, depois 360, depois 900, briguei pedi revisão pela própria CEF, foi feita e caiu pra 550. Perdi o emprego, Não dei mais conta de pagar. Pedi refinanciamento que somados aos aanos restantes mais os anos que não consegui pagar, gerou um plano de 15 anos começando por 460 Reais, fiz uns esforços, vendi um carro etc.. e paguei 3 meses. Mas desisti
    e entrei com uma ação de REVISÃO GERAL + PAGAMENTO EM JUÍZO num valor afixado pelo Juiz.Paguei 1 ano e meio em juízo até a CEF impetrar bloqueio.Esse processo corre desde 2003 e o advogado meu dizia que duraria no maximo 2,3 anos. Parece que agora acabou.
    A casa em questão mora meu filho casado, com minha neta ( A casa tem 2 quartos) e eu moro hoje na casa do meu filho divorciado, (casa dele, onde eu comprei alguns móveis, Tv, Som, geladeira).
    No final da ação, eu perdendo, o que pode acontecer, já que a única coisa que tenho no meu nome é a casa financiada, corro o risco de tentarem penhorar coisas da casa do meu filho divorciado?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/06/2011 - 04:24
    Enviado por: Luiz Carlos

    CONTINUAÇÃO:

    Posso tentar renegociar a dívida para deixar a caso para meu filho casado? nesse caso ele pagariaa parte dele e eu a dívida do atraso?

    Eles podem entrar na casa do meu filho e querer penhorar seus bens? Carro deles, móveis etc…?

    Posso ser preso?

    Vão Bloquear minha conta no Banco (apesar de não ter quase nada)

    Abraços
    Luiz

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/06/2011 - 14:13
    Enviado por: Neusa Cardoso de Sousa Rufino

    Tenho uma divida no banco que era de 12000 reais no ano 2009 hoje esta em 18000 reais foi um envestimento agropecuaria, e foi para o serasa, com todo este juro eu não tenho como pagar e o juro era de 6,75 ao ano oque eu devo fazer ?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 07/06/2011 - 19:09
    Enviado por: jose eduardo de almeida

    tinha uma corrente de 55 gramas no penhor da caixa eu estav ausente da minha cidade e vim por esquecer o pagamento da renovaçao do bem foi vencido em 20 março . fui regularizar o bem o mesmo ja tinha sido leiloado,eu como cliente eles nao deveria me informar sobre o leilao era uma joia cara e de familia..oque devo fazer??

    responder este comentário denunciar abuso

    • 07/06/2011 - 19:27
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Nada. A Caixa não tem obrigação de informar a realização de leilões. Se o bem não for recuperado, a Caixa entende que não interessa mais ao dono e pode leiloar quando bem entender.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 08/06/2011 - 09:22
    Enviado por: celestino de liz

    recebo minha aposentadoria pelo itau,mas decidi mudar para qualquer banco.
    O problema é q tenho um emprestimo consignado descontado em folha q foi feito pelo itau,e por isso eles disseram q não posso mudar de banco…isso é verdade ?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 08/06/2011 - 17:33
      Enviado por: Marcelo Moreira

      É possível mudar de banco, ma a dívida continua vinculada ao banco itapu, que terá de encontrar outra forma de cobrá-lo.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 08/06/2011 - 13:41
    Enviado por: Eder

    Tenho Uma parcela vencida esta em acessoria como posso fazer um negociação.acessoria solicita o pagamento a vista, posso pedi parcelamento da parcela.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/06/2011 - 02:53
    Enviado por: Luiz Carlos

    COLNTINUAÇÃO 2
    Na casa que moro com meu filho, tem alguns móveis e eletronicos que comprei, comprei no Cartão em meu nome, alguns nem tenho mais nota fiscal.
    Ele poderão penhorar esses óveis ou a penhora é só para imóveise veículos?

    Grato

    responder este comentário denunciar abuso

    • 09/06/2011 - 22:05
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Em tese qualquer bem material pode ser penhorado, mas dificlmente terão interesse em móveis e eletrodomésticos usados.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 09/06/2011 - 10:10
    Enviado por: ieldes cortez

    o que fazer estou devendo umns 10,000,00 reais a um argiota so reçebo um salario minimo por mes ele nao quer negociar so que o valor total.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 09/06/2011 - 14:20
    Enviado por: Alessandro

    Boa tarde, estou com uma dívida no santander, cujos juros tornam o pagamento impossível, estou tentando negociar, porém sem sucesso, porém creio que terei pedir a revisão dos cálculos na justiça mesmo. A minha pergunta é, tendo conta em outro banco onde recebo meu salário, o santander pode bloqueá-la com o objetivo do pagamento forçado?
    Grato

    responder este comentário denunciar abuso

    • 09/06/2011 - 20:55
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Em caso de díividas não pagas, o credor pode ir à JUstiça pedir o bloqueio de contas bancárias em qualquer instituição.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 09/06/2011 - 16:34
    Enviado por: vanessa souza oliveira

    Boa tarde.
    tenho um emprestimo CDC da caixa economica federal peguei 3000,00 ja venceram 2 parcelas e eu ainda não as paguei.
    fui hoje na agencia para tentar renegociar eo gerente informou que não tem como antecipar as parcelas. Ou eu posso quitar por 3600,00 ou deixar como esta e ir pagando as parcelas normalmente.
    Achei um absurdo eu não poder antecipar algumas parcelas para diminuir os juros.
    o que posso fazer nesse caso? se eu não pagar ate 12/06 meu nome ira para o SPC.
    Não quero que isso aconteça mas tbm n tenho como continuar com o emprestimo do jeito que esta

    responder este comentário denunciar abuso

    • 09/06/2011 - 20:47
      Enviado por: Marcelo Moreira

      A empresa não tem obrigação de antecipar o pagamento de parcelas, apenas de oferecer a quitação total se o cliente exigir. Pague normalmente de forma sequencial.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 09/06/2011 - 19:50
    Enviado por: Mayara

    Boa noite,

    Gostaria de saber se está correto empresas de cobranças entrarem em contato com os parentes do devedor e informar sobre a dívida. Informando data de vencimento, valores, tempo de atraso, valor de juros. Pois todos os financiamentos que fazemos damos referências e telefone de residência. Mas, acredito que seja errado a invasão de privacidade informando sobre pendências à outras pessoas. Há respaldo jurídico contra isso?
    Favor esclarecer.

    Grata.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2011 - 14:48
    Enviado por: Nathália

    Gostaria de saber sobre a renegociação de uma divida.Eu estou querendo paga-lá,mais o credor não está aceitando a renegociação pois diz que foi parcelado uma vez através de boleto bancario;E que agora não aceita emitir novos boletos para parcelar,sendo que tive que pagar mais da metade da divida em busca de sair do serasa o mais breve possivel.O que eu devo fazer…Como funciona a lei.Devo me informar dos meus direitos.Parcelando novamente em quantos dias saio do serasa?Obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

    • 13/06/2011 - 17:09
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O credor está com a razão, não tem obrigação nenhuma de negociar ou de parcelar. Ou paga ou tenta questionar a dívida na Justiça, com chances pequenas de sucesso. Procure a ajuda de um advogado.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 11/06/2011 - 15:30
    Enviado por: Gledson

    Quero saber se uma divida que está no Serasa depois de 5 anos,se caduca?Obrigado

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2011 - 18:04
    Enviado por: luciene

    Gostaria de saber se ha lgum orgão que me ajude a negociar com a AMPLA… tenho um debito de pouco mais de mil reais em um relogio de uma loja que aluguei, preciso pagar para poder liberar para o dono pedir energia para essa loja, mas não tenho os 50% de entrada exijido por eles… ha algo que eu possa fazer?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 11/06/2011 - 20:29
    Enviado por: andreia

    Boa noite !
    Estou como uma divida de condominio 4.500,00 e não tenho como pagar tudo , como meu marido ficou desempregado. Quero pagar mas elees querem em dez vez e so posso pagar 200,00 por meus mais o condominio não aceitaram. Mas to pagando . E verdade que meu apartamento pode ser tomado Ele é quitado eé e valiado por 200 mil. O que faço?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 13/06/2011 - 17:03
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Procure um advogado para ajudá-la a negociar, mas não há muito o que fazer. O condomínio está com a razão.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 12/06/2011 - 10:54
    Enviado por: Silvia

    Olá, tenho uma micro empresa com dívidas junto a vários bancos, alguns renegociei outro não renegociou e moveu uma ação de cobrança num valor muito alto, tentei negociar com o banco mas o total da dívida subiria p/mais que o dobro tornando inviável o parcelamento. Atualmente a ação está parada, o que devo fazer? não concordo com o valor que estão me cobrando, no final da ação será que o banco parcelaria a dívida?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/06/2011 - 20:02
    Enviado por: Josue Alves

    Boa noite!

    Utilizei R$ 3.000,00 do meu LIS com o banco Itaú, e hoje parcelei em 36x de R$ 245,00, totalizando em R$ 8.820,00.

    Não tenho a intenção de pagar tantos juros assim, gostaria de saber se eu propor a quitação desse contrato daqui alguns meses, fazendo um pagamento antecipado, se os juros serão abatidos. Por exemplo, se eu fosse quitar daqui um mês, eu teria que pagar o valor total de R$ 8.820,00?

    Aguardo resposta,

    Obrigado.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 13/06/2011 - 21:50
    Enviado por: mary

    OLÁ,Gostaria de saber sobre a renegociação de uma divida, fiz a negociação uma ves mas por motivos de desemprego não consegui termina de paga.hj estou trabalhando e quero acerta essa divida mais o credor não está aceitando a renegociação pois diz que ja foi parcelado uma vez estou sem sabe a quem recorrer pois é um valor alto e não tenho condiçoes de pagar o q fazer?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/06/2011 - 10:39
    Enviado por: Max

    Estou com uma divida de 3.500,00 com o banco do brasil. Eu contrai essa divida em 2009. Porem o valor era bem mais a baixo do que isto, foi um cdc de 500,00.Lembro que solicitei na epoca que fiz o cdc uma conta poupança, porem banco gerou outra conta corrente da qual eu não sabia e essa conta gerou debito por não ser movimentada, até ai tudo bem, depois tive alguns problemas financeiros e dois cheques meus voltaram cada um de 275,00. Bom, até 3 meses atras eu tava ciente da divida que chegava em torno de 1.500,00, mais como estava desempregado não tive como negociar, agora que estou trabalhando, entrei em contato com o banco para negociar, fui informado que a divida é de 3.500,00 e que eles parcelam em até 12 x, porém me fizeram uma proposta de mil e alguma coisa da qual não to lembrado do valor agora, porem eles tambem dividem só em 12x, tentei alegar que mesmo com a proposta em 12x fica dificil para eu pagar, mais alegaram que o banco não divide em mais vezes. E agora ? estou querendo pagar minha divida mais o banco não quer negociar, como devo proceder para quitar essa divida, antes que gera mais juros…?

    responder este comentário denunciar abuso

    • 14/06/2011 - 17:09
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O banco não tem obrigação alguma de parcelar, negociar ou facilitar o pagamento. O devedor é que tem de se adequar às exigências do credor. Ou você paga ou questiona a dívida na JUstiça, com chances pequenas de sucesso.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 14/06/2011 - 13:54
    Enviado por: jaqueline

    Boa tarde,
    Meu marido esta devendo no cartão de credito,a unica forma de cancelar o cartão é via AR? pode ser pelo atendimento telefonico? A empresa é obrigada a cancelar? Ele esta devendo tambem ao cheque especial, podemos solicitar para fechar a conta? Se o unico bem que temos é um carro que esta em meu nome podera ser penhorado? Somos casados em comunhão parcial de bens.
    Obrigada

    responder este comentário denunciar abuso

    • 14/06/2011 - 17:05
      Enviado por: Marcelo Moreira

      O cancelamento pode ser feito por telefone tanto do cheque como do cartão, mas o banco vai determinar qual será a forma de cobrança da dívida que fica.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 14/06/2011 - 14:54
    Enviado por: ariana

    boa tarde,.meu marido deve uma dívida com cheques num total de 2400,00 reais somando junto os 58,00 por cada folha para carimbar ao todo sendo 7 cheques,.porém esta dívida já fazem quase 5 anos.,mais não temos todo este dinheiro á vista,gostaria de saber se o banco não pode parcelar.ou algo assim ,.para ficar mais fácil para nós pagarmos.,pois o nome dele esta no spc a muito tempo..e por isso não podemos fazer financiamentos….obrigada pela atenção;.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 14/06/2011 - 16:34
    Enviado por: Aline

    Olá, eu possuo uma dívida pouco mais de 1,500 reais (o famoso límite). Faço faculdade e por um erro da unidade de ensino não foi emitido o boleto de fevereiro, tive que pagar a conta com juros e aquelas coisas toda. Fui até a minha agencia e solicitei uma negociação do valor que na qual devo. Eles disseram que seria enviado o pedido à analise (acredito que pelo salário que eu ganhe? Pouco menos de mil reais). Quais as chances que eu tenho desse acordo ser aceito?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/06/2011 - 11:17
    Enviado por: Nonato

    Estou com várias dívidas, porém a que mais me preocupa é com a caixa econômica, pois nela há empréstimos e outros, ainda não fui renegociar, mas o valor está muito alto que percebo que só pra mais de 72x poderei pagar com sacrificio, existe a possibilidade de abatimento de juros e encargos para facilitar a renegociação, qual o melhor caminho?

    responder este comentário denunciar abuso

  • 15/06/2011 - 11:23
    Enviado por: KEECY

    Tenho muitas dividas em cartões de credito de diversa financeiras no começo estava dando para paga mas meu marido ficou desempregado e as coisas desadaram minha maior divida é em um cartão da credcard cite que chega a 5.000,00 mas não tenho condicões de pagar meu marido ainda estar desempregado o que pode acontecer comigo?eles podem entra na justiça ja recebir varias cartas extra judiciais.

    responder este comentário denunciar abuso

  • 16/06/2011 - 07:58
    Enviado por: Leila da venda

    Meu marido é cliente do banco real agora santander a 22 anos,
    e a conta é conjunta comigo. Ontem fiquei sabendo que me excluiram da conta dele sem me comunicar, tenho cartões e sempre assinei os cheques em meu nome e na semana passada eles pagaram um cheque que eu dei ao cabelereiro. Ontem um cheque que dei para pagar um passeio foi estornado por que alegaram que a conta é só do meu marido.Fiquei tão cconstangida porque nunca me aconteceu isso é meu marido me mandou entrar na justça ,mas fico com receio . Me de uma luz.

    responder este comentário denunciar abuso

    • 16/06/2011 - 16:56
      Enviado por: Marcelo Moreira

      Qual o motivo da exclusão? E por que não avisaram antes? Faça uma queixa no Procon e acione o banco ono Juizado Especial Cível por danos morais.

      responder este comentário denunciar abuso
  • 16/06/2011 - 08:11
    Enviado por: keecy

    Já lir muito sobre isso,so tenho a a casa em que moro com meu esposo atualmente e ele so tem documentação de compra e venda pq é casa de conjunto sabe em bairro humilde eu tenho um salario de 598,00 por mÊs ja mim ligaram mim fazendo varia prosposta mas ainda fica muito alto para o meu orcamento financeiro,eles jas abaxaram mas de 1.000,00 da divida tenho interrese de mas em voltar a ter nome limpo sera que com o decorre do tempo a divida abaixar mas e mas…